Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo
Expandir Minimizar

Introdução à Microsoft Enterprise Platform para profissionais de UNIX

Capítulo 1 - Introdução

Publicado em: 10 de novembro de 2004

Nesta página

Visão geral
Público-alvo
Visão geral da migração do UNIX
Recursos e habilidades
Criando um ambiente Windows de sucesso

Visão geral

Este manual apresenta os recursos de computação corporativos oferecidos pela Microsoft em comparação com a tecnologia UNIX, e como a plataforma Microsoft® Windows® pode ser uma alternativa eficiente ao UNIX. Os objetivos são apresentar uma visão geral da plataforma corporativa da Microsoft, incluindo o Windows Server System e o ambiente de desenvolvimento Windows, além de diretrizes prescritivas e suporte referentes à migração da plataforma e à sua operação subseqüente.

Embora suas origens estejam nas comunidades acadêmica e de pesquisa, o UNIX é, hoje, um sistema altamente confiável para servidores operacionais, especialmente servidores Web e banco de dados de produção. O UNIX está disponível em uma ampla variedade de plataformas, desde computadores pessoais até grandes equipamentos com vários processadores. Vários grandes fabricantes de computadores, entre eles IBM, Sun e Hewlett-Packard/Compaq, oferecem produtos corporativos com base no UNIX e em equipamentos próprios que utilizam processadores RISC. Diversas variantes do UNIX e de sistemas compatíveis estão disponíveis para as arquiteturas Intel x86.

O Windows também é um sistema altamente confiável. Entretanto, a falta de conhecimento da plataforma Windows impede que muitas organizações explorem os benefícios de deixar de usar os seus aplicativos em UNIX. Deixando o UNIX para adotar o Windows Server System, uma organização pode aumentar seu desempenho e a sua flexibilidade e, ao mesmo tempo, reduzir consideravelmente o custo de propriedade.

Entretanto, uma migração não é uma tarefa que possa ser realizada sem planejamento. Há quatro abordagens para a migração do UNIX que devem ser levadas em conta no início da transição:

  • Interoperação. Transferir um ou mais componentes de um aplicativo UNIX para a plataforma Windows.

  • Migração de código. Recompilar ou converter o código-fonte do aplicativo UNIX para a plataforma Windows.

  • Substituição. Substituir os aplicativos UNIX existentes por pacotes de software disponíveis do Windows.

  • Evolução. Utilizar o aplicativo UNIX existente como uma especificação funcional e, depois reconstruir o aplicativo utilizando linguagens de programação e ferramentas da Microsoft.

Cada uma das estratégias acima é descrita mais detalhadamente no Capítulo 8: Conceitos básicos da migração do UNIX.

Observação O termo Windows é normalmente usado para descrever o conhecido sistema operacional (SO) da Microsoft. Para compreender corretamente a viabilidade e os recursos da plataforma Windows para computação corporativa, é necessário distinguir o Windows Server™, o Windows Server System e o Windows Desktop:

  • Windows Server refere-se à versão mais recente do Windows projetada para oferecer suporte a ambientes de computação corporativa. No momento desta publicação, trata-se do Windows Server 2003.

  • Windows Server System refere-se coletivamente ao Windows Server 2003 e aos vários produtos de servidor da Microsoft com os quais ele opera, como Microsoft SQL Server™, Microsoft Exchange Server, Microsoft Internet Information Services Web Server e Microsoft Host Integration Server.

  • Windows Desktop refere-se às muitas versões do sistema operacional encontrado em computadores pessoais, incluindo Windows 2000 e Windows XP.  

Para obter mais informações sobre o Windows Server System, consulte:
http://www.microsoft.com/windowsserversystem/ (em inglês)

Público-alvo

Os principais públicos-alvo deste manual são os tomadores de decisões de negócios de TI e os tomadores de decisões técnicas de TI. Entretanto, outros especialistas técnicos também podem aproveitar o conteúdo deste manual. A lista a seguir descreve os públicos-alvo previstos deste guia.

  • Os BDMs (Tomadores de Decisões de Negócios) de TI são responsáveis por compreender o papel da computação nos negócios da sua organização, além de todos os respectivos recursos de desenvolvimento, administração e manutenção. Os BDMs compreendem questões de custos de TI, TCO (Custo Total de Propriedade) e ROI (Retorno sobre o Investimento), mas talvez não compreendam aspectos específicos da tecnologia UNIX.

  • Os TDMs (Tomadores de Decisões Técnicas) de TI são responsáveis por compreender as vantagens técnicas, os recursos e a facilidade de uso de várias tecnologias da informação. Pressupõe-se que os TDMs compreendam a tecnologia UNIX e estejam motivados para saber mais sobre a plataforma Windows.

