Exportar (0) Imprimir
Expandir Todos

escalabilidade do servidor

Escalabilidade do servidor

Este tópico contém uma breve descrição geral das funcionalidades que suportam a escalabilidade do servidor. Está dividido em três secções: Funcionalidades novas e actualizadas desde o Windows Server 2003 (without SP1), New and updated features since Windows NT 4.0 e New and updated features since Windows 2000.

Para obter hiperligações para mais informações sobre as funcionalidades desta versão, consulte Novas Funcionalidades.

A escalabilidade consiste na medida do crescimento adequado de um computador, serviço ou aplicação para satisfazer as crescentes exigências de desempenho. Para clusters de servidores, consiste na capacidade de adicionar de forma incremental um ou mais sistemas a um cluster existente quando a totalidade da carga do cluster exceder as suas capacidades. A escalabilidade dos produtos da família Windows Server 2003 varia entre a implementação em pequenos grupos de trabalho e em centros de dados empresariais, suportando até 64 processadores e E/S avançada. A família Windows Server 2003 também integra o balanceamento de carga em rede e optimizações de múltiplos processadores para as aplicações empresariais.

Funcionalidades novas e actualizadas desde o Windows Server 2003 (sem SP1)

Os sistemas operativos Windows Server 2003 com Service Pack 1 (SP1) oferecem os seguintes melhoramentos (em comparação com o Windows Server 2003 sem SP1) que ajudam a fornecer os maiores níveis de escalabilidade do servidor:

Extensão do Endereço Físico (PAE)
Para suportar a adição da Prevenção de Execução de Dados (DEP, Data Execution Prevention), também conhecida como protecção de páginas de não execução, foram efectuadas as seguintes alterações:
  • A PAE é activada automaticamente em computadores com o Windows Server 2003 com o Service Pack 1 e no Windows XP com o Service Pack 2 quando a DEP também é activada num computador com um processador que suporta a funcionalidade de protecção de páginas de não execução.
  • Quando o modo PAE é activado em computadores com o Windows Server 2003, Standard Edition com o Service Pack 1 e no Windows XP com o Service Pack 2, o espaço de endereço físico está limitado a 4 gigabytes (GB). Limitar o espaço de endereço físico a 4 GB ajuda a evitar problemas de compatibilidade de controladores com o modo PAE.

Funcionalidades novas e actualizadas desde o Windows NT 4.0

A família Windows Server 2003 oferece os seguintes melhoramentos (em comparação com o Windows NT), que ajudam a fornecer maiores níveis de escalabilidade do servidor:

Escalabilidade do hardware
Ao escolher produtos da família Windows Server 2003, pode tirar partido do crescente número de computadores com múltiplos processadores a preços competitivos.
Suporte I2O
A arquitectura I2O (também chamada Intelligent Input/Output) permite um melhor desempenho de E/S nos servidores ao descarregar determinadas operações de E/S num processador secundário. A arquitectura I2O melhora o desempenho de E/S em aplicações de largura de banda elevada, tais como vídeo de rede, groupware e processamento de cliente/servidor.
Melhoramentos de multiprocessamento simétrico
A família Windows Server 2003 suporta uma ou várias CPU em conformidade com o padrão de multiprocessamento simétrico (SMP, symmetric multiprocessing). Utilizando o SMP, o sistema operativo pode executar threads em qualquer processador disponível, permitindo que as aplicações utilizem múltiplos processadores quando é necessária capacidade de processamento adicional para aumentar a capacidade de um sistema. As novas funcionalidades incluem desempenho de bloqueio, desempenho melhorado do registo e mais sessões do Servidor de terminais de SMP.
Balanceamento de carga em rede
Anteriormente conhecido como WLBS (Windows NT Load Balancing Service), o Balanceamento de Carga em Rede distribui o tráfego de TCP/IP a receber entre vários servidores. As aplicações com clusters, nomeadamente as aplicações de servidor Web, processam maior tráfego e fornecem maior disponibilidade e tempos de resposta mais rápidos.
Clusters de servidores (apenas Windows Server 2003, Enterprise Edition e Windows Server 2003, Datacenter Edition )
Os clusters de servidores fornecem elevada disponibilidade, escalabilidade e capacidade de gestão para recursos e aplicações importantes. Os vários servidores (nós) num cluster permanecem em comunicação constante. Se um dos nós no cluster ficar indisponível como resultado de falha ou manutenção, outro nó começará imediatamente a prestar serviço (processo conhecido como activação pós-falha). Os utilizadores que acedem ao cluster estão constantemente ligados a recursos baseados no servidor. Para mais informações, consulte Clustering do Windows.
Arquitectura de Memória Empresarial ( Windows Server 2003, Enterprise Edition e Windows Server 2003, Datacenter Edition , não inclui as versões de 64 bits)
Com a Arquitectura de Memória Empresarial, é possível executar aplicações que tiram partido de grandes quantidades de memória física no Windows Server 2003, Enterprise Edition. Utilizando aplicações escritas com a API Extensões de Endereço Baseadas em Janelas (AWE, Address Windowing Extensions), é possível mapear mais memória física para o espaço de memória de endereços virtuais das aplicações para um melhor desempenho. Para sistemas com 2 GB a 4 GB de memória, também é possível utilizar a optimização da memória de aplicações, também denominada optimização de 4 gigabytes (4GT, 4-gigabyte tuning). Permite-lhe fornecer até 3 GB de espaço de memória de endereços virtuais para aplicações (fornecendo menos memória ao sistema operativo).

Funcionalidades novas e actualizadas desde o Windows 2000

A família Windows Server 2003 oferece os seguintes melhoramentos (em comparação com o Windows 2000), que ajudam a fornecer maiores níveis de escalabilidade do servidor:

Serviços de informação Internet 6.0
Os Serviços de Informação Internet (IIS) 6.0 constituem um servidor Web de funcionalidade integral que fornece a base para a família Windows Server 2003, e para as aplicações Web e os serviços Web existentes. O IIS 6.0 oferece o modo de aplicação dedicado, que executa todo o código de aplicação num ambiente isolado. O IIS 6.0 também suporta ambientes Web, em que processos equivalentes, cada um no seu computador, recebem uma partilha dos pedidos normalmente servidos por um único processo, obtendo melhor escalabilidade do multiprocessador.Nota
  • Por predefinição, o IIS não é instalado com as novas instalações do Windows Server 2003, Standard Edition, Windows Server 2003, Enterprise Edition, nem do Windows Server 2003, Datacenter Edition. É possível adicioná-lo utilizando o Assistente para Configurar o Servidor ou utilizando Adicionar ou Remover Programas.
Melhoramentos do 'Balanceamento de carga em rede'
Nesta versão, foram feitos vários melhoramentos ao Balanceamento de carga em rede:
  • O Balanceamento de Carga em Rede já pode ser associado a várias placas de rede, para poder configurar múltiplos clusters independentes em cada anfitrião. Para mais informações sobre clusters virtuais, consulte Virtual clusters.
  • O Balanceamento de Carga em Rede utiliza o suporte de Protocolo de Gestão de Grupos pela Internet (IGMP, Internet Group Management Protocol) para limitar o transbordo, para que o tráfego destinado a um cluster com Balanceamento de Carga em Rede passe apenas pelas portas que servem os anfitriões de cluster, e não por todas as portas de comutador.
  • Com o Gestor de balanceamento de carga de rede, pode criar novos clusters de Balanceamento de carga em rede, e pode configurar e gerir clusters e anfitriões de todos os clusters a partir de um único computador remoto ou local.
Considera isto útil?
(1500 caracteres restantes)
Obrigado pelos seus comentários

Conteúdo da Comunidade

Mostrar:
© 2014 Microsoft