Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Noções básicas sobre tipos de zonas

Aplica-se a: Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2

O serviço de Servidor DNS oferece três tipos de zonas:

  • Zona primária

  • Zona secundária

  • Zona de stub

noteObservação
Se o servidor DNS também for um controlador de domínio dos Serviços de Domínio Active Directory (AD DS), zonas primárias e zonas de stub poderão ser armazenadas no AD DS. Consulte Noções básicas sobre integração de Serviços de Domínio Active Directory para obter mais informações.

As seções a seguir descrevem cada um destes tipos de zona.

Zona primária

Quando a zona que este servidor DNS hospeda é uma zona primária, o servidor DNS é a fonte primária de informações sobre esta zona e ele armazena a cópia mestra dos dados da zona em um arquivo local ou no AD DS. Quando a zona é armazenada em um arquivo, por padrão o arquivo da zona primária é denominado nome_da_zona.dns e está localizado na pasta %windir%\System32\Dns do servidor.

Zona secundária

Quando a zona que este servidor DNS hospeda é uma zona secundária, este servidor DNS é a fonte secundária de informações sobre esta zona. A zona neste servidor precisa ser obtida de outro computador servidor DNS remoto que também hospede a zona. Este servidor DNS precisa ter acesso à rede do servidor DNS remoto que fornece a este servidor informações atualizadas sobre a zona. Como a zona secundária é simplesmente uma cópia da zona primária que está hospedada em outro servidor, ela não pode ser armazenada no AD DS.

Zona de stub

Quando a zona que este servidor DNS hospeda é uma zona de stub, este servidor DNS é a fonte somente de informações sobre os servidores de nomes autoritativos desta zona. A zona neste servidor precisa ser obtida de outro servidor DNS que hospede a zona. Este servidor DNS precisa ter acesso à rede do servidor DNS remoto para copiar as informações de servidor de nomes autoritativos sobre a zona.

Você pode usar as zonas de stub para:

  • Manter as informações de zonas delegadas atualizadas. Ao atualizar uma zona de stub para uma de suas zonas filho regularmente, o servidor DNS que hospeda tanto a zona pai quanto a zona de stub manterá uma lista atualizada de servidores DNS autoritativos para a zona filho.

  • Aprimorar a resolução de nomes. As zonas de stub permitem que o servidor DNS execute recursão usando a lista de servidores de nomes da zona de stub, sem precisar consultar a Internet ou um servidor raiz interno para o namespace DNS.

  • Simplificar a administração do DNS. Ao usar zonas de stub por toda a sua infraestrutura DNS, você pode distribuir uma lista de servidores DNS autoritativos para uma zona sem usar zonas secundárias. Entretanto, as zonas de stub não têm a mesma finalidade das zonas secundárias e elas não são uma alternativa para melhorar a redundância e o compartilhamento de carga.

Existem duas listas de servidores DNS envolvidas no carregamento e na manutenção de uma zona de stub:

  • A lista de servidores mestre pela qual o servidor DNS carrega e atualiza uma zona de stub. O servidor mestre pode ser um servidor DNS primário ou secundário da zona. Em ambos os casos, ele terá uma lista completa dos servidores DNS da zona.

  • A lista de servidores DNS autoritativos da zona. Esta lista está contida na zona de stub usando registros de recursos do servidor de nomes (NS).

Quando o servidor DNS carrega uma zona de stub, como widgets.tailspintoys.com, ele consulta os servidores mestre, que podem estar em locais diferentes, para os registros de recursos necessários dos servidores autoritativos da zona widgets.tailspintoys.com. A lista de servidores mestre pode conter um único servidor ou vários servidores, e ela pode ser alterada a qualquer momento.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
Mostrar:
© 2014 Microsoft