Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Gerenciador de Servidores

Atualizado: janeiro de 2008

Aplica-se a: Windows Server 2008

O Windows Server® 2008 facilita a tarefa de gerenciamento e proteção de várias funções de servidor em uma empresa através do novo console do Gerenciador do Servidor. O Gerenciador do Servidor presente no Windows Server 2008 oferece uma única fonte para gerenciar a identidade do servidor e as informações do sistema, exibir o status do servidor, identificar problemas na configuração de funções de servidor e gerenciar todas as funções instaladas no servidor.

O Gerenciador do Servidor substitui vários recursos do Windows Server® 2003, como Gerenciar o Servidor, Configurar o Servidor e Adicionar ou Remover Componentes do Windows.

Com o Gerenciador do Servidor, os administradores não precisam mais executar o Assistente de Configuração de Segurança antes de implantar servidores; por padrão, as funções de servidor são definidas com configurações de segurança recomendadas e estão prontas para serem implantadas tão logo sejam instaladas e devidamente configuradas.

O que o Gerenciador de Servidores faz?

O Gerenciador do Servidor é um Console de Gerenciamento Microsoft (MMC) quer permite a você exibir e gerenciar virtualmente todas as informações e ferramentas que afetam a produtividade do seu servidor. Os comandos do Gerenciador do Servidor permitem instalar e remover funções e recursos do servidor e aumentar funções já instaladas no servidor com a adição de serviços de função.

O Gerenciador do Servidor torna a administração do servidor mais eficiente permitindo que os administradores usem uma única ferramenta para fazer o seguinte:

  • Visualizar e fazer alterações em funções e recursos do servidor instalados no servidor.

  • Executar tarefas de gerenciamento associadas ao ciclo de vida operacional do servidor, como iniciar ou interromper serviços e gerenciar contas de usuários locais.

  • Executar tarefas de gerenciamento associadas ao ciclo de vida operacional das funções instaladas no servidor.

  • Determinar o status do servidor, identificar eventos críticos e analisar e solucionar falhas ou problemas de configuração.

  • Instalar ou remover o funções, serviços de função e recursos usando uma linha de comando do Windows.

Quem estaria interessado no Gerenciador de Servidores?

O Gerenciador do Servidor foi desenvolvido para oferecer o máximo de benefícios a qualquer um dos seguintes tipos de profissionais de TI:

  • Administradores, planejadores ou analistas de TI que estejam avaliando o Windows Server 2008

  • Planejadores ou designers de TI corporativos

  • Usuários que são os primeiros a adotar o Windows Server 2008

  • Arquitetos de TI responsáveis pela segurança e pelo gerenciamento dos computadores de uma organização

Há considerações especiais?

Antes de usar o Gerenciador do Servidor, é recomendável que você se familiarize com as funções, a terminologia, os requisitos e as tarefas cotidianas de gerenciamento de todas as funções que pretende instalar no servidor. Para obter informações mais detalhadas sobre funções de servidor, consulte o TechCenter do Windows Server (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=48541 - essa página pode estar em inglês).

Por padrão, o Gerenciador do Servidor é instalado como parte do processo de instalação do Windows Server 2008. Para usar o Gerenciador do Servidor, você deve estar conectado ao computador como um membro do grupo Administradores do computador local.

Que funções e recursos de servidor estão disponíveis?

O Windows Server 2008 inclui os seguintes recursos e funções:

Funções de servidor

Uma função de servidor descreve a principal função do servidor. Os administradores podem escolher dedicar um computador inteiro para uma única função de servidor ou podem instalar várias funções em um só computador. Cada função inclui um ou mais serviços de função, que são melhor descritos como subelementos de uma função. As funções de servidor a seguir estão disponíveis no Windows Server 2008 e podem ser instaladas e gerenciadas usando o Gerenciador do Servidor.

 

Nome da função Descrição

Serviços de Certificados do Active Directory

Os Serviços de Certificados do Active Directory® (AD CS) oferecem serviços personalizáveis para criar e gerenciar certificados de chave pública usados em sistemas de segurança de software que empregam tecnologias de chave pública. As organizações podem usar os Serviços de Certificados do Active Directory para aumentar a segurança vinculando a identidade de uma pessoa, de um dispositivo ou de um serviço a uma chave particular correspondente. Os Serviços de Certificados do Active Directory também incluem recursos que permitem gerenciar o registro e a revogação de certificados em vários ambientes escalonáveis.

Os aplicativos suportados pelos Serviços de Certificados do Active Directory incluem extensões S/MIME, redes sem fio seguras, VPNs (redes virtuais privadas), protocolo IPsec, EFS (Sistema de Arquivos com Criptografia), logon de cartão inteligente, protocolo SSL/TLS e assinaturas digitais.

Serviços de Domínio do Active Directory

Os Serviços de Domínio do Active Directory (AD DS) armazenam informações sobre usuários, computadores e outros dispositivos da rede. Os AD DS ajudam os administradores a gerenciar essas informações com segurança e facilitam o compartilhamento de recursos e a colaboração entre os usuários. Os AD DS também devem estar instalados na rede para que você possa instalar aplicativos habilitados no diretório, como o Microsoft Exchange Server, e aplicar outras tecnologias do Windows Server, como a Diretiva de Grupo.

Serviços de Federação do Active Directory

Os Serviços de Federação do Active Directory (AD FS) oferecem tecnologias de logon único (SSO) na Web para autenticar um usuário em vários aplicativos da Web utilizando uma única conta de usuário. O AD FS faz isso federando, ou compartilhando, com segurança as identidades e os direitos de acesso dos usuários, na forma de declarações digitais, entre organizações parceiras.

Serviços AD LDS

As organizações que possuem aplicativos que exigem um diretório para armazenar dados de aplicativos podem usar os Serviços AD LDS como o armazenamento de dados. O AD LDS é executado como serviço de sistema não operacional e, como tal, não requer implantação em um controlador de domínio. A execução como serviço de sistema não operacional permite a execução simultânea de várias instâncias do AD LDS em um único servidor e cada uma delas pode ser configurada independentemente para atender a vários aplicativos.

Active Directory Rights Management Services (AD RMS)

O AD RMS é uma tecnologia de proteção de informações que funciona com aplicativos habilitados para AD RMS para ajudar a proteger informações digitais contra uso não autorizado. Os proprietários de conteúdo podem definir exatamente como um destinatário pode usar as informações; eles definem, por exemplo, quem pode abrir, modificar, imprimir, encaminhar ou executar outras ações em relação às informações. As organizações podem criar modelos personalizados de direitos de uso (por exemplo, "Confidencial - Somente Leitura") e aplicá-los diretamente a informações como relatórios financeiros, especificações de produtos, dados de clientes e mensagens de email.

Servidor de Aplicativos

O Servidor de Aplicativos é uma solução completa para hospedar e gerenciar aplicativos de negócios distribuídos de alto desempenho. Serviços integrados, como .NET Framework, Suporte a Servidor Web, serviço de enfileiramento de mensagens, COM+, Windows Communication Foundation e Agrupamento de Failover, permitem aumentar a produtividade ao longo do ciclo de vida do aplicativo, desde a criação e o desenvolvimento até a implantação e as operações.

Servidor DHCP

O protocolo DHCP permite que os servidores atribuam, ou concedam, endereços IP a computadores e a outros dispositivos habilitados como clientes DHCP. A implantação de servidores DHCP na rede automaticamente fornece para os computadores e outros dispositivos de rede baseados em TCP/IP endereços IP válidos e os parâmetros de configuração adicionais necessários, chamados de opções DHCP, que permitem a conexão com outros recursos de rede, como servidores DNS e WINS e roteadores.

Servidor DNS

O DNS (sistema de nome de domínio) é um método padrão para associar nomes a endereços de Internet numéricos. Isso possibilita que os usuários façam referência a computadores da rede usando nomes fáceis de lembrar, em vez de uma longa série de números. Os serviços DNS do Windows podem ser integrados aos serviços DHCP no Windows, eliminando a necessidade de adicionar registros DNS à medida que computadores são adicionados à rede.

Servidor de Fax

O Servidor de Fax envia e recebe faxes e permite gerenciar recursos de fax, como trabalhos, configurações, relatórios e dispositivos de fax neste computador ou na rede.

Serviços de Arquivos

Os Serviços de Arquivos oferecem tecnologias de gerenciamento de armazenamento, replicação de arquivos, gerenciamento de namespace distribuído, pesquisa rápida de arquivos e acesso simplificado do cliente aos arquivos.

Virtualização do Windows Server®

O Virtualização do Windows Server fornece os serviços que podem ser usados para a criação e o gerenciamento de máquinas virtuais e seus recursos. Cada máquina virtual é um sistema de computador virtualizado, que opera em um ambiente de execução isolado. Isso permite que vários sistemas operacionais sejam executados simultaneamente.

Serviços de Acesso e Diretiva de Rede

Os Serviços de Acesso e Diretiva de Rede têm uma série de métodos para fornecer aos usuários conectividade de rede local e remota, conectar segmentos de rede e permitir que administradores de rede gerenciem centralmente o acesso à rede e as diretivas de integridade do cliente. Com os Serviços de Acesso e Diretiva de Rede, você pode implantar servidores VPN, servidores dial-up, roteadores e o acesso sem fio protegido 802.11. Também é possível implantar servidores e proxies RADIUS e usar o Kit de Administração do Gerenciador de Conexões para criar perfis de acesso remoto que permitem aos computadores cliente se conectarem à rede.

Serviços de impressão

Os Serviços de impressão possibilitam o gerenciamento de servidores de impressão e impressoras. Um servidor de impressão reduz a carga de trabalho administrativa e de gerenciamento com a centralização das tarefas de gerenciamento de impressora.

Serviços de terminal

Os Serviços de terminal oferecem tecnologias que permitem que os usuários acessem programas baseados no Windows instalados em um servidor de terminal ou acessem a própria área de trabalho do Windows de praticamente qualquer dispositivo de computação. Os usuários podem se conectar a um servidor de terminal para executar programas e usar recursos de rede nesse servidor.

Serviços UDDI

Os Serviços UDDI oferecem recursos UDDI para compartilhamento de informações sobre serviços Web na intranet de uma organização, entre parceiros comerciais em uma extranet ou na Internet. Os Serviços UDDI podem ajudar a aumentar a produtividade de desenvolvedores e profissionais de TI com aplicativos mais confiáveis e gerenciáveis. Com os Serviços UDDI, você pode impedir a duplicação de esforços promovendo a reutilização do trabalho de desenvolvimento existente.

Servidor Web (IIS)

O Servidor Web (IIS) permite o compartilhamento de informações na Internet, em uma intranet ou extranet. Trata-se de uma plataforma unificada da Web que integra IS 7.0, ASP.NET e Windows Communication Foundation. O IIS 7.0 também oferece segurança reforçada, diagnóstico simplificado e administração delegada.

Serviços de Implantação do Windows

Você pode usar os Serviços de Implantação do Windows para instalar e configurar sistemas operacionais Microsoft Windows remotamente em computadores com ROMs do ambiente PXE. A sobrecarga administrativa é reduzida através da implementação do snap-in WdsMgmt do Console de Gerenciamento Microsoft (MMC), que gerencia todos os aspectos dos Serviços de Implantação do Windows. Os Serviços de Implantação do Windows também proporcionam aos usuários finais uma experiência consistente de Instalação do Windows.

A figura a seguir mostra a home page da função Serviços de Arquivos no Gerenciador do Servidor.

Recursos

De maneira geral, os recursos não descrevem a principal função de um servidor. Os recursos são funções auxiliares ou de suporte para os servidores. Normalmente, os administradores acrescentam recursos não como a principal função de um servidor, mas para aumentar a funcionalidade das funções já instaladas.

Por exemplo, o Agrupamento de Failover é um recurso que os administradores podem instalar após a instalação de determinadas funções de servidor, como os Serviços de Arquivos, para adicionar redundância aos Serviços de Arquivos e diminuir o tempo possível de recuperação de desastre.

Os recursos a seguir estão disponíveis no Windows Server 2008 e podem ser instalados usando-se comandos do Gerenciador do Servidor.

 

Recurso Descrição

Recursos do Microsoft .NET Framework 3.0

O Microsoft .NET Framework 3.0 combina a força das APIs do .NET Framework 2.0 com novas tecnologias para criar aplicativos que ofereçam interfaces de usuário atraentes, protejam as informações de identidade pessoais dos seus clientes, permitam uma comunicação sem problemas e segura e ofereçam a capacidade de modelar uma série de processos corporativos.

Criptografia de Unidade de Disco BitLocker

A Criptografia de Unidade de Disco BitLocker ajuda a proteger dados em computadores perdidos, roubados ou encerrados de forma imprópria criptografando todo o volume e verificando a integridade inicial dos componentes de inicialização. Os dados são descriptografados somente se esses componentes forem verificados com sucesso e se a unidade criptografada estiver localizada no computador original. A verificação de integridade requer um TPM (Trusted Platform Module) compatível.

Extensões de servidor BITS

As Extensões de Servidor BITS (Background Intelligent Transfer Service) permitem que um servidor receba arquivos carregados por clientes usando BITS. O BITS permite que computadores cliente transfiram arquivos no primeiro ou segundo plano de forma assíncrona, preservem a capacidade de resposta de outros aplicativos da rede e reiniciem transferências de arquivos após falhas de rede e reinicializações de computador.

Kit de Administração do Gerenciador de Conexões

O Kit de Administração do Gerenciador de Conexões (CMAK) gera perfis do Gerenciador de Conexões.

Experiência Desktop

A Experiência Desktop inclui recursos do Windows Vista®, como Windows Media Player, temas da área de trabalho e gerenciamento de fotos. A Experiência Desktop não habilita nenhum dos recursos do Windows Vista por padrão; é necessário habilitá-los manualmente.

Agrupamento de Failover

O Agrupamento de Failover permite que vários servidores funcionem juntos para fornecer alta disponibilidade de serviços e aplicativos. O Agrupamento de Failover geralmente é usado para serviços de arquivo e impressão, bancos de dados e aplicativos de email.

Gerenciamento de Diretiva de Grupo

O Gerenciamento de Diretiva de Grupo facilita entender, implantar, gerenciar e solucionar problemas de implementações de Diretiva de Grupo. A ferramenta padrão é o GPMC (Console de Gerenciamento de Diretiva de Grupo), um snap-in programável do Console de Gerenciamento Microsoft (MMC) que fornece uma ferramenta administrativa exclusiva para gerenciar a Diretiva de Grupo em toda a empresa.

Cliente de Impressão via Internet

O Cliente de Impressão via Internet permite que clientes usem o IPP para conexão e acesso a impressoras na rede ou Internet.

Internet Storage Name Server

O iSNS (Internet Storage Name Server) oferece serviços de descoberta para redes de área de armazenamento iSCSI (Internet Small Computer System Interface). O iSNS processa as solicitações de registro e de cancelamento de registro e as consultas de clientes iSNS.

Monitor de Porta LPR

O Monitor de porta LPR possibilita que o computador acesse impressoras que são compartilhadas usando qualquer serviço LPD (daemon de impressora de linha). (O serviço LPD geralmente é usado por dispositivos que compartilham impressora e computadores baseados em UNIX.)

Serviço de enfileiramento de mensagens

O serviço de enfileiramento de mensagens oferece uma entrega de mensagens garantida, roteamento eficiente, segurança e um sistema de mensagens baseado em prioridade entre os aplicativos. Ele também acomoda a entrega de mensagens entre aplicativos executados em diferentes sistemas operacionais, que usam infra-estruturas de rede diferentes, que estão temporariamente offline ou que são executados em momentos diferentes.

Multipath I/O

O Microsoft Multipath I/O (MPIO), junto com o DSM (Módulo Específico de Dispositivo da Microsoft) ou um DSM de terceiros, fornece suporte para o uso de vários caminhos de dados para um dispositivo de armazenamento no Microsoft Windows.

Balanceamento de Carga de Rede

O NLB (Balanceamento de Carga de Rede) distribui o tráfego entre vários servidores usando o protocolo de rede TCP/IP. O NLB é particularmente útil para garantir que aplicativos sem monitoração de estado, como um servidor Web que executa os Serviços de Informações da Internet (IIS), sejam escalonáveis adicionando-se mais servidores à medida que a carga aumentar.

Protocolo PNRP

O protocolo PNRP permite que os aplicativos registrem e solucionem nomes do seu computador, para que outros computadores possam se comunicar com esses aplicativos.

Quality Windows Audio Video Experience

O qWave (Quality Windows Audio Video Experience) é uma plataforma de rede para aplicativos de streaming de áudio e vídeo em redes domésticas IP. O qWave aumenta o desempenho e a confiabilidade do streaming de AV garantindo a qualidade do serviço na rede para aplicativos de áudio e vídeo. Ele oferece controle de admissão, monitoramento e imposição de tempo de execução, comentários sobre aplicativos e priorização de tráfego. Em plataformas Windows Server, o qWave oferece apenas serviços de priorização e de taxa de fluxo.

Compactação Diferencial Remota

O recurso RDC (Compactação Diferencial Remota) é um conjunto de APIs que os aplicativos podem usar para determinar se um conjunto de arquivos foi alterado e, nesse caso, detectar quais partes dos arquivos contêm as alterações.

Assistência Remota

A Assistência Remota permite que você (ou uma pessoa do suporte) ofereça assistência aos usuários com problemas ou dúvidas sobre o computador. A Assistência Remota permite que você veja e compartilhe o controle da área de trabalho do usuário para identificar e corrigir os problemas. Os usuários também podem solicitar ajuda de amigos ou colegas de trabalho.

Ferramentas de Administração de Servidor Remoto

O Ferramentas de Administração de Servidor Remoto possibilita o gerenciamento remoto do Windows Server 2003 e do Windows Server 2008 em um computador que execute o Windows Server 2008 para que você possa executar algumas das ferramentas de gerenciamento para funções, serviços de função e recursos em um computador remoto.

Gerenciador de Armazenamento Removível

O RSM (Gerenciador de Armazenamento Removível) gerencia e cataloga mídia removível e opera dispositivos de mídia removíveis automatizados.

RPC sobre Proxy HTTP

O RPC sobre Proxy HTTP é um proxy usado por objetos que recebem RPCs (chamadas de procedimento remoto) via protocolo HTTP. Esse proxy permite que os clientes descubram esses objetos mesmo que eles sejam movidos entre servidores ou se eles existirem em áreas discretas da rede, geralmente por motivos de segurança.

Serviços de NFS

Os Serviços de NFS (Network File System) são um protocolo que atua como um sistema de arquivos distribuídos, permitindo que um computador acesse arquivos em rede com a mesma facilidade que teria se eles estivessem nos seus discos locais. Esse recurso está disponível para instalação apenas nas versões de 64 bits do Windows Server 2008; em outras versões do Windows Server 2008, ele está disponível como um serviço de função da função Serviços de Arquivos.

Serviços TCP/IP Simples

Os Serviços TCP/IP Simples dão suporte aos seguintes serviços TCP/IP: Character Generator, Daytime, Discard, Echo e Quote of the Day. Os Serviços TCP/IP Simples são oferecidos para compatibilidade com versões anteriores e só devem ser instalados se necessário.

Servidor SMTP

O Servidor SMTP oferece suporte à transferência de mensagens de email entre os sistemas de email.

Serviços SNMP

O SMTP é o protocolo padrão da Internet para a troca de informações de gerenciamento entre aplicativos de console de gerenciamento (como HP Openview, Novell NMS, IBM NetView ou Sun Net Manager) e entidades de gerenciamento. As entidades gerenciadas podem incluir hosts, roteadores, pontes e hubs.

Gerenciador de Armazenamento para SANs

O Gerenciador de Armazenamento para SANs (redes de área de armazenamento) ajuda você a criar e gerenciar LUNs (números de unidades lógicas) em subsistemas de unidades de disco iSCSI e Fibre Channel compatíveis com VDS (Serviço de Disco Virtual) na SAN.

Subsistema para Aplicativos Baseados em UNIX

O SUA (Subsistema para Aplicativos Baseados em UNIX), junto com um pacote de utilitários de suporte disponível para download no site da Microsoft, permite executar programas baseados em UNIX e compilar e executar aplicativos baseados em UNIX personalizados no ambiente Windows.

Cliente Telnet

O Cliente Telnet usa o protocolo Telnet para se conectar a um servidor telnet remoto e executar aplicativos nesse servidor.

Servidor Telnet

O Servidor Telnet permite que usuários remotos, incluindo os que executam sistemas operacionais baseados em UNIX, realizem tarefas de administração por linha de comando e executem programas utilizando um cliente telnet.

Cliente TFTP

O cliente TFTP (Trivial File Transfer Protocol) é usado para ler e gravar arquivos em um servidor TFTP remoto. O TFTP é usado principalmente por sistemas ou dispositivos incorporados que, durante o processo de inicialização, recuperam firmware, informações de configuração ou uma imagem do sistema de um servidor TFTP.

Banco de Dados Interno do Windows

O Banco de Dados Interno do Windows é um armazenamento de dados relacional que pode ser usado somente por regras e recursos do Windows, como Serviços UDDI, AD RMS, Windows Server Update Services e Windows System Resource Manager.

Serviço de Cadastramento na Internet do Windows (WINS)

O Serviço WINS fornece um banco de dados distribuído para registrar e consultar mapeamentos dinâmicos de nomes NetBIOS para computadores e grupos usados na rede. O WINS mapeia nomes NetBIOS para endereços IP e resolve os problemas decorrentes da resolução de nomes NetBIOS em ambientes roteados.

Backup do Windows Server

O Backup do Windows Server permite fazer backup do sistema operacional, dos aplicativos e dos dados e recuperá-los. Você pode programar os backups para serem executados uma vez ao dia ou com mais freqüência e pode proteger todo o servidor ou volumes específicos.

Gerenciador de Recursos de Sistema do Windows

O WSRM (Gerenciador de Recursos de Sistema do Windows) é uma ferramenta administrativa do sistema operacional Windows Server que pode controlar como os recursos de CPU e memória são alocados. O gerenciamento da alocação de recursos aumenta o desempenho do sistema e diminui o risco de aplicativos, serviços ou processos se interporem para reduzir a eficiência do servidor e a resposta do sistema.

Serviço LAN sem Fio

O Serviço WLAN (LAN sem Fio) configura e inicia o serviço Configuração Automática de WLAN, independentemente de o computador ter ou não adaptadores sem fio. A Configuração Automática de WLAN enumera os adaptadores sem fio e gerencia conexões e perfis sem fio que têm as configurações necessárias para configurar um cliente sem fio para se conectar a uma rede sem fio.

Windows PowerShell®

O Windows PowerShell é um shell de linha de comando e uma linguagem de script que ajuda os profissionais de TI a melhorar sua produtividade. Ele oferece uma nova linguagem de script com foco no administrador e mais de 130 ferramentas de linha de comando padrão para facilitar a administração e a automatização mais rápida dos sistemas.

Serviço de Ativação de Processos do Windows

O WAS (Serviço de Ativação de Processos do Windows) generaliza o modelo do processo do IIS, removendo a dependência do protocolo HTTP. Todos os recursos do IIS que anteriormente só estavam disponíveis para aplicativos HTTP agora estão disponíveis a aplicativos que hospedam serviços WCF através de protocolos diferentes do HTTP. O IIS 7.0 também usa o WAS para ativação baseada em mensagem via HTTP.

Que nova funcionalidade é oferecida pelo Gerenciador de Servidores?

Embora a capacidade de adicionar e remover funções e recursos de servidor não seja nova, o Gerenciador do Servidor unifica a funcionalidade de várias ferramentas anteriores em uma única interface de usuário simples e baseada no MMC.

As funções e os recursos que são instalados utilizando o Gerenciador do Servidor ficam protegidos por padrão. Os administradores não precisam executar o Assistente de Configuração de Segurança após a instalação ou a remoção de funções, a menos que queiram alterar configurações padrão.

O Gerenciador do Servidor funciona como um único ponto de acesso a snap-ins de gerenciamento para todas as funções instaladas. Quando uma função é adicionada, uma home page de console de gerenciamento é criada automaticamente no Gerenciador do Servidor para essa função, que exibe eventos e o status de todos os serviços que fazem parte da função. Os serviços de função, ou subelementos de uma função, são listados em uma seção dessa home page. Os administradores podem abrir assistentes para adicionar ou remover serviços de função utilizando os comandos exibidos nessa home page.

Tarefas de Configuração Iniciais

A janela Tarefas de Configuração Iniciais é um novo recurso do Windows Server 2008 aberto automaticamente após o término do processo de instalação do sistema operacional e que ajuda o administrador a finalizar a instalação e a configuração inicial de um novo servidor. Ele inclui tarefas como alterar o nome da conta de Administrador para melhorar a segurança do servidor, associar o servidor a um domínio existente, habilitar a Área de Trabalho Remota para o servidor e habilitar o Windows Update e o Firewall do Windows.

A figura a seguir mostra a janela Tarefa de Configuração Inicial no Windows Server 2008.

Janela de tarefas de configuração inicial

Os comandos Adicionar Funções e Adicionar Recursos da janela Tarefas de Configuração Iniciais permitem que você comece a adicionar funções e recursos ao servidor imediatamente.

A janela Tarefas de Configuração Iniciais também permite que você participe dos programas a seguir, através dos quais você pode enviar comentários anônimos para a Microsoft sobre o desempenho do software na sua empresa.

  • Programa de Aperfeiçoamento da Experiência do Usuário do Windows Server

  • Relatório de Erros do Windows

Configurações padrão da configuração inicial

A próxima tabela mostra algumas configurações padrão que são definidas pelo processo de instalação do Windows Server 2008. Os comandos disponíveis na janela Tarefa de Configuração Inicial permitem modificar esses padrões.

 

Configuração Configuração padrão

Nome do computador

O nome do computador é atribuído de maneira aleatória durante a instalação. Você pode modificá-lo usando os comandos da janela Tarefa de Configuração Inicial.

Participação no domínio

Por padrão, o computador não é associado a um domínio; ele é colocado em um grupo de trabalho chamado GRUPO.

Atualização automática do Windows

Por padrão, a atualização automática do Windows fica desativada.

Conexões de rede

Todas as conexões de rede são definidas para obter endereços IP automaticamente usando o DHCP.

Firewall do Windows

O Firewall do Windows fica ativado por padrão.

Funções instaladas

Por padrão, nenhuma função é instalada.

Por que as Tarefas de Configuração Iniciais são importantes?

A janela Tarefas de Configuração Iniciais ajuda os administradores a configurar um servidor e diminuir o tempo entre a instalação do sistema operacional e a implantação do servidor em uma empresa. Através dessa janela os administradores podem especificar, de uma maneira lógica, configurações do sistema operacional que antes eram mostradas na Instalação do Windows Server 2003, como informações de domínio e configurações de rede.

O que funciona de maneira diferente?

Antes do Windows Server 2008, a instalação do sistema operacional Windows de classe servidor era pausada para que os administradores pudessem dar informações sobre a conta de administrador, o domínio e a rede. Comentários recebidos indicaram que essa prática tornava o sistema operacional e o processo de implantação do servidor lentos, uma vez que a conclusão da instalação do sistema operacional tinha de esperar até que os administradores respondessem aos prompts e fornecessem as informações.

As Tarefas de Configuração Iniciais permitem que os administradores adiem essas tarefas até que a instalação seja concluída, o que representa menos interrupções durante a instalação.

Além disso, como a ativação do produto pode ser feita no período de cortesia (geralmente de 30 dias) e não é fundamental para a configuração inicial do servidor, o comando Ativar o Servidor, presente na janela Gerenciar o Servidor do Windows Server 2003, foi removido das Tarefas de Configuração Iniciais.

Console do Gerenciador de Servidores

O console do Gerenciador do Servidor é um novo snap-in do MMC que oferece uma visualização consolidada do servidor, incluindo informações sobre a configuração do servidor, status de funções instaladas e comandos para adicionar e remover funções e recursos.

O painel hierárquico do console do Gerenciador do Servidor contém nós expansíveis que os administradores podem usar para ir diretamente aos consoles e gerenciar funções específicas, solucionar problemas de ferramentas ou acessar opções de backup e de recuperação de desastre.

A figura a seguir mostra a janela principal do Gerenciador do Servidor.

Janela principal do gerenciador de servidores

A janela principal do console do Gerenciador do Servidor contém estas quatro seções recolhíveis:

  • Resumo do Servidor

    A seção Resumo do Servidor inclui duas sub-seções: Informações do Computador e Informações de Segurança. A sub-seção Informações do Computador exibe o nome do computador, o domínio, o nome da conta do administrador local, as conexões de rede e o ID de produto do sistema operacional. Você pode editar essas informações usando os comandos da sub-seção Informações do Computador.

    Informações de Segurança mostra se a função de atualização automática do Windows e o Firewall do Windows estão ativados e se a Configuração de Segurança Reforçada do Windows® Internet Explorer® está ativada, seja para administradores ou outros usuários. Os comandos da sub-seção Informações de Segurança permitem editar essas configurações ou visualizar opções avançadas.

  • Resumo de Funções

    A seção Resumo de Funções contém uma tabela que indica as funções instaladas no servidor. Os comandos disponíveis nessa seção permitem adicionar ou remover funções ou acessar um console mais detalhado, no qual você pode gerenciar uma função específica.

  • Resumo dos Recursos

    A seção Resumo dos Recursos contém uma tabela que indica os recursos instalados no servidor. Os comandos dessa seção permitem adicionar ou remover recursos.

  • Recursos e Suporte

    A seção Recursos e Suporte informa se o servidor está participando dos programas de comentários Programa de Aperfeiçoamento da Experiência do Usuário e Relatório de Erros do Windows. Recursos e Suporte também funciona como um ponto de partida para localizar Ajuda e tópicos de pesquisa adicionais disponíveis online no TechCenter do Windows Server (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=48541 - essa página pode estar em inglês).

    Os comandos dessa seção permitem modificar a participação do servidor nos programas de comentários e encontrar mais Ajuda e suporte.

    Na home page de cada função do Gerenciador do Servidor, a seção Recursos e Suporte apresenta um menu de configurações recomendadas ou cenários nos quais a função ou partes dela atuam. Cada configuração recomendada está vinculada a uma lista de verificação da Ajuda, que orienta os administradores na execução das tarefas necessárias para que a função funcione naquele dado cenário.

Por que o console do Gerenciador de Servidores é importante?

O console do Gerenciador do Servidor é bastante parecido com a primeira página de um jornal sobre o servidor. Ele é o local onde os administradores podem ter uma visão geral concisa do servidor, alterar as propriedades de sistema do servidor e instalar ou remover funções ou recursos.

