Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Criar configurações personalizadas do Office 2013

 

Aplicável a: Office 2013

Tópico modificado em: 2013-12-18

Resumo: explica como usar a Ferramenta de Personalização do Office (OCT) e o arquivo Config.xml para personalizar uma instalação baseada em Windows Installer (MSI) do Office 2013.

Público: profissionais de TI

Este artigo descreve como implantar uma instalação personalizada inicial do Office 2013 para os usuários da sua organização usando exemplos deste artigo. Um exemplo de arquivo Config.xml está incluído.

Neste artigo:

É recomendado ler os seguintes artigos antes de personalizar a instalação:

A OCT, parte do programa de Instalação, é a principal ferramenta de personalização usada para personalizar uma instalação cliente do Office 2013 baseada em Windows Installer. Ela está incluída nas versões de Licença de Volume do Office 2013, por exemplo, o Office Professional Plus 2013. Antes de iniciar suas personalizações, tome ciência do seguinte.

Existem duas versões específicas de arquitetura da Ferramenta de Personalização do Office: um para Office 2013 de 32 bits e um para Office 2013 de 64 bits. A versão de 64 bits da OCT suporta edições clientes de 64 bits do Office 2013 e oferece a mesma interface do usuário, capacidades e configurações que a versão de 32 bits.

A OCT do Office 2013 dá suporte à importação dos arquivos .msp de personalização da instalação:

  • Os arquivos .msp do Office 2013 de 32 bits podem ser importados para a OCT de 64 bits e usados para personalizar os produtos do Office 2013 de 64 bits.

  • Os arquivos .msp do Office 2013 de 64 bits podem ser importados para a OCT de 32 bits e usados para personalizar os produtos do Office 2013 de 32 bits.

ObservaçãoObservação
É possível importar um arquivo .msp de personalização da instalação apenas para produtos entre arquiteturas equivalentes. Por exemplo, é possível importar um arquivo .msp de personalização do Office Professional Plus 2013 de 32 bits para a versão de 64 bits da OCT para um arquivo .msp do Office Professional Plus 2013 de 64 bits. No entanto, não é possível importar um arquivo .msp de personalização autônomo do Word 2013 de 32 bits na OCT de 64 bits para um arquivo .msp do Office Professional Plus 2013 de 64 bits. Se você fizer isso, a OCT evita e exibe uma mensagem de erro. Não é possível importar arquivos de personalização da Instalação do Office 2010 ou Office 2007 (arquivos .msp) na OCT do Office 2013.

Para obter mais informações sobre a OCT, consulte Referência da Ferramenta de Personalização do Office (OCT) do Office 2013. Para obter informações sobre o Office 2013 de 64 bits, consulte Versões de 64 bits do Office 2013.

Para obter mais informações sobre o recurso de importação, consulte Importar um arquivo de personalização da Instalação do Office 2010. Embora este artigo seja sobre o Office 2010, a informação também se aplica ao Office 2013.

Os procedimentos a seguir explicam como implantar uma configuração personalizada usando a OCT e o Config.xml.

ObservaçãoObservação
Você pode completar as tarefas no Pacotes do Office 2013 usando um mouse, atalhos do teclado ou toque. Para obter informações sobre como usar os atalhos do teclado e toque com os produtos e serviços do Office, consulte Atalhos do teclado e Guia de Toque do Office.
Para criar um ponto de instalação na rede
  1. Copie todos os arquivos e pastas do CD do Office 2013 em uma pasta na rede ou em seu computador. Por exemplo, copie os arquivos para \\server\share\Office15.

    Copie todos os pacotes de idioma e produtos adicionais do Office que você deseja implantar para o mesmo ponto de instalação de rede. Quando você é solicitado a substituir arquivos de Instalação duplicados, clique em Não. Para obter mais informações, consulte Criar um ponto de instalação de rede em Personalizar a Instalação antes de instalar o Office 2013

Use a OCT (Ferramenta de Personalização do Office) para personalizar a Instalação e configurar personalizações e opções de instalação adicionais. Isso criará um arquivo de personalização da Instalação (arquivo .msp). Para obter uma descrição completa das áreas que podem ser configuradas com a OCT, consulte Referência da Ferramenta de Personalização do Office (OCT) do Office 2013. No exemplo a seguir, um um novo arquivo .msp de instalação será criado.

Para usar a OCT para personalizar a instalação
  1. Na raiz do ponto de instalação na rede criado anteriormente, execute a seguinte opção de linha de comando para iniciar a OCT: setup.exe /admin . Por exemplo, use: \\server\share\Office15\setup.exe /admin.

  2. Na caixa de diálogo Selecionar Produto, selecione Criar um novo arquivo de personalização da Instalação para o seguinte produto para criar um novo arquivo de personalização (por exemplo, do Office Professional Plus 2013 (32 bits)). Clique em OK.

    A interface do usuário da OCT é exibida, e é possível definir as configurações nas seguintes áreas: Instalação, Recursos, Conteúdo adicional e Outlook.

  3. Personalize a Instalação para especificar como ela será gerenciada. Use a seção Instalação da OCT para configurar opções como o local de instalação padrão, o nome da organização padrão, locais adicionais na rede que contêm as origens do Office 2013, a chave do produto, os Termos de Licença de Software Microsoft, o nível da interface do usuário a ser exibido e versões anteriores do Office a serem removidas.

    A opção de chave de produto depende do método de licenciamento do Office 2013 usado. As seguintes opções estão disponíveis em Licenciamento e interface do usuário:

    1. Use a chave do cliente KMS   Uma entrada de chave do produto não é necessária para implantações empresariais que usam a ativação LMS porque todas as edições de Licença de Volume do Office 2013 possuem uma chave do cliente KMS pré-instalada. A KMS é um dos métodos fornecidos pela Tecnologia de Ativação do Office para ativar produtos licenciados em programas de Licenciamento de Volume da Microsoft. Apenas um computador host KMS precisa que uma chave de host KMS seja ativada para estabelecer um serviço de ativação local no seu ambiente. O Office 2013 conecta-se ao host KMS local para ativação. Use a chave do cliente KMS é padrão. Para obter informações sobre como configurar o host KMS, consulte Preparar e configurar o host KMS do Office em Ativação do KMS do Office 2013.

      Semelhante à ativação KMS, que ativa todos os clientes de Licença de Volume do Office conectados a um host KMS, a Ativação baseada em Active Directory ativa todos os clientes de Licença de Volume do Office em um domínio do Active Directory. Para obter mais informações sobre a Ativação baseada em Active Directory, consulte Ativação baseada no Active Directory do Office 2013. Observe que KMS e MAK são compatíveis com o Windows 7 e o Windows 8. A ativação baseada no Active Directory só é compatível com o Windows 8, o Windows 8.1, Windows Server 2012 e o Windows Server 2012 R2.

      Para mais informações sobre a ativação de volume, consulte Planejar a ativação por volume do Office 2013, Ativação do KMS do Office 2013 e Ativação por volume do Office 2013.

    2. Inserir outra chave do produto   É possível inserir uma chave MAK válida na OCT usando a entrada Inserir outra chave do produto. Uma chave MAK é outro método que a Tecnologia de Ativação do Office oferece para ativar produtos licenciados nos programas de Licenciamento de Volume da Microsoft. Usando um MAK, os clientes ativam o Office 2013 online usando servidores de ativação hospedados da Microsoft ou por telefone. Para usar uma chave MAK, na caixa de texto Inserir outra chave de produto, insira a chave MAK (vinte e cinco números ou caracteres) sem espaço. Para mais informações sobre como usar uma chave MAK, consulte Ativação do KMS do Office 2013.

    Expanda o menu Nível de exibição para definir o comportamento da interface do usuário durante a instalação. Em implantações empresariais, recomendamos definir Nível de exibição para Nenhum para garantir que a Instalação seja executada silenciosamente, para evitar a solicitação para que os usuários insiram informações e para evitar que a instalação aguarde qualquer interação do usuário. Isto inclui quando os arquivos estão sendo usados. A configuração Nível de exibição para Nenhum seleciona a opção Suprimir modal. Selecione as opções Aviso de conclusão e Eu aceito os termos do Contrato de Licença para garantir que a instalação seja silenciosa. Também é possível configurar as opções de nível de exibição usando o arquivo Config.xml; consulte Elemento de exibição no Referência do arquivo Config.xml para o Office 2013.

    Também é possível definir as configurações de segurança do Office se você deseja oferecer uma configuração padrão inicial das configurações de segurança. Para obter mais informações, consulte Configurações de segurança do Office no Referência da Ferramenta de Personalização do Office (OCT) do Office 2013.

