Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Boletim de Segurança da Microsoft MS14-010 - Crítica

Atualização de segurança cumulativa para o Internet Explorer (2909921)

Publicado em: 11 de fevereiro de 2014

Versão: 1.0

Informações Gerais

Sinopse

Esta atualização de segurança elimina uma vulnerabilidade divulgada publicamente e 23 vulnerabilidades relatadas em particular no Internet Explorer. As vulnerabilidades mais graves podem permitir a execução remota de código se um usuário exibir uma página da Web especialmente criada usando o Internet Explorer. O invasor que conseguir explorar a mais severa das vulnerabilidades poderá obter os mesmos direitos de usuário que o usuário em questão. Os usuários cujas contas são configuradas com poucos direitos de usuário no sistema correm menos riscos do que aqueles que possuem direitos administrativos.

Esta atualização de segurança é classificada como Crítica para Internet Explorer 6, Internet Explorer 7, Internet Explorer 8, Internet Explorer 9, Internet Explorer 10 e Internet Explorer 11 em clientes Windows afetados, como Importante para Internet Explorer 8, Internet Explorer 9, Internet Explorer 10 e Internet Explorer 11 em servidores Windows afetados e como Moderada para Internet Explorer 6 e Internet Explorer 7 em edições do Windows Server 2003 com suporte. Para obter mais informações, consulte a subseção Softwares afetados e não afetados, nesta seção.

A atualização de segurança elimina as vulnerabilidades, adicionando validações de permissão adicionais ao Internet Explorer e modificando a maneira como Internet Explorer gerencia objetos na memória. Para obter mais informações sobre as vulnerabilidades, consulte a subseção Perguntas frequentes para a entrada específica de vulnerabilidade mais adiante neste boletim.

Recomendação. A maioria dos clientes tem o recurso de atualizações automáticas habilitado e não precisará tomar nenhuma providência porque esta atualização de segurança será baixada e instalada automaticamente. Os clientes que não têm o recurso de atualizações automáticas habilitado precisarão verificar as atualizações e instalar esta atualização manualmente. Para obter informações sobre opções de configuração específicas em atualizações automáticas, consulte o Artigo 294871 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base.

Para instalações feitas por administradores ou empresas, ou por usuários finais que desejam instalar esta atualização de segurança manualmente, a Microsoft recomenda que os clientes apliquem a atualização imediatamente usando software de gerenciamento de atualização ou verificando se há atualizações no serviço Microsoft Update.

Consulte também a seção Orientação e ferramentas de detecção e implantação mais adiante neste boletim.

Artigo da Microsoft Knowledge Base:

  • Artigo da Base de Conhecimento Microsoft: 2909921
  • Informações sobre o arquivo: Sim
  • Hashes SHA1/SHA2: Sim
  • Problemas conhecidos: Nenhuma

 

O software a seguir foi testado para determinar quais versões ou edições foram afetadas. O ciclo de vida do suporte das outras versões ou edições já terminou ou elas não são afetadas. Para determinar o ciclo de vida do suporte para sua versão ou edição de software, visite o site Ciclo de vida do suporte Microsoft.

Softwares afetados 

Sistema operacional

Componente

Impacto máximo à segurança

Avaliação de gravidade agregada

Atualizações substituídas

Internet Explorer 6

Windows XP Service Pack 3

Internet Explorer 6 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows XP Professional x64 Edition Service Pack 2

Internet Explorer 6 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2003 Service Pack 2

Internet Explorer 6 
(2909921)

Execução remota de código

Moderada

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2003 x64 Edition Service Pack 2

Internet Explorer 6 
(2909921)

Execução remota de código

Moderada

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2003 com SP2 para sistemas baseados no Itanium

Internet Explorer 6 
(2909921)

Execução remota de código

Moderada

2898785 no boletim MS13-097

Internet Explorer 7

Windows XP Service Pack 3

Internet Explorer 7 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows XP Professional x64 Edition Service Pack 2

Internet Explorer 7 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2003 Service Pack 2

Internet Explorer 7 
(2909921)

Execução remota de código

Moderada

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2003 x64 Edition Service Pack 2

Internet Explorer 7 
(2909921)

Execução remota de código

Moderada

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2003 com SP2 para sistemas baseados no Itanium

Internet Explorer 7 
(2909921)

Execução remota de código

Moderada

2898785 no boletim MS13-097

Windows Vista Service Pack 2

Internet Explorer 7 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Vista x64 Edition Service Pack 2

Internet Explorer 7 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2008 para sistemas de 32 bits Service Pack 2

Internet Explorer 7 
(2909921)

Execução remota de código

Moderada

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2008 para sistemas baseados em x64 Service Pack 2

Internet Explorer 7 
(2909921)

Execução remota de código

Moderada

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2008 para sistemas baseados no Itanium Service Pack 2

Internet Explorer 7 
(2909921)

Execução remota de código

Moderada

2898785 no boletim MS13-097

Internet Explorer 8

Windows XP Service Pack 3

Internet Explorer 8 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows XP Professional x64 Edition Service Pack 2

Internet Explorer 8 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2003 Service Pack 2

Internet Explorer 8 
(2909921)

Execução remota de código

Importante

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2003 x64 Edition Service Pack 2

Internet Explorer 8 
(2909921)

Execução remota de código

Importante

2898785 no boletim MS13-097

Windows Vista Service Pack 2

Internet Explorer 8 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Vista x64 Edition Service Pack 2

Internet Explorer 8 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2008 para sistemas de 32 bits Service Pack 2

Internet Explorer 8 
(2909921)

Execução remota de código

Importante

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2008 para sistemas baseados em x64 Service Pack 2

Internet Explorer 8 
(2909921)

Execução remota de código

Importante

2898785 no boletim MS13-097

Windows 7 para sistemas de 32 bits Service Pack 1

Internet Explorer 8 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows 7 para Sistemas Service Pack 1 baseados em x64

Internet Explorer 8 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2008 R2 para Sistemas Service Pack 1 baseados em x64

Internet Explorer 8 
(2909921)

Execução remota de código

Importante

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2008 R2 para sistemas baseados no Itanium Service Pack 1

Internet Explorer 8 
(2909921)

Execução remota de código

Importante

2898785 no boletim MS13-097

Internet Explorer 9

Windows Vista Service Pack 2

Internet Explorer 9 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Vista x64 Edition Service Pack 2

Internet Explorer 9 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2008 para sistemas de 32 bits Service Pack 2

Internet Explorer 9 
(2909921)

Execução remota de código

Importante

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2008 para sistemas baseados em x64 Service Pack 2

Internet Explorer 9 
(2909921)

Execução remota de código

Importante

2898785 no boletim MS13-097

Windows 7 para sistemas de 32 bits Service Pack 1

Internet Explorer 9 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows 7 para Sistemas Service Pack 1 baseados em x64

Internet Explorer 9 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2008 R2 para Sistemas Service Pack 1 baseados em x64

Internet Explorer 9 
(2909921)

Execução remota de código

Importante

2898785 no boletim MS13-097

Internet Explorer 10

Windows 7 para sistemas de 32 bits Service Pack 1

Internet Explorer 10 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows 7 para Sistemas Service Pack 1 baseados em x64

Internet Explorer 10 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2008 R2 para Sistemas Service Pack 1 baseados em x64

Internet Explorer 10 
(2909921)

Execução remota de código

Importante

2898785 no boletim MS13-097

Windows 8 para sistemas de 32 bits

Internet Explorer 10 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows 8 para sistemas baseados em x64

Internet Explorer 10 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2012

Internet Explorer 10 
(2909921)

Execução remota de código

Importante

2898785 no boletim MS13-097

Windows RT

Internet Explorer 10[1] 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Internet Explorer 11

Windows 7 para sistemas de 32 bits Service Pack 1

Internet Explorer 11 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows 7 para Sistemas Service Pack 1 baseados em x64

Internet Explorer 11 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2008 R2 para Sistemas Service Pack 1 baseados em x64

Internet Explorer 11 
(2909921)

Execução remota de código

Importante

2898785 no boletim MS13-097

Windows 8.1 para sistemas de 32 bits

Internet Explorer 11 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows 8.1 para sistemas baseados em x64

Internet Explorer 11 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097

Windows Server 2012 R2

Internet Explorer 11 
(2909921)

Execução remota de código

Importante

2898785 no boletim MS13-097

Windows RT 8.1

Internet Explorer 11[1] 
(2909921)

Execução remota de código

Crítica

2898785 no boletim MS13-097


[1]Esta atualização está disponível no Windows Update.

Observação: para sistemas que executam o Internet Explorer 9, o CVE-2014-0271 é eliminado por esta atualização (2909921). Para todas as outras versões afetadas do Internet Explorer, o CVE-2014-0271 é eliminado pela atualização descrita no MS14-011. Para obter mais informações, consulte as Perguntas frequentes da atualização.

 

Softwarenão aplicável

Sistema operacional

Componente

instalação Server Core

Windows Server 2008 para sistemas de 32 bits Service Pack 2 (instalação Server Core)

Não Aplicável

Windows Server 2008 para sistemas baseados em x64 Service Pack 2 (instalação Server Core)

Não Aplicável

Windows Server 2008 R2 para sistemas baseados em x64 Service Pack 1 (instalação Server Core)

Não Aplicável

Windows Server 2012 (instalação Server Core)

Não Aplicável

Windows Server 2012 R2 (instalação Server Core)

Não Aplicável

 

Como as instalações do Núcleo do Servidor são afetadas pelas vulnerabilidades abordadas neste boletim? 
As vulnerabilidades abordadas por essa atualização não afetam as edições do Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012 ou Windows Server 2012 R2 com suporte, conforme indicado na tabela de software não aplicável, quando instalados usando a opção de instalação do Server Core. Para obter mais informações sobre esta opção de instalação, consulte os artigos da Technet Managing a Server Core Installation (em inglês): Overview, Servicing a Server Core Installation, e Server Core and Full Server Integration Overview.

Para eliminar o CVE-2014-0271, quais atualizações se aplicam ao meu sistema? 
O CVE-2014-0271 é uma vulnerabilidade no mecanismo de script VBScript. Embora o vetor de ataque seja o Internet Explorer, essa vulnerabilidade só é eliminada por essa atualização (2909921) em sistemas que executam o Internet Explorer 9. Em todas as outras versões afetadas do Internet Explorer, a vulnerabilidade é eliminada pela atualização descrita no MS14-011.

A atualização que elimina o CVE-2014-0271 em seu sistema depende da versão do mecanismo de script VBScript instalada. Consulte a tabela a seguir para obter informações sobre a atualização.

Versão

MS14-011

MS14-010

VBScript 5.6
(Internet Explorer 6, exceto no Windows XP Service Pack 3)

VBScript 5.6 
(2909213)

Não Aplicável

VBScript 5.7
(Internet Explorer 6 no Windows XP Service Pack 3 e no Internet Explorer 7)

VBScript 5.7 
(2909212)

Não Aplicável

VBScript 5.8
(Internet Explorer 8)

VBScript 5.8 
(2909210)

Não Aplicável

VBScript 5.8
(Internet Explorer 9)

Não Aplicável

Internet Explorer 9 
(2909921)

VBScript 5.8
(Internet Explorer 10)

VBScript 5.8 
(2909210)

Não Aplicável

VBScript 5.8
(Internet Explorer 11)

VBScript 5.8 
(2909210)

Não Aplicável

 

Por que esta atualização elimina várias vulnerabilidades de segurança reportadas? 
Esta atualização contém suporte para diversas vulnerabilidades porque as modificações necessárias para corrigir esses problemas foram feitas em arquivos relacionados.

