Filtragem de arquivo

 

Aplica-se a: Forefront Security for Exchange Server

Tópico modificado por último: 2008-06-03

O recurso de filtro de arquivo do Forefront Security para Exchange Server permite pesquisar anexos com nome, tipo e tamanho específicos dentro de uma mensagem de email. Se uma correspondência for encontrada, o filtro de arquivo poderá ser configurado para executar ações no anexo, como excluir, colocar em quarentena, notificar e relatar o arquivo detectado. O filtro de arquivo oferece uma forma flexível de detectar anexos de arquivo em mensagens de email e em outros itens do Outlook, incluindo tarefas e agendamentos (por exemplo, reuniões e compromissos).

Você pode configurar o filtro por tipos, extensões ou nomes de arquivos. Para obter mais informações, consulte Filtrando por tipo de arquivo, Filtrando por extensão e Filtrando por nome.

Para criar e configurar um filtro de arquivo
  1. No Painel de Navegação, clique em FILTRANDO e, em seguida, clique no ícone Arquivo. O painel Filtragem de Arquivos é exibido.

  2. No painel de trabalho superior, selecione o trabalho de verificação para o qual deseja criar o filtro de arquivos.

  3. Para detectar os arquivos com um determinado nome, adicione o nome de arquivo à seção Nomes de Arquivo do painel de trabalho. Clique no botão Adicionar e digite o nome do arquivo a ser detectado. (Também há botões com os quais Editar e Excluir entradas existentes.) Use as setas para cima e para baixo (na mesma linha dos Nomes de Arquivo) para alterar a ordem em que um filtro selecionado será executado.

    Opcionalmente, o filtro de arquivos pode ser configurado para filtrar arquivos com base em seu tamanho. Para detectar arquivos por tamanho, especifique um operador de comparação (=, >, <, >=, <=) e um tamanho de arquivo em quilobytes (KB), megabytes (MB) ou gigabytes (GB). Eles são colocados imediatamente após o nome do arquivo, sem espaços entre o nome do arquivo e o operador ou entre o operador e o tamanho do arquivo. O tamanho do arquivo deve ser inserido usando-se as palavras-chave de tamanho em inglês: KB (para kilobytes), MB (para megabytes) e GB (para gigabytes). A configuração Tamanho Máximo do Arquivo do Contêiner, em Opções Gerais, especifica o tamanho máximo do arquivo de contêiner (em bytes) que o FSE tentará limpar ou reparar caso descubra um arquivo infectado.

    Exemplos:

    *.bmp>=1,2 MB todos os arquivos .bmp maiores ou iguais a 1,2 megabytes

    *.com>150 KB todos os arquivos .com maiores que 150 quilobytes

    *>5 GB todos os arquivos maiores que 5 gigabytes

  4. Especifique a lista de tipos de arquivo que podem ser associados ao nome de arquivo selecionado. Você pode selecionar um ou mais tipos de arquivo na lista ou selecionar Todos os Tipos abaixo da lista. Se o tipo de arquivo a ser associado ao nome de arquivo selecionado não estiver disponível na lista, selecione Todos os Tipos. (Para obter uma descrição dos tipos de arquivo listados na caixa de seleção, consulte Lista de tipos de arquivo.)

    A opção Todos os Tipos configura o Forefront Security para Exchange Server para filtrar apenas com base no nome de arquivo e na extensão de arquivo. Quando a opção Todos os Tipos é selecionada, o Forefront Security para Exchange Server é configurado para detectar o nome de arquivo selecionado, independentemente do tipo de arquivo. Isto evita a possibilidade de usuários contornarem o filtro com a simples alteração da extensão de um arquivo.

    Se você conhecer o tipo de arquivo que está procurando, o Forefront Security para Exchange Server trabalhará com mais eficiência desde que você selecione o tipo de arquivo adequado em vez de Todos os Tipos. Por exemplo, se você quiser filtrar todos os arquivos EXE, crie o filtro * e defina o tipo de arquivo como EXE.

  5. O Filtro de Arquivos deve estar definido como Habilitado. Ação habilitado por padrão.

  6. Indique a Ação a ser tomada se o filtro tiver correspondência.

  7. Indique se deseja Enviar Notificações para o nome de arquivo selecionado. Isso não afeta o log de Incidentes. Além disso, configure também as notificações (consulte Notificações por email). Por padrão, a ação está desabilitada.

