Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Usando a configuração automática, o proxy automático e a detecção automática

Após a implantação do Windows® Internet Explorer® 8, você poderá usar os recursos de proxy automático e detecção automática para alterar algumas configurações do navegador globalmente, sem alterar o computador de cada usuário. Além disso, para personalizar os computadores dos usuários após a implantação, é possível implantar um pacote de configuração somente do IEAK8 usando o Active Directory ou SMS (Systems Management Server). As informações nesta seção serão particularmente úteis se você esperar que as necessidades da sua organização ou dos usuários sejam alteradas e antecipe mudanças frequentes nas configurações do navegador.

Para obter mais informações sobre como criar um pacote personalizado do Internet Explorer 8, consulte a documentação do IEAK 8 em http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=157940 . A página pode estar em inglês.

ImportantImportant
Use as configurações da Diretiva de Grupo para gerenciar as configurações padrão do navegador nos computadores dos usuários. Para os administradores que gerenciam os computadores dos usuários em um ambiente do Active Directory®, os Modelos Administrativos na Diretiva de Grupo fornecem configurações de diretiva para bloquear a maioria dos parâmetros de configuração no Internet Explorer 8 após a implantação.

Para obter mais informações sobre ferramentas e programas para ajudá-lo a manter o Internet Explorer 8 após a implantação, consulte:

Gerenciando as configurações do navegador por meio das ferramentas da Diretiva de Grupo

Gerenciando as configurações do navegador por meio do Gerenciador de Perfis do IEAK 8

Usando a configuração automática

Você pode usar arquivos de configuração automática para atualizar automaticamente as configurações do navegador, após a implantação do Internet Explorer 8.

noteNote
As alterações de marcas (por exemplo, uma barra de título ou de ferramentas personalizada do Internet Explorer 8 que é distribuída aos computadores dos usuários por meio da configuração automática) não serão aplicadas se a configuração de diretiva Desabilitar a identificação de marca externa do Internet Explorer estiver habilitada na Diretiva de Grupo. Essa diretiva impede a modificação da marca do Internet Explorer 8 por terceiros, como o provedor de serviços da Internet ou o provedor de conteúdo da Internet.

Para obter mais informações sobre as configurações de diretiva de Modelos Administrativos, consulte Gerenciando as configurações do navegador por meio das ferramentas da Diretiva de Grupo neste guia de implantação.

Em um ambiente do Active Directory, também é possível usar as configurações da extensão da IEM (Manutenção do Internet Explorer) na Diretiva de Grupo para habilitar a configuração automática e especificar as URLs dos scripts de configuração.

Atualizando parâmetros de configuração automática

Siga o próximo procedimento para habilitar ou alterar parâmetros de configuração automática nos navegadores Internet Explorer 8 implantados nos computadores dos usuários.

Para editar parâmetros de configuração automática
  1. No Assistente para Personalização do Internet Explorer 8, vá para a página Configuração Automática.

    —ou—

    No Gerenciador de Perfis do IEAK 8, selecione Configuração Automática do Navegador.

    —ou—

    Na Manutenção do Internet Explorer, no painel esquerdo, clique em Conexão e, no painel direito, clique duas vezes em Configuração Automática do Navegador.

  2. marque a caixa de seleção Habilitar Configuração Automática.

  3. Especifique o intervalo em minutos para a frequência em que a configuração automática ocorrerá. Se você inserir 0 (zero) ou não especificar nenhum valor, a configuração automática ocorrerá apenas quando os usuários reiniciarem seus computadores.

  4. Para configurar a seleção de proxy automaticamente, digite a URL do script de proxy automático no servidor na caixa URL de proxy automático (arquivo .wpad ou .pac).

  5. Para habilitar a detecção automática de configurações do navegador, marque a caixa de seleção Detectar configurações automaticamente.

Para obter mais informações sobre como usar o proxy automático, consulte Seleção de proxy e proxy automático posteriormente nesta seção.

Para obter mais informações sobre a detecção automática, consulte Usando a detecção automática posteriormente nesta seção.

Para obter mais informações sobre como usar as configurações da IEM, consulte Gerenciando as configurações do navegador por meio das ferramentas da Diretiva de Grupo neste guia de implantação.

Bloqueando parâmetros de configuração automática

Você pode restringir a capacidade dos usuários de substituir os parâmetros de configuração automática no Internet Explorer 8 habilitando a configuração de Modelos Administrativos Desabilitar a alteração das definições de configuração automática na Diretiva de Grupo.

Para obter mais informações sobre como modificar as configurações de Diretiva de Grupo baseadas no Registro para o Internet Explorer 8, consulte Gerenciando as configurações do navegador por meio das ferramentas da Diretiva de Grupo neste guia de implantação.

Como alternativa, se você não gerenciar um ambiente do Active Directory, poderá usar as diretivas de Configurações Avançadas no Assistente para Personalização do Internet Explorer 8 ou no Gerenciador de Perfis do IEAK. Clique em Restrições Corporativas e em Página de Conexões. Marque a caixa de seleção Desabilitar a alteração das definições de configuração automática para bloquear os parâmetros de configuração automática.

Para obter mais informações sobre as Configurações Avançadas do IEAK, consulte http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=157940. A página pode estar em inglês.

Seleção de proxy e proxy automático

Como administrador, muito provavelmente você já usa um servidor proxy com firewall para criar uma barreira entre a sua organização e a Internet, para armazenar em cache o conteúdo usado com frequência e para balancear a carga do servidor. As opções para configurar e manter configurações de proxy no Internet Explorer 8 nos computadores dos usuários incluem:

  • A especificação de servidores proxy e não usa listas nas seguintes ferramentas:

    • O Assistente para Personalização do Internet Explorer 8.

    • O Gerenciador de Perfis do IEAK após a implantação (se você criou um pacote personalizado usando a versão Corporate do IEAK 8).

    • As configurações da Diretiva de Grupo na IEM.

  • Usando o Assistente para Personalização do Internet Explorer 8 e o gerenciador de Perfis do IEAK, ou as configurações da IEM, para apontar os navegadores dos usuários para o local do script de proxy automático (se a sua organização definir configurações de proxy automaticamente por meio de um script com base nas solicitações de rede dos navegadores dos usuários).

noteNote
Em um ambiente do Active Directory gerenciado com a Diretiva de Grupo, a habilitação da configuração de diretiva de Modelos Administrativos Desabilitar a alteração das configurações de proxy bloqueia as configurações de proxy nos computadores dos usuários.

Seleção de proxy e listas de proxies ignoráveis

Na página Configurações de Proxy do Assistente para Personalização do Internet Explorer 8 (ou na página Configurações de Proxy do Gerenciador de Perfis do IEAK, se você instalou a versão Corporate do IEAK 8), é possível inserir endereços para os servidores proxy que conectam os usuários à Internet com o Internet Explorer 8.

Se você usar as configurações da Diretiva de Grupo na IEM para configurar o Internet Explorer 8, encontrará uma página Configurações de Proxy correspondente na Manutenção do Internet Explorer no Editor de Objeto de Diretiva de Grupo. No painel esquerdo, clique em Conexão e, no painel esquerdo, clique duas vezes em Configurações de Proxy para inserir as informações de seu servidor proxy.

Para obter detalhes sobre os servidores proxy e as listas de itens ignoráveis que você pode especificar na página Configurações de Proxy, consulte http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=157940. A página pode estar em inglês.

Usando proxy automático

Com o proxy automático, você pode:

  • Definir dinamicamente as configurações de proxy, como endereços de servidores.

  • Ignorar servidores proxy com base nas solicitações dos navegadores nos computadores dos usuários.

  • Modificar as configurações de proxy após a implantação.

Para habilitar o proxy automático, crie um arquivo de script .wpad, ou .pac separado e copie-o em um local de servidor. Em seguida, configure os navegadores para usar o arquivo de script de proxy automático, inserindo a URL de script na página Configuração Automática do Navegador nas ferramentas do IEAK 8 ou na IEM.

Para obter mais informações sobre como definir o proxy automático, consulte Atualizando parâmetros de configuração automática anteriormente nesta seção.

noteNote
Se você especificar um local de servidor para uma URL de proxy automático e um arquivo .ins de configuração automática na página Configuração Automática do Navegador, o local do arquivo de script de proxy automático será incorporado no arquivo .ins.

O arquivo de script de proxy automático é executado sempre que o Internet Explorer 8 faz uma solicitação de rede. Dentro do script, é possível configurar vários servidores proxy para cada tipo de protocolo. Se uma conexão de servidor proxy falhar, o Internet Explorer 8 tentará automaticamente se conectar a outro servidor proxy que você tenha especificado.

Para obter exemplos de scripts de proxy automático, consulte Apêndice B: Exemplos de script de configuração automática de proxy neste guia de implantação.

