Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Volume Activation 2.0 Guia de Implementação

para

Windows Vista® e Windows Server® 2008

Microsoft Corporation

Publicado em: março de 2008

Resumo

A ativação por volume foi desenvolvida para automatizar e gerenciar o processo de ativação para os clientes de licenciamento por volume. Este documento foi desenvolvido para implementadores de TI que planejaram uma implementação do Volume Activation 2.0 e estão prontos para examinar e executar os procedimentos necessários.

En esta página

Introdução
Antes de começar
Ativação por KMS
    Configurar o DNS para ativação por KMS
       Alterar as permissões de SRV padrão
       Publicar vários domínios do DNS
       Criar manualmente Registros SRV no DNS
       Criar registros SRV manualmente em um servidor DNS compatível com BIND 9.x
       Desativar a Publicação de DNS
       Ativar a Publicação de DNS
    Instalar hosts KMS
    Configurar o KMS
       Execução remota do script Slmgr.vbs
       Configurar o Firewall do Windows
       Configurar o Slmgr.vbs para ser executado em computadores em um grupo de trabalho
    Configurar os Clientes KMS
       Atribuir manualmente um host KMS
       Desativar a Ativação automática
       Ativar a descoberta automática de um cliente KMS
       Implementar clientes KMS
       Ativar manualmente um Cliente KMS
     Chaves de instalação do Cliente KMS
     Converter um cliente de ativação por MAK em cliente KMS
Conversão das Edições Comerciais em Ativação por Licenciamento de Volume
Ativação por MAK
     Converter clientes KMS em ativação por MAK
         Instalar uma MAK durante a instalação do sistema operacional
         Instalar uma MAK após a instalação do sistema operacional
     Ativar os Clientes MAK
          Ativar clientes MAK pela Internet
          Ativação por meio de Servidor Proxy
          Ativar clientes MAK usando telefone
          Ativar os clientes MAK usando a VAMT
       Integrar MAKs ao Deployment Workbench
Reativação
Apêndice 1: Configurações opcionais do cliente de ativação por volume
    Ativação por usuário padrão
    Desativação das Notificações de Ativação
Apêndice 2: Arquivo de Exemplo de Instalação Autônoma

Introdução

Este guia contém procedimentos que fazem parte da implementação do Volume Activation 2.0. O Volume Activation 2.0 ativa os sistemas operacionais Windows Vista e Windows Server 2008 para os clientes de licenciamento por volume. É possível escolher a implementação de ativações por volume usando o KMS (Key Management Service, Serviço de Gerenciamento de Chaves), MAK (Multiple Activation Key, Chave de Ativação Múltipla) ou uma combinação dos dois. Os métodos de ativação escolhidos dependem das necessidades da organização e da infra-estrutura da rede.

Antes de executar quaisquer procedimentos deste guia, é necessário planejar quais métodos de ativação são necessários e como se deseja implementar esses métodos. Para obter mais informações sobre o planejamento de uma ativação por volume, consulte o Guia de Planejamento do Volume Activation 2.0.

Antes de começar

Por padrão, a ativação requer direitos administrativos locais. Além disso, esse guia contém procedimentos que executam scripts e fazem alterações no registro. Como melhor prática, é possível delegar esses direitos a implementadores de TI específicos. Também é possível atribuir os direitos para alterar chaves de produto e executar ativações aos usuários finais, embora isso não seja recomendado.

Se a ativação falhar, consulte o Guia de Operações do Volume Activation 2.0 para obter orientação para a solução de problemas. Ele contém uma tabela que pode ser usada para a procura de códigos de erro, bem como as etapas que podem ser seguidas para a resolução de problemas comuns.

Ativação por KMS

A ativação por KMS foi desenvolvida para funcionar com ações administrativas mínimas. Se o ambiente de rede tiver DDNS (dynamic DNS) e permitir aos computadores publicar serviços automaticamente, poderá não ser necessário configurar o host KMS. Se houver mais de um host KMS ou se a rede não tiver suporte a DDNS, pode ser necessário executar algumas tarefas de configuração adicionais.

Aviso:    Alguns procedimentos nesta seção contém alterações no registro. Problemas sérios podem ocorrer se você modificar o registro incorretamente usando o Editor do Registro ou outro método. Esses problemas podem exigir a reinstalação do sistema operacional. A Microsoft não pode garantir que esses problemas possam ser resolvidos. Modifique o registro por sua conta e risco.

Configurar o DNS para ativação por KMS

Os hosts KMS publicam automaticamente sua existência criando registros de recursos de serviços no servidor DNS. Se houver somente um host KMS e DDNS, nenhuma ação será requerida para que o host KMS crie o registro SRV que publica o serviço KMS. Entretanto, se houver mais de um host KMS, somente o primeiro poderá criar um registro SRV. Os próximos hosts KMS não poderão alterar ou atualizar os registros SRV a menos que as permissões padrão no servidor DNS sejam alteradas.

Alterar as permissões de SRV padrão

Para concluir esse procedimento, é necessário ter direitos administrativos no domínio e os hosts KMS devem pertencer ao mesmo domínio Active Directory®.