Uso uma versão mais antiga do software discutido neste boletim de segurança. O que devo fazer? 
Os softwares afetados listados neste boletim foram testados para determinar quais edições são afetadas. Outras versões passaram seu ciclo de vida de suporte. Para obter mais informações sobre o ciclo de vida do produto, visite o site Ciclo de vida do suporte Microsoft.

Os clientes que possuem versões anteriores do software devem priorizar a migração para as versões com suporte, a fim de evitar uma possível exposição a vulnerabilidades. Para determinar o ciclo de vida do suporte para sua versão de software, consulte Selecione um Produto para Obter Informações do Ciclo de Vida. Para obter mais informações sobre service packs para essas versões de software, consulte Política de Suporte do Ciclo de Vida do Service Pack.

Os clientes que precisarem de suporte adicional para software mais antigo deverão entrar em contato com o representante da equipe de contas da Microsoft, o gerente técnico da conta ou o representante do parceiro Microsoft apropriado para obter opções de suporte personalizadas. Os clientes sem um contrato Alliance, Premier ou Authorized podem entrar em contato com o escritório de vendas local da Microsoft. Para obter informações de contato, visite o site de Informações internacionais da Microsoft, selecione o país na lista de informações de contato e, em seguida, clique em Ir para ver uma lista de telefones. Ao ligar, peça para falar com o gerente de vendas local de Suporte Premier. Para obter mais informações, consulte as Perguntas Frequentes sobre a Política do Ciclo de Vida do Suporte da Microsoft.

As classificações de gravidade a seguir pressupõem o impacto máximo possível da vulnerabilidade. Para obter informações referentes à probabilidade de exploração da vulnerabilidade em relação à sua classificação de gravidade e ao impacto à segurança, dentro de 30 dias a partir do lançamento deste boletim de segurança, consulte o Índice de exploração no resumo de boletins de fevereiro. Para obter mais informações, consulte o Índice de exploração da Microsoft.

Tabela 1: Internet Explorer 6

Número do CVE

Título da vulnerabilidade

Internet Explorer 6 para edições do Windows XP e do Windows XP Professional x64 com suporte

Internet Explorer 6 para edições do Windows Server 2003 com suporte

Avaliação de gravidade agregada

 

Crítica

Moderada

CVE-2014-0267

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0268

Elevação de Vulnerabilidade de Privilégio do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0269

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0270

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0271

Vulnerabilidade de corrupção de memória do VBScript

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0272

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0273

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0274

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0275

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0276

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0277

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0278

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0279

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0280

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0281

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0283

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0284

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0285

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0286

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0287

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0288

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0289

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0290

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0293

Vulnerabilidade de divulgação não autorizada de informações do Internet Explorer em domínios

Não Aplicável

Não Aplicável

 

Tabela 2: Internet Explorer 7

Número do CVE

Título da vulnerabilidade

Internet Explorer 7 para edições do Windows XP e do Windows XP Professional x64 com suporte

Internet Explorer 7 para edições do Windows Server 2003 com suporte

Internet Explorer 7 em edições do Windows Vista com suporte

Internet Explorer 7 em edições do Windows Server 2008 com suporte

Avaliação de gravidade agregada

 

Crítica

Moderada

Crítica

Moderada

CVE-2014-0267

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0268

Elevação de Vulnerabilidade de Privilégio do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0269

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0270

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0271

Vulnerabilidade de corrupção de memória do VBScript

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0272

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0273

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0274

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0275

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0276

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0277

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0278

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0279

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0280

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0281

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0283

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0284

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0285

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0286

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0287

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0288

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0289

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0290

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0293

Vulnerabilidade de divulgação não autorizada de informações do Internet Explorer em domínios

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

 

Tabela 3: Internet Explorer 8

Número do CVE

Título da vulnerabilidade

Internet Explorer 8 para Windows XP para edições do Windows XP e do Windows XP Professional x64 com suporte

Internet Explorer 8 para edições do Windows Server 2003 com suporte

Internet Explorer 8 em edições do Windows Vista com suporte

Internet Explorer 8 em edições do Windows Server 2008 com suporte

Internet Explorer 8 em edições do Windows 7 com suporte

Internet Explorer 8 em edições do Windows Server 2008 R2 com suporte

Avaliação de gravidade agregada

 

Crítica

Importante

Crítica

Importante

Crítica

Importante

CVE-2014-0267

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0268

Elevação de Vulnerabilidade de Privilégio do Internet Explorer

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

CVE-2014-0269

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0270

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0271

Vulnerabilidade de corrupção de memória do VBScript

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0272

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0273

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0274

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0275

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0276

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0277

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0278

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0279

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0280

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0281

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0283

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0284

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0285

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0286

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0287

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0288

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0289

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0290

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0293

Vulnerabilidade de divulgação não autorizada de informações do Internet Explorer em domínios

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

 

Tabela 4: Internet Explorer 9

Número do CVE

Título da vulnerabilidade

Internet Explorer 9 para edições do Windows Vista com suporte

Internet Explorer 9 para edições do Windows Server 2008 com suporte

Internet Explorer 9 para edições do Windows 7 com suporte

Internet Explorer 9 para edições do Windows Server 2008 R2 com suporte

Avaliação de gravidade agregada

 

Crítica

Importante

Crítica

Importante

CVE-2014-0267

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0268

Elevação de Vulnerabilidade de Privilégio do Internet Explorer

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

CVE-2014-0269

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0270

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0271

Vulnerabilidade de corrupção de memória do VBScript

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0272

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0273

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0274

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0275

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0276

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0277

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0278

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0279

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0280

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0281

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0283

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0284

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0285

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0286

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0287

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0288

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

CVE-2014-0289

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0290

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0293

Vulnerabilidade de divulgação não autorizada de informações do Internet Explorer em domínios

Importante
Divulgação não autorizada de informação

Baixa
Divulgação não autorizada de informação

Importante
Divulgação não autorizada de informação

Baixa
Divulgação não autorizada de informação

 

Tabela 5: Internet Explorer 10

Número do CVE

Título da vulnerabilidade

Internet Explorer 10 para edições do Windows 7 com suporte

Internet Explorer 10 para edições do Windows Server 2008 R2 com suporte

Internet Explorer 10 para edições do Windows 8 com suporte

Internet Explorer 10 para edições do Windows Server 2012 com suporte

Internet Explorer 10 para Windows RT

Avaliação de gravidade agregada

 

Crítica

Importante

Crítica

Importante

Crítica

CVE-2014-0267

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0268

Elevação de Vulnerabilidade de Privilégio do Internet Explorer

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

CVE-2014-0269

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0270

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0271

Vulnerabilidade de corrupção de memória do VBScript

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0272

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0273

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0274

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0275

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0276

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0277

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0278

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0279

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0280

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0281

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0283

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0284

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0285

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0286

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0287

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0288

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0289

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0290

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0293

Vulnerabilidade de divulgação não autorizada de informações do Internet Explorer em domínios

Importante
Divulgação não autorizada de informação

Baixa
Divulgação não autorizada de informação

Importante
Divulgação não autorizada de informação

Baixa
Divulgação não autorizada de informação

Importante
Divulgação não autorizada de informação

 

Tabela 6: Internet Explorer 11

Número do CVE

Título da vulnerabilidade

Internet Explorer 11 para edições do Windows 7 com suporte

Internet Explorer 11 para edições do Windows Server 2008 R2 com suporte

Internet Explorer 11 para edições do Windows 8.1 com suporte

Internet Explorer 11 para edições do Windows Server 2012 R2 com suporte

Internet Explorer 11 para Windows RT 8.1

Avaliação de gravidade agregada

 

Crítica

Importante

Crítica

Importante

Crítica

CVE-2014-0267

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0268

Elevação de Vulnerabilidade de Privilégio do Internet Explorer

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

Importante
Elevação de privilégio

CVE-2014-0269

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0270

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0271

Vulnerabilidade de corrupção de memória do VBScript

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0272

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0273

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0274

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0275

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0276

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0277

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0278

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0279

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0280

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0281

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0283

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0284

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

Não Aplicável

CVE-2014-0285

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0286

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0287

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0288

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0289

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0290

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

Moderada
Execução remota de código

Crítica
Execução remota de código

CVE-2014-0293

Vulnerabilidade de divulgação não autorizada de informações do Internet Explorer em domínios

Importante
Divulgação não autorizada de informação

Baixa
Divulgação não autorizada de informação

Importante
Divulgação não autorizada de informação

Baixa
Divulgação não autorizada de informação

Importante
Divulgação não autorizada de informação

 

A elevação da vulnerabilidade de privilégio ocorre no Internet Explorer durante a validação da instalação do local de arquivo e durante a criação segura de chaves do registro.

Para ver essa vulnerabilidade como uma entrada padrão na lista Common Vulnerabilities and Exposures, clique no link na tabela a seguir:

Título da vulnerabilidade

Número de CVE

Elevação de Vulnerabilidade de Privilégio do Internet Explorer

CVE-2014-0268

 

Fatores atenuantes

A atenuação refere-se a uma configuração, configuração comum ou prática recomendada geral, existindo num estado padrão, que possa reduzir a gravidade de exploração de uma vulnerabilidade. Os fatores de atenuação a seguir podem ser úteis em sua situação:

  • Num cenário de ataque baseado na Web, um invasor pode tirar proveito de Websites comprometidos e Websites que aceitam ou hospedam conteúdo fornecido pelo usuário ou anúncios. Esses sites podem ter conteúdo especialmente criado para explorar essa vulnerabilidade. Em todos os casos, entretanto, o invasor não tem como forçar os usuários a exibir o conteúdo controlado pelo invasor. Em vez disso, o invasor precisa convencer os usuários a executar uma ação, normalmente clicando em um link em uma mensagem de email ou em uma mensagem do Instant Messenger que leve os usuários ao site do invasor ou abrindo um anexo enviado por email.
  • Essa vulnerabilidade, por si própria, não permite a execução de código arbitrário. Para isso, ela tem que ser usada com outra vulnerabilidade que permita a execução remota de código. Por exemplo, um invasor pode explorar outra vulnerabilidade para executar código arbitrário por meio do Internet Explorer, mas devido ao contexto em que os processos são iniciados pelo Internet Explorer, o código talvez fique restrito a ser executado em um nível baixo de integridade (permissões muito limitadas). No entanto, um invasor pode, por sua vez, explorar essa vulnerabilidade para fazer com que o código arbitrário seja executado em um nível médio de integridade (permissões do usuário atual).

Soluções alternativas

A Microsoft não identificou nenhuma solução alternativa para esta vulnerabilidade.

Perguntas frequentes

Qual é o escopo da vulnerabilidade? 
Esta é uma vulnerabilidade de elevação de privilégio.

O que provoca a vulnerabilidade? 
A vulnerabilidade ocorre quando o Internet Explorer falha na validação adequada das permissões, o que pode permitir que scripts sejam executados com privilégios elevados.

