Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo
31 de 40 pessoas classificaram isso como útil - Avalie este tópico

Usando opções de linha de comando de DiskPart

Aplica-se a: Windows Vista

O DiskPart é um interpretador de comandos em modo de texto contido no Windows Vista no Windows XP e na família ®Windows Server 2003®. Essa ferramenta permite gerenciar objetos (discos, partições ou volumes) por meio de scripts ou de entradas diretas em um prompt de comando.

Comandos do DiskPart

Antes de usar os comandos do DiskPart em um disco, uma partição ou um volume, é necessário primeiro listar e selecionar o objeto para que ele fique em foco. Quando um objeto fica em foco, quaisquer comandos do DiskPart digitados atuam sobre esse objeto.

Você pode listar os objetos disponíveis e determinar a letra de unidade ou o número do objeto por meio dos comandos list disk, list volume e list partition. Os comandos list disk e list volume exibem todos os discos e volumes do computador. Entretanto, o comando list partition só exibe partições no disco que estão no foco. Quando você usa os comandos list, um asterisco (*) é exibido ao lado do objeto em foco. Você seleciona um objeto por seu número ou sua letra de unidade, como disco 0, partição 1, volume 3 ou volume C.

Ao selecionar um objeto, o foco permanece nele até que você selecione outro objeto. Por exemplo, se o foco estiver no disco 0 e você selecionar o volume 8 no disco 2, o foco mudará do disco 0 para o disco 2, volume 8. Alguns comandos mudam o foco automaticamente. Quando você cria uma nova partição, por exemplo, o foco muda automaticamente para ela.

Só é possível colocar em foco uma partição do disco selecionado. Quando ela fica em foco, o volume relacionado (se houver) também fica em foco. Quando um volume fica em foco e é mapeado para uma única partição específica, o disco e a partição relacionados também ficam em foco. Se não for esse o caso, o foco no disco e na partição se perde.

ImportantImportante
Quando o comando DiskPart for usado como parte de um script, é recomendável que você conclua todas as operações do comando ao mesmo tempo como parte de um único script do DiskPart. Você pode executar scripts consecutivos do DiskPart, mas aguarde pelo menos quinze segundos entre cada um deles para que haja um desligamento completo da execução anterior antes de uma nova execução do comando DiskPart em scripts sucessivos. Caso contrário, os scripts sucessivos poderão falhar. Você pode incluir uma pausa entre os scripts consecutivos do DiskPart, adicionando o comando /t 15 de tempo limite ao seu arquivo em lotes junto com seus scripts do DiskPart.

Para obter mais informações sobre o DiskPart, consulte o gerenciamento de disco no site Microsoft TechNet.

Sintaxe e os Parâmetros do DiskPart

A tabela a seguir identifica a sintaxe e os parâmetros dos comandos do DiskPart.

 

Comando Sintaxe Descrição

active

active

Em discos básicos, este comando marca como ativa (active) a partição que está em foco. Isso informa ao sistema de entrada e saída básico (BIOS) ou à interface de firmware extensível (EFI) que a partição ou o volume é uma partição de sistema ou um volume de sistema válido.

Somente partições podem ser marcadas como "active".

ImportantImportante
O DiskPart verifica se somente a partição é capaz de conter os arquivos de inicialização de um sistema operacional. O comando não verifica o conteúdo da partição. Se você marcar uma partição como "active" por engano e ela não contiver os arquivos de inicialização do sistema operacional, é provável que o computador não seja iniciado.

add disk

add disk= n [noerr]

Cria espelhos do volume simples com foco no disco especificado.

n

Especifica o disco que conterá o espelho. Você só pode espelhar volumes simples. O disco especificado precisa ter, no mínimo, um espaço não alocado equivalente ao do volume simples a ser espelhado.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

assign

assign [{letter=d|mount=caminho}] [noerr]

Atribui uma letra de unidade ou um ponto de montagem ao volume que está em foco. Se nenhuma letra de unidade ou ponto de montagem for especificado, a próxima letra de unidade disponível será atribuída. Se a letra de unidade ou o ponto de montagem atribuído já estiver em uso, será gerado um erro.

Usando o comando assign, você pode alterar a letra de unidade associada a uma unidade removível.

