Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Novidades no Hyper-V

Publicado: fevereiro de 2012

Atualizado: junho de 2012

Aplica-se a: Windows Server 2012

[This topic is pre-release documentation and is subject to change in future releases. Blank topics are included as placeholders.]

TipTip
O Hyper-V foi aperfeiçoado no Windows Server 2012. Explore o Guia de Avaliação e baixe o Windows Server 2012 Trial.

Este tópico descreve a funcionalidade nova e alterada da função Hyper-V no Windows Server® 2012.

A função do Hyper-V permite criar e gerenciar um ambiente de computação virtualizado, usando a tecnologia de virtualização interna do Windows Server 2012. O Hyper-V virtualiza o hardware para proporcionar um ambiente no qual você pode executar vários sistemas operacionais ao mesmo tempo em um único computador físico, executando cada sistema operacional em sua própria máquina virtual. Para obter mais informações sobre o Hyper-V, consulte a Visão geral do Hyper-V.

A tabela a seguir lista a funcionalidade no Hyper-V que é nova para esta versão ou que foi alterada.

 

Recurso/funcionalidade Novo ou atualizado

Hyper-V Cliente

Novo

Memória Dinâmica

Atualizado

Módulo Hyper-V para o Windows PowerShell

Novo

Réplica do Hyper-V

Novo

Importação de máquinas virtuais

Atualizado

Migração ao vivo

Atualizado

Medição de recursos

Novo

Dimensionamento significativamente maior e melhor resiliência

Atualizado

Autorização simplificada

Novo

SR-IOV

Novo

Migração de armazenamento

Novo

Armazenamento nos compartilhamentos de arquivos do SMB 3.0

Novo

Fibre Channel Virtual

Novo

Formato de disco rígido virtual

Atualizado

Instantâneos de máquina virtual

Atualizado

NUMA Virtual

Novo

Comutador Virtual

Atualizado

A tecnologia Hyper-V está disponível em uma versão de sistema operacional de desktop do Windows.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

Esta alteração permite que você use o Hyper-V sem instalar um sistema operacional de servidor. Para obter mais informações, consulte o Hyper-V Cliente.

As melhorias de Memória Dinâmica incluem o suporte à configuração mínima de memória e à Paginação Inteligente, que é uma técnica de gerenciamento de memória para fornecer uma experiência de reinicialização confiável para máquinas virtuais configuradas com memória mínima inferior à memória de inicialização.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

Essas alterações podem ajudá-lo a melhorar a utilização do hardware, tornando-o mais prático executar mais máquinas virtuais em um único computador físico ao mesmo tempo. Os recursos de memória podem ser alocados para máquinas virtuais de modo mais eficiente, porque você pode configurar uma máquina virtual com memória mínima inferior à memória de inicialização sem ter que planejar para ter memória suficiente disponível para reiniciar a máquina virtual.

O que passou a funcionar de maneira diferente?

Agora você pode configurar uma máquina virtual com o mínimo de memória, usando o Gerenciador do Hyper-V ou o cmdlet Set-VMMemory. A Paginação Inteligente reduz o risco de uma máquina virtual não ser capaz de ser reiniciada se uma reinicialização é necessária, quando não há suficiente memória física disponível. A Paginação Inteligente usa recursos de disco como memória adicional e temporária quando mais memória é necessária para reiniciar uma máquina virtual do que a quantidade de memória atualmente alocada para uma máquina virtual. Para minimizar o possível impacto no desempenho da Paginação Inteligente, o Hyper-V a usa somente quando o seguinte ocorre:

  1. A máquina virtual está sendo reiniciada.

  2. Não há memória física disponível.

  3. Nenhuma memória pode ser recuperada de outras máquinas virtuais em execução no host.

Para obter mais informações sobre os aprimoramentos na Memória Dinâmica, consulte a Hyper-V Dynamic Memory Overview.