Para que um invasor pode usar a vulnerabilidade? 
O invasor que consegue explorar esta vulnerabilidade pode elevar os privilégios nas versões afetadas do Internet Explorer.

Essa vulnerabilidade, por si própria, não permite a execução de código arbitrário. No entanto, essa vulnerabilidade pode ser usada com outra vulnerabilidade (por exemplo, uma vulnerabilidade de execução remota de código) que pode tirar proveito dos privilégios elevados ao executar código arbitrário.

Por exemplo, um invasor pode explorar outra vulnerabilidade para executar código arbitrário por meio do Internet Explorer, mas devido ao contexto em que os processos são iniciados pelo Internet Explorer, o código talvez fique restrito a ser executado em um nível baixo de integridade (permissões muito limitadas). No entanto, um invasor pode, por sua vez, explorar essa vulnerabilidade para fazer com que o código arbitrário seja executado em um nível médio de integridade (permissões do usuário atual).

De que forma o invasor pode explorar a vulnerabilidade? 
No cenário de ataque pela Web, o invasor pode hospedar um site que contenha um arquivo usado para explorar essa vulnerabilidade. Além disso, sites comprometidos e sites que aceitem ou hospedem conteúdo fornecido pelo usuário podem conter conteúdo especialmente desenvolvido que pode explorar esta vulnerabilidade. Em todos os casos, entretanto, o invasor não tem como forçar os usuários a exibir o conteúdo controlado pelo invasor. Em vez disso, o invasor teria que persuadir os usuários a executarem ações. Por exemplo, um invasor poderia enganar os usuários ao clicar em um link que leve para o site do invasor.

Quais são os principais sistemas que correm riscos com a vulnerabilidade? 
Sistemas em que o Internet Explorer é usado com frequência, como estações de trabalho ou servidores de terminal, estão mais expostos a essa vulnerabilidade.

O que a atualização faz? 
A atualização elimina a vulnerabilidade, adicionando outras validações de permissão ao Internet Explorer.

Quando esse boletim de segurança foi lançado, essa vulnerabilidade já tinha sido divulgada publicamente? 
Não. A Microsoft recebeu informações sobre esta vulnerabilidade por meio da divulgação coordenada de vulnerabilidades.

Quando este boletim de segurança foi lançado, a Microsoft recebeu algum relatório informando que essas vulnerabilidades estavam sendo exploradas? 
Não. A Microsoft não recebeu nenhuma informação indicando que essa vulnerabilidade tinha sido usada publicamente para atacar clientes quando este boletim de segurança foi lançado pela primeira vez.

Há uma vulnerabilidade de execução remota de código na forma como o mecanismo VBScript gerencia objetos na memória. A vulnerabilidade pode corromper memória de forma que um invasor possa executar código arbitrário no contexto do usuário atual. Se um usuário atual tiver feito logon com direitos administrativos, o invasor que explorar com êxito essa vulnerabilidade poderá obter o controle total do sistema afetado. O invasor poderá instalar programas; exibir, alterar ou excluir dados; ou criar novas contas com direitos totais de usuário.

Para ver essa vulnerabilidade como uma entrada padrão na lista Common Vulnerabilities and Exposures, clique no link na tabela a seguir:

Título da vulnerabilidade

Número de CVE

Vulnerabilidade de corrupção de memória do VBScript

CVE-2014-0271

 

Fatores atenuantes

A atenuação refere-se a uma configuração, configuração comum ou prática recomendada geral, existindo num estado padrão, que possa reduzir a gravidade de exploração de uma vulnerabilidade. Os fatores de atenuação a seguir podem ser úteis em sua situação:

  • Num cenário de ataque baseado na Web, um invasor pode tirar proveito de Websites comprometidos e Websites que aceitam ou hospedam conteúdo fornecido pelo usuário ou anúncios. Esses sites podem ter conteúdo especialmente criado para explorar essa vulnerabilidade. Em todos os casos, entretanto, o invasor não tem como forçar os usuários a exibir o conteúdo controlado pelo invasor. Em vez disso, o invasor precisa convencer os usuários a executar uma ação, normalmente clicando em um link em uma mensagem de email ou em uma mensagem do Instant Messenger que leve os usuários ao site do invasor ou abrindo um anexo enviado por email.
  • Por padrão, todas as versões com suporte do Microsoft Outlook, Microsoft Outlook Express e Windows Mail abrem emails em HTML na zona de sites restritos. A zona de sites restritos, que desabilita o script e os controles ActiveX, ajuda a reduzir o risco de o invasor usar scripts para explorar essa vulnerabilidade. Se um usuário clicar em um link em uma mensagem de email, ele ainda pode estar vulnerável à exploração dessa vulnerabilidade, por meio do cenário de ataque baseado na Web.
  • Por padrão, o Internet Explorer no Windows Server 2003, Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012 e Windows Server 2012 R2 é executado em um modo restrito, conhecido como Configuração de Segurança Reforçada. Esse modo atenua a vulnerabilidade. Consulte a seção Perguntas frequentes referente a essa vulnerabilidade para obter mais informações sobre a Configuração de Segurança Reforçada do Internet Explorer.

Soluções alternativas

A solução alternativa refere-se a uma configuração ou alteração de configuração que não corrige a vulnerabilidade subjacente mas que ajudaria a bloquear vetores de ataque conhecidos antes de aplicar a atualização. A Microsoft testou as soluções alternativas e estados a seguir como parte do cenário que implica se uma solução alternativa reduziria funcionalidade:

  • Defina as configurações de zona de segurança da Internet e da intranet local como “Alta” para bloquear controles ActiveX e scripts ativos nessas zonas

    Você pode ajudar na proteção contra a exploração dessa vulnerabilidade alterando suas configurações, para que a zona de segurança da Internet bloqueie controles ActiveX e scripts ativos. É possível fazer isso configurando a segurança do navegador como Alta.

    Para aumentar o nível de segurança da navegação no Internet Explorer, siga estas etapas:

    1. No menu Ferramentas do Internet Explorer, clique em Opções da Internet.
    2. Na caixa de diálogo Opções da Internet, clique na guia Segurança e, em seguida, clique em Internet.
    3. Em Nível de segurança para esta zona, mova o controle deslizante para Alto. Isso define o nível de segurança para todos os sites visitados como Alto.
    4. Clique em Intranet local.
    5. Em Nível de segurança para esta zona, mova o controle deslizante para Alto. Isso define o nível de segurança para todos os sites visitados como Alto.
    6. Clique em OK para aceitar as alterações e retornar ao Internet Explorer.

    Observação Se o controle deslizante não estiver visível, clique em Nível padrão e então mova o controle deslizante para Alto.

    Observação A configuração do nível como Alto pode fazer com que alguns sites não funcionem corretamente. Se você encontrar dificuldades ao usar um site após alterar a configuração, mas tiver certeza de que o site é seguro, é possível adicionar esse site à lista de sites confiáveis. Isso permite que o site funcione corretamente, mesmo com a configuração de segurança definida como Alta.

    Impacto da solução alternativa. Há efeitos colaterais ao bloqueio de controles ActiveX e scripts ativos. Muitos sites que não estão na Internet ou na intranet usam controles ActiveX e scripts ativos para fornecer funcionalidade adicional. Por exemplo, um site de comércio eletrônico ou bancário online pode usar controles ActiveX para fornecer menus, formulários de pedidos ou até mesmo extratos de contas. O bloqueio de controles ActiveX ou scripts ativos é uma configuração global que afeta todos os sites da Internet e da intranet. Se você não quiser bloquear controles ActiveX e scripts ativos para esses sites, use os passos descritos em “Adicione sites confiáveis à zona Sites confiáveis do Internet Explorer”.

    Adicione sites confiáveis à zona Sites confiáveis do Internet Explorer

    Depois de definir o Internet Explorer para bloquear controles ActiveX e scripts ativos na zona da Internet e da Intranet local, você pode adicionar sites confiáveis à zona de Sites confiáveis do Internet Explorer. Isso permitirá que você continue usando os sites confiáveis exatamente como faz atualmente, enquanto ajuda a se proteger contra ataques em sites não confiáveis. É recomendável adicionar somente sites nos quais você confia à zona de Sites confiáveis.

    Para isso, execute as seguintes etapas:

    1. No Internet Explorer, clique em Ferramentas, clique em Opções da Internet e, em seguida, clique na guia Segurança.
    2. Na caixa Selecione uma zona de conteúdo da Web para especificar suas configurações de segurança, clique em Sites confiáveis e, em seguida, clique em Sites.
    3. Se desejar adicionar sites que não requeiram um canal criptografado, clique para desmarcar a caixa de diálogo Exigir verificação do servidor (https:) para todos os sites desta zona.
    4. Na caixa Adicionar este site à zona, digite a URL de um site em que confia e, em seguida, clique em Adicionar.
    5. Repita essas etapas para cada site que você deseja adicionar à zona.
    6. Clique em OK duas vezes para aceitar as alterações e retornar ao Internet Explorer.

    Observação Adicione os sites que você tem certeza de que não realizarão ações mal-intencionadas em seu sistema. Dois em particular que você pode desejar adicionar são *.windowsupdate.microsoft.com e *.update.microsoft.com. Estes são os sites que hospedam a atualização, e é preciso ter um controle ActiveX para instalar a atualização.

     

  • Configure o Internet Explorer para notificá-lo antes da execução de scripts ativos ou desabilite os scripts ativos na zona de segurança da Internet e da Intranet local

    Para se proteger contra a exploração dessa vulnerabilidade, altere as configurações para ser notificado antes da execução de scripts ativos ou desabilite os scripts ativos na zona de segurança da Internet e da intranet local. Para isso, execute as seguintes etapas:

    1. No Internet Explorer, clique em Opções da Internet no menu Ferramentas.
    2. Clique na guia Segurança.
    3. Clique em Internet e, em seguida, clique em Nível Personalizado.
    4. Em Configurações, na seção Script, em Scripts Ativos, clique em Avisar ou Desativar e, em seguida, clique em OK.
    5. Clique em Intranet local e, em seguida, clique em Nível Personalizado.
    6. Em Configurações, na seção Script, em Scripts Ativos, clique em Avisar ou Desativar e, em seguida, clique em OK.
    7. Clique em OK duas vezes para retornar ao Internet Explorer.

    Observação Desabilitar os scripts ativos nas zonas de segurança da Internet e da intranet local poderá fazer com que alguns sites não funcionem corretamente. Se você encontrar dificuldades ao usar um site após alterar a configuração, mas tiver certeza de que o site é seguro, é possível adicionar esse site à lista de sites confiáveis. Isso permitirá que o site funcione adequadamente.

    Impacto da solução alternativa. Há efeitos colaterais para notificação antes da execução de scripts ativos. Muitos sites que não estão na Internet ou na intranet usam scripts ativos para fornecer funcionalidade adicional. Por exemplo, um site de comércio eletrônico ou bancário online pode usar controles ActiveX para fornecer menus, formulários de pedidos ou até mesmo extratos de contas. A notificação antes da execução dos scripts ativos é uma configuração global que afeta todos os sites da Internet e da intranet. Você será notificado frequentemente quando ativar essa solução alternativa. Para cada notificação, se achar que confia no site que está visitando, clique em Sim para executar os scripts ativos. Se não quiser ser avisado para todos esses sites, use os passos descritos em “Adicione sites confiáveis à zona Sites confiáveis do Internet Explorer”.

