Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Volume Activation 2.0 Guia de Visão Geral

do

Windows Vista® e Windows Server® 2008

Microsoft Corporation

Publicado em: março de 2008

Resumo

A ativação de volume foi projetada para automatizar e gerenciar o processo de ativação de clientes de licenciamento por volume. Este documento foi desenvolvido para implementadores e tomadores de decisões em TI, que precisam de uma introdução a ativação de produtos, licenciamento por volume e ao Volume Activation 2.0.

En esta página

Ativação do Produto
    Diretiva de Ativação
    Por que a Ativação é Necessária?
    A Ativação Protege a Privacidade?
Opções de Ativação
    Varejo
    Fabricante Original do Equipamento (OEM)
    Licenciamento por Volume
Modelos do Volume Activation 2.0
    Serviço de Gerenciamento de Chaves (KMS)
    Chave de ativação múltipla (MAK)
E se os sistemas não forem ativados?
    Período de cortesia
    Vencimento do Período de cortesia
Chaves de produto
Resumo
Próximas Etapas

Ativação do Produto

A ativação do produto é o processo de validar o software com o fabricante. A ativação confirma que um produto é original e que sua chave não está comprometida. Ela é análoga à ativação de cartões de crédito ou telefones celulares novos. A ativação estabelece um relacionamento entre a chave de produto do software e uma determinada instalação desse software em um dispositivo.

Diretiva de Ativação

Antes, a ativação do Microsoft® Windows® era exigida somente para o software Microsoft adquirido em lojas de varejo e fabricantes originais de equipamentos (OEMs). As licenças dos sistemas operacionais adquiridos por meio de programas de licenciamento por volume não exigiam ativação. Além disso, os métodos de ativação disponíveis dificultavam o controle das chaves de produto que acompanhavam as edições de volume do software Microsoft. Por esse motivo, as chaves de produto das edições de volume dos Windows XP e Windows Server® 2003 eram facilmente comprometidas e tornavam-se a fonte principal de software pirateado. Na verdade, mais de 80% da pirataria do Windows XP se deve à divulgação acidental das chaves de produto emitidas aos clientes de volume. Para combater esse problema, a Microsoft lançou uma nova diretiva de ativação para o Windows Vista® e Windows Server 2008®.

A diretiva da Microsoft requer a ativação de todas as edições dos sistemas operacionais Windows Vista e Windows Server 2008, incluindo aquelas obtidas por meio de um programa de licenciamento por volume. Essa exigência se aplica aos Windows executados em computadores físicos e máquinas virtuais. O Volume Activation 2.0 (VA 2.0) é um novo conjunto de ferramentas que auxiliam os clientes nessa nova exigência. Ele automatiza o processo de ativação nos computadores que executam edições de volume do Windows Vista e Windows Server 2008.

Observação:   O Volume Activation 2.0 faz parte da SPP (Software Protection Platform) da Microsoft. A SPP foi desenvolvida para ajudar a combater a pirataria, proteger os usuários dos riscos do software falsificado e permitir melhor gerenciamento do software aos clientes de licença por volume. Para obter mais informações sobre a SPP, acesse http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkID=107548.

Por que a Ativação é Necessária?

A falsificação é um problema significativo para a indústria de software. De acordo com um estudo recente da Business Software Alliance, 35% de todo o software instalado em computadores em todo o mundo durante 2006 foi obtido ilegalmente. Embora os impactos financeiros sejam sérios para os fabricantes e fornecedores de software, o impacto do software falsificado vai além da perda de receita aos respectivos fabricantes. Muitos usuários que ficam com uma cópia falsificada do software da Microsoft são vítimas involuntárias de um crime. Além disso, o software falsificado está se tornando progressivamente um meio de distribuição de vírus e malware que podem atingir usuários desatentos, potencialmente expondo-se a corrompimento ou perda de dados pessoais ou profissionais e furto de identidade.

Observação:   Para obter mais informações sobre o estudo da Business Software Alliance, visite http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=110330.

A Ativação Protege a Privacidade?

