Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo
Expandir Minimizar

Capital de Risco

Por Miguel Perrotti(*) e Maurício Lima(*)

Existem hoje no Brasil mais de 30 empresas profissionalizadas atuando em busca de boas oportunidades de investimento, todas associadas à “Associação de Empresas de Capital de Risco”. Estas empresas sozinhas, sem contar inúmeros grupos de investidores privados, têm mais de R$ 1.2 Bilhões disponíveis para investimento. E todas, sem exceção, reclamam da falta de boas oportunidades de investimento.

Mas será que qualquer empreendedor que possui uma boa empresa pode conseguir acesso a estes fundos?

Este artigo foi escrito pela Invest Tech - uma empresa especializada na preparação de empresas de tecnologia para o recebimento de investimento e realização de operações de fusão ou aquisição. A Invest Tech é uma Joint Venture entre o Grupo Perrotti e a Blackstone Serviços, e, já realizou mais de R$ 40MM em operações com investidores de todos os perfis. Possuímos hoje grande experiência, exposição, contatos e condições de avaliar o cenário brasileiro de Capital de Risco no Brasil. A Invest Tech atua em parceria com a Advance Marketing (www.advancemarketing.com.br) na criação de Planos de Negócios consistentes e direcionados para o mercado de tecnologia, criando soluções únicas e estruturadas para a realização com sucesso das operações de investimento.

Nossa experiência em relação à estratégia de buscar investimentos para empresas de tecnologia mostra que as empresas bem sucedidas em receber investimentos têm alguns pontos em comum:

  1. Alinhar interesses com os futuros sócios é essencial: Nos últimos anos diversos fundos levantaram recursos junto a investidores. Grande parte destes recursos tem “prazo de vida”: o período dos fundos é de 8 a 10 anos, e os administradores devem investir, ver o crescimento do aporte e sair do investimento dentro daquele prazo. Entretanto, muitos fundos já têm 3 anos de vida, restando pouco tempo para investir e desinvestir. Se você quer ter sucesso na operação, o segredo é buscar fundos que se encaixem no perfil de tempo, e oferecer saídas dentro daquele prazo para estes investidores!

  2. Visite todos os fundos que puder: Apresente sua empresa de uma forma estruturada e planejada para o maior número de investidores que puder. A comunidade de investimento no Brasil é pequena e todos se falam, mas a máxima que “a prática leva à perfeição” é válida. E se sua apresentação atrai o interesse de alguns grupos, então o trabalho de atrair atenção de novos possíveis alvos fica mais fácil.

  3. Foco no mercado e na estratégia de venda: Os investidores procuram receita e caixa. Se você possui bom relacionamento com o mercado, receita recorrente e contratos de longo prazo, então o interesse pelo seu negócio se multiplica. Mostrar a capacidade de gerar negócios numa mesma base de clientes é chave para despertar atenção, e a oferta de novos produtos para uma nova base atrai atenção se a estratégia de acesso a esta base é muito bem estruturada. Aqueles planos mirabolantes de “conquistar o mundo” do passado não são mais válidos.

  4. Capacidade de Execução: Outro tema essencial para os investidores. Se você já possui uma empresa de bom tamanho, mostre sua capacidade de gestão, acompanhamento de contas e controle de gastos. Se sua empresa está começando, apresente sua capacidade de atingir metas, conquistar e manter clientes. E nos dois casos esteja preparado para discutir resultados financeiros, performance por clientes e indicadores de resultado. E acima de tudo, mostre a capacidade de lidar com crises e ajustar a operação contra possíveis mudanças bruscas de cenários.

  5. Equipe, Equipe, Equipe: Credibilidade na capacidade de executar o plano proposto é essencial. Hoje no Brasil um dos temas mais importantes e que podem fazer um investimento acontecer é a capacidade do time de gerenciamento em fazer a empresa funcionar bem, com performance e qualidade. Se os investidores se derem conta que o time é bom, grande parte do trabalho de convencimento foi um sucesso.

  6. Crie momento: Nossa experiência mostrou que manter os fundos interessados não apenas na oportunidade mas também nas operações é uma das melhores formas de atrair investimento! Manter todos atualizados e trabalhar incessantemente ajuda, ainda, a criar uma saudável competição entre os possíveis compradores. Se um está interessado, isto significa que o negócio é bom. A partir daí o segredo é saber alimentar este interesse, atraindo cada vez para mais perto o interesse dos investidores.