    Adicione sites confiáveis à zona Sites confiáveis do Internet Explorer

    Depois de definir o Internet Explorer para solicitar confirmação antes de executar controles ActiveX e scripts ativos na zona da Internet e da Intranet local, você pode adicionar sites confiáveis à zona de Sites confiáveis do Internet Explorer. Isso permitirá que você continue usando os sites confiáveis exatamente como faz atualmente, enquanto ajuda a proteger-se de ataques em sites não confiáveis. É recomendável adicionar somente sites nos quais você confia à zona de Sites confiáveis.

    Para isso, execute as seguintes etapas:

    1. No Internet Explorer, clique em Ferramentas, clique em Opções da Internet e, em seguida, clique na guia Segurança.
    2. Na caixa Selecione uma zona de conteúdo da Web para especificar suas configurações de segurança, clique em Sites Confiáveis e, em seguida, clique em Sites.
    3. Se desejar adicionar sites que não requeiram um canal criptografado, clique para desmarcar a caixa de diálogo Exigir verificação do servidor (https:) para todos os sites desta zona.
    4. Na caixa Adicionar este site à zona, digite a URL de um site em que confia e, em seguida, clique em Adicionar.
    5. Repita essas etapas para cada site que você deseja adicionar à zona.
    6. Clique em OK duas vezes para aceitar as alterações e retornar ao Internet Explorer.

    Observação Adicione os sites que você tem certeza de que não realizarão ações mal-intencionadas em seu sistema. Dois em particular que você pode desejar adicionar são *.windowsupdate.microsoft.com e *.update.microsoft.com. Estes são os sites que hospedam a atualização, e é preciso ter um controle ActiveX para instalar a atualização.

     

Perguntas frequentes

Qual é o escopo da vulnerabilidade? 
Essa é uma vulnerabilidade de execução remota de código.

O que provoca a vulnerabilidade? 
A vulnerabilidade é causada quando o mecanismo VBScript renderizado no Internet Explorer não gerencia adequadamente os objetos na memória.

O que é o VBScript? 
O VBScript (Visual Basic Script) é uma linguagem de scripts interpretada e baseada em objetos, frequentemente usada para deixar os sites mais flexíveis ou interativos. Os scripts VBScript podem ser executados somente na presença de um intérprete ou host, como Active Server Pages (ASP), Internet Explorer ou Windows Script Host. Para obter mais informações, consulte Fundamentos do VBScript (em inglês).

Para que um invasor pode usar a vulnerabilidade? 
O invasor que explorar com êxito essa vulnerabilidade poderá obter os mesmos direitos que o usuário atual. Se um usuário atual tiver feito logon com direitos administrativos, o invasor que explorar com êxito essa vulnerabilidade poderá obter o controle total do sistema afetado. O invasor poderá instalar programas; exibir, alterar ou excluir dados; ou criar novas contas com direitos totais de usuário.

De que forma o invasor pode explorar a vulnerabilidade? 
O invasor pode hospedar um site especialmente projetado para explorar esta vulnerabilidade através do Internet Explorer e, então, convencer um usuário a exibir o site. O invasor também pode incorporar um controle ActiveX marcado como "seguro para inicialização" em um aplicativo ou documento do Microsoft Office que hospede o mecanismo de processamento do IE. O invasor também pode tirar proveito dos sites comprometidos e de sites que aceitam ou hospedam o conteúdo fornecido pelo usuário ou anúncios. Esses sites podem ter conteúdo especialmente criado para explorar essa vulnerabilidade. Em todos os casos, entretanto, o invasor não tem como forçar os usuários a exibir o conteúdo controlado pelo invasor. Em vez disso, o invasor precisa convencer os usuários a executar uma ação, normalmente clicando em um link em uma mensagem de email ou em uma mensagem do Instant Messenger que leve os usuários ao site do invasor ou abrindo um anexo enviado por email.

Quais são os principais sistemas que correm riscos com a vulnerabilidade? 
Sistemas em que o Internet Explorer é usado com frequência, como estações de trabalho ou servidores de terminal, estão mais expostos a essa vulnerabilidade.

Estou executando o Internet Explorer para Windows Server 2003, Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012 ou Windows Server 2012 R2. Isso atenua essa vulnerabilidade? 
Sim. Por padrão, o Internet Explorer no Windows Server 2003, Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012 e Windows Server 2012 R2 é executado em um modo restrito, conhecido como Configuração de Segurança Reforçada. A Configuração de Segurança Reforçada é um grupo de configurações predefinidas do Internet Explorer que reduz a probabilidade de um usuário ou administrador baixar e executar um conteúdo da Web especialmente criado em um servidor. Este é um fator atenuante para sites que não tenham sido adicionados à zona Sites confiáveis do Internet Explorer.

O que a atualização faz? 
A atualização elimina a vulnerabilidade, modificando a maneira como o mecanismo de script VBScript gerencia objetos na memória.

Observação: para sistemas que executam o Internet Explorer 9, o CVE-2014-0271 é eliminado por esta atualização (2909921). Para todas as outras versões afetadas do Internet Explorer, o CVE-2014-0271 é eliminado pela atualização descrita no MS14-011. Para obter mais informações, consulte as Perguntas frequentes da atualização.

Quando esse boletim de segurança foi lançado, essa vulnerabilidade já tinha sido divulgada publicamente? 
Não. A Microsoft recebeu informações sobre esta vulnerabilidade por meio da divulgação coordenada de vulnerabilidades.

Quando este boletim de segurança foi lançado, a Microsoft recebeu algum relatório informando que essas vulnerabilidades estavam sendo exploradas? 
Não. A Microsoft não recebeu nenhuma informação indicando que essa vulnerabilidade tinha sido usada publicamente para atacar clientes quando este boletim de segurança foi lançado pela primeira vez.

Existe uma vulnerabilidade de divulgação de informações no Internet Explorer que pode permitir que um invasor obtenha acesso a informações em outro domínio ou zona do Internet Explorer. Um invasor pode explorar esta vulnerabilidade criando uma página da Web especial que pode permitir a divulgação não autorizada de informações se o usuário exibir essa página. Um invasor que explore com êxito essa vulnerabilidade pode exibir conteúdo de outro domínio ou da zona do Internet Explorer.

Para ver essa vulnerabilidade como uma entrada padrão na lista Common Vulnerabilities and Exposures, clique no link na tabela a seguir:

Título da vulnerabilidade

Número de CVE

Vulnerabilidade de divulgação não autorizada de informações do Internet Explorer em domínios

CVE-2014-0293

 

Fatores atenuantes

A atenuação refere-se a uma configuração, configuração comum ou prática recomendada geral, existindo num estado padrão, que possa reduzir a gravidade de exploração de uma vulnerabilidade. Os fatores de atenuação a seguir podem ser úteis em sua situação:

  • Num cenário de ataque baseado na Web, um invasor pode tirar proveito de Websites comprometidos e Websites que aceitam ou hospedam conteúdo fornecido pelo usuário ou anúncios. Esses sites podem ter conteúdo especialmente criado para explorar essa vulnerabilidade. Em todos os casos, entretanto, o invasor não tem como forçar os usuários a exibir o conteúdo controlado pelo invasor. Em vez disso, o invasor precisa convencer os usuários a executar uma ação, normalmente clicando em um link em uma mensagem de email ou em uma mensagem do Instant Messenger que leve os usuários ao site do invasor ou abrindo um anexo enviado por email.
  • Por padrão, todas as versões com suporte do Microsoft Outlook, Microsoft Outlook Express e Windows Mail abrem emails em HTML na zona de sites restritos. A zona de sites restritos, que desabilita o script e os controles ActiveX, ajuda a reduzir o risco de o invasor usar scripts para explorar essa vulnerabilidade. Se um usuário clicar em um link em uma mensagem de email, ele ainda pode estar vulnerável à exploração dessa vulnerabilidade, por meio do cenário de ataque baseado na Web.
  • Por padrão, o Internet Explorer no Windows Server 2003, Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012 e Windows Server 2012 R2 é executado em um modo restrito, conhecido como Configuração de Segurança Reforçada. Esse modo atenua a vulnerabilidade. Consulte a seção Perguntas frequentes referente a essa vulnerabilidade para obter mais informações sobre a Configuração de Segurança Reforçada do Internet Explorer.

Soluções alternativas

A solução alternativa refere-se a uma configuração ou alteração de configuração que não corrige a vulnerabilidade subjacente mas que ajudaria a bloquear vetores de ataque conhecidos antes de aplicar a atualização. A Microsoft testou as soluções alternativas e estados a seguir como parte do cenário que implica se uma solução alternativa reduziria funcionalidade:

  • Defina as configurações de zona de segurança da Internet e da intranet local como “Alta” para bloquear controles ActiveX e scripts ativos nessas zonas

    Você pode ajudar na proteção contra a exploração dessa vulnerabilidade alterando suas configurações, para que a zona de segurança da Internet bloqueie controles ActiveX e scripts ativos. É possível fazer isso configurando a segurança do navegador como Alta.

    Para aumentar o nível de segurança da navegação no Internet Explorer, siga estas etapas:

    1. No menu Ferramentas do Internet Explorer, clique em Opções da Internet.
    2. Na caixa de diálogo Opções da Internet, clique na guia Segurança e, em seguida, clique em Internet.
    3. Em Nível de segurança para esta zona, mova o controle deslizante para Alto. Isso define o nível de segurança para todos os sites visitados como Alto.
    4. Clique em Intranet local.
    5. Em Nível de segurança para esta zona, mova o controle deslizante para Alto. Isso define o nível de segurança para todos os sites visitados como Alto.
    6. Clique em OK para aceitar as alterações e retornar ao Internet Explorer.

    Observação Se o controle deslizante não estiver visível, clique em Nível padrão e então mova o controle deslizante para Alto.

    Observação A configuração do nível como Alto pode fazer com que alguns sites não funcionem corretamente. Se você encontrar dificuldades ao usar um site após alterar a configuração, mas tiver certeza de que o site é seguro, é possível adicionar esse site à lista de sites confiáveis. Isso permite que o site funcione corretamente, mesmo com a configuração de segurança definida como Alta.

    Impacto da solução alternativa. Há efeitos colaterais ao bloqueio de controles ActiveX e scripts ativos. Muitos sites que não estão na Internet ou na intranet usam controles ActiveX e scripts ativos para fornecer funcionalidade adicional. Por exemplo, um site de comércio eletrônico ou bancário online pode usar controles ActiveX para fornecer menus, formulários de pedidos ou até mesmo extratos de contas. O bloqueio de controles ActiveX ou scripts ativos é uma configuração global que afeta todos os sites da Internet e da intranet. Se você não quiser bloquear controles ActiveX e scripts ativos para esses sites, use os passos descritos em “Adicione sites confiáveis à zona Sites confiáveis do Internet Explorer”.

    Adicione sites confiáveis à zona Sites confiáveis do Internet Explorer

    Depois de definir o Internet Explorer para bloquear controles ActiveX e scripts ativos na zona da Internet e da Intranet local, você pode adicionar sites confiáveis à zona de Sites confiáveis do Internet Explorer. Isso permitirá que você continue usando os sites confiáveis exatamente como faz atualmente, enquanto ajuda a se proteger contra ataques em sites não confiáveis. É recomendável adicionar somente sites nos quais você confia à zona de Sites confiáveis.

