Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Migração de servidor AD DS e DNS: Apêndice C - Migração de DNS autônomo

Atualizado: abril de 2009

Aplica-se a: Windows Server 2008 R2

Migração de DNS autônomo

Este apêndice apresenta orientação para a migração autônoma da função Servidor DNS (sistema de nomes de domínios) de um servidor com base em x86 ou x64 que executa o Windows Server 2003, Windows Server 2008 ou Windows Server 2008 R2 para o novo servidor Windows Server 2008 R2.

A migração autônoma do Servidor DNS é composta pelas seguintes etapas básicas:

  1. Considere todos os pré-requisitos de migração neste guia para a migração combinada do AD DS e do DNS. A maioria desses pré-requisitos também se aplica a apenas uma migração de DNS.

  2. Use a planilha de coleta de dados de migração para coletar dados de migração, conforme descrito em Migração de servidor AD DS e DNS: Apêndice A - Planilha de coleta dos dados de migração. Ignore qualquer etapa de coleta de dados que seja específica ao AD DS.

  3. Ignore qualquer etapa de preparação que seja obviamente específica ao AD DS.

  4. Siga as etapas para migração autônoma do DNS no procedimento a seguir.

  5. Use a planilha de verificação em Migração de servidor AD DS e DNS: Apêndice B - Planilha de verificação de migração. Ignore qualquer etapa que seja específica ao AD DS.

Para migrar o Servidor DNS

  1. Quando você migra os servidores DNS autônomos, é importante migrar os servidores primário e secundário na seguinte ordem:

    1. Identifique o servidor que hospeda a cópia principal da zona (chamado, neste documento, de “servidor primário”) e todos os servidores que hospedam cópias secundárias da zona (chamados de "servidores secundários").

    2. Migre todos os servidores secundários.

    3. Migre o servidor primário.

  2. Começando com os servidores secundários e depois os servidores primários, capture as configurações do DNS no servidor de origem, com base nas informações na planilha:

    1. Prepare um local de armazenamento de arquivos neutro, acessível pela rede, para assistir a migração. Esse local deve ser acessível do servidor de origem, como um espaço para estada temporária dos arquivos do servidor de origem exportados, e do servidor de destino, como um local para recuperação e importação desses arquivos. Selecione um local acessível que tenha capacidade para conter todas as informações relacionadas ao servidor AD DS e DNS exportadas do servidor de origem. Por exemplo, o local de armazenamento pode ser similar ao que segue: \\servidor_de_arquivos\usuarios\nome_de_usuário\. Esse local pode ser uma pasta no próprio servidor de destino ou estar localizado em outro computador na rede.

    2. Interrompa o serviço do Servidor DNS no servidor de origem executando o seguinte comando:

      net stop "DNS Server"
      
    3. Execute o comando reg para exportar as seguintes chaves do Registro:

      • HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Services\DNS\Parameters

        
        reg export HKEY_LOCAL_MACHINE\System\CurrentControlSet\Services\DNS\Parameters %Windir%\System32\DNS\Dns-Service.REG 
        
        
      • HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\DNS Server

        reg export "HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\DNS Server" %Windir%\System32\DNS\Dns-Software.REG
        
        
    4. No servidor de origem, copie todos os arquivos e subpastas em %windir%\System32\DNS (exceto a pasta Samples) para um local de rede ou uma chave USB na pasta DNS_migrate_system32DNS. Este é um exemplo do comando de cópia:

      xcopy %windir%\system32\dns\ <DNS_migrate_system32DNS> /s
      
      noteObservação
      A pasta Samples não deve ser copiada porque seu conteúdo não é obrigatório. Se você tentar copiá-la, os erros resultantes poderão ser seguramente ignorados.

    5. Se necessário, copie todos os arquivos em cada diretório do banco de dados personalizado através da leitura do Registro no seguinte caminho:

      HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Services\DNS\Parameters\DatabaseDirectory
      
    6. Inicie o serviço do Servidor DNS usando o seguinte comando:

      net start "DNS Server"
      

    Como, neste momento, os servidores de origem e de destino têm endereços IP diferentes, o servidor de origem ainda pode continuar a atender aos clientes e a outros servidores DNS.

  3. Nesse momento, no servidor de destino, importe as configurações do DNS do servidor DNS de origem:

    1. Pare o serviço do Servidor DNS no servidor de destino usando o seguinte comando:

      net stop "DNS Server"
      
    2. Copie os arquivos Dns-Service.REG e Dns-Software.REG para o servidor de destino e execute-os.

    3. Copie todos os arquivos que estão em DNS_migrate_system32DNS para %windir%\System32\DNS.

    4. Inicie o serviço do Servidor DNS usando o seguinte comando:

      net start "DNS Server"
      
  4. Execute esta etapa apenas se o servidor que está sendo migrado for um servidor secundário. No servidor primário, identifique as configurações de transferência da zona:

    1. Se o servidor primário estiver configurado como “Permitir transferências de zona para qualquer servidor”, continue na etapa 5.