  8. Indique se deseja colocar os Arquivos em Quarentena para o nome de arquivo selecionado. Ação habilitado por padrão. A quarentena habilitada faz com que os anexos excluídos e as mensagens limpas sejam armazenados, permitindo que você os recupere. Entretanto, não é possível recuperar as mensagens de worm eliminadas.

  9. Você também pode especificar o Texto de Exclusão, que é usado para substituir o conteúdo de um arquivo infectado durante uma operação de exclusão. O texto de exclusão padrão informa que um arquivo infectado foi removido, o nome desse arquivo e o nome do filtro. Para criar sua própria mensagem personalizada, clique em Texto de Exclusão.

    ObservaçãoObservação:
    O Forefront Security para Exchange Server fornece palavras-chaves que podem ser utilizadas no campo de texto de exclusão para obter informações da mensagem em que a infecção foi encontrada. Para obter mais informações sobre palavras-chave, consulte Macros de substituição de palavra-chave.
  10. Clique em Salvar para salvar o filtro.

Se desejar filtrar tipos específicos de arquivo, você poderá criar o filtro * e definir a seleção dos Tipos de Arquivo para o tipo exato de arquivo a ser filtrado.

Por exemplo: Crie o filtro * e defina os Tipos de Arquivo como MP3. Isso garante que todos os arquivos MP3 sejam filtrados, independentemente do nome ou da extensão do arquivo.

Uma vantagem de definir um filtro * genérico e associá-lo a um determinado tipo de arquivo (por exemplo, EXE) é que isso evita a possibilidade de os usuários ignorarem o filtro simplesmente alterando a extensão do arquivo.

ObservaçãoObservação:
Se desejar filtrar arquivos do Office 2003 e do Microsoft Excel® mais antigos, você deverá digitar *.xls ou * na caixa Nome do Arquivo e selecionar WINEXCEL e DOCFILE na lista Tipo de Arquivo. Os arquivos Excel 1.x são arquivos do tipo WINEXCEL, mas versões mais recentes do Excel são arquivos do tipo DOCFILE.
Para documentos do Office 2007 (Word, Excel e PowerPoint), use a extensão de arquivo apropriada na caixa Nome do Arquivo e selecione “OPENXML” na lista Tipos de Arquivo.

Se quiser filtrar qualquer arquivo que tenha uma determinada extensão, você poderá criar um filtro genérico para a extensão e definir Tipos de Arquivo como Todos os Tipos. A correspondência de filtro não diferencia maiúsculas e minúsculas.

Por exemplo: Crie o filtro *.exe* e defina Tipos de Arquivo como Todos os Tipos. Isso garantirá que todos os arquivos com uma extensão .exe sejam filtrados.

ImportanteImportante:
Ao criar filtros de arquivos genéricos para barrar todos os arquivos de um determinado tipo (por exemplo, os arquivos .exe), é recomendável que você elabore o filtro neste formato: *.exe*. O segundo asterisco (*) evitará que arquivos com mais caracteres depois da extensão de arquivo sejam ignorados pelo filtro.
ObservaçãoObservação:
A Microsoft recomenda evitar o uso do filtro genérico * com Tipos de Arquivo definido como Todos os Tipos. Essa configuração de filtro pode resultar na informação de detecções repetidas.

Se quiser filtrar todos os arquivos com um determinado nome, você poderá criar um filtro usando o nome de arquivo e definindo Tipos de Arquivo como Todos os Tipos. A correspondência de filtro não diferencia maiúsculas e minúsculas.

Por exemplo: Se um vírus usar um arquivo anexado denominado cargaútil.doc, você poderá criar o filtro cargaútil.doc e definir Tipos de Arquivo como Todos os Tipos. Isto garante que qualquer arquivo denominado cargaútil.doc seja filtrado, independentemente do tipo do arquivo.

A detecção de anexos de arquivos por nome é útil quando há um ataque de um vírus novo e você sabe o nome do arquivo que carrega esse vírus, embora os scanners de vírus ainda precisem ser atualizados para detectá-lo. Um exemplo perfeito desse tipo de ocorrência foi o worm Melissa. Ele se alojava em um arquivo chamado List.doc e podia ser detectado pelo Forefront Security para Exchange Server por meio de um filtro de arquivo antes mesmo que os scanners de vírus pudessem detectá-lo.