    Para isso, execute as seguintes etapas:

    1. No Internet Explorer, clique em Ferramentas, clique em Opções da Internet e, em seguida, clique na guia Segurança.
    2. Na caixa Selecione uma zona de conteúdo da Web para especificar suas configurações de segurança, clique em Sites Confiáveis e, em seguida, clique em Sites.
    3. Se desejar adicionar sites que não requeiram um canal criptografado, clique para desmarcar a caixa de diálogo Exigir verificação do servidor (https:) para todos os sites desta zona.
    4. Na caixa Adicionar este site à zona, digite a URL de um site em que confia e, em seguida, clique em Adicionar.
    5. Repita essas etapas para cada site que você deseja adicionar à zona.
    6. Clique em OK duas vezes para aceitar as alterações e retornar ao Internet Explorer.

    Observação Adicione os sites que você tem certeza de que não realizarão ações mal-intencionadas em seu sistema. Dois em particular que você pode desejar adicionar são *.windowsupdate.microsoft.com e *.update.microsoft.com. Estes são os sites que hospedam a atualização, e é preciso ter um controle ActiveX para instalar a atualização.

     

  • Configure o Internet Explorer para notificá-lo antes da execução de scripts ativos ou desabilite os scripts ativos na zona de segurança da Internet e da Intranet local

    Para se proteger contra a exploração dessa vulnerabilidade, altere as configurações para ser notificado antes da execução de scripts ativos ou desabilite os scripts ativos na zona de segurança da Internet e da intranet local. Para isso, execute as seguintes etapas:

    1. No Internet Explorer, clique em Opções da Internet no menu Ferramentas.
    2. Clique na guia Segurança.
    3. Clique em Internet e, em seguida, clique em Nível Personalizado.
    4. Em Configurações, na seção Script, em Scripts Ativos, clique em Avisar ou Desativar e, em seguida, clique em OK.
    5. Clique em Intranet local e, em seguida, clique em Nível Personalizado.
    6. Em Configurações, na seção Script, em Scripts Ativos, clique em Avisar ou Desativar e, em seguida, clique em OK.
    7. Clique em OK duas vezes para retornar ao Internet Explorer.

    Observação Desabilitar os scripts ativos nas zonas de segurança da Internet e da intranet local poderá fazer com que alguns sites não funcionem corretamente. Se você encontrar dificuldades ao usar um site após alterar a configuração, mas tiver certeza de que o site é seguro, é possível adicionar esse site à lista de sites confiáveis. Isso permitirá que o site funcione adequadamente.

    Impacto da solução alternativa. Há efeitos colaterais para notificação antes da execução de scripts ativos. Muitos sites que não estão na Internet ou na intranet usam scripts ativos para fornecer funcionalidade adicional. Por exemplo, um site de comércio eletrônico ou bancário online pode usar controles ActiveX para fornecer menus, formulários de pedidos ou até mesmo extratos de contas. A notificação antes da execução dos scripts ativos é uma configuração global que afeta todos os sites da Internet e da intranet. Você será notificado frequentemente quando ativar essa solução alternativa. Para cada notificação, se achar que confia no site que está visitando, clique em Sim para executar os scripts ativos. Se não quiser ser avisado para todos esses sites, use os passos descritos em “Adicione sites confiáveis à zona Sites confiáveis do Internet Explorer”.

    Adicione sites confiáveis à zona Sites confiáveis do Internet Explorer

    Depois de definir o Internet Explorer para solicitar confirmação antes de executar controles ActiveX e scripts ativos na zona da Internet e da Intranet local, você pode adicionar sites confiáveis à zona de Sites confiáveis do Internet Explorer. Isso permitirá que você continue usando os sites confiáveis exatamente como faz atualmente, enquanto ajuda a proteger-se de ataques em sites não confiáveis. É recomendável adicionar somente sites nos quais você confia à zona de Sites confiáveis.

    Para isso, execute as seguintes etapas:

    1. No Internet Explorer, clique em Ferramentas, clique em Opções da Internet e, em seguida, clique na guia Segurança.
    2. Na caixa Selecione uma zona de conteúdo da Web para especificar suas configurações de segurança, clique em Sites Confiáveis e, em seguida, clique em Sites.
    3. Se desejar adicionar sites que não requeiram um canal criptografado, clique para desmarcar a caixa de diálogo Exigir verificação do servidor (https:) para todos os sites desta zona.
    4. Na caixa Adicionar este site à zona, digite a URL de um site em que confia e, em seguida, clique em Adicionar.
    5. Repita essas etapas para cada site que você deseja adicionar à zona.
    6. Clique em OK duas vezes para aceitar as alterações e retornar ao Internet Explorer.

    Observação Adicione os sites que você tem certeza de que não realizarão ações mal-intencionadas em seu sistema. Dois em particular que você pode desejar adicionar são *.windowsupdate.microsoft.com e *.update.microsoft.com. Estes são os sites que hospedam a atualização, e é preciso ter um controle ActiveX para instalar a atualização.

     

Perguntas frequentes

Qual é o escopo da vulnerabilidade? 
Essa é uma vulnerabilidade de divulgação não autorizada de informações.

O que provoca a vulnerabilidade? 
A vulnerabilidade é causada quando o Internet Explorer não impõe as políticas corretamente nos domínios, o que permite que o invasor acesse o conteúdo de domínios diferentes.

Para que um invasor pode usar a vulnerabilidade? 
Um invasor que explore com êxito essa vulnerabilidade pode exibir conteúdo de outro domínio ou da zona do Internet Explorer.

De que forma o invasor pode explorar a vulnerabilidade? 
No cenário de ataque pela Web, o invasor pode hospedar um site que contenha um arquivo usado para explorar essa vulnerabilidade. Além disso, sites comprometidos e sites que aceitem ou hospedem conteúdo fornecido pelo usuário podem conter conteúdo especialmente desenvolvido que pode explorar esta vulnerabilidade. Em todos os casos, entretanto, o invasor não tem como forçar os usuários a exibir o conteúdo controlado pelo invasor. Em vez disso, o invasor teria que persuadir os usuários a executarem ações. Por exemplo, um invasor poderia enganar os usuários ao clicar em um link que leve para o site do invasor.

Quais são os principais sistemas que correm riscos com a vulnerabilidade? 
Sistemas em que o Internet Explorer é usado com frequência, como estações de trabalho ou servidores de terminal, estão mais expostos a essa vulnerabilidade.

Estou executando o Internet Explorer para Windows Server 2003, Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012 ou Windows Server 2012 R2. Isso atenua essa vulnerabilidade? 
Sim. Por padrão, o Internet Explorer no Windows Server 2003, Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012 e Windows Server 2012 R2 é executado em um modo restrito, conhecido como Configuração de Segurança Reforçada. A Configuração de Segurança Reforçada é um grupo de configurações predefinidas do Internet Explorer que reduz a probabilidade de um usuário ou administrador baixar e executar um conteúdo da Web especialmente criado em um servidor. Este é um fator atenuante para sites que não tenham sido adicionados à zona Sites confiáveis do Internet Explorer.

O que a atualização faz? 
A atualização elimina a vulnerabilidade ao ajudar a garantir que as políticas dos domínios sejam devidamente impostas no Internet Explorer.

Quando esse boletim de segurança foi lançado, essa vulnerabilidade já tinha sido divulgada publicamente? 
Não. A Microsoft recebeu informações sobre esta vulnerabilidade por meio da divulgação coordenada de vulnerabilidades.

Quando este boletim de segurança foi lançado, a Microsoft recebeu algum relatório informando que essas vulnerabilidades estavam sendo exploradas? 
Não. A Microsoft não recebeu nenhuma informação indicando que essa vulnerabilidade tinha sido usada publicamente para atacar clientes quando este boletim de segurança foi lançado pela primeira vez.

Haverá vulnerabilidades de execução remota de código quando o Internet Explorer acessar indevidamente um objeto na memória. Essas vulnerabilidades podem corromper a memória de modo que um invasor possa executar um código arbitrário no contexto do usuário atual.

Para ver essas vulnerabilidades como uma entrada padrão na lista Common Vulnerabilities and Exposures, clique no link na tabela a seguir:

Título da vulnerabilidade

Número de CVE

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0267

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0269

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0270

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0272

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0273

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0274

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0275

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0276

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0277

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0278

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0279

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0280

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0281

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0283

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0284

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0285

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0286

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0287

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0288

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0289

Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer

CVE-2014-0290

 

Fatores atenuantes

A atenuação refere-se a uma configuração, configuração comum ou prática recomendada geral, existindo num estado padrão, que possa reduzir a gravidade de exploração de uma vulnerabilidade. Os fatores de atenuação a seguir podem ser úteis em sua situação:

  • Em um cenário de ataque com base na Web, o invasor pode hospedar um site especialmente criado para explorar essas vulnerabilidades através do Internet Explorer e então, convencer um usuário a visualizar o site. O invasor também pode tirar proveito dos sites comprometidos e de sites que aceitam ou hospedam o conteúdo fornecido pelo usuário ou anúncios. Esses sites podem conter conteúdo especialmente criado para explorar essas vulnerabilidades. Em todos os casos, entretanto, o invasor não tem como forçar os usuários a exibir o conteúdo controlado pelo invasor. Em vez disso, o invasor precisa convencer os usuários a executar uma ação, normalmente clicando em um link em uma mensagem de email ou em uma mensagem do Instant Messenger que leve os usuários ao site do invasor ou abrindo um anexo enviado por email.
  • O invasor que explorar com êxito as vulnerabilidades poderá obter os mesmos direitos que o usuário ativo. Os usuários cujas contas são configuradas com poucos direitos de usuário no sistema correm menos riscos do que aqueles que possuem direitos administrativos.
  • Por padrão, todas as versões com suporte do Microsoft Outlook, Microsoft Outlook Express e Windows Mail abrem emails em HTML na zona de sites restritos. A zona de sites restritos, que desabilita o script e os controles ActiveX, ajuda a reduzir o risco de um invasor ser capaz de usar esta vulnerabilidade para executar código mal-intencionado. Se um usuário clicar em um link de uma mensagem de email, ele ainda poderá estar vulnerável por meio do cenário de ataque baseado na Web.
  • Por padrão, o Internet Explorer no Windows Server 2003, Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012 e Windows Server 2012 R2 é executado em um modo restrito, conhecido como Configuração de Segurança Reforçada. Esse modo atenua estas vulnerabilidades. Consulte a seção Perguntas frequentes referente a essas vulnerabilidades para obter mais informações sobre a Configuração de Segurança Reforçada do Internet Explorer.

Soluções alternativas

A solução alternativa refere-se a uma configuração ou alteração de configuração que não corrige a vulnerabilidade subjacente mas que ajudaria a bloquear vetores de ataque conhecidos antes de aplicar a atualização. A Microsoft testou as soluções alternativas e estados a seguir como parte do cenário que implica se uma solução alternativa reduziria funcionalidade:

  • Defina as configurações de zona de segurança da Internet e da intranet local como “Alta” para bloquear controles ActiveX e scripts ativos nessas zonas

    Você pode ajudar na proteção contra a exploração dessas vulnerabilidades alterando suas configurações para que a zona de segurança da Internet bloqueie controles ActiveX e scripts ativos. É possível fazer isso configurando a segurança do navegador como Alta.

