Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Guia de migração do BranchCache

Atualizado: abril de 2009

Aplica-se a: Windows Server 2008 R2

Visão geral da migração do BranchCache

O BranchCache é um recurso do Windows Server® 2008 R2 e do cliente Windows® 7 que torna possível aos clientes em uma filial recuperar com segurança os arquivos armazenados localmente em cache, em vez de ter que recuperá-los a partir de um servidor da matriz. Como, normalmente, as filiais estão conectadas por links de WAN (rede de longa distância) lentos, isso reduz a utilização do link de WAN e aumenta a capacidade de resposta do aplicativo do ponto de vista dos clientes.

Este guia descreve como migrar um servidor que utilize os recursos BranchCache para outra máquina executando o Windows Server 2008 R2. A migração envolve mover os dados atuais do cache e as configurações do registro do BranchCache de um servidor de origem para um de destino.

O BranchCache pode operar de dois modos.

  • No modo Cache Hospedado, um servidor BranchCache™ dedicado na ramificação executando o Windows Server 2008 R2 hospeda os arquivos armazenados em cache. Os clientes mantêm seu próprio cache local dos arquivos baixados dos servidores da matriz ou da filial. No entanto, em virtude do servidor BranchCache dedicado na filial, esse modo reduz a utilização da WAN .

  • No modo Cache Distribuído, não é necessário um servidor de ramificação, visto que as cópias dos arquivos são armazenadas em cache diretamente nos computadores na ramificação e tornam-se detectáveis a outros clientes Windows 7, de acordo com a necessidade. Nesse cenário, o servidor BranchCache™ na matriz recebe um solicitação de arquivo do cliente e, caso o arquivo tenha sido solicitado anteriormente no site remoto, este retorna um conjunto de direções de hash para o local do arquivo na rede remota, normalmente o computador de outro usuário. Os arquivos tornam-se, então, detectáveis nesse local. Quando as versões dos arquivos são diferentes, os arquivos recebem diferentes hashes para impedir o download de um arquivo desatualizado dentro da ramificação. Se o arquivo nunca foi solicitado antes ou se o usuário que o solicitou anteriormente era externo (de fora do site), o atendimento da solicitação ocorrerá geralmente pela WAN.

O BranchCache disponibiliza arquivos apenas a usuários com permissões apropriadas; são feitas verificações para garantir que a versão mais recente do arquivo seja entregue.

Sobre este guia

Este guia descreve como migrar um servidor que utiliza os recursos BranchCache para outro computador executando o Windows Server 2008 R2.

A documentação e as ferramentas de migração facilitam a migração das configurações das funções do servidor, de um servidor existente para um de destino executando o Windows Server 2008 R2. Com o uso das ferramentas descritas neste guia, é possível simplificar o processo de migração, reduzir o tempo de migração, aumentar a exatidão do processo de migração e facilitar a eliminação de possíveis conflitos que possam ocorrer durante o processo de migração. Para obter mais informações sobre como instalar e usar as ferramentas de migração nos servidores de origem e de destino, consulte o Guia de Instalação, Acesso e Remoção das Ferramentas de Migração do Windows Server (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=134763) (em inglês).

Público-alvo

Este documento destina-se a administradores e profissionais de TI, e a outros trabalhadores do conhecimento responsáveis pela operação e implantação de servidores de arquivos e da Web ou de servidores de Cache Hospedado dedicado em um ambiente gerenciado. Algum conhecimento sobre scripts pode ser pré-requisito para executar algumas etapas de migração contidas neste guia.

O que este guia não contém

Este guia não descreve a arquitetura ou a funcionalidade detalhada do BranchCache em si. Não há suporte neste guia para os seguintes cenários.

  • Qualquer processo para uma atualização in-loco, em que o novo sistema operacional seja instalado no hardware do servidor existente usando a opção Upgrade durante a configuração.

  • Cenários de clustering.

Cenários de migração com suporte

Este guia apresenta instruções sobre como migrar um servidor de arquivos habilitado para BranchCache ou um servidor BranchCache em execução no modo Cache Hospedado no Windows Server 2008 R2.

Sistemas operacionais com suporte

As plataformas com suporte para essa migração estão listadas na tabela a seguir.

 

Processador do servidor de origem Sistema operacional do servidor de origem Sistema operacional do servidor de destino Processador do servidor de destino

baseado em x64

Windows Server 2008 R2

Windows Server 2008 R2 e Server Core

baseado em x64

baseado em x64

Windows Server 2008 R2 Server Core

Windows Server 2008 R2 e Server Core

baseado em x64

Há suporte para migrações entre sistemas operacionais físicos e virtuais.

As edições Foundation, Standard, Enterprise e Datacenter do Windows Server têm suporte para servidores de origem e de destino.

noteObservação
A funcionalidade cache hospedado não está disponível nos servidores Standard.

Não há suporte para migrar um servidor de origem para um de destino que execute um sistema operacional cuja interface do usuário esteja em outro idioma que não seja o mesmo do servidor de origem. O idioma da interface do usuário do sistema é o mesmo do pacote de instalação localizado usado para configurar o sistema operacional Windows. Por exemplo, não é possível usar as ferramentas de migração do Windows Server para migrar funções, configurações do sistema operacional, dados ou compartilhamentos de um computador que execute o Windows Server 2008 cujo idioma da interface do usuário do sistema seja o francês para um computador que esteja executando o Windows Server 2008 R2 cuja interface do usuário do sistema esteja em alemão.

Visão geral da migração do BranchCache

A migração do BranchCache se divide em três seções principais:

Visão geral do processo de migração do recurso BranchCache

O BranchCache é um recurso do Windows Server 2008 R2 e do cliente Windows 7 que torna possível aos clientes em uma filial recuperar com segurança os arquivos localmente, quando disponível, em vez de ter que recuperá-los a partir do servidor. Não há nenhuma função dependente que tenha de ser migrada.

A migração do recurso e servidor dedicado BranchCache leva de duas a três horas, incluindo o teste.

Diagrama do processo de migração do recurso BranchCache

A ilustração a seguir mostra que o processo de pré-migração envolve a coleta manual de dados, seguida pelos procedimentos de execução nos servidores de destino e de origem. O processo de migração inclui os procedimentos dos servidores de origem e de destino que usam os cmdlets Export e Import para coletar, armazenar e migrar automaticamente as configurações da função do servidor. Os procedimentos pós-migração incluem funções como verificar se o servidor de destino substituiu com êxito o servidor de origem, retirando ou realocando o servidor de origem. Se o procedimento de verificação indicar falha na migração, a solução de problemas será iniciada. Se a solução de problemas falhar, serão fornecidas instruções de reversão para que a rede volte a utilizar o servidor de origem original.

Processo de migração de funções do servidor

Impacto da migração

As seções a seguir descrevem o impacto da migração.

Impacto da migração no servidor de origem

O serviço BranchCache deve ser parado no servidor de origem para executar a migração. No entanto, os recursos relacionados ao BranchCache estarão indisponíveis no servidor de origem até a conclusão da migração.

Impacto da migração em outros computadores na empresa

Embora essa migração não tenha nenhum efeito nos outros servidores na empresa durante e depois da migração, os clientes observarão uma redução no desempenho ao baixarem arquivos durante o processo de migração e não perceberão os benefícios do recurso BranchCache até que o serviço seja reiniciado no servidor de destino, depois da conclusão da migração.

Quando a migração estiver concluída, se o nome do servidor e o endereço IP não tiverem sido migrados do servidor de origem para o de destino, será necessário apontar os clientes para usar o novo cache hospedado conforme descrito no tópico Migração do BranchCache: Tarefas pós-migração, seção "Reiniciar e reconfigurar o serviço".

Permissões necessárias para executar a migração

As seguintes permissões são necessárias nos servidores BranchCache de origem e de destino:

  • Direitos administrativos locais para instalar ou gerenciar o recurso BranchCache.

  • Permissões de gravação para o local de armazenamento da migração, como mencionado no tópico Migração do BranchCache: Preparando-se para migrar, seção “Planejamento da migração”.

Duração estimada

Segue a duração estimada da migração:

  • Preparação – alguns minutos.

  • Migração – em um servidor configurado como cache hospedado, pode levar de vários minutos a várias horas, dependendo do tamanho do cache de dados a ser migrado. Por padrão, o tamanho do cache hospedado é 5% do tamanho da unidade de disco rígido. Os administradores são encorajados a aumentar esse valor padrão para um percentual maior durante a implementação inicial do BranchCache. Para um servidor da Web com o BranchCache habilitado, isso deve levar vários minutos.

  • Verificando a migração – alguns minutos.

  • Pós-migração – alguns minutos.

Consulte também

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
Mostrar:
© 2014 Microsoft