Não é possível atribuir letras de unidades a volumes do sistema, volumes de inicialização ou volumes que contenham o arquivo de paginação. Não é possível atribuir uma letra de unidade a uma partição do OEM ou a qualquer partição GPT que não seja uma partição de dados básica.

letter= d

Especifica a letra de unidade a ser atribuída ao volume.

mount= path

Especifica o caminho do ponto de montagem a ser atribuído ao volume.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

attributes

attributes volume [{set | clear}] [{hidden | readonly | nodefaultdriveletter | shadowcopy}] [noerr]

volume

Exibe os atributos do volume selecionado.

set

Define o atributo especificado (volume hidden, read-only, nodefaultdriveletter ou shadowcopy) do volume selecionado.

clear

Limpa o atributo especificado (volume hidden, read-only, nodefaultdriveletter ou shadowcopy) do volume selecionado.

hidden

Especifica que o volume está oculto.

readonly

Especifica que o volume é somente leitura.

nodefaultdriveletter

Especifica que o volume não recebeu uma letra de unidade por padrão.

shadowcopy

Especifica que o volume é um volume de cópia de sombra.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro for encontrado, o DiskPart continuará a processar comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

automount

automount [enable] [disable] [scrub] [noerr]

Quando habilitado (o padrão), o Windows monta automaticamente o sistema de arquivos de um volume básico novo quando este é incluído no sistema e atribui a ele uma letra de unidade. Em configurações de rede da área do sistema, a desabilitação de automount impede o Windows de montar automaticamente volumes básicos novos incluídos no sistema, ou de atribuir letras de unidade a eles.

enable

Habilita o Windows a montar automaticamente volumes básicos novos incluídos no sistema e a atribuir a eles letras de unidade.

disable

Impede o Windows de montar automaticamente qualquer volume básico novo que seja incluído no sistema.

scrub

Remove os diretórios de ponto de montagem de volume e as configurações do Registro relativas a volumes que não estão mais no sistema. Isso impede os volumes que já estiveram no sistema de serem montados automaticamente e receber a atribuição de seus antigos pontos de montagem de volume quando forem novamente incluídos no sistema.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

break disk

break disk= n [nokeep] [noerr]

Aplica-se somente a discos dinâmicos. Quebra o volume espelhado com foco em dois volumes simples. Um deles mantém a letra da unidade e quaisquer pontos de montagem do volume espelhado, enquanto o outro fica em foco para que você possa atribuir-lhe uma letra de unidade.

Por padrão, o conteúdo de ambas as metades do espelho é mantido; cada metade torna-se um volume simples. Com o parâmetro nokeep, somente uma metade do espelho é mantida como volume simples, enquanto a outra é excluída e convertida em espaço livre. Nenhum volume fica em foco.

n

Especifica o disco que contém o volume espelhado.

nokeep

Especifica que somente um dos volumes espelhados será mantido; o outro será excluído e convertido em espaço livre. Nenhum volume fica em foco.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

clean

clean [all]

Remove toda a formatação de partição ou volume do disco que está em foco. Em discos de registro mestre de inicialização (MBR), somente as informações de particionamento MBR e de setores ocultos são sobrescritas. Em discos de tabela de partição GUID (GPT), as informações de particionamento GPT, incluindo MBR Protetor, serão substituídas; não há informações de setor ocultas.

all

Especifica que todos os setores do disco serão zerados, o que exclui completamente os dados contidos no disco.

convert basic

convert basic [noerr]

Converte um disco dinâmico vazio em disco básico.

ImportantImportante
O disco precisa estar vazio para ser convertido em disco básico. Faça backup dos dados e exclua todas as partições ou volumes antes de converter o disco.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

convert dynamic

online [noerr]

Converte um disco básico em dinâmico. Qualquer partição existente no disco se torna um volume simples.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

convert gpt

convert gpt [noerr]

Em computadores baseados em Itanium, converte um disco básico vazio com estilo de partição de registro mestre de inicialização (MBR) em um disco básico com estilo de partição de tabela de partição GUID (GPT).

ImportantImportante
O disco precisa estar vazio para ser convertido em disco GPT. Faça backup dos dados e exclua todas as partições ou volumes antes de converter o disco.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

convert mbr

convert mbr [noerr]

Em computadores baseados em Itanium, converte um disco básico vazio com estilo de partição de Tabela de Partição GUID (GPT) em um disco básico com estilo de partição de registro mestre de inicialização (MBR).

ImportantImportante
O disco precisa estar vazio para ser convertido em disco MBR. Faça backup dos dados e exclua todas as partições ou volumes antes de converter o disco.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

create partition efi

create volume simple [size=n] [disk=n] [noerr]

Em computadores baseados em Itanium, cria uma partição do sistema de interface de firmware extensível (EFI) em um disco de tabela de partição GUID (GPT). Após ser criada, a nova partição fica em foco.

size= n

Especifica o tamanho da partição em megabytes (MB). Se o tamanho não for especificado, a partição continuará até que não haja mais espaço livre na região atual.

offset= n

Especifica o deslocamento de byte no qual a partição deve ser criada. Se o deslocamento não for especificado, a partição será colocada na primeira extensão do disco que seja suficientemente grande para contê-la.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

create partition extended

create volume simple [size=n] [disk=n] [noerr]

Cria uma partição estendida na unidade atual. Após ser criada, a nova partição fica automaticamente em foco. Somente uma partição estendida pode ser criada por disco. Este comando falhará se você tentar criar uma partição estendida dentro de outra partição estendida. Crie uma partição estendida antes de criar unidades lógicas.