Todos os métodos de ativação usados pela Microsoft foram desenvolvidos para ajudar a proteger a privacidade do usuário. Os dados enviados durante a ativação não são rastreáveis para o computador ou usuário. Os dados coletados são usados para confirmar que você tem uma cópia legalmente licenciada do software. As informações são então agregadas para análise estatística. A Microsoft não utiliza essas informações para identificar nem para entrar em contato com o usuário. Por exemplo, durante ativações on-line, informações como a versão do software, idioma e chave do produto são enviadas, bem como o endereço IP e informações sobre o hardware do dispositivo. O endereço IP é usado apenas para verificar o local da solicitação. Isso ocorre porque algumas edições do Windows, como o Windows Vista Starter Edition, só podem ser ativadas em determinados locais de mercado-alvo.

Opções de Ativação

É possível obter licenças para o Windows Vista e Windows Server 2008 por meio de um dos três canais básicos: OEM, varejo ou licenciamento por volume. Cada canal tem seus métodos exclusivos de ativação. Como as organizações podem obter seus sistemas operacionais por meio de qualquer um dos três canais disponíveis, podem escolher uma combinação dos métodos de ativação.

Varejo

Os Windows Vista e Windows Server 2008 adquiridos por meio de uma loja de varejo são licenciados individualmente e ativados da mesma forma que as versões de varejo do Windows XP e Windows Server 2003. Cada cópia adquirida é acompanhada de uma chave de produto exclusiva, encontrada na embalagem do produto, que é digitada durante a instalação do produto. Essa chave de produto é usada pelo sistema para fazer a ativação quando a instalação do sistema operacional estiver concluída. Essa ativação pode ser feita on-line ou por telefone.

Fabricante Original do Equipamento (OEM)

A maioria dos OEMs vendem sistemas que incluem uma versão padrão do Windows Vista ou Windows Server 2008. Os fornecedores de sistemas executam a ativação por OEM associando o Windows ao firmware (BIOS) do sistema físico. Isso ocorre porque os sistemas são enviados ao cliente para que nenhuma ação adicional seja exigida do usuário final. Esse método de ativação é conhecido como OEM Activation 2.0.

O OEM Activation 2.0 é válido, desde que o cliente use a imagem fornecida pelo OEM em um sistema. Se você quiser criar uma imagem personalizada, poderá usar a imagem fornecida pelo OEM como base para a criação dessa imagem personalizada. Caso contrário, será necessário usar um método de ativação diferente.

Observação:   Algumas edições do Windows, como o Windows Vista Enterprise, estão disponíveis somente por meio do canal de licenciamento por volume. A ativação por OEM é aplicável aos sistemas adquiridos por meio dos canais de OEM com Windows instalado.

Licenciamento por Volume

O licenciamento por volume da Microsoft oferece programas personalizados feitos sob medida para o tamanho e e preferência de compra da sua empresa. Esses programas oferecem soluções simples, flexíveis e a preço acessível que permitem gerenciamento simples das licenças. Para tornar-se cliente por volume, é necessário estabelecer um contrato de licença por volume com a Microsoft. Há apenas duas maneira legais para se adquirir uma licença integral de área de trabalho do Windows para um computador novo. A primeira e mais econômica maneira é pré-instalada por meio do fabricante do computador. A outra opção é por meio de um produto de varejo em pacote integral. Os programas de Licenciamento por Volume da Microsoft, como Open License, Licença Select e Enterprise Agreements incluem somente atualizações do Windows e não fornecem uma licença integral de área de trabalho do Windows. Depois que os computadores tiverem uma licença integral de área de trabalho do Windows, um contrato de Licenciamento por volume do Windows pode ser obtido e usado para fornecer direitos de atualização da versão. Para obter mais informações sobre o Licenciamento por Volume, consulte http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=73076.

