Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Servidores administrados remotamente

Servidores administrados remotamente

Para servidores equipados com o firmware adequado, os Serviços de Gerenciamento de Emergência fornecem recursos que podem ser utilizados para administrar um servidor remotamente. Em geral, isso pode ser feito sem teclado, mouse ou dispositivo de exibição local. Com exceção de manutenção e substituição de hardware, todas as funções administrativas que podem ser realizadas localmente ficam disponíveis remotamente. Isso inclui a inicialização e a realização de tarefas de recuperação do sistema.

Porém, a administração remota apresenta algumas questões de segurança. Para obter mais informações sobre como proteger um sistema administrado com Serviços de Gerenciamento de Emergência, consulte Práticas recomendadas para implementação de medidas de segurança.

Você deve ser capaz de realizar as seguintes tarefas administrativas em um servidor administrado remotamente:

  • inicializar um servidor;
  • Alterar as configurações do BIOS.
  • Visualizar resultados do autoteste inicial (POST).
  • Instalar o Windows usando um mecanismo padrão, como os Serviços de Instalação Remota (RIS).
  • Selecionar o sistema operacional a ser iniciado.
  • Gerenciar o Windows usando ferramentas de gerenciamento padrão, como WMI (Windows Management Interface), Área de Trabalho Remota para Administração de Serviços de Terminal, Microsoft Management Console (MMC), Telnet, Host de Scripts do Windows e ferramentas que não foram desenvolvidas pela Microsoft.
  • Gerenciar um sistema operacional Windows Server 2003 quando estiver indisponível na rede.
  • Exibir erros de parada do sistema.
  • Redefinir um servidor.

Para realizar operações feitas sem teclado, mouse ou dispositivo de exibição conectado ao sistema, os sistemas operacionais Windows Server 2003 são capazes de inicializar sem grande parte do suporte a placa de vídeo. No caso de sistemas de interface de energia e configuração avançada (ACPI), a família Windows Server 2003 oferece suporte a operação sem controlador de teclado legado. Os sistemas com barramento serial universal (USB) que executam esses sistemas operacionais também podem oferecer suporte a conexões opcionais de teclado e mouse. Consulte a documentação do hardware para determinar se seu sistema oferece suporte a essa funcionalidade.

Os sistemas operacionais Windows Server 2003 utilizam a porta de gerenciamento fora de banda para oferecer suporte a Serviços de Instalação Remota (RIS). Isso facilita a instalação e o reparo de servidores remotamente. Para obter mais informações sobre o RIS, consulte requisitos de RIS e de PXE.

Ao gerenciamento de um servidor que está funcionando normalmente, denomina-se gerenciamento em banda. Isso normalmente envolve a conexão direta com o servidor através da rede. Um servidor em estado de funcionamento normal pode ser administrado remotamente com ferramentas fornecidas com a família Windows Server 2003 e listadas anteriormente neste tópico.

A solução de problemas em um servidor que não está funcionando normalmente geralmente requer o gerenciamento fora de banda, pois será preciso acessar o servidor sem contar com a rede. Para o gerenciamento fora de banda, você deve estabelecer uma conexão segura através de uma linha telefônica ou porta serial ou através de uma conexão de rede adicional (possivelmente em uma rede secundária). O objetivo do gerenciamento fora de banda é sempre o de fazer o servidor voltar ao estado de funcionamento normal que dispõe de conexão em banda.

Embora você possa utilizar os Serviços de Gerenciamento de Emergência para gerenciar o servidor remotamente quando o sistema não está funcionando no estado normal, esses Serviços devem ser instalados e configurados com o hardware e o firmware apropriados. Isso é necessário para que você possa acessar os diversos recursos de gerenciamento fora de banda existentes. Se o hardware e os Serviços de Gerenciamento de Emergência estiverem configurados adequadamente, será dado suporte para entrada e saída (E/S) de console fora de banda a todos os componentes do kernel, ao carregador, à Instalação, ao Console de Recuperação e aos erros de parada.

Se o servidor estiver funcionando corretamente, também haverá suporte para um console de gerenciamento em modo de texto chamado Console de Administração Especial (SAC). Para obter mais informações, consulte Componentes dos Serviços de Gerenciamento de Emergência.

Para obter mais informações sobre os requisitos de hardware dos Serviços de Gerenciamento de Emergência, consulte Selecionando o hardware dos serviços de gerenciamento de emergência.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
Mostrar:
© 2014 Microsoft