Exportar (0) Imprimir
Expandir Todos

Requisitos para RIS e PXE

Requisitos de RIS e PXE

Os Serviços de Instalação Remota (RIS, Remote Installation Services) suportam instalações remotas dos sistemas operativos Windows Server 2003. Isto significa que pode iniciar as instalações baseadas em RIS remotamente num computador sem ser necessária uma presença física junto do computador. O RIS elimina a necessidade de utilizar o CD do sistema operativo ou uma disquete contendo o ficheiro Winnt.sif. Para mais informações, consulte Activar os 'Serviços de gestão de emergência' durante uma nova instalação.

  • O suporte RIS está disponível nos sistemas baseados no x86 e no Itanium.

Para as instalações remotas serem possíveis, os computadores cliente têm de ter uma placa de rede que suporte o ambiente de execução pré-arranque (PXE, Pre-Boot eXecution Environment). Assim, será possível executar instalações utilizando uma ligação de rede em sistemas sem unidades de CD-ROM e em sistemas com discos rígidos não-formatados ou sem partições.

O firmware deve reconhecer a placa de rede que suporte o PXE como um dispositivo de arranque válido e como parte da selecção da ordem de arranque. Além disso, o firmware deve fornecer a opção de utilizar a tecla F12 para iniciar um arranque remoto utilizando um batimento de tecla, que contorna a ordem de arranque. Pode utilizar esta capacidade para alterar a ordem de arranque, de forma a implementar os procedimentos de recuperação de emergência, se necessário.

Startrom.com

O ficheiro Startrom.com é o primeiro ficheiro que um cliente RIS baseado no x86 transfere para iniciar o processo de arranque. Existem várias versões deste ficheiro. Com base nas capacidades PXE do firmware, pode utilizar versões específicas dos Serviços de Gestão de Emergência do Startrom.com para utilizar o redireccionamento da consola para os clientes RIS baseados no x86. O serviço da Camada para Negociação de Informações de Arranque (BINLSVC, Boot Information Negotiation Layer service) cria um ficheiro de resposta que permite que o restante da Configuração seja executado sem a intervenção do utilizador. No entanto, os clientes RIS baseados no Itanium não utilizam o Startrom.com. Como alternativa, pode configurar a EFI (Extensible Firmware Interface) para redireccionar a saída (resultado) e, em seguida, utilizar a placa de rede que suporta o PXE para proceder ao arranque do computador.

Embora possa utilizar os ficheiros Startrom.com em sistemas que não foram concebidos para funcionar com os Serviços de Gestão de Emergência, é aconselhável basear-se no firmware para redireccionar a respectiva saída da consola para a porta de gestão fora-de-banda e utilizar um ficheiro Startrom.com padrão. Isto permite que o Startrom.com seja mais flexível na utilização de velocidades de transmissão.

  • Hdlscom1.com e Hdlscom2.com. Em sistemas que não suportem o redireccionamento da consola firmware, estes ficheiros apresentam o pedido Prima F12 para o arranque de rede, utilizando o redireccionamento da consola para a porta série 1 ou 2. Os utilizadores podem premir F12 para continuar o processo de arranque ou sair do processo de arranque não premindo F12. Se um utilizador premir a tecla F12 quando lhe for pedido, o Hdlscom1.com e o Hdlscom2.com fazem com que o cliente PXE proceda ao arranque no Assistente de instalação de cliente apenas quando o BIOS (basic input/output system) tenta um arranque de rede. Por predefinição, estes ficheiros são instalados com o RIS.
  • Hdlscom1.n12 e Hdlscom2.n12. Em sistemas que suportam o redireccionamento da consola firmware, estes ficheiros não apresentam o pedido Prima F12 para o arranque de rede e não aguardam a intervenção do utilizador. Quando utiliza um destes ficheiros, o cliente PXE efectuará sempre o arranque no Assistente de instalação de cliente quando o BIOS tenta um arranque de rede.

Todas as versões específicas dos Serviços de Gestão de Emergência do Startrom.com assentam no BIOS para redireccionar a saída para a porta de gestão fora-de-banda e para a placa gráfica, se tiver uma ligada. Os Serviços de gestão de emergência estão disponíveis com ou sem uma placa gráfica.

Para utilizar um ficheiro Hdlscomx.com ou Hdlscomxn12, tem primeiro de mudar o nome para Startrom.com e, em seguida, copiá-lo para o servidor BINLSVC. Por predefinição, estes ficheiros estão localizados na pasta NomeServidor\reminst\oschooser\i386, em que NomeServidor é o nome do servidor RIS que executa o BINLSVC.

Assistente de instalação de cliente

O Assistente de instalação de cliente direcciona automaticamente toda a interface de utilizador através da porta fora-de-banda e de uma consola local, se tiver uma ligada ao computador. O Assistente de Instalação de Cliente determina qual a porta fora-de-banda a utilizar através da leitura da tabela SPCR (Serial Port Console Redirection) (se disponível) ou utilizando a mesma porta do Startrom.com. Para mais informações, consulte Activar a tabela SPCR.

Para mais informações sobre o RIS, consulte Serviços de instalação remota.

Considera isto útil?
(1500 caracteres restantes)
Obrigado pelos seus comentários

Conteúdo da Comunidade

Adicionar
Mostrar:
© 2014 Microsoft