Modelos do Volume Activation 2.0

O VA 2.0 foi desenvolvido para permitir aos clientes de licenciamento por volume automatizar o processo de ativação de maneira transparente aos usuários finais. O VA 2.0 se aplica a sistemas abrangidos em um programa de Licenciamento por Volume. Ele é usado estritamente como ferramenta para ativação e não está ligado de maneira nenhuma a faturamento de licença. O VA 2.0 oferece dois modelos diferentes para a conclusão das ativações por volume. O primeiro modelo é KMS (Serviço de Gerenciamento de Chaves) e o segundo é MAK (Chave de Ativação Múltipla). O KMS permite às organizações ativar sistemas em sua própria rede, enquanto a MAK ativa sistemas de maneira única, usando os serviços de ativação hospedada da Microsoft. Os clientes podem usar um ou ambos os tipos de chaves para ativar sistemas em seu ambiente.

Serviço de Gerenciamento de Chaves (KMS)

Com o KMS, é possível fazer ativações na rede local, eliminando a necessidade de que computadores individuais se conectem à Microsoft. O KMS é um serviço leve que não requer sistema dedicado e pode ser facilmente co-hospedado em um sistema que ofereça outros serviços. Por padrão, as edições de volume do Windows Vista e Windows Server 2008 conectam-se a um sistema que abriga o serviço KMS para solicitar a ativação. Nenhuma ação é requerida ao usuário final.

O KMS requer um número mínimo de computadores físicos em um ambiente de rede. É necessário ter no mínimo cinco (5) computadores físicos para ativar o Windows Server 2008 e no mínimo vinte e cinco (25) computadores físicos para ativar os clientes do Windows Vista. Esses mínimos, denominados limites de ativação, são determinados para que sejam facilmente atingidos pelos clientes empresariais. Para obter mais informações sobre os limites de ativação, consulte o Guia de Planejamento do Volume Activation 2.0.

Para usar a ativação KMS nas edições de Licenciamento por Volume do Windows Vista, os computadores novos devem ser pré-instalados por um OEM com um sistema operacional qualificado e conter um identificador do Windows no BIOS.

Chave de ativação múltipla (MAK)

A MAK é usada para ativações únicas através dos serviços de ativação hospedados na Microsoft. Há duas formas de ativar computadores usando MAK. O primeiro método é a ativação Independente por MAK, que exige que todos os computadores sejam conectados e ativados independentemente na Microsoft, tanto pela Internet, como por telefone. O segundo método é a ativação por Proxy MAK. Com esse método, um computador atuando como proxy MAK coleta informações sobre ativação de vários computadores na rede e envia uma solicitação de ativação centralizada em seu favor. A ativação MAK Proxy é configurada por meio da Ferramenta de gerenciamento de ativações por volume (VAMT).

E se os sistemas não forem ativados?

A ativação foi desenvolvida para oferecer uma experiência transparente para os usuários. Se a ativação não ocorrer imediatamente após o sistema operacional ser instalado, o Windows Vista e o Windows Server 2008 ainda oferecerão funcionalidade total do sistema operacional por um período limitado ou de cortesia. A duração do período de cortesia varia de trinta dias, para o Windows Vista, a sessenta dias, para o Windows Server 2008. Após o vencimento do período de cortesia, a versão inicial do Windows Vista passa para o modo de funcionalidade reduzida (RFM), mas o Windows Vista Service Pack 1 (SP1) e o Windows Server 2008, após o período de cortesia inicial, não passam para o RFM. Se não ativados, esses produtos continuam a lembrar o usuário para fazer a ativação por meio de notificações. Para obter mais informações sobre RFM, consulte o Guia de Planejamento do Volume Activation 2.0.

Período de cortesia

Durante o período de cortesia inicial, há notificações periódicas de que o sistema precisa de ativação. Os sistemas nesse período de cortesia têm um período de tempo determinado para que o sistema operacional seja ativado. Uma vez por dia, durante o processo de logon, um balão de notificação lembra o usuário a ativar o sistema operacional. Tanto nos períodos de cortesia de 60 e 30 dias, esse comportamento é mantido até que haja apenas três dias no período de cortesia. Nos dois primeiros dos três dias finais do período de cortesia, o balão de notificação é exibido a cada quatro horas. Durante o dia final do período de cortesia, o balão de notificação é exibido a cada hora. Esse processo de notificação está ilustrado na Figura 1.

Figura 1: Cronograma de notificação do período de cortesia inicial de 30 dias

Cc303274.Volume_Activation_20_Overview-New_image001(pt-br,TechNet.10).jpg

Vencimento do Período de cortesia

Após o vencimento do período de cortesia inicial ou se a ativação falhar, o Windows Vista SP1 e o Windows Server 2008 continuam a notificar o usuário de que o sistema operacional precisa de ativação. Durante esse período, até que o sistema operacional seja ativado, um balão de lembrete de notificação será exibido na área de trabalho. Quando o balão de notificação for exibido, o plano de fundo da área de trabalho ficará preto. Durante esse período, os recursos para cópias originais, como o Aero®, Windows Defender e ReadyBoost™ ainda estão disponíveis aos usuários, mas as atualizações opcionais, oferecidas pelo Windows Update, não estão disponíveis enquanto o sistema não for ativado.

Chaves de produto

O VA 2.0 não muda a maneira como os clientes de licenciamento por volume obtêm suas chaves de produto. É possível obter chaves MAK e KMS no site do Centro de Atendimento de Licenciamento por Volume (VLSC), em http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=107544 ou ligando para o Central de Atendimento de Ativação. Os parceiros do SPLA (Service Provider License Agreement) só podem obter chaves ligando para uma Central de Atendimento de Ativação. Os clientes nos Estados Unidos podem ligar para 1-888-352-7140. Clientes internacionais devem contatar o centro de suporte local. Para obter os números de telefone dos centros de ativação, visite http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=107418. Ao ligar para um centro de suporte, tenha o contrato de licença por volume e as informações de prova de compra em mãos.

Os clientes de licenciamento por volume podem fazer logon na página do VLSC a qualquer momento para acessar informações sobre suas chaves KMS. O site do VLSC também contém informações sobre como solicitar e usar MAKs. Para obter mais informações sobre chaves MAK e KMS, incluindo informações sobre como aumentar o número de ativações permitidas, visite http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=74008.

Resumo

A ativação do produto é o processo de validar o software com o fabricante. A Microsoft requer ativação para o Windows Vista e Windows Server 2008, independente de como foram comprados. Antes, as licenças do Windows obtidas por meio de canais comerciais e de OEM exigiam ativação. Agora, essa exigência de ativação também se aplica aos clientes de licenciamento por volume.

O VA 2.0 foi desenvolvido para permitir aos clientes de licenciamento por volume automatizar o processo de ativação para que haja pouco ou nenhum impacto nos usuários finais. O VA 2.0 oferece aos clientes de volume dois modelos para ativar o Windows Vista e o Windows Server 2008. O modelo KMS foi desenvolvido para ativar sistemas por meio da conexão a um serviço de rede gerenciado localmente. O modelo MAK tem conexão de sistemas à Microsoft para ativação individual ou por meio de proxy. O VA 2.0 não altera o contrato de licenciamento de um cliente de volume com a Microsoft, nem altera o modo como ele obtêm chaves de produto para volume. Com algum planejamento, ele pode ser integrado ao plano de implementação do Windows da organização.

Próximas Etapas

Este guia foi desenvolvido como introdução ao Volume Activation para implementadores e tomadores de decisões em TI. Ele faz parte da documentação principal do VA 2.0. Para consultar ou fazer download do conjunto completo de guias do VA 2.0, visite o site de Orientação Técnica do Volume Activation em http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkID=75674.

Além da documentação principal do Volume Activation 2.0, há vários outros recursos e ferramentas disponíveis para auxiliá-lo no planejamento e implementação do VA 2.0. Para obter mais informações, consulte http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=107415.

Baixar Volume Activation 2.0 Guia de Visão Geral

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
A Microsoft está realizando uma pesquisa online para saber sua opinião sobre o site do MSDN. Se você optar por participar, a pesquisa online lhe será apresentada quando você sair do site do MSDN.

Deseja participar?
Mostrar:
© 2014 Microsoft