Após a implantação do pacote personalizado, você pode manter e atualizar centralmente as configurações de proxy modificando o script no local de servidor especificado na página Configuração Automática do Navegador. Se for necessário mover o local do script de proxy automático após a implantação, modifique a URL de proxy automático na página Configuração Automática do Navegador do Gerenciador de Perfis do IEAK ou nas configurações da Diretiva de Grupo da IEM e implante o perfil novamente.

Usando a detecção automática

Você pode configurar sua rede de forma que o Internet Explorer 8 seja personalizado automaticamente na primeira vez que um usuário iniciá-lo. Isso pode reduzir a sobrecarga administrativa e as chamadas para assistência técnica relacionadas às configurações do navegador do usuário.

A detecção automática se baseia na WPAD (Descoberta Automática de Proxy da Web). Esse recurso tem suporte do Protocolo DHCP e do DNS (Sistema de Nomes de Domínio). Se você selecionar as configurações apropriadas, os servidores DHCP e DNS poderão detectar automaticamente e definir as configurações do navegador direcionando o Internet Explorer 8 para o local de um arquivo de configuração. Esse recurso foi criado com base nas tecnologias existentes de configuração automática, nas quais um navegador pode ser configurado a partir de um local central com um arquivo de script de proxy automático (arquivo .wpad ou .pac).

Com a detecção automática, o Internet Explorer 8 pode ser configurado automaticamente quando iniciado, mesmo que não tenha sido personalizado originalmente, nem implantado pelo administrador. Por exemplo, a detecção automática pode configurar e personalizar automaticamente um navegador do Internet Explorer 8 que um usuário baixa independentemente da Internet.

Para habilitar a detecção automática, nas ferramentas do IEAK 8 ou na IEM, selecione Configuração Automática do Navegador e marque a caixa de seleção Detectar configurações automaticamente.

Configurando servidores para detecção automática

Para implementar a detecção automática, você deve definir configurações específicas nos servidores DHCP, DNS ou ambos.

  • Um servidor DHCP permite a você especificar centralmente parâmetros TCP/IP globais e de sub-rede, e definir parâmetros de usuários utilizando endereços reservados. Quando o computador de um usuário é movido entre sub-redes, ele é reconfigurado automaticamente para TCP/IP quando o computador é iniciado.

  • DNS é um conjunto de protocolos e serviços em uma rede TCP/IP que permite que os usuários procurem outros computadores usando nomes hierárquicos amigáveis com o usuário (hosts), em vez de endereços IP numéricos.

O uso de servidores DHCP com detecção automática funciona melhor para usuários de redes locais, enquanto os servidores DNS habilitam a detecção automática em computadores com conexões baseadas em redes locais e dial-up. Embora os servidores DNS possam administrar conexões de rede e dial-up, os servidores DHCP fornecem acesso mais rápido para usuários de LAN e maior flexibilidade para a especificação de arquivos de configuração.

noteNote
O DHCP tem uma prioridade mais alta para detecção automática do que o DNS. Se o DHCP fornecer a URL para um arquivo de configuração .pac, .jvs, .js ou .ins, nenhuma pesquisa de DNS será executada.

Detecção automática para DHCP

Para configurar a detecção automática em servidores DHCP, você deve criar um novo tipo de opção com o número de código 252. Em seguida, associe (com esse tipo de opção) a URL ao arquivo de configuração. Esse pode ser um arquivo de configuração .pac.

Para obter mais informações sobre como configurar tipos de opções para detecção automática, consulte a documentação do servidor.

noteNote
Os servidores DHCP devem dar suporte à mensagem DHCPINFORM.

Detecção automática para DNS

No arquivo de banco de dados do DNS, insira um registro de host denominado wpad que contém o endereço IP do servidor Web que, por sua vez, contém o arquivo de configuração automática .pac, .jvs, .js ou .ins. Como alternativa, insira um registro de alias CNAME (nome canônico) denominado wpad que contém o nome resolvido (não o endereço IP) do servidor que contém o arquivo de configuração .pac.

Para obter mais informações sobre como configurar um registro de host ou de alias CNAME no arquivo de banco de dados do DNS, consulte a documentação do servidor.

Após a adição do registro e a propagação do arquivo de banco de dados para o servidor, o nome DNS wpad.<domínio>.com é resolvido para o mesmo nome do servidor que contém o arquivo de configuração automática.

noteNote
Ao usar o DNS, o Internet Explorer 8 constrói um modelo de URL padrão com base no nome de host wpad. Por exemplo: http://wpad.<domínio>.com/wpad.dat. Assim, no registro wpad do servidor Web, configure um arquivo ou ponto de redirecionamento denominado Wpad.dat para entregar o conteúdo do arquivo de configuração automática.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2014 Microsoft