    Para aumentar o nível de segurança da navegação no Internet Explorer, siga estas etapas:

    1. No menu Ferramentas do Internet Explorer, clique em Opções da Internet.
    2. Na caixa de diálogo Opções da Internet, clique na guia Segurança e, em seguida, clique em Internet.
    3. Em Nível de segurança para esta zona, mova o controle deslizante para Alto. Isso define o nível de segurança para todos os sites visitados como Alto.
    4. Clique em Intranet local.
    5. Em Nível de segurança para esta zona, mova o controle deslizante para Alto. Isso define o nível de segurança para todos os sites visitados como Alto.
    6. Clique em OK para aceitar as alterações e retornar ao Internet Explorer.

    Observação Se o controle deslizante não estiver visível, clique em Nível padrão e então mova o controle deslizante para Alto.

    Observação A configuração do nível como Alto pode fazer com que alguns sites não funcionem corretamente. Se você encontrar dificuldades ao usar um site após alterar a configuração, mas tiver certeza de que o site é seguro, é possível adicionar esse site à lista de sites confiáveis. Isso permite que o site funcione corretamente, mesmo com a configuração de segurança definida como Alta.

    Impacto da solução alternativa. Há efeitos colaterais ao bloqueio de controles ActiveX e scripts ativos. Muitos sites que não estão na Internet ou na intranet usam controles ActiveX e scripts ativos para fornecer funcionalidade adicional. Por exemplo, um site de comércio eletrônico ou bancário online pode usar controles ActiveX para fornecer menus, formulários de pedidos ou até mesmo extratos de contas. O bloqueio de controles ActiveX ou scripts ativos é uma configuração global que afeta todos os sites da Internet e da intranet. Se você não quiser bloquear controles ActiveX e scripts ativos para esses sites, use os passos descritos em “Adicione sites confiáveis à zona Sites confiáveis do Internet Explorer”.

    Adicione sites confiáveis à zona Sites confiáveis do Internet Explorer

    Depois de definir o Internet Explorer para bloquear controles ActiveX e scripts ativos na zona da Internet e da Intranet local, você pode adicionar sites confiáveis à zona de Sites confiáveis do Internet Explorer. Isso permitirá que você continue usando os sites confiáveis exatamente como faz atualmente, enquanto ajuda a se proteger contra ataques em sites não confiáveis. É recomendável adicionar somente sites nos quais você confia à zona de Sites confiáveis.

    Para isso, execute as seguintes etapas:

    1. No Internet Explorer, clique em Ferramentas, clique em Opções da Internet e, em seguida, clique na guia Segurança.
    2. Na caixa Selecione uma zona de conteúdo da Web para especificar suas configurações de segurança, clique em Sites Confiáveis e, em seguida, clique em Sites.
    3. Se desejar adicionar sites que não requeiram um canal criptografado, clique para desmarcar a caixa de diálogo Exigir verificação do servidor (https:) para todos os sites desta zona.
    4. Na caixa Adicionar este site à zona, digite a URL de um site em que confia e, em seguida, clique em Adicionar.
    5. Repita essas etapas para cada site que você deseja adicionar à zona.
    6. Clique em OK duas vezes para aceitar as alterações e retornar ao Internet Explorer.

    Observação Adicione os sites que você tem certeza de que não realizarão ações mal-intencionadas em seu sistema. Dois em particular que você pode desejar adicionar são *.windowsupdate.microsoft.com e *.update.microsoft.com. Estes são os sites que hospedam a atualização, e é preciso ter um controle ActiveX para instalar a atualização.

     

  • Configure o Internet Explorer para notificá-lo antes da execução de scripts ativos ou desabilite os scripts ativos na zona de segurança da Internet e da Intranet local

    Para se proteger contra a exploração dessas vulnerabilidades, altere as configurações para ser notificado antes da execução de scripts ativos ou desabilite os scripts ativos na zona de segurança da Internet e da intranet local. Para isso, execute as seguintes etapas:

    1. No Internet Explorer, clique em Opções da Internet no menu Ferramentas.
    2. Clique na guia Segurança.
    3. Clique em Internet e, em seguida, clique em Nível Personalizado.
    4. Em Configurações, na seção Script, em Scripts Ativos, clique em Avisar ou Desativar e, em seguida, clique em OK.
    5. Clique em Intranet local e, em seguida, clique em Nível Personalizado.
    6. Em Configurações, na seção Script, em Scripts Ativos, clique em Avisar ou Desativar e, em seguida, clique em OK.
    7. Clique em OK duas vezes para retornar ao Internet Explorer.

    Observação Desabilitar os scripts ativos nas zonas de segurança da Internet e da intranet local poderá fazer com que alguns sites não funcionem corretamente. Se você encontrar dificuldades ao usar um site após alterar a configuração, mas tiver certeza de que o site é seguro, é possível adicionar esse site à lista de sites confiáveis. Isso permitirá que o site funcione adequadamente.

    Impacto da solução alternativa. Há efeitos colaterais para notificação antes da execução de scripts ativos. Muitos sites que não estão na Internet ou na intranet usam scripts ativos para fornecer funcionalidade adicional. Por exemplo, um site de comércio eletrônico ou bancário online pode usar controles ActiveX para fornecer menus, formulários de pedidos ou até mesmo extratos de contas. A notificação antes da execução dos scripts ativos é uma configuração global que afeta todos os sites da Internet e da intranet. Você será notificado frequentemente quando ativar essa solução alternativa. Para cada notificação, se achar que confia no site que está visitando, clique em Sim para executar os scripts ativos. Se não quiser ser avisado para todos esses sites, use os passos descritos em “Adicione sites confiáveis à zona Sites confiáveis do Internet Explorer”.

    Adicione sites confiáveis à zona Sites confiáveis do Internet Explorer

    Depois de definir o Internet Explorer para solicitar confirmação antes de executar controles ActiveX e scripts ativos na zona da Internet e da Intranet local, você pode adicionar sites confiáveis à zona de Sites confiáveis do Internet Explorer. Isso permitirá que você continue usando os sites confiáveis exatamente como faz atualmente, enquanto ajuda a proteger-se de ataques em sites não confiáveis. É recomendável adicionar somente sites nos quais você confia à zona de Sites confiáveis.

    Para isso, execute as seguintes etapas:

    1. No Internet Explorer, clique em Ferramentas, clique em Opções da Internet e, em seguida, clique na guia Segurança.
    2. Na caixa Selecione uma zona de conteúdo da Web para especificar suas configurações de segurança, clique em Sites Confiáveis e, em seguida, clique em Sites.
    3. Se desejar adicionar sites que não requeiram um canal criptografado, clique para desmarcar a caixa de diálogo Exigir verificação do servidor (https:) para todos os sites desta zona.
    4. Na caixa Adicionar este site à zona, digite a URL de um site em que confia e, em seguida, clique em Adicionar.
    5. Repita essas etapas para cada site que você deseja adicionar à zona.
    6. Clique em OK duas vezes para aceitar as alterações e retornar ao Internet Explorer.

    Observação Adicione os sites que você tem certeza de que não realizarão ações mal-intencionadas em seu sistema. Dois em particular que você pode desejar adicionar são *.windowsupdate.microsoft.com e *.update.microsoft.com. Estes são os sites que hospedam a atualização, e é preciso ter um controle ActiveX para instalar a atualização.

     

Perguntas frequentes

Qual é o escopo das vulnerabilidades? 
São vulnerabilidades de execução remota de código no contexto do usuário atual.

O que causa as vulnerabilidades? 
Quando o Internet Explorer acessa indevidamente um objeto na memória, a memória pode ser corrompida de tal maneira que um invasor poderia executar um código arbitrário no contexto do usuário atual.

Para que um invasor pode usar as vulnerabilidades? 
O invasor que explorar com êxito as vulnerabilidades poderá obter os mesmos direitos que o usuário ativo. Se um usuário atual tiver feito logon com direitos administrativos, o invasor que explorar com êxito essas vulnerabilidades poderá obter o controle total do sistema afetado. O invasor poderá instalar programas; exibir, alterar ou excluir dados; ou criar novas contas com direitos totais de usuário.

De que forma o invasor pode explorar as vulnerabilidades? 
Um invasor pode hospedar um site especialmente projetado para explorar essas vulnerabilidades através do Internet Explorer e, em seguida, convencer um usuário a visualizar o site. O invasor também pode tirar proveito dos sites comprometidos e de sites que aceitam ou hospedam o conteúdo fornecido pelo usuário ou anúncios. Esses sites podem conter conteúdo especialmente criado para explorar essas vulnerabilidades. Em todos os casos, entretanto, o invasor não tem como forçar os usuários a exibir o conteúdo controlado pelo invasor. Em vez disso, o invasor precisa convencer os usuários a executar uma ação, normalmente clicando em um link em uma mensagem de email ou em uma mensagem do Instant Messenger que leve os usuários ao site do invasor ou abrindo um anexo enviado por email.

Quais são os sistemas que mais correm riscos com as vulnerabilidades? 
Sistemas em que o Internet Explorer é usado com frequência, como estações de trabalho ou servidores de terminal, estão mais expostos a essas vulnerabilidades.

Estou executando Internet Explorer para Windows Server 2003, Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012 ou Windows Server 2012 R2. Isso atenua essas vulnerabilidades? 
Sim. Por padrão, o Internet Explorer no Windows Server 2003, Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012 e Windows Server 2012 R2 é executado em um modo restrito, conhecido como Configuração de Segurança Reforçada. A Configuração de Segurança Reforçada é um grupo de configurações predefinidas do Internet Explorer que reduz a probabilidade de um usuário ou administrador baixar e executar um conteúdo da Web especialmente criado em um servidor. Este é um fator atenuante para sites que não tenham sido adicionados à zona Sites confiáveis do Internet Explorer.

O EMET ajuda a atenuar ataques que tentam explorar estas vulnerabilidades? 
Sim. O Enhanced Mitigation Experience Toolkit (EMET) permite que os usuários gerenciem tecnologias de atenuação de segurança que ajudam a dificultar a exploração de vulnerabilidades por parte dos invasores em uma determinada porção do software. O EMET ajuda a reduzir essas vulnerabilidades no Internet Explorer em sistemas nos quais está instalado e configurado para funcionar com o Internet Explorer.

Para obter mais informações sobre o EMET, consulte Enhanced Mitigation Experience Toolkit.

O que a atualização faz? 
A atualização elimina as vulnerabilidades modificando a maneira como o Internet Explorer manipula objetos na memória.

