Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Guia passo a passo de cluster de failover: Validando o hardware para um cluster de failover

Atualizado: abril de 2010

Aplica-se a: Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2

No Windows Server 2008, a forma como os clusters são qualificados está sendo alterada significativamente com a introdução do assistente para validação de cluster. O assistente para validação de cluster é um novo recurso integrado ao cluster de failover no Windows Server 2008. Com o assistente para validação de cluster, é possível executar um conjunto de testes focalizados em uma coleção de servidores que pretende usar como nós em um cluster. Esse processo de validação de cluster testa diretamente e individualmente o hardware e o software subjacentes para obter uma avaliação precisa do nível de suporte a cluster de failover em uma determinada configuração. De fato, um relatório de validação de cluster é exigido pelos CSS (Serviços de Atendimento ao Cliente) da Microsoft como uma condição para que a Microsoft forneça suporte a uma determinada configuração.

Neste guia

O que define uma configuração de cluster de failover com suporte no Windows Server 2008?

Para que um cluster de failover no Windows Server 2008 seja considerado como uma solução com suporte oficial dos CSS da Microsoft, a solução deve atender aos seguintes critérios.

  • Todos os componentes de hardware e de software devem preencher as qualificações para receber um logotipo “Certificado para Windows Server 2008”. Para obter mais informações sobre o Programa de Logotipo do Windows Server 2008, consulte o site da Microsoft em:

    http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=111561 (em inglês)

  • A solução totalmente configurada (servidores, rede e armazenamento) deve passar em todos os testes do assistente para validação, incluído no snap-in Gerenciamento de Cluster de Failover.

A diretiva de suporte da Microsoft também é descrita no artigo 943984 da Base de Dados de Conhecimento, "The Microsoft Support Policy for Windows Server 2008 Failover Clusters", no site da Microsoft em:

http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=111552 (em inglês)

noteObservação
Para obter informações adicionais sobre como isso se aplica a clusters multisite ou geograficamente dispersos, consulte Clusters multisite ou geograficamente dispersos mais adiante nesta seção.

Métodos anteriores de qualificação de clusters

Antes da introdução da validação de cluster no Windows Server 2008, o processo para definir se a Microsoft oferecia suporte a uma determinada solução de cluster era conduzido de maneira totalmente diferente. Para se qualificar, uma solução proposta precisava aparecer em sua totalidade no site Windows Server Catalog (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=111553). Antes que uma solução proposta pudesse aparecer nesse site, o fornecedor era obrigado a executar uma série de testes (fornecidos pela Microsoft) no hardware e fazer upload dos resultados para a Microsoft. Depois que o fornecedor verificava a solução, ela era listada no site Windows Server Catalog. Isso proporcionava aos clientes um método para determinar se uma solução de cluster proposta era verificada para trabalhar com um sistema operacional específico.

Para obter mais informações sobre esse método de qualificação de clusters, consulte o artigo 309395 da Base de Dados de Conhecimento, "The Microsoft support policy for server clusters, the Hardware Compatibility List, and the Windows Server Catalog" no site da Microsoft em:

http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=112287

Esse método de qualificação de clusters introduzia vários desafios para os parceiros de hardware. Como a solução precisava ser qualificada de ponta a ponta, incluindo todos os componentes até o nível de drivers e firmware, quando um componente era alterado após o processo de certificação, toda a solução precisava ser novamente testada e enviada, porque passava a ser considerada uma solução diferente.

Um cenário comum era que um cliente verificasse o site Windows Server Catalog, adquirisse uma solução listada e então, após alguns meses, constatasse que o fabricante havia introduzido um driver de HBA (controladora) recomendado para a instalação. Isso criava um dilema, porque a instalação do driver acarretaria a perda de suporte técnico da Microsoft à solução de cluster (já que ela não era totalmente listada no site Windows Server Catalog). Por outro lado, se o driver atualizado não fosse instalado, os problemas corrigidos pelo driver mais recente não seriam solucionados no sistema, o que poderia acarretar outros problemas mais tarde.