    2. Se o servidor primário estiver configurado como "Permitir transferências de zona apenas para os servidores listados" na guia Servidor de Nomes

      Crie um novo registro do recurso NS (Servidor de Nomes) para o servidor de destino usando o comando a seguir:

      1. dnscmd /recordadd <FQDN of the zone> @ NS <FQDN of the destination server>
        
      2. dnscmd /recordadd <FQDN of the zone> <FQDN of the server>. A <Temp IP address of destination server>
        
    3. Se o servidor primário estiver configurado como "Permitir transferências de zona apenas para os seguintes servidores":

      1. Adicione o endereço IP do servidor secundário de destino à lista.

      2. No servidor de destino, abra um prompt de comando e, para iniciar uma transferência de zona do primário para o secundário (o destino), digite o seguinte comando:

        dnscmd /zonerefresh <zone name>
        
      3. Verifique se a transferência de zona foi concluída com êxito examinando os registros do recurso na zona, no servidor de destino, e verificando se eles correspondem aos presentes no primário.

  5. Neste ponto do processo de migração, migre o endereço IP do servidor de origem para o de destino:

    • Altere o servidor de origem para outro endereço IP estático.

    • Altere o endereço IP do servidor de destino para o endereço IP original usado pelo servidor de origem.

    Você pode executar a migração manualmente ou seguir as etapas em Migração da Configuração de IP (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=128513) para executar a migração de endereço IP.

    CautionCuidado
    Se o seu servidor de origem estiver executando várias funções, a alteração do nome ou do endereço IP do servidor de origem poderão acarretar falha em outras funções que estão sendo executadas no servidor.

  6. Neste ponto do processo de migração, o servidor de origem precisará ser renomeado e sua identidade anterior migrada para o servidor de destino. Conclua estas etapas para migrar o nome do servidor de origem:

    1. Atribua outro nome ao servidor de origem com comando:

      netdom renamecomputer %computername% /NewName:<new computer name>
      
    2. Reinicie o servidor de origem para concluir a alteração do nome.

    3. Altere o nome do servidor de destino para o nome original do servidor de origem, executando o comando mostrado na etapa a no servidor de destino.

    4. Reinicie o servidor de destino para concluir a alteração do nome.

  7. Execute esta etapa apenas se estiver migrando um servidor secundário. No servidor primário, reveja as configurações de transferência da zona.

    1. Se o servidor primário estiver configurado como “Permitir transferências de zona para qualquer servidor”, continue na etapa 8.

    2. Se o servidor primário estiver configurado como "Permitir transferências de zona apenas para os servidores listados" na guia Servidor de Nomes

      Exclua o registro de recursos do NS (servidor de nome) e do host (A) criado na etapa 4(b) executando o seguinte comando:

      1. dnscmd /recorddelete <FQDN of the zone> @ NS <FQDN of the destination server>
        
      2. dnscmd /recorddelete <FQDN of the zone> <FQDN of the server>. A <Temp IP address of destination server>
        
        noteObservação
        Os parâmetros nesses comandos são idênticos aos digitados na etapa 4(b).

    3. Se o servidor primário estiver configurado como "Permitir transferências de zona apenas para os seguintes servidores":

      1. Exclua o endereço IP do servidor secundário de destino na lista.

        noteObservação
        Esse é o endereço IP que foi adicionado na etapa 4.c.i e que pertencia originalmente ao servidor destino, mas pertence ao servidor de origem depois da migração do IP.

      2. No servidor de destino, abra um prompt de comando e, para iniciar uma transferência de zona do primário para o secundário (o destino), digite o seguinte comando e pressione ENTER:

        dnscmd /zonerefresh <zone name>
        
      3. Verifique se a transferência de zona foi concluída com êxito examinando os registros do recurso na zona, no servidor de destino, e verificando se eles correspondem aos presentes no primário.

  8. Neste ponto do processo de migração, execute as etapas de verificação no servidor de destino para garantir que ele está atuando como o novo Servidor DNS. Verifique a migração da configuração usando a planilha de verificação em Migração de servidor AD DS e DNS: Apêndice B - Planilha de verificação de migração.

A migração está concluída. O servidor de destino deve estar provendo todos os serviços para a rede outrora fornecidos pelo servidor de origem. Nesse momento, o servidor de destino está em execução como um servidor DNS.

Consulte também

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
Mostrar:
© 2014 Microsoft