O módulo Hyper-V para o Windows PowerShell inclui mais de 160 cmdlets para gerenciar o Hyper-V, as máquinas virtuais e os discos rígidos virtuais.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

A disponibilidade dos cmdlets internos do Hyper-V facilita a automatização de mais operações do que era possível nas versões anteriores do Hyper-V. Os nomes de cmdlet são consistentes com outros cmdlets do Windows PowerShell (usando verbos como 'Get' e 'Set'), o que torna mais fácil para os usuários familiarizados com o Windows PowerShell aprenderem a usar novos cmdlets.

O que passou a funcionar de maneira diferente?

Os cmdlets do Hyper-V ficam disponíveis após serem instalados. Os cmdlets podem ser instalados quando você instala a função, ou como um recurso disponível por meio das Ferramentas de Administração de Servidor Remoto. Para obter mais informações, consulte Hyper-V Automation Overview.

Esse recurso permite que você replique máquinas virtuais entre sistemas de armazenamento, clusters e data centers em dois sites para fornecer continuidade de negócios e recuperação de desastres.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

Este recurso torna mais fácil e menos caro planejar e implementar soluções de continuidade de negócios e de recuperação de desastres para suas máquinas virtuais.

O que passou a funcionar de maneira diferente?

Você pode usar uma solução interna para configurar máquinas virtuais para serem replicadas em um segundo servidor que executa o Hyper-V. Para obter mais informações, consulte Mantendo a continuidade do negócio de ambientes virtualizados com réplica do Hyper-V: visão geral do cenário.

O processo de importação foi atualizado para ajudá-lo a resolver problemas de configuração que poderiam impedir uma máquina virtual de ser importada. Você também pode importar uma máquina virtual depois de copiar os arquivos manualmente, em vez de exportar a máquina virtual pela primeira vez.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

O processo de importação foi simplificado e é mais confiável.

O que passou a funcionar de maneira diferente?

Antes desta atualização ser introduzida, o processo de importação copiou uma máquina virtual e seus arquivos mas não verificou se há problemas de configuração. Agora, o processo de importação foi reprojetado para detectar e ajudar a corrigir alguns problemas de configuração.

Agora é possível realizar uma migração ao vivo em um ambiente sem cluster, bem como executar mais de uma migração ao vivo simultaneamente e usar maiores larguras de banda de rede.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

Estas melhorias fornecem maior flexibilidade ao mover uma máquina virtual em execução, tornando mais fácil e rápido executar migrações de ao vivo.

O que passou a funcionar de maneira diferente?

Agora você pode realizar uma migração ao vivo sem configurar o clustering de failover e os Volumes Compartilhados do Cluster. A migração ao vivo em um ambiente sem cluster é permitida quando o armazenamento é mantido em um compartilhamento central de SMB e quando o armazenamento é local. Você pode fazer migrações mais rápidas usando larguras de banda de rede maiores (até 10 gigabits). Você também pode executar mais de uma migração ao vivo simultaneamente para mover rapidamente muitas máquinas virtuais. Para obter mais informações, consulte Virtual Machine Live Migration Overview. Para obter instruções sobre como executar uma migração ao vivo fora de um cluster, consulte Configurar e usar migração ao vivo em máquinas virtuais não clusterizadas.

Agora você pode controlar e coletar dados sobre o processador físico, a memória, o armazenamento e o uso da rede por máquinas virtuais específicas.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

Você pode determinar o uso de recursos de máquinas virtuais específicas. Você pode usar esses dados para realizar o planejamento da capacidade, monitorar o consumo por diferentes unidades de negócios ou clientes ou capturar os dados necessários para ajudar a redistribuir os custos da execução de uma carga de trabalho.

O que passou a funcionar de maneira diferente?

Você pode configurar uma máquina virtual para medir o processador físico, a memória, o armazenamento e o uso da rede e, em seguida, medir o uso periodicamente. Para obter mais informações, consulte Hyper-V Resource Metering Overview.

Esta versão do Hyper-V oferece muito mais recursos de computação e armazenamento do que era possível anteriormente e melhora o tratamento de erros de hardware.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

Estes recursos ajudam a garantir que você pode configurar máquinas virtuais grandes e de alto desempenho para oferecer suporte a cargas de trabalho podem precisar de expansão significativa.

O que passou a funcionar de maneira diferente?

O computador que executa o Hyper-V no Windows Server 2012 pode ser configurado com até 320 processadores lógicos e 4 TB (terabytes) de memória. Máquinas virtuais podem ser configuradas com até 64 processadores virtuais e 1 TB de memória. A melhor manipulação de erros de hardware aumenta a resiliência e a estabilidade do ambiente de virtualização. Para obter mais informações, consulte Hyper-V Scalability in Windows Server 2012 e Hyper-V Support for Scaling Up and Scaling Out Overview.

O grupo de Administradores do Hyper-V é apresentado e implementado como um grupo de segurança local.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

Este grupo pode reduzir o número de usuários que pertencem ao grupo local de Administradores, proporcionando aos usuários o acesso ao Hyper-V.

O que passou a funcionar de maneira diferente?

O grupo de Administradores do Hyper-V é um novo grupo de segurança local. Adicione usuários a esse grupo em vez do grupo local de Administradores para fornecer acesso ao Hyper-V. Os membros de Administradores do Hyper-V têm acesso completo e irrestrito a todos os recursos do Hyper-V.

Este novo recurso permite que você atribua um adaptador de rede que dê suporte a SR-IOV (virtualização de E/S de raiz única) diretamente para uma máquina virtual.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

O uso da SR-IOV maximiza a taxa de transferência da rede, minimizando a latência da rede bem como a sobrecarga de CPU necessária para o processamento do tráfego de rede.

O que passou a funcionar de maneira diferente?

Você pode fornecer uma máquina virtual com conectividade direta com um adaptador de rede física. Para obter mais informações, consulte Hyper-V Support for Scaling Up and Scaling Out Overview.

Mova os discos rígidos virtuais usados por uma máquina virtual para o armazenamento físico diferente enquanto a máquina virtual permanece em execução.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

Este novo recurso torna mais fácil gerenciar os subsistemas de armazenamento físico usados pelas máquinas virtuais.

O que passou a funcionar de maneira diferente?

Não é mais necessário colocar uma máquina virtual offline para mover, manter ou atualizar o armazenamento físico subjacente.

O Hyper-V agora dá suporte ao uso de compartilhamentos de arquivos do SMB 3.0 para oferecer armazenamento para máquinas virtuais.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

Este novo recurso fornece uma nova maneira para fornecer máquinas virtuais com armazenamento compartilhado, sem o uso de uma SAN (rede de área de armazenamento).

O que passou a funcionar de maneira diferente?

Você pode especificar um compartilhamento de arquivos como o local de armazenamento para máquinas virtuais. Para obter mais informações, consulte Implantar o Hyper-V no SMB.

Este novo recurso permite que você se conecte diretamente com o armazenamento Fibre Channel a partir do sistema operacional convidado que é executado em uma máquina virtual.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

Este recurso torna possível virtualizar as cargas de trabalho e os aplicativos que exigem o acesso direto ao armazenamento baseado em Fibre Channel. Ele também torna possível configurar clusters diretamente no sistema operacional convidado (também conhecido como cluster convidado).

O que passou a funcionar de maneira diferente?

Este recurso disponibiliza as portas do HBA (adaptador de barramento de host) disponíveis no sistema operacional convidado. Para obter mais informações, consulte Visão geral do Fibre Channel virtual do Hyper-V.

O novo formato foi introduzido para atender aos requisitos em constante evolução e tirar proveito das inovações de hardware de armazenamento.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

O novo formato aumenta o tamanho máximo de armazenamento por disco rígido virtual, bem como melhora a estabilidade e a eficiência desses discos.

O que passou a funcionar de maneira diferente?

Um novo formato de disco rígido virtual (VHDX) oferece suporte a até 64 terabytes de armazenamento. Ele também fornece proteção interna contra a corrupção decorrentes de falhas de energia e impede a degradação do desempenho em alguns discos físicos de grandes setores. Para obter mais informações, consulte Hyper-V Virtual Hard Disk Format Overview.

Depois que um instantâneo de máquina virtual é excluído, o espaço de armazenamento consumido pelo instantâneo antes de ser excluído é disponibilizado agora enquanto a máquina virtual está em execução.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

Não é mais necessário desligar, desativar ou colocar a máquina virtual em um estado salvo para recuperar o espaço de armazenamento.

O que passou a funcionar de maneira diferente?

As operações que mantêm a máquina virtual e os instantâneos restantes sincronizados após a exclusão de um instantâneo agora ocorrem enquanto a máquina virtual está em execução. Após a conclusão dessas operações, os arquivos que continham os instantâneos (arquivos .avhd) são excluídos. Anteriormente, essas operações não ocorriam enquanto a máquina virtual estava em execução ou em pausa.

Uma topologia NUMA virtual é disponibilizada para o sistema operacional convidado em uma máquina virtual.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

Os sistemas operacionais mais recentes e aplicativos de alto desempenho (como o SQL Server) incluem otimizações que reconhecem a topologia NUMA do computador para melhorar o desempenho ao considerar o agendamento de threads ou a alocação de memória. O recurso NUMA virtual torna possível para o sistema operacional convidado e os aplicativos com reconhecimento de NUMA em execução na máquina virtual (como o SQL Server) aproveitar essas otimizações de desempenho.

O que passou a funcionar de maneira diferente?

Uma topologia NUMA virtual é disponibilizada para o sistema operacional convidado. A topologia NUMA virtual padrão é otimizada para corresponder à topologia do computador físico.

A arquitetura do comutador virtual foi atualizada para fornecer uma estrutura aberta que permite que terceiros adicionem novas funcionalidades ao comutador virtual.

Qual o valor que esta alteração adiciona?

Essa alteração permite que os parceiros da Microsoft estendam o comutador virtual, fornecendo novas funcionalidades (como monitoramento, encaminhamento e filtragem) ao comutador virtual.

O que passou a funcionar de maneira diferente?

A arquitetura aberta torna possível usar extensões, como as que são implementadas usando drivers de filtro NDIS (Network Device Interface Specification) e drivers de texto explicativo da WFP (Plataforma para Filtros do Windows). Essas duas plataformas públicas do Windows para estender a funcionalidade de rede do Windows são usadas como da seguinte maneira:

  • Os drivers de filtro NDIS são usados para controlar ou modificar os pacotes de rede no Windows.

  • Os drivers de texto explicativo da WFP permitem que os ISVs (fornecedores independentes de software) para criar drivers para filtrar e modificar pacotes TCP/IP, monitorar ou autorizar conexões, filtrar o tráfego protegido pelo protocolo IPsec e filtrar as RPCs (chamadas de procedimento remoto).

Para obter mais informações, consulte Visão geral do Comutador Virtual Hyper-V.

Os recursos e funcionalidades a seguir foram retirados desta versão do Hyper-V. Os aplicativos, o código ou o uso que depende desses recursos não funcionará nesta versão, a menos que você empregue um método alternativo. Para obter mais informações sobre a funcionalidade removida ou preterida nesta versão, consulte Recursos removidos ou preteridos no Windows Server 2012.

  • O Chimney de VM (máquina virtual), também chamado de Descarregamento de TCP, foi removido. O chimney TCP não estará disponível para os sistemas operacionais convidados.

Os recursos e funcionalidades a seguir foram substituídos nesta versão do Hyper-V. Eventualmente, eles serão completamente removidos do produto. Recomendamos que você comece a planejar como empregar métodos alternativos para todos os aplicativos, códigos ou usos que dependem desses recursos.

  • O namespace de root\virtualization do WMI foi substituído. O novo namespace é root\virtualization\v2.

  • O Gerenciador de Autorização do Windows (AzMan) foi substituído. Você pode precisar usar novas ferramentas de gerenciamento de máquinas virtuais ou reprojetar o modelo de autorização usado.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
A Microsoft está realizando uma pesquisa online para saber sua opinião sobre o site do MSDN. Se você optar por participar, a pesquisa online lhe será apresentada quando você sair do site do MSDN.

Deseja participar?
Mostrar:
© 2014 Microsoft