  • Os Arquitetos Técnicos e de Soluções são responsáveis pela arquitetura e pelo projeto de redes, segurança, bancos de dados e aplicativos. Esses arquitetos também compreendem profundamente a sua especialidade dentro da organização.

  • Os Desenvolvedores de UNIX são responsáveis por criar aplicativos para a organização de TI. Eles compreendem todos os aspectos técnicos de implementação do ambiente de aplicativos.

  • Os Administradores de Sistemas Unix são responsáveis pelas atividades operacionais diárias associadas ao UNIX. Esses administradores compreendem o funcionamento do UNIX na estrutura da empresa, incluindo desempenho do UNIX, gerenciamento de capacidade e configurações de hardware, todos os contratos de manutenção e suporte com os fornecedores, bem como todos os contratos de nível de serviço em vigor.

Os públicos-alvo secundários deste manual são os profissionais de Windows que estão motivados a saber mais sobre o UNIX.

Visão geral da migração do UNIX

As instalações de UNIX ficaram mais complexas e caras e, mesmo assim, permanecem no centro de muitos ambientes de negócios devido a consideráveis investimentos em hardware, licenças de servidor, habilidades e dados que elas representam.

Muitas empresas estão deixando o UNIX para adotar uma alternativa mais econômica e fácil de gerenciar para manter a competitividade.

Economia

Uma solução Windows é consideravelmente mais econômica em comparação com o UNIX. Especificamente, o custo é reduzido em termos de capacidade de processamento e taxas de licenciamento. O custo do hardware, por exemplo, RAM (Memória de Acesso Aleatório), sistemas de armazenamento em disco, e outros periféricos também caiu drasticamente devido à popularização desses itens, causada pela onipresença do sistema operacional Windows. Embora outros sistemas operacionais tenham seguido essa tendência de utilizar hardware mais econômico, a dificuldade de fornecer drivers para uma grande variedade de sistemas operacionais responde em grande parte pela disponibilização desse hardware apenas (ou em primeiro lugar) para sistemas Windows.

Outros fatores que contribuem para o custo relativamente baixo do Windows Server System são a administração comparativamente simples, os custos mais baixos de distribuição de software, o competitivo mercado de aplicativos e a disponibilidade de equipe treinada a um custo razoável.

Desempenho

A falta de concorrência no fechado mercado de hardware UNIX levou a uma melhoria apenas moderada do desempenho do UNIX em relação aos últimos anos, ao passo que o desempenho de plataformas baseadas no Windows Server System demonstrou melhorias consideráveis.

Em outubro de 2004, oito dos dez melhores resultados listados no banco de dados de benchmarks TPC-C do Conselho de Desempenho de Processamento de Transações, ordenado por relação entre preço e desempenho, utilizavam o Windows Server System. Oito desses resultados foram atingidos utilizando o sistema de banco de dados Microsoft SQL Server.

Para obter mais informações sobre o banco de dados de benchmark TPC-C, consulte:
http://www.tpc.org/tpcc/results/tpcc_results.asp?orderby=hardware (em inglês)

Em outubro de 2004, oito dos dez melhores resultados de desempenho no banco de dados de benchmark TPC-H do Conselho de Desempenho de Processamento de Transações, que mede as cargas de trabalho de OLAP (Processamento Analítico On-Line ), foram obtidos por configurações do Windows Server System. Sete dos dez resultados mais baixos em termos de relação preço-desempenho foram obtidos por configurações do Windows Server System.

Para obter mais informações sobre o banco de dados de benchmark TPC-H, consulte:
http://www.tpc.org/tpch/results/tpch_results.asp?orderby=hardware (em inglês)

Inovação

De longe, a maior parte das pesquisas e do desenvolvimento de produtos na área de computação é realizada em ambientes de processamento distribuído, como o Windows Server System. De maneira semelhante aos sistemas operacionais HP-UX da Hewlett Packard e z/OS da IBM, o Windows é um software proprietário, no sentido de que o código-fonte tem seus direitos autorais protegidos e é divulgado apenas sob um contrato com os parceiros e licenciados legítimos. Entretanto, os aspectos proprietários do Windows não se estendem aos equipamentos de computação.

O Windows sempre foi um sistema operacional voltado para uso em muitas plataformas de hardware diferentes. Esse único atributo revolucionou o mercado de computadores pessoais. A adoção de praticamente qualquer outro sistema operacional proprietário também traz consigo a restrição da obrigatoriedade de usar hardware e — em certa medida — software de sistemas relacionados da mesma marca, por exemplo, DBMS (Sistemas de Gerenciamento de Bancos de Dados) e servidores Web.