Para alterar as permissões SRV padrão em um servidor DNS da Microsoft

  1. Crie um grupo de segurança global no Active Directory para os hosts KMS.
  2. Adicione os hosts KMS ao novo grupo de segurança.
  3. Defina as permissões no servidor DNS para permitir atualizações pelos membros do grupo de segurança do host KMS.
Publicar vários domínios do DNS

Por padrão, somente o domínio DNS ao qual o host KMS pertença constará no registro SRV. Se houver somente um domínio DNS no ambiente de rede, nenhuma ação adicional será necessária. Se houver mais de um nome de domínio DNS, será possível criar uma lista de domínios DNS para um host KMS a ser usado durante a publicação do registro SRV. A definição desse valor do registro suspende o comportamento padrão do host KMS de publicar somente o domínio especificado como sufixo DNS primário.

Após a conclusão desse procedimento, é possível exportar a chave de registro e importá-la para hosts KMS adicionais. Para verificar se esse procedimento teve êxito, verifique o o log do aplicativo em cada host KMS. O evento 12294 indica que o host KMS criou com êxito o registro SRV. O evento 12293 indica que a tentativa de criar o registro SRV não teve êxito. Para obter a lista completa de códigos de erro do log de ativação, consulte o Guia de Operações do Volume Activation 2.0.

Para publicar automaticamente o KMS em vários domínios DNS

  1. Faça logon em um host KMS.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. No prompt de comando, digite Regedit.exe e pressione Enter.
  4. Vá até HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\SL.
  5. No painel de árvore, clique em SL. Clique com o botão direito do mouse no painel de detalhes, aponte para Novo e clique no valor Multi-String.
  6. Digite DnsDomainPublishList como nome para o novo valor e pressione Enter.
  7. Clique com o botão direito do mouse no novo valor DnsDomainPublishList e clique em Modificar.
  8. Na caixa de diálogo Editar Multi-String, digite o sufixo de cada domínio DNS no qual o KMS deve ser publicado em linhas separadas. Quando terminar, clique em OK.
  9. Reinicie o serviço Licenciamento de software usando o aplicativo Serviço. Os registros SRV serão criados.
Criar manualmente Registros SRV no DNS

Se não houver suporte a DDNS, o administrador precisará criar manualmente o registro SRV que publica a disponibilidade de um host KMS. Os registros SRV criados manualmente podem coexistir com registros SRV publicados automaticamente pelos hosts KMS em outros domínios, contanto que todos os registros sejam mantidos para evitar conflitos. Os ambientes sem suporte a DDNS devem desativar a publicação automática em todos os hosts KMS. Isso impede que os logs de eventos coletem eventos de publicação de DNS falhos. É possível desativar a publicação automática usando o script Slmgr.vbs com o parâmetro /cdns. Consulte a seção Configurar Hosts KMS deste documento para obter mais informações sobre o script Slmgr.vbs.

Esse procedimento cria um registro SRV do KMS em um servidor DNS da Microsoft®. Esse procedimento usa a porta padrão do KMS, porta TCP 1688. Se a organização estiver usando uma porta TCP diferente, digite o número dessa porta.

Para criar manualmente um registro SRV do KMS em um servidor DNS da Microsoft

  1. No servidor DNS, abra o Gerenciador DNS. Para abrir o Gerenciador DNS, clique em Iniciar, Ferramentas administrativas e em DNS.
  2. Clique no servidor DNS no qual precisa criar o registro de recursos SRV.
  3. Na árvore de console, expanda Zonas de pesquisa direta clique com o botão direito no domínio e clique em Outros registros novos.
  4. Percorra a lista, clique em Local do serviço (SRV) e clique em Criar registro.
  5. Digite estas informações:

    1. Serviço: _VLMCS
    2. Protocolo: _TCP
    3. Número da porta: 1688
    4. Host que oferece o serviço: < FQDN_of_KMS_Host >
  6. Quando tiver terminado, clique em OK e em Concluído.
Criar registros SRV manualmente em um servidor DNS compatível com BIND 9.x

Se a organização usar um servidor DNS que não seja Microsoft, é possível criar os registros SRV necessários desde que o servidor DNS seja compatível com BIND 9.x.

Ao criar o registro, inclua estas informações:

  • Nome=_vlmcs._TCP

  • Tipo=SRV

  • Prioridade = 0

  • Peso = 0

  • Porta = 1688

  • Nome do host = <FQDN ou A-Nome do host KMS>

Os campos Prioridade e Peso não são usados pelo KMS e são ignorados pelo cliente KMS. Entretanto, eles precisam ser incluídos no arquivo da zona.

Para configurar um servidor DNS BIND 9.x para oferecer suporte à publicação automática do KMS, configure o servidor BIND para ativar atualizações de registro de recursos dos hosts KMS. Por exemplo, adicione a linha abaixo à definição da zona em named.conf (ou named.conf.local):

allow-update { any; };

Observação:   A instrução allow-update também pode ser adicionada em named.conf.options para permitir o DDNS para todas as zonas hospedadas nesse servidor.

Desativar a Publicação de DNS

Os hosts KMS publicam automaticamente sua existência criando os registros de recursos do serviço no DNS. Para desativar a publicação automática do DNS por um host KMS, siga este procedimento.

Para desativar a publicação dos registros SRV do KMS no DNS

  1. Faça logon em um host KMS.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. No prompt de comando, digite Regedit.exe e pressione Enter.
  4. Vá até HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\SL.
  5. No painel de árvore, clique em SL. Clique com o botão direito do mouse no painel de detalhes, aponte para Novo e clique no valor DWORD (32 bits).
  6. Digite DisableDnsPublishing como nome para o novo valor e pressione Enter.
  7. Clique com o botão direito do mouse no novo valor DisableDnsPublishing e clique em Modificar.
  8. Na caixa de dados Valor, digite 1 e clique em OK. Qualquer valor além de zero desativa a publicação do DNS.
  9. Saia do editor do registro.
Ativar a Publicação de DNS

Por padrão, os hosts KMS tentam publicar automaticamente o serviço KMS criando registros SRV no banco de dados do DNS. Se esse comportamento for desativado, é possível reativá-lo a qualquer momento com esse procedimento.

