Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo
Arp
At
Cd
Cls
Cmd
Del
Dir
Fc
For
Ftp
If
Ldp
Lpq
Lpr
Md
Mmc
Msg
Nlb
Rcp
Rd
Reg
Rem
Ren
Rsh
Rsm
Rss
Sc
Set
Sfc
Ver
Vol
Expandir Minimizar
Este artigo foi traduzido por máquina. Coloque o ponteiro do mouse sobre as frases do artigo para ver o texto original. Mais informações.
Tradução
Original
Este tópico ainda não foi avaliado como - Avalie este tópico

DNSCmd

Uma interface de linha de comando para gerenciar servidores DNS. Esse utilitário é útil em scripts de arquivos em lotes para ajudar a automatizar tarefas de gerenciamento DNS de rotina ou para executar a instalação autônoma simple e a configuração de novos servidores DNS na sua rede.

Sintaxe



DNSCmd <ServerName><command>[< parâmetros de comando >]

Parâmetros

Parâmetro Descrição

<ServerName>

O IP endereço ou nome de host de um servidor DNS remoto ou local.

Comandos

Comando Descrição

DNSCmd /ageallrecords

Define a hora atual em todos os carimbos de hora em uma zona ou nó.

DNSCmd /clearcache

Limpa o cache do servidor DNS.

dnscmd /config

Redefine a configuração de servidor ou zona DNS.

DNSCmd /createbuiltindirectorypartitions

Cria as partições de diretório de aplicativo DNS internas.

DNSCmd /createdirectorypartition

Cria uma partição de diretório de aplicativos DNS.

DNSCmd /deletedirectorypartition

Exclui uma partição de diretório de aplicativos DNS.

DNSCmd /directorypartitioninfo

Lista informações sobre uma partição de diretório de aplicativos DNS.

DNSCmd /enlistdirectorypartition

Adiciona um servidor DNS para o conjunto de replicação de uma partição de diretório de aplicativos DNS.

DNSCmd /enumdirectorypartitions

Lista as partições de diretório de aplicativo DNS para um servidor.

DNSCmd /enumrecords

Lista os registros de recursos em uma zona.

DNSCmd /enumzones

Lista as zonas hospedadas pelo servidor especificado.

DNSCmd /exportsettings

Grava informações de configuração do servidor para um arquivo de texto.

DNSCmd /info

Obtém informações do servidor.

DNSCmd /ipvalidate

Valida os servidores DNS remotos.

DNSCmd /nodedelete

Exclui todos os registros de um nó em uma zona.

DNSCmd /recordadd

Adiciona um registro de recurso a uma zona.

DNSCmd /recorddelete

Remove um registro de recurso de uma zona.

DNSCmd /resetforwarders

Define os servidores DNS para encaminhar consultas recursivas.

DNSCmd /resetlistenaddresses

Define os endereços IP do servidor para atender às solicitações DNS.

DNSCmd /startscavenging

Inicia a eliminação do servidor.

/statistics DNSCmd

Consultas ou limpa os dados de estatísticas do servidor.

DNSCmd /unenlistdirectorypartition

Remove um servidor DNS do conjunto de replicação de uma partição de diretório de aplicativos DNS.

DNSCmd /writebackfiles

Salva todos os dados de zona ou dica de raiz para um arquivo.

DNSCmd /zoneadd

Cria uma nova zona no servidor DNS.

DNSCmd /zonechangedirectorypartition

Altera a partição de diretório no qual reside uma zona.

DNSCmd /zonedelete

Exclui uma zona do servidor DNS.

DNSCmd /zoneexport

Grava os registros de recursos de uma zona em um arquivo de texto.

DNSCmd /zoneinfo

Exibe informações de zona.

DNSCmd /zonepause

Pausa uma zona.

DNSCmd /zoneprint

Exibe todos os registros na zona.

DNSCmd /zonerefresh

Força uma atualização da zona secundária da zona principal.

DNSCmd /zonereload

Recarrega uma zona do seu banco de dados.

DNSCmd /zoneresetmasters

Altera os servidores mestres que fornecem informações de transferência de zona para uma zona secundária.

DNSCmd /zoneresetscavengeservers

Os servidores podem eliminar uma zona é alterado.

DNSCmd /zoneresetsecondaries

Redefine informações secundárias para uma zona.

DNSCmd /zoneresettype

Altera o tipo de zona.

DNSCmd /zoneresume

Retoma uma zona.

DNSCmd /zoneupdatefromds

Atualiza uma zona integrada ao Active Directory com dados dos serviços de domínio Active Directory (AD DS).

DNSCmd /zonewriteback

Salva dados de zona em um arquivo.

DNSCmd /ageallrecords

Define a hora atual em um carimbo de hora nos registros de recursos em uma região especificada ou nó em um servidor DNS.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /ageallrecords <ZoneName> [<NodeName>] | [/ árvore] |[/f]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS que o administrador planeja gerenciar, representado pelo endereço IP, nome de domínio totalmente qualificado (FQDN) ou nome de Host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o FQDN da zona.

<NodeName>
Especifica um nó específico ou subárvore na zona. NodeName Especifica o nó ou subárvore na zona usando o seguinte:

  • @ para a zona raiz ou FQDN

  • O FQDN de um nó (o nome com um ponto (.) no final)

  • Uma única etiqueta para o nome relativo à raiz de zona

/Tree
Especifica que todos os nós filhos também recebem o carimbo de hora.

/f
Executa o comando sem pedir confirmação.

Comentários

  • O comando ageallrecords é a compatibilidade entre a versão atual do DNS e versões anteriores do DNS na qual o duração e eliminação não eram suportadas. Ele adiciona um carimbo de hora com a hora atual para registros de recursos que não possuem um carimbo de hora e define a hora atual em registros de recursos que tenham um carimbo de hora.

  • Eliminação de registro não ocorre, a menos que os registros são com carimbo de hora. Registros de recursos de servidor (NS) de nome, início de registros de recursos de autoridade (SOA) e registros de recursos do serviço de cadastramento na Internet do Windows (WINS) não são incluídos no processo de eliminação e não são carimbado mesmo quando executa o comando ageallrecords do tempo.

  • Este comando falhará a menos que a eliminação está ativado para o servidor DNS e na zona. Para obter informações sobre como ativar a eliminação para a zona, consulte o parâmetro de envelhecimento em "Sintaxe de nível de zona" do comando config .

  • A adição de um carimbo de hora para registros de recursos DNS torna incompatível com os servidores DNS executados em sistemas operacionais diferentes do Windows 2000, Windows XP ou Windows Server 2003. Um carimbo de hora que você adicionar usando o comando ageallrecords não pode ser revertido.

  • Se nenhum dos parâmetros opcionais for especificado, o comando retorna todos os registros de recursos no nó especificado. Se for especificado um valor para pelo menos um dos parâmetros opcionais, o dnscmd enumera os registros de recursos que correspondem ao valor ou valores que são especificados no parâmetro opcional ou parâmetros.

Exemplo

DNSCmd /clearcache

Limpa a memória cache do DNS de registros de recursos no servidor DNS especificado.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /clearcache

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /clearcache

dnscmd /config

Altera os valores no registro do servidor DNS e zonas individuais. Aceita configurações de nível de servidor e de nível de zona.

Cc772069.Caution(pt-br,WS.10).gif Cuidado
Não edite o registro diretamente, a menos que você não tenha alternativa. O editor do Registro ignora proteções padrão, permitindo configurações que podem degradar o desempenho, danificar o sistema ou até mesmo exigir a reinstalação do Windows. Você pode alterar com segurança a maioria das configurações do registro usando os programas no painel de controle ou o Microsoft Management Console (MMC). Se você deve editar o registro diretamente, faça backup primeiro. Leia a Ajuda do Editor do registro para obter mais informações.

Sintaxe de nível de servidor



[<ServerName>] dnscmd /config <Parameter>

dnscmd /config

Modifica a configuração do servidor especificado.

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS que você planeja gerenciar, representado pela sintaxe do computador local, endereço IP, FQDN ou nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<Parameter>
Especificar uma configuração e, como opção, um valor. Valores de parâmetro usam esta sintaxe: parâmetro[valor] [valor]

Os seguintes valores de parâmetro são descritos no restante desta seção:

  • /addressanswerlimit

  • /bindsecondaries

  • /bootmethod

  • /DefaultAgingState

  • /DefaultNoRefreshInterval

  • /DefaultRefreshInterval

  • /disableautoreversezones

  • /DisableNSRecordsAutoCreation

  • /dspollinginterval

  • /dstombstoneinterval

  • /EDNSCacheTimeout

  • /enablednsprobes

  • /EnableDnsSec

  • /enableglobalnamessupport

  • /enableglobalqueryblocklist

  • /EventLogLevel

  • /forwarddelegations

  • /forwardingtimeout

  • /globalnamesqueryorder

  • /GlobalQueryBlockList

  • /isslave

  • /localnetpriority

  • /logfilemaxsize

  • /LogFilePath

  • /logipfilterlist

  • /loglevel

  • /MaxCacheSize

  • /maxcachettl

  • /namecheckflag

  • /notcp

  • /norecursion

  • /recursionretry

  • /recursiontimeout

  • /RoundRobin

  • /RpcProtocol

  • /ScavengingInterval

  • /secureresponses

  • /SendPort

  • /strictfileparsing

  • /UpdateOptions

  • /writeauthorityns

  • /xfrconnecttimeout

/addressanswerlimit [0|5-28]
Especifica o número máximo de registros de host que um servidor DNS pode enviar em resposta a uma consulta. O valor pode ser zero (0) ou pode estar no intervalo de 5 a 28 registros. O valor padrão é zero (0).

/bindsecondaries [0|1]
Altera o formato de transferência de zona para que ela pode atingir o máximo de compactação e a eficiência. No entanto, esse formato não é compatível com versões anteriores do Berkeley Internet Name Domain (BIND).

0
Usa a compactação máxima. Esse formato é compatível com versões do BIND 4.9.4 e posterior.

1
Envia o registro de apenas um recurso por mensagem para servidores DNS não - Microsoft. Esse formato é compatível com versões anteriores do BIND que 4.9.4. Esta é a configuração padrão.

/bootmethod [recepç ão]
Determina a fonte da qual o servidor DNS obtém suas informações de configuração.

0
Limpa a fonte de informações de configuração.

1
Carregamentos de arquivo BIND que está localizado no diretório de DNS é %systemroot%\System32\DNS por padrão.

2
Cargas do registro.

3
Cargas de AD DS e do registro. Esta é a configuração padrão.

/DefaultAgingState [0|1]
Determina se o recurso de eliminação de DNS é ativado por padrão nas zonas recém-criadas.

0
Desabilita a eliminação. Esta é a configuração padrão.

1
Permite a eliminação.

/DefaultNoRefreshInterval [0x1-0xFFFFFFFF|0xA8]
Define um período de tempo em que não há atualizações são aceitos para registros atualizados dinamicamente. As zonas no servidor herdam automaticamente esse valor. Para alterar o valor padrão, digite um valor no intervalo de 0xFFFFFFFF 0x1. O valor padrão do servidor é 0xA8.

/DefaultRefreshInterval [0x1-0xFFFFFFFF|0xA8]
Define um período de tempo permitido para atualizações dinâmicas de registros de DNS. As zonas no servidor herdam automaticamente esse valor. Para alterar o valor padrão, digite um valor no intervalo de 0xFFFFFFFF 0x1. O valor padrão do servidor é 0xA8.

/disableautoreversezones [0 | 1]
Habilita ou desabilita a criação automática de zonas de pesquisa inversa. Zonas de pesquisa inversa oferecem resolução de endereços IP (Internet Protocol) para nomes de domínio DNS.

0
Permite a criação automática de zonas de pesquisa inversa. Esta é a configuração padrão.

1
Desabilita a criação automática de zonas de pesquisa inversa.

/DisableNSRecordsAutoCreation {0 | 1}
Especifica se o servidor DNS cria automaticamente o servidor de nomes (NS) nas zonas que hospeda os registros de recursos.

0
Cria automaticamente registros de recursos de servidor (NS) de nome para zonas que os hosts de servidor DNS.

1
Não criar automaticamente registros de recursos de servidor (NS) de nome para zonas que os hosts de servidor DNS.

/dspollinginterval 30 0
Especifica com que freqüência o servidor DNS pesquisa AD DS para alterações nas zonas integradas ao Active Directory.

/dstombstoneinterval [1-30]
A quantidade de tempo em segundos para reter registros excluídos no AD DS.

/EDNSCacheTimeout [<seconds>]
Especifica o número de segundos que é armazenado em cache informações de DNS estendido (EDNS). O valor mínimo é 3600 e o valor máximo é 15,724,800. O valor padrão é 604,800 segundos (uma semana).

/enableednsprobes {0 | 1}
Ativa ou desativa o servidor de teste de outros servidores para determinar se fornecem suporte ao EDNS.

0
Desativa o suporte ativo para testes EDNS.

1
Ativa o suporte ativo para testes EDNS.

/EnableDnsSec {0 | 1}
Ativa ou desativa o suporte para extensões de segurança DNS (DNSSEC).

0
Desativa o DNSSEC.

1
Permite o DNSSEC.

/enableglobalnamessupport {0 | 1}
Ativa ou desativa o suporte para a zona GlobalNames. A zona GlobalNames oferece suporte a resolução de nomes DNS de rótulo único em uma floresta.

0
Desativa o suporte para a zona GlobalNames. Quando você definir o valor desse comando para 0, o serviço servidor DNS não resolve nomes de rótulo único na zona GlobalNames.

1
Ativa o suporte para a zona GlobalNames. Quando você definir o valor deste comando 1, o serviço servidor DNS resolve nomes de rótulo único na zona GlobalNames.

/enableglobalqueryblocklist {0 | 1}
Ativa ou desativa o suporte para a lista de bloqueios de consulta global que bloqueia a resolução de nomes na lista. O serviço servidor DNS cria e ativa a lista de bloqueios de consulta global por padrão quando o serviço é iniciado pela primeira vez. Para exibir a lista de bloqueios de consulta global atual, use o comando dnscmd /info /globalqueryblocklist .

0
Desativa o suporte para a lista de bloqueios de consulta global. Quando você definir o valor desse comando para 0, o serviço servidor DNS responde a consultas de nomes na lista de bloqueios.

