Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Personalizar a Instalação antes de instalar o Office 2013

 

Aplicável a: Office 2013

Tópico modificado em: 2014-02-19

Resumo: explica como usar a Ferramenta de Personalização do Office para personalizar uma instalação baseada no Windows Installer do Office 2013.

Audiência: profissionais de TI

Para personalizar a Instalação para o Office 2013 baseado no Windows Installer, siga os procedimentos descritos neste artigo antes de começar a instalação.

No Office 2013 (como no Office 2010 e Office 2007), a Instalação controla a instalação completa. Isso inclui processos que o Windows Installer manipulava nas versões anteriores do Office Office 2007. Personalizar o comportamento padrão da Instalação permite especificar como ela é executada. Por exemplo, você poderá executar a instalação sem a interação do usuário, lidar com a chave do produto e os Termos de Licença de Software Microsoft em nome dos usuários e especificar um nome de organização ou um local de instalação diferente.

Recomendamos que você leia os artigos Planejar a ativação por volume do Office 2013 e Ativação por volume do Office 2013 antes de personalizar a Instalação.

Neste artigo:

Para personalizar a forma como a Instalação gerencia o processo de instalação, use a OCT (Ferramenta de Personalização do Office) para criar um arquivo de personalização de instalação (.msp). A Instalação aplica esse arquivo quando os usuários instalam o Office em seus computadores.

No Office 2013, duas versões de arquitetura específica da OCT (Ferramenta de Personalização do Office) estão disponíveis: uma para a versão de 32 bits e outra para a versão de 64 bits do Office. A versão de 64 bits da OCT dá suporte a edições do cliente do Office 2013 de 64 bits e fornece a mesma interface de usuário, recursos e definições configuráveis da versão de 32 bits. Você usa o mesmo comando para executar a versão da OCT de 32 ou de 64 bits.

  • Para executar a OCT de 32 bits, execute a linha de comando setup.exe /admin da pasta x86 (32 bits), conforme mostrado no exemplo a seguir: \\server\share\Office15\x86\setup.exe /admin.

  • Para executar a OCT de 64 bits, execute a linha de comando setup.exe /admin da pasta x64 (64 bits), como mostrado no exemplo a seguir. Para obter mais informações sobre o Office 2013 de 64 bits, consulte Versões de 64 bits do Office 2013.

A primeira etapa para uma implantação corporativa típica é criar, reproduzir e proteger um ponto de instalação de rede. Para fazer isso, copie todos os arquivos de origem do DVD de instalação do Office 2013 para um local compartilhado na rede. Também copie os pacotes de idiomas que você deseja implantar da mídia de origem para o ponto de instalação de rede. Os usuários podem executar a Instalação do ponto de instalação de rede ou você pode usá-lo como um ponto de partida para distribuir o Office 2013 usando uma ferramenta de implantação de software, como o Microsoft System Center Configuration Manager 2012, ou para criar uma imagem de disco rígido ou um DVD personalizado.

Verifique se o acesso aos arquivos de origem do Office 2013 é somente leitura. Os arquivos Setup.xml e Package.xml, como ProPlusWW.xml para Office Professional 2013, são assinados digitalmente e não podem ser mudados.

Recomendamos que você replique o ponto de instalação de rede para vários locais, pelas seguintes razões:

  • Verifique se os usuários sempre têm acesso a uma fonte de rede.

  • Dê suporte locais remotos se estiver implantando em várias localizações geográficas.

  • Forneça configurações consistentes para os usuários em sua organização.

  • Proporcione flexibilidade. Se você definir uma configuração corporativa padrão do Office 2013, os administradores regionais poderão aplicar personalizações adicionais para os pontos de instalação de rede replicados para atender às suas necessidades específicas.

Para saber mais sobre pastas compartilhadas, consulte os seguintes recursos:

Use as instruções a seguir para personalizar a instalação do Office.

ObservaçãoObservação
Você pode executar todas as tarefas em todo o Pacotes do Office 2013 usando um mouse, atalhos de teclado ou toque. Para obter informações sobre como usar atalhos de teclado e toque com os produtos e serviços do Office, consulte Atalhos de teclado e Guia de Toque do Office.
Para personalizar a Instalação do Office
  1. Criar um ponto de instalação de rede. Para fazer isso, crie uma pasta compartilhada para os arquivos de origem do Office 2013 em um local que possa ser facilmente acessado no servidor e copie todos os arquivos e pastas do DVD do Office 2013 para esse compartilhamento. Por exemplo:

    \\server\share\Office2013

    ImportanteImportante
    Não crie o ponto de instalação na rede na raiz do servidor.
    Se você implantar várias versões de idiomas do Office 2013, copie cada pacote de idiomas que deseja implantar da mídia de origem para o ponto de instalação. Quando você for solicitado a substituir arquivos duplicados da Instalação, escolha Não. Os arquivos de Instalação principais são compartilhados entre todos os produtos do Office 2013 e pacotes de idiomas. Como os arquivos de instalação principais são idênticos, não há motivo para substituir os arquivos quando você adiciona pacotes de idiomas.
    Se você implantar vários produtos do Office 2013>, copie os arquivos do DVD para o ponto de instalação. Quando você for solicitado a substituir os arquivos da Instalação duplicados, escolha Não.
  2. Da raiz do ponto de instalação na rede, execute a seguinte linha de comando para iniciar a Ferramenta de Personalização do Office:

    \\server\share\Office2013\setup.exe /admin

    onde:

    • \\server\share\Office2013\ é o ponto de instalação de rede que contém as origens do Office 2013

    • setup.exe /admin inicia a OCT

  3. Escolha o produto do Office 2013 que deseja configurar e escolha OK.

  4. No painel de navegação da OCT, escolha a Localização de instalação e nome da organização.

  5. Na caixa Caminho de instalação padrão, digite o caminho de um local de instalação padrão nos computadores dos usuários. Você pode inserir um caminho relativo que inclua a palavra-chave [ProgramFilesFolder].

  6. Na caixa Nome da organização, digite um nome de organização padrão para todos os usuários que instalam o Office com este arquivo de personalização.

  7. No painel de navegação, escolha Origens de rede adicionais e escolha Adicionar.

  8. Na caixa Servidor de rede digite o caminho de qualquer origem de backup que você criou na rede. Se nem a origem de instalação local do usuário nem o ponto de instalação de rede original estiver disponível, a Instalação usará um dos pontos de instalação replicados para operações que exigem a origem. Você pode adicionar tantas fontes quantas precisar.

  9. No painel de navegação, selecione Licenciamento e interface do usuário. As seguintes opções estão disponíveis:

    • Usar chave do cliente KMS.   Uma entrada de chave de produto não é necessária para implantações corporativas que estão usando a ativação KMS (Serviço de Gerenciamento de Chaves) porque todas as edições de Licença de Volume do Office 2013 têm uma chave de cliente KMS pré-instalada. KMS é um dos métodos que são fornecidos pelas Tecnologias de Ativação do Office para a ativação de produtos licenciados sob programas de Licenciamento por Volume da Microsoft. Apenas um computador host KMS precisa de uma chave de host KMS para ser ativado e estabelecer um serviço de ativação local em seu ambiente. O Office 2013 se conecta ao host KMS local para ativação. Por padrão, a opção Usar chave do cliente KMS é selecionada.

      Para obter mais informações sobre as opções de licenciamento para o Office 2013, consulte Planejar a ativação por volume do Office 2013.

    • Inserir outra chave do produto (Product Key).   Você pode inserir uma chave MAK (Chave de Ativação Múltipla) na OCT usando a entrada Inserir outra chave do produto (Product Key). Uma chave MAK é outro método que as Tecnologias de Ativação do Office fornecem para a ativação de produtos licenciados sob programas de Licenciamento por Volume da Microsoft. Usando uma MAK, os clientes ativam o Office 2013 online usando os servidores de ativação hospedados pela Microsoft, ou por telefone.

      Para usar uma chave MAK, selecione a outra opção Inserir outra chave do produto (Product Key) e, na caixa de texto Chave de Produto, digite a chave MAK (vinte e cinco números ou caracteres) sem espaços.

  10. Marque a caixa de seleção Aceito os termos do Contrato de Licença. Quando você fornece essas informações em um arquivo de personalização de Instalação, os usuários não são solicitados a inserir uma chave de produto ou aceitar os Termos de Licença de Software da Microsoft durante a instalação ou na primeira vez que iniciam um aplicativo do Office.

  11. No painel de detalhes, defina o Nível de Exibição como Básico ou Nenhum para instalar o Office de forma silenciosa (sem interação com o usuário). Para obter mais informações sobre as configurações de exibição, consulte Licenciamento e interface do usuário em Referência da Ferramenta de Personalização do Office (OCT) do Office 2013.

    ObservaçãoObservação
    Em implantações corporativas, recomendamos que você defina o Nível de exibição como Nenhumpara garantir que a instalação seja executada de forma silenciosa. Ele também impede a exibição de prompts para que os usuários insiram informações e impede que a instalação espere interações do usuário, mesmo quando os arquivos estão sendo usados. Quando você define o Nível de Exibição como Nenhum, as opções Suprimir modal e Aviso de conclusão são silenciadas e os Termos de Licença de Software da Microsoft são aceitos. Os administradores também devem verificar se nenhum aplicativo do Office está em execução durante a instalação do Office 2013.
    Se você definir o Nível de exibição como Básico e selecionar a opção Suprimir modal, os usuários poderão ser avisados se os arquivos do Office estiverem sendo usados. Definir oNível de exibição como Nenhum impede a exibição de prompts aos usuários nesses casos. A opção Suprimir modal não impede que mensagens de arquivos em uso sejam exibidas. Somente o Nível de exibição definido como Nenhum impede que as mensagens sejam exibidas.
  12. Faça as personalizações adicionais. Escolha Salvar no menu Arquivo e salve o arquivo de personalização da Instalação na pasta Atualizações na raiz do ponto de instalação de rede.

