Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo
6 de 7 pessoas classificaram isso como útil - Avalie este tópico

Alterações diversas no Windows 7

Atualizado: agosto de 2009

Aplica-se a: Windows 7

As seções a seguir neste documento discutem outros recursos novos e modificados no Windows 7:

Serviço de Transferência Inteligente de Plano de Fundo

O Serviço de Transferência Inteligente de Plano de Fundo (BITS) 4.0 aproveita a infraestrutura do BranchCache para fornecer funcionalidade de transferência de arquivos ponto a ponto. Ele não interopera com a solução de cache ponto a ponto do BITS 3.0 que estava incluída no Windows Vista e no Windows Server® 2008.

noteObservação
Como resultado dessa alteração, qualquer aplicativo ou serviço corporativo (como os Serviços de Atualização do Windows Server) que use o cache ponto a ponto do BITS 3.0 deve baixar os arquivos diretamente do servidor de origem em vez de recuperá-los de um computador ponto a ponto. Para evitar ou corrigir esse problema, use um computador Windows Server 2008 R2 que tenha BranchCache instalado.

AppLocker

O AppLocker é a última geração do recurso Diretivas de Restrição de Software, que fornece controle de acesso para aplicativos. Para obter mais informações, consulte O que é o AppLocker?.

Os aprimoramentos do AppLocker incluem:

  • Cmdlets do PowerShell para AppLocker. Esses cmdlets são usados junto com a interface de usuário do AppLocker como blocos de construção para ajudar a criar, testar, manter e solucionar problemas de diretiva do AppLocker. Para obter mais informações, consulte Cmdlets do PowerShell para AppLocker.

  • Modo de aplicação Auditar somente. Essa configuração ajuda a determinar quais aplicativos são usados em uma organização e a testar as regras criadas antes de implantá-las. Quando a diretiva do AppLocker para uma coleção de regra é definida como Auditar somente, as regras para a coleção de regras não são aplicadas. As regras podem ser importadas para o AppLocker e testadas antes de serem implantadas usando o modo de aplicação Auditar somente. Para obter mais informações, consulte o "Cenário 2: usando a auditoria para rastrear que aplicativos são usados" no AppLocker Step-by-Step Guide.

Windows PowerShell 2.0.

O Windows PowerShell 2.0 é compatível com o Windows PowerShell 1.0; entretanto, os scripts e os aplicativos existentes precisam ser atualizados para acomodar as seguintes alterações:

  • O valor da entrada do Registro do PowerShellVersion em HKLM\SOFTWARE\Microsoft\PowerShell\1\PowerShellEngine foi alterado para 2.0.

  • Novos cmdlets e variáveis foram adicionados e eles podem entrar em conflito com variáveis e funções nos perfis e nos scripts.

  • O operador -ieq executa uma comparação de caracteres que não diferenciam maiúsculas de minúsculas.

  • O cmdlet Get-Command obtém as funções por padrão, além dos cmdlets.

  • Os comandos nativos que geram uma interface de usuário não podem ser salvos no Out-Host cmdlet.

  • As novas palavras-chave de linguagem Begin, Process, End e Dynamic Param podem entrar em conflito com palavras semelhantes que são usadas em scripts e funções. Erros de análise poderão ocorrer se essas palavras forem interpretadas como palavras-chave de linguagem.

  • A resolução do nome do cmdlet foi alterada. O Windows PowerShell 1.0 gerou um erro de tempo de execução quando os snap-ins do Windows PowerShell exportaram cmdlets com o mesmo nome. No Windows PowerShell 2.0, o último cmdlet adicionado à sessão é executado quando você digite o nome do comando. Para executar um comando que não é executado por padrão, qualifique o nome do cmdlet com o nome do snap-in ou do módulo do que ele se origina.

  • Um nome de função seguido por -? obtém o tópico de Ajuda para a função, se um tópico estiver incluído na função.

  • A resolução do parâmetro para métodos do Microsoft .NET Framework foi alterada. No Windows PowerShell 1.0, se você chamar um método .NET sobrecarregado com mais de uma sintaxe adequada, nenhum erro será reportado. No Windows PowerShell 2.0, um erro de ambiguidade é reportado. Além disso, no Windows PowerShell 2.0, o algoritmo para escolher o método adequado foi revisado significativamente para reduzir o número de ambiguidades.

  • Se você usar Import-Module para carregar comandos que usam verbos não aprovados ou caracteres restritos no nome do comando, receberá um aviso. Use o comando Get-Verb para ver uma lista de verbos aprovados. Não use nenhum dos seguintes caracteres nos nomes de comandos:

    [ # , ( ) { } [ ] & - / \ $ ^ ; : " ' < > | ? @ ` * ~ % + =

  • Se você estiver enumerando uma coleção no pipeline e tentar modificá-la, o Windows PowerShell 2.0 emitirá uma exceção. Por exemplo, os comandos a seguir funcionam no Windows PowerShell 1.0, mas falharão depois da primeira iteração do pipeline no Windows PowerShell 2.0:

    $h = @{Name="Hello"; Value="Test"}
    $h.keys | foreach-object {$h.remove($_)}
    
    Para evitar esse erro, crie uma subexpressão para o enumerador usando os caracteres $() como se segue:

    $($h.keys) | foreach-object {$h.remove($_)}
    

Para obter mais informações, consulte Novidades no Windows PowerShell (a página pode estar em inglês) no Windows Client TechCenter.

Diretiva de Grupo

No Windows 7, a Diretiva de Grupo foi aprimorada das seguintes formas:

  • Novos cmdlets do Windows PowerShell. Esse recurso se aplica ao Windows 7 Enterprise, ao Windows 7 Professional e ao Windows 7 Ultimate. Antes do Windows 7, o gerenciamento e a automação da Diretiva de Grupo era feita pelo Console de Gerenciamento de Diretiva de Grupo (GPMC) ou com scripts criadas nas interfaces COM do GPMC. O Windows 7 apresenta um conjunto de 25 novos cmdlets, que permitem aos administradores de TI gerenciar e automatizar a Diretiva de Grupo por meio do Windows PowerShell. Com esses cmdlets, um administrador de TI pode fazer backup, restaurar, reportar e configurar (por meio das configurações de registro) objetos Diretiva de Grupo. Essa funcionalidade é adicionada quando o GPMC é instalado.

  • Suporte ADMX para Reg_QWORD & Reg_MultiSZ. Antes do Windows 7, uma chave do Registro que era do tipo QWORD ou MultiSZ não podia ser configurada por meio dos Modelos Administradores de Diretiva de Grupo (ADMX). O esquema ADMX foi atualizado para fornecer suporte aos tipos de Registro QWORD e MultiSZ.

  • Aprimoramentos para o editor ADMX. Esse recurso se aplica ao Windows 7 Enterprise, ao Windows 7 Professional e ao Windows 7 Ultimate. Antes do Windows 7, o editor ADMX era exibido como uma caixa de diálogo não redimensionável, com guias. O texto de UI era normalmente cortado e o conteúdo da Ajuda era difícil de encontrar. O novo editor ADMX é exibido em uma janela redimensionável que impede o corte de texto. As informações sobre configurações, incluindo Ajuda e comentários, estão mais fáceis de encontrar.

  • Aprimoramentos para Preferências de Diretiva de Grupo: Esse recurso se aplica ao Windows 7 Enterprise, ao Windows 7 Professional e ao Windows 7 Ultimate. Novos recursos foram adicionados às Preferência da Diretiva de Grupo para permitir a configura do Internet Explorer 8. Existe também uma nova funcionalidade disponível emTarefas Agendadas e Planos de Energia para o Windows 7. Os profissionais de TI podem usar Preferências de Diretiva de Grupo para configurar centralmente o Internet Explorer 8, Tarefas Agendadas e Planos de Energia. Essa funcionalidade é adicionada quando o GPMC é instalado. Além disso, as extensões do lado do cliente de Preferência de Diretiva de Grupo estão incluídas no Windows 7, para que os administradores de TI não precisem implantar as extensões por meio do Windows Update ou do Centro de Download.

    Para obter mais informações, consulte Novidades na Diretiva de Grupo do Windows 7.

Windows Update Standalone Installer

O Windows Update Standalone Installer (Wusa.exe) fornece os seguintes aprimoramentos no Windows 7:

  • Suporte para desinstalação. Antes do Windows 7, o wusa.exe incluía apenas suporte para instalação. No Windows 7, o wusa.exe inclui suporte para desinstalação para que os administradores possam desinstalar atualizações a partir da linha de comando. Os usuários podem desinstalar uma atualização fornecendo o caminho para o arquivo .msu ou fornecendo o número do pacote (na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft) da atualização a ser desinstalada.

    Use o seguinte comando para desinstalar uma atualização especificando o caminho completo para a atualização:

    wusa.exe /uninstall <Path>
    
    Use o seguinte comando para desinstalar uma atualização especificando o número do pacote de atualização da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:

    wusa.exe /uninstall /kb:<KB Number>
    
  • Parâmetros adicionais da linha de comando. Novos parâmetros estão disponíveis no Windows 7 para habilitar o registro em log, extrair conteúdo de um arquivo .msu e controlar o comportamento de reinicialização quando uma atualização é instalada no modo silencioso.

     

    Parâmetro de linha de comando Windows Vista Windows 7

    /log

    Não disponível. O registro em log pode ser habilitado somente por meio de ferramentas de rastreamento.

    O novo parâmetro habilita o registro em log por meio da ferramenta Wusa.exe.

    /extract

    Não disponível. O conteúdo dos arquivos .msu podem ser extraídos usando somente a ferramenta expand.exe.

    O novo parâmetro permite que os arquivos .msu sejam extraídos por meio da ferramenta Wusa.exe.

    /quiet

    Fornece suporte apenas à opção /norestart.

    Estendido para fornecer suporte às opções /forcerestart, /warnrestart e /promptrestart.

  • Informações estendidas sobre o erro. A ferramenta Wusa.exe fornece informações estendidas em cenários de erro para melhor diagnóstico.

     

    Erro Código de erro no Windows Vista Código de erro no Windows 7

    A atualização já está instalada.

    1 (S_FALSE)

    0x240006 (WU_S_ALREADY_INSTALLED)

    A atualização não é aplicável.

    1 (S_FALSE)

    0x80240017 (WU_E_NOT_APPLICABLE)

    noteObservação
    Uma atualização foi lançada para fornecer códigos de erro para o Windows 7 em computadores que executam o Windows Vista. Para obter mais informações sobre a atualização, consulte o artigo 949545 na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=151807).

Pesquisa, Navegação e Organização do Windows

O Windows 7 apresenta muitos recursos e aprimoramentos para ajudar os profissionais de TI a implantar e manter a funcionalidade de pesquisa, navegação e organização da área de trabalho. Os principais aprimoramentos para Pesquisa, Navegação e Organização do Windows incluem:

  • Integração mais próxima com os fluxos de trabalho diários.

  • Aprimoramentos no desempenho e relevância da experiência de pesquisa.

  • Apresentação de agregação e de visualizações para melhorar a organização.

  • Apresentação de pesquisa federada para índices remotos.

Para obter mais informações, consulte Novidades nos recursos de Pesquisa, Busca e Organização do Windows.

Assistente do .NET Framework e Windows Presentation Foundation Plug-in para Firefox

O Assistente do .NET Framework e o Windows Presentation Foundation (WPF) Plug-in para Firefox não estão incluídos no Windows 7. Esses componentes foram fornecidos com o .NET Framework 3.5 Service Pack 1 e estão desatualizados.

Consequentemente, quando você tenta exibir um aplicativo no navegador XAML (XBAP) ou iniciar um aplicativo ClickOnce no Firefox, o navegador tenta baixar e salvar o arquivo em vez de iniciá-lo.

Se preciso, você pode baixar o Assistente do NET Framework nos seguintes locais:

O WPF Plug-in para Firefox será lançado em um modelo semelhante posteriormente.

O site do Microsoft Update (a página pode estar em inglês) (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=157925) fornecerá estratégias de implantação para esses componentes.

Codificador e Decodificador de Voz do Windows Media Audio

Os DirectX Media Objects (DMOs) para Codificador de Voz do Windows Media Audio (wmspdmoe.dll) e Decodificador de Voz do Windows Media Audio (wmspdmod.dll) foram atualizados no Windows 7. Agora eles geram um erro quando existe uma tentativa de usá-los fora do conjunto de taxas de amostragem com suporte, que são de 8 kHz, 16 kHz, 11,25 kHz e 22,5 kHz.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
Mostrar:
© 2014 Microsoft. Todos os direitos reservados.