Em geral, essa situação não era ideal. Algo precisava mudar para facilitar esse processo para todos os envolvidos: a Microsoft, nossos clientes e os fornecedores de hardware. Esse foi o principal motivo para que a Microsoft introduzisse a validação de cluster no Windows Server 2008.

O que é validação de cluster?

Com o assistente para validação de cluster, é possível executar um conjunto de testes focalizados em uma coleção de servidores planejados para utilização como nós de cluster. O processo de validação de cluster testa diretamente e individualmente o hardware e o software subjacentes para obter uma avaliação precisa do nível de suporte a cluster de failover em uma determinada configuração.

ImportantImportante
Antes de criar um cluster de failover, é altamente recomendável que você execute todos os testes do assistente para validação de cluster.

A Microsoft descobriu que quase metade das ligações relacionadas a cluster para o suporte técnico da Microsoft são devidas a problemas de configuração. Se você puder eliminar antecipadamente os problemas de configuração, isso lhe proporcionará uma experiência melhor de instalação e operação de cluster.

O objetivo da validação de cluster é detectar problemas de hardware ou de configuração antes que o cluster entre em produção. A validação de cluster ajuda a garantir que a solução prestes a ser implantada seja realmente confiável. A validação de cluster também pode ser executada em clusters de failover configurados como ferramenta de diagnóstico.

Considerações para realizar validação de cluster em um cluster existente

Quando a validação de cluster é executada em um cluster já configurado, se os testes padrão forem selecionados, somente os recursos de disco que estão em estado Offline ou não estão atribuídos a um serviço ou aplicativo em cluster são usados para testar o armazenamento. Isso incorpora um mecanismo de segurança e o assistente para validação de cluster o alerta quando são selecionados testes de armazenamento que não são executados em um armazenamento em estado Online, ou seja, um armazenamento usado por serviços ou aplicativos em cluster. Isso é feito deliberadamente para evitar a interrupção de serviços ou aplicativos altamente disponíveis que dependem da presença desses recursos de disco online.

Testes de configuração do sistema, testes de inventário e testes de rede têm sobrecarga extremamente baixa e podem ser executados sem efeito significativo sobre os servidores em um cluster.

Os CSS da Microsoft também podem solicitar a execução de validação de cluster em um cluster de produção como parte dos procedimentos normais de solução de problemas. Nesse cenário, o assistente fará o inventário do hardware e do software, executará testes de rede e validará a configuração do sistema. Em certos cenários, talvez somente um subconjunto dos testes completos seja necessário. Por exemplo, ao solucionar problemas de rede em um cluster de produção, os CSS da Microsoft podem solicitar somente a execução do inventário de hardware e de software e dos testes de rede.

Outro cenário em que os CSS da Microsoft podem solicitar a execução da validação em clusters de produção é a ocorrência de uma falha no armazenamento de cluster possivelmente causada por alguma alteração ou falha na configuração de armazenamento subjacente. Por padrão, o assistente avisa você quando os testes de armazenamento selecionados não serão executados no armazenamento que está online, ou seja, no armazenamento usado por serviços ou aplicativos em cluster. Nessa situação, você pode executar um teste válido criando ou escolhendo um novo LUN (número de unidade lógica) do mesmo dispositivo de armazenamento compartilhado e apresentando-o a todos os nós. Testando esse LUN, você pode evitar a interrupção dos serviços e aplicativos em cluster que já estão online no cluster e, mesmo assim, testar o subsistema de armazenamento subjacente.

Um cluster de failover que tenha sido aprovado no conjunto completo de testes de validação e não sofra alterações futuras de hardware ou de software continuará a ser uma configuração com suporte. Entretanto, quando você realizar atualizações de rotina em componentes de software, como drivers e firmware, talvez seja necessário executar novamente o assistente para validação para garantir que a configuração atual do cluster de failover tenha suporte. As seguintes diretrizes podem ser úteis nesse processo:

  • Todos os componentes da pilha de armazenamento devem ser idênticos em todos os nós do cluster. Esses componentes consistem em HBA e drivers e firmware HBA, software de E/S de múltiplos caminhos e componentes de DSM (Módulo Específico de Dispositivo).

