Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo
4 de 5 pessoas classificaram isso como útil - Avalie este tópico

Criando a infraestrutura de nuvens: visão geral do cenário

Publicado: fevereiro de 2012

Atualizado: setembro de 2012

Aplica-se a: Windows Server 2012

Uma visão geral do processo para a criação sua infraestrutura na nuvem no Windows Server® 2012 para criar nuvens públicas e privadas de IaaS (Infraestrutura como Serviço), incluindo uma descrição do cenário, suas aplicações práticas, as funções e serviços que o compõem, e links para tópicos que descrevem como implantá-lo.

Você quis dizer…

  1. Nuvem privada

  2. Nuvem pública - Software como um Serviço

  3. Nuvem pública - Plataforma como um Serviço

O processo para criar infraestrutura de nuvens usa uma combinação de Hyper-V, clustering de failover, armazenamento e tecnologias de rede para criar nuvens baseadas na IaaS com mais facilidade. O Windows Server 2012 apresenta um número significativo de novos recursos que oferecem todos as funções necessárias para a criação de uma solução eficaz de IaaS na nuvem em uma plataforma aberta. Ao usar automação, ter uma plataforma aberta e ser baseada em padrões, uma nuvem de IaaS com base no Windows Server 2012 diminui o custo total de propriedade e reduz a susceptibilidade a falhas devido a problemas de interoperabilidade. A plataforma aberta do Windows Server 2012 permite que os parceiros estendam a funcionalidade para além do que ela é na plataforma.

Os tópicos a seguir do processo de criação da infraestrutura de nuvem permite desenvolver um cluster Hyper-V para hospedar as máquinas virtuais de uma nuvem IaaS, configurar a nuvem e executar operações como o carregamento de máquinas virtuais existentes e a manutenção de máquinas virtuais:

Criar nuvens de IaaS com o Windows Server 2012 é muito mais simples do que as versões anteriores do Windows Server por causa do suporte integrado para o seguinte:

  • Multi-tenancy

    Projetar um data center para posicionamento dinâmico e automático de máquinas virtuais não é suficiente, principalmente quando você está atendendo mais de um cliente. Multi-tenancy é a capacidade que uma nuvem IaaS tem de aceitar as cargas de trabalho das máquinas virtuais de vários locatários, mas isolá-las umas das outras, porém de forma que todas as cargas de trabalho sejam executadas na mesma infraestrutura. As várias cargas de trabalho de um locatário individual podem se interconectar e serem gerenciadas remotamente, mas esses sistemas não interconectam com as cargas de trabalho de outros locatários nem podem deixar que outros locatários as gerenciem remotamente.

  • Data center de baixo custo e altamente escalonável

    Você pode implantar diferentes escalas de nuvens, como:

    • Uma empresa de médio porte que precisa de poucos servidores

    • Uma empresa com centenas ou milhares de servidores

    • Um provedor de hospedagem IaaS com milhares de servidores para vários clientes

    Em todos esses casos, o Windows Server 2012 suporta recursos que usam alternativas de baixo custo a recursos tradicionais de data center que permitem que pequenas nuvens possam ser criadas facilmente, mas também suporta funcionalidades que permitem operações de alta escala.

  • Gerenciando e ampliando o data center

    O Windows Server 2012 simplifica a configuração inicial e o gerenciamento contínuo do data center com o suporte de fluxos de trabalho do PowerShell 3.0 e PowerShell. Com o comutador virtual do Hyper-V no Windows Server 2012, os fornecedores e parceiros podem estender as funções do comutador virtual para desenvolver outras funcionalidades, como monitoramento de rede, segurança ou complementos de roteamento.

A tabela a seguir lista as funções e os recursos que fazem parte deste cenário e descreve como dar suporte a ele.

 

Função/recurso Como este cenário tem suporte

Visão geral do Hyper-V

A função de servidor Hyper-V hospeda as máquinas virtuais que constituem as cargas de trabalho de TI em execução na nuvem IaaS. O processo para a criação sua infraestrutura em nuvem aproveita muitos novos recursos do Hyper-V no Windows Server 2012, incluindo o comutador virtual do Hyper-V, migração dinâmica e melhorias na migração do armazenamento, a Réplica do Hyper-V e a medição de recursos.

Visão geral de Clustering de Failover

O recurso Clustering de Failover permite que um conjunto de computadores funcione como um único computador, proporcionando expansão e failover aos serviços e recursos em cluster, incluindo armazenamento e máquinas virtuais.

Visão geral dos Serviços de Arquivo e Armazenamento

Serviços de Arquivo e Armazenamento permitem que um pool de armazenamento seja disponibilizado ao cluster para ser atribuído a máquinas virtuais e para armazenar arquivos de disco rígido virtual.

Equipe de Adaptador de Rede

O recurso de equipe de adaptador de rede permite agrupar vários adaptadores de rede em uma equipe que aparece como um único adaptador de rede para agregação de largura de banda e tolerância a falhas.

Virtualização de rede Hyper-V

Permite a fácil migração para a nuvem separando a topologia lógica de um locatário da topologia física do data center com uma camada de virtualização da rede. As redes de um locatário podem ser virtualizadas e ter a ilusão de seu próprio espaço de endereço IP, que pode ser diferente do espaço usado pelo provedor de hospedagem da IaaS para criar a infraestrutura de nuvem.

Conectividade entre locais

As cargas de trabalho da empresa que são executadas na nuvem IaaS de um provedor de hospedagem devem ter uma conexão de volta para a rede empresarial e serem gerenciáveis. O Windows Server 2012 apresenta suporte para uma conectividade de VPN (rede virtual privada) site a site com a adição do protocolo IKEv2 aos RRAS (Serviços de Roteamento e Acesso Remoto) e um assistente. Esse assistente facilita a configuração de conexões site a site entre a rede corporativa e a rede virtualizada no data center do provedor de hospedagem da IaaS. Com uma conexão VPN, as cargas de trabalho executadas dentro de um data center baseado em nuvem se tornam uma extensão da rede corporativa. Como resultado, no nível de rede principal, as cargas de trabalho não precisam ser configuradas ou modificadas para que possam ser executadas na nuvem e podem ser gerenciadas usando ferramentas normais.

Visão geral do comutador virtual do Hyper-V

A plataforma do comutador virtual Hyper-V permite que parceiros da rede se conectem facilmente aos fluxos de rede do comutador virtual Hyper-V e criem extensões de monitoramento, segurança e encaminhamento.

Os requisitos exatos de hardware dependem dos tipos de cargas de trabalho que você está planejando executar nos servidores Hyper-V na nuvem IaaS.

As nuvens de IaaS com base neste processo de criação de infraestrutura em nuvem exigem o Windows Server 2012.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
A Microsoft está realizando uma pesquisa online para saber sua opinião sobre o site do MSDN. Se você optar por participar, a pesquisa online lhe será apresentada quando você sair do site do MSDN.

Deseja participar?
Mostrar:
© 2014 Microsoft. Todos os direitos reservados.