Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Identificar os aplicativos que não executam corretamente no Windows 7

Atualizado: junho de 2010

Aplica-se a: Windows 7, Windows Server 2008 R2

O Standard User Analyzer ajuda a identificar aplicativos que não executam corretamente no Windows 7. O Standard User Analyzer faz parte do Kit de Ferramentas de Compatibilidade de Aplicativos 5.5.

Antes de começar, você deve atender aos seguintes pré-requisitos:

  • Estabeleça um ambiente de testes dedicado e isolado que deverá ser usado para desenvolver e testar a redução da compatibilidade do aplicativo. O ambiente de teste deve refletir o ambiente de produção o máximo possível. Você deve usar uma nova instalação do Windows 7 quando testar uma redução aplicada. Para obter mais informações sobre como configurar um ambiente de teste, consulte "Microsoft ACT: Fase 3 – Testando e reduzindo problemas". Este documento está incluído na pasta ACTQuickStartGuides.zip do Kit de Ferramentas de Compatibilidade de Aplicativos 5.5 da Microsoft (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkID=23302) (a página pode estar em inglês).

  • O Application Verifier é um pré-requisito para a instalação do Standard User Analyzer. Baixe e instale o Microsoft Application Verifier do Centro de Download da Microsoft (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=120411) (a página pode estar em inglês).

  • Depois de instalar o Application Verifier, baixe e instale o Kit de Ferramentas de Compatibilidade de Aplicativos 5.5 da Microsoft do Centro de Download da Microsoft (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=23302) (a página pode estar em inglês).

O procedimento a seguir demonstra como usar o Standard User Analyzer para identificar aplicativos administrativos que não executam corretamente no Windows 7.

Para identificar problemas de compatibilidade de aplicativo

  1. Faça logon em um computador executando o Windows 7 como usuário padrão.

  2. Clique em Iniciar, Todos os Programas, Kit de Ferramentas de Compatibilidade de Aplicativos 5.5 da Microsoft, Ferramentas Developer e Tester e Standard User Analyzer.

  3. Em Aplicativo de Destino, especifique o caminho completo do diretório de um aplicativo para teste ou clique em Procurar para localizar o arquivo executável.

  4. Clique em Iniciar e forneça credenciais de administrador na solicitação de credenciais do Controle de Conta de Usuário.

  5. Após a inicialização do aplicativo, execute todo o pacote de testes que você costuma usar para testar um aplicativo. Feche o aplicativo quando terminar.

  6. No Standard User Analyzer, examine a saída em cada guia. Use esses dados para identificar os problemas de compatibilidade que o aplicativo pode ter.

    1. Clique na guia Arquivo e examine as informações do arquivo, mais especificamente a coluna Trabalhar com Virtualização.

      Um valor de Sim nesta coluna indica que qualquer tentativa de gravar no arquivo é virtualizada com o Auxiliar de Compatibilidade de Programas do Windows 7. A virtualização pode corrigir o problema para alguns aplicativos até os desenvolvedores atualizarem o aplicativo.

    2. No menu Exibir, clique em Informações Detalhadas e examine as informações, inclusive a área de detalhes Rastreamento de Pilha. Os desenvolvedores podem examinar as informações de Rastreamento de Pilha para descobrir em que parte do código está o erro.

    3. Clique na guia Registro e verifique os problemas relacionados ao Registro.

    4. Clique na guia Privilégio e verifique os problemas relacionados a privilégios.

    5. Clique na guia Namespace e verifique os problemas relacionados a namespaces.

    6. Clique na guia Outros Objetos e verifique os problemas relacionados a objetos.

Também é possível executar testes do Application Verifier como administrador se o programa não executar sem o token de administrador. Por exemplo, se o aplicativo encontrar uma violação de acesso e sair durante a execução como usuário padrão, significa que você testou somente os caminhos de código até a violação de acesso. Se você executar o mesmo aplicativo como administrador, em alguns casos, poderá ultrapassar a violação de acesso e executar os caminhos de código restantes. Os logs ainda descrevem essas operações que normalmente falham quando executadas como usuário padrão.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
Mostrar:
© 2014 Microsoft