1
Ativa o suporte para a lista de bloqueios de consulta global. Quando você definir o valor deste comando 1, o serviço servidor DNS não responde a consultas de nomes na lista de bloqueios.

/EventLogLevel [0|1|2|4]
Determina quais eventos são registrados no log do servidor DNS no Visualizador de eventos.

0
Não registra nenhum evento.

1
Registra erros somente.

2
Registra apenas erros e avisos.

4
Registra erros, avisos e eventos informativos. Esta é a configuração padrão.

/forwarddelegations [0 | 1]
Determina como o servidor DNS processa uma consulta para uma subzona delegada. Essas consultas podem ser enviadas para a subzona é mencionada na consulta ou para a lista de encaminhadores é nomeada para o servidor DNS. Entradas de configuração são usadas somente quando o encaminhamento está ativado.

0
Envia automaticamente consultas consultem subzonas delegadas para a subzona apropriada. Esta é a configuração padrão.

1
Encaminha consultas que se referem a subzona delegada para os encaminhadores existentes.

/forwardingtimeout [<seconds>]
Determina quantos segundos (0x1 0xFFFFFFFF) um servidor DNS aguarda um encaminhador responder antes de tentar outro encaminhador. O valor padrão é 0x5, que é 5 segundos.

/globalneamesqueryorder{0|1}
Especifica se o serviço servidor DNS procura primeiro na zona GlobalNames ou zonas locais quando resolve nomes.

0
O serviço servidor DNS tenta resolver nomes consultando a zona GlobalNames, antes de consultar as zonas para as quais está autorizado.

1
O serviço servidor DNS tenta resolver nomes consultando as zonas para o qual é autorizada antes de consultar a zona GlobalNames.

/GlobalQueryBlockList [<name>[<name>]...]
Substitui a lista de bloqueios de consulta global atual com uma lista de nomes que você especificar. Se você não especificar qualquer nome, este comando limpa a lista de bloqueios. Por padrão, a lista de bloqueios de consulta global contém os seguintes itens:

  • ISATAP

  • WPAD

O serviço servidor DNS pode remover um ou ambos esses nomes quando ele é iniciado na primeira vez, se ele encontrar esses nomes em uma zona existente.

/isslave [0 | 1]
Determina como o servidor DNS responde quando consultas encaminha não recebem nenhuma resposta.

0
Especifica que o servidor DNS não está subordinado (também conhecido como um escravo). Se o encaminhador não responder, o servidor DNS tentará resolver a consulta em si. Esta é a configuração padrão.

1
Especifica que o servidor DNS é subordinada. Se o encaminhador não responder, o servidor DNS encerra a pesquisa e envia uma mensagem de falha para o resolvedor.

/localnetpriority [0 | 1]
Determina a ordem na qual os registros de host são retornados quando o servidor DNS possui vários registros de host para o mesmo nome.

0
Retorna os registros na ordem em que estão listados no banco de dados DNS.

1
Retorna os registros que tenham semelhante IP endereços de rede pela primeira vez. Esta é a configuração padrão.

/logfilemaxsize [<size>]
Especifica o tamanho máximo em bytes (0xFFFFFFFF 0x10000) do arquivo DNS. log. Quando o arquivo atingir seu tamanho máximo, o DNS sobrescreve os eventos mais antigos. O tamanho padrão é 0x400000, que é 4 megabytes (MB).

/logFilePath [< caminho + LogFileName >]
Especifica o caminho do arquivo DNS. log. O caminho padrão é systemroot%\System32\Dns\Dns.log %. Você pode especificar um caminho diferente, usando o formato Caminho + LogFileName.

/logipfilterlist <IPAddress>[, <IPAddress>...]
Especifica quais pacotes serão registrados no arquivo de log de depuração. As entradas são uma lista de endereços IP. Somente os pacotes que vão de e para endereços IP na lista são registrados.

/loglevel [<EventType>]
Determina quais tipos de eventos são registrados no arquivo DNS. log. Cada tipo de evento é representado por um número hexadecimal. Se desejar mais de um evento no log, use hexadecimal adição para adicionar os valores e, em seguida, insira a soma.

0x0
O servidor DNS não cria um log. Esta é a entrada padrão.

0x10
Faz consultas.

0x10
Logs de notificações.

0x20
Faz atualizações.

0xFE
Logs de transações de nonquery.

0x100
Logs de transações da pergunta.

0x200
Registra as respostas.

0x1000
Logs de enviam pacotes.

0x2000
Logs de recebem pacotes.

0x4000
Registra pacotes de protocolo de datagrama de usuário (UDP).

0x8000
Registra pacotes de protocolo de controle de transmissão (TCP).

0xFFFF
Registra todos os pacotes.

0x10000
Logs de transações de gravação do Active Directory.

0x20000
Transações de atualização do Active Directory logs.

0x1000000
Pacotes completos de logs.

0x80000000
Logs gravação através de transações.

/MaxCacheSize
Especifica o tamanho máximo, em quilobytes (KB) de cache de memória do servidor DNS.

/maxcachettl [<seconds>]
Determina quantos segundos (0x0-0xFFFFFFFF) um registro é salvo no cache. Se a configuração de 0x0 for usada, o servidor DNS não armazena em cache registros. A configuração padrão é 0x15180 (86.400 segundos ou 1 dia).

/maxnegativecachettl [<seconds>]
Especifica quantos segundos (0x1 0xFFFFFFFF) uma entrada registra uma resposta negativa a uma consulta permanece armazenada no cache do DNS. A configuração padrão é 0x384 (900 segundos).

/namecheckflag [recepç ão]
Especifica o padrão de caractere é usado durante a verificação de nomes DNS.

0
Usa caracteres ANSI que estão de acordo com a Internet Engineering Task Force (IETF) Request for Comments (RFCs).

1
Usa caracteres ANSI que não são necessariamente compatíveis com RFCs IETF.

2
Usa caracteres de multibyte UCS Transformation Format 8 (UTF-8). Esta é a configuração padrão.

3
Usa todos os caracteres.

/norecursion [0 | 1]
Determina se um servidor DNS executa a resolução recursiva de nomes.

0
O servidor DNS executa a resolução recursiva de nomes se for solicitada em uma consulta. Esta é a configuração padrão.

1
O servidor DNS não executar a resolução recursiva de nomes.

/notcp
Este parâmetro é obsoleto e não tem efeito nas versões atuais do Windows Server.

/recursionretry [<seconds>]
Determina o número de segundos (0x1 0xFFFFFFFF) que um servidor DNS espera antes de tentar novamente entrar em contato com um servidor remoto. A configuração padrão é 0x3 (três segundos). Esse valor deve ser aumentado quando recursão ocorre em um link de lentos de wide area network (WAN).

/recursiontimeout [<seconds>]
Determina o número de segundos (0x1 0xFFFFFFFF) que um servidor DNS espera antes de interromper as tentativas de contato com um servidor remoto. As configurações variam de 0x1 a 0xFFFFFFFF. A configuração padrão é 0xF (15 segundos). Esse valor deve ser aumentado quando recursão ocorre em um link WAN lento.

/RoundRobin [0 | 1]
Determina a ordem na qual os registros de host são retornados quando um servidor possui vários registros de host para o mesmo nome.

0
O servidor DNS não usa o rodízio. Em vez disso, ele retorna o primeiro registro para cada consulta.

1
O servidor DNS gira entre registros retorna de cima para baixo da lista de registros correspondentes. Esta é a configuração padrão.

/RpcProtocol [0x0|0x1|0x2|0x4|0xFFFFFFFF]
Especifica o protocolo de chamada de procedimento remoto (RPC) usa quando faz uma conexão de servidor DNS.

0x0
Desativa RPC de DNS.

0x1
Usa o TCP/IP.

0x2
Usa pipes nomeadas.

0x4
Usa a chamada de procedimento local (LPC).

0xFFFFFFFF
Todos os protocolos. Esta é a configuração padrão.

/ScavengingInterval [<hours>]
Determina se o recurso de eliminação para o servidor DNS é habilitado e define o número de horas (0x0-0xFFFFFFFF) entre os ciclos de eliminação. A configuração padrão é 0x0, que desabilita a eliminação para o servidor DNS. Uma configuração maior 0x0 permite a eliminação para o servidor e define o número de horas entre os ciclos de eliminação.

/secureresponses [0 | 1]
Determina se o DNS filtra os registros são salvos em um cache.

0
Salva todas as respostas a consultas de nome em um cache. Esta é a configuração padrão.

1
Salva somente os registros que pertencem à mesma subárvore DNS para um cache.

/SendPort [<port>]
Especifica o número de porta (0x0-0xFFFFFFFF) DNS usa para enviar consultas recursivas para outros servidores DNS. A configuração padrão é 0x0, que significa o número da porta é selecionado aleatoriamente.

/serverlevelplugindll [<DllPath>]
Especifica o caminho de um plug-in personalizado. Quando DllPath Especifica o nome de caminho totalmente qualificado de um plug-in de servidor DNS válido, o servidor DNS chama funções no plug-in para resolver consultas de nomes que estão fora do escopo de todos localmente hospedado zonas. Se um nome consultado está fora do escopo do plug-in, o servidor DNS executa resolução de nomes usando encaminhamento ou recursão, conforme configurado. Se DllPath não for especificado, o servidor DNS parar de usar um personalizado plug-in se um plug-in personalizado foi configurado anteriormente.

/strictfileparsing [0 | 1]
Determina o comportamento do servidor DNS quando ele encontra um registro errôneo ao carregar uma zona.

0
O servidor DNS continua a carregar a zona, mesmo se o servidor encontrar um registro errado. O erro é registrado no log DNS. Esta é a configuração padrão.

1
O servidor DNS parar de carregar a zona e ele registra o erro no log DNS.

/UpdateOptions <RecordValue>
Proíbe atualizações dinâmicas de tipos especificados de registros. Se desejar mais de um tipo de registro a ser proibido no log, use hexadecimal adição para adicionar os valores e, em seguida, insira a soma.

0x0
Não restringir os tipos de registro.

0x1
Exclui o início dos registros de recursos de autoridade (SOA).

0x2
Exclui os registros de recursos de servidor (NS) de nome.

0x4
Exclui a delegação de registros de recursos de servidor (NS) de nome.

0x8
Exclui os registros de host do servidor.

0x100
Durante a atualização dinâmica segura, exclui o início dos registros de recursos de autoridade (SOA).

0x200
Durante a atualização dinâmica segura, exclui os registros de recursos de servidor (NS) de nome raiz.

0x30F
Durante a atualização dinâmica de padrão, exclui os registros de recursos de servidor (NS) de nome, início de registros de recursos de autoridade (SOA) e registros de host do servidor. Durante a atualização dinâmica segura, exclui registros de recursos de servidor (NS) de nome de raiz e de início de autoridade (SOA) registros de recursos. Permite que as delegações e o servidor hospedar atualizações.

0x400
Durante a atualização dinâmica segura, exclui os registros de recursos de servidor (NS) de nome de delegação.

0x800
Durante a atualização dinâmica segura, exclui os registros de host do servidor.

0x1000000
Exclui os registros de delegação signatário (DS).

0x80000000
Desativa a atualização dinâmica de DNS.

/writeauthorityns [0 | 1]
Determina quando o servidor DNS grava os registros de recursos de servidor (NS) de nome na seção de autoridade de uma resposta.

0
Grava os registros de recursos de servidor (NS) de nome na seção autoridade somente referências. Esta configuração é compatível com RFC 1034 "nomes de domínio — conceitos e instalações," e com a RFC 2181, "Esclarecimentos de especificação de DNS". Esta é a configuração padrão.

1
Grava os registros de recursos de servidor (NS) de nome na seção de autoridade de todas as respostas de autorização bem-sucedida.

/xfrconnecttimeout [<seconds>]
Determina o número de segundos (0x0-0xFFFFFFFF) um servidor DNS primário aguarda uma resposta de transferência do servidor secundário. O valor padrão é 0x1E (30 segundos). Depois que o valor de tempo limite expira, a conexão é encerrada.

Sintaxe de nível de zona



dnscmd /config <Parameters>

dnscmd /config

Modifica a configuração da zona especificada.

Parâmetros

<Parameters>
Especifique uma configuração, uma zona de nome e, como opção, um valor. Valores de parâmetro usam esta sintaxe: ZoneName parâmetro[valor] [valor]

Os seguintes valores de parâmetro são documentados no restante desta seção:

  • /aging

  • /allownsrecordsautocreation

  • /allowupdate

  • /forwarderslave

  • /forwardertimeout

  • /NoRefreshInterval

  • /RefreshInterval

  • /securesecondaries

/aging <ZoneName>
Habilita ou desabilita a eliminação em uma zona específica.

/allownsrecordsautocreation <ZoneName>[<Value>]
Substitui a criação nome de servidor (NS) recurso registro automática do servidor DNS configuração. Registros de recursos de servidor (NS) de nome que estavam registrados anteriormente para essa zona não são afetados. Portanto, você deve removê-los manualmente se você não desejar.

/allowupdate <ZoneName>
Determina se a zona especificada aceita atualizações dinâmicas.

/forwarderslave <ZoneName>
Substitui a configuração de /isslave de servidor DNS.

/forwardertimeout <ZoneName>
Determina quantos segundos uma zona DNS aguarda um encaminhador responder antes de tentar outro encaminhador. Esse valor substitui o valor definido no nível do servidor.

/NoRefreshInterval <ZoneName>
Define um intervalo de tempo para uma zona durante o qual não há atualizações podem atualizar dinamicamente registros DNS em uma zona especificada.

/RefreshInterval <ZoneName>
Define um intervalo de tempo para uma zona durante os quais atualizações podem atualizar dinamicamente registros DNS em uma zona especificada.

/securesecondaries <ZoneName>
Determina quais servidores secundários podem receber atualizações de zona do servidor mestre para esta zona.

Comentários

  • O nome da zona deve ser especificado somente para parâmetros de nível de zona.

DNSCmd /createbuiltindirectorypartitions

Cria uma partição de diretório de aplicativos DNS. Quando o DNS é instalado, é criada uma partição de diretório de aplicativo para o serviço nos níveis de domínio e floresta. Use este comando para criar partições de diretório de aplicativo DNS que foram excluídas ou nunca foi criadas. Nenhum parâmetro, esse comando cria uma partição de diretório interna do DNS para o domínio.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /createbuiltindirectorypartitions [/alldomains] [/forest]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

/Forest
Cria uma partição de diretório DNS da floresta.

/AllDomains
Cria partições DNS para todos os domínios na floresta.

DNSCmd /createdirectorypartition

Cria uma partição de diretório de aplicativos DNS. Quando o DNS é instalado, é criada uma partição de diretório de aplicativo para o serviço nos níveis de domínio e floresta. Esta operação cria partições de diretório de aplicativo DNS adicionais.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /createdirectorypartition <PartitionFQDN>

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<PartitionFQDN>
O FQDN da partição de diretório de aplicativo DNS que será criado.

DNSCmd /deletedirectorypartition

Remove uma partição de diretório de aplicativo DNS existente.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /deletedirectorypartition <PartitionFQDN>

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<PartitionFQDN>
O FQDN da partição de diretório de aplicativo DNS que será removido.

DNSCmd /directorypartitioninfo

Lista informações sobre uma partição de diretório de aplicativo DNS especificada.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /directorypartitioninfo <PartitionFQDN>[/detail]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<PartitionFQDN>
O FQDN da partição de diretório de aplicativo DNS.

/detail
Lista todas as informações sobre a partição de diretório de aplicativo.

DNSCmd /enlistdirectorypartition

Adiciona o servidor DNS para o conjunto de réplicas da partição de diretório especificada.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /enlistdirectorypartition <PartitionFQDN>

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<PartitionFQDN>
O FQDN da partição de diretório de aplicativo DNS.

DNSCmd /enumdirectorypartitions

Lista as partições de diretório de aplicativo DNS para o servidor especificado.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /enumdirectorypartitions [/custom]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

/ personalizado
Lista somente as partições de diretório de usuário criado.

DNSCmd /enumrecords

Lista de registros de recursos de um nó especificado em uma zona DNS.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /enumrecords <ZoneName><NodeName>[/ tipo <RRType><RRData>] [/authority] [/glue] [/ adicionais] [/ nó | /child | /startchild <ChildName>] [/ continuar | /detail]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS que você planeja gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

/enumrecords
Listas de registros de recursos na zona especificada.

<ZoneName>
Especifica o nome da região à qual pertencem os registros de recursos.

<NodeName>
Especifica o nome do nó dos registros de recursos.

/type <RRType><RRData>
Especifica o tipo de registros de recursos a serem listados e o tipo de dados esperados é:

<RRType>
Especifica o tipo de registros de recursos a serem listados.

<RRData>
Especifica o tipo de dados que é registro esperado.

/Authority
Inclui dados autoritativos.

/Glue
Inclui dados da união.

/ adicionais
Inclui todas as informações adicionais sobre os registros de recursos listados.

{/ nó | /child | /startchild <ChildName>}
Filtra ou adiciona informações para a exibição do registro de recurso:

/node
Lista somente os registros de recursos do nó especificado.

/child
Lista somente os registros de recursos de um domínio filho especificado.

/startchild <ChildName>
Começa a lista de domínio filho especificado.

/ continuar | /detail
Especifica como os dados retornados são exibidos.

/ continuar
Lista somente os registros de recursos com o tipo e dados.

/detail
Lista todas as informações sobre os registros de recursos.

Exemplo de uso

dnscmd /enumrecords test.contoso.com test /additional

DNSCmd /enumzones

Lista as zonas que existe no servidor DNS especificado.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /enumzones [/ principal | / secundário | /forwarder | /stub | / cache | / criado automaticamente] [/ frente | / reverter | /ds | / arquivo] [/ domaindirectorypartition | /forestdirectorypartition | /customdirectorypartition | /legacydirectorypartition | /directorypartition <PartitionFQDN>]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

principal/principal | / secundário | /Forwarder | /stub | / cache | / criação automática
Filtra os tipos de zonas a serem exibidos:

principal/principal
Lista todas as zonas que são zonas primárias padrão ou zonas integradas ao Active Directory.

/ secundário
Lista todas as zonas secundárias padrão.

/Forwarder
Lista de zonas encaminham consultas não resolvidas para outro servidor DNS.

/stub
Lista todas as zonas de stub.

/cache
Lista somente as zonas carregadas no cache.

/ criação automática
Lista as zonas criadas automaticamente durante a instalação do servidor DNS.

/ encaminhar | / Inverter | /DS | /File
Especifica filtros adicionais dos tipos de zonas a serem exibidos:

/ encaminhar
Listas de zonas de pesquisa direta.

/ inversa
Listas de zonas de pesquisa inversa.

/DS
Lista as zonas integradas ao Active Directory.

/File
Lista de zonas que contam com arquivos.

/domaindirectorypartition
Lista as zonas são armazenadas na partição de diretório de domínio.

/forestdirectorypartition
Lista as zonas são armazenadas na partição de diretório de aplicativo DNS de floresta.

/customdirectorypartition
Lista todas as zonas são armazenadas em uma partição de diretório de aplicativo definido pelo usuário.

/legacydirectorypartition
Lista todas as zonas são armazenadas na partição de diretório de domínio.

/DirectoryPartition <PartitionFQDN>
Lista todas as zonas são armazenadas na partição de diretório especificada.

Comentários

  • Os parâmetros enumzones atuam como filtros na lista de zonas. Se nenhum filtro for especificado, será retornada uma lista completa das zonas. Quando um filtro é especificado, as zonas que atendem aos critérios do filtro estão incluídas na lista retornada de zonas.

Exemplo

DNSCmd /exportsettings

Cria um arquivo de texto que lista os detalhes de configuração de um servidor DNS. O arquivo de texto chamado DnsSettings.txt. Ele está localizado na pasta %systemroot%\system32\dns do servidor.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /exportsettings

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado pela sintaxe do computador local, endereço IP, FQDN ou nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

Comentários

  • Você pode usar as informações no arquivo que dnscmd /exportsettings cria para solucionar problemas de configuração ou para garantir que você configurou vários servidores idênticos.

DNSCmd /info

Exibe as configurações na seção DNS do registro do servidor especificado: HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Services\DNS\Parameters

Sintaxe



/info dnscmd [<ServerName>] [<Setting>]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<Setting>
Qualquer configuração que retorna o comando info pode ser especificada individualmente. Se uma configuração não for especificada, será retornado um relatório de configurações comuns.

Comentários

  • Este comando exibe as configurações do registro no nível do servidor DNS. Para exibir as configurações de registro de nível de zona, use o comando zoneinfo . Para ver uma lista de configurações que podem ser exibidos com este comando, consulte a descrição de config .

Exemplo

DNSCmd /ipvalidate

Testa se um endereço IP identifica um servidor DNS está funcionando ou se o servidor DNS pode atuar como um encaminhador, um servidor de dica de raiz ou um servidor mestre para uma zona específica.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /ipvalidate <Context>[<ZoneName>] [[<IPAddress>] …]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado pela sintaxe do computador local, endereço IP, FQDN ou nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<Context>
Especifica o tipo de teste para executar. Você pode especificar os seguintes testes:

  • /dnsservers testes que os computadores com endereços que você especificar estão funcionando servidores DNS.

  • /forwarders testes que os endereços que você especificar identificam os servidores DNS que podem atuar como encaminhadores.

  • /roothints testes que os endereços que você especificar identificam os servidores DNS que podem atuar como servidores de nomes de dica de raiz.

  • /zonemasters testes que os endereços que você especificar identificam os servidores DNS que são servidores mestres para ZoneName.