Para ativar a publicação dos registros SRV do KMS no DNS

  1. Faça logon em um host KMS.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. No prompt de comando, digite Regedit.exe e pressione Enter.
  4. Vá até HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\SL.
  5. No painel de árvore, clique em SL. Clique com o botão direito do mouse no novo valor DisableDnsPublishing e clique em Modificar.
  6. Na caixa de dados Valor, digite 0 e clique em OK.
  7. Saia do editor do registro.

Instalar hosts KMS

Para ativar a funcionalidade do KMS, uma chave KMS será instalada em um host KMS, depois o host será ativado os serviços hospedados Microsoft. Todos os computadores que executam Windows Vista, Windows Server 2008 e Windows Server 2003 podem atuar como hosts KMS.

Para instalar um host KMS em um computador com Windows Vista ou Windows Server 2008

  1. Faça logon no computador que atuará como host KMS.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. Para instalar a chave KMS, no prompt de comando, digite o seguinte e pressione Enter:
    cscript C:\windows\system32\slmgr.vbs /ipk <KmsKey>
  4. Ative o host KMS na Microsoft® usando uma destas opções:
    1. Para a ativação on-line, no prompt de comando, digite o seguinte e pressione Enter:
      cscript C:\windows\system32\slmgr.vbs /ato
    2. Para ativação por telefone, no prompt de comando, digite o seguinte e pressione Enter:
      slui.exe 4
  5. Quando a ativação estiver concluída, reinicie o serviço Licenciamento de software usando o aplicativo Serviços.

Para instalar um host KMS em um computador com Windows Server 2003

  1. Baixe o Key Management Service for Windows Server 2003 do Centro de Download da Microsoft em http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkID=82964 para sistemas x86 ou http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=83041 para sistemas x64.
  2. Faça logon no computador que atuará como host KMS.
  3. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  4. Para instalar a chave KMS, no prompt de comando, digite o seguinte e pressione Enter:
    cscript C:\windows\system32\slmgr.vbs /ipk <KmsKey>
  5. Ative o host KMS na Microsoft.
    1. Para a ativação on-line, no prompt de comando, digite o seguinte e pressione Enter:
      cscript C:\windows\system32\slmgr.vbs /ato
    2. Para ativação por telefone, no prompt de comando, digite o seguinte e pressione Enter:
      slui.exe 4
  6. Quando a ativação estiver concluída, reinicie o serviço Licenciamento de software usando o aplicativo Serviços.

Para confirmar se o host KMS está corretamente configurado, é possível verificar a contagem do KMS para ver se ela está aumentando. Execute slmgr.vbs /dli no host KMS para obter a contagem atual do KMS. Também é possível verificar o log Key Management Service na pasta Logs de Aplicativos e Serviços para obter os eventos 12290, que registra as solicitações de ativação dos clientes KMS. Todos os eventos exibem o nome do computador e a data/hora de uma solicitação de ativação individual.

Configurar o KMS

O Slmgr.vbs (Service license manager) é um script que acompanha o Volume Activation 2.0 e é usado para recuperar as informações de licenciamento por volume. Esse script pode ser executado localmente no sistema de destino ou remotamente em outro computador. É necessário executar o script Slmgr.vbs em um prompt de comando usando privilégios elevados, exceto se a ativação estiver ativada para usuários padrão. Se um usuário padrão executar o script Slmgr.vbs, algum dado da licença pode estar ausente ou incorreto.

Observação: Mesmo nas opções somente para exibição, todas as funções do script devem ser executadas em um prompt de comando usando permissões elevadas, exceto se a ativação estiver ativada para usuários padrão.

O Slmgr.vbs pode usar wscript ou cscript. É possível especificar qual mecanismo de script você quer usar. Se nenhum mecanismo de script for especificado, o Slmgr.vbs será executado usando o mecanismo padrão, wscript. Você deve reiniciar o Serviço de Licenciamento de Software para que as alterações sejam efetivadas. Para reiniciar o serviço Licenciamento de software, use o aplicativo Serviço ou execute este comando em um prompt de comando elevado:

net stop slsvc && net start slsvc

Slmgr.vbs requer um parâmetro. Se o script for executado sem parâmetros, as informações de ajuda do script serão exibidas. A Tabela 1 lista os parâmetros do script Slmgr.vbs, além de suas respectivas descrições.

Sintaxe geral do script Slmgr.vbs:

cscript [path]\slmgr.vbs /parameter

Tabela 1 parâmetros do script Slmgr.vbs

Parâmetro

Descrição

/sprt <PortNumber>

Estabelece a porta de comunicações TCP em um host KMS. Substitua <PortNumber> pelo número da porta TCP que deseja usar. A configuração padrão é 1688.

/ cdns

Desativa a publicação automática do DNS por um host KMS.

/ sdns

Ativa a publicação automática do DNS por um host KMS.

/ cpri

Reduz a prioridade dos processos do host KMS.

/ spri

Define a prioridade dos processos do host KMS em Normal.

