Migração para o SQL Server 2005 na Microsoft

Informe oficial técnico

Publicado em: 19 de dezembro de 2005

IT Showcase
Nesta página

Sinopse
Introdução
Atualização para o SQL Server 2005
Aproveitando os recursos do SQL Server 2005
Melhores práticas e benefícios
Conclusão

Sinopse

As necessidades comerciais na Microsoft exigem soluções corporativas que forneçam informações em tempo real e inteligência comercial. O Microsoft® SQL Server™ foi útil ao fornecer um conjunto básico de recursos que ajuda a atender às necessidades da Microsoft. Com cada nova versão do SQL Server, o conjunto básico de recursos tem sido aprimorado, a fim de atender às novas demandas dos grupos comerciais na Microsoft. O Microsoft SQL Server 2005 é um dos lançamentos mais completos em termos de recursos, fornecendo aprimoramentos no gerenciamento de informações, na produtividade de desenvolvimento e no desempenho de aplicativo corporativos.

Com o objetivo de fornecer aos grupos comerciais da Microsoft uma plataforma mais confiável, eficiente e escalonável do ponto de vista corporativo, a TI da Microsoft (Tecnologia da informação da Microsoft) vem utilizando versões de pré-lançamento do SQL Server 2005 desde 2004. Para fornecer uma estrutura aos pioneiros na adoção do SQL Server 2005 e auxiliar os clientes internos e externos quanto a sua coordenação e implantação, a TI da Microsoft criou o programa TAP (Technology Adoption Program). O programa fornece uma base de envolvimento, desenvolvimento, teste, distribuição e comentários postmortem. Como resultado do programa, a maioria dos aplicativos internos que utilizam o Microsoft SQL Server 2000 têm sido atualizados para o SQL Server 2005, ou há planos para que isso aconteça em breve.

Ao migrar para o SQL Server 2005, a TI da Microsoft pode maximizar o desempenho de negócios de colaboração, fornecendo informações comerciais em tempo real por meio de uma plataforma integrada de análise e relatórios, a qual permite que as unidades de negócios na Microsoft possam tomar melhores decisões e responder a novas oportunidades. Além disso, o conjunto de ferramentas integrado no SQL Server 2005 possibilita que a TI da Microsoft automatize as tarefas de rotina e concentre-se mais nas soluções corporativas escalonáveis, a fim de atender às exigências comerciais. Com o suporte adicional às opções de hardware de 64 bits, a adoção do SQL Server 2005 aumentou intensamente o desempenho do aplicativo corporativo e aprimorou muito a escalabilidade das novas e existentes soluções.

O repositório central de informações de 2 terabytes na Microsoft, denominado FeedStore, foi uma das primeiras soluções a atualizar para o SQL Server 2005. Esse repositório fornece um ponto de integração central dos dados corporativos, com suporte para aplicativos que recuperam dados do FeedStore e também os que fornecem dados ao FeedStore. Outra solução corporativa que a TI da Microsoft atualizou para o SQL Server 2005 foi a MS Sales. O aplicativo consiste em mais de 40 servidores e fornece um sistema de suporte exclusivo às decisões, abrangendo todo o nível corporativo no que diz respeito às receitas. Além disso, a TI da Microsoft atualizou o sistema de ERP (planejamento de recursos corporativos) SAP R/3 na Microsoft, e agora o aplicativo SAP R/3 já está usando uma série de novos recursos. A TI da Microsoft implantou o SQL Server 2005 Analysis Services e o SQL Server 2005 Reporting Services, a fim de aprimorar o MARS (Microsoft Accounting Reporting System) e fornecer uma solução mais robusta para relatórios de documentos financeiros. Um novo componente do SQL Server Integration Services também foi implementado pela TI da Microsoft, visando às operações de ETL (Enhance, Transform, and Load – Extração, transformação e carregamento) entre os aplicativos LOB (line-of-business, linha de negócios).

A TI da Microsoft obteve muitos benefícios com a atualização para o SQL Server 2005 em cada um de seus aplicativos LOB. Maior disponibilidade, extraordinário aumento de desempenho e soluções mais escalonáveis e robustas ajudam a TI da Microsoft a atender às suas necessidades comerciais em um nível mais elevado do que com o SQL Server 2000. Com a utilização dos novos recursos e conjuntos de ferramentas no SQL Server 2005, a TI da Microsoft pôde fornecer novas soluções com muito mais rapidez e a um custo menor.

O tamanho e a complexidade de cada implantação do SQL Server 2005 varia de uma única instância do SQL Server a uma solução comercial de várias instâncias e camadas extremamente complexa. Com cada implantação, a TI da Microsoft criou um conjunto comum de manuais de planejamento de projeto, listas de verificação de pré-implantação, scripts de implementação e listas de verificação pós-implantação, a fim de auxiliar a garantir uma atualização para o SQL Server 2005 com êxito. Além disso, a TI da Microsoft formulou e documentou várias melhores práticas em cada implantação concluída para auxiliar a fornecer orientação para futuras implementações.

A migração para o SQL Server 2005 pode ser desafiadora. Em virtude de um grande número de aplicativos já ter sido atualizado para o SQL Server 2005 na Microsoft, a TI da Microsoft acumulou um grande repositório de conhecimento que pode auxiliar outras organizações a migrar para o SQL Server 2005. Esse conhecimento abrange as tarefas de planejamento, pré-implantação, distribuição e pós-implantação da migração para o SQL Server 2005.

Este documento destina-se aos responsáveis pelas decisões empresariais, responsáveis pelas decisões técnicas, arquitetos de TI, desenvolvedores de bancos de dados, administradores de bancos de dados e gerentes de implantação. Embora este documento forneça recomendações fundamentadas em experiências pioneiras da TI da Microsoft, não se destina a servir como guia de procedimentos. Cada ambiente empresarial tem suas próprias e exclusivas particularidades. Portanto, cada organização deve adaptar as informações que este documento oferece para atender às suas necessidades comerciais específicas.

Observação: Por razões de segurança, os nomes de exemplos de recursos internos, organizações, e nomes de arquivo de segurança desenvolvidos internamente, usados neste documento, não representam nomes de recursos reais usados dentro da Microsoft, constando deste documento apenas para fins ilustrativos.

Introdução

Visão geral do programa TAP (Technology Adoption Program) do SQL Server 2005

1quote.gifO SQL Server 2005 está pronto para atender necessidades empresariais: Nós mantivemos os nossos mais importantes bancos de dados funcionando no SQL Server 2005 desde a versão beta 2. Como somos o primeiro cliente da Microsoft, é essencial que nós da TI utilizemos nossas plataformas antes de sugerir que os verdadeiros clientes implantem nossos produtos em seus ambientes.2quote.gif Rich MullinsTI da Microsoft

Para facilitar a adoção antecipada do SQL Server 2005, a TI da Microsoft criou o programa TAP para que os clientes internos e externos possam implantar e implementar os lançamentos pré-RTM do SQL Server 2005. A estrutura do programa consiste nas seguintes fases:

  • Envolvimento. A equipe de desenvolvimento do SQL Server 2005 trabalha junto com a TI da Microsoft ou com o cliente externo para validar os planos de arquitetura, desenvolvimento, teste e projeto do cliente. Além disso, a equipe de desenvolvimento documenta as expectativas do cliente do SQL Server 2005, a fim de obter a métrica que irá validar o sucesso da implantação.

  • Desenvolvimento e testes. Os especialistas de suporte ao SQL Server dedicado trabalham com a equipe de TI da Microsoft ou com a equipe do cliente externo para testar e implantar os lançamentos regulares até a RTM. Os especialistas de suporte identificam e solucionam os problemas em tempo hábil, a fim de assegurar a implantação bem-sucedida dos novos lançamentos. Os especialistas de suporte complementam as implementações de recurso específico em parceria com outros desenvolvedores do SQL Server, os quais trabalham regularmente com a TI da Microsoft ou com o cliente externo para ajudar a garantir uma implementação de recurso bem-sucedida.

  • Distribuição. Para os clientes que estão participando em uma implantação de produção do SQL Server 2005, a TI da Microsoft identifica os recursos específicos para trabalhar com a unidade de negócios ou com o cliente externo, a fim de implantar o SQL Server 2005.

  • Referência. A TI da Microsoft e os clientes externos compartilham suas experiências sobre a implantação e a implementação específica, com o objetivo de auxiliar na criação de uma base de conhecimento de informações e assim facilitar as futuras implantações.

  • Postmortem. No final do programa, a TI da Microsoft coleta comentários do cliente. Tais comentários são utilizados para criar uma melhor estrutura para os futuros programas.

O programa TAP tem sido um instrumento muito bem-sucedido no fornecimento de orientação e colaboração para a implantação do SQL Server 2005 na Microsoft. Desde o lançamento da versão beta 2 do SQL Server 2005, o número de aplicativos tem aumentado em mais de 100 clientes de TI da unidade de negócios na Microsoft e mais de 50 clientes externos também têm participado. Os comentários resultaram em um melhor produto, com mais de 2.000 bugs arquivados e solucionados por participantes pioneiros na adoção. Os principais fatores condutores do programa TAP são a validação de produtos antes de eles serem lançados e o fornecimento de comentários para as equipes internas de desenvolvimento, a fim de aprimorar o produto ou corrigir os problemas.

Visão geral das implementações de recurso do SQL Server 2005 na Microsoft

Uma quantidade significativa de aplicativos da Microsoft tem sido atualizada, a fim de aproveitar os novos recursos do SQL Server 2005. Em virtude dos muitos recursos incluídos no SQL Server 2005, este documento abordará somente algumas das implementações de recurso na Microsoft. Dessa forma, fornecerá uma descrição geral de alguns dos benefícios de cada implementação. Tais recursos incluem o seguinte:

  • Espelhamento do banco de dados. Este recurso permitiu que a TI da Microsoft aumentasse a disponibilidade de instâncias do SQL Server. A maioria dos aplicativos utilizava agrupamento ou envio de log para aumentar a disponibilidade do aplicativo. No entanto, com o uso do espelhamento do banco de dados, a TI da Microsoft agora pode garantir que as transações realizadas no servidor primário também o sejam no servidor secundário.

  • Suporte aperfeiçoado de hardware. A atualização para uma plataforma de 64 bits possibilitou que a TI da Microsoft expandisse seus aplicativos LOB a um nível muito mais elevado. Em alguns aplicativos, o desempenho do tempo de execução aumentou em 40%. Todos os principais serviços no SQL Server 2005 suportam integralmente o modo de 64 bits e podem utilizar um limite testado de até 512 GB (gigabytes) de memória. Tal suporte possibilita um futuro ambiente de crescimento de longo prazo.

  • Conjunto de ferramentas integrado. Com o SQL Server Management Studio e o SQL Server Business Intelligence Development Studio, a TI da Microsoft pôde desenvolver soluções corporativas utilizando métodos mais produtivos e intuitivos. Por exemplo, a TI da Microsoft substitui o complexo código de fila Transact-SQL pelas instruções DDL (Data Definition Language, definição de estruturas) do Service Broker. A Microsoft também utilizou o Integration Services para gravar as complexas operações de ETL.

  • Service Broker do SQL Server. Com o uso do Service Broker, a TI da Microsoft IT pôde eliminar o complexo código de fila Transact-SQL e substituí-lo com as instruções DDL do Service Broker. Além disso, a implementação do Service Broker permitiu que a TI da Microsoft expandisse o aplicativo a um nível muito superior e simplificasse a manutenção do código base.

  • SQL Server Analysis Services. Ao utilizar o Analysis Services em conjunto com o SQL Server Reporting Services para substituir uma solução da pasta de trabalho do Microsoft Excel®, a TI da Microsoft providenciou uma estrutura de relatórios mais segura e disponível, a qual pode ser expandida para atender às necessidades comerciais.

A lista apresentada não constitui a relação completa dos novos recursos implementados pela TI da Microsoft. Este documento oferece mais detalhes posteriormente sobre tais recursos. No entanto, a lista supramencionada oferece uma visão geral de alguns dos recursos que a TI da Microsoft utilizou em algumas de suas implementações.

Atualização para o SQL Server 2005

1quote.gifA atualização para o SQL Server 2005 foi simplificada com a combinação, no mesmo produto, de um conjunto útil de ferramentas de preparação e a compatibilidade total com versões anteriores. O SQL Server 2005 é um aplicativo de fácil instalação que atende às exigências comerciais escalonáveis com desempenho além do esperado. O novo design e os novos recursos do SQL Server tornam os administradores de bancos de dados muito mais eficientes para a empresa.2quote.gif Barry MarlowTI da Microsoft

A migração para o SQL Server 2005 na Microsoft iniciou bem antes de a versão RTM ter sido lançada. Portanto, a TI da Microsoft realizou a maior parte das instalações utilizando um programa de instalação de versão anterior à versão RMT. A TI da Microsoft instalou lançamentos atualizados subseqüentes utilizando um programa de instalação e scripts de instalação personalizáveis que executaram várias atividades, tais como desanexação de bancos de dados e remoção de versão anterior ao SQL Server 2005 e à versão 2.0 do Microsoft .NET Framework.

O programa de instalação da versão RTM do SQL Server 2005 inclui vários aprimoramentos, os quais podem fornecer um processo de instalação mais robusto. O programa de instalação agora está baseado no Microsoft Windows® Installer. Portanto, o programa de instalação agora oferece uma instalação ou atualização mais consistente, confiável, segura e personalizável. O programa de instalação integra todos os componentes e os subsistemas do SQL Server 2005 em um único produto. Essa integração simplifica a seleção do componente e as tarefas de configuração.

Opções de instalação

O SQL Server 2005 oferece suporte à atualização do SQL Server 2000 Service Pack 4 (SP4) e à versão 7.0 SP4 do Microsoft SQL Server. Além disso, os subsistemas, como, por exemplo, Analysis Services, SQL Server Agent, Notification Services, Data Transformation Services (DTS, Serviços de transformação de dados), Full-Text Search e Reporting Services, também podem ser migrados ou atualizados durante o processo de instalação.

O programa de instalação do SQL Server 2005 oferece suporte tanto para a atualização no local como para a migração lado a lado. Na atualização no local, a instância existente é substituída com a nova instância do SQL Server 2005. No entanto, ela retém os dados e os metadados existentes. Na migração lado a lado, a instância existente do SQL Server permanece inalterada e uma nova instância do SQL Server 2005 é adicionada ao servidor existente e ao novo servidor. Por conseguinte, quando a migração for concluída, os bancos de dados de usuários serão copiados manualmente para uma nova instância por meio de comandos de desanexação e anexação.

A atualização no local é mais adequada para aplicativos menores, nos quais não há hardware adicional disponível e os recursos são limitados. Além disso, a atualização no local requer algum tempo de interrupção e é uma opção do tipo ou nada que substitui a instalação anterior. Portanto, são necessários planos adequados de recuperação de falhas, caso isso ocorra. A migração lado a lado é mais adequada para aplicativos maiores em que haja hardware adicional e os recursos estejam disponíveis. Ela também oferece mais flexibilidade ao permitir que a instância existente continue sendo executada até que uma nova instância esteja pronta para uma migração completa. Essa flexibilidade possibilita uma migração gradual durante a qual podem ser realizados testes e verificações da nova instância, sem afetar o aplicativo existente. Se a atualização falhar, a antiga instância continuará sendo executada.

A técnica que a TI da Microsoft utilizou para implantar o SQL Server 2005 consistiu em implantar cada novo lançamento no laboratório e então distribuir uma imagem final para produção. Essa técnica permitiu que a TI da Microsoft executasse tarefas de migração off-line e então submetesse os novos lançamentos a vários ambientes de teste, desenvolvimento e produção.

A TI da Microsoft aprimorou o novo programa integrado de instalação do SQL Server 2005 com o objeto de incluir os seguintes recursos novos:

  • Windows Installer. O programa de instalação do SQL Server 2005 utiliza agora o Windows Installer e integra todos os subsistemas em um programa de instalação. Portanto, todos os componentes podem ser instalados ao mesmo tempo.

  • System Configuration Checker (SCC). Antes de iniciar o programa de instalação, o SCC (Verificador de Configuração de Sistema) examina o computador de destino quanto a quaisquer condições que possam impedir ou bloquear a instalação do SQL Server 2005.

  • Registro. O programa de instalação aprimorou muito o registro e fornece informações muito mais detalhadas para cada etapa do processo de instalação. Portanto, ao verificar os erros nos registros, os administradores do sistema podem identificar rapidamente a solução para os problemas de instalação.

  • Agrupamento. O programa de instalação fornece o melhor suporte para a instalação do SQL Server 2005 em um ambiente agrupado.

Plano de atualização

A TI da Microsoft, com o auxílio do programa TAP, planejou cuidadosamente cada atualização de aplicativo para o SQL Server 2005. Além disso, também documentou o uso de recursos do atual aplicativo do SQL Server e, quando necessário, identificou os principais recursos por tema. A TI da Microsoft desenvolveu um plano de projeto abrangente para cada atualização e atribuiu tarefas para os recursos designados. No processo de planejamento, vários processos de teste e validação foram realizados, a fim de certificar que o aplicativo sendo atualizado funcionaria como esperado após a conclusão da implantação.

A maioria dos aplicativos LOB na Microsoft possui os mesmos ambientes tradicionais de desenvolvimento, teste e UAT (User Acceptance Testing, Teste de aceitação do usuário). A TI da Microsoft primeiramente migra todas as atualizações em cada um desses ambientes, a fim de identificar quaisquer problemas com o aplicativo que possam resultar de comandos reprovados ou descontinuados antes de o ambiente de produção ser atualizado. O SQL Server 2005 inclui vários comandos DDL novos, os quais reprovam os procedimentos existentes armazenados que tenham sido utilizados em versões anteriores do SQL Server.

As tarefas específicas que ocorrem durante os testes podem incluir as seguintes:

  • Criar um plano de teste.

  • Testar o processo de atualização executando o Supervisor de Atualização e o SCC.

  • Testar o aplicativo quanto a alterações de desempenho e registrar a avaliação para comparar com as linhas de base anteriores.

  • Testar o aplicativo quanto à sua completa funcionalidade e à aprovação de UAT.

  • Testar recuperação de banco de dados e reversão para versão anterior.

Lista de verificação de preparação da pré-implantação

A TI da Microsoft utiliza uma lista de verificação de preparação da pré-implantação para ajudar a garantir que a instalação ou a atualização do SQL Server 2005 tenha êxito. Nas fases de planejamento da atualização, a quantidade de tarefas de pré-implantação pode aumentar ou diminuir, dependendo de vários fatores. Os seguintes fatores afetam a quantidade de tarefas necessárias:

  • O ambiente atual de operação afeta o processo de atualização se a instância existente estiver ou não sendo executada um ambiente agrupado.

  • O uso de recursos existentes do SQL Server 2000, tais como envio de log, replicação, serviços de Full-Text Search, DTS e outros recursos, pode exigir recursos específicos de TI.

  • Os novos recursos do SQL Server 2005, tais como espelhamento de banco de dados, particionamento de tabela ou Integration Services, exigirão a implementação de recursos dedicados específicos.

Para a instalação básica ou atualização do SQL Server 2005, a TI da Microsoft utiliza a seguinte lista de verificação da pré-implantação:

  • Registrar conjunto de dados da linha de base. O conjunto de dados da linha de base fornece informações importantes para a equipe do Atendimento Microsoft na TI da Microsoft, a fim de auxiliar no diagnóstico de problemas que possam ocorrer se houver falha na instalação ou na atualização. Para obter um conjunto de dados da linha de base antes de instalar ou atualizar o SQL Server 2005, a TI da Microsoft utiliza as seguintes ferramentas para registrar o status do atual ambiente de produção:

    • Ferramenta Microsoft PSSDiag (PSSDiag.exe). A TI da Microsoft utiliza a ferramenta PSSDiag para coletar dados que auxiliem significativamente a reduzir o tempo necessário na solução de problemas do SQL Server. Geralmente, a ferramenta captura a atividade do SQL Server e as informações do Monitor de Desempenho, o que auxilia no diagnóstico de problemas relacionados à implantação do SQL Server.

    • Ferramenta de relatórios do MPS (Microsoft Product Support, Atendimento Microsoft) (MPSRPT_SQL.exe). A TI da Microsoft utiliza a ferramenta de relatórios do MPS para capturar informações sobre o hardware e as configurações do computador, as quais auxiliam a identificar quais questões que possam criar problemas durante a instalação ou atualização.

    • Ferramenta Analisador de Melhores Práticas. A TI da Microsoft utiliza a ferramenta Analisador de Melhores Práticas para o Microsoft SQL Server, a fim de certificar-se de que o servidor alvo da instalação ou atualização esteja sendo corretamente gerenciado e operado.

  • Executar a ferramenta Supervisor de Atualização do Microsoft SQL Server 2005. A TI da Microsoft utiliza o Supervisor de Atualização para analisar a instância existente do SQL Server que está sendo atualizada. Ao utilizar o Supervisor de Atualização, a TI da Microsoft pode analisar os bancos de dados existentes e determinar se há algum banco de dados utilizando alguma funcionalidade reprovada. Com isso, a TI da Microsoft pode tomar uma ação corretiva antes de atualizar. Além disso, o Supervisor de Atualização pode identificar e relatar quaisquer alterações na configuração, as quais ocorrerão como parte do processo de atualização. O Supervisor de Atualização analisa um computador que esteja executando o SQL Server e fornece um relatório detalhado dos problemas dos seguintes componentes:

    • Database Engine

    • Analysis Services

    • DTS

    • SQL Server Agent

    • Full-Text Search

    • Notification Services

    • Replication

    • Reporting Services

    O Supervisor de Atualização também relata questões de aviso, graves ou críticas, além de fornecer um link correspondente à documentação, a fim de auxiliar na correção e resolução de cada problema.

  • Verificar a integridade do servidor. A TI da Microsoft analisa cada hardware, configuração e software do computador, a fim de certificar-se de que o servidor esteja operando corretamente e não existam anormalidades.

  • Limpar o banco de dados. Com a execução do DBCC (Database Console Command, Comando do console do banco de dados) CHECKDB em cada banco de dados no servidor antes da atualização, a TI da Microsoft pode verificar a alocação e a integridade estrutural de todos os objetos no banco de dados. A TI da Microsoft pode garantir que os objetos de banco de dados sejam consistentes ou sejam reparados antes da atualização.

  • Fazer backup dos bancos de dados. A TI da Microsoft faz um backup atual de todos os bancos de dados, incluindo um backup de catálogos de texto completo que possam existir.

  • Preparar mídia de recuperação. No caso de reversão para uma versão existente, a TI da Microsoft certifica-se de que toda a mídia esteja disponível para restaurar o servidor ao seu antigo estado.

  • Verificar o banco de dados quanto ao atributo de somente leitura. Para garantir que os bancos de dados possam ser atualizados, a TI da Microsoft verifica cada banco de dados para certificar-se de que o atributo de somente leitura seja removido.

  • Verificar o SQL Server Agent quanto a conflitos de trabalho. A TI da Microsoft verifica todos os trabalhos do SQL Server Agent, a fim de certificar-se de que seu tempo de execução não tenha conflito com o tempo de atualização.

Lista de verificação de implantação da produção

A TI da Microsoft utiliza uma lista de verificação da implantação da produção, a fim de certificar-se de que cada etapa na implantação tenha sido cumprida e que a instalação do SQL Server 2005 tenha êxito.

Servidor autônomo

A TI da Microsoft realiza as seguintes tarefas para executar uma instalação autônoma com êxito do SQL Server 2005:

  • Verifique se o backup em andamento é atual e recuperável.

  • Verifique se toda a mídia necessária para a reinstalação da imagem existente está disponível.

  • Verifique se o comando DBCC foi executado em todos os bancos de dados.

  • Verifique se o conjunto de dados da linha de base da pré-implantação foi coletado.

  • Interrompa todos os trabalhos agendados do SQL Server Agent e certifique-se de que não haja conflitos.

  • Interrompa todos os softwares de terceiros sendo executados no servidor.

  • Certifique-se de que não haja usuários conectados na instância do SQL Server e de que nenhum usuário conecte-se à instância do SQL Server quando a instalação ou atualização estiver sendo executada.

  • Verifique se todas as contas de usuário do SQL Server, SQL Server Agent e da instalação possuem os direitos de usuário corretos para realizar com êxito a instalação ou atualização.

  • Interrompa todos os serviços não-essenciais e defina todos os outros servidores para Manual, exceto os listados na seguinte tabela.

Tabela 1. Serviços essenciais

Alerter

Controle do processo

Navegador do computador

Localizador da Chamada de procedimento remoto (RPC)

DFS (Sistema de Arquivos Distribuídos)

Serviço de RPC

Cliente de Controle de Links Distribuídos

Serviço de Registro Remoto

Servidor de Controle de Links Distribuídos

Armazenamento Removível

Cliente DNS (Domain Name System, Sistema de nomes de domínios)

Serviço RunAs

Log de Eventos

Gerenciador de Contas de Segurança

Agente de Políticas do IP sec (Internet Protocol security)

Servidor

Serviço de Registro de Licenças

Spooler

Gerenciador do Disco Lógico

CP/IP NetBIOS Helper

Messenger

Serviço por tempo

Logon da Rede

Extensões de Driver de WMI (Windows Management Instrumentation)

NTLM Security Support Provider

Hora do Windows

Conectores de Rede

Hora do Windows

Plug and Play

Estação de trabalho

Observação: quando o SQL Server estiver sendo executado em um ambiente agrupado, serviços essenciais adicionais serão necessários.

  • Feche todos os aplicativos que possam tentar utilizar uma conexão do SQL Server. Por exemplo, os IIS (Internet Information Services, Serviços de Informações da Internet) ou SMS (Microsoft Systems Management Server) podem tentar conectar-se ao SQL Server. Alguns programas de antivírus que utilizam o SQL Server também podem bloquear uma instalação.

  • Verifique se não há bancos de dados com o status somente leitura.

  • Verifique se os bancos de dados do sistema estão definidos para crescimento automático.

  • Remova quaisquer instalações anteriores do SQL Server 2005 ou do .NET Framework 2.0.

  • Reinicialize o servidor antes de iniciar a implantação, a fim de certificar-se de que etapas de instalação ou desinstalação anteriores exijam uma reinicialização.

  • Analise a saída de SCC e solucione quaisquer mensagens de erro que possam ocorrer durante a continuação da instalação ou da atualização.

  • Conclua a instalação ou atualização e então reinicialize o servidor.

  • Realize testes regulares.

  • Faça backup de novos bancos de dados e certifique-se de que a mídia de backup esteja armazenada em um local seguro.

Servidor agrupado

A TI da Microsoft realiza tarefas adicionais ao implantar o SQL Server 2005 em cluster:

  • Verifique se não há falhas nos recursos agrupados.

  • Verificar as contas de serviço de cluster.

  • Verificar as contas de serviço de DNS.

  • Verificar as dependências do cluster.

  • Verifique se as diretivas locais para a conta de inicialização do SQL Server possuem as seguintes diretivas implementadas:

    • Bloquear páginas na memória.

    • Funcionar como parte do sistema operacional.

    • Criar um objeto token.

    • Fazer logon como um serviço.

Lista de verificação da pós-implantação

A TI da Microsoft utiliza a seguinte lista de verificação da pós-implantação, a fim de verificar o êxito na instalação do SQL Server 2005 e capturar um conjunto de dados da linha de base:

  • Verifique se a instalação foi bem-sucedida e a integridade dos dados.

  • Faça um backup imediatamente dos bancos de dados atualizados, mas não substitua os antigos backups de bancos de dados anteriores à implantação.

  • Execute o DBCC em todos os bancos de dados para verificar se não houve corrupção.

  • Colete um conjunto de dados da linha de base da pós-implantação.

  • Implemente a ferramenta SQLH2 (SQL Server Health and History) para a coleta de dados.

  • Reverta todas as etapas necessárias na pré-implantação:

    • Redefina os atributos de bancos de dados aos seus valores anteriores à implantação.

    • Habilite os trabalhos de SQL Server Agent que haviam sido desabilitados.

    • Reative todos os serviços que foram desligados durante a implantação.

  • Implemente e instale todas as alterações de aplicativo.

  • Forneça segurança ao ambiente utilizando a seguinte lista de verificação de diretiva de segurança:

    • Use o modo de autenticação do Windows.

    • Certifique-se de que as senhas sejam fortes.

    • Habilite a diretiva de senha de durabilidade e expiração.

    • Analise as senhas de conta do SQL Server expiradas, a fim de auxiliar a manter a segurança de todas as novas instâncias.

    • Defina a auditoria para o mínimo na opção de Failed logins only (Somente logons com falha).

    • Certifique-se de que os serviços de suporte do SQL Server estão desligados por padrão e sejam iniciados somente se solicitados pelo aplicativo.

    • Certifique-se de que o recurso CLR (Common Language Runtime) esteja desabilitado por padrão e seja habilitado somente se solicitado pelo aplicativo.

    • Certifique-se de que as funções do SQL Server sejam utilizadas e de que as permissões de objeto nunca sejam concedidas nas contas de logon do SQL Server.

    • Certifique-se de que os grupos de segurança de domínio sejam utilizados e de que os objetos de permissão sejam concedidos às contas de logon do SQL Server e aos grupos do Microsoft Windows NT®.

    • Certifique-se de que o acesso de administrador ao SQL Server seja concedido por meio dos grupos de segurança de domínio do Windows Server 2003 e que o logon BUILTIN\Administrators não seja um membro de função de servidor sysadmin do SQL Server.

    • Certifique-se de que as contas de logon que o aplicativo utiliza não sejam membro de qualquer uma das funções do banco de dados interno. Os aplicativos devem ser executados em pelo menos uma conta privilegiada como melhor prática.

    • Certifique-se de que as contas de convidado sejam removidas de cada banco de dados no servidor ou tenham o seu acesso negado.

    • Modifique as ACLs (Access Control Lists, Listas de controle de acesso) em pastas, arquivos e chaves do registro do SQL Server, a fim de auxiliar na proteção contra modificações por usuários não autorizados. As contas de serviço do SQL Server exigem acesso de leitura para cada área e acesso de gravação para os dados e arquivos de registro do SQL Server.

    • Acesso restrito à função de servidor sysadmin para os seguintes procedimentos estendidos: xp_regread, xp_regwrite, xp_regaddmultistring, xp_regdeletekey, xp_regdeletevalue, xp_regmovemultistring, xp_regenumvalues, xp_regenumkeys, xp_cmdshell e todos os procedimentos sp_OA* armazenados.

    • Não habilite o SqlMail; se necessário, utilize somente o Database Mail.

Solução de problemas

A instalação do SQL Server 2005 cria vários arquivos de registro que documentam as etapas de instalação e quaisquer erros que possam ocorrer. O arquivo de registro Summary.txt geralmente está localizado na seguinte pasta:

Drive:\Program Files\Microsoft SQL Server\90\Setup Bootstrap\LOG.

As informações detalhadas que podem ajudar a solucionar os problemas de instalação estão localizadas na seguinte pasta:

Drive:\Program Files\Microsoft SQL Server\90\Setup Bootstrap\LOG\Files.

Os nomes detalhados de arquivo de registro incrementados em cada instalação possuem o seguinte formato:

SQLSetup[#####]_[ComputerName]_[Setup Task].log.

Aproveitando os recursos do SQL Server 2005

A migração para o SQL Server 2005 na Microsoft não foi orientada somente pelos benefícios fornecidos pelo produto básico. A migração também se beneficiou em virtude de alguns dos novos recursos no SQL Server 2005. Esses novos recursos habilitaram a TI da Microsoft a criar, aprimorar e oferecer melhores soluções de suporte para as unidades de negócios da Microsoft, assim como ajudar a gerar novas e dinâmicas oportunidades de negócios.

Implementação do FeedStore

1quote.gifO SQL Server 2005 é o banco de dados relacional mais impressionante que eu já vi nos muitos anos de estrada que eu tenho e, sem dúvida, ele está pronto para atender às crescentes necessidades empresariais. Nós estamos já há mais de um ano rodando os mais importantes aplicativos e serviços globais da Microsoft no SQL Server 2005 para garantir que ele está pronto para nossos clientes corporativos.2quote.gif David FaheyTI da Microsoft

O aplicativo FeedStore é um dos maiores bancos de dados na Microsoft. O FeedStore consolida mais de 2 terabytes de dados e cresce mais de 30% por ano. Ele atua como um ponto central de integração corporativa. Esse aplicativo extrai dados de muitas fontes internas e então publica os dados em 39 conjuntos de dados. Mais de 500 aplicativos de inscrição em todo o mundo inscrevem-se para os conjuntos de dados publicados resultantes. Um exemplo de fonte de dados inclui o sistema corporativo de ERP SAP R/3. Os servidores de distribuição estão geograficamente localizados em Redmond (Washington), Dublin, e em Cingapura, a fim de maximizar a largura de banda dos aplicativos de inscrição.

A figura 1 é um diagrama simplificado do aplicativo FeedStore na Microsoft.

Figura 1

Figura 1. Diagrama do aplicativo FeedStore
Implementação de recurso do SQL Server 2005

Para aprimorar o aplicativo FeedStore e se beneficiar de alguns dos novos recursos no SQL Server 2005, a TI da Microsoft migrou para a edição beta do SQL Server 2005 em meados de 2004. O primeiro componente do aplicativo que a TI da Microsoft atualizou foi o data warehouse. Os futuros planos incluem a atualização e a publicação dos servidores de distribuição, após o lançamento da RTM do SQL Server 2005.

O aprimoramento mais significativo do aplicativo FeedStore foi a atualização de hardware para computadores de 32 bits de oito vias para computadores de 64 bits de quatro vias. Com a migração para a plataforma de 64 bits, o aplicativo FeedStore pode ser expandido a um nível muito superior com o uso da capacidade de processamento da CPU de 64 bits e da memória endereçável aprimorada, a qual está disponível para páginas em cache. A implementação de 64 bits no SQL Server 2005 elimina a restrição de memória que o aplicativo FeedStore apresentava quando executado no modo de 32 bits. No aplicativo FeedStore, uma grande quantidade de scripts Transact-SQL existentes utilizados para atividades de ETL tem obtido aumento em torno de 40% no desempenho do tempo de execução.

Observação: Desde que foi disponibilizado por meio do SQL Server 2005, o aplicativo FeedStore processou mais de 13,5 bilhões de transações.

Planejamento estratégico futuro

Os planos para o aplicativo FeedStore incluem o aproveitamento dos seguintes novos recursos do SQL Server 2005:

  • Integration Services. O FeedStore utiliza milhares de linhas do código Transact-SQL em procedimentos armazenados e scripts em lote para implementar os seus processos de ETL. O suporte e a manutenção desse código são muito custosos. Ao migrar para o Integration Services, anteriormente conhecido como DTS, a TI da Microsoft pôde deixar de usar milhares de linhas do código personalizado. Além disso, o Integration Services fornecerá à TI da Microsoft oportunidades para alterar suas arquiteturas de integração. Tais alterações irão aprimorar o desempenho e a integração de ETL com as novas e existentes fontes de dados.

  • CLR. Vários procedimentos, disparadores e funções de complexidade foram gravados nas milhares de linhas do código Transact-SQL no FeedStore. Esse complexo código é muito mais adequado para o .NET Framework 2.0 e sua biblioteca repleta de recursos de classes e métodos. O SQL Server 2005, por meio da integração do CLR, habilita a TI da Microsoft a ampliar sua funcionalidade do FeedStore sem a necessidade de procedimentos estendidos personalizados ou aplicativos de terceiros.

  • Criptografia do banco de dados. O aplicativo FeedStore já auxilia a proteger informações de identificação pessoal em seus bancos de dados ao utilizar um forte esquema de segurança e por meio dos novos recursos no SQL Server 2005. Esses recursos incluem gerenciamento de chaves interno, criptografia assimétrica, criptografia simétrica e certicações. A TI da Microsoft está estudando planos para isolar ainda mais os dados de informações de identificação pessoal. Esses dados devem ser isolados em um armazenamento central de ativos digitais, no qual a TI da Microsoft deve utilizar os recursos de criptografia do SQL Server 2005 para ajudar a proteger os dados.

  • Service Broker do SQL Server. Ao utilizar a nova tecnologia de Service Broker, a TI da Microsoft deseja criar uma solução que expanda ainda mais a atividade de extranet, em conformidade com as diretrizes de segurança. O Service Broker permite que a TI da Microsoft forneça uma solução que cria pontos de extremidade, nos quais pode ocorrer uma negociação empresarial. Nessa negociação empresarial, os dados são criptografados e possuem acesso com base em permissão para maior segurança.

Implementação do MS Sales

1quote.gifUma plataforma escalonável pronta com desempenho e produtividade de desenvolvedor excelentes.2quote.gif Ketan PatelTI da Microsoft

O aplicativo MS Sales consiste em uma ferramenta de solução única que consolida as vendas mundiais, estoque, distribuidores, revendedores e dados dos clientes na Microsoft. O banco de dados relacional foi otimizado para desempenho de consulta ad hoc e para oferecer às unidades de negócios uma imagem atualizada, precisa e consistente do status dos negócios da Microsoft. O aplicativo MS Sales possui os seguintes recursos:

  • Arquitetura do aplicativo em várias camadas

  • Datamart com capacidade de mais de 500 GB

  • Mais de 9.000 usuários internos da Microsoft

  • Mais de 900 atributos nos quais os usuários podem consultar

  • Balanceamento de carga em seis servidores de consulta

  • Mais de 25.000 relatórios ad hoc executados por semana

  • Mais de 10 milhões de transações por mês armazenadas no warehouse

  • Mais de 40 servidores em ambientes de desenvolvimento, teste e produção

  • Interface do usuário que consiste em um suplemento do Excel complementado com a ferramenta baseada na Web, a qual apresenta os relatórios estáticos resumidos

A figura 2 apresenta uma visão geral simplicada do processo do aplicativo MS Sales.

Figura 2

Figura 2. Diagrama simplificado do processo do aplicativo MS Sales

Os dados são adicionados ao data warehouse por meio de um servidor dedicado para carregamento e validação das importações de dados. O servidor realiza essas atividades utilizando os trabalhos em lote do Windows NT e o código do Microsoft Visual C++®. O servidor de fábrica então desnormaliza os dados para criar as tabelas e os índices datamart do MS Sales que os servidores de consulta utilizam. São executados vários processos em uma base diária, semanal, mensal e anual no servidor de fábrica, o qual mantém os valores comerciais atualizados dos datamarts do MS Sales.

O usuário envia uma solicitação ao aplicativo MS Sales utilizando o suplemento do Excel, o qual envia a solicitação à camada do aplicativo. A carga da camada do aplicativo executa o balanceamento da solicitação; em seguida, envia a solicitação a um dos servidores de consulta para a respectiva execução.

Implementação de recurso do SQL Server 2005

Particionamento de tabela

O novo recurso de particionamento de tabela no SQL Server 2005 permitiu que a TI da Microsoft implementasse uma arquitetura simplificada de particionamento de tabela. Na implementação anterior, os dados de vendas foram divididos em tabelas mensais. Quando os usuários selecionam vários períodos, são solicitadas cláusulas de associação para retornar os resultados que os usuários desejam. O código Transact-SQL necessário para criar logicamente a consulta e enviar a solicitação servidor de consulta era complexo. O novo recurso de particionamento de tabela simplificado reduziu muito o tamanho total da consulta e aprimorou o seu desempenho, em comparação às consultas executadas em tabelas mensais separadas.

Por exemplo, quando um usuário solicita 96 meses de dados, o tamanho total da consulta foi reduzida de 180 quilobytes (KB) para 5 KB. Portanto, o particionamento de tabela aprimorou muito a escalabilidade e a flexibilidade de gerenciamento das grandes tabelas de vendas no aplicativo MS Sales; além disso, o desempenho de consulta foi aprimorado em mais de 70% na maioria do tempo.

Espelhamento do banco de dados

Para aumentar a disponibilidade dos servidores de balanceamento de carga, a TI da Microsoft implementou o espelhamento do banco de dados. A implementação anterior nos servidores de balanceamento de carga era o envio de log. Apesar de o envio de log oferecer disponibilidade e suporte de failover no aplicativo MS Sales, algumas solicitações de clientes às vezes aindam eram perdidas. Com o espelhamento do banco de dados no SQL Server 2005, as transações são garantidas no servidor de espelhamento; já o failover automático ocorre quando o servidor principal não está mais disponível.

Database Mail

O novo recurso Database Mail no SQL Server 2005 é utilizado para todas as operações e monitoramento de serviço no aplicativo MS Sales. O aplicativo MS Sales chama o Database Mail tanto no SQL Server Agent como nos procedimentos armazenados. O Database Mail possui os seguintes recursos:

  • Os servidores de banco de dados do MS Sales não precisam mais ter um cliente MAPI estendido no mesmo computador no qual o Database Mail utiliza o SMTP (Simple Mail Transfer Protocol, Protocolo simples de transferência de e-mail) padrão para enviar e-mails.

  • O Database Mail é executado externamente ao SQL Server em um processo separado. O SQL Server continuará a enfileirar as mensagens de e-mail mesmo se o processo externo for interrompido ou falhar.

  • O Database Mail oferece suporte a failover de contas e permite que os usuários especifiquem mais de um servidor SMTP.

Tipo de dados varchar(max)

O aplicativo MS Sales utiliza o novo tipo de dados varchar(max) para enviar instruções Transact-SQL para execução. O novo tipo de dados permite armazenamentos de até 2^21-1 bytes em vez de 8.000 bytes do tipo de dados varchar padrão.

Service Broker do SQL Server

Com o uso do Service Broker na camada do aplicativo MS Sales, a TI da Microsoft mudou a arquitetura para uma solução mais escalonável e confiável. O design do aplicativo enfileirado no Service Broker ajusta-se perfeitamente como substituição da camada de aplicativo de enfileiramento com código personalizado, o qual existia antes da atualização do SQL Server. O enfileiramento com código personalizado no Service Broker permite a captura na fila de todas as solicitações enviadas, independente da carga no servidor. Além disso, a resposta para cada solicitação criada no envio em fila é automática, ao se especificar um serviço de destino do ponto de extremidade para os eventos de serviço em fila. O número de solicitações de consulta varia de 200 a 4.000 por dia, sendo que o número de mensagens no Service Broker está na faixa de dezenas de milhares.

A figura 3 é um diagrama da nova camada do aplicativo MS Sales.

Figura 3

Figura 3. Diagrama da nova camada do aplicativo MS Sales

Na implementação anterior, a TI da Microsoft criava um trabalho do SQL Server Agent para cada consulta que era enviada aos servidores de consulta. Com cinco servidores e 30 consultas sendo executadas em cada servidor, essa implementação significou 150 trabalhos do SQL Server Agent continuamente sendo executados e consumindo recursos da camada de aplicativo e da camada do banco de dados. A nova camada de aplicativo da TI da Microsoft corrigiu os seguintes problemas com a antiga implementação:

  • Problemas na reinicialização de trabalhos com falha.

  • Utilização de recursos na camada de aplicativo e na camada do banco de dados.

  • Manutenção e suporte da fila de código personalizado.

  • O fato de que todos os trabalhos precisam ser reinicializados se a camada de aplicativo falhasse. Esse requisito afeta gravemente o desempenho do aplicativo.

A TI da Microsoft obteve os seguintes benefícios desde que migrou para o Service Broker do SQL Server:

  • O código necessário no aplicativo foi reduzido em 50%. Essa mudança reduziu os custos com manutenção e suporte.

  • A configuração para dimensionar a carga agora é implementada por meio de uma instrução, a fim de ajustar o pool de threads.

  • O Service Broker está integrado; assim, as consultas não perdidas, pois o banco de dados é espelhado em um modo de espera ativo.

  • O código necessário foi de simples gravação e levou menos de 10 dias para ser concluído.

Planejamento estratégico futuro

Com uma ampla quantidade de novos recursos de escalabilidade implementados no SQL Server 2005 Analysis Services, a TI da Microsoft agora está explorando a oportunidade de fornecer recursos de mineração de dados ao aplicativo MS Sales. Os seguintes recursos de Analysis Services serão úteis ao aplicativo MS Sales:

  • Escalabilidade de dimensões

  • Dimensões de desempenho de papéis

  • Várias hierarquias por dimensão

  • Remoção do limite de dimensão de 64.000

  • Segurança dinâmica em nível de membros

  • Dimensões vários para vários para conversão de moeda dinâmica

  • Expressões medidas para conversão de moeda dinâmica

  • Backup e restauração de melhorias para o suporte de vários servidores de consulta

  • Várias tabelas de fato por cubo para eliminar cubos virtuais

  • Perspectivas para eliminar vários cubos

  • DSVs (Data Source Views, Exibição da fonte de dados) para auxiliar no gerenciamento de grandes fontes de dados

  • Hierarquias desbalanceadas e imperfeitas

  • Consultas de MDX (Multidimensional Expression, Expressão multidimensional) com parâmetros

  • Indicadores de desempenho principais

  • Grupos de medidas vinculados

Implementação de SAP R/3

O sistema de ERP SAP R/3 que a Microsoft utiliza contém mais de 1,6 terabytes de dados. O aplicativo atende a mais de 2.700 usuários nomeados e é executado por aproximadamente 600 usuários simultâneos. O sistema processa mais de 40.000 transações de EDI (Electronic Data Interchange, Intercâmbio eletrônico de dados) diariamente e executa mais de 78.000 trabalhos em lote mensalmente. O tempo de resposta é menor do que um segundo e a disponibilidade do sistema é de 99,9%.

Implementação de recurso do SQL Server 2005

Espelhamento do banco de dados

A TI da Microsoft espelha atualmente o banco de dados do SQL Server 2005 com o uso do espelhamento síncrono localmente, a fim de fornecer alta disponibilidade com um modo de espera ativo e com o uso de espelhamento assíncrono para um local remoto para recuperação de falhas. Os recursos de espelhamento do SQL Server 2005 auxiliam a garantir que todas as transações reservadas sejam espelhadas. Se o servidor principal não estiver disponível, o banco de dados espelhado pode ser colocado on-line sem a necessidade de restaurar os registros de transação.

A figura 4 mostra um diagrama da implementação de espelhamento do banco de dados para SAP R/3.

Figura 4

Figura 4. Diagrama da implementação de espelhamento do banco de dados para SAP R/3

Os futuros planos para uma solução com espelhamento de banco de dados incluem implementar um servidor-testemunha para oferecer suporte ao failover automático para o servidor de banco de dados secundário.

Vários conjuntos de resultados ativos

O SQL Server 2000 permitia somente uma solicitação pendente em determinada sessão. Com a implementação de vários conjuntos de resultados ativos no SQL Server 2005, é permitida mais de uma solicitação por sessão. Com o sistema SAP R/3 sendo executado no SQL Server 2005, o sistema se beneficia desse recurso. Portanto, o aplicativo pode ter mais de um conjunto de resultados pendente, enquanto outras operações podem ser executadas na mesma sessão.

Indexação on-line

Ao migrar para o SQL Server 2005, a TI da Microsoft pode agora realizar operações de índice sem afetar a capacidade do usuário de acessar os dados da tabela e utilizar outros índices. Portanto, a TI da Microsoft pode oferecer alta disponibilidade do aplicativo quando os índices precisarem ser recriados.

Implementação do sistema de relatório contábil na Microsoft

O aplicativo MARS é a base para todos os relatórios de gerenciamento interno e financeiros externos na Microsoft. O aplicativo MARS fornece um conjunto completo de documentos financeiros que são arquivados com a SEC (Securities and Exchange Commission) dos EUA. Além disso, os documentos financeiros que o aplicativo MARS produz são incluídos no Relatório Anual que a Microsoft fornece à SEC e aos investidores.

Na Microsoft, mais de 2.000 usuários utilizam o aplicativo MARS para fornecer informações financeiras a cada grupo de negócios. Externamente, milhões de investidores em todo o mundo utilizam a publicação do demonstrativo financeiro da Microsoft. Portanto, a precisão e a pontualidade do relatório dos resultados financeiros são críticas e são uma filosofia chave da Lei Sarbanes-Oxley de 2002.

Implementação de recurso do SQL Server 2005

Antes do SQL Server 2005, o aplicativo MARS utilizava um aplicativo personalizado para carregar centenas de pastas de trabalho do Excel com dados do banco de dados do MARS SQL Server 2000. Esse processo foi realizado após o banco de dados do MARS ter sido atualizado com várias fontes internas de dados. Por exemplo, uma fonte interna é o sistema ERP SAP R/3 na Microsoft. A atualização das pastas de trabalho do Excel levou mais de duas horas. Cada pasta de trabalho do Excel utilizava fórmulas complexas ou exibições dinâmicas do Microsoft PivotTable® para apresentar os resultados ao usuário final. As pastas de trabalho do Excel eram salvas em compartilhamentos de arquivo localizados geograficamente. A segurança foi implementada em nível de compartilhamento de arquivo. A Microsoft teve os seguintes problemas na implementação do Excel:

  • As pastas de trabalho do Excel eram muito grandes e às vezes demoravam muito para serem carregadas.

  • A segurança foi implementada em nível de compartilhamento de arquivo. No entanto, a segurança não forneceu uma diretiva de permissão mais granular.

  • Durante os ciclos de relatório mensais e trimestrais, os grupos de negócios precisavam realizar duas atualizações por dia. No entanto, o tempo necessário para atualizar as pastas de trabalho do Excel limitava o número de vezes em que uma atualização podia ser realizada. Quando quatro atualizações eram necessárias, essa restrição causou problemas durante o ciclo de planejamento na Microsoft.

  • A equipe operacional precisou processar manualmente várias atualizações da pasta de trabalho do Excel.

  • O tempo de desenvolvimento necessário para adicionar ou alterar um relatório era muito complexo e era preciso conhecimento específico da estrutura do banco de dados do MARS.

Para fornecer uma solução mais robusta, segura e escalonável, a TI da Microsoft implantou o Microsoft SQL Server 2005 Analysis Services e o SQL Server 2005 Reporting Services. A figura 5 mostra um diagrama dos novos componentes adicionados ao aplicativo MARS.

Figura 5

Figura 5. Diagrama dos novos componentes adicionados ao aplicativo MARS

O Analysis Services e o Reporting Services substituíram a solução de relatórios da pasta de trabalho do Excel do aplicativo MARS.

Ao implantar a nova solução SQL Server 2005, a TI da Microsoft obteve alguns benefícios do Analysis Services:

  • Permissões granulares. As permissões granulares agora podem ser definidas no Analysis Services. Essa alteração simplificou muito a criação e a distribuição de relatórios. Como não pode ser criado um relatório para todos os usuários, a implementação anterior exigia a criação de várias pastas de trabalho do Excel para implementar as exigências de dados e de conteúdo de segurança. Agora, a segurança que o Analysis Services define controla quais dados cada usuário pode acessar. Além disso, o acesso a todos os relatórios agora é efetuado por conexão e a utilização pode ser relatada para fins de auditoria.

  • Medidas calculadas. As medidas calculadas que o Analysis Services define podem ser utilizadas em vários relatórios sem a criação de uma nova fórmula para cada relatório, como ocorria no Excel. Por exemplo, a TI da Microsoft criou medidas calculadas para o período anterior ou para o mesmo período no ano passado, a fim de simplificar o processo de criação de relatórios.

  • Disponibilidade e escalabilidade. O tempo necessário para criar cubos OLAP (Online Analytical Processing) do banco de dados do MARS leva somente 30 minutos em comparação ao tempo anterior necessário (duas horas) para criar pastas de trabalho do Excel. Portanto, um relatório dos resultados no Reporting Services está disponível imediatamente após o Analysis Services ter sido atualizado.

Ao implantar a nova solução SQL Server 2005, a TI da Microsoft obteve alguns benefícios do Reporting Services:

  • Desenvolvimento de relatórios. Ao utilizar o Report Designer do Business Intelligence Development Studio, a equipe de gravação de relatórios tem um ambiente muito mais rico em recursos para criar e manter relatórios. A exposição dos metadados de cubo OLAP no ambiente de relatórios reduziu as habilidades necessárias para criar ou manter relatórios, bem como reduziu o tempo necessário para implantar um relatório.

  • Relatórios incorporados e integrados. O Reporting Services abre um API habilitado pela TI da Microsoft, com o objetivo de integrar novos relatórios no seu aplicativo de catálogo de relatórios e fornecer uma solução integrada e pronta para o usuário final.

  • Assinaturas. Ao utilizar as assinaturas do Reporting Services, a TI da Microsoft pode distribuir as pastas de trabalho estáticas do Excel para emular algumas das características da implementação anterior e manter as exigências comerciais para algumas das exigências de relatório padrão estático.

  • Treinamento reduzido. O treinamento necessário para criar e utilizar relatórios foi intensamente reduzido. Os usuários finais agora somente apontam e clicam para acessar, analisar, exportar, enviar e imprimir relatórios.

Implementação centralizada do sistema de relatórios

O aplicativo CRS (Centralized Report System) agora é a nova e flexível solução de inteligência comercial que utiliza o SQL Server 2005 Integration Services para fornecer operações de ETL do banco de dados Siebel Call Center database na Microsoft. A nova solução substituiu a existente, a qual não dimensionava muito bem as exigências de relatórios de grande porte. Na solução existente, o tempo para realização dos processos de ETL na fonte de dados era entre 16 e 20 horas. A solução existente estava atingindo seus limites e precisava ser substituída por uma solução mais robusta e escalonável.

A fonte de dados do aplicativo CRS necessitava de muitos cálculos personalizados de métrica antes de ser carregada no aplicativo CRS. O Integration Services forneceu um conjunto de ferramentas robusto e um ambiente dimensionado para esta tarefa.

A figura 6 mostra a posição do aplicativo CRS no fluxo de processo do Integration Services.

Figura 6

Figura 6. Diagrama do fluxo de processo do Integration Services

A operação de ETL consiste em extrair os dados de nove fontes diferentes. Com isso, a operação executa os cálculos em mais de 50 fatos e realiza itens passíveis de medição em mais de 20 dimensões e em centenas de colunas e campos. Os benefícios que a TI da Microsoft obteve com o uso do Integration Services incluem os seguintes:

  • Economia no desenvolvimento. Os pacotes do Integration Services permitiram que os desenvolvedores implementassem facilmente cálculos complexos de métrica utilizando o .NET Framework 2.0.

  • Economias em processamento. O tempo necessário para os desenvolvedores realizarem as operações de ETL foi reduzido em 80%, em virtude do processamento multithreaded na memória.

  • Reprocessamento do intervalo de datas. A TI da Microsoft aprimorou as operações de ETL para acomodar o reprocessamento do intervalo de datas. Essa alteração permitiu que a TI da Microsoft reprocesse os dados no intervalo de datas somente quando os dados tiverem sido atualizados ou corrigidos.

Melhores práticas e benefícios

Durante o curso das tarefas de planejamento, implementação e execução, a TI da Microsoft desenvolveu a seguinte lista das melhores práticas, as quais podem auxiliar outras organizações a instalar ou atualizar para o SQL Server 2005:

  • Planejamento. O planejamento cuidadoso foi essencial em cada atualização bem-sucedida de uma instância do SQL Server. A TI da Microsoft documentou com cuidado o sistema existente e o uso dos recursos de aplicativo. Ao usar o Supervisor de Atualização, a TI da Microsoft identificou os problemas com cada aplicativo LOB e solucionou tais questões antes da implantação. Para assegurar uma atualização bem-sucedida, a TI da Microsoft identificou os recursos específicos necessários para cada tarefa de implementação na atualização.

  • Pré-implementação. O desenvolvimento de uma lista de verificação da pré-implantação ajudou a garantir a consistência em cada implantação e forneceu comentários documentados das tarefas de pós-implementação. Ao realizar cada tarefa com a lista de verificação da pré-implementação, cada implantação foi executada em geral sem incidentes. Conseqüentemente, várias ferramentas, como o Supervisor de Atualização e o SCC, foram aprimoradas para fornecer orientação e base de conhecimento para uma implementação bem-sucedida.

  • Implantação. Ao realizar implantações de teste nas fases de planejamento, a TI da Microsoft certificou-se de que a janela de implantação fosse ampla o suficiente para realizar a atualização no tempo limite alocado e implantar os aplicativos LOB em tempo na produção.

  • Pós-implementação. As tarefas de pós-implementação atendem a dois requisitos. Primeiramente, as tarefas colocam o status do ambiente como on-line. Em segundo lugar, as tarefas fornecem subsídios para que as futuras implantações sejam bem-sucedidas. Ao documentar os problemas e resoluções da pós-implantação, a TI da Microsoft aprimorou ainda mais o planejamento e as listas de tarefa da pré-implementação.

  • Implementações de recursos novos. Ao identificar claramente, no início da atualização, todos os novos recursos que aprimoraram a funcionalidade ou o desempenho do aplicativo, a TI da Microsoft forneceu uma implementação muito mais facilitada no SQL Server 2005 do que com as versões anteriores. Por exemplo, ao desenvolver com cuidado uma estratégia de particionamento de tabela antes da implementação, a TI da Microsoft poderia aprimorar o desempenho do aplicativo e com isso obter melhor aceitação do usuário.

  • Familiaridade com o produto. Antes de uma organização atualizar para o SQL Server 2005, é importante desenvolver uma base de conhecimento para facilitar o entendimento da nova arquitetura, dos novos recursos e de quaisquer comandos reprovados ou descontinuados. A total compreensão do SQL Server 2005 resultará em uma implementação mais robusta e confiável e certamente em uma experiência do usuário mais satisfatória.

  • Novos recursos internos. Ao implementar o SQL Server 2005, a TI da Microsoft pode fornecer um ambiente muito mais seguro e repleto de recursos para vários grupos comerciais. Por exemplo, o SQL Server 2005 forneceu os seguintes benefícios:

    • Ao utilizar os novos recursos desativados por padrão de segurança aprimorada e criptografia de dados no SQL Server 2005, a TI da Microsoft está em uma posição muito melhor para ajudar a oferecer proteção e entregar informações confidenciais aos destinatários.

    • Com o uso do suporte aprimorado do modo de 64 bits no SQL Server 2005, a TI da Microsoft mantém um ambiente muito mais escalonável, no qual pode ocorrer a consolidação do servidor e no qual o desempenho foi intensamente aprimorado.

    • Por meio da utilização dos aprimoramentos de desenvolvedor no SQL Server 2005, a TI da Microsoft forneceu soluções mais robustas e escalonáveis, a fim de atender às exigências dos vários grupos comerciais na Microsoft, a um custo total de propriedade reduzido.

    • Por meio dos recursos de análise e de relatórios aprimorados no SQL Server 2005, a TI da Microsoft pode fornecer informações em tempo real sobre valores comerciais, a fim de ajudar os grupos de negócios a tomar decisões mais embasadas.

Conclusão

Com o auxílio do programa TAP, a TI da Microsoft instalou o SQL Server 2005 para aproveitar os benefícios internos obtidos somente com a execução da atualização. O SQL Server 2005 também forneceu aprimoramentos para os aplicativos LOB Microsoft. A TI da Microsoft implementou vários novos recursos no SQL Server 2005 para ajudar a fornecer uma plataforma de aplicativo mais robusta, confiável, segura e disponível.

Os aprimoramentos de produtividade de desenvolvedor no SQL Server permitiram que a TI da Microsoft desenvolvesse e mantivesse aplicativos a custo muito inferior que com o SQL Server 2000. Os novos aplicativos e aprimoramentos são muitos mais rápidos, correspondendo agora às exigências comerciais de soluções corporativas mais escalonáveis. Tais soluções corporativas fornecem aos usuários mais flexibilidade na realização de análises completas e na descoberta de informações para as suas relações comerciais. Portanto, os usuários podem tomar decisões mais embasadas e em tempo hábil para beneficiar-se das novas oportunidades, à medida que elas ocorrerem nas várias áreas comerciais na Microsoft.

Com o processo mais robusto de instalação no SQL Server 2005, a migração para o SQL Server nunca foi tão fácil. Com a união do SQL Server 2005 ao Supervisor de Atualização e ao SCC, as organizações podem se preparar melhor, planejar e executar o fornecimento de uma solução de banco de dados mais robusta, confiável, informativa e escalonável.

Para obter mais informações

Ferramenta Microsoft PSSDiag
Para obter informações adicionais sobre a ferramenta PSSDiag, visite este site da Microsoft:
http://support.microsoft.com/kb/830232 (em inglês)

Ferramenta de relatórios do MPS (Microsoft Product Support, Atendimento Microsoft) (MPSRPT_SQL.exe)
Para obter informações adicionais sobre a ferramenta MPS Reporting, visite este site da Microsoft:
http://support.microsoft.com/kb/883724 (em inglês)

Ferramenta Analisador de Melhores Práticas da Microsoft
Para obter informações adicionais sobre a ferramenta Analisador de Melhores Práticas, visite este site da Microsoft:
http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?FamilyID=B352EB1F-D3CA-44EE-893E-9E07339C1F22&displaylang=en (em inglês)

Ferramenta Supervisor de Atualização do Microsoft SQL Server 2005
Para obter informações adicionais sobre a ferramenta Supervisor de Atualização do Microsoft SQL Server 2005, visite este site da Microsoft:
http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?FamilyID=6107C27A-662C-4319-AFE7-B52D1568C30A&displaylang=en (em inglês)

Ferramenta SQLH2 (SQL Server Health and History) do Microsoft SQL Server 2005
Para obter informações adicionais sobre a ferramenta SQLH2 (SQL Server Health and History) do Microsoft SQL Server 2005, visite este site da Microsoft:
http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?FamilyID=eedd10d6-75f7-4763-86de-d2347b8b5f89&DisplayLang=en (em inglês)

Para obter mais informações sobre os produtos e serviços da Microsoft nos EUA, ligue para (800) 426-9400. No Canadá, ligue para o Microsoft Canada Information Centre, telefone (800) 563-9048. No Brasil, entre em contato com a Microsoft Informática Ltda., telefone (11) 5853-2345. Para acessar informações na Internet, vá para:

Situação

Com mais de 800 instâncias do SQL Server sendo executadas na Microsoft, foi necessário que a TI da Microsoft aprimorasse a escalabilidade e a confiabilidade de seus aplicativos LOB, a fim de atender às necessidades de diversos grupos comerciais. Além disso, os grupos comerciais solicitaram melhorias em seus aplicativos LOB para que os usuários pudessem tomar decisões mais bem embasadas a fim de alcançar suas necessidades comerciais.

Solução

A TI da Microsoft implantou o SQL Server 2005 com o objetivo de fornecer uma plataforma mais robusta, confiável, disponível e escalonável para os seus aplicativos LOB. Os novos recursos do SQL Server 2005 também possibilitaram que a TI da Microsoft desenvolvesse soluções inteligentes que atendessem às necessidades de negócios a custo total de propriedade mais baixo

Vantagens
  • Com o SQL Server 2005 em uma plataforma de 64 bits, a TI da Microsoft conseguiu consolidar e expandir os aplicativos LOB em níveis muito mais altos.

  • Novos recursos, como o ambiente CLR integrado do Microsoft .Net e o Service Broker do SQL Server possibilitaram à Microsoft criar soluções empresariais confiáveis e escalonáveis.

  • Com o Integration Services, a TI da Microsoft também pode executar operações de ETL complexas entre aplicativos LOB além de reduzir o tempo de processamento em 80%.

  • Opções que fornecem maior disponibilidade, como espelhamento de banco de dados, melhoraram não só a disponibilidade como também a capacidade de recuperação.

  • Plataformas de relatórios e análises empresariais mais eficientes, que ajudam na descoberta de dados e de indicadores de desempenho significativos.

  • O particionamento de tabela melhorou o desempenho de consulta do aplicativo LOB da Microsoft em 70% e reduziu o tamanho da consulta de 180 KB para 5 KB.

  • Os recursos de segurança mais avançados e as tecnologias de criptografia de dados ajudam a proteger as informações confidenciais.

Produtos & Tecnologias
  • Microsoft SQL Server 2005

  • Microsoft Windows Server 2003

  • Microsoft .NET Framework 2.0


Download

icon_Word.gif Migração para o SQL Server 2005 na Microsoft
652 KB
Arquivo do Microsoft Word

icon_PowerPoint.gif Migração para o SQL Server 2005 na Microsoft
652 KB
Arquivo do Microsoft PowerPoint

Mostrar: