Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Gateways padrão

Atualizado: janeiro de 2005

Aplica-se a: Windows Server 2003, Windows Server 2003 R2, Windows Server 2003 with SP1, Windows Server 2003 with SP2

Gateways padrão

Os gateways padrão desempenham um papel importante na rede TCP/IP. Eles fornecem uma rota padrão para os hosts TCP/IP usarem durante a comunicação com outros hosts em redes remotas.

A ilustração a seguir mostra o papel desempenhado por dois gateways padrão (roteadores IP) para duas redes: Rede 1 e Rede 2.

Função dos gateways padrão

Para que o Host A da Rede 1 comunique-se com o Host B da Rede 2, o Host A primeiro consulta sua tabela de roteamento para ver se existe uma rota específica ao Host B. Se não houver uma rota específica ao Host B, o Host A encaminha seu tráfego TCP/IP para o Host B ao seu próprio gateway padrão, Roteador IP 1.

O mesmo princípio será aplicado se o Host B estiver enviando ao Host A. Sem uma rota específica ao Host A, o Host B encaminha qualquer tráfego TCP/IP destinado ao Host A ao seu próprio gateway padrão, Roteador IP 2.

Por que os gateways funcionam

Os gateways padrão são importantes para fazer com que o roteamento IP funcione de forma eficiente. Na maioria dos casos, o roteador que atua como gateway padrão para hosts TCP/IP — um roteador dedicado ou um computador que conecta dois ou mais segmentos de rede — reconhece a existência de outras redes na rede maior e sabe como alcançá-las.

Os hosts TCP/IP dependem de gateways padrão para suprir grande parte das suas necessidades de comunicação com hosts em segmentos de rede remota. Dessa forma, os hosts individuais ficam livres do ônus de ter que manter conhecimento abrangente e sempre atualizado de segmentos individuais de rede IP remota. Apenas o roteador que atua como gateway padrão precisa manter seu nível de conhecimento de roteamento para alcançar segmentos de rede remota no conjunto de redes maior.

Se o gateway padrão apresentar falhas, a comunicação além do segmento de rede local pode ficar prejudicada. Para evitar isso, é possível usar a caixa de diálogo Configurações TCP/IP Avançadas (em Conexões de rede) para cada conexão para especificar vários gateways padrão. Também é possível usar o comando route para adicionar manualmente rotas à tabela de roteamento para hosts ou redes muito usados.

Usando vários gateways

Se existem várias interfaces e você configura um gateway padrão para cada uma delas, o TCP/IP, por padrão, calcula automaticamente uma métrica de interface com base na velocidade da interface. A métrica da interface torna-se a métrica da rota padrão da tabela de roteamento do gateway padrão configurado. A interface mais veloz tem a menor métrica para sua rota padrão. O resultado é que independente do número de gateways padrão configurados em várias interfaces, a interface mais rápida será usada para transmitir o tráfego a seu gateway padrão.

Se várias interfaces com a mesma velocidade tiverem a mesma métrica da interface, então, de acordo com a ordem de ligação, é usado o gateway padrão do primeiro adaptador de rede. O gateway padrão do segundo adaptador de rede será usado se o primeiro não estiver disponível.

Nas versões anteriores do TCP/IP, vários gateways padrão possuíam uma métrica de rota padrão definida como 1, e o gateway padrão usado dependia da ordem das interfaces. Isso às vezes dificultava a determinação de qual gateway padrão o protocolo TCP/IP estava usando.

A determinação automática da métrica da interface é ativada por padrão pela caixa de seleção Métrica automática da guia Configurações IP das propriedades avançadas do protocolo Protocolo TCP/IP.

Você pode desativar a determinação automática da métrica da interface e digitar um novo valor para a mesma.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
Mostrar:
© 2014 Microsoft