size= n

Especifica o tamanho da partição estendida em megabytes (MB). Se o tamanho não for especificado, a partição continuará até que não haja mais espaço livre na região. O tamanho é ajustado por cilindro, ou seja, é arredondado para o limite de cilindro mais próximo. Por exemplo, se o tamanho especificado for de 500 MB, a partição será arredondada para 504 MB.

offset= n

Aplica-se somente a discos de registro mestre de inicialização (MBR). Especifica o deslocamento de byte no qual a partição estendida deve ser criada. Se o deslocamento não for especificado, a partição ocorrerá no início do primeiro espaço livre do disco. O deslocamento é ajustado por cilindro, ou seja, é arredondado para o limite de cilindro mais próximo. Por exemplo, se você especificar um deslocamento de 27 MB e o tamanho do cilindro for de 8 MB, o deslocamento será arredondado para o limite de 24 MB.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

create partition logical

create volume simple [size=n] [disk=n] [noerr]

Cria uma unidade lógica na partição estendida. Após ser criada, a nova partição lógica fica automaticamente em foco.

size= n

O tamanho da partição lógica em megabytes (MB). Se o tamanho não for especificado, a partição continuará até que não haja mais espaço livre na região atual.

offset= n

Aplica-se somente a discos de registro mestre de inicialização (MBR). Especifica o deslocamento de byte no qual a unidade lógica deve ser criada. O deslocamento é ajustado por cilindro, ou seja, é arredondado até preencher completamente o tamanho de cilindro que estiver sendo usado. Se o deslocamento não for especificado, a partição será inserida na primeira extensão de disco suficientemente grande para contê-la. A partição é, no mínimo, tão grande em bytes quanto o número especificado por size=n. Se você especificar um tamanho para a unidade lógica, ela precisará ser menor do que a partição estendida.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

create partition msr

create volume simple [size=n] [disk=n] [noerr]

Em computadores baseados em Itanium, cria uma partição reservada da Microsoft (MSR) em um disco de Tabela de Partição GUID (GPT).

CautionCuidado
Tenha cuidado ao usar o comando create partition msr. Os discos GPT requerem um layout de partição específico; portanto, a criação de partições reservadas da Microsoft pode fazer com que o disco fique ilegível. Nos discos GPT usados para iniciar o Windows XP 64-Bit Edition ou as versões de 64 bits da família Windows Server 2003, a partição do sistema EFI é a primeira do disco, seguida da partição reservada da Microsoft. Os discos GPT usados somente para armazenamento de dados não têm uma partição de sistema EFI; a partição reservada da Microsoft é a primeira.

O Windows XP e a família Windows Server 2003 não são montados em partições reservadas da Microsoft. Não é possível armazenar dados nelas nem excluí-las.

size= n

Especifica o tamanho da partição em megabytes (MB). A partição é, no mínimo, tão grande em bytes quanto o número especificado por size=n. Se o tamanho não for especificado, a partição continuará até que não haja mais espaço livre na região atual.

offset= n

Especifica o deslocamento de byte no qual a partição deve ser criada. A partição começa no deslocamento de byte especificado por offset=n. Ele é ajustado por setor, ou seja, o deslocamento é arredondado até preencher completamente o tamanho de setor que estiver sendo usado. Se o deslocamento não for especificado, a partição será inserida na primeira extensão de disco suficientemente grande para contê-la.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

create partition primary

create partition primary [size=n] [offset=n] [ID={byte|GUID}] [align=n][noerr]

Cria uma partição primária no disco básico atual. Após ser criada, a nova partição fica automaticamente em foco. A partição não recebe uma letra de unidade; use o comando assign para atribuir uma letra de unidade à partição.

size= n

Especifica o tamanho da partição em megabytes (MB). Se o tamanho não for especificado, a partição continuará até que não haja mais espaço não alocado na região atual. O tamanho é ajustado por cilindro, ou seja, é arredondado para o limite de cilindro mais próximo. Por exemplo, se o tamanho especificado for de 500 MB, a partição será arredondada para 504 MB.

offset= n

Especifica o deslocamento de byte no qual a partição deve ser criada. Se o deslocamento não for especificado, a partição ocorrerá no início do primeiro espaço livre do disco. Para discos de registro mestre de inicialização (MBR), o deslocamento é ajustado por cilindro, ou seja, é arredondado para o limite de cilindro mais próximo. Por exemplo, se você especificar um deslocamento de 27 MB e o tamanho do cilindro for de 8 MB, o deslocamento será arredondado para o limite de 24 MB.

ID={byte|GUID}

Destina-se ao uso de OEM somente.

