Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Migração de servidor AD DS e DNS: Apêndice B - Planilha de verificação de migração

Atualizado: abril de 2009

Aplica-se a: Windows Server 2008 R2

Usando a planilha de verificação

Essa planilha pode ser usada para verificar se a migração do Servidor de Serviços de Domínio Active Directory (AD DS) e do Servidor do sistema de nomes de domínio (DNS) de um servidor de origem para um servidor de destino foi bem-sucedida. Execute as seguintes etapas de verificação no servidor de destino, salvo indicação em contrário.

Planilha de verificação

# Etapa de verificação Processo de verificação

01

Verifique se o AD DS está instalado. Verifique se o servidor de destino agora é um controlador de domínio e está configurado de maneira idêntica ao servidor de origem.

Tente fazer logon e usar algumas das ferramentas administrativas:

  1. Abra o snap-in Usuário e Computadores do Active Directory. Na árvore do console, expanda o domínio.

  2. Localize o controlador de domínio de destino na unidade organizacional (OU) apropriada. (O controlador de domínio de destino deverá estar na unidade organizacional em que o servidor de origem estava — geralmente, Controlador de Domínio.)

  3. Abra o snap-in Sites e Serviços do Active Directory. Na árvore de console, localize o servidor de destino no contêiner do site e verifique se o servidor de destino está no site correto. Se o servidor de origem era um servidor de catálogo global, verifique se o servidor de destino também é um servidor de catálogo global.

02

Verifique se o TCP/IP está configurado adequadamente. Em um prompt de comando, digite o seguinte comando e pressione ENTER:

ipconfig /all

Verifique se as informações retornadas estão corretas e se o controlador de domínio tem os endereços IP corretos:

IPv4: _______________________________

IPv6: _______________________________

Registre o endereço IP de cada adaptador de rede (exceto adaptadores de túnel) e compare o resultado com os endereços IP do controlador de domínio de origem. Os endereços deverão ser iguais. Os IPs Globais do IPv6 devem ser iguais. No prompt de comando, digite o seguinte comando e pressione ENTER:

ping loopback

03

Verifique a integridade do controlador de domínio. Em um prompt de comando, digite o seguinte comando e pressione ENTER:

dcdiag.exe

Dcdiag analisa o estado dos controladores de domínio em uma floresta ou empresa e indica qualquer anormalidade para ajudar na solução de problemas. Para obter mais informações, consulte Dcdiag (a página pode estar em inglês) (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkID=133110).

Em um prompt de comando, digite o seguinte comando e pressione ENTER:

dcdiag /s:<destination domain controller name>

Verifique se há algum erro listado na saída do comando e confirme que o controlador de domínio passou no teste de conectividade.

04

Verifique se as funções de mestre de operações (também conhecidas como operações de mestre único flexíveis ou FSMO) foram atribuídas adequadamente. Para obter mais informações, consulte o artigo 324790 na Base de Dados de Conhecimento Microsoft (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkID=93375 - a página pode estar em inglês).

Em um prompt de comando, digite o seguinte comando e pressione ENTER:

netdom query /domain:<domain name> fsmo

05

Verifique se a replicação está ocorrendo.

Em um prompt de comando, digite o seguinte comando e pressione ENTER:

repadmin /showreps

Certifique-se de que nenhum erro é retornado na saída do comando. No prompt de comando, digite o seguinte comando e pressione ENTER:

repadmin /replsum localhost /bysrc /bydest

Confirme se a replicação está ocorrendo usando o Script de Verificação de Convergência.

06

Verifique se a Diretiva de Grupo está sendo aplicada no servidor de destino como era aplicada no servidor de origem. Se estiver executando o comando no Windows Server 2003, em um prompt de comando, digite o seguinte comando e pressione ENTER:

gpresult /scope computer >GPO.txt

Se estiver executando o comando no Windows Server 2008 ou no Windows Server 2008 R2, no prompt de comando, digite o comando a seguir e pressione ENTER:

gpresult /scope computer /r >GPO.txt

Ambos os comandos imprimem um documento de texto que contém os objetos de Diretiva de Grupo (GPOs) que são aplicados ao servidor de origem.

Confirme que os resultados do comando correspondem ao arquivo de texto de GPOs que foi criado durante a etapa pré-migração.

07

Verifique se o Servidor DNS e a resolução de nomes DNS estão funcionando adequadamente no servidor de destino.

Em um prompt de comando, digite o seguinte comando e pressione ENTER:

dcdiag /test:dns

08

Verifique se o protocolo LDAP está funcionando adequadamente no servidor de destino. Além disso, se o controlador de domínio de origem tinha configurações de diretiva LDAP personalizadas, verifique se essas configurações foram migradas com êxito. Para obter informações sobre visualização da diretiva LDAP, consulte o artigo 315071 na Base de Dados de Conhecimento Microsoft (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=135481 - a página pode estar em inglês).

Usando Dsquery.exe, execute uma consulta LDAP simples para garantir que o LDAP esteja funcionando. Em um prompt de comando, digite o seguinte comando e pressione ENTER:

dsquery * domainroot -filter "objectcategory=container" -scope onelevel -s <destination server>

em que <destination server> é o endereço IP ou nome do servidor de destino. Uma lista de contêineres deverá ser retornada.

09

Verifique se há algum erro registrado nos arquivos de log do controlador de domínio de destino.

Examine os logs no Visualizador de Eventos — especificamente, os logs do Sistema, DNS, Segurança e Serviços de Diretório — para certificar-se de que nenhum erro ocorreu durante a migração.

Consulte também

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
Mostrar:
© 2014 Microsoft