  7. Crie uma operação financeira interessante: Não adianta querer ganhar muito dinheiro e manter-se fixo a uma posição única. Os processos de atrair Capital de Risco são longos, demorados e estressantes, mas ótimas idéias e alternativas sempre aparecem. O importante é pegá-las! Criar uma operação com bom retorno financeiro para o investidor é essencial para ter sucesso em atrair um sócio que vai agregar valor à operação, profissionalizar ainda mais o gerenciamento e abrir oportunidades que, muitas vezes, sozinhos não seriam possíveis.

  8. Gerencie os obstáculos administrativos: Toda operação de investimento passa por uma avaliação e auditoria contábil, fiscal, legal, administrativa e financeira. Tenha certeza que seus dados e informações são conhecidos por você, e estão à mão para qualquer avaliação ou análise mais detalhada por parte das equipes dos investidores.

  9. Não crie planos mirabolantes e sem nexo: Tenha certeza dos racionais dos números e crescimentos apresentados aos investidores. Não apresente informações sem base de dados ou que você não saiba explicar. E tenha certeza que os investidores vão cobrar os resultados apresentados!

  10. Tenha confiança. E faça a lição de casa: todo e qualquer investimento de risco tem risco! Tenha confiança em seu conhecimento sobre o negócio e o segmento em que atua, conheça os competidores e possíveis novos competidores e negócios. Não tenha medo em apresentar pontos falhos na sua organização, desde que apresente também suas atitudes ou planos para corrigi-los! E também faça com seu time gerencial estude e conheça o que está sendo apresentado aos investidores para garantir uma avaliação consistente por parte dos investidores.

O processo de atrair investidores para bons negócios na área de tecnologia é longo e cheio de detalhes. Essencial é contar com um bom planejamento para evitar as inúmeras armadilhas que aparecerão durante o processo e conseguir dedicar o tempo necessário para entregar informações e negociar a melhor alternativa para a empresa e empreendedor. Normalmente, um processo de Projeto de Investimento leva entre 6 meses e 1 ano para ser concretizado, desde a fase de preparação do material e discussão da estratégia até a negociação dos termos do contrato. E não pense que é um processo contínuo ou tranqüilo: muitas vezes ocorrem discussões extressantes, brigas reais e longos períodos sem contato com os pretendentes.

Essencial durante este processo é a criação de um Plano de Negócios coerente e bem embasado. Existem alternativas para a preparação deste documento, que pode ser criado internamente ou em conjunto com empresas especializadas (existem algumas no mercado, cada uma com foco e conhecimentos específicos. Essencial é buscar uma que siga o perfil do empreendedor e da empresa e que tenha realizado processos completos no passado.). Nossa experiência mostra que atuar em conjunto é uma forma de acelerar o processo de identificação de oportunidades e validação da estratégia uma vez que as empresas têm conhecimento específico sobre os interesses de cada investidor, e sabem quais informações devem estar num plano, e quais não devem estar lá. O Plano geralmente aborda temas importantes para o futuro da empresa, tais como estratégia, mercado, crescimento, concorrência, modelos de negócio, entre outros. E trata também da situação atual da empresa: deve fazer uma avaliação clara e sincera sobre os negócios e situação operacional da empresa. Os Investidores podem até investir em empresas deficitárias, mas o importante é mostrar a capacidade de sair das dívidas e fazer a empresa crescer. Passivos trabalhistas e fiscais geralmente são tratados à parte e muitas vezes devem ser assumidos pelos empreendedores.

Ter sucesso num projeto de investimento não significa que o projeto saiu exatamente como você espera. A entrada do investimento e participação de um investidor na empresa não significa simplesmente a entrada do dinheiro. Nossa experiência mostra que o sucesso vem principalmente da profissionalização resultante de uma parceria com investidores profissionais e do fortalecimento do negócio através de passos concretos e planejamento estruturado e com acesso ao mercado comprador e de parcerias.

Mas você pode estar se perguntando: E o que muda com o novo sócio?

Um dos maiores benefícios que vemos numa operação de financiamento é a mudança de atitude e forma de encarar os negócios no dia-a-dia e no médio/longo prazos. O Investidor Financeiro busca oportunidades que lhe gerem resultados superiores à média do mercado, e para isto busca empreendedores que tenham a capacidade de gerir uma empresa e buscar, sempre, os melhores resultados.

Sua grande preocupação é com a fonte dos recursos, com o uso destes recursos e com o time envolvido nesta gestão.

Geralmente, o controle que o Investidor pede é sobre a gerência e administração financeira da operação. Desta forma, ele poderá entender de onde está vindo o dinheiro e, principalmente, para onde está indo. Acreditamos que hoje 100% das operações realizadas implicam na troca do Diretor Financeiro, ou na sua manutenção com um aumento considerável de relatórios e prestação de contas.