CautionCuidado
A criação de partições com esse parâmetro pode causar uma falha no computador ou impedi-lo de ser iniciado. A menos que você seja um OEM ou um profissional de TI experiente em discos GPT, não crie partições em discos GPT usando o parâmetro ID=byte | GUID. Em vez disso, use o comando create partition efi para criar partições de sistema EFI, o comando create partition msr para criar Partições Reservadas da Microsoft e o comando create partition primary (sem o parâmetro ID=byte | GUID) para criar partições primárias em discos GPT.

align= n

Normalmente usado com matrizes de número de unidade lógica (LUN) do RAID do hardware para aprimorar o desempenho quando as unidades lógicas (LUs) não estão em cilindro alinhado. Alinha uma partição primária que não é um cilindro alinhado no início de um disco e arredonda o deslocamento para o limite de alinhamento mais próximo, onde n é o número de kilobytes (KB) do início do disco até o limite de alinhamento mais próximo. O comando align=n falhará se a partição primária não estiver no início do disco. Se ele for usado com o comando offset=n, o deslocamento será colocado no primeiro cilindro utilizável do disco.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

Comentários

Para particionar um disco GPT com uma partição OEM, gere um GUID de OEM:

Use este comando para criar uma partição EFI:

create partition efi size= n

Use este comando para criar uma partição principal:

create partition primary size= n ID={byte|GUID}

Use este comando para criar uma partição MSR:

create partition MSR size= n

ImportantImportante
É necessário criar a partição OEM entre as partições EFI e MSR.

Nunca crie as partições de dados ou de metadados LDM explicitamente como partições. Em vez disso, converta o disco em dinâmico.

Para discos MBR, é possível especificar um byte de tipo de partição, em formato hexadecimal, para a partição. Se nenhum byte de tipo de partição for especificado em um disco MBR, o comando create partition primary criará uma partição do tipo 0x6. É possível especificar qualquer byte de tipo de partição com o parâmetro ID=byte | GUID. O DiskPart não verifica a validade do tipo de partição, nem realiza qualquer outra verificação do parâmetro ID.

  • Para discos GPT, você pode especificar um GUID de tipo de partição para a partição criada.

  • Partição de sistema EFI: c12a7328-f81f-11d2-ba4b-00a0c93ec93b

  • Partição reservada da Microsoft: e3c9e316-0b5c-4db8-817d-f92df00215ae

  • Partição de dados básica: ebd0a0a2-b9e5-4433-87c0-68b6b72699c7

  • Partição de metadados LDM em um disco dinâmico: 5808c8aa-7e8f-42e0-85d2-e1e90434cfb3

  • Partição de dados LDM em um disco dinâmico: af9b60a0-1431-4f62-bc68-3311714a69ad

Se nenhum GUID de tipo de partição for especificado, o comando create partition primary criará uma partição de dados básica. É possível especificar qualquer tipo de partição com o parâmetro ID=byte | GUID. O DiskPart não verifica a validade da partição GUID, nem realiza qualquer outra verificação do parâmetro ID.

create volume raid

create volume raid [size=n] [disk=n,n,n[,n,…]] [noerr]

Cria um volume RAID-5 usando três ou mais discos dinâmicos especificados. Depois que o volume é criado, ele fica automaticamente em foco.

size= n

Especifica a quantidade de espaço em disco, em megabytes (MB), que o volume ocupa em cada disco. Se nenhum tamanho for fornecido, será criado o maior volume RAID-5 possível. O disco com a menor quantidade de espaço livre contíguo disponível determinará o tamanho do volume RAID-5 e a mesma quantidade de espaço será alocada em cada disco. A quantidade real de espaço em disco utilizável no volume RAID-5 será menor que a quantidade de espaço em disco combinada, pois uma parte do espaço em disco será necessária para paridade.

disk= n , n , n[,n,…]

Especifica os discos dinâmicos nos quais será criado o volume. São necessários pelo menos três discos dinâmicos para criar um volume RAID-5. Uma quantidade de espaço igual a size=n é alocada em cada disco.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

create volume simple

create volume simple [size=n] [disk=n] [noerr]

Cria um volume simples. Depois que o volume é criado, ele fica automaticamente em foco.

size= n

Especifica o tamanho do volume em megabytes (MB). Se não for fornecido um tamanho, o novo volume ocupará o espaço livre restante no disco.

disk= n

Especifica o disco dinâmico em que será criado o volume. Se nenhum disco for fornecido, será usado o disco atual.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

create volume stripe

create volume stripe [size=n] [disk=n,n[,n,…]] [noerr]

Cria um volume distribuído usando dois ou mais discos dinâmicos especificados. Depois que o volume é criado, ele fica automaticamente em foco.

size= n

Especifica a quantidade de espaço em disco, em megabytes (MB), que o volume ocupa em cada disco. Se não for fornecido um tamanho, o novo volume ocupará o espaço livre restante no menor disco e uma quantidade equivalente de espaço em cada disco subseqüente.

disk= n , n[,n,…]

Especifica os discos dinâmicos nos quais será criado o volume. São necessários pelo menos dois discos dinâmicos para criar um volume distribuído. Uma quantidade de espaço igual a size=n é alocada em cada disco.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

delete disk

delete disk [noerr] [override]

Exclui um disco dinâmico ausente da lista de discos.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

override

Permite que o DiskPart exclua todos os volumes simples do disco. Se o disco contiver metade de um volume espelhado, essa metade espelhada no disco será excluída. O comando delete disk override falhará se o disco for membro de um volume RAID-5.

delete partition

delete partition [noerr] [override]

Em um disco básico, ele exclui a partição com foco. Não é possível excluir a partição do sistema, a partição de inicialização ou qualquer partição que contenha o arquivo de paginação ou despejo de memória ativo.