/sai <ActivationInterval>

Altera a freqüência com que o cliente KMS tenta fazer a ativação contatando um host KMS..Substitua <ActivationInterval> por um número de minutos.A configuração padrão é 120.

/sri <RenewalInterval>

Altera a freqüência com que o cliente KMS tenta renovar sua ativação contatando um host KMS. Substitua <RenewalInterval> por um número de minutos. A configuração padrão é 10080 (7 dias).

/ dli

Recupera a contagem de ativações atuais do KMS do host KMS.

Execução remota do script Slmgr.vbs

Para executar o script Slmgr.vbs remotamente, parâmetros adicionais são necessários. É necessário incluir o nome do computador de destino, bem como o nome de usuário e senha de uma conta que tenha direitos administrativos no computador. Se for executado remotamente sem um nome de usuário e senha especificados, o script apresentará as credenciais do usuário que executar o script.

A sintaxe abaixo mostra os parâmetros adicionais necessários para executar Slmgr.vbs remotamente:

cscript [caminho]\slmgr.vbs Nome do computador de destino Nome de usuário Senha /parâmetro

Configurar o Firewall do Windows

O script Slmgr.vbs usa WMI. Os procedimentos abaixo configuram o Firewall do Windows para permitir o tráfego WMI.

Para configurar o Firewall do Windows para funcionalidade remota do Slmgr.vbs em uma subrede individual

  1. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  2. Abra o aplicativo Segurança no Painel de controle. Para isso, clique em Iniciar, Painel de controle e clique duas vezes em Segurança.
  3. Clique em Configurações do Firewall do Windows e clique na guia Exceções.
  4. Clique para selecionar a caixa Instrumentação de Gerenciamento do Windows (WMI).
  5. Clique em OK.

Observação: As exceções do Firewall do Windows® nos perfis Privado e Público se aplicam somente ao tráfego originado na subrede local, por padrão. Para expandir a exceção para que se aplique a várias subredes, altere as configurações de exceções em Firewall do Windows com Segurança Avançada ou se associado a um domínio do Active Directory, selecione o  the Perfil do domínio.

Configurar o Firewall do Windows para funcionalidade remota do Slmgr.vbs em várias subredes

  1. Abra o Firewall do Windows com o aplicativo Segurança avançada no Painel de controle. Para isso, clique em Iniciar, Painel de controle, clique duas vezes em Ferramentas administrativas e clique em Firewall do Windows com Segurança Avançada.
  2. Clique duas vezes em Instrumentação de Gerenciamento do Windows (ASync-In).
  3. Na guia Geral, clique para selecionar a caixa Permitir a conexão e clique em OK.
  4. Clique duas vezes em Instrumentação de Gerenciamento do Windows (DCOM-In).
  5. Na guia Geral, clique para selecionar a caixa Permitir a conexão e clique em OK.
  6. Clique duas vezes em Instrumentação de Gerenciamento do Windows (WMI-In).
  7. Na guia Geral, clique para selecionar a caixa Permitir a conexão e clique em OK.
  8. Clique na guia Escopo, na seção Endereço IP remoto, clique em permitir o acesso específico necessário.
  9. Clique na guia Avançado para verificar a seleção de todos os perfis aplicáveis à rede.
  10. Clique em OK.
Configurar o Slmgr.vbs para ser executado em computadores em um grupo de trabalho

Para permitir que o Slmgr.vbs seja executado remotamente em computadores que pertençam a um grupo de trabalho, é necessário definir um valor na chave de registro que modifica o Controle de acesso do usuário para permitir operações administrativas remotas.

Aviso:    Problemas sérios podem ocorrer se você modificar o registro incorretamente usando o Editor do Registro ou outro método. Esses problemas podem exigir a reinstalação do sistema operacional. A Microsoft não pode garantir que esses problemas possam ser resolvidos. Modifique o registro por sua conta e risco.

Para configurar o Slmgr.vbs para ser executado em computadores em um grupo de trabalho

  1. Faça logon no computador cliente.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. No prompt de comando, digite regedit.exe e pressione Enter.
  4. Vá até HKLM\SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Policies\System.
  5. No painel de árvore, clique em Sistema. Clique com o botão direito do mouse no painel de detalhes, aponte para Novo e clique no valor DWORD (32 bits).
  6. Digite LocalAccountTokenFilterPolicy como nome para o novo valor e pressione Enter.
  7. Clique com o botão direito do mouse no novo valor LocalAccountTokenFilterPolicy e clique em Modificar.
  8. Na caixa de dados Valor, digite 1 e clique em OK.
  9. Saia do editor do registro.

Configurar os Clientes KMS

Esta seção inclui procedimentos para a instalação e configuração de computadores como clientes KMS. Por padrão, as edições de volume do Windows Vista e Windows Server 2008 são instaladas como clientes KMS. Se os computadores que você quer ativar usando o KMS usarem um desses sistemas operacionais e a rede permitir descoberta automática de DNS, nenhuma configuração adicional será necessária.

Atribuir manualmente um host KMS

Se a rede não tiver suporte a DDNS, será necessário atribuir manualmente um host KMS aos clientes KMS. A atribuição manual do host KMS desativa a descoberta automática do KMS em um cliente KMS.