Quando este boletim de segurança foi lançado, essas vulnerabilidades já tinham sido divulgadas publicamente? 
Consulte a seguinte tabela:

Número de CVE

Publicamente divulgadas

CVE-2014-0267

Sim

CVE-2014-0269

Não

CVE-2014-0270

Não

CVE-2014-0272

Não

CVE-2014-0273

Não

CVE-2014-0274

Não

CVE-2014-0275

Não

CVE-2014-0276

Não

CVE-2014-0277

Não

CVE-2014-0278

Não

CVE-2014-0279

Não

CVE-2014-0280

Não

CVE-2014-0281

Não

CVE-2014-0283

Não

CVE-2014-0284

Não

CVE-2014-0285

Não

CVE-2014-0286

Não

CVE-2014-0287

Não

CVE-2014-0288

Não

CVE-2014-0289

Não

CVE-2014-0290

Não

 

Quando este boletim de segurança foi lançado, a Microsoft tinha recebido algum relatório informando que essas vulnerabilidades estavam sendo exploradas? 
Consulte a seguinte tabela:

Número de CVE

Explorado

CVE-2014-0267

Não

CVE-2014-0269

Não

CVE-2014-0270

Não

CVE-2014-0272

Não

CVE-2014-0273

Não

CVE-2014-0274

Não

CVE-2014-0275

Não

CVE-2014-0276

Não

CVE-2014-0277

Não

CVE-2014-0278

Não

CVE-2014-0279

Não

CVE-2014-0280

Não

CVE-2014-0281

Não

CVE-2014-0283

Não

CVE-2014-0284

Não

CVE-2014-0285

Não

CVE-2014-0286

Não

CVE-2014-0287

Não

CVE-2014-0288

Não

CVE-2014-0289

Não

CVE-2014-0290

Não

 

Vários recursos estão disponíveis para ajudar administradores a implantar atualizações de segurança.

  • O MBSA (Microsoft Baseline Security Analyzer) permite aos administradores pesquisar, em sistemas locais e remotos, atualizações de segurança ausentes e problemas de configuração de segurança comuns.
  • O WSUS (Windows Server Update Services), SMS (Systems Management Server) e SCCM (System Center Configuration Manager) ajudam os administradores a distribuir as atualizações de segurança.
  • Os componentes do Avaliador de compatibilidade com atualizações, incluídos no Kit de ferramentas de compatibilidade de aplicativos, auxilia a otimizar os testes e a validação das atualizações do Windows com relação aos aplicativos instalados.

Para informações sobre estas e outras ferramentas que estão disponíveis, consulte Ferramentas de segurança para profissionais de TI

Windows XP (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nomes dos arquivos de atualização de segurança

Para Internet Explorer 6 para todas as edições de 32 bits com suporte do Windows XP:
WindowsXP-KB2909921-x86-ENU.exe


Para Internet Explorer 6 para todas as edições baseadas em x64 do Windows XP com suporte:
WindowsServer2003.WindowsXP-KB2909921-x64-ENU.exe


Para Internet Explorer 7 para todas as edições de 32 bits com suporte do Windows XP:
IE7-WindowsXP-KB2909921-x86-ENU.exe


Para Internet Explorer 7 para todas as edições baseadas em x64 do Windows XP com suporte:
IE7-WindowsServer2003.WindowsXP-KB2909921-x64-ENU.exe


Para Internet Explorer 8 para todas as edições de 32 bits do Windows XP com suporte:
IE8-WindowsXP-KB2909921-x86-ENU.exe


Para Internet Explorer 8 para todas as edições baseadas em x64 do Windows XP com suporte:
IE8-WindowsServer2003.WindowsXP-KB2909921-x64-ENU.exe

Opções de instalação

Consulte o artigo 262841 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Arquivo de log de atualização

Para Internet Explorer 6 para todas as edições do Windows XP com suporte:
KB2909921.log


Para Internet Explorer 7 para todas as edições do Windows XP com suporte:
KB2909921-IE7.log


Para Internet Explorer 8 para todas as edições do Windows XP com suporte:
KB2909921-IE8.log

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

Para Internet Explorer 6 para todas as edições do Windows XP com suporte:
Use o item Adicionar ou remover programas no Painel de controle ou o utilitário Spuninst.exe localizado na pasta %Windir%\$NTUninstallKB2909921$\Spuninst


Para Internet Explorer 7 para todas as edições do Windows XP com suporte:
Use o item Adicionar ou Remover Programas no Painel de Controle ou o utilitário Spuninst.exe, localizado na pasta %Windir%\ie7updates\KB2909921-IE7\spuninst


Para Internet Explorer 8 para todas as edições do Windows XP com suporte:
Use o item Adicionar ou Remover Programas no Painel de Controle ou o utilitário Spuninst.exe, localizado na pasta %Windir%\ie8updates\KB2909921-IE8\spuninst

Informações sobre o arquivo

Consulte o artigo 2909921 (em inglês) da Base de dados de conhecimento Microsoft.

Verificação da chave do Registro

Para Internet Explorer 6 para todas as edições de 32 bits com suporte do Windows XP:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows XP\SP4\KB2909921\Filelist


Para Internet Explorer 6 para todas as edições baseadas em x64 do Windows XP com suporte:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows XP Version 2003\SP3\KB2909921\Filelist


Para Internet Explorer 7 para todas as edições de 32 bits com suporte do Windows XP:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows XP\SP0\KB2909921-IE7\Filelist


Para Internet Explorer 7 para todas as edições baseadas em x64 do Windows XP com suporte:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows XP Version 2003\SP0\KB2909921-IE7\Filelist


Para Internet Explorer 8 para todas as edições de 32 bits do Windows XP com suporte:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows XP\SP0\KB2909921-IE8\Filelist


Para Internet Explorer 8 para todas as edições baseadas em x64 do Windows XP com suporte:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows XP Version 2003\SP0\KB2909921-IE8\Filelist

 

Observação a atualização para as versões com suporte do Windows XP Professional x64 Edition também se aplica a versões suportadas do Windows Server 2003 x64 Edition.

 

Windows Server 2003 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nomes dos arquivos de atualização de segurança

Para Internet Explorer 6 para todas as edições de 32 bits com suporte do Windows Server 2003:
WindowsServer2003-KB2909921-x86-ENU.exe


Para Internet Explorer 6 para todas as edições baseadas em x64 do Windows Server 2003 para as quais existe suporte:
WindowsServer2003.WindowsXP-KB2909921-x64-ENU.exe


Para Internet Explorer 6 para todas as edições baseadas no Itanium com suporte do Windows Server 2003:
WindowsServer2003-KB2909921-ia64-ENU.exe


Para Internet Explorer 7 para todas as edições de 32 bits com suporte do Windows Server 2003:
IE7-WindowsServer2003-KB2909921-x86-ENU.exe


Para Internet Explorer 7 para todas as edições baseadas em x64 do Windows Server 2003 para as quais existe suporte:
IE7-WindowsServer2003.WindowsXP-KB2909921-x64-ENU.exe


Para Internet Explorer 7 para todas as edições baseadas no Itanium com suporte do Windows Server 2003:
IE7-WindowsServer2003-KB2909921-ia64-ENU.exe


Para Internet Explorer 8 para todas as edições de 32 bits com suporte do Windows Server 2003:
IE8-WindowsServer2003-KB2909921-x86-ENU.exe


Para Internet Explorer 8 para todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows Server 2003:
IE8-WindowsServer2003.WindowsXP-KB2909921-x64-ENU.exe

Opções de instalação

Consulte o artigo 262841 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Arquivo de log de atualização

Para Internet Explorer 6 para todas as edições de 32 bits, edições baseadas em x64 e edições baseadas no Itanium com suporte do Windows Server 2003:
KB2909921.log


Para Internet Explorer 7 para todas as edições de 32 bits, edições baseadas em x64 e edições baseadas no Itanium com suporte do Windows Server 2003:
KB2909921-IE7.log


Para Internet Explorer 8 para todas as edições de 32 bits e edições baseadas em x64 com suporte do Windows Server 2003:
KB2909921-IE8.log

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

Para Internet Explorer 6 para todas as edições de 32 bits, edições baseadas em x64 e edições baseadas no Itanium com suporte do Windows Server 2003:
Use o item Adicionar ou Remover Programas no Painel de Controle ou o utilitário Spuninst.exe, localizado na pasta %Windir%\$NTUninstallKB2909921$\Spuninst


Para Internet Explorer 7 para todas as edições de 32 bits, edições baseadas em x64 e edições baseadas no Itanium com suporte do Windows Server 2003:
Use o item Adicionar ou Remover Programas no Painel de Controle ou o utilitário Spuninst.exe, localizado na pasta %Windir%\ie7updates\KB2909921-IE7\spuninst


Para Internet Explorer 8 para todas as edições de 32 bits e edições baseadas em x64 com suporte do Windows Server 2003:
Use o item Adicionar ou Remover Programas no Painel de Controle ou o utilitário Spuninst.exe, localizado na pasta %Windir%\ie8updates\KB2909921-IE8\spuninst

Informações sobre o arquivo

Consulte o artigo 2909921 (em inglês) da Base de dados de conhecimento Microsoft.

Verificação da chave do Registro

Para Internet Explorer 6 para todas as edições de 32 bits, edições baseadas em x64 e edições baseadas no Itanium com suporte do Windows Server 2003:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows Server 2003\SP3\KB2909921\Filelist


Para Internet Explorer 7 para todas as edições de 32 bits, edições baseadas em x64 e edições baseadas no Itanium com suporte do Windows Server 2003:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows Server 2003\SP0\KB2909921-IE7\Filelist


Para Internet Explorer 8 para todas as edições de 32 bits e edições baseadas em x64 com suporte do Windows Server 2003:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows Server 2003\SP0\KB2909921-IE8\Filelist

 

Observação a atualização para as versões com suporte do Windows Server 2003 x64 Edition também se aplica a versões suportadas do Windows XP Professional x64 Edition.

 

Windows Vista (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nomes dos arquivos de atualização de segurança

Para Internet Explorer 7 em todas as edições de 32 bits com suporte do Windows Vista:
Windows6.0-KB2909921-x86.msu


Para Internet Explorer 7 em todas as edições baseadas em x64 do Windows Vista para as quais existe suporte:
Windows6.0-KB2909921-x64.msu


Para Internet Explorer 8 em todas as edições de 32 bits com suporte do Windows Vista:
IE8-Windows6.0-KB2909921-x86.msu


Para Internet Explorer 8 em todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows Vista:
IE8-Windows6.0-KB2909921-x64.msu


Para Internet Explorer 9 para todas as edições de 32 bits com suporte do Windows Vista:
IE9-Windows6.0-KB2909921-x86.msu


Para Internet Explorer 9 para todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows Vista:
IE9-Windows6.0-KB2909921-x64.msu

Opções de instalação

Consulte o artigo 934307 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

O WUSA.exe não oferece suporte à desinstalação de atualizações. Para desinstalar uma atualização instalada por WUSA, clique em Painel de Controle e em Segurança. No Windows Update, clica em Exibir atualizações instaladas e seleciona a partir da lista de atualizações.

Informações sobre o arquivo

Consulte o artigo 2909921 (em inglês) da Base de dados de conhecimento Microsoft.

Verificação da chave do Registro

Observação Não existe uma chave do Registro para validar a presença dessa atualização.