    ImportanteImportante
    Embora seja possível usar a OCT para especificar as configurações de segurança iniciais padrão em um arquivo de personalização da Instalação (arquivo .msp), os usuários poderão alterar tais configurações após a instalação. Para impor configurações de segurança, use a Diretiva de Grupo. Para obter mais informações sobre as configurações de segurança, consulte Visão geral da segurança no Office 2013.

    Para obter informações mais detalhadas, consulte Personalizar a Instalação antes de instalar o Office 2013.

  4. Use a seção Recursos para configurar os estados de instalação do recurso. Para obter mais informações, consulte Definir estados da instalação de recursos no Referência da Ferramenta de Personalização do Office (OCT) do Office 2013.

    Para cada aplicativo que será adicionado à instalação, defina sua opção de instalação como Executar Tudo de Meu Computador ou Instalação na Primeira Utilização no painel de detalhes. Por exemplo, para instalar o Outlook 2013, expanda Microsoft Office e altere a opção de instalação do Microsoft Office Outlook para Executar Tudo de Meu Computador.

    Para os aplicativos que você não deseja instalar, defina a opção de instalação como Não Disponível no painel de detalhes. O nome do aplicativo é colocado em negrito para mostrar que você alterou sua opção de instalação.

    Para evitar que os próprios usuários instalem este aplicativo, selecione as opções Oculto e Bloqueado. Os símbolos [H] e [L] são adicionados ao nome do aplicativo para indicar que essas opções foram definidas.

    ImportanteImportante
    A opção Oculto não é reversível. Após ser definida, um recurso Oculto não será exibido na árvore de recursos durante ou após a instalação. Não é possível usar outro arquivo Config.xml ou aplicar um segundo arquivo .msp após a instalação inicial para "mostrar" um recurso.
    O recurso permanece oculto mesmo se você optar por alterar a instalação usando Programas e Recursos no Painel de Controle para alterar a instalação do Office 2013.
    Também não será exibido na árvore de instalação do recurso de Instalação do Office na opção Adicionar ou remover recursos do Office 2013. Embora o recurso permaneça oculto, é possível desbloquear o recurso para instalar e executar localmente posteriormente usando um arquivo .msp ou um arquivo Config.xml. Para obter mais informações, consulte Definir estados de instalação do recurso em Referência da Ferramenta de Personalização do Office (OCT) do Office 2013.
    A opção Bloqueado é reversível. Se você definir a opção Bloqueado para um recurso usando a OCT ou o Config.xml durante a instalação inicial, é possível posteriormente desbloquear e instalar o recurso localmente usando um arquivo .msp de personalização ou um arquivo Config.xml.
    Por exemplo, você pode personalizar o arquivo Config.xml para modificar o elemento OptionState e adicionar a linha a seguir para desinstalar o recurso (Access, neste caso) do computador do usuário e definir os recursos filhos para um estado específico:
    <OptionState Id=”ACCESSFiles” State=”Absent” Children=”force” />
    Para informações sobre o Elemento OptionState, consulte Referência do arquivo Config.xml para o Office 2013.
    Também é possível usar a OCT para criar um arquivo de personalização .msp para instalar o recurso posteriormente, definindo o estado de instalação como Executar Tudo de Meu Computador, na tela Definir estados de instalação do recurso.
  5. Use a seção Modificar configurações do usuário (em Recursos) para especificar as configurações do usuário que você deseja aplicar. Para obter mais informações, consulte Modificar configurações do usuário em Referência da Ferramenta de Personalização do Office (OCT) do Office 2013.

    Use a seção Modificar configurações do usuário para definir os valores padrões das configurações do aplicativo do Office para usuários que instalam o Office com este arquivo de personalização;

    Para configurar uma opção, expanda a árvore de navegação e clique no elemento da interface do usuário que você deseja configurar. As definições configuráveis associadas a esse elemento aparecem no painel direito. Você pode especificar uma das seguintes opções:

    Não Configurado. A configuração permanece como está.

    Habilitado A configuração é modificada de acordo com as seleções feitas na página Propriedades da configuração.

    Desabilitado . A configuração é desabilitada. Observe que desabilitar uma opção é diferente de não configurá-la. Consulte a descrição da opção específica para obter mais informações.

    ObservaçãoObservação
    Usar a OCT para definir as configurações do usuário estabelece os valores padrão iniciais para as configurações. Os usuários poderão modificar a maioria delas após a instalação do Office. Para impor configurações ao usuário, use a Política de Grupo.