Para atribuir manualmente um host KMS a um cliente KMS

  1. Faça logon no computador cliente KMS.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. No prompt de comando, digite uma destas opções e pressione Enter:

    1. Para atribuir um host KMS usando o FQDN do host, digite:
      cscript \windows\system32\slmgr.vbs /skms <KMS_FQDN>:<port>
    2. Para atribuir um host KMS usando o endereço IP versão 4 do host, digite:
      cscript \windows\system32\slmgr.vbs /skms <IPv4Address><:port>
    3. Para atribuir um host KMS usando o endereço IP versão 6 do host, digite:
      cscript \windows\system32\slmgr.vbs /skms <IPv6Address><:port>
    4. Para atribuir um host KMS usando o nome NETBIOS do host, digite:
      cscript \windows\system32\slmgr.vbs /skms <NetbiosName><:port>
Desativar a Ativação automática

O administrador pode desativar as tentativas de ativação em qualquer computador cliente definindo a chave de registro abaixo.

Aviso:    Problemas sérios podem ocorrer se você modificar o registro incorretamente usando o Editor do Registro ou outro método. Esses problemas podem exigir a reinstalação do sistema operacional. A Microsoft não pode garantir que esses problemas possam ser resolvidos. Modifique o registro por sua conta e risco.

To disable automatic activationPara desativar a ativação automática

  1. Faça logon em um cliente KMS.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. No prompt de comando, digite Regedit.exe e pressione Enter.
  4. Vá até HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\SL\Activation.
  5. No painel de árvore, clique em Ativação e clique com o botão direito no valor Manual.
  6. Na caixa de dados Valor, digite 1 e clique em OK.
  7. Saia do editor do registro.
Ativar a descoberta automática de um cliente KMS

Por padrão, os clientes KMS tentam descobrir os hosts KMS automaticamente. É possível desativar a descoberta automática atribuindo manualmente um host KMS a um cliente KMS. Se a descoberta automática for desativada, é possível reativá-la usando o procedimento abaixo.

Para ativar a descoberta automática de um cliente KMS

  1. Faça logon no computador cliente KMS.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. No prompt de comando, digite o seguinte e pressione Enter:
    cscript \windows\system32\slmgr.vbs /ckms
Implementar clientes KMS

Este procedimento é para organizações que usem os serviços de imagem Microsoft. Ele oferece a opção de executar Sysprep.exe ou um script. O parâmetro /generalize do Sysprep.exe redefine o timer de ativação, o identificador de segurança e outros parâmetros importantes. A redefinição do timer de ativação impede que o período de cortesia da image expire antes que a imagem seja implementada. A execução de Sysprep.exe não remove a chave de produto instalada e você não será solicitado a inserir uma nova chave durante a mini-instalação mini-setup.

Se a execução do Sysprep.exe causar alterações que compliquem a implementação, é possível executar o script Slmgr.vbs com o parâmetro /Rearm. Esse script redefine o timer de ativação, mas não faz outras alterações no sistema. É possível redefinir o timer de ativação três vezes nos computadores com Windows Vista e Windows Server 2008. É possível redefinir o timer de ativação em computadores que executem edições Enterprise do Windows Server 2008 cinco vezes.

Esse procedimento deve ser executado somente depois que o sistema de referência da imagem estiver completamente configurado.

Implementar clientes KMS para ativação por KMS

  1. Faça logon no computador que atuará como referência para a imagem.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. No prompt de comando, digite uma destas opções e pressione Enter:

    1. sysprep /generalize
      ou
    2. cscript \windows\system32\slmgr.vbs /rearm
  4. Capture a imagem.
  5. Implemente a imagem usando técnicas padrão, como duplicação de disco ou Serviços de Implantação do Windows (WDS).
Ativar manualmente um Cliente KMS

Os clientes KMS tentam fazer a ativação automaticamente, por padrão, em intervalos predeterminados. Se for necessário ativar manualmente alguns clientes KMS, como clientes móveis, antes de distribuí-los aos usuários, é possível executar um destes dois procedimentos. Para executar esse procedimento, é necessário ser membro do grupo Administradores no computador local ou ter recebido a autorização adequada. O computador deve ter acesso a um host KMS na rede da organização para que esse procedimento possa ser concluído.

Para ativar um cliente KMS manualmente usando o aplicativo Sistema

  1. Faça logon no computador cliente KMS.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. Clique opção Clique aqui para ativar o Windows agora.

Para ativar um cliente MAK manualmente usando o script Slmgr.vbsM

  1. Faça logon no computador cliente KMS.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. No prompt de comando, digite o seguinte e pressione Enter:
    cscript \windows\system32\slmgr.vbs /ato
    Esse script relatará êxito ou falha na ativação, além de um código de resultado.

Chaves de instalação do Cliente KMS

Por padrão, os sistemas operacionais Windows Vista e Windows Server 2008 usam o KMS para ativação. É possível alterar o método de ativação de um cliente KMS para MAK e depois retornar instalando a chave de produto correspondente. A Tabela 2 lista as chaves de instalação do cliente KMS das edições de volume do Windows Vista e Windows Server 2008.