E o que o Investidor busca?

Como já vimos, retorno financeiro. Muitas das operações realizadas recentemente implicam no comprometimento dos empreendedores em gerar determinados resultados para a operação (e conseqüentemente para os investidores). Isto significa que os investidores colocam cláusulas na negociação onde os empreendedores se comprometem a recomprar a participação dos investidores com um ganho financeiro em determinado período.

Além do retorno financeiro, o investidor apostou na capacidade de gestão do time apresentado. Pode ter certeza de que existirão condições na negociação onde os empreendedores deverão permanecer ativos no negócio durante determinado período. Os contratos que trabalhamos geralmente implicam na permanência por pelo menos 2 anos dos principais sócios da empresa.

Um ponto importante é que hoje a grande maioria das operações com Investidores Financeiros é focada na entrada de dinheiro para a empresa, e não para os empreendedores. Se sua empresa é lucrativa, entretanto, sempre é possível negociar que parte do dinheiro investido será direcionado para os sócios diretamente, e não para a empresa. Mas repetimos, esta situação é a exceção e não a prática. Os Investidores buscam sócios que acreditam no negócio e precisam daquele negócio para viver. No futuro, quando outras operações de capitalização ocorrerem, os empreendedores e os Investidores tiram dinheiro pela venda das participações a terceiros.

E finalmente, como será dado o valor da operação? Qual o valor da sua empresa?

Até o final dos anos 90, muitos dos empresários enxergavam que o valor de sua companhia estava diretamente ligado ao padrão de vida que a empresa podia proporcionar. Quanto mais conforto e dinheiro na conta gerado pela empresa, mais valia o negócio. Com o advento da Era da Internet e a entrada maciça de Investidores no mercado em busca de bons investimentos, muitos empreendedores descobriram que suas empresas tinham um valor maior que simplesmente o que podiam lhes prover. E hoje não é diferente. A avaliação do valor da empresa depende de diversos fatores, e os cálculos serão realizados tomando-se como base o faturamento esperado para o ano, o resultado esperado, e múltiplos em relação àqueles indicadores. Além deste modelo de valorização, as projeções de crescimento esperado também serão levadas em consideração para o calculo do valor.

Apenas como exemplo, empresas de serviço como bodyshop têm sua valorização em torno de 0,7x seu faturamento, e empresas que possuam bons produtos, receita recorrente e contratos de longo prazo podem ter valorização de até 2x ou mesmo 3x seu faturamento. A avaliação final será dada por um conjunto de indicadores, e não apenas por 1 ou outro. Por isto, mais uma vez, é importante contar com apoio de especialistas quando for negociar a operação: indicadores como “time”, “crescimento”, “carteira de clientes”, “marca”, “contratos”, “produtos proprietários”, “registros de patentes”, entre outros, contam na definição do valor do negócio.

O mercado brasileiro está mais uma vez aquecido para a realização de operações de financiamento e venda para Investidores Financeiros. Não espere para buscar uma operação quando sua empresa estiver em situação pouco confortável de receita ou com dívidas acumuladas. A melhor hora para negociar é justamente quando não há necessidade de dinheiro e quando a saúde financeira de sua operação está melhor que nunca. Lembre-se, qualquer operação demora para ser concretizada e precisa ser muito bem planejada para ter sucesso. Aproveite a tranqüilidade proporcionada pelo caixa para negociar a melhor operação. E conte conosco para quaisquer esclarecimentos.

(*) Miguel Perrotti (mperrotti@perrotti.com.br)

Longa experiência como empresário na área de tecnologia, onde cria empresas de sucesso, gera negócios e estruturação de operações de compra e venda de empresas. Hoje é o presidente da Perrotti Participações, holding de negócios na área de tecnologia onde investe e co-gerencia o fundo de investimentos da Invest Tech.

(*) Mauricio Lima (mlima@perrotti.com.br)

É empresário na área de fundos de investimento em tecnologia desde 1994, quando iniciou a estruturação e montagem de fundos de “venture capital” no Brasil. Representante de diversos fundos de investimento junto ao Conselho e Operação de empresas com o objetivo de gerar sucesso para os sócios. É o co-gerente do fundo de investimentos da Invest Tech.

“There are two things to aim at in life: first, to get what you want; and fter that, to enjoy it. Only the wisest of mankind achieve the second.”

“Existem duas coisas para se buscar na vida: primeiro, ter o que deseja; e então, aproveitar o que se conquistou. Apenas os mais sábios alcançam o segundo.”

Logan Pearsall Smith

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2014 Microsoft