  • Para minimizar o impacto sobre aplicativos e serviços altamente disponíveis, uma prática recomendada é manter um pequeno LUN disponível para permitir que o assistente para validação execute testes do armazenamento disponível sem afetar negativamente os serviços e aplicativos em cluster. Assim, se os CSS da Microsoft solicitarem a execução de um conjunto completo de testes de validação de cluster, o assistente seguirá o comportamento padrão e executará os testes no armazenamento disponível (somente o novo LUN).

Como fornecer um relatório de validação ao obter suporte da Microsoft

A Microsoft o ajudará a coletar o relatório de validação por meio da MSDT (Ferramenta de Diagnóstico de Suporte da Microsoft), que substitui o utilitário de coleta de dados MPSReports. Os CSS da Microsoft enviará o MSDT por email com instruções para a captura de dados. Em algumas situações, os CSS da Microsoft pode solicitar que o conteúdo da pasta C:\Windows\Cluster\Reports seja compactado e enviado para análise. Ambos os métodos coletarão o relatório de validação de cluster necessário.

Como executar o assistente para validação de cluster para um cluster de failover

Para validar um cluster de failover novo ou existente

  1. Identifique o servidor ou os servidores que deseja testar e confirme se o recurso de cluster de failover está instalado:

    • Se o cluster ainda não existir, escolha os servidores que deseja incluir no cluster e verifique se instalou o recurso de cluster de failover nesses servidores. Para instalar o recurso em um servidor executando o Windows Server 2008, clique em Iniciar, clique em Ferramentas Administrativas, clique em Gerenciador de Servidores e, em Resumo dos Recursos, clique em Adicionar Recursos. Use o Assistente para Adicionar Recursos para adicionar o recurso Cluster de Failover.

      Observe que, ao executar o assistente para validação de cluster em servidores sem cluster, você deverá digitar os nomes de todos os servidores que deseja testar, não apenas um.

    • Se o cluster já existir, verifique se conhece o nome do cluster ou de um nó no cluster.

  2. Analise o hardware de rede ou de armazenamento que deseja validar, para confirmar se está conectado aos servidores. Para obter detalhes, consulte http://go.microsoft.com/fwlink/?linkid=111555 (em inglês).

  3. Decida se deseja executar todos ou apenas alguns dos testes de validação disponíveis. Para obter informações detalhadas sobre os testes, consulte os tópicos listados em http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=111554 (em inglês).

    As diretrizes a seguir podem ajudá-lo a decidir se deve executar todos os testes:

    • Para um cluster planejado com todos os hardwares conectados: Execute todos os testes.

    • Para um cluster planejado com alguns hardwares conectados: Execute os testes de configuração do sistema, inventário e os testes que se aplicam ao hardware conectado (ou seja, testes de rede, se a rede estiver conectada, ou testes de armazenamento, se o armazenamento estiver conectado).

    • Para um cluster ao qual você planeja adicionar um servidor: Execute todos os testes. Antes de executá-los, lembre-se de conectar as redes e o armazenamento em todos os servidores que pretende incluir no cluster.

    • Para solução de problemas em um cluster existente: Se você estiver solucionando problemas em um cluster existente, poderá executar todos os testes, embora seja possível executar apenas aqueles relacionados ao problema aparente.

    ImportantImportante
    Se um serviço ou aplicativo em cluster estiver usando um disco quando você iniciar o assistente, este perguntará a você se o serviço ou aplicativo em cluster deverá ser colocado offline para realizar o teste. Se optar por colocar um serviço ou aplicativo em cluster offline, ele permanecerá offline até que os testes sejam concluídos.

  4. No snap-in Gerenciamento de Cluster de Failover, na árvore de console, verifique se Gerenciamento de Cluster de Failover está selecionado e, em seguida, em Gerenciamento, clique em Validar uma Configuração.

    Assistente para validação de configuração
  5. Siga as instruções do assistente para especificar os servidores e os testes e execute os testes.

    Observe que, ao executar o assistente para validação de cluster em servidores sem cluster, você deverá digitar os nomes de todos os servidores que deseja testar, não apenas um.

    A página Resumo aparecerá depois que os testes forem executados.

  6. Para exibir tópicos de Ajuda que o ajudarão a interpretar os resultados, clique em Mais informações sobre testes de validação de cluster.

  7. Ainda na página Resumo, clique em Exibir Relatório e leia os resultados do teste.

    Para exibir os resultados dos testes depois de fechar o assistente, consulte SystemRoot\Cluster\Reports\Validation Report date and time.html onde SystemRoot é a pasta em que o sistema operacional está instalado (por exemplo, C:\Windows).

  8. Para exibir tópicos de Ajuda sobre validação de cluster depois de fechar o assistente, em Gerenciamento de Cluster de Failover, clique em Ajuda, clique em Tópicos da Ajuda, clique na guia Conteúdo, expanda o conteúdo da Ajuda sobre cluster de failover e clique em Validando uma configuração de cluster de failover.

Resultados da validação

Após a conclusão do assistente para validação, o Relatório de Resumo exibirá os resultados. Todos os testes deverão ter sido concluídos com êxito, com uma marca de verificação verde ou, em alguns casos, com um triângulo amarelo (aviso) A tabela a seguir mostra os símbolos do resumo e o que eles significam:

 

Símbolo Significado
Símbolo do relatório de validação: êxito no teste

O teste de validação correspondente foi concluído com êxito, indicando que esse aspecto do cluster pode ter suporte.

Símbolo do relatório de validação: aviso

O teste de validação correspondente gerou um aviso, indicando que esse aspecto do cluster pode ter suporte, mas talvez não atenda às práticas recomendadas e deva ser revisado. Os CSS da Microsoft podem lhe pedir para investigar ou corrigir o problema caso ele pareça estar diretamente relacionado ao problema que você está tentando solucionar.

Símbolo do relatório de validação: falha no teste

O teste de validação correspondente falhou e esse aspecto do cluster não tem suporte. Você terá que corrigir o problema para poder criar um cluster de failover com suporte.

Símbolo do relatório de validação: o teste não foi executado

O teste de validação correspondente foi cancelado. Isso pode ocorrer quando o teste depende de outro teste que não foi concluído com êxito.

Ao procurar por áreas problemáticas (Xs vermelhos ou pontos de interrogação amarelos), na parte do relatório que resume os resultados do teste, clique em um teste individual para revisar os detalhes. Verifique também a declaração resumida informando se o cluster é ou não uma configuração com suporte.

Depois de adotar medidas para corrigir o problema, você pode executar novamente o assistente, conforme necessário, para confirmar que a configuração passa nos testes.

O que fazer se os testes de validação falharem

Na maioria dos casos, se qualquer teste do assistente para validação de cluster falhar, a solução será considerada sem suporte pela Microsoft. Há exceções a essa regra, como é o caso de clusters multisite (geograficamente dispersos) em que não há armazenamento compartilhado. Nesse cenário, o resultado esperado do assistente para validação é que os testes de armazenamento falharão. Mesmo assim, essa será uma solução com suporte se os testes restantes forem concluídos com êxito.

O tipo de teste com falha é uma diretriz para a ação corretiva a ser adotada. Por exemplo, se o teste de armazenamento "Listar todos os discos" falhar e testes de armazenamento subsequentes não forem executados (porque também falhariam), entre em contato com o fornecedor para solucionar o problema. Da mesma forma, se um teste de rede relacionado a endereços IP falhar, consulte a equipe de infraestrutura de rede. Nem todos os avisos ou erros indicam uma necessidade de ligar para os CSS da Microsoft. A maioria dos avisos ou erros deve resultar em trabalho conjunto com equipes internas ou com um fornecedor de hardware específico.