<ZoneName>
Identifica a zona. Use este parâmetro com o parâmetro /zonemasters .

<IPAddress>
Especifica os endereços IP que testa o comando.

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /ipvalidate /dnsservers 10.0.0.1 10.0.0.2

dnscmd dnssvr1.contoso.com /ipvalidate /zonemasters corp.contoso.com 10.0.0.2

DNSCmd /nodedelete

Exclui todos os registros para um host especificado.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /nodedelete <ZoneName><NodeName> [/tree] [/f]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o nome da zona.

<NodeName>
Especifica o nome de host do nó para excluir.

/Tree
Exclui todos os registros filho.

/f
Executa o comando sem pedir confirmação.

Exemplo

DNSCmd /recordadd

Adiciona um registro a uma região especificada em um servidor DNS.

Sintaxe



[<ServerName>] DNSCmd /recordadd <ZoneName><NodeName><RRType><RRData>

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado pela sintaxe do computador local, endereço IP, FQDN ou nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica a zona na qual reside o registro.

<NodeName>
Especifica um nó específico na zona.

<RRType>
Especifica o tipo de registro a ser adicionado.

<RRData>
Especifica o tipo de dados que são esperados.

Cc772069.note(pt-br,WS.10).gif Observação
Quando você adiciona um registro, certifique-se de que você use o formato de dados e o tipo de dados correto. Para obter uma lista de tipos de registro de recurso e os tipos de dados apropriado, consulte Referência de registros de recursos .

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /recordadd test A 10.0.0.5

dnscmd /recordadd test.contoso.com test MX 10 mailserver.test.contoso.com

DNSCmd /recorddelete

Exclui um registro de recurso de uma zona especificada.

Sintaxe



DNSCmd <ServerName>/recorddelete <ZoneName><NodeName><RRType><RRData> [/f]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica a zona na qual reside o registro de recurso.

<NodeName>
Especifica o nome do host.

<RRType>
Especifica o tipo de registro de recurso a ser excluído.

<RRData>
Especifica o tipo de dados que são esperados.

/f
Executa o comando sem pedir confirmação:

  • Como nós podem ter mais de um registro de recurso, este comando requer que você seja muito específico sobre o tipo de registro de recurso que você deseja excluir.

  • Se você especificar um tipo de dados e você não especificar um tipo de dados de registro de recurso, todos os registros com esse tipo de dados específico para o nó especificado serão excluídos. Para obter uma lista de tipos de registro de recurso e os tipos de dados apropriado, consulte Referência de registros de recursos .

Exemplo de uso

dnscmd /recorddelete test.contoso.com test MX 10 mailserver.test.contoso.com

DNSCmd /resetforwarders

Seleciona ou redefine os endereços IP ao qual o servidor DNS encaminha consultas DNS quando ele não pode resolver localmente.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /resetforwarders [<IPAddress> [, <IPAddress>]...][/ timeout <TimeOut>] [slave|/noslave]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<IPAddress>
Lista os endereços IP ao qual o servidor DNS encaminha consultas não resolvidas.

/timeout <TimeOut>
Define o número de segundos que o servidor DNS aguarda uma resposta do encaminhador. Por padrão, esse valor é cinco segundos.

slave|/noslave
Determina se o servidor DNS executa suas próprias consultas iterativas se o encaminhador falhar ao resolver uma consulta:

/slave
Impede que o servidor DNS execute suas próprias consultas iterativas se o encaminhador falhar ao resolver uma consulta.

/NoSlave
Permite que o servidor DNS executar suas próprias consultas iterativas se o encaminhador falhar ao resolver uma consulta. Esta é a configuração padrão.

Comentários

  • Por padrão, um servidor DNS realiza consultas iterativas quando ele não puder resolver uma consulta.

  • A configuração de endereços IP usando o comando resetforwarders faz com que o servidor DNS execute consultas recursivas para servidores DNS em endereços IP especificados. Se os encaminhadores não resolver a consulta, o servidor DNS pode executar suas próprias consultas iterativas.

  • Se o parâmetro /slave for usado, o servidor DNS não executar suas próprias consultas iterativas. Isso significa que o servidor DNS encaminha consultas não resolvidas somente para servidores DNS na lista e não tentará consultas iterativas se os encaminhadores não resolvê-los. É mais eficiente para definir um endereço IP como um encaminhador para um servidor DNS. Você pode usar o comando resetforwarders para servidores internos em uma rede para encaminhar suas consultas não resolvidas para um servidor DNS que tem uma conexão externa.

  • Lista o endereço IP do encaminhador duas vezes faz com que o servidor DNS tentará encaminhar duas vezes para o servidor.

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /resetforwarders 10.0.0.1 /timeout 7 /slave

dnscmd dnssvr1.contoso.com /resetforwarders /noslave

DNSCmd /resetlistenaddresses

Especifica os endereços IP em um servidor que aceita solicitações de cliente DNS.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /resetlistenaddresses [<ListenAddress>]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ListenAddress>
Especifica um endereço IP no servidor DNS que aceita solicitações de cliente DNS. Não se for especificado nenhum endereço de escuta, todos os endereços IP no servidor escutam solicitações de cliente.

Comentários

  • Por padrão, todos os endereços IP em um servidor DNS escutam solicitações de clientes DNS.

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /resetlistenaddresses 10.0.0.1

DNSCmd /startscavenging

Informa um servidor DNS para tentar uma pesquisa imediata de registros de recursos obsoletos em um servidor DNS especificado.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /startscavenging

PARAMETER

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

Comentários

  • Conclusão bem-sucedida deste comando inicia um eliminar imediatamente.

  • Embora o comando para iniciar a eliminar concluída com êxito, a eliminar não inicia, a menos que pré-condições a seguintes forem atendidas:

    • Eliminação está ativado para o servidor e zona.

    • A zona é iniciada.

    • Os registros de recursos têm um carimbo de hora.

  • Para obter informações sobre como ativar a eliminação para o servidor, consulte o parâmetro scavenginginterval em "sintaxe de nível de servidor" na seção config .

  • Para obter informações sobre como ativar a eliminação para a zona, consulte o parâmetro de envelhecimento em "sintaxe de nível de zona" na seção config .

  • Para obter informações sobre como iniciar uma zona está em pausa, consulte a seção de zoneresume .

  • Para obter informações sobre como verificar registros de recursos para um carimbo de hora, consulte a seção ageallrecords .

  • Se o eliminar falhar, nenhuma mensagem de aviso será exibida.

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /startscavenging

/statistics DNSCmd

Exibe ou limpa os dados para um servidor DNS especificado.

Sintaxe



/statistics dnscmd [<ServerName>] [<StatID>] [/clear]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<StatID>
Especifica quais estatística ou combinação de estatísticas para exibir. Um número de identificação é usado para identificar uma estatística. Não se for especificado nenhum número de identificação de estatística, exibem todas as estatísticas.

A seguir está uma lista de números que podem ser especificados e a estatística correspondente que exibe:

00000001
Tempo

00000002
Consulta

00000004
Consulta2

00000008
Recurse

00000010
Mestre

00000020
Secundário

00000040
WINS

00000100
Atualização

00000200
SkwanSec

00000400
DS

00010000
Memória

00100000
PacketMem

00040000
DBASE

00080000
Registros

00200000
NbstatMem

/ Limpar
Redefine o contador especificado estatísticas para zero.

Comentários

  • O comando de estatísticas exibe contadores começam no servidor DNS quando ele é iniciado ou reiniciado.

Exemplos

DNSCmd /unenlistdirectorypartition

Remove o servidor DNS do conjunto de réplicas da partição de diretório especificada.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /unenlistdirectorypartition <PartitionFQDN>

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<PartitionFQDN>
O FQDN da partição de diretório de aplicativo DNS que será removido.

DNSCmd /writebackfiles

Verifica a memória do servidor DNS para alterações e grava-os para armazenamento persistente.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /writebackfiles [<ZoneName>]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o nome da zona a ser atualizada.

Comentários

  • O comando writebackfiles atualiza todas as zonas sujas ou uma região especificada. Uma zona é "suja" quando há alterações na memória que ainda não foram gravadas no armazenamento persistente. Esta é uma operação de nível de servidor que verifica todas as regiões. Você pode especificar uma zona nesta operação ou você pode usar a operação zonewriteback .

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /writebackfiles

DNSCmd /zoneadd

Adiciona uma zona para o servidor DNS.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /zoneadd <ZoneName><ZoneType>[/dp <FQDN> | {/ enterprise|/domain|/legacy}]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o nome da zona.

<ZoneType>
Especifica o tipo de zona para criar. Cada tipo de zona tem diferentes parâmetros necessários:

/DsPrimary
Cria uma zona integrada ao Active Directory.

principal/principal/arquivo <FileName>
Cria uma zona primária padrão e especifica o nome do arquivo que armazenará as informações de zona.

/Secondary <MasterIPAddress>[<MasterIPAddress>...]
Cria uma zona secundária padrão.

/stub <MasterIPAddress>[<MasterIPAddress>...] /File <FileName>
Cria uma zona de stub do arquivo copiado.

/DsStub <MasterIPAddress>[<MasterIPAddress>...]
Cria uma zona de stub integrada ao Active Directory.

/Forwarder <MasterIPAddress>[<MasterIPAddress>]... /File <FileName>
Especifica que a zona criada encaminha consultas não resolvidas para outro servidor DNS.

/DsForwarder
Especifica que a zona integrada ao Active Directory criada encaminha consultas não resolvidas para outro servidor DNS.

/DP <FQDN>{/ domínio | /enterprise | / herdado}
Especifica a partição de diretório para armazenar a zona.

<FQDN>
Especifica o FQDN da partição de diretório.

/Domain
Armazena a zona na partição de diretório de domínio.

/Enterprise
Armazena a zona na partição de diretório corporativo.

/ legado
Armazena a zona em uma partição de diretório herdada.

Comentários

  • Especificar um tipo de zona de /forwarder ou /dsforwarder cria uma zona que executa o encaminhamento condicional.

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zoneadd test.contoso.com /dsprimary

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zoneadd secondtest.contoso.com /secondary 10.0.0.2

DNSCmd /zonechangedirectorypartition

Altera a partição de diretório no qual reside a zona especificada.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /zonechangedirectorypartition <ZoneName>] {[<NewPartitionName>] | [<ZoneType>]}

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
O FQDN da partição de diretório atual no qual reside a zona.

<NewPartitionName>
O FQDN da partição de diretório da zona será movida para.

<ZoneType>
Especifica o tipo de partição de diretório da zona será movida para.

/Domain
Move a zona para a partição de diretório de domínio interno.

/Forest
Move a zona para a partição de diretório da floresta interna.

/ legado
Move a zona para a partição de diretório é criada para controladores de domínio do diretório pre–Active. Essas partições de diretório não são necessárias para o modo nativo.

DNSCmd /zonedelete

Exclui uma região especificada.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /zonedelete <ZoneName> [/dsdel] [/f]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o nome da zona a ser excluído.

/dsdel
Exclui a zona do AD DS.

/f
Executa o comando sem pedir confirmação.

Exemplo

DNSCmd /zoneexport

Cria um arquivo de texto que lista os registros de recursos de uma zona especificada.

Sintaxe

Art Image dnscmd [<ServerName>] /zoneexport <ZoneName> <ZoneExportFile>

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado pela sintaxe do computador local, endereço IP, FQDN ou nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o nome da zona.

<ZoneExportFile>
Especifica o nome do arquivo para criar.

Comentários

  • A operação de zoneexport cria um arquivo de registros de recursos de uma zona integrada ao Active Directory para fins de solução de problemas. Por padrão, o arquivo que cria este comando é colocado no diretório DNS, que é, por padrão, o diretório %systemroot%/System32/Dns.

Exemplo

DNSCmd /zoneinfo

Exibe as configurações da seção do registro da zona especificada: HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Services\DNS\Parameters\Zones\ <ZoneName>

Sintaxe



[<ServerName>] DNSCmd /zoneinfo <ZoneName>[<Setting>]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o nome da zona.

<Setting>
Individualmente, você pode especificar qualquer configuração que retorna o comando zoneinfo . Se você não especificar uma configuração, todas as configurações são retornadas.

Comentários

  • O comando zoneinfo exibe as configurações do registro na zona DNS nível em HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Services\DNS\Parameters\Zones\ <ZoneName>.

  • Para exibir as configurações do registro do nível de servidor, use o comando de info .

  • Para ver uma lista de configurações que você pode exibir com este comando, consulte o comando config .

Exemplo

DNSCmd /zonepause

Pausa a zona especificada, então ignora as solicitações de consulta.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /zonepause <ZoneName>

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o nome da zona em pausa.

Comentários

  • Para reiniciar uma zona e disponibilizá-lo depois que ele foi pausado, use o comando zoneresume .

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zonepause test.contoso.com

DNSCmd /zoneprint

Lista de registros em uma zona.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /zoneprint <ZoneName>

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado pela sintaxe do computador local, endereço IP, FQDN ou nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Identifica a região a ser listado.

DNSCmd /zonerefresh

Força um DNS secundário de zona para atualizar a partir da zona principal.

Sintaxe



DNSCmd <ServerName>/ZoneRefresh <ZoneName>

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o nome da zona a ser atualizada.

Comentários

  • O comando zonerefresh força uma verificação do número de versão no início do servidor mestre do registro de recurso de autoridade (SOA). Se o número de versão no servidor mestre é maior que o número de versão do servidor secundário, é iniciada uma transferência de zona que atualiza o servidor secundário. Se o número de versão é a mesma, a transferência de zona ocorrerá.

  • Seleção forçada ocorre por padrão a cada 15 minutos. Para alterar o padrão, use o comando dnscmd config refreshinterval .

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zonerefresh test.contoso.com

DNSCmd /zonereload

Cópias de zona informações da sua fonte.

Sintaxe



DNSCmd <ServerName>/ZoneReload <ZoneName>

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o nome da zona para ser recarregado.

Comentários

  • Se a zona for integrada ao Active Directory, recarrega do AD DS.

  • Se for uma zona padrão feito o arquivo, ele recarrega de um arquivo.

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zonereload test.contoso.com

DNSCmd /zoneresetmasters

Redefine os endereços IP do servidor mestre que fornece informações de transferência de zona para uma zona secundária.

Sintaxe



DNSCmd <ServerName>/zoneresetmasters <ZoneName>[/ local] [<IPAddress>[<IPAddress>]...]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o nome da zona para ser recarregado.

/ local
Define uma lista mestre local. Este parâmetro é usado para zonas integradas ao Active Directory.

<IPAddress>
Os endereços IP dos servidores mestres da zona secundária.

Comentários

  • Esse valor é definido originalmente quando a zona secundária é criada. Use o comando zoneresetmasters no servidor secundário. Esse valor não tem efeito se for definido no servidor DNS mestre.

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zoneresetmasters test.contoso.com 10.0.0.1

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zoneresetmasters test.contoso.com /local

DNSCmd /zoneresetscavengeservers

Altera os endereços IP dos servidores podem eliminar a zona especificada.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /zoneresetscavengeservers <ZoneName>[<IPAddress>[<IPAddress>]...]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado pela sintaxe do computador local, endereço IP, FQDN ou nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Identifica a região para eliminar.

<IPAddress>
Lista os endereços IP dos servidores podem executar o eliminar. Se este parâmetro for omitido, todos os servidores que hospedam essa zona poderá eliminá-lo.

Comentários

  • Por padrão, todos os servidores que hospedam uma zona podem eliminar a zona.

  • Se uma zona estiver hospedada em mais de um servidor DNS, você pode usar este comando para reduzir o número de vezes que uma zona é eliminada.

  • Eliminação deve ser habilitada no servidor DNS e zona é afetada por este comando.

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zoneresetscavengeservers test.contoso.com 10.0.0.1 10.0.0.2

DNSCmd /zoneresetsecondaries

Especifica uma lista de endereços IP de servidores secundários para que um servidor mestre responde quando for solicitado para uma transferência de zona.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /zoneresetsecondaries <ZoneName>{/ noxfr | /aging | /securens | /securelist <SecurityIPAddresses>} {/ nonotify | / notificar | /notifylist <NotifyIPAddresses>}

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se a é o parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o nome da zona que terá seus servidores secundários redefinir.

nome_do_nó | /aging | /securens | /SecureList <SecurityIPAddresses>
Especifica se todos ou apenas alguns servidores secundários solicitando uma atualização obtém uma atualização.

nome_do_nó
Especifica que as transferências de zona não são permitidas.

/aging
Especifica que todas as solicitações de transferência de zona são concedidas.

/securens
Especifica que o servidor que está listado no registro de recurso de servidor (NS) nome da zona é concedido uma transferência.

/SecureList
Especifica que as transferências de zona são concedidas apenas a lista de servidores. Este parâmetro deve ser seguido por um endereço IP ou endereços usa o servidor mestre.

<SecurityIPAddresses>
Lista os endereços IP que receber transferências de zona do servidor mestre. Este parâmetro é usado somente com o parâmetro /securelist .

/nonotify | / Notificar | /notifylist <NotifyIPAddresses>
Especifica que uma notificação de alteração é enviada somente para determinados servidores secundários:

/nonotify
Especifica que nenhuma notificação de alteração é enviadas para servidores secundários.

/ Notificar
Especifica que são enviadas notificações de alteração para todos os servidores secundários.

/notifylist
Especifica que as notificações de alteração serão enviadas somente a lista de servidores. Este comando deve ser seguido por um endereço IP ou endereços usa o servidor mestre.

<NotifyIPAddresses>
Especifica o endereço IP ou endereços do servidor secundário ou servidores que alterar as notificações são enviadas. Esta lista é usada somente com o parâmetro /notifylist .

Comentários

  • Use o comando zoneresetsecondaries no servidor mestre para especificar como responde a solicitações de transferência de zona em servidores secundários.

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zoneresetsecondaries test.contoso.com /noxfr /nonotify

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zoneresetsecondaries test.contoso.com /securelist 11.0.0.2

DNSCmd /zoneresettype

Altera o tipo de zona.

Sintaxe



dnscmd [<ServerName>] /zoneresettype <ZoneName><ZoneType>[/ /OverWrite_Mem | /overwrite_ds]

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado pela sintaxe do computador local, endereço IP, FQDN ou nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Identifica a zona na qual o tipo será alterado.

<ZoneType>
Especifica o tipo de zona para criar. Cada tipo tem diferentes parâmetros necessários:

/DsPrimary
Cria uma zona integrada ao Active Directory.

principal/principal/arquivo <FileName>
Cria uma zona primária padrão.

/Secondary <MasterIPAddress>[, <MasterIPAddress>...]
Cria uma zona secundária padrão.

/stub <MasterIPAddress> [, <MasterIPAddress>...] / arquivo <FileName>
Cria uma zona de stub do arquivo copiado.

/DsStub <MasterIPAddress> [, <MasterIPAddress>...]
Cria uma zona de stub integrada ao Active Directory.

/Forwarder < EndereçoIPMestre [, <MasterIPAddress>]... /File <FileName>
Especifica que a zona criada encaminha consultas não resolvidas para outro servidor DNS.

/DsForwarder
Especifica que a zona integrada ao Active Directory criada encaminha consultas não resolvidas para outro servidor DNS.

/OverWrite_Mem | /OverWrite_Ds
Especifica como substituir dados existentes:

/OverWrite_Mem
Substitui os dados DNS de dados no AD DS.

/OverWrite_Ds
Substitui os dados existentes no AD DS.

Comentários

  • Definindo o tipo de zona como /dsforwarder cria uma zona que executa o encaminhamento condicional.

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zoneresettype test.contoso.com /primary /file test.contoso.com.dns

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zoneresettype second.contoso.com /secondary 10.0.0.2

DNSCmd /zoneresume

Inicia uma região especificada anteriormente foi pausada.

Sintaxe



DNSCmd <ServerName>/zoneresume <ZoneName>

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o nome da zona para continuar.

Comentários

  • Você pode usar esta operação para reverter a operação zonepause .

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zoneresume test.contoso.com

DNSCmd /zoneupdatefromds

Atualiza a zona integrada ao Active Directory especificada do AD DS.

Sintaxe



DNSCmd <ServerName>/ZoneUpdateFromDs <ZoneName>

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o nome da zona para atualizar.

Comentários

  • Zonas integradas ao Active Directory executam essa atualização por padrão a cada cinco minutos. Para alterar este parâmetro, use o comando dnscmd config dspollinginterval .

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zoneupdatefromds

DNSCmd /zonewriteback

Verifica a memória do servidor DNS para alterações que são relevantes para uma região especificada e grava-los para armazenamento persistente.

Sintaxe



DNSCmd <ServerName>/zonewriteback <ZoneName>

Parâmetros

<ServerName>
Especifica o servidor DNS para gerenciar, representado por endereço IP, o FQDN ou o nome de host. Se este parâmetro for omitido, o servidor local será usado.

<ZoneName>
Especifica o nome da zona para atualizar.

Comentários

  • Esta é uma operação de nível de zona. Você pode atualizar todas as zonas em um servidor DNS com a operação writebackfiles .

Exemplo de uso

dnscmd dnssvr1.contoso.com /zonewriteback test.contoso.com

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
A Microsoft está realizando uma pesquisa online para saber sua opinião sobre o site do MSDN. Se você optar por participar, a pesquisa online lhe será apresentada quando você sair do site do MSDN.

Deseja participar?
Mostrar:
© 2014 Microsoft. Todos os direitos reservados.