Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

O que há de novo na USMT 4.0

Atualizado: março de 2009

Aplica-se a: Windows 7, Windows Vista

Este tópico descreve os novos recursos e as alterações nas opções de linha de comando na Ferramenta de Migração de Perfil do Usuário (USMT) 4.0 do Microsoft® Windows®.

Neste tópico

Alterações gerais na USMT 3.0

  • Armazenamento de migração de link físico

    O novo armazenamento de migração de link físico foi criado para uso apenas em cenários de atualização do computador. Os armazenamentos de migração de link físico são armazenados localmente no computador que está sendo atualizado e podem migrar contas do usuário, arquivos e configurações em menos tempo usando megabytes do espaço em disco, em vez de gigabytes.

  • Estimativa de espaço aprimorada

    Agora, o comando ScanState estima mais precisamente o tamanho do armazenamento de migração, bem como o espaço em disco temporário adicional necessário para criar o armazenamento de migração. Isso resulta em uma redução de falhas de migração devido ao pouco espaço em disco. Agora, o comando ScanState também estima o tamanho do armazenamento de migração compactado.

  • Capacidade de reunir dados de um sistema operacional Windows® offline usando o comando ScanState

    Você pode reunir dados de um sistema operacional Windows® offline usando o comando ScanState no Microsoft® Windows PE. Além disso, agora a USMT oferece suporte a migrações de instalações anteriores do Windows® contidas em diretórios Windows.old. O diretório offline pode ser um diretório do Windows quando você executa o comando ScanState no Windows PE ou um diretório Windows.old quando você executa o comando ScanState no Windows.

  • O acesso ao controlador de domínio não é mais exigido pelo ScanState e pelo LoadState. Agora, é possível completar uma migração ponta a ponta de contas do usuário de domínio sem ter acesso ao controlador de domínio.  O computador de destino deve estar associado a um domínio antes que quaisquer contas de domínio aplicadas recentemente possam ser usadas.

  • Integração com o Microsoft System Center Configuration Manager (SCCM) e o Microsoft Deployment Toolkit (MDT)

    Você pode reduzir o tempo do usuário final e da implantação. Você pode usar a USMT 4.0 para reter identidades digitais dos usuários finais, bem como configurações de aplicativo e do sistema operacional, com o SCCM e/ou o MDT.

  • Erros de arquivo configurável

    Você pode usar a nova seção <ErrorControl> no arquivo Config.xml para configurar quais erros de leitura/gravação do Registro ou arquivo podem ser ignorados com segurança pela opção de linha de comando /c e quais podem fazer a migração falhar. Além disso, agora a opção de linha de comando /genconfig gera um exemplo de seção <ErrorControl> habilitado ao especificar mensagens de erro e comportamentos desejados no arquivo Config.xml.

  • Novas funções auxiliares

    O comando ScanState tem duas novas funções auxiliares que habilitam novos cenários de migração. A função MigXmlHelper.FileProperties pode ser usada para controlar quais arquivos migrar, com base nas propriedades especificadas, por exemplo, data criada, data modificada, data acessada e tamanho do arquivo. A função MigXmlHelper.GenerateDocPatterns pode ser usada para encontrar automaticamente documentos do usuário em um computador sem criar extensos arquivos .xml de migração personalizados.

  • Suporte à cópia de sombra de volume

    Com a opção de linha de comando /vsc, agora o comando ScanState pode usar o serviço de cópia de sombra de volume para capturar arquivos que são bloqueados para edição por outros aplicativos.

  • Migração de grupo local

    Você pode usar a nova seção <ProfileControl> no arquivo Config.xml para configurar a associação de grupo local de usuários durante a migração. Isso habilita cenários como mudar usuários de membros do grupo de administradores local para membros do grupo de usuários local durante a migração.

  • Listar arquivos que estão sendo migrados

    Você pode usar a opção de linha de comando /listfiles para o comando ScanState gerar uma lista de arquivo de texto de todos os arquivos incluídos na migração.

  • Usmtutils.exe

    Esse novo arquivo executável complementa a funcionalidade em Scanstate.exe e Loadstate.exe.

  • Novas opções de criptografia AES

    A USMT 4.0 oferece suporte a algoritmos de criptografia mais seguros, chamados Padrão de Criptografia Avançada (AES), em várias opções de tamanho de chave, com base no suporte no sistema operacional do computador de origem.

Alterações no comando ScanState

A USMT 4.0 contém novas opções de linha de comando ScanState. Além disso, algumas opções de linha de comando mudaram.

Novas opções de linha de comando

A tabela a seguir lista as novas opções de linha de comando para o comando ScanState.

 

Opção Explicação

/listfiles: "path to a file"

Gera um arquivo de texto que lista todos os arquivos incluídos na migração.

/p: "path to a file"

Quando um local de arquivo opcional é especificado, a opção /p indica se os novos algoritmos de estimativa de espaço são usados. Se você não especificar o local de arquivo opcional, a funcionalidade da opção /p será a mesma que na USMT 3.0. Isso inclui uma estimativa do espaço em disco necessário para criar e construir o armazenamento de migração, bem como o espaço necessário para hospedar o conteúdo do armazenamento de migração. Essas estimativas são fornecidas em um arquivo .xml no local especificado na linha de comando.

Se a opção /nocompress também for especificada, a estimativa será para um armazenamento de migração descompactado. Se a opção /nocompress não for especificada, a estimativa será para um armazenamento de migração compactado.

/hardlink

Permite a criação de um armazenamento de migração de link físico no local especificado. A opção /nocompress deve ser especificada com a opção /hardlink. Além disso, o elemento <HardLinkStoreControl> pode ser usado no arquivo Config.xml para alterar como o comando ScanState cria links físicos para arquivos que são bloqueados por outro aplicativo.

/vsc

Essa opção permite que o serviço de cópia de sombra de volume migre arquivos que estão bloqueados ou que estão em uso por outro aplicativo.

Essa opção pode ser usada apenas com o arquivo executável do ScanState e não pode ser combinada com a opção /hardlink.

/auto: "path to script files"

Essa opção permite que você especifique o local padrão dos arquivos .xml e depois inicialize a migração. Se nenhum caminho for especificado, a USMT fará referência ao diretório onde os binários da USMT estão localizados. A opção /auto inclui as seguintes opções /i:MigDocs.xml /i:MigApp.xml /v:13.

/offline: "path to an offline.xml file"

Essa opção é usada para definir um caminho para um arquivo .xml offline que especifica as opções de migração offline, por exemplo, um diretório offline do Windows do qual capturar o estado de usuário, bem como remapeamento em letras de unidade e pontos de montagem.

/genmigxml: "path to a file"

Essa opção especifica que o comando ScanState deve usar o localizador de documentos para criar e exportar um arquivo .xml que define como migrar todos os arquivos encontrados no computador onde o comando ScanState é executado. O localizador de documentos, ou a função auxiliar MigXmlHelper.GenerateDocPatterns, pode ser usado para encontrar automaticamente documentos do usuário em um computador sem criar extensos arquivos .xml de migração personalizados.

/offlinewindir: "path to a windows directory"

Essa opção especifica o diretório offline do Windows do qual o comando ScanState reúne o estado de usuário. O diretório offline pode ser o Windows.old quando você executa o comando ScanState no Windows ou um diretório do Windows quando executa o comando ScanState no Windows PE. Essa opção é incompatível com a opção /offline.

/offlinewinold <Windows.old directory>

Essa opção de linha de comando habilita o modo de migração offline e inicia a migração no local especificado. Só deve ser usada em cenários de migração do Windows.old, nos quais a migração está acontecendo de um diretório Windows.old.

/efs:hardlink

Cria um link físico para o arquivo de EFS em vez de copiá-lo. Use apenas com as opções /hardlink e /nocompress.

Opções de linha de comando alteradas

As opções de linha de comando ScanState a seguir foram alteradas na USMT 4.0.

 

Opção na USMT 3.0 Explicação para alteração na USMT 4.0

/p

A opção /p estima o espaço necessário para conter o armazenamento de migração compactado e descompactado. Quando um local de arquivo opcional é especificado, a opção de linha de comando /p:"caminho para um arquivo" usa os novos algoritmos de estimativa de espaço.

/encrypt: "encryption strength"

Você pode especificar um parâmetro para definir o nível de criptografia para o armazenamento de migração.

/genconfig

Agora, a opção /genconfig gera exemplo de seções <ErrorControl> e <ProfileControl> no arquivo Config.xml que habilitam o novo comportamento de migração de grupo e de controle de erro.

/o

Agora, a opção /o é necessária para substituir o armazenamento de migração e o arquivo Config.xml.

Alterações no comando LoadState

A USMT 4.0 contém novas opções de linha de comando LoadState. Além disso, algumas opções de linha de comando mudaram.

Novas opções de linha de comando

A tabela a seguir lista as novas opções de linha de comando LoadState.

 

Opção Explicação

/hardlink

Permite restaurar os dados de estado de usuário de um armazenamento de migração de link físico. A opção /nocompress deve ser especificada com a opção /hardlink.

/auto: "path to script files"

Essa opção permite que você especifique o local padrão dos arquivos .xml e depois inicialize a migração. Se nenhum caminho for especificado, a USMT fará referência ao diretório onde os binários da USMT estão localizados. A opção /auto inclui as opções /i:MigDocs.xml /i:MigApp.xml /v:13 a seguir.

Opções de linha de comando alteradas

As opções de linha de comando LoadState a seguir foram alteradas na USMT 4.0.

 

Opção na USMT 3.0 Explicação para alteração na USMT 4.0

/decrypt: "encryption strength"

Agora, a opção /decrypt aceita um parâmetro de linha de comando para definir o nível de criptografia especificado para a criptografia do armazenamento de migração.

/targetxp

A opção de linha de comando /targetxp não é mais válida na USMT 4.0 porque o Windows XP não tem suporte em um computador de destino.

MigSys.xml

O arquivo MigSys.xml não é mais válido. Esse arquivo foi usado apenas em migrações do Windows XP, onde o Windows XP era o sistema operacional no computador de destino.

/q

A opção /q não tem mais suporte, porque os comandos ScanState e LoadState requerem privilégios do administrador para serem executados.

Usmtutils.exe

A tabela a seguir lista todas as novas opções de linha de comando Usmtutils.exe na USMT 4.0.

 

Nova opção na USMT 4.0 Descrição

/ec

Essa opção retorna uma lista de algoritmos criptográficos (AlgIDs) com suporte no sistema atual.

/rd <storeDir>

Remove o caminho do diretório especificado pelo argumento <storeDir> em todas as unidades fixas. Esse comando é útil para excluir armazenamentos de link físico que não podem ser excluídos devido a um bloqueio de compartilhamento. Por exemplo: usmtutils /rd D:\MyHardLinkStore

Consulte também

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

Mostrar:
© 2014 Microsoft