Tabela 2: Chaves de instalação do Cliente KMS

Edição do Sistema Operacional

Chave de Produto

Windows Vista Business

YFKBB-PQJJV-G996G-VWGXY-2V3X8

Windows Vista Business N

HMBQG-8H2RH-C77VX-27R82-VMQBT

Windows Vista Enterprise

VKK3X-68KWM-X2YGT-QR4M6-4BWMV

Windows Vista Enterprise N

VTC42-BM838-43QHV-84HX6-XJXKV

 

 

Windows Server 2008 Datacenter

7M67G-PC374-GR742-YH8V4-TCBY3

Windows Server 2008 Datacenter sem Hyper-V

22XQ2-VRXRG-P8D42-K34TD-G3QQC

Windows Server 2008 para sistemas baseados no Itanium

4DWFP-JF3DJ-B7DTH-78FJB-PDRHK

Windows Server 2008 Enterprise

YQGMW-MPWTJ-34KDK-48M3W-X4Q6V

Windows Server 2008 Enterprise sem Hyper-V

39BXF-X8Q23-P2WWT-38T2F-G3FPG

Windows Server 2008 Standard

TM24T-X9RMF-VWXK6-X8JC9-BFGM2

Windows Server 2008 Standard sem Hyper-V

W7VD6-7JFBR-RX26B-YKQ3Y-6FFFJ

Windows Web Server 2008

WYR28-R7TFJ-3X2YQ-YCY4H-M249D

Converter um cliente de ativação por MAK em cliente KMS

Por padrão, os Windows Vista e Windows Server 2008 são clientes KMS. É possível converter um cliente KMS em cliente MAK e novamente em cliente KMS a qualquer momento. O computador deve ter acesso a um host KMS na rede da organização para que esse procedimento possa ser concluído.

Para converter um cliente de ativação por MAK em cliente KMS

  1. Faça logon no cliente MAK.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. Para instalar a chave KMS, no prompt de comando, digite o seguinte e pressione Enter:
    cscript \windows\system32\slmgr.vbs /ipk <KmsSetupKey>
    Lembre-se de incluir o traço entre cada conjunto de cinco caracteres.
  4. Para ativar o computador como cliente KMS, digite o seguinte no prompt de comando e pressione Enter:
    cscript \windows\system32\slmgr.vbs /ato
    Esse script relatará êxito ou falha do procedimento, além de um código de resultado.

Conversão das Edições Comerciais em Ativação por Licenciamento de Volume

É possível converter edições comerciais do Windows Vista Business e todas as edições do Windows Server 2008 em clientes MAK ou KMS, desde que a organização tenha adquirido as licenças de volume corretas e esteja em conformidade com os Direitos de uso do produto. Para converter o Windows Vista Business e todas as edições do Windows Server 2008 de comerciais em host KMS ou cliente KMS, ignore a página Solicitação da Chave do Produto durante a instalação do sistema operacional. Após a conclusão da instalação, abra um prompt de comando elevado e digite Slmgr.vbs /ipk SetupKey. Substitua SetupKey pela chave de instalação do KMS da versão adequada do Windows Vista ou Windows Server 2008. Para converter uma edição comercial em cliente MAK, ignore a página Solicitação da Chave do Produto durante a instalação do sistema operacional. Após a conclusão da instalação, execute o procedimento Para configurar um computador cliente para a ativação por MAK por meio do aplicativo Sistema.

Ativação por MAK

A MAK é usada para ativações únicas por meio dos serviços de ativação hospedados na Microsoft, sem necessidade de renovações.

Converter clientes KMS em ativação por MAK

Os Windows Vista e Windows Server 2008 são instalados automaticamente como clientes KMS. Para converter um cliente KMS em cliente de ativação por MAK, é necessário instalar uma MAK (Chave de Ativação Múltipla). É possível instalar uma MAK durante ou em qualquer momento após a instalação do sistema operacional.

É possível instalar uma chave MAK em uma imagem de referência do Windows Vista Service Pack 1 (SP1), bem como da versão inicial do Windows Server 2008, para fazer todas as instalações a partir dessa imagem padrão para a ativação por MAK. Isso reduz a necessidade de especificar uma chave MAK em um arquivo de instalação autônoma.

Instalar uma MAK durante a instalação do sistema operacional

É possível converter um cliente KMS em cliente MAK durante a instalação inicial do Windows Vista ou Windows Server 2008 incluindo uma MAK em um arquivo de instalação autônoma. É possível usar o arquivo de texto autônomo com Setup.exe ou com o WDS (Serviço de Implantação do Windows®). Para obter mais informações, consulte o arquivo de ajuda Referência da instalação autônoma do Windows no Kit de instalação automatizada do Windows (Windows AIK). Para obter um exemplo de arquivo de instalação autônoma, consulte o Apêndice 2 deste documento.

Observação:   A MAK é armazenada em texto não criptografado no arquivo de texto autônomo, conforme exigido pelo processo de instalação. Durante a instalação autônoma, o arquivo unattend.xml ou autounattend.xml será copiado na pasta %systemroot%\panther do computador de destino. Entretanto, no final do processo de instalação, a MAK será excluída e substituída por “SENSITIVE*DATA*DELETED”

Instalar uma MAK após a instalação do sistema operacional

É possível configurar uma edição de volume do Windows Vista e Windows Server 2008 para usar ativação por MAK usando o aplicativo Sistema ou executando o script Slmgr.vbs. É necessário ter direitos administrativos no computador cliente para executar esses procedimentos. Após concluir um dos procedimentos, o cliente MAK tentará a ativação pela Internet no próximo intervalo programado. Se a ativação não tiver êxito, o computador continuará a tentar a ativação por MAK automaticamente a cada duas horas, por padrão. O usuário não precisa ser administrador para que as tentativas automáticas de ativação continuem.