Para obter mais informações sobre a correção das falhas listadas em um relatório de validação, consulte a seção anterior Resultados da validação.

Após investigar e solucionar todos os problemas, é necessário executar novamente o assistente para validação de cluster. Para que a configuração tenha suporte, é necessário que todos os testes sejam executados e concluídos com êxito e sem falhas.

Clusters multisite ou geograficamente dispersos

As soluções de cluster de failover que não possuem um disco compartilhado comum e, em vez disso, otimizam a replicação de dados entre nós, podem não passar nos testes de "armazenamento" da validação de cluster. Essa é uma configuração comum nas soluções de cluster em que os nós estão espalhados por diferentes regiões geográficas. Uma solução de cluster que não exija que o armazenamento externo realize failover de um nó para outro não precisa passar nos testes de "armazenamento" para ser uma solução com suporte total.

Para obter mais informações sobre clusters multisite ou geograficamente dispersos, consulte o seguinte informe oficial (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=112125).

Programa de Configuração de Cluster de Failover

A Microsoft, em parceria com fornecedores de hardware, criou o programa de Configuração de Cluster de Failover. O objetivo do programa é garantir que toda a solução tenha sido testada e ofereça suporte a cluster de failover no Windows Server 2008. Esse programa proporciona às empresas que estejam considerando a possibilidade de adquirir novas soluções de ponta a ponta uma maneira fácil de identificar itens de hardware cuja compatibilidade com o Windows Server 2008 já tenha sido testada.

Para obter a qualificação de Configuração de Cluster de Failover, uma configuração proposta deve ser submetida a um conjunto de testes rigorosos, projetado para garantir que todos os seus componentes passem nos testes de validação de cluster de failover e ofereçam suporte a cluster de failover no Windows Server 2008. Tendo passado nos testes, a solução é considerada "Validada" e o fornecedor de hardware pode listá-la como Configuração de Cluster de Failover qualificada em seu site. Recomenda-se aos clientes que procurem por soluções rotuladas como "Validada pelo Programa de Configuração de Cluster de Failover da Microsoft".

Logotipo do Windows Server 2008

Projetado para aplicativos cruciais e de linha de negócios, o logotipo Certificado para Windows Server 2008 indica que o aplicativo ou o hardware foi testado independentemente e satisfez os padrões mais elevados de estabilidade, segurança, confiabilidade, disponibilidade, fundamentos do sistema operacional Windows e compatibilidade com a plataforma.

Os componentes de hardware que podem executar o Windows Server 2008 estão qualificados para receber esse logotipo. O logotipo abrange cada componente individual do hardware do servidor, como HBA e NIC (placa de interface de rede). Além disso, todos os drivers associados ou revisões de firmware estão qualificados para o logotipo Certificado para Windows Server 2008. Componentes como roteadores, hubs ou comutadores não estão qualificados para receber esse logotipo.

Cenários de validação

A lista a seguir descreve cenários em que a validação é necessária ou útil.

  • Validação antes que o cluster seja configurado

    • Um conjunto de servidores prontos para serem transformados em um cluster de failover: Esse é o cenário de validação mais direto. Os componentes de hardware (sistemas, redes e armazenamento) estão conectados, mas os sistemas não estão funcionando como um cluster. A execução de testes nessa situação não tem qualquer impacto sobre a disponibilidade.

    • Sistemas clonados ou criados por geração de imagem: Com sistemas clonados ou criados pela geração de imagem para outro hardware, é necessário executar o assistente para validação de cluster como seria feito com qualquer cluster novo. Recomendamos que o assistente seja executado imediatamente após a conexão dos componentes de hardware e a instalação do recurso de cluster de failover, antes que o cluster comece a ser usado pelos clientes.

    • Servidores virtualizados: Com servidores virtualizados em um cluster, execute o assistente para validação de cluster como faria com qualquer outro cluster novo. O requisito para executar o assistente é o mesmo, independentemente de tratar-se de um "cluster host" (onde o failover ocorrerá entre dois computadores físicos), um "cluster convidado" (onde o failover ocorrerá entre sistemas operacionais convidados, todos no mesmo computador físico) ou qualquer outra configuração que inclua um ou mais servidores virtualizados.

  • Validação quando o cluster tem apenas um nó: É aconselhável executar um número limitado de testes de validação em um único servidor que você pretenda usar em um cluster. Alguns testes não podem ser executados nessa situação: testes que confirmam a correspondência do software e das atualizações de software entre servidores e testes de armazenamento que simulam failover entre nós. Ao incorporar um ou mais servidores à configuração, é necessário executar novamente o assistente para validação de cluster de modo que todos os testes sejam concluídos. Em outras palavras, é necessário ter pelo menos dois nós em um cluster para poder concluir o processo de validação de cluster.

  • Validação quando o cluster está configurado e em uso

    • Para confirmar que o cluster tem suporte ou eliminar a possibilidade de problemas de configuração: Se você precisar de suporte e for necessário eliminar a possibilidade de problemas de configuração com hardware, drivers e configuração básica do sistema, talvez os CSS da Microsoft lhe peça para fornecer o relatório do assistente para validação de cluster. A menos que já tenha executado o assistente e salvo o relatório, talvez você tenha que colocar o cluster offline para executar o assistente. O relatório mostra se a configuração tem suporte e pode ajudá-lo a solucionar problemas no cluster.

    • Antes de adicionar um nó: Ao adicionar um servidor a um cluster, é altamente recomendável começar conectando o servidor às redes e ao armazenamento do cluster e executando o assistente para validação de cluster, especificando tanto os nós de cluster existentes como o novo nó. Com algum planejamento prévio, a execução da validação antes de adicionar um servidor pode ter um impacto relativamente baixo sobre a disponibilidade do cluster. Os testes de rede e testes de inventário do sistema têm impacto mínimo ou nulo sobre a disponibilidade. Para os testes de armazenamento, se você disponibilizar um LUN pequeno e não utilizado (como foi descrito anteriormente neste documento, em O que é validação de cluster?), o impacto sobre a disponibilidade também será pequeno.

    • Ao anexar novo armazenamento: Ao anexar novo armazenamento ao cluster (o que é diferente de expor um novo LUN no armazenamento existente), é necessário executar o assistente para validação de cluster para confirmar que o novo armazenamento funcionará corretamente. Para minimizar os impactos sobre a disponibilidade, recomendamos que o assistente seja executado depois de anexar o armazenamento, mas antes de começar a usar qualquer um dos novos LUNs em serviços ou aplicativos em cluster.

    • Ao fazer alterações que afetam o firmware ou os drivers: Se quiser atualizar o cluster ou fazer outras alterações que exijam a alteração do firmware ou dos drivers, você deverá executar o assistente para validação de cluster para confirmar que a nova combinação de hardware, firmware, drivers e softwares oferece suporte à funcionalidade de cluster de failover. Se a alteração afetar o firmware ou os drivers do armazenamento, é recomendável manter um pequeno LUN disponível (não utilizado por serviços e aplicativos em cluster) para poder executar os testes de validação do armazenamento sem colocar os serviços e aplicativos offline.

    • Depois de restaurar um sistema a partir do backup: Depois de restaurar um sistema a partir do backup, execute o assistente para validação de cluster para confirmar que o sistema pode funcionar corretamente como parte de um cluster. O sistema não é considerado um sistema com suporte até que os testes de validação sejam executados.

Compreendendo os testes de validação exigidos para o seu cenário

Nem sempre é necessário executar todos os testes do assistente para validação de cluster ao fazer uma alteração no cluster. Esta seção lista os tipos de alterações que podem ser feitas em um cluster e os testes correspondentes que devem ser executados.

ImportantImportante
Para iniciar o processo de adição de hardware (como um servidor adicional) a um cluster de failover, conecte o hardware ao cluster de failover. Em seguida, execute o assistente para validação de cluster, especificando todos os servidores que deseja incluir no cluster. O assistente testa a conectividade e o failover do cluster, não apenas de componentes isolados (como servidores individuais).

Categorias de testes de validação

  • Completo: O conjunto de testes completo. Exige algum tempo de inatividade no cluster.

  • LUN único: O conjunto de testes completo com testes de armazenamento executados em apenas um LUN. O LUN pode ser um pequeno e reservado para fins de teste ou o disco testemunha (caso o cluster use um disco testemunha). Isso valida o subsistema de armazenamento, mas não especificamente cada LUN ou disco individual. Esses testes de validação podem ser executados sem causar tempo de inatividade nos serviços ou aplicativos em cluster.

  • Omitir testes de armazenamento: Testes de configuração do sistema, inventário e rede, mas não testes de armazenamento. Esses testes de validação podem ser executados sem causar tempo de inatividade nos serviços ou aplicativos em cluster.

  • Nenhum: Nenhum teste de validação é necessário.

Alterações no servidor

Alteração Testes de validação necessários

Substituir ou alterar fisicamente um servidor usado no cluster

Completo

Adicionar ou remover processadores da CPU

Nenhum

Adicionar ou remover memória RAM em um servidor

Nenhum

Adicionar, remover ou substituir uma NIC

Omitir testes de armazenamento

Atualizar firmware ou driver de rede existente

Omitir testes de armazenamento

Alterar configurações do BIOS ou versão do firmware

Nenhum

Adicionar ou alterar dispositivos periféricos, exceto componentes de rede ou de armazenamento, como unidades de CD-ROM/DVD, unidades de fita, placas de vídeo e dispositivos USB

Nenhum

Alterações no sistema operacional

Alteração Testes de validação necessários

Passar de um sistema operacional de 32 bits para um de 64 bits em um computador compatível com ambos

Completo

Aplicar service pack do sistema operacional, atualizações de software ou hotfixes que afetam a pilha de armazenamento

LUN único

Aplicar atualizações de software ou hotfixes que não afetam a pilha de armazenamento

Omitir testes de armazenamento

Instalar um aplicativo que não possui modo kernel ou drivers de filtro

Nenhum

Alterar ou adicionar novos drivers de modo kernel

LUN único

Alterações na configuração do cluster

Alteração Testes de validação necessários

Adicionar um novo nó ao cluster

Completo

Adicionar um novo nó que usa hardware diferente

Completo

Remover um nó do cluster

Nenhum

Alterar a configuração de quorum

Nenhum

Alterações no armazenamento compartilhado

Alteração Testes de validação necessários

Alterar ou adicionar uma matriz de armazenamento

Completo

Adicionar outra unidade RAID com hardware SCSI do mesmo tipo, contanto que essa unidade use uma HBA que já esteja na configuração

LUN único

Introduzir uma pequena revisão (0.x) no firmware de armazenamento

LUN único

Introduzir uma revisão importante (X.0) no firmware de armazenamento

LUN único

Apresentar um novo disco ou LUN a um cluster

Completo, mas testando apenas os novos LUNs

Alterações na rede SAN (comutador/hub)

Alteração Testes de validação necessários

Adicionar um substituir um comutador ou hub Fibre Channel

Completo

Alterar o número de portas em um bloco de comutadores

Nenhum

Introduzir uma pequena revisão (0.x) no firmware do comutador Fibre Channel

LUN único

Introduzir uma revisão importante (X.0) no firmware do comutador Fibre Channel

LUN único

Alterar uma configuração ou zoneamento do comutador

Completo, mas testando apenas os LUNs alterados

Alterações na HBA

Alteração Testes de validação necessários

Substituir uma HBA (idêntica ou de outro tipo)

Completo

Adicionar uma nova controladora (idêntica ou de outro tipo)

LUN único

Alterar o firmware ou o BIOS da controladora

LUN único

Alterar a versão do driver da controladora

LUN único

Alterações no software de múltiplos caminhos

Alteração Testes de validação necessários

Alterar de caminho único para múltiplos caminhos ou de múltiplos caminhos para caminho único

Completo

Adicionar um caminho

LUN único

Remover um caminho

LUN único

Atualizar a versão do DSM

LUN único

Alterar para um DSM de um tipo diferente, por exemplo, um DSM de outro fornecedor

LUN único

Alterações em cluster multisite

Alteração Testes de validação necessários

Modificar as redes que conectam os nós

Omitir testes de armazenamento

Introduzir uma pequena alteração de versão (0.x) no software de replicação de dados

LUN único

Introduzir uma alteração de versão importante (X.0) no software de replicação de dados ou alterar para um tipo diferente de software de replicação

Completo

Alterações na rede

Alteração Testes de validação necessários

Modificar o firmware, software e/ou hardware de rede

Omitir testes de armazenamento

Futuro da validação de cluster

O assistente para validação de cluster fornece um quadro preciso do nível de suporte a cluster de failover em uma determinada configuração. Poderão ocorrer atualizações futuras no assistente para validação de cluster para fornecer funcionalidade adicional ou corrigir problemas que venham a ser descobertos. Nesse caso, talvez seja necessário executar novamente o assistente para validação de cluster e passar em todos os testes para que sua solução continue a ter suporte. Isso poderá resultar na reprovação de algumas soluções anteriormente aprovadas. Os problemas descritos nos testes atualizados terão que ser corrigidos, exatamente como são corrigidos atualmente os problemas identificados com a versão disponível do assistente para validação de cluster. Para obter mais informações, consulte Resultados da validação e O que fazer se os testes de validação falharem, anteriormente neste documento.

Perguntas freqüentes

  • P.  Se um cluster passar em todos os testes do assistente para validação de cluster, ele terá suporte?

    R. Se todos os componentes de hardware e de software do cluster atenderem às qualificações para o logotipo "Certificado para Windows Server 2008" e o cluster passar nos testes de validação, ele será considerado como um cluster com suporte dos CSS da Microsoft para cluster de failover.

  • P. As soluções de cluster de failover serão listadas no Catálogo do Windows?

    R. Não, a Microsoft não manterá uma lista de soluções de fornecedor para cluster de failover. Os parceiros no programa de Configuração de Cluster de Failover podem fornecer informações em seus sites sobre soluções que foram testadas e consideradas compatíveis com cluster de failover no Windows Server 2008.

  • P. Como posso encontrar soluções de qualidade?

    R. A Microsoft fornecerá links em seu site para sites onde os fornecedores do programa de Configuração de Cluster de Failover listam suas soluções de ponta a ponta qualificadas.

  • P. A nova diretiva de suporte também se aplica ao Windows Server 2003?

    R. Não, isso é apenas para o Windows Server 2008. As diretivas de suporte atuais para versões anteriores do Windows continuarão como são hoje.

  • P. Como os CSS da Microsoft verificam se a solução foi validada?

    R. O assistente para validação de cluster gera um relatório simples em HTML que mostra claramente se uma solução passou em todos os testes. Esse relatório será coletado como parte do utilitário de diagnóstico padrão, MSDT.

  • P. E se eu fizer uma alteração na configuração do cluster, como adicionar um nó? O assistente para validação precisará ser executado novamente?

    R. Sim, o assistente para validação de cluster deve ser executado sempre que for feita uma alteração no cluster de failover existente, como é definido em Compreendendo os testes de validação exigidos para o seu cenário, anteriormente neste documento.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
Mostrar:
© 2014 Microsoft