Visão geral do Windows PE 2.0 para Windows Vista

Publicado em: 19 de dezembro de 2005 | Atualizado em: 14 de novembro de 2006

By Tony Northrup


O Windows PE 2.0 é a principal base de implantação do Windows Vista. Ele foi criado para facilitar as implantações de grande escala, personalizadas do novo sistema operacional do Windows. Quando o Windows Vista é iniciado, o Windows PE 2.0 é disponibilizado para todos os clientes de negócios do Windows para auxiliar nas implantações do Windows Vista, bem como em sistemas operacionais de nível inferior, como Windows XP. O Windows PE permite que os usuários insiram drivers, configurem o Windows Vista offline, forneçam soluções de recuperação e diagnostiquem e solucionem problemas do sistema.

O Windows PE 2.0 para Windows Vista está disponível para download como parte da solução Business Desktop Deployment (BDD 2007), disponível aqui (em inglês).

Resumo

O Microsoft Windows PE (Ambiente de Pré-Instalação do Windows) 2.0 fornece ferramentas de instalação e preparação avançadas para o sistema operacional do Microsoft Windows Vista. Com o Windows PE, você pode iniciar um subconjunto do Windows Vista a partir de uma rede ou mídia removível, que fornece rede e outros recursos necessários para instalar e solucionar problemas do Windows Vista. Este documento é uma introdução ao Windows PE, seus recursos e aperfeiçoamentos sobre tecnologias de pré-instalação anteriores.

Nesta página

Introdução
Usando o Windows PE para instalação
Usando o Windows PE para solução de problemas
Tecnologia do Windows PE
Comparando o Windows PE 2.0 com as tecnologias anteriores
Resumo

Introdução

O Microsoft Windows PE (Ambiente de Pré-Instalação do Windows) 2.0 é uma ferramenta inicializável da Microsoft que fornece recursos do sistema operacional para instalação, solução de problemas e recuperação. O Windows PE não é um sistema operacional genérico. Ele foi criado para ser usado para três tarefas específicas:

  • Instalação do Microsoft Windows Vista . O Windows PE é executado cada vez que você instala o Windows Vista. As ferramentas gráficas que coletam as informações de configuração durante a fase de instalação são executadas dentro do Windows PE. Além disso, os departamentos de TI (tecnologia da informação) podem personalizar e estender o Windows PE para atender às suas necessidades exclusivas de implantação.

  • Solução de problemas. O Windows PE também é útil para solução automática e manual de problemas. Por exemplo, se o Windows Vista não for iniciado em decorrência de um arquivo de sistema corrompido, o Windows PE poderá iniciar automaticamente o Ambiente de Recuperação do Windows. Você também pode iniciar manualmente o Windows PE para usar as ferramentas internas ou personalizadas de diagnóstico e solução de problemas.

  • Recuperação. Os OEMs (Fabricantes Originais do Equipamento) e os ISVs (Fornecedores Independentes de Software) podem usar o Windows PE para compilar soluções personalizadas, automatizadas para recuperação e recompilação de computadores que executam o Windows Vista. Por exemplo, os usuários podem iniciar seus computadores a partir dos CDs de recuperação do Windows PE ou de partições de recuperação para reformatar automaticamente seus discos rígidos e reinstalar o Windows Vista com os drivers, configurações e aplicativos originais.

Este documento, destinado aos profissionais de TI, descreve os recursos de instalação e solução de problemas do Windows PE, mas não discute como os OEMs e os ISVs podem usar o Windows PE para fins de recuperação.

Conseqüentemente, a criação de uma metodologia padronizada que os administradores podem usar para rastrear a área do problema e corrigi-la de forma eficaz pode economizar um precioso tempo gasto ao decifrar logs de erros complexos. Os administradores podem reduzir o tempo gasto para corrigir uma falha de conexão, usando as informações deste artigo como uma ferramenta e lista de verificação. Ele também ajudará a resolver alguns de seus problemas antes de você ligar para o Atendimento Microsoft.

Observação: como o Windows PE 2.0 foi criado como uma ferramenta para configurar, instalar e solucionar problemas do Windows Vista, ele não está disponível para ser comprado separadamente do Windows Vista.