Escolha a ação que o Forefront Security para Exchange Server deverá executar quando houver correspondência com um filtro de arquivo. Por padrão, a ação definida é Excluir: remover conteúdo.

ObservaçãoObservação:
Você deve definir a ação de cada filtro de arquivo que configurar. A definição de Ação não é global.

 

Ignorar: Detectar Somente

Registra o número de mensagens que atendem aos critérios do filtro, mas permite que as mensagens circulem normalmente. Entretanto, se a opção Excluir Arquivos Corrompidos Compactados, Excluir Arquivos Corrompidos Uuencode ou Excluir Arquivos Criptografados Compactados estiver selecionada em Opções Gerais, qualquer correspondência a uma dessas condições excluirá o item.

Excluir: remover conteúdo

Exclui o anexo de arquivo. O anexo de arquivo detectado é removido da mensagem e o Texto de Exclusão é inserido em seu lugar.

Limpar: Eliminar Mensagem

Elimina a mensagem do sistema de email. Quando você seleciona essa opção, é exibido um aviso informando que, se houver uma correspondência para o filtro, a mensagem será eliminada e não será possível recuperá-la. Clique em Sim para continuar.

ObservaçãoObservação:
Entretanto, se for selecionada a caixa Arquivos em Quarentena, as mensagens limpas serão colocadas em quarentena e poderão ser recuperadas do banco de dados de quarentena.

 

Identificar: mensagem de marca

A linha de assunto ou o cabeçalho da mensagem detectada pode ser marcado com uma palavra ou frase personalizável, de modo que a mensagem possa ser identificada posteriormente para processamento em pastas, pelas caixas de entrada de usuários, ou para outras finalidades identificadas pelo Forefront Server Security Administrator. Para modificar essa marca, clique no botão Texto de Marca no painel de trabalho Configurações de Trabalho de Verificação e modifique o texto. A mesma marca, porém, é usada em todos os filtros associados a um determinado trabalho de verificação. Essa ação só está disponível para o Trabalho de Verificação de Transporte. Para obter mais informações sobre o Texto de Marca, consulte "Configurando o trabalho de verificação de transporte" em Trabalho de verificação de transporte.

Depois que você criar um filtro de arquivo, poderá modificá-lo.

Para editar um filtro de arquivo
  1. No Painel de Navegação, clique em FILTRANDO e, em seguida, clique no ícone Arquivo. O painel Filtragem de Arquivos é exibido.

  2. No painel de trabalho superior, selecione o trabalho de verificação para o qual deseja modificar o filtro de arquivos.

  3. Faça as alterações necessárias aos vários campos. As alterações serão aplicadas ao trabalho de verificação selecionado.

  4. Clique em Salvar para salvar as alterações do filtro.

    Fazer qualquer alteração na configuração ativa os botões Salvar e Cancelar. Se você fizer uma alteração no trabalho de verificação selecionado e tentar mudar para outro trabalho de verificação ou ícone de painel sem salvá-la, será solicitado a salvar a alteração ou descartá-la.

Use caracteres curinga para que o seu filtro encontre padrões correspondentes no nome do arquivo, em vez de um nome de arquivo específico. Você pode usar qualquer um dos seguintes curingas para refinar os filtros:

 

*

Usado para estabelecer correspondência com qualquer quantidade de caracteres em um nome de arquivo. Você pode usar vários asteriscos. Veja a seguir alguns exemplos de uso:

Único:   Qualquer um destes padrões de caracteres curinga detectaria o veryevil.doc:

veryevil.*, very*.doc, very*, *il.doc.

Múltiplo:   Qualquer um desses padrões de múltiplos caracteres curinga detectaria o eicar.com: e*c*r*om, ei*.*, *car.*.

ObservaçãoObservação:
Use vários asteriscos para filtrar os anexos de arquivo com várias extensões. Por exemplo: love*.*.*

 

?

Usado para estabelecer correspondência com qualquer caractere de um nome que poderia ser modificado com um simples caractere. Por exemplo:

virus?.exe localizaria o virusa.exe, virus1.exe ou virus$.exe. Entretanto, este filtro não capturaria o virus.exe.

[set]

Uma lista de caracteres e intervalos, colocados entre colchetes [abcdef]. Qualquer caractere no conjunto especificado pode corresponder. Por exemplo:

klez[a-h].exe localizaria kleza.exe até klezh.exe.

[^set]

Usado para excluir caracteres que você sabe que não são usados no nome do arquivo. Por exemplo:

klez[^m-z].exe não localizaria klezm.exe até klezz.exe.

[range]

Usado para indicar vários valores possíveis em um conjunto. É especificado por um caractere inicial, um hífen (-) e um caractere final. Por exemplo:

klez[ad-gp].exe localizará kleza.exe, klezd.exe, klezf.exe e klezp.exe, mas não localizará klezb.exe ou klezr.exe.

\char

Indica que os caracteres especiais são utilizados de forma literal. (Os caracteres são: * ? [ ] - ^ < >.) A barra invertida é chamada de caractere de escape e indica que um caractere reservado de controle deve ser considerado literalmente como um caractere de texto. Por exemplo:

Se você digitar *hello*, você esperaria encontrar hello em qualquer parte do nome do arquivo. Se você digitar *\*hello\**, você encontraria *hello*. Se você digitar *\*hello\?\**, você encontraria *hello?*.

ObservaçãoObservação:
Você deve usar uma \ antes de cada caractere especial.

Ao usar o filtro de arquivo juntamente com o trabalho de verificação de transporte, você poderá configurar um filtro de maneira que ele só verifique mensagens de entrada ou de saída. Para isso, adicione um prefixo <in> ou <out> ao nome do arquivo quando digitá-lo no painel de trabalho Nomes de Arquivo:

(Para obter informações sobre as designações de entrada, de saída e interna, consulte Trabalho de verificação de transporte.)

ObservaçãoObservação:
Não há espaços entre o prefixo e o nome do arquivo.
ObservaçãoObservação:
Os prefixos <in> (para mensagens de entrada) e <out> (para mensagens de saída) devem ser inseridos em inglês.

A colocação de um prefixo <in> no nome do arquivo instrui o Forefront Security para Exchange Server a aplicar esse filtro apenas em mensagens de entrada.

<in>nomedearquivo

A colocação de um prefixo <out> no nome do arquivo instrui o Forefront Security para Exchange Server a aplicar esse filtro apenas em mensagens de saída.

<out>nomedearquivo

Se nenhum prefixo for anexado ao nome do arquivo, o filtro será aplicado em todas as mensagens, independentemente da direção.

Os arquivos contêineres podem ser amplamente descritos como arquivos complexos, que podem ser decompostos em várias partes. O Forefront Security para Exchange Server pode verificar se há correspondências de filtros nos seguintes arquivos contêineres:

  • PKZip (.zip)

  • GNU Zip (.gzip)

  • Arquivos .zip auto-extraíveis

  • Arquivos Zip (.zip)

  • Arquivo Java (.jar)

  • TNEF (Winmail.dat)

  • Armazenamento estruturado (por exemplo, .doc, .xls ou .ppt)

  • Open XML (por exemplo, .docx, .xlsx ou .pptx)

  • MIME (.eml)

  • SMIME (.eml)

  • UUENCODE (.uue)

  • Arquivo morto em fita Unix (.tar)

  • Arquivo RAR (.rar)

  • MACBinary (.bin)

O Forefront Security para Exchange Server verifica todas as partes do arquivo contêiner e o reempacota, se necessário. Por exemplo, se você configurar um filtro de arquivo para excluir todos os arquivos .exe, o Forefront Security para Exchange Server excluirá todos os arquivos .exe que estiverem dentro do arquivo contêiner (substituindo-os pelo Texto de Exclusão), mas deixará intactos todos os outros arquivos no contêiner.

ObservaçãoObservação:
O Forefront Security para Exchange Server não pode verificar arquivos protegidos por senha ou criptografados. Embora o FSS não os descriptografe, esses arquivos sempre passam inteiramente pelos scanners antivírus em sua forma criptografada.

Para excluir o conteúdo de um .zip (arquivo contêiner) da verificação de correspondências de filtro, especifique o nome do arquivo .zip na lista de filtros de arquivos e defina a ação como Ignorar. A ordem do filtro na lista não é importante. Se o nome do arquivo .zip estiver na lista de filtros de arquivo e sua ação for definida como Ignorar, seu conteúdo não será verificado pelos filtros de arquivos. No entanto, o arquivo será verificado quanto à presença de vírus. Se você quiser ignorar todos os arquivos .zip, crie o filtro: *.zip e defina a ação como Ignorar.