 

Windows Server 2008 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nomes dos arquivos de atualização de segurança

Para Internet Explorer 7 em todas as edições de 32 bits com suporte do Windows Server 2008:
Windows6.0-KB2909921-x86.msu


Para Internet Explorer 7 em todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows Server 2008:
Windows6.0-KB2909921-x64.msu


Para Internet Explorer 7 em todas as edições baseadas no Itanium com suporte do Windows Server 2008:
Windows6.0-KB2909921-ia64.msu


Para Internet Explorer 8 em todas as edições de 32 bits com suporte do Windows Server 2008:
IE8-Windows6.0-KB2909921-x86.msu


Para Internet Explorer 8 em todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows Server 2008:
IE8-Windows6.0-KB2909921-x64.msu


Para Internet Explorer 9 para todas as edições de 32 bits com suporte do Windows Server 2008:
IE9-Windows6.0-KB2909921-x86.msu


Para Internet Explorer 9 em todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows Server 2008:
IE9-Windows6.0-KB2909921-x64.msu

Opções de instalação

Consulte o artigo 934307 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

O WUSA.exe não oferece suporte à desinstalação de atualizações. Para desinstalar uma atualização instalada por WUSA, clique em Painel de Controle e em Segurança. No Windows Update, clica em Exibir atualizações instaladas e seleciona a partir da lista de atualizações.

Informações sobre o arquivo

Consulte o artigo 2909921 (em inglês) da Base de dados de conhecimento Microsoft.

Verificação da chave do Registro

Observação Não existe uma chave do Registro para validar a presença dessa atualização.

 

Windows 7 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nome do arquivo de atualização de segurança

Para Internet Explorer 8 em todas as edições de 32 bits com suporte do Windows 7:
Windows6.1-KB2909921-x86.msu


Para Internet Explorer 8 em todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows 7:
Windows6.1-KB2909921-x64.msu


Para Internet Explorer 9 para todas as edições de 32 bits com suporte do Windows 7:
IE9-Windows6.1-KB2909921-x86.msu


Para Internet Explorer 9 para todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows 7:
IE9-Windows6.1-KB2909921-x64.msu


Para Internet Explorer 10 para sistemas Windows 7 de 32 bits Service Pack 1:
IE10-Windows6.1-KB2909921-x86.msu


Para Internet Explorer 10 para sistemas Windows 7 baseados em x64 Service Pack 1:
IE10-Windows6.1-KB2909921-x64.msu


Para Internet Explorer 11 para sistemas Windows 7 de 32 bits Service Pack 1:
IE11-Windows6.1-KB2909921-x86.msu


Para Internet Explorer 11 para sistemas Windows 7 Service Pack 1 baseados em x64:
IE11-Windows6.1-KB2909921-x64.msu

Opções de instalação

Consulte o artigo 934307 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

Para desinstalar uma atualização instalada pelo WUSA, use a opção de instalação /Uninstall ou clique em Painel de Controle e em Sistema e Segurança; depois, no Windows Update, clique em Exibir atualizações instaladas e faça sua seleção na lista de atualizações.

Informações sobre o arquivo

Consulte o artigo 2909921 (em inglês) da Base de dados de conhecimento Microsoft.

Verificação da chave do Registro

Observação Não existe uma chave do Registro para validar a presença dessa atualização.

 

Windows Server 2008 R2 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nome do arquivo de atualização de segurança

Para Internet Explorer 8 em todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows Server 2008 R2:
Windows6.1-KB2909921-x64.msu


Para Internet Explorer 8 em todas as edições baseadas no Itanium com suporte do Windows Server 2008 R2:
Windows6.1-KB2909921-ia64.msu


Para Internet Explorer 9 para todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows Server 2008 R2:
IE9-Windows6.1-KB2909921-x64.msu


Para Internet Explorer 10 para sistemas Windows Server 2008 R2 baseados em x64 Service Pack 1:
IE10-Windows6.1-KB2909921-x64.msu


Para Internet Explorer 11 para sistemas Windows Server 2008 R2 baseados em x64 Service Pack 1:
IE11-Windows6.1-KB2909921-x64.msu

Opções de instalação

Consulte o artigo 934307 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

Para desinstalar uma atualização instalada pelo WUSA, use a opção de instalação /Uninstall ou clique em Painel de Controle e em Sistema e Segurança; depois, no Windows Update, clique em Exibir atualizações instaladas e faça sua seleção na lista de atualizações.

Informações sobre o arquivo

Consulte o artigo 2909921 (em inglês) da Base de dados de conhecimento Microsoft.

Verificação da chave do Registro

Observação Não existe uma chave do Registro para validar a presença dessa atualização.

 

Windows 8 e Windows 8.1 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nome do arquivo de atualização de segurança

Para Internet Explorer 10 em todas as edições de 32 bits com suporte do Windows 8:
Windows8-RT-KB2909921-x86.msu


Para Internet Explorer 10 em todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows 8:
Windows8-RT-KB2909921-x64.msu


Para Internet Explorer 11 em todas as edições de 32 bits com suporte do Windows 8.1:
Windows8.1-KB2909921-x86.msu


Para Internet Explorer 11 em todas as edições do Windows 8 baseadas em x64 com suporte:
Windows8.1-KB2909921-x64.msu

Opções de instalação

Consulte o artigo 934307 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

Para desinstalar uma atualização instalada pelo WUSA, use a opção /Uninstall ou clique em Painel de Controle, Sistema e Segurança; depois clique no Windows Update, e, abaixo de Veja também, clique em Atualizações instaladas e selecione uma opção na lista.

Informações sobre o arquivo

Consulte o artigo 2909921 (em inglês) da Base de dados de conhecimento Microsoft.

Verificação da chave do Registro

Observação Não existe uma chave do Registro para validar a presença dessa atualização.

 

Windows Server 2012 e Windows Server 2012 R2 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nome do arquivo de atualização de segurança

Para Internet Explorer 10 em todas as edições com suporte do Windows Server 2012:
Windows8-RT-KB2909921-x64.msu


Para Internet Explorer 11 em todas as edições com suporte do Windows Server 2012 R2:
Windows8.1-KB2909921-x64.msu

Opções de instalação

Consulte o artigo 934307 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

Para desinstalar uma atualização instalada pelo WUSA, use a opção /Uninstall ou clique em Painel de Controle, Sistema e Segurança; depois clique no Windows Update, e, abaixo de Veja também, clique em Atualizações instaladas e selecione uma opção na lista.

Informações sobre o arquivo

Consulte o artigo 2909921 (em inglês) da Base de dados de conhecimento Microsoft.

Verificação da chave do Registro

Observação Não existe uma chave do Registro para validar a presença dessa atualização.

 

Windows RT e Windows RT 8.1 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Implantação

Esta atualização está disponível no Windows Update.

Requisitos de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

Clique em Painel de controle, em Sistema e segurança e, em Windows Update, e, abaixo de Veja também, clique em Atualizações instaladas e selecione uma opção na lista.

Informações sobre o arquivo

Não Aplicável

A Microsoft agradece às pessoas mencionadas abaixo por trabalhar conosco para ajudar a proteger os clientes:

  • Liang Chen, da KeenTeam (@K33nTeam), por trabalhar conosco na vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0267)
  • Code Audit Labs, da VulnHunt, por trabalhar conosco na vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0267)
  • James Forshaw, da Context Information Security, por relatar a vulnerabilidade de elevação de privilégio do Internet Explorer (CVE-2014-0268)
  • Simon Zuckerbraun, que trabalha com a Zero Day Initiative da HP , por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0269)
  • Jose A. Vazquez da Yenteasy - Security Research, que trabalha com a Zero Day Initiative da HP, por relatar a Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0270)
  • Jose A. Vazquez, da Yenteasy - Security Research, que trabalha com a VeriSign iDefense Labs, por relatar a Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0270)
  • Bo Qu, da Palo Alto Networks, por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0272)
  • Bo Qu, da Palo Alto Networks, por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0273)
  • Arthur Gerkis, que trabalha com a Zero Day Initiative da HP  , por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0274)
  • lokihardt@ASRT, que trabalha com a Zero Day Initiative da HP  , por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0274)
  • Simon Zuckerbraun, que trabalha com a Zero Day Initiative daHP , por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0275)
  • Scott Bell, da Security-Assessment.com, por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0276)
  • Scott Bell, da Security-Assessment.com, por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0277)
  • Bo Qu, da Palo Alto Networks, por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0278)
  • Um pesquisador anônimo, que trabalha com a Zero Day Initiative da HP , por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0278)
  • Scott Bell, da Security-Assessment.com, por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0279)
  • Bo Qu, da Palo Alto Networks, por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0279)
  • Scott Bell, da Security-Assessment.com, por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0280)
  • cons0ul e suto, que trabalham com a Zero Day Initiative da HP , por relatar a Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0281)
  • Sachin Shinde, por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0283)
  • Sachin Shinde, por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0284)
  • Simon Zuckerbraun, que trabalha com a Zero Day Initiative da HP , por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0285)
  • Um pesquisador anônimo, que trabalha com a Zero Day Initiative da HP , por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0285)
  • Simon Zuckerbraun, que trabalha com a Zero Day Initiative da HP , por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0286)
  • Peter "corelanc0d3r" Van Eeckhoutte, da Corelan, que trabalha com a Zero Day Initiative da HP , por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0287)
  • Arthur Gerkis, que trabalha com a Zero Day Initiative da HP , por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0288)
  • lokihardt@ASRT, que trabalha com a Zero Day Initiative da HP , por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0289)
  • Bo Qu, da Palo Alto Networks, por relatar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0290)
  • Zhibin Hu, da Qihoo por relatar a Vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0290)
  • Yuki Chen, da Trend Micro, trabalhando em conjunto com a Zero Day Initiative da HP , por reportar a vulnerabilidade de corrupção de memória do Internet Explorer (CVE-2014-0290)
  • Dieyu dieu deus deva divine dio theos dievas dewa ilu Diyin Ayóo Átʼéii atua tiānzhŭ Yahweh Zeus Odin El por reportar a Vulnerabilidade de divulgação não autorizada de informações do Internet Explorer em domínios (CVE-2014-0293)

Microsoft Active Protections Program (MAPP)

Para melhorar as proteções de segurança para os clientes, a Microsoft fornece informações sobre vulnerabilidades aos principais fornecedores de software de segurança antes do lançamento de cada atualização de segurança mensal. Assim, os fornecedores de software de segurança podem usar essas informações sobre vulnerabilidades para fornecer proteções atualizadas aos clientes por meio de seus softwares ou dispositivos de segurança, como antivírus, sistemas de detecção de invasões baseados em rede ou sistemas de prevenção de invasões baseados em host. Para determinar se os fornecedores de software de segurança estão disponibilizando proteções ativas, visite os sites de proteções ativas fornecidos pelos parceiros do programa, listados em Parceiros do Microsoft Active Protections Program (MAPP).

Suporte

Como obter ajuda e suporte para esta atualização de segurança

Aviso de isenção de responsabilidade

As informações fornecidas na Microsoft Knowledge Base são apresentadas "no estado em que se encontram", sem garantia de qualquer tipo. A Microsoft se isenta de todas as garantias, expressas ou implícitas, inclusive as garantias de comercialização e adequação a um propósito específico. Em hipótese alguma a Microsoft Corporation ou seus fornecedores serão responsáveis por quaisquer danos, inclusive danos diretos, indiretos, incidentais, consequenciais, danos por lucros cessantes ou danos especiais, mesmo que a Microsoft Corporation ou seus fornecedores tenham sido alertados da possibilidade dos referidos danos. Como alguns estados não permitem a exclusão ou limitação de responsabilidade por danos consequenciais ou indiretos, a limitação acima pode não ser aplicável a você.

Revisões

  • V1.0 (11 de fevereiro de 2014): Boletim publicado.

Página gerada em 23-04-2014 às 12:16 Z 07:00.
Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2015 Microsoft