Usando o Windows PE para instalação

A Microsoft projetou o Windows PE para substituir o MS-DOS como o ambiente de pré-instalação. O Windows PE foi compilado a partir dos componentes do Windows Vista, fornecendo um ambiente robusto, flexível e familiar. Na verdade, o Windows PE pode executar muitos aplicativos do Windows Vista, detectar e habilitar hardware e comunicação mais modernos através das redes IP (Internet Protocol). O Windows PE geralmente consome menos de 100 MB de espaço em disco e pode ser totalmente executado a partir da RAM (Memória de Acesso Aleatório), permitindo que você insira um segundo CD que contém drivers ou software. Esses recursos permitem que o Windows PE seja executado em computadores que não têm atualmente um disco rígido formatado ou um sistema operacional instalado. No entanto, o Windows PE não é um sistema operacional completo como o Windows Vista.

Instalações personalizadas do Windows Vista

As empresas apreciarão o Windows PE, porque os departamentos de TI poderão criar scripts e aplicativos para automatizar a implantação. Por exemplo, usando o processo abaixo, um departamento de TI configuraria uma infra-estrutura de implantação remota de Serviços de Implantação do Windows, criaria um script de configuração e compilaria uma imagem do Windows PE personalizada para habilitar um processo de implantação altamente automatizado:

  1. Quando um novo computador é conectado à rede, o cliente interno do PXE (Pre-boot eXecution Environment) é conectado ao servidor do Serviço de Implantação do Windows e faz download da imagem personalizada do Windows PE através da rede.

  2. O novo computador carrega o Windows PE na memória e inicia o script de configuração. O script verifica se a configuração do computador atende aos requisitos de hardware do departamento de TI.

    Observação: o Windows DS (Windows Deployment Server) é uma substituição do RIS (Serviços de Instalação Remota).


  3. Se necessário, o script faz backup dos dados do usuário para uma pasta compartilhada em outro computador.

  4. O script executa a ferramenta Diskpart para particionar e formatar o disco.

  5. O script é conectado a uma pasta compartilhada que contém os arquivos de Instalação do Windows Vista e executa o programa de Instalação do Windows Vista para instalar o sistema operacional totalmente autônomo.

Windows PE e Windows Imaging Format

A forma mais avançada e flexível de distribuir o Windows PE é dentro de um arquivo WIM (Windows Imaging Format). O WIM é o formato de imagem baseado em arquivo que o Windows Vista usa para instalação rápida em um novo computador. Os arquivos WIM armazenam cópias (conhecidas como imagens) de um ou mais sistemas operacionais, como o Windows Vista ou o Windows PE. A manutenção de um sistema operacional em um arquivo WIM é fácil, porque é possível adicionar e remover drivers, atualizações e componentes offline do Windows, sem mesmo iniciar o sistema operacional. A manutenção de imagens do Windows PE em arquivos WIM será muito similar à manutenção de imagens do Windows Vista.

Como o Windows Vista, o Windows PE pode estar contido em um arquivo WIM. No entanto, ao armazenar uma imagem do Windows Vista em um arquivo WIM, a única forma de iniciar o Windows Vista é copiar a imagem para o disco rígido do computador. O Windows PE, no entanto, pode ser iniciado diretamente de um arquivo WIM, sem ser copiado para um disco rígido. Esta funcionalidade permite que você crie um arquivo WIM, armazene-o em uma mídia inicializável como um CD ou unidade flash USB e inicie o Windows PE diretamente daquela mídia. A Microsoft usa esta capacidade para carregar o Windows PE na RAM e iniciar o Windows PE quando você instalar o Windows Vista em um novo computador.

Usando o Windows PE para solução de problemas

Embora o objetivo principal do Windows PE seja instalar o Windows Vista, ele também pode ser usado para solucionar problemas do Windows PE. Os exemplos de tarefas de solução de problemas incluem:

  • Substituição dos arquivo do sistema. É possível substituir os arquivos corrompidos da mídia de instalação original. Por exemplo, se um arquivo de sistema corrompido estiver impedindo um computador de iniciar, você poderá usar o Windows PE para iniciar o computador e substituir o arquivo corrompido da mídia do Windows Vista.

  • Recuperação de dados antes de reinstalar o Windows. O Windows PE fornece acesso completo aos sistemas de arquivo FAT e NTFS. Em casos onde você deve substituir ou reformatar um disco rígido, é possível iniciar o computador com o Windows PE primeiro e, em seguida, copiar arquivos importantes para outro disco ou para uma pasta compartilhada. Observe que os arquivos criptografados com o EFS (Sistema de Arquivos com Criptografia) não podem ser recuperados facilmente.

  • Execução de ferramentas de diagnósticos e configuração. O Windows PE inclui ferramentas de diagnósticos da linha de comando comuns. Também é possível executar outras ferramentas de solução de problemas padrão e personalizadas do Windows, a partir do Windows PE. As ferramentas internas incluem:

    • Diskpart. Diskpart é um interpretador de comando do modo de texto que permite que você gerencie discos, partições ou volumes a partir de um prompt de comando ou script.

    • Drvload. O comando drvload é usado para adicionar drivers de dispositivo, como áudio, vídeo e chipsets da placa-mãe para uma imagem do Windows PE. O drvload também pode ser usado para carregar dinamicamente um driver após o Windows PE ser iniciado.

    • Rede. A ferramenta da linha de comando Rede permite que você gerencie o banco de dados do usuário local, inicie e interrompa os serviços e estabeleça conexão às pastas compartilhadas.

    • Netcfg. A ferramenta de configuração de rede configura o acesso de rede. Ao usar o Windows PE como uma ferramenta de implantação personalizada, você pode usar o Netcfg para configurar manualmente as configurações de rede como parte de um script de inicialização.


Tecnologia do Windows PE

Para tornar o Windows PE o mais versátil possível, a Microsoft o projetou para ser simples, poderoso e flexível. As seções a seguir descrevem estas características com mais detalhes e descrevem também as limitações do Windows PE.

Simples

O Windows PE deve ser o menor possível, de forma que possa ser armazenado em uma mídia removível como CDs e unidades flash USB, iniciado rapidamente e armazenado completamente na memória do computador. O tamanho exato do Windows PE pode variar, dependendo de como você personaliza a imagem, mas geralmente consome menos de 100 MB quando compactado em formato WIM. As versões de 64 bits do Windows PE são maiores e seu tamanho aumenta ao personalizar a imagem do Windows PE com pacotes de idioma ou aplicativos.

Para ajudar a minimizar o uso da memória, o Windows PE pode ser executado a partir de uma imagem compactada. Em outras palavras, você pode compactar o Windows PE em um arquivo WIM e executá-lo a partir da memória sem mesmo descompactá-lo. Portanto, você se beneficia da compactação ao armazenar a imagem em um disco e depois ao carregá-la na memória do seu computador.

Para minimizar o armazenamento em disco, o formato WIM armazena somente uma única instância de arquivos duplicados. Portanto, se você tiver um arquivo WIM com duas imagens do Windows PE, os arquivos que as duas imagens compartilham serão armazenados somente uma vez.

Poderoso

Embora o Windows PE seja criado para ser menor, ele contém grande parte da funcionalidade principal do Windows Vista. Como o Windows PE oferece suporte ao Win32 (assim como ao Microsoft Windows XP e ao Windows Vista), a maior parte dos aplicativos do Windows será executada no Windows PE. Isso significa que os desenvolvedores em seu departamento de TI podem usar ferramentas como Microsoft Visual Studio para criar os aplicativos do Win32 para serem executados no Windows PE.

O Windows PE também oferece suporte a multithreading e multitarefa, dessa forma, você pode executar várias ferramentas ao mesmo tempo. Esta opção economiza tempo e recursos que seriam necessários para validar e testar as imagens de hardware e software. O Windows PE também pode executar arquivos de lote, scripts do Microsoft VBScript (Visual Basic Scripting Edition), scripts do WSH (Windows Script Host) (se o componente opcional do WSH estiver instalado), HTAs (HTML Applications) e Microsoft ADO (ActiveX Data Objects). Como o Windows PE fornece espaço temporário baseado em RAM, ele pode executar aplicativos que exigem a capacidade de gravar arquivos temporários no disco rígido, mesmo que nenhum disco rígido esteja disponível.

Para minimizar o armazenamento em disco, o formato WIM armazena somente uma única instância de arquivos duplicados. Portanto, se você tiver um arquivo WIM com duas imagens do Windows PE, os arquivos que as duas imagens compartilham serão armazenados somente uma vez.

Observação: alguns aplicativos, como jogos, não serão executados no Windows PE (pois não foi para isso que o Windows PE foi criado). Ele atualmente também não oferece suporte ao Microsoft .NET Framework.

Flexível

Se o Windows Vista incluir drivers para o hardware de seu computador, seu hardware provavelmente trabalhará com o Windows PE, pois o Windows PE inclui a maioria dos drivers do Windows Vista. Também é possível adicionar novos drivers a uma imagem do Windows PE. Em ambientes corporativos, você pode adicionar cada driver necessário de qualquer computador para sua organização em uma única imagem do Windows PE, de forma que a imagem trabalhará com qualquer um dos computadores.

Para computadores com hardware incomum, você pode instalar um driver após o Windows PE ter sido iniciado e usar imediatamente o hardware sem reiniciar o computador. Por exemplo, se você iniciar e Windows PE e descobrir que ele não possui o driver de rede correto, você pode inserir um CD contendo o driver necessário e usar a ferramenta da linha de comando Drvload para inserir o driver, de forma que você possa estabelecer conexão à rede. Este recurso é possível porque o Windows PE pode ser executado diretamente da RAM do computador, conforme discutido posteriormente nesta seção.

Embora o Windows PE inclua uma ampla funcionalidade interna, muitas ferramentas e recursos se tornaram opcionais para manter o Windows PE o mais simples possível. Por exemplo, o WSH não foi incluído na imagem padrão do Windows PE. No entanto, é possível adicionar facilmente o componente WSH se você precisar que ele execute scripts. Da mesma forma, é possível adicionar ferramentas de solução de problemas, como Tracert ou suas próprias ferramentas personalizadas, para sua imagem personalizada do Windows PE. Você também pode usar as mesmas ferramentas de edição de imagem offline para instalar pacotes de serviço e atualizações para manter o Windows PE atualizado.

A maioria dos sistemas operacionais, como Windows XP ou Windows Vista, precisa ser executada a partir do disco rígido. Você pode iniciar o Windows PE a partir de uma variedade de mídia inicializável ou da rede (por exemplo, usando o WDS). O Windows PE oferece suporte às arquiteturas X86, X64 e IA64, dessa forma, você pode usar o mesmo ambiente de pré-instalação e solução de problemas para todos os computadores da organização. O Windows PE pode se conectar tanto às redes IPv4 (usadas pela maioria das organizações e na Internet) como às redes IPv6. A alteração das configurações de inicialização do Windows PE pode ser feita através da edição do arquivo Unattend.xml baseado em texto.

Embora seja possível executar o Windows PE diretamente de um disco rígido ou mídia removível, você pode optar por executar o Windows PE diretamente da memória. Se você optar por executar o Windows PE da memória, o carregador de inicialização do Windows PE primeiro cria um disco RAM virtual na memória. Em seguida, o carregador de inicialização copia uma versão compactada do Windows PE para o disco RAM. Finalmente, o carregador de inicialização monta o disco RAM como se ele fosse uma unidade de disco e inicia o Windows PE. Carregar o Windows PE a partir da RAM fornece flexibilidade adicional, porque você remove a mídia do Windows PE após ele ser iniciado. No entanto, é possível carregar o Windows PE de um CD e depois substituir o CD por um segundo CD contendo ferramentas ou drivers. Quando o Windows PE é executado a partir da memória, ele oferece suporte à gravação de arquivos temporários para o disco RAM virtual, o que não seria possível com mídia somente para leitura como um CD.

Limitações do Windows PE

Como o Windows PE foi criado para ser o mais simples, poderoso e flexível possível, ele tem as seguintes limitações:

  • O computador deve ter no mínimo 256 MB de RAM.

  • O Windows PE não cabe em disquetes, mas você pode gravar uma imagem do Windows PE em um CD inicializável.

  • O Windows PE exige um dispositivo de exibição compatível com VESA (Video Electronics Standards Association) e usará a resolução de tela mais alta suportada. Se o Windows PE não puder detectar configurações de vídeo, ele usará uma resolução de 640 × 480 pixels.

  • O Windows PE oferece suporte à resolução de nomes de DFS (Sistema de Arquivos Distribuído) somente para raízes de DFS autônomas.

  • Não é possível acessar arquivos ou pastas em um computador que executar o Windows PE de outro computador. Em outras palavras, o serviço do Servidor não está disponível no Windows PE.

  • O Windows PE oferece suporte para IPv4 e IPv6, mas não para outros protocolos, como IPX/SPX (Internetwork Packet Exchange/Sequenced Packet Exchange).

  • As atribuições da letra da unidade não são persistentes entre as sessões. Após a reinicialização do Windows PE, as atribuições da letra da unidade estarão na ordem padrão.

  • O Windows PE não oferece suporte ao .NET Framework.