ObservaçãoObservação:
Por padrão, essa funcionalidade só é aplicável a arquivos .zip e .jar. Se quiser habilitar essa funcionalidade para outros tipos de arquivo (TAR, GZIP, RAR, Macintosh, SMIME e arquivos .zip auto-extraíveis), defina os seguintes valores do Registro DWORD:
Trabalho de verificação em tempo real   SkipFileFilterWithinCompressedRealtime
Trabalho de verificação manual   SkipFileFilterWithinCompressedManual
Trabalho de verificação de transporte   SkipFileFilterWithinCompressedInternet
Para obter a localização dessas chaves do Registro, consulte Chaves de Registro. Depois de criar cada valor do Registro, é preciso defini-lo como 1 para habilitar a filtragem de arquivo nos tipos de arquivo especificados.
ObservaçãoObservação:
Os arquivos OPENXML (por exemplo, os documentos do Officeº2007) são arquivos contêiner ZIP, mas não são afetados pelas configurações do contêiner ZIP.

Você pode usar os filtros de arquivos para bloquear alguns tipos de arquivo e permitir outros. Os arquivos permitidos neste exemplo são arquivos do Office, que tendem a ser mais seguros do que outros tipos. Para que este recurso funcione adequadamente, são necessários dois filtros de arquivos.

ObservaçãoObservação:
Verifique se o filtro de arquivo 1 foi criado antes do filtro de arquivo 2, pois estes filtros são aplicados na ordem, de cima para baixo.

primeiro, crie um filtro de arquivo para permitir arquivos do Office. Por exemplo, vamos denominá-lo Filtro de Arquivo 1.

Para criar o Filtro de Arquivo 1
  1. No Painel de Navegação, clique em FILTRANDO e, em seguida, clique no ícone Arquivo. O painel de trabalho Filtragem de Arquivos é exibido.

  2. Crie um novo filtro de arquivo, seguindo estes passos:

    1. Clique em Adicionar.

    2. Digite <in>* como o nome de arquivo e pressione a tecla Enter.

    3. Desmarque a opção Todos os Tipos na seção Tipos de Arquivo.

    4. Clique em Sim para confirmar.

    5. Selecione os tipos de arquivo DOC, OPENXML, TNEF. (TNEF é necessário por ser o wrapper que envolve os anexos de arquivo, no correio interno.)

    6. Defina a Ação como Ignorar: Detectar Somente

    7. Desmarque Arquivos em Quarentena.

    8. Clique em Salvar o filtro.

Em seguida, crie um filtro para bloquear todos os arquivos. Nós o chamaremos de Filtro de Arquivos 2. Desde que você tenha criado primeiro o Filtro de Arquivos 1, os arquivos do Office serão permitidos e todos os outros, bloqueados.

Para criar o Filtro de Arquivo 2
  1. No Painel de Navegação, clique em FILTRANDO e, em seguida, clique no ícone Arquivo. O painel de trabalho Filtragem de Arquivos é exibido.

  2. Crie um novo filtro de arquivo, seguindo estes passos:

    1. Clique em Adicionar.

    2. Digite * como o nome do arquivo e pressione a tecla Enter.

    3. Verifique se a opção Todos os Tipos está selecionada na seção Tipos de Arquivo.

    4. Defina a ação como Bloquear ou Limpar, conforme o desejado.

    5. Selecione Arquivos em Quarentena.

    6. Selecione Enviar Notificações.

    7. Clique em Salvar o filtro.

ObservaçãoObservação:
É importante ter em mente que a ação Ignorar: somente detectar no primeiro filtro gera uma entrada de Log de Incidentes para praticamente qualquer anexo recebido. Além disso, o TNEF é usado em todos os emails internos do Exchange. Portanto, se você criar esses filtros em um servidor de hub (somente Exchange Server 2007), gerará um evento para cada email. Isso pode sobrecarregar rapidamente o servidor, e o log de incidentes pode aumentar de forma incontrolável. Para amenizar o problema, certifique-se de que o nome de arquivo da primeira regra seja "<in>*". Dessa forma, a regra só será invocada para os emails de entrada, embora muitos eventos ainda sejam gerados. Além disso, se você selecionar Arquivos em Quarentena no segundo filtro, provavelmente muitos arquivos serão colocados em quarentena.

Além de criar filtros de arquivos individuais, você pode criar listas deles para ter coleções de filtros para usar em diferentes trabalhos de verificação ou simplesmente para organizar seus filtros. Os filtros individuais são criados da mesma forma descrita anteriormente, mas agora, cada filtro faz parte de uma lista.

Comece criando uma nova lista de filtros de arquivo.

Para criar uma lista de filtros de arquivo
  1. Na seção FILTRANDO do Painel de Navegação, clique no ícone Listas de Filtros.

  2. No painel Tipos de Lista, selecione Arquivos.

  3. Na seção Nomes de Listas, clique no botão Adicionar.

  4. Digite um nome para a nova lista e pressione Enter. Uma lista vazia aparece na seção Nomes de Listas.

  5. Selecione o novo nome de lista e clique no botão Editar. A caixa de diálogo Editar Lista de Filtros é exibida. Use-a para adicionar nomes de arquivo à lista.

  6. Clique no botão Adicionar na seção Incluir no Filtro.

  7. Digite um nome de arquivo a ser incluído na lista de filtros. Quando terminar de digitar, pressione ENTER. Você pode ter quantos itens desejar, mas cada um deles deve ser digitado separadamente. Todos seguem todas as regras já analisadas para a criação de filtros de arquivo exclusivos.

    A seção Excluir do Filtro é utilizada para a inserção de nomes de arquivo que jamais devem ser incluídos na lista de filtros de arquivos. Isto evitará que esses nomes de arquivos sejam acidentalmente adicionados durante a importação de uma lista baseada em arquivo de texto. Para obter mais informações sobre como importar arquivos, consulte Importando itens em uma lista de filtros.

  8. Quando terminar de inserir as palavras-chaves, clique em OK. A lista de itens que você acabou de inserir é exibida, em ordem alfabética, no painel ao lado de Nomes de Listas.

  9. Clique em Salvar para salvar a lista.

  10. Configure a lista de filtros da mesma maneira descrita em Criando um filtro de arquivo.

Os dados de listas de filtros podem ser criados offline no Bloco de Notas ou em um editor de texto semelhante e, em seguida, importados para a lista adequada de filtros, usando o Forefront Server Security Administrator. Observe que o Forefront Security para Exchange Server só pode importar listas que sejam arquivos UTF-16 ou ANSI. Outros tipos de Unicode não serão importados de modo adequado.

Para criar e importar entradas para uma lista de filtros
  1. Crie uma lista e salve-a como um arquivo de texto. Coloque cada filtro em uma linha separada, no arquivo.

  2. Na seção FILTRANDO do Painel de Navegação, clique em Listas de Filtros.

  3. Selecione a lista de filtros para a qual deseja importar dados.

  4. Clique em Editar. A caixa de diálogo Editar Lista de Filtros é exibida.

  5. Clique no botão Importar. Uma janela do Gerenciador de Arquivos é aberta. Use-a para navegar até o arquivo de texto criado na etapa 1.

  6. Selecione o arquivo e clique em Abrir.

  7. O arquivo é importado para o painel central do editor Importar Lista, permitindo que você selecione as entradas que deseja incluir na lista de filtros. Use o botão <=== para mover todos os itens para a seção Incluir no Filtro ou use o botão <--- para mover itens individuais. Você pode usar as setas que apontam para a direita e mover os itens para a seção Excluir da Importação.

  8. Quando tiver movido todos os itens desejados, clique em OK.

  9. Clique em Salvar para salvar o trabalho.

Os modelos de conjunto de filtros podem ser criados para utilização em qualquer trabalho de verificação do Forefront Security para Exchange Server. Um único modelo de conjunto de filtros pode ser associado a um ou a todos os trabalhos de verificação, e você pode criar vários conjuntos de filtros para uso em diferentes servidores ou trabalhos de verificação. Para obter informações sobre como criar e configurar modelos de conjunto de filtros, consulte "Modelos de conjunto de filtros" em Filtragem de conteúdo.

O Forefront Security para Exchange Server fornece um suporte à filtragem de arquivo por nome que vai além do conjunto de caracteres em inglês. Por exemplo, as mensagens com anexos que incluam caracteres, palavras ou frases em japonês são tratadas da mesma forma que os conjuntos de caracteres em inglês.

O painel de trabalho Incidentes contém contadores estatísticos que registram o número de anexos que correspondem aos critérios especificados e, dessa forma, fazem com que a mensagem que os contém seja limpa. Esses contadores podem também ser encontrados no snap-in de desempenho do Windows.

 
Mostrar: