Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo
Expandir Minimizar
Este tópico ainda não foi avaliado como - Avalie este tópico

Introdução à compatibilidade de aplicativos

Introdução

Publicado em: 30 de novembro de 2006

Os testes da compatibilidade são um fator importante no êxito a longo prazo do projeto de implantação. Independentemente de o projeto da implantação incluir novos aplicativos com o novo sistema operacional ou a empresa estar utilizando aplicativos existentes, a capacidade dos usuários de fazer logon depois de uma implantação e continuar o seu trabalho normal é um objetivo fundamental.

Este documento descreve estratégias para identificação de problemas em potencial, a criação de um pacote de atenuação e, em seguida, a implantação dessa atenuação. Para executar essa meta, a equipe de recursos da compatibilidade de aplicativos deve trabalhar com as outras equipes para eliminar esforços adicionais nos testes. É sensato compartilhar as instalações do laboratório de teste com a equipe de recursos do gerenciamento de aplicativos, a fim de eliminar a sobreposição de esforços nos testes dos novos aplicativos. O compartilhamento do inventário de aplicativo com outras equipes também pode ser uma estratégia que economizará tempo.

Nesta página

Informações básicas
Pré-requisitos
Suposições
Formação e referências
Requisitos de laboratório

Informações básicas

Antes de mudar dessa versão atual do sistema operacional Windows para o Windows XP ou Windows Vista, a empresa deve testar os seus aplicativos, a fim de garantir que sejam compatíveis com o novo sistema operacional. A empresa pode ter até vários milhares de aplicativos instalados em toda a empresa. Os problemas de compatibilidade com um ou mais desses aplicativos podem impedir que os profissionais da informação executem a sua função e afetar as principais funções comerciais.

Embora a maioria dos aplicativos desenvolvidos para versões anteriores do Windows provavelmente terá uma boa execução nas novas versões, as novas tecnologias nas novas versões podem fazer com que alguns aplicativos tenham um comportamento diferente. Os exemplos de aplicativos que a equipe de recursos da compatibilidade de aplicativos deve testar para garantir a compatibilidade incluem:

  • Aplicativos principais que sejam parte das configurações de desktop padrão, como os conjuntos produtividade de escritório.

  • Aplicativos da linha de negócios (LOB, Line-of-business), como os conjuntos de ERP (Enterprise Resource Planning, Planejamento de Recursos Empresariais).

  • Ferramentas administrativas, como os aplicativos de antivírus, compactação, backup e controle remoto.

  • Ferramentas personalizadas, como scripts de logon.

Aplicativos de baixo nível, como aplicativos de antivírus, drivers no modo kernel e drivers de filtro, têm grande probabilidade de apresentar problemas. A empresa também deve garantir que os seus aplicativos de servidor sejam compatíveis com os clientes que executam o Windows XP ou Windows Vista.

Observação   Este guia não descreve como testar aplicativos que serão executados nas versões de 64 bits do Windows XP, Windows Vista ou Microsoft Windows Server® 2003. As versões de 64 bits dos sistemas operacionais não são compatíveis com aplicativos de 16 bits, mas os usuários podem executar aplicativos de 32 bits nessas versões usando o emulador x86, conhecido como WOW64 (32 bits do Windows em 64 bits do Windows).

Pré-requisitos

Este guia requer o uso da versão 5 do ACT.

Suposições

Os membros da equipe de recursos da compatibilidade de aplicativos devem estar familiarizados com os conceitos de como a compatibilidade de aplicativos se encaixa nas estratégias gerais de gerenciamento e migração do Windows. Este guia supõe que o desenvolvimento e o trabalho de teste serão realizados em um ambiente de laboratório que não seja de produção, embora alguns testes (como a coleta de inventário de aplicativo e avaliação da compatibilidade do aplicativo limitado) sejam mais bem conduzidos no ambiente de produção.

Este guia supõe que os membros da equipe da compatibilidade de aplicativos tenham:

  • Um entendimento da navegação e da hierarquia do Registro do Windows.

  • Um entendimento dos arquivos ou tipos de arquivos que os aplicativos usam.

  • A capacidade de extrair informações do aplicativo e de configuração manualmente a partir de grupos internos de desenvolvimento e fornecedores de software que não sejam da Microsoft.

Formação e referências

O Microsoft TechNet e o site da Web da Microsoft (http://www.microsoft.com.br) oferecem white papers e artigos que podem fornecer informações adicionais e informações básicas sobre a compatibilidade de aplicativos. Para obter mais informações sobre a compatibilidade de aplicativos no Windows Vista, consulte Windows Vista Application Compatibility em http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=78122 (em inglês).

O ACT está disponível para download em Application Compatibility Tools em http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkID=76172 (em inglês).

Requisitos de laboratório

Se ainda não houver um, estabeleça um ambiente de laboratório dedicado e isolado a ser usado no desenvolvimento e no teste da solução. O laboratório deve espelhar o ambiente de produção de forma razoável. Em alguns casos, é melhor abrir a rede de teste para os serviços existentes de produção em vez de replicar o ambiente de produção em detalhes – por exemplo, permitindo que os pacotes DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol, protocolo de configuração dinâmica de hosts) passem pelos roteadores através da rede de teste.

Observação   Algumas operações podem ser realizadas com segurança no ambiente de produção, como uma coleção do inventário de aplicativo.

O laboratório deve incluir, no mínimo:

  • Computadores suficientes para fornecer infra-estrutura de serviços:

    • Um domínio do serviço de diretório Microsoft Active Directory® (Windows Server 2003 ou Microsoft Windows 2000 Server)

    • Windows Server 2003 com Service Pack 1 (SP1 – Windows Server 2003 R2 é preferível, pois ele fornece um mecanismo útil de replicação)

  • Microsoft Virtual Server 2005 (opcional).

  • Serviços do DHCP.

  • Serviços DNS (sistema de nome de domínio).

  • Serviços do WINS (serviço de cadastramento na Internet do Windows) (opcional).

  • Microsoft SMS 2003 com SP1 e SMS Operating System Deployment (OSD) Feature Pack.

  • Microsoft SQL Server™ 2000 ou Microsoft SQL Server 2005.

  • Contas de teste de laboratório de usuário comum e com privilégios administrativos.

  • Hardware de rede para fornecimento de conectividade.

  • Acesso à Internet (para baixar atualizações, arquivos etc.).

  • Computadores de teste que reflitam os computadores de produção com precisão.

  • Biblioteca de software que represente todos os aplicativos a serem testados.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2014 Microsoft. Todos os direitos reservados.