Para configurar um computador cliente para a ativação por MAK por meio do aplicativo Sistema

  1. Faça logon no computador cliente KMS.
  2. Abra o aplicativo Sistema no Painel de controle. Para isso, clique em Iniciar, Painel de controle e clique duas vezes em Sistema.
  3. Clique com o botão direito do mouse em Computador e clique em Propriedades.
  4. Na seção Ativação, clique em Alterar chave do produto.
  5. Na caixa de diálogo Altere a chave do produto para a ativação, digite a MAK e clique em Avançar.
  6. Saia do aplicativo Sistema.

image001.jpg

Figura 1: Caixa de diálogo da Ativação do Windows


Para converter um computador cliente para a ativação por MAK usando um script

  1. Faça logon no computador cliente KMS.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. No prompt de comando, digite o seguinte e pressione Enter:
    cscript \windows\system32\slmgr.vbs /ipk <MultipleActivationKey>

Ativar os Clientes MAK

Após o cliente ser convertido para ativação por MAK, ele tentará a ativação pela Internet no próximo intervalo programado. É possível forçar uma ativação imediata por meio do aplicativo Sistema, pela Internet, usando telefone ou usando a VAMT (Ferramenta de gerenciamento do Volume Activation).

Para confirmar se o computador está ativado, procure no canto direito inferior da área de trabalho Windows ativado. Também é possível executar Slmgr.vbs /dli em um prompt de comando para ver o status de ativação de um computador.

Ativar clientes MAK pela Internet

Para executar os procedimentos abaixo, é necessário ter direitos administrativos no computador cliente MAK e o computador deve ter acesso à Internet. O Windows relatará se houve êxito ou falha na ativação. Se não for possível fazer a ativação, o assistente oferecerá opções adicionais.

Para ativar a MAK manualmente usando as propriedades do Sistema

  1. Faça logon no cliente MAK.
  2. Abra o aplicativo Sistema no Painel de controle. Para isso, clique em Iniciar, Painel de controle e clique duas vezes em Sistema.
  3. Clique opção Clique aqui para ativar o Windows agora.

Para ativar um cliente MAK manualmente pela Internet

  1. Faça logon no cliente MAK.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. No prompt de comando, digite Regedit.exe e pressione Enter.
  4. No prompt de comando, digite o seguinte e pressione Enter:
    cscript \windows\system32\slmgr.vbs /ato
  5. O script relatará se houve êxito ou falha na ativação e incluirá um código de resultado.
Ativação por meio de Servidor Proxy

A ativação pela Internet poderá ser bloqueada se o servidor proxy requerer autenticação do usuário. No Microsoft ISA Server, essa configuração é denominada Autenticação Básica. Como as solicitações de ativação não informam as credenciais do usuário para o servidor proxy, é recomendável não usar a Autenticação Básica com ISA ou outros servidores proxy. Entretanto, se for necessário usar a Autenticação Básica ou um mecanismo similar no servidor proxy, adicione estes URLs à lista de exclusão da Autenticação de proxy.

  • http://go.microsoft.com/*  

  • https://sls.microsoft.com/*

  • https://sls.microsoft.com:443  

  • http://crl.microsoft.com/pki/crl/products/MicrosoftRootAuthority.crl

  • http://crl.microsoft.com/pki/crl/products/MicrosoftProductSecureCommunications.crl

  • http://www.microsoft.com/pki/crl/products/MicrosoftProductSecureCommunications.crl

  • http://crl.microsoft.com/pki/crl/products/MicrosoftProductSecureServer.crl

  • http://www.microsoft.com/pki/crl/products/MicrosoftProductSecureServer.crl

Ativar clientes MAK usando telefone

Use este procedimento para ativar computadores conectados à rede da organização, mas que não tenham conectividade com a Internet. Se for necessário fazer ativações freqüentemente ou ativar vários computadores, pode ser mais útil automatizar o processo usando o script Slmgr.vbs.

Para ativar um cliente MAK manualmente usando telefone

  1. Faça logon no cliente MAK.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. Para obter a ID de informação (IID), no prompt de comando, digite o seguinte e pressione Enter:
    cscript \windows\system32\slmgr.vbs <ComputerName> <Username> <Password> /dli
  4. Copie a seção de Partial Product Key que lista os últimos cinco caracteres da MAK. Esta seção também inclui a ID de produto e IID requerida para ativação por telefone.
  5. Salve ambos os valores em um arquivo de texto, com %COMPUTERNAME%.
  6. Se necessário, obtenha o número de telefone de uma Central de Atendimento de Ativação, e no prompt de comando, digite o seguinte e pressione Enter:
    slui.exe 4
  7. Ligue para o sistema telefônico automatizado da sua região. Você pode usar o sistema Interativo de resposta por voz para obter a ID de confirmação (CID) necessária para a ativação. Quando solicitado, forneça a IID correspondente do cliente MAK.
  8. Para instalar a CID, no prompt de comando, digite o seguinte e pressione ENTER:
    cscript \windows\system32\slmgr.vbs <ComputerName> <UserName> <Password> /atp <CID>
Ativar os clientes MAK usando a VAMT

A VAMT permite a automatização da implementação da MAK e a ativação pela rede. Ela distribui MAKs de um console centralizado. A VAMT mantém a contagem atual de ativações e lista o status de ativação de todos os sistemas ativados por MAK no ambiente. Faça o download da VAMT em http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkID=77533. Esse download inclui o Guia Passo a Passo da VAMT.

