Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo
Arp
At
Cd
Cls
Cmd
Del
Dir
Fc
For
Ftp
If
Ldp
Lpq
Lpr
Md
Mmc
Msg
Nlb
Rcp
Rd
Reg
Rem
Ren
Rsh
Rsm
Rss
Sc
Set
Sfc
Ver
Vol
Expandir Minimizar
Este artigo foi traduzido por máquina. Coloque o ponteiro do mouse sobre as frases do artigo para ver o texto original. Mais informações.
Tradução
Original

Nfsadmin

Você pode usar nfsadmin para gerenciar o Server for NFS e Client for NFS.

Sintaxe

servidor nfsadmin [ Nome_do_computador ] [ -u nome_do_usuário [ -p senha ]] -l

servidor nfsadmin [ Nome_do_computador ] [ -u nome_do_usuário [ -p senha ]] -r { cliente | todos os }

servidor nfsadmin [ Nome_do_computador ] [ -u nome_do_usuário [ -p senha ]] { início | parar }

servidor nfsadmin [ Nome_do_computador ] [ -u nome_do_usuário [ -p senha ]] opção de configuração [...]

servidor nfsadmin [ Nome_do_computador ] [ -u nome_do_usuário [ -p senha ]] CreateGroup nome

servidor nfsadmin [ Nome_do_computador ] [ -u nome_do_usuário [ -p senha ]] listgroups

servidor nfsadmin [ Nome_do_computador ] [ -u nome_do_usuário [ -p senha ]] DeleteGroup nome

servidor nfsadmin [ Nome_do_computador ] [ -u nome_do_usuário [ -p senha ]] renamegroup Nome_antigo Nome_novo

servidor nfsadmin [ Nome_do_computador ] [ -u nome_do_usuário [ -p senha ]] Nome do Host AddMembers [...]

servidor nfsadmin [ Nome_do_computador ] [ -u nome_do_usuário [ -p senha ]] listmembers

servidor nfsadmin [ Nome_do_computador ] [ -u nome_do_usuário [ -p senha ]] deletemembers Grupo de Host [...]

nfsadmin client [ Nome_do_computador ] [ -u nome_do_usuário [ -p senha ]] { início | parar }

nfsadmin client [ Nome_do_computador ] [ -u nome_do_usuário [ -p senha ]] opção de configuração [...]

Descrição

O utilitário de linha de comando nfsadmin administra o servidor para NFS ou Client for NFS no computador local ou remoto executando o Microsoft Services para o sistema de arquivo de rede (NFS). Se você fez logon com uma conta que não tenha os privilégios exigidos, você pode especificar um nome de usuário e senha de uma conta que. A ação realizada pelo nfsadmin depende de você fornecer os argumentos de comando.

Além dos argumentos de comando específicos de serviço e opções, nfsadmin aceita o seguinte:

Nome_do_computador
Especifica o computador remoto que você deseja administrar. Você pode especificar o computador usando um nome de serviço de cadastramento na Internet do Windows (WINS) ou um nome de domínio (DNS) ou pelo protocolo de Internet (IP) endereço.

-u Nome de usuário
Especifica o nome do usuário cujas credenciais devem ser usadas. Talvez seja necessário adicionar o nome de domínio para o nome de usuário no formulário domínio\nome de usuário

-p Senha
Especifica a senha do usuário especificado usando a opção -u . Se você especifica a opção -u , mas omite a opção -p , você será solicitado a senha do usuário.

Administrando o Server for NFS

Use o comando nfsadmin server para administrar o Server for NFS. A ação específica nfsadmin server toma depende do argumento ou opção de comando que você especificar:

-l
Lista todos os bloqueios mantidos pelos clientes.

-r {cliente | todos os}
Libera os bloqueios mantidos por um cliente ou se all for especificado, todos os clientes.

START
Inicia o serviço Server for NFS.

parar
Pára o serviço Server for NFS.

config
Especifica as configurações gerais do Server for NFS. Você deve fornecer pelo menos uma das seguintes opções com o argumento de comando config :

mapsvr = servidor
Define o servidor como servidor de mapeamento de nome de usuário para o servidor de NFS. Embora essa opção continua a ter suporte para compatibilidade com versões anteriores, você deve usar o utilitário sfuadmin .

auditlocation ={eventlog | | arquivo | | ambos | none}
Especifica se os eventos serão auditados e onde os eventos serão registrados. É necessário um dos seguintes argumentos.

log de eventos
Especifica que os eventos auditados serão registrados apenas de eventos do log de aplicativo do visualizador.

arquivo
Especifica que os eventos auditados serão registrados apenas no arquivo especificado por config fname.

ambos
Especifica que os eventos auditados serão registrados no log do aplicativo Visualizar, bem como o arquivo especificado por config fnameeventos.

Nenhum
Especifica que os eventos não serão auditados.

fname = arquivo
Define o arquivo especificado pelo arquivo como arquivo de auditoria. O padrão é %sfudir%\log\nfssvr.log

fsize ==tamanho
Define o tamanho como o tamanho máximo em megabytes do arquivo de auditoria. O tamanho máximo padrão é 7 MB.

de auditoria =[+ | - montagem + | - ler + | - gravação + | - criar + | - Excluir + | - bloqueio + | -]todos os
Especifica os eventos a serem registrados. Para iniciar um evento de log, digite um sinal de adição (+) antes do nome do evento;Para parar de registrar um evento, digite um sinal de subtração (-) antes do nome do evento.+- - Se o sinal for omitido, pressupõe-se o sinal de mais. Não use tudo com outro nome de evento.

lockperiod = segundos
Especifica o número de segundos que o Server for NFS aguardará para liberar bloqueios após uma conexão com o Server for NFS foi perdida e, em seguida, restabelecida ou reiniciou o serviço Server for NFS.

Portmapprotocol = {TCP | UDP | TCP + UDP
Especifica os protocolos de transporte Portmap suporta. A configuração padrão é TCP + UDP.

mountprotocol = {TCP | UDP | TCP + UDP}
Especifica qual transporte protocolos oferece suporte de montagem. A configuração padrão é TCP + UDP.

nfsprotocol = {TCP | UDP | TCP + UDP}
Especifica os protocolos de transporte oferece suporte a sistema de arquivos de rede (NFS). A configuração padrão é TCP + UDP

nlmprotocol = {TCP | UDP | TCP + UDP}
Especifica os protocolos de transporte Network Lock Manager (NLM) oferece suporte. A configuração padrão é TCP + UDP.

nsmprotocol = {TCP | UDP | TCP + UDP}
Especifica quais protocolos de transporte oferece suporte a Gerenciador de Status de rede (NSM). A configuração padrão é TCP + UDP.

enableV3 ={Sim | no}
Especifica se haverá suporte protocolos do NFS versão 3. A configuração padrão é Sim.

renewauth ={Sim | no}
Especifica se as conexões de cliente será necessárias para ser autenticado novamente após o período especificado por config renewauthinterval. A configuração padrão é Nenhum.

renewauthinterval = segundos
Especifica o número de segundos decorridos antes que um cliente é forçado a ser reautenticados se config renewauth estiver definida como Sim. O valor padrão é 600 segundos.

dircache = tamanho
Especifica o tamanho em kilobytes do cache do diretório. O número especificado como o tamanho deve ser um múltiplo de 4 entre 4 e 128. O tamanho do cache de diretório padrão é 128 KB.

translationfile= [arquivo]
Especifica um arquivo contendo informações de mapeamento para substituição de caracteres em nomes de arquivos ao movê-los de baseado no Windows para sistemas de arquivos baseados em UNIX. Se o arquivo não for especificado, a conversão de caracteres de nome de arquivo está desativado. Se o valor de translationfile for alterado, você deve reiniciar o servidor para que a alteração tenha efeito.

dotfileshidden= {yes | no}
Especifica se arquivos são criados com nomes começando com um ponto (.) serão marcados como ocultos no sistema de arquivos Windows e conseqüentemente ocultos de clientes NFS. A configuração padrão é Nenhum.

casesensitivelookups ={Sim | no}
Especifica se as pesquisas de diretório será diferencia maiúsculas de minúsculas (exigindo correspondência exata de caso de caractere).

Você também precisará desativar fazer isso na ordem para o Server for NFS oferece suporte a nomes de arquivo diferenciam maiúsculas de minúsculas. Você pode desativar a fazer isso limpando a seguinte chave do registro para 0:

HKLM\SYSTEM\CurrentControlSet\Control\Session Manager\kernel

DWORD "obcaseinsensitive"

ntfscase ={inferior | | superior | preservar}
Especifica se o caso de caracteres nos nomes de arquivos no sistema de arquivos NTFS será retornado em letras minúsculas, maiúsculas, ou no formulário armazenado no diretório. A configuração padrão é preservar. Essa configuração não pode ser alterada se casesensitivelookups está definida como Sim.

CreateGroup nome
Cria um novo grupo de clientes, dando a ele o nomeespecificado.

listgroups
Exibe os nomes de todos os grupos de clientes.

DeleteGroup nome
Remove o grupo de cliente especificado por nome.

renamegroup Nome_antigo Nome_novo
Altera o nome do grupo de cliente especificado por OldName para novo_nome

AddMembers Nome Host[...]
Adiciona o Host especificado por nomede grupo de clientes.

listmembers Nome
Lista os computadores host especificado por nomede grupo de clientes.

deletemembers Grupo Host[...]
Remove o cliente especificado pelo Host do grupo de cliente especificado pelo grupo.

Se você não especificar um argumento ou opção de comando, nfsadmin server exibe o servidor atual para as configurações de NFS.

Administrando o Client for NFS

Use o comando nfsadmin client para administrar o Client for NFS. A ação específica que o nfsadmin client toma depende do argumento de comando que você especificar:

START
Inicia o serviço Client for NFS.

parar
Pára o serviço Client for NFS.

config
Especifica as configurações gerais do Client for NFS. Você deve fornecer pelo menos uma das seguintes opções com o argumento de comando config :

fileaccess = modo
  • Especifica o modo de permissão padrão para arquivos criados nos servidores de sistema de arquivo de rede (NFS). O argumento modo consiste em um três dígitos de 0 a 7 (inclusive), que representa as permissões padrão concedidas ao usuário, grupo e outros (respectivamente). Os dígitos traduzem as permissões de estilo UNIX da seguinte forma: 0 = nenhum, 1 = x 2 = w, 3 = wx, 4 = r, 5 = rx, 6 = rw e 7 = rwx. Por exemplo, fileaccess = 750 dá permissão rwx ao proprietário, permissão rx ao grupo e nenhuma permissão de acesso a outras pessoas.

mapsvr = servidor
Define o servidor como servidor de mapeamento de nome de usuário do cliente para NFS. Embora essa opção continua a ter suporte para compatibilidade com versões anteriores, você deve usar o utilitário sfuadmin .

mtype ={disco rígido | soft}
Especifica o tipo de montagem padrão. Para uma montagem rígida, Client for NFS continua a repetir uma RPC com falha até conseguir. Para uma montagem flexível, Client for NFS retorna falha para o aplicativo de chamada após a chamada de repetir o número de vezes especificado pela opção Repetir .

Repetir = número
Especifica o número de vezes para tentar fazer uma conexão para uma montagem flexível. Este valor deve ser de 1 a 10, inclusive. O padrão é 1.

tempo limite = segundos
Especifica o número de segundos para aguardar uma conexão (chamada de procedimento remoto). Este valor deve ser 0,8, 0,9 ou um inteiro de 1 a 60, inclusive. O padrão é 0.8.

Protocol = {TCP | UDP | TCP + UDP}
Especifica qual transporte protocolos suporta a cliente. A configuração padrão é TCP + UDP

rsize = tamanho
Especifica o tamanho, em kilobytes, do buffer de leitura. Este valor pode ser 0,5, 1, 2, 4, 8, 16 ou 32. O padrão é 32.

wsize = tamanho
Especifica o tamanho, em kilobytes, do buffer de gravação. Este valor pode ser 0,5, 1, 2, 4, 8, 16 ou 32. O padrão é 32.

Perf = padrão
Restaura as configurações de desempenho a seguir para os valores padrão:

  • mtype

  • Tente novamente

  • tempo limite

  • rsize

  • wsize

fileaccess = modo
Especifica o modo de permissão padrão para arquivos criados nos servidores de sistema de arquivo de rede (NFS). O argumento modo consiste em um três dígitos de 0 a 7 (inclusive), que representa as permissões padrão concedidas ao usuário, grupo e outros (respectivamente). Os dígitos traduzem as permissões de estilo UNIX da seguinte forma: 0 = nenhum, 1 = x 2 = w, 3 = wx, 4 = r, 5 = rx, 6 = rw e 7 = rwx. Por exemplo, fileaccess = 750 dá permissão rwx ao proprietário, permissão rx ao grupo e nenhuma permissão de acesso a outras pessoas.

Se você não especificar um argumento ou opção de comando, nfsadmin client exibe o cliente atual para as configurações de NFS.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
Mostrar:
© 2014 Microsoft