    ObservaçãoObservação
    Se você planeja implantar vários arquivos de personalização de Instalação (arquivos .msp), pode colocar na pasta Atualizações apenas um arquivo .msp de personalização para cada produto do Office 2013 que está instalando, para uma instalação inicial. Você deve implantar o restante dos arquivos .msp de personalização para um produto após concluir a instalação do Office. Há suporte apenas para um arquivo de personalização de Instalação por produto na pasta Atualizações. Por exemplo, se estiver implantando vários produtos do Office 2013, como Office Professional Plus 2013 e Visio Professional 2013, você poderá incluir um arquivo .msp de personalização para o Office Professional Plus 2013 e um arquivo .msp de personalização para o Visio Professional 2013 na pasta Atualizações. Os arquivos .msp de personalização que você coloca na pasta Atualizações são implantados primeiro. Portanto, eles devem incluir as personalizações de Instalação que não podem ser alteradas após a instalação, como o local de instalação.

Suas personalizações se aplicam a qualquer versão de idioma do produto especificado que esteja disponível no ponto de instalação de rede. A maioria das personalizações se aplica ao produto principal de idioma neutro. No entanto, a árvore de recursos na ferramenta também inclui um subconjunto de recursos específicos de idioma. As personalizações de recursos específicos de idioma são aplicadas quando um usuário instala esse idioma, caso contrário, as personalizações são ignoradas.

ObservaçãoObservação
Normalmente, você não tem que personalizar as opções de log. Por padrão, a Instalação cria um arquivo de log padrão e o salva como um arquivo de texto na pasta %Temp% no computador do usuário. Se uma instalação falhar, a Instalação criará um arquivo de log detalhado no mesmo local, começando com o pacote que causou a falha. Para alterar as opções de log, abra o arquivo Config.xml no Bloco de Notas e modifique o elemento <Logging>. Para obter mais informações, consulte Referência do arquivo Config.xml para o Office 2013.

Quando implanta o Office em toda a organização, você determina até que ponto a interface de usuário da Instalação é exibida para os usuários. Por padrão, a Instalação é executada de forma interativa e dá escolhas aos usuários durante a instalação. Se estiver distribuindo uma configuração personalizada, recomendamos que você limite a interação dos usuários com a Instalação. A Instalação continua com menos interrupções, e suas personalizações são definidas por padrão para todos os usuários. Para obter mais informações sobre as opções de exibição, consulte Licenciamento e interface do usuário em Referência da Ferramenta de Personalização do Office (OCT) do Office 2013.

Se estiver usando uma ferramenta de implantação, como o Microsoft System Center Configuration Manager 2012 ou o Microsoft SMS (Systems Management Server), para implantar o Office 2013 enquanto os usuários não estiverem conectados à rede, defina o nível de exibição como Nenhum, o que instala o Office 2013 sem exibir a interface de usuário da Instalação.

ObservaçãoObservação
Ao instalar o Office 2013 de forma silenciosa, você deve fornecer uma chave do produto válida. Se a chave do produto estiver ausente, a Instalação registrará um erro e será encerrada. Como mencionado anteriormente, se você estiver usando a ativação KMS, uma entrada de chave de produto não será necessária, porque todas as edições de Licença de Volume do Office 2013 têm uma chave de cliente KMS pré-instalada. No entanto, se estiver usando o MAK, você deverá inserir a chave MAK. Se você não aceitar os termos de licença em nome dos usuários, a Instalação será concluída. Observe que, instalando o Office 2013 de forma silenciosa, você aceita implicitamente os termos da licença.

As propriedades do Windows Installer DISPLAY e PIDKEY não funcionam no Office 2013 (nem no Office 2010 ou Office 2007). Em vez disso, no Office 2013, você personaliza a instalação diretamente, especificando a configuração de exibição e uma chave do produto na OCT. Você pode aceitar a opção padrão, Usar chave do cliente KMS, se está usando a validação KMS, ou inserir uma chave MAK na caixa de texto Inserir outra chave do produto (Product Key), se está usando o KMS, conforme descrito em Personalizar a Instalação.

Como a instalação desempenha um papel mais importante no controle da instalação, muitas propriedades do Windows Installer não são mais necessárias. De fato, algumas propriedades do Windows Installer são bloqueadas e geram um erro se você tenta defini-las usando a Ferramenta de Personalização do Office.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
A Microsoft está realizando uma pesquisa online para saber sua opinião sobre o site do MSDN. Se você optar por participar, a pesquisa online lhe será apresentada quando você sair do site do MSDN.

Deseja participar?
Mostrar:
© 2014 Microsoft