Por exemplo, se for adotado o AIX, ele deve ser instalado em um equipamento da IBM; se for o Solaris, deverá ser usado um equipamento da Sun Microsystems. Entretanto, o Windows Server System não impõe restrições de hardware. Na atual lista de compatibilidade de hardware do Windows Server, estão à disposição mais de 230 sistemas de servidor de dezenas de fornecedores diferentes, incluindo Dell, Fujitsu-Siemens, Hewlett-Packard, Hitachi, IBM, Intel, Mitsubishi, NEC, Toshiba, Unisys e muitos outros. Isso significa que os Windows Server Systems devem ter um preço extremamente competitivo e ser tecnologicamente inovadores para serem bem-sucedidos no mercado.

Recursos e habilidades

A questão sobre como a migração do UNIX afeta as pessoas, seus empregos e suas responsabilidades está além dos objetivos deste manual. Embora seja necessária uma evolução de habilidades, também estão disponíveis novas oportunidades para os profissionais como resultado da migração.

As disciplinas e os processos necessários para gerenciar com sucesso a computação no ambiente UNIX permanecem essencialmente as mesmas no ambiente Windows e, portanto, permanecem relevantes. Para o profissional do UNIX, adquirir conhecimentos de Windows é algo valioso, devido aos ambientes de computação heterogêneos que são muito comuns em grandes organizações. Para essas pessoas, a migração é uma oportunidade de progresso na carreira e não nega o valor das habilidades que já possuem.

Criando um ambiente Windows de sucesso

O Windows Server System é uma infra-estrutura integrada de servidor baseada na simplificação do desenvolvimento, da implantação e do gerenciamento, prevendo necessidades e oportunidades tecnológicas e de negócios. Ela foi criada para interoperar com outros dados e aplicativos em um ambiente de TI, reduzindo o custo das operações contínuas e proporcionando uma infra-estrutura altamente confiável e segura.

O Windows Server System é baseado no sistema operacional Windows Server 2003, oferecendo uma grande variedade de diferentes produtos e tecnologias que proporcionam operações, aplicativos e infra-estruturas de informações. O Windows Server 2003 está disponível nas seguintes edições:

  • Windows Server 2003, Standard Edition. Para cargas de trabalho de departamentos e corporativas padrão.

  • Windows Server 2003, Enterprise Edition. Para cargas de trabalho de servidor essenciais ou pesadas.

  • Windows Server 2003, Datacenter Edition. Para altos níveis de escalabilidade e confiabilidade.

  • Windows Server 2003, Web Edition. Para serviços e hospedagem de Web.

Para obter mais informações sobre as várias edições do Windows Server 2003, consulte:
http://www.microsoft.com/windowsserver2003/evaluation/features/compareeditions.mspx (em inglês)

O objetivo do Windows Server System é promover a eficiência operacional pela simplificação da implantação, do gerenciamento e da segurança; assegurar altos níveis de confiabilidade, desempenho e produtividade no desenvolvimento de aplicativos; e conectar perfeitamente informações, pessoas e sistemas.

Uma migração bem-sucedida para a plataforma Windows tem como resultado um ambiente de computação que satisfaça aos mesmos critérios que sempre foram associados às instalações bem-sucedidas do UNIX:

  • Alta confiabilidade

  • Segurança reforçada

  • Alto desempenho

Os capítulos a seguir apresentam:

  • Uma visão geral de como cada um dos recursos acima são normalmente oferecidos no ambiente UNIX

  • Uma visão geral de como os recursos são oferecidos no Windows Server System com um nível de serviço idêntico ou superior

  • Ferramentas disponíveis para atingir o nível de serviço desejado

  • Referências a outros recursos da Microsoft ou dos seus parceiros

Embora o foco deste guia seja como a plataforma corporativa da Microsoft oferece esses recursos, a interoperabilidade com os componentes mais importantes de outros fornecedores também é importante. O Windows Server System oferece suporte a plataformas de bancos de dados e ambientes de desenvolvimento de software de concorrentes. Embora o valor da Inovação Integrada seja maximizado com o uso de produtos da Microsoft para criar uma solução completa, a Microsoft reconhece que os clientes podem ter outras necessidades que os levem a escolher software de outros fornecedores.

Links relacionados

Download

Veja a Introdução à Microsoft Enterprise Platform para profissionais de UNIX

Notificações de atualização

Inscreva-se para receber informações sobre atualizações e novas versões

Comentários

Envie seus comentários ou suas sugestões


Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2014 Microsoft