Figura 2: VAMT (Ferramenta de gerenciamento do Volume Activation)

image003.gif

Integrar MAKs ao Deployment Workbench

O Microsoft Deployment também oferece uma solução, o Deployment Workbench, que executa o assistente para instalação do Windows e aplica as MAKs durante a instalação do computador cliente. A imagem de referência pode ser preparada para a ativação por KMS, mas ativada usando uma MAK desde que ela não detecte uma infra-estrutura de KMS. O aplicativo automatizado da MAK será executado após a imagem do computador. Para obter mais informações sobre a utilização do Imagex.exe, consulte a seção Implementar uma Imagem do Guia de Introdução ao Kit de Instalação Automatizada do Windows (Windows AIK).

Reativação

Como parte do processo de logon, o Windows Vista e o Windows Server 2008 verificam a configuração de hardware do computador. Se o sistema operacional detectar que o hardware está muito diferente, a reativação será necessária. Os fatores reais de ponderação e os valores de limite podem variar, já que esses valores devem acompanhar o mercado dinâmico de hardware para computadores. Em geral, os computadores que usam a ativação por MAK usam as mesmas regras de reativação, enquanto os clientes de ativação por KMS concentram-se mais nas alterações na unidade de disco rígido para determinar a necessidade de reativação.

Apêndice 1: Configurações opcionais do cliente de ativação por volume

O Volume Activation 2.0 tem suporte a configurações opcionais que podem funcionar em alguns ambientes, mas que não são recomendadas para todos. Os procedimentos no apêndice requerem o reinício do serviço de Licenciamento de software para terem efeito.

Aviso:    Alguns procedimentos nesta seção contém alterações no registro.  Problemas sérios podem ocorrer se você modificar o registro incorretamente usando o Editor do Registro ou outro método. Esses problemas podem exigir a reinstalação do sistema operacional. A Microsoft não pode garantir que esses problemas possam ser resolvidos. Modifique o registro por sua conta e risco.

Ativação por usuário padrão

O administrador pode criar uma chave de registro que permite que um usuário padrão aplique uma MAK e ative um computador. Após a conclusão desse procedimento, os direitos administrativos não mais serão exigidos para ativação de produtos. Isso significa que um usuário padrão pode alternar de um cliente KMS para ativação por MAK, ativar manualmente um computador e, se necessário, substituir uma MAK existente por uma nova. Esse procedimento não é recomendado porque reduz a segurança no computador.

Observação:   Se um usuário padrão instalar uma chave MAK ou KMS, os valores do registro ProductID não serão atualizados. Isso afeta principalmente o suporte ao produto e os Serviços de suporte ao cliente Microsoft estão cientes dessa situação.

Para permitir a ativação por usuário padrão

  1. Faça logon em um host KMS.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. No prompt de comando, digite Regedit.exe e pressione Enter.
  4. Vá até HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\SL
  5. No painel de árvore, clique em SL. Clique com o botão direito do mouse no painel de detalhes, aponte para Novo e clique no valor DWORD (32 bits).
  6. Digite UserOperations como nome para o novo valor e pressione Enter.
  7. Clique com o botão direito do mouse no novo valor UserOperations e clique em Modificar.
  8. Na caixa de dados Valor, digite 1 e clique em OK.
  9. Saia do editor do registro.

Desativação das Notificações de Ativação

Embora não recomendado, o administrador pode desativar as notificações de licenciamento de software adicionando um novo valor ao registro. Esse valor desativa todas as notificações de licenciamento de software, como balões, assistentes e caixas de diálogo de tarefas.

Para desativar as notificações de ativação

  1. Faça logon em um host KMS.
  2. Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
  3. No prompt de comando, digite Regedit.exe e pressione Enter.
  4. Vá até HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\SL\Activation.
  5. No painel de árvore, clique em Ativação. Clique com o botão direito do mouse no painel de detalhes, aponte para Novo e clique no valor DWORD (32 bits).
  6. Digite Notificação Desativada como nome para o novo valor e pressione Enter.
  7. Clique com o botão direito do mouse no novo valor Notificação Desativada e clique em Modificar.
  8. Na caixa de dados Valor, digite 1 e clique em OK.
  9. Saia do editor do registro.

Apêndice 2: Arquivo de Exemplo de Instalação Autônoma

<?xml version="1.0" encoding="utf-8"?>
<unattend xmlns="urn:schemas-microsoft-com:unattend">
    <settings pass="windowsPE">
        <component name="Microsoft-Windows-Setup" processorArchitecture="x86" publicKeyToken="31bf3856ad364e35" language="neutral" versionScope="nonSxS" xmlns:wcm="http://schemas.microsoft.com/WMIConfig/2002/State" xmlns:xsi="http://www.w3.org/2001/XMLSchema-instance">
            <UserData>
                <AcceptEula>true</AcceptEula>
            </UserData>
        </component>
    </settings>
    <settings pass="specialize">
        <component name="Microsoft-Windows-Shell-Setup" processorArchitecture="x86" publicKeyToken="31bf3856ad364e35" language="neutral" versionScope="nonSxS" xmlns:wcm="http://schemas.microsoft.com/WMIConfig/2002/State" xmlns:xsi="http://www.w3.org/2001/XMLSchema-instance">
            <ProductKey>MAK Product Key</ProductKey>
</component>
    </settings>
<cpi:offlineImage cpi:source="" xmlns:cpi="urn:schemas-microsoft-com:cpi" />
</unattend>

Baixar Volume Activation 2.0 Guia de Implementação

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2014 Microsoft