CautionCuidado
A exclusão de uma partição em um disco dinâmico pode excluir todos os volumes dinâmicos no disco, destruindo todos os dados e deixando o disco corrompido. Para excluir um volume dinâmico, sempre use o comando delete volume em vez deste comando.

As partições podem ser excluídas de discos dinâmicos, mas não devem ser criadas neles. Por exemplo, é possível excluir uma partição tabela de partição GUID (GPT) não reconhecida de um disco GPT. No entanto, isso não disponibiliza o espaço livre resultante. Esse comando destina-se a permitir a recuperação de espaço de um disco dinâmico offline corrompido em uma situação de emergência em que o comando clean não possa ser usado.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

override

Permite que o DiskPart exclua qualquer partição, independentemente de seu tipo. Geralmente, o DiskPart só permite que você exclua partições de dados conhecidas.

delete volume

delete volume [noerr]

Exclui o volume selecionado. Não é possível excluir o volume do sistema, o volume de inicialização ou qualquer volume que contenha o arquivo de paginação ou despejo de memória ativo.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

detail disk

detail disk

Exibe as propriedades do disco selecionado e os volumes desse disco.

detail partition

detail partition

Exibe as propriedades da partição selecionada.

detail volume

detail volume

Exibe os discos em que o volume atual reside.

exit

exit

Sai do interpretador de comandos DiskPart.

extend

extend [size=n] [disk=n] [noerr]

Estende o volume que está em foco para o próximo espaço não alocado contíguo. Para volumes básicos, o espaço não alocado deve estar no mesmo disco (ter um número de deslocamento de setor maior) que a partição que está em foco e segui-la. Um volume dinâmico simples ou distribuído pode ser estendido para um espaço vazio em qualquer disco dinâmico. Com esse comando, você pode estender um volume existente para um espaço recém-criado.

Se a partição tiver sido formatada anteriormente com o sistema de arquivos NTFS, ele será estendido automaticamente para ocupar a partição maior. Não haverá perda de dados. Se a partição tiver sido formatada anteriormente com qualquer sistema de arquivos que não o NTFS, o comando falhará, sem alterar a partição.

Não é possível estender o sistema atual ou partições de inicialização.

size= n

Especifica a quantidade de espaço, em megabytes (MB), a ser adicionada à partição atual. Se você não especificar um tamanho, o disco será estendido para ocupar totalmente o próximo espaço não alocado contíguo.

disk= n

Especifica o disco dinâmico em que será estendido o volume. Uma quantidade de espaço igual a size=n é alocada no disco. Se não for especificado um disco, o volume será estendido no disco atual.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

filesystems

filesystems

Exibe os sistemas de arquivo atuais e com suporte no volume. É necessário selecionar um volume para que essa operação seja bem-sucedida.

format

format [{[FS=<FS>] [REVISION=<X.XX>] | RECOMMENDED}] [LABEL=<"label">] [UNIT=<N>] [QUICK] [COMPRESS] [OVERRIDE] [NOWAIT] [NOERR]

Formata a partição do volume. É necessário selecionar um volume para que essa operação seja bem-sucedida.

FS=<FS>

Especifica o tipo de sistema de arquivos. Se nenhum sistema de arquivos for determinado, o sistema padrão exibido pelo comando FILESYSTEMS será usado.

REVISION = <X.XX>

Especifica a revisão do sistema de arquivos (se aplicável).

RECOMMENDED

Se especificado, use o sistema de arquivos recomendado e a revisão, em vez do padrão. O sistema de arquivos recomendado (se existir) será exibido pelo comando FILESYSTEMS.

LABEL=<"label">

Especifica o rótulo do volume.

UNIT=<N>

Substitui o tamanho de unidade de alocação padrão. As configurações padrão são altamente recomendáveis para uso geral. O tamanho da unidade de alocação padrão de um determinado sistema de arquivos é exibido pelo comando FILESYSTEMS.

Não há suporte para a compactação de NTFS para tamanhos de unidades de alocação acima de 4096.

QUICK

Executa uma formatação rápida.

COMPRESS

NTFS somente: os arquivos criados no novo volume serão compactados por padrão.

OVERRIDE

Força o volume a ser desmontado primeiro, se necessário. Todos os identificadores abertos para o volume não serão mais válidos.

NOWAIT

Força o comando a retornar imediatamente durante o processo de formatação. Se NOWAIT não for especificado, o DiskPart exibirá o andamento da formatação em porcentagem.