    Você também pode usar as definições da Diretiva de Grupo para impor configurações para o Outlook. É possível gerenciar as seguintes áreas do Outlook com a Diretiva de Grupo:

    • Especificar suplementos de COM que sejam confiáveis..

    • Personalizar opções de criptografia.

    • Definir as configurações de Filtro de Lixo Eletrônico do Outlook. Para obter mais informações, consulte Definir configurações de lixo eletrônico no Outlook 2013.

    • Estabelecer o método que o Outlook usa para configurações de segurança.

    • Definir configurações de anexo.

    • Definir configurações de segurança de programação.

    • Personalizar opções do ActiveX e configurações de formulários personalizáveis.

    • Desabilitar home pages de pasta.

  6. Você pode usar a seção Conteúdo adicional da OCT para configurar as seguintes opções:

  7. Você pode usar a seção Outlook (Outlook em Referência da Ferramenta de Personalização do Office (OCT) do Office 2013) da OCT para configurar as seguintes áreas do Outlook:

  8. Ao concluir suas personalizações, clique em Salvar como no menu Arquivo, especifique um nome de arquivo e um caminho para o arquivo de personalização da Instalação e clique em Salvar .

    Nas instalações iniciais, é possível salvar o arquivo .msp personalizado na pasta Atualizações do ponto de instalação na rede. Quando a Instalação for executada, ela procurará na pasta Atualizações por um ponto de instalação de um arquivo de personalização específico para o produto que está sendo instalado.

    ObservaçãoObservação
    Se você planeja implantar vários arquivos de personalização de Instalação (arquivos .msp), é possível inserir apenas um arquivo .msp de personalização para cada produto do Office 2013 que você está instalando na pasta Atualizações para uma instalação inicial. Você deve implantar o resto dos arquivos .msp de personalização após a instalação do Office ser concluída. Apenas um arquivo .msp de personalização da Instalação por produto na pasta Atualizações é suportado. Os arquivos .msp de personalização inserido na pasta Atualizações deve ser implantado primeiro. Portanto, eles devem incluir qualquer personalização de Instalação que não podem ser alteradas após a instalação, por exemplo, o local de instalação.
    Se o arquivo de personalização não for colocado na pasta Atualizações, use a opção de linha de comando /adminfile da Instalação para especificar o caminho totalmente qualificado para a pasta de localização do arquivo .msp personalizado. Por exemplo, setup.exe /adminfile \\servidor\compartilhamento\minhaNovaPastadeAtualizações.
    Também é possível especificar o local da pasta que contém os arquivos .msp no arquivo Config.xml usando o atributo SUpdateLocation do elemento SetupUpdates. Para obter mais informações sobre SetupUpdates, consulte Elemento SetupUpdates em Referência do arquivo Config.xml para o Office 2013.

Você pode usar o arquivo Config.xml para personalizar muitas das opções que podem ser configuradas com a Ferramenta de Personalização do Office. Isto inclui algumas opções adicionais não disponíveis na OCT. Para obter uma descrição completa das áreas que podem ser configuradas no Config.xml, consulte Referência do arquivo Config.xml para o Office 2013.

Para especificar opções de instalação (por exemplo, o caminho para o ponto de instalação na rede, o produto a ser instalado e opções personalizadas) e definir os idiomas que serão instalados, use o arquivo Config.xml localizado na raiz da pasta do produto que você está instalando.

Para editar esse arquivo, use um editor de texto, como o Bloco de Notas.

Para usar o arquivo Config.xml para definir as opções de instalação
  1. Para modificar as opções de exibição que os usuários visualizam durante a instalação, localize a linha do arquivo Config.xml que contém o elemento Display:

    <!-- <Display Level="full" CompletionNotice="yes" SuppressModal="no" AcceptEula="no" /> -->

    Para evitar a intervenção do usuário durante a instalação e especificar as opções de exibição, modifique as informações do elemento Display, como no exemplo a seguir:

    <Display Level="none" CompletionNotice="no" SuppressModal="yes" AcceptEula="yes" />

    Para mais informações, consulte Elemento de exibição no Referência do arquivo Config.xml para o Office 2013.

  2. Para especificar idiomas adicionais para instalação, utilize os elementos e atributos AddLanguage no arquivo Config.xml.