Assistentes do Gerenciador de Servidores

Assistente para Adicionar Funções

O Assistente para Adicionar Funções, que pode ser usado para adicionar uma ou mais funções ao servidor, verifica automaticamente se há dependências entre as funções e se todas as funções e os serviços de função de cada função selecionada estão instalados.

Para algumas funções, como Serviços de terminal e Serviços de Certificados do Active Directory, o Assistente para Adicionar Funções também contém páginas de configuração nas quais os usuários podem especificar de que maneira a função deve ser configurada como parte do processo de instalação.

A figura a seguir mostra a página Selecionar Funções do Servidor do Assistente para Adicionar Funções.

Selecionar funções do servidor, Assistente para adição de funções

Assistente para Adicionar Serviços de Função

A maioria das funções, como Serviços de Arquivos, Serviços de terminal e os Serviços de Certificados do Active Directory, é composta de vários subelementos, identificados como serviços de função, na interface do Gerenciador do Servidor.

Depois que uma dessas funções complexas é instalada, você pode adicionar serviços de função a ela utilizando o Assistente para Adicionar Serviços de Função. O comando que abre o Assistente para Adicionar Serviços de Função está na home page de cada função no console do Gerenciador do Servidor.

Assistente para Adicionar Recursos

O Assistente para Adicionar Recursos permite instalar um ou mais recursos no computador em uma única sessão. Recursos são programas de software que dão suporte ou aumentam a funcionalidade de uma ou mais funções ou melhoram a funcionalidade do servidor propriamente dito, independentemente das funções instaladas.

Os comandos que abrem o Assistente para Adicionar Recursos ficam na área Personalizar este servidor da janela Tarefas de Configuração Iniciais e também na seção Resumo dos Recursos da janela do console do Gerenciador do Servidor.

Assistente para Remover Funções

O Assistente para Remover Funções, que pode ser usado para remover uma ou mais funções do servidor, verifica automaticamente se há dependências entre as funções e se as funções e os serviços de função necessários das funções que você não deseja remover permanecem instalados. O processo do Assistente para Remover Funções impede a remoção acidental das funções e dos serviços de função necessários mantendo as funções no servidor.

Assistente para Remover Serviços de Função

É possível remover serviços de função de uma função instalada usando o Assistente para Remover Serviços de Função. O comando que abre o Assistente para Remover Serviços de Função está na home page de cada função no console do Gerenciador do Servidor.

Assistente para Remover Recursos

O Assistente para Remover Recursos permite remover um ou mais recursos do computador em uma única sessão. Recursos são programas de software que dão suporte ou aumentam a funcionalidade de uma ou mais funções ou melhoram a funcionalidade do servidor propriamente dito, independentemente das funções instaladas.

Os comandos que abrem o Assistente para Remover Recursos ficam na área Personalizar este servidor da janela Tarefas de Configuração Iniciais e também na seção Resumo dos Recursos da janela do console do Gerenciador do Servidor.

Por que os assistentes do Gerenciador de Servidores são importantes?

Os assistentes do Gerenciador do Servidor simplificam a tarefa de implantar servidores na empresa diminuindo o tempo que era necessários nas versões anteriores do Windows Server para instalar, configurar ou remover funções, serviços de função e recursos. Diversos recursos, serviços de função ou funções podem ser instalados ou removidos em uma única sessão através dos assistentes do Gerenciador do Servidor.

O mais importante é que o Windows Server 2008 realiza verificações de dependência à medida que você utiliza os assistentes do Gerenciador do Servidor, assegurando que todas as funções e os serviços de função necessários para a função selecionada estejam instalados e que nenhuma dessas funções ou dos serviços de função que ainda são necessários para as funções ou os serviços de função restantes sejam removidos.

O que funciona de maneira diferente?

As versões anteriores do Windows Server exigiam que você usasse os recursos Configurar o Servidor, Gerenciar o Servidor ou Adicionar ou Remover Componentes do Windows para adicionar ou remover funções de servidor ou outros softwares. As verificações de dependência eram limitadas, e o recurso Adicionar ou Remover Componentes do Windows limitava os administradores à instalação de uma única função de cada vez. Para que você pudesse adicionar mais funções, era necessário concluir a instalação de cada função.

A coleção de assistentes do Gerenciador do Servidor permite adicionar, remover ou aumentar várias funções em uma única sessão. É possível preparar o servidor completamente para a implantação ao final de uma única sessão em um dos assistentes do Gerenciador do Servidor. Por padrão, as configurações de função são definidas conforme o recomendado; não há requisitos para executar o Assistente de Configuração de Segurança após a instalação de uma função ou de um recurso, a menos que seja necessário modificar os padrões de segurança.

Linha de comando do Gerenciador de Servidores

O Gerenciador do Servidor oferece uma ferramenta de linha de comando, o ServerManagerCmd.exe, que automatiza a implantação de funções e recursos em computadores que estejam executando o Windows Server 2008.

Você pode usar o ServerManagerCmd.exe para instalar e remover funções, serviços de função e recursos. Os parâmetros do ServerManagerCmd.exe também exibem uma lista de todas as funções, serviços de função e recursos instalados e disponíveis para instalação no computador.

Por que a linha de comando do Gerenciador de Servidores é importante?

A linha de comando do Gerenciador do Servidor possibilita a instalação ou a remoção autônoma de funções, serviços de função e recursos. Você pode usar a linha de comando do Gerenciador do Servidor para instalar ou remover um único função, serviço de função ou recurso em uma instância de comando ou pode usar um arquivo de resposta XML com o comando Gerenciador do Servidor para adicionar ou remover vários funções, serviços de função e recursos em uma única instância de comando.

As opções do ServerManagerCmd.exe permitem que os usuários exibam logs de suas operações e executem consultas para exibir listas de funções, serviços de função e recursos instalados e disponíveis para instalação em um computador.

Para obter informações detalhadas sobre como usar a linha de comando do Gerenciador do Servidor, consulte a Ajuda do Gerenciador do Servidor.

ImportantImportante
Devido às restrições de segurança impostas pelo Controle de Conta de Usuário no Windows Server 2008, você deve executar o ServerManagerCmd.exe em uma janela Prompt de Comando aberta com privilégios elevados. Para fazer isso, clique com o botão direito do mouse no executável Prompt de Comando, ou no objeto Prompt de Comando no menu Iniciar, e clique em Executar como administrador.

O que funciona de maneira diferente?

Antes da implementação da linha de comando do Gerenciador do Servidor, as únicas ferramentas de linha de comando disponíveis para instalar pacotes de software do Windows em um computador eram ocsetup e pkgmgr. A sintaxe de linha de comando dessas ferramentas é complexa, e os nomes de funções, serviços de função e recursos disponíveis para instalação ou remoção usando essas duas ferramentas não eram intuitivos. ServerManagerCmd.exe simplifica a instalação e a remoção de funções, serviços de função e recursos por linha de comando.

Que configurações foram adicionadas ou alteradas?

As configurações do Registro a seguir aplicam-se ao Gerenciador do Servidor e às Tarefa de Configuração Inicial em todas as variações do Windows Server 2008.

Configurações do Registro

As configurações do Registro listadas na tabela a seguir controlam o comportamento padrão de abertura das janelas Gerenciador do Servidor e Tarefa de Configuração Inicial.

 

Nome da configuração Localização Valor padrão Valores possíveis

Não abrir o Gerenciador do Servidor no logon

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Gerenciador do Servidor

0

0 para desativar e abrir a janela automaticamente; 1 para habilitar e impedir a abertura da janela.

Não abrir Tarefa de Configuração Inicial no logon

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Gerenciador do Servidor\oobe

0

0 para desativar e abrir a janela automaticamente; 1 para habilitar e impedir a abertura da janela.

Como devo me preparar para implantar o Gerenciador de Servidores?

Por padrão, o Gerenciador do Servidor é instalado como parte do Windows Server 2008. Para usar o Gerenciador do Servidor, você deve estar conectado ao computador como membro do grupo Administradores.

noteObservação
Se você fizer logon no computador usando uma conta de Administrador diferente da conta de Administrador padrão, poderá ser exibida uma caixa de diálogo solicitando permissão para executar o Gerenciador do Servidor. Clique em Permitir para iniciar o Gerenciador do Servidor.

Como abro o Gerenciador de Servidores?

Por padrão, o Gerenciador do Servidor é aberto quando a janela Tarefa de Configuração Inicial é fechada.

Depois que as tarefas inicias de configuração são concluídas, o Gerenciador do Servidor é aberto por padrão quando um administrador faz logon em um computador que executa o Windows Server 2008. Se você fechar o Gerenciador do Servidor e quiser abri-lo novamente, poderá abrir o Gerenciador do Servidor usando o comando Gerenciador do Servidor em qualquer um dos seguintes locais:

  • No menu Iniciar, em Ferramentas Administrativas.

  • No menu Iniciar (se você estiver conectado ao computador como membro do grupo Administradores).

  • No menu Iniciar, clique com o botão direito do mouse em Computador e clique em Gerenciar.

  • Na barra de ferramentas Início Rápido, próximo do botão Iniciar.

  • No Painel de Controle, clique em Programas, em Programas e Recursos e, depois, em Ativar ou desativar recursos do Windows.

Referências adicionais

Para obter mais informações sobre o Gerenciador do Servidor, consulte o TechCenter do Windows Server (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=48541 - essa página pode estar em inglês). Você também pode aprender a executar operações específicas no Gerenciador do Servidor na Ajuda do Gerenciador do Servidor, que pode ser aberta pressionando a tecla F1 em uma janela aberta do console do Gerenciador do Servidor.

A Visão geral técnica do Gerenciador de Servidores (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=85101 - essa página pode estar em inglês) contém informações mais detalhadas sobre o Gerenciador de Servidores e inclui o esquema XML com o qual os arquivos de resposta de linha de comando do Gerenciador do Servidor devem estar em conformidade. Você também pode baixar o esquema XML de linha de comando do Gerenciador do Servidor do Centro de Download da Microsoft (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=81203 - essa página pode estar em inglês).

O Guia Passo a Passo de Cenários do Gerenciador de Servidores (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=101037 - essa página pode estar em inglês) apresenta uma visão geral do Gerenciador do Servidor e traz orientações passo a passo sobre cenários comuns para usar o Gerenciador do Servidor na sua empresa.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
A Microsoft está realizando uma pesquisa online para saber sua opinião sobre o site do MSDN. Se você optar por participar, a pesquisa online lhe será apresentada quando você sair do site do MSDN.

Deseja participar?
Mostrar:
© 2014 Microsoft