Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo
Expandir Minimizar

Introdução ao gerenciamento de aplicativos

Introdução

Publicado em: 30/11/2006

Quando um usuário entrar em contato com o suporte técnico para obter ajuda com um aplicativo, o suporte técnico pode não ter informações sobre como o aplicativo foi instalado e configurado, o que pode dificultar a solução de problemas do aplicativo. O mesmo aplicativo com freqüência é instalado de forma diferente em cada computador, dependendo que quem realizou a instalação.

Nos últimos anos, muitas empresas solucionaram esse problema automatizando a instalação e a configuração dos seus aplicativos. Esta automatização é com freqüência referida como empacotando o aplicativo , empacotamento do aplicativo , ou instalações em script. Independentemente do nome do processo, os resultados são os mesmos: implantação consistente e confiável de aplicativos.

Quando um aplicativo for empacotado, o responsável executa a instalação geralmente sem controle sobre a instalação. A pessoa responsável pelo empacotamento tomou as decisões sobre onde instalar o aplicativo e quais configurações ou opções escolher. O resultado é um executável que é simples de instalar, geralmente envolvendo clique duplo ou digitação de uma linha de informações para iniciar e executar toda a instalação. Essa automatização ajuda a garantir que as instalações do aplicativo sejam bem conhecidas, consistentes, testadas e comprovadas antecipadamente. O resultado são computadores cliente e aplicativos mais estáveis, com freqüência reduzindo o número de chamadas ao suporte técnico.

Apesar das vantagens do empacotamento, a ausência de padrões do setor sobre como as instalações de aplicativos são conduzidas pode criar dificuldades na automatização das instalações de aplicativos. Embora muitos aplicativos novos incluam os pacotes do Windows Installer ou outros métodos padronizados para a automatização da instalação, os aplicativos herdados e os desenvolvidos internamente podem não incluí-los.

O BDD 2007 diferencia dois tipos de aplicativos: principais e complementares. Os aplicativos principais, como os programas do Microsoft Office, são desenvolvidos nas imagens do computador cliente que as empresas implantam, de forma que todos os usuários na empresa tenham o aplicativo. Os aplicativos complementares, como o Microsoft Office Project, são instalados em uma base por usuário, conforme a necessidade. Embora essa distinção seja importante no planejamento de quais aplicativos formam a principal infra-estrutura comercial e quais são os ideais, isso não altera o processo depois da fase de empacotamento. Portanto, em todo este guia, os termos aplicativo principal e aplicativo complementar podem ser usados como sinônimos. O objetivo deste guia é demonstrar os vários métodos disponíveis para garantir a integridade e a consistência dos aplicativos durante a implantação de desktop. Isso implica não que o aplicativo seja certificado pela Microsoft para Windows XP e Windows Vista, mas que pode ser instalado em um computador sem intervenção do usuário.

Este guia mostra como incorporar aplicativos fundamentais à imagem do sistema operacional de base, a fim de garantir que todos os computadores implantados tenham uma implementação automatizada, consistente e estável desses aplicativos. Este guia também descreve como empacotar aplicativos complementares que podem ser usados com o BDD 2007. As orientações específicas para incorporação dos aplicativos do 2007 Office system em uma imagem do BDD 2007 estão disponíveis no Office Deployment Guide (em inglês).

As informações neste guia incluem muitas fontes, como os kits de recursos do Windows, Microsoft Developer Network (MSDN®), Macrovision e práticas recomendadas que o MCS (Microsoft Consulting Services) obteve.

Nesta página

Informações básicas
Pré-requisitos
Formação e referências

Informações básicas

O trabalho que este documento descreve geralmente inicia na Fase Planejar do MSF durante a qual as informações são coletadas. Ele continua durante as Fases Desenvolver e Estabilizar, durante as quais as instalações de aplicativos desktop são projetadas, criadas, testadas e testadas em piloto até que sejam aprovadas para liberação para a Fase Implantar.

O principal consumidor deste guia é o Grupo de Funções de Desenvolvimento do MSF, já que a maior parte deste guia se concentra no trabalho de desenvolvimento necessário para a criação dos pacotes de implantação personalizada.

O processo de empacotamento de aplicativos usa as informações obtidas a partir do processo de inventário de aplicativos como o fator principal na decisão de quais aplicativos empacotar e em que ordem. A experiência tem mostrado que o empacotamento de aplicativos é a tarefa na implantação do computador que envolve a maior parte do prazo de entrega. Por esse motivo, inicie o processo de empacotamento do aplicativo assim que o projeto for aprovado.

Pré-requisitos

Para criar uma instalação personalizada, o laboratório requer os seguintes itens:

  • Uma lista de aplicativos a serem empacotados para implantação

  • A mídia de origem para cada aplicativo

  • Um ponto de contato para cada aplicativo

  • Software de empacotamento

  • Uma licença para todo software sendo reempacotado

  • Um compartilhamento de rede no qual armazenar os arquivos de instalação do aplicativo

  • Um computador para instalação, configuração e personalização dos aplicativos

Observação   Os pré-requisitos específicos dos programas do 2007 Office system estão disponíveis no Office Deployment Guide (em inglês).

Os pré-requisitos para outros aplicativos variam e a equipe de recursos do gerenciamento de aplicativos deve ter os arquivos fonte dos aplicativos e as ferramentas necessárias para personalizar os aplicativos. Alguns aplicativos não são empacotados para permitir a instalação sem a interação do usuário. Para esses aplicativos, a equipe de recursos do gerenciamento de aplicativos deve ter as ferramentas de reempacotamento com as quais seja possível criar um banco de dados de configuração do Windows Installer.

Este guia assume as seguintes hipóteses:

  • O leitor está familiarizado com a implantação automatizada de aplicativos, independentemente da configuração autônoma da Microsoft, Windows Installer, Microsoft Systems Management Server (SMS) Installer ou qualquer produto do tipo instalador – por exemplo, InstallShield.

  • A documentação será fornecida para os procedimentos de instalação e teste para o aplicativo a ser implantado.

  • Os aplicativos que são implantados ou reempacotados serão instalados em C:\Program Files\Application.

  • O leitor possui experiência com scripts ou programação.

  • Se o leitor estiver usando uma ferramenta que não seja da Microsoft para reempacotar os aplicativos, o leitor terá recebido treinamento avançado para uso da ferramenta escolhida.

  • O leitor terá acesso a uma assinatura do Microsoft TechNet.

Formação e referências

As seguintes fontes de formação e referências estão disponíveis para a implantação de aplicativos da Microsoft:

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2014 Microsoft