NOERR

Para scripts apenas. Quando um erro é encontrado, o DiskPart continua processando comandos como se ele não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro NOERR, um erro faz com que o DiskPart seja encerrado com um código de erro.

Exemplos:

FORMAT FS=NTFS LABEL="New Volume" QUICK COMPRESS

FORMAT RECOMMENDED OVERRIDE

gpt attributes

gpt attributes= n

Em discos GPT básicos, atribui os atributos GPT à partição que está em foco. Os atributos da partição GPT fornecem informações adicionais sobre o uso da partição. Alguns atributos são específicos para a GUID de tipo de partição.

ImportantImportante
A alteração de atributos GPT pode tornar impossível montar os volumes de dados básicos ou fazer com que eles deixem de receber atribuição de letras de unidade. A menos que você seja um OEM ou um profissional de TI experiente em discos GPT, não altere atributos GPT.

n

O hexadecimal que pertence ao atributo que você deseja aplicar à partição que está em foco. O campo de atributo GPT é um campo de 64 bits que contém dois subcampos. O campo mais alto é interpretado somente no contexto da identificação da partição, enquanto o mais baixo é comum a todas as identificações de partição

Todas as partições têm este atributo:

  • 0x000000000000001 marca a partição como necessária. Isso indica a todos os utilitários de gerenciamento de disco que a partição não deve ser excluída. A partição de sistema EFI contém somente os binários necessários para iniciar o sistema operacional. Isso torna mais fácil a colocação de binários específicos de OEM ou de sistemas operacionais em outras partições.

Para partições de dados básicas, este atributo é definido:

  • 0x8000000000000000 impede a atribuição automática de letra de unidade à partição. Por padrão, a cada partição é atribuída uma nova letra de unidade. A configuração desse atributo garante que não será gerada uma nova letra de unidade automaticamente quando um disco for movido para um novo computador. Em vez disso, o usuário pode atribuir letras de unidade manualmente.

noteObservação
Outros atributos podem ser incluídos a qualquer momento.

help

help

Exibe uma lista de comandos disponíveis.

import

import [noerr]

Importa um grupo de discos externo para o grupo de discos do computador local. O comando import importa todos os discos que estiverem no mesmo grupo do disco que está em foco.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

inactive

inactive

Em discos básicos de registro mestre de inicialização (MBR), marca a partição do sistema ou a partição de inicialização em foco como inativa. O computador inicia a partir da opção seguinte especificada no BIOS, como a unidade de CD-ROM ou um ambiente de inicialização baseado no Pre-Boot eXecution (PXE) (como os serviços de instalação remota (RIS)), depois de reinicializado.

CautionCuidado
Talvez seu computador não seja iniciado sem uma partição ativa. Não marque uma partição de inicialização ou do sistema como inativa, a menos que você seja um usuário experiente com total domínio da família Windows Server 2003.

Se você não conseguir iniciar o computador depois de marcar a partição de sistema ou de inicialização como inativa, insira o CD de instalação na unidade de CD-ROM, reinicie o computador e, em seguida, corrija a partição usando os comandos Fixmbr e Fixboot no Console de Recuperação.

list disk

list disk

Exibe uma lista de discos e suas informações, como tamanho, quantidade de espaço livre disponível, se o disco é dinâmico ou básico e se usa o estilo de partição registro mestre de inicialização (MBR) ou tabela de partição GUID (GPT). O foco está sobre o disco marcado com um asterisco (*).

list partition

list partition

Exibe as partições listadas na tabela de partições do disco atual. Em discos dinâmicos, talvez essas partições não correspondam aos volumes dinâmicos no disco. Essa discrepância ocorre porque os discos dinâmicos contêm entradas na tabela de partição para o volume do sistema ou o volume de inicialização (se estiver presente no disco). Os discos dinâmicos também contêm uma partição que ocupa o resto do disco para reservar o espaço aos volumes dinâmicos.

list volume

list volume

Exibe uma lista de volumes básicos e dinâmicos existentes em todos os discos.

online

online [noerr]

Coloca online um disco ou volume offline que esteja em foco. Ressincroniza o volume espelhado ou RAID-5 em foco.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

rem

rem

Oferece uma maneira de adicionar comentários a um script. Por exemplo:

rem Estes comandos configuram 3 unidades.
create partition primary size=2048
assign d:
create partition extend
create partition logical size=2048
assign e:
create partition logical
assign f:

remove

remove [{letter=d|mount=caminho|[all]}] [dismount][noerr]

Remove uma letra de unidade ou um ponto de montagem do volume que está em foco. Se o parâmetro all for usado, todas as letras de unidade atuais e pontos de montagem serão removidos. Se nenhuma letra de unidade ou ponto de montagem for especificado, o DiskPart removerá a primeira letra de unidade ou o primeiro ponto de montagem que encontrar.

É possível usar o comando remove para alterar a letra de unidade associada a uma unidade removível. Não é possível remover as letras de unidade em volumes do sistema, de inicialização ou de paginação. Além disso, não é possível remover a letra da unidade de uma partição OEM, qualquer partição GPT com GUID não reconhecido ou qualquer uma das partições GPT especiais sem dado, como a partição de sistema EFI.

letter= d

Especifica a letra de unidade a ser removida.

mount= path

Especifica o caminho do ponto de montagem a ser removido.

all

Remove todas as letras de unidade e pontos de montagem atuais.

dismount

Desmonta o volume básico, depois que todas as letras de unidade e pontos de montagem tiverem sido removidos do volume, e coloca offline o volume básico, impedindo que seja montado. Se outros processos estiverem usando o volume, DiskPart fechará os identificadores abertos antes de desmontar o volume. Você pode tornar o volume montável atribuindo uma letra de drive a ele ou criando um caminho de ponto de montagem para o volume. O comando dismount falhará se usado em um volume que tenha qualquer outra letra de unidade ou pontos de montagem. Para scripts, o uso de removeall dismount é recomendável.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, especifica que o DiskPart continuará processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

repair disk

repair disk= n [noerr]

Repara o volume RAID-5 em foco substituindo o integrante RAID-5 defeituoso pelo disco dinâmico especificado. Esse disco deverá ter espaço livre igual ou superior ao tamanho total do integrante RAID-5 defeituoso.

n

Especifica o disco dinâmico que substitui o membro RAID-5 que falhou. O disco especificado deverá ter espaço livre igual ou superior ao tamanho total do integrante RAID-5 defeituoso.

noerr

Somente para scripts. Quando um erro é encontrado, o DiskPart continua processando comandos como se o erro não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro noerr, um erro fecha o DiskPart com um código de erro.

rescan

rescan

Localiza novos discos que possam ter sido adicionados ao computador.

retain

retain

Prepara um volume simples dinâmico existente para ser usado como volume do sistema ou de inicialização.

Em um computador baseado em x86, cria uma entrada de partição no registro mestre de inicialização (MBR) no volume dinâmico simples que está em foco. Para criar uma partição MBR, o volume simples dinâmico precisa ser iniciado em um deslocamento alinhado por cilindro e ter um tamanho baseado no número integral de cilindros.

Em um computador baseado em Itanium, cria uma entrada de partição na tabela de partição GUID (GPT) no volume dinâmico simples que está em foco.

noteObservação
O comando retain destina-se ao uso somente durante a instalação autônoma ou por OEMs.

select disk

select disk=[n]

Seleciona o disco especificado e o coloca em foco.

n

Especifica o número do disco que ficará em foco. Se não for especificado um número de disco, o comando select listará o disco que tem o foco no momento. Para exibir os números de todos os discos do computador, use o comando list disk.

select partition

select partition=[{n|d}]

Seleciona a partição especificada e a coloca em foco. Se não for especificada uma partição, o comando select listará a que tem o foco no momento. Para exibir os números de todas as partições do disco atual, use o comando list partition.

n

Especifica o número da partição que ficará em foco.

d

Especifica a letra de unidade ou caminho do ponto de montagem da partição que ficará em foco.

select volume

select volume=[{n|d}]

Seleciona o volume especificado e o coloca em foco. Se não for especificado um volume, o comando select listará o volume que tem o foco no momento. Você pode especificar o volume por número, letra de unidade ou caminho de ponto de montagem. Em um disco básico, a seleção de um volume também coloca a partição correspondente em foco. Para exibir os números de todos os volumes do computador, use o comando list volume.

n

Especifica o número do volume que ficará em foco.

d

Especifica a letra de unidade ou caminho de ponto de montagem do volume que ficará em foco.

setid

set id={<BYTE> | <GUID>} [OVERRIDE] [NOERR]

Altera o tipo de partição. Destinado ao uso por OEMs apenas. É necessário selecionar uma partição para que essa operação seja bem-sucedida.

ID={<BYTE> | <GUID>}

Especifica o novo tipo de partição. Para discos de registro mestre de inicialização (MBR), especifique um byte de tipo de partição, no formato hexadecimal, para a partição. Qualquer byte de tipo de partição pode ser especificado com esse parâmetro, exceto 42 (partição LDM).

Para discos de tabela de partição GUID (GPT), especifique uma GUID de tipo para a partição.

OVERRIDE

Permite que o DiskPart force o volume a ser desmontado primeiro, se necessário. Todos os identificadores abertos para o volume ficarão inválidos.

NOERR

Para scripts apenas. Quando um erro é encontrado, o DiskPart continua processando comandos como se ele não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro NOERR, um erro faz com que o DiskPart seja encerrado com um código de erro.

Cuidado: Alterar campos de tipo de partição com esse parâmetro poderá provocar a falha ou a incapacidade de inicialização do computador. A menos que você seja um OEM ou profissional de IT com experiência em discos GPT, não altere campos de tipo de partição nesses discos usando esse parâmetro. Em vez disso, sempre use o comando CREATE PARTITION EFI para criar partições de sistema EFI, o comando CREATE PARTITION MSR para criar partições MSR e o comando CREATE PARTITION PRIMARY sem o parâmetro ID para criar partições primárias em discos GPT.

Esse comando não funciona em discos dinâmicos nem em partições MSR.

Exemplo:

SET ID=07 OVERRIDE

SET ID=ebd0a0a2-b9e5-4433-87c0-68b6b72699c7

shrink

shrink [DESIRED=<N>] [MINIMUM=<N>] [NOWAIT] [NOERR]

shrink QUERYMAX [NOERR]

Reduz o tamanho do volume com foco pela quantidade especificada. Estabelece o espaço livre disponível com base no espaço não utilizado ao final do volume. É necessário selecionar um volume para que essa operação seja bem-sucedida.

DESIRED=<N>

Especifica a quantidade de espaço desejada em megabytes (MB) pela qual reduzir o tamanho do volume. Se a quantidade desejada não for especificada, o volume será reduzido no valor máximo de espaço livre disponível.

MINIMUM=<N>

Especifica a quantidade mínima de espaço desejada em MB pela qual reduzir o tamanho do volume.

QUERYMAX

Retorna o número máximo de bytes pelo qual o volume pode ser reduzido (o espaço livre disponível no volume). Esse valor poderá ser alterado se os aplicativos estiverem alterando o volume no momento.

NOWAIT

Força o comando a retornar imediatamente durante o processo de redução.

NOERR

Para scripts apenas. Quando um erro é encontrado, o DiskPart continua processando comandos como se ele não tivesse ocorrido. Sem o parâmetro NOERR, um erro faz com que o DiskPart seja encerrado com um código de erro.

Se a quantidade MÍNIMA desejada não for especificada, o volume será reduzido no valor DESEJADO (se especificado) ou pelo valor máximo de espaço livre disponível no volume. Se uma quantidade MÍNIMA for especificada, mas não houver espaço livre suficiente disponível, o comando falhará.

Esse comando funciona em volumes básicos e em volumes dinâmicos simples ou estendidos. Você só poderá reduzir o tamanho de um volume se ele estiver formatado com o sistema de arquivos NTFS ou se não tiver um sistema de arquivos.

Exemplos:

SHRINK DESIRED=500 MINIMUM=250

SHRINK QUERYMAX

Scripts DiskPart

Com a ferramenta de linha de comando Usando opções de linha de comando de DiskPart, é possível criar scripts para automatizar tarefas relacionadas a disco, como a criação de volumes ou a conversão de discos em dinâmicos. Os scripts dessas tarefas serão úteis se você estiver implantando o Windows com uso da Instalação autônoma ou da ferramenta Sysrep, que só oferecem suporte a criação de volumes de inicialização.

Para obter mais informações sobre os scripts do DiskPart, consulte o tópico Gerenciamento de Discos no Microsoft Windows XP Professional Resource Kit.

Para iniciar um script do DiskPart, no prompt de comando, digite:

diskpart /s nome_do_script .txt

onde nome_do_script é o nome do arquivo de texto que contém o script.

Para redirecionar a saída do script do DiskPart para um arquivo, digite:

diskpart /s nome_do_script .txt > arquivo_de_log .txt

onde arquivo_de_log é o nome do arquivo de texto em que o DiskPart grava a saída.

Quando o DiskPart é iniciado, sua versão e o nome do computador são exibidos no prompt de comando. Por padrão, se o DiskPart encontrar um erro ao tentar executar uma tarefa em script, ele interromperá o processamento do script e exibirá um código de erro (a menos que você tenha especificado o parâmetro noerr). Entretanto, o DiskPart sempre retorna erros quando encontra erros de sintaxe, independentemente de você ter usado o parâmetro noerr. O parâmetro noerr permite que você execute tarefas úteis, como usar um único script para excluir todas as partições de todos os discos, independentemente do número total de discos.

A tabela a seguir lista os códigos de erro do DiskPart.

 

Erro Descrição

0

Não ocorreu nenhum erro. Todo o script foi executado sem falha.

1

Ocorreu uma exceção fatal. Pode haver um problema sério.

2

Os parâmetros especificados para um comando do DiskPart estão incorretos.

3

O DiskPart não pôde abrir o script ou arquivo de saída especificado.

4

Um dos serviços que o DiskPart usa retornou uma falha.

5

Ocorreu um erro de sintaxe de comando. O script falhou porque um objeto foi selecionado incorretamente ou era inválido para uso com o comando.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
A Microsoft está realizando uma pesquisa online para saber sua opinião sobre o site do MSDN. Se você optar por participar, a pesquisa online lhe será apresentada quando você sair do site do MSDN.

Deseja participar?
Mostrar:
© 2014 Microsoft. Todos os direitos reservados.