    ObservaçãoObservação
    Se estiver adicionando mais de um elemento AddLanguage, você deverá adicionar o atributo ShellTransform do elemento AddLanguage. Esse atributo especifica o idioma que o Programa de Instalação usa para a interface de usuário do shell.
    Por exemplo, para especificar que a Instalação instale o suporte completo dos idiomas inglês, francês, alemão e espanhol com as opções regionais padrão do usuário como idioma de instalação padrão, adicione os seguintes elementos e atributos AddLanguage do arquivo Config.xml:
    <AddLanguage Id="match" ShellTransform="yes"/> <AddLanguage Id="en-us" /> <AddLanguage Id="fr-fr" /> <AddLanguage Id="de-de" /> <AddLanguage Id="es-es" />

    No exemplo acima, a Instalação instala todos os idiomas especificados, mais o idioma correspondente à localidade do usuário, caso este seja diferente e esteja disponível na fonte de instalação. Para obter mais informações, consulte Elemento AddLanguage em Referência do arquivo Config.xml para o Office 2013.

    Você também pode usar o arquivo Config.xml para configurar opções adicionais como estas:

    • Especifique o caminho do ponto de instalação na rede. Para obter informações, consulte Elemento DistributionPoint em Referência do arquivo Config.xml para o Office 2013 .

    • Especifique a chave de licença de volume de 25 caracteres. A opção equivalente na OCT é a configuração da Chave de Produto na seção Licenciamento e interface do usuário. Como mencionado anteriormente, uma entrada da chave do produto não é exigida para implantações empresariais que usam a ativação KMS porque todas as edições de Licença de Volume do Office 2013 possui uma chave cliente KMS pré-instalada. A KMS é um dos métodos fornecidos pelas Tecnologias de Ativação do Office para ativar produtos licenciados pelos programas de Licenciamento de Volume da Microsoft. No entanto, os administradores devem garantir que as licenças de host KMS do Office 2013 apropriadas estejam instaladas e uma chave de host KMS válida esteja instalada, e a chave esteja ativada nos servidores de ativação hospedados da Microsoft. É possível instalar as licenças de host KMS do Office 2013 executando o Pacote de Licença de Host KMS do Microsoft Office 2013. O Office 2013 se conecta ao host KMS local para ativação. Por padrão, a opção Usar chave do cliente KMS é selecionada no OCT. Para obter mais informações, consulte Licenciamento e interface de usuário no Referência da Ferramenta de Personalização do Office (OCT) do Office 2013. Para obter informações sobre a ativação de volume, consulte Planejar a ativação por volume do Office 2013 e Ativação do KMS do Office 2013.

      Uma chave MAK é outro método que as Tecnologias de Ativação do Office oferecem para ativação dos produtos licenciados nos programas de Licenciamento por Volume da Microsoft. Usando uma MAK, os clientes ativam o Office 2013 online usando servidores de ativação hospedados pela Microsoft ou por telefone. Os administradores podem usar o arquivo Config.xml ou a OCT para inserir uma chave MAK.

      Para inserir uma chave MAK no arquivo Config.xml, adicione a chave de produto de 25 caracteres conforme exibido no exemplo a seguir, onde AAAAABBBBBCCCCCDDDDDEEEEE representa a chave do produto:

      <PIDKEY Value="AAAAABBBBBCCCCCDDDDDEEEEE" />

      Para obter mais informações, consulte Elemento PIDKEY em Referência do arquivo Config.xml para o Office 2013.

    • Especifique o caminho totalmente qualificado da pasta em que o produto está instalado nos computadores dos usuários. Para obter informações, consulte Elemento INSTALLLOCATION em Referência do arquivo Config.xml para o Office 2013.

    • Especifique opções de log para a instalação. Para obter informações, consulte Elemento Logging em Referência do arquivo Config.xml para o Office 2013.

    • Especifique como a fonte de instalação local é armazenada em cache no computador do usuário. Para obter mais informações, consulte Elemento LIS em Referência do arquivo Config.xml para o Office 2013.

    • Defina o usuário ou o nome da empresa do usuário em cujo computador o produto está sendo instalado. Para obter informações, consulte Elemento USERNAME e Elemento COMPANYNAME em Referência do arquivo Config.xml para o Office 2013.

    Você pode usar o arquivo Config.xml para personalizar muitas das opções que podem ser configuradas com a Ferramenta de Personalização do Office. Isto inclui algumas opções adicionais não disponíveis na OCT. Para obter uma descrição completa das áreas que podem ser configuradas no Config.xml, consulte Referência do arquivo Config.xml para o Office 2013.

  3. Ao concluir as personalizações do Config.xml, salve o arquivo. Você pode usar a opção de linha de comando /config da Instalação para especificar a localização do arquivo Config.xml, conforme mostrado no seguinte exemplo:

    \\servidor\compartilhamento\setup.exe /config \\servidor\compartilhamento\ProPlus.WW\config.xml

    Para obter informações sobre a opção de linha de comando /config da Instalação, consulte /config [path] em Referência de linha de comando da Instalação para o Office 2013.

    Para ver um exemplo de arquivo Config.xml personalizado, consulte Exemplo de Config.xml. Para obter informações sobre como definir opções de instalação silenciosas, consulte Configurar uma instalação silenciosa do Office 2013.

Para instalar o Office 2013 nos computadores dos usuários, use uma das seguintes abordagens, dependendo do seu ambiente e requisitos específicos:

  • Use a origem de instalação local pré-armazenada em cache para instalar o Office nos computadores dos usuários. Quando você implanta o Office 2013, a instalação cria uma origem de instalação local no computador do usuário -- uma cópia dos arquivos de origem compactados do produto Office que você está instalando. Depois que os arquivos são copiados no computador do usuário, a instalação é executada a partir da origem local. Para minimizar a carga na rede, antes de implantar o Office, implemente a origem de instalação local separadamente nos computadores dos usuários.

    Para usar esta abordagem, execute as seguintes tarefas:

  • No computador do usuário, execute Setup.exe a partir da raiz do ponto de instalação na rede.

  • Para implantar o Office para usuários que não são administradores de seus computadores, você pode usar um dos métodos a seguir.

    Fazer logon no computador como administrador e instalar o Office 2013.

    - ou -

    Use um método de implantação corporativo, como o seguinte:

    • Use o Microsoft System Center Configuration Manager 2012. Se você gerencia grandes quantidades de clientes em um ambiente complexo ou que muda rapidamente, o System Center Configuration Manager 2012 é o método de instalação e manutenção do Office 2013 recomendado para organizações de médio e grande porte. O Configuration Manager oferece funções sofisticadas, incluindo inventário, agendamento e recursos de relatório.

    • Caso tenha implantado o Active Directory e a Diretiva de Grupo na sua organização, você poderá recorrer à Diretiva de Grupo a fim de atribuir scripts de inicialização de computador para a implantação do Office 2013.

    • É possível implantar o Office 2013 (MSI) usando tecnologias de virtualização, como o Microsoft Application Virtualization (App-V) e Remote Desktop Services.

    • Também é possível implantar uma imagem de uma instalação que inclui o sistema operacional e o Office 2013.

O exemplo a seguir mostra um arquivo Config.xml de uma instalação do Office Professional Plus 2013. As seguintes opções são usadas nesse exemplo:

  • O Nível de exibição está definido para desativar a interface do usuário da Instalação, ocultar mensagens de erro e outras caixas de diálogo e aceitar os Termos de Licença da Microsoft.

  • O registro detalhado está ativado (o valor Logging Type está definido como verbose) e os arquivos de log são armazenados na pasta AppInst.

  • INSTALLLOCATION especifica o caminho totalmente qualificado da pasta em que o produto está instalado, no computador do usuário.

  • LIS SOURCELIST apresenta uma lista dos pontos de instalação de rede que contêm os arquivos de instalação do produto, separados por pontos-e-vírgulas. A opção equivalente na OCT é Fontes de rede adicionais.

  • Setting Id especifica a opção para suprimir a reinicialização (o valor SETUP_REBOOT está definido como NEVER).

  • O elemento OptionState especifica a desinstalação do recurso (Access, neste caso) no computador do usuário e define os recursos filhos para o mesmo estado especificado.

<Configuration Product="ProPlus">

          <Display Level="none" CompletionNotice="no" SuppressModal="yes" AcceptEula="yes" />

          <Logging Type="verbose" Path="%SYSADMINROOT%\Log\AppInst\Office2013" Template="Microsoft Office 2013 Professional Plus Setup(*).txt" />     

          <INSTALLLOCATION Value="%programfiles%\Microsoft Office" />

          <LIS SOURCELIST Value="\\server1\share\Office15;\\server2\share\Office15" />

          <Setting Id="SETUP_REBOOT" Value="NEVER" />

          <OptionState Id="ACCESSFiles" State="absent" Children="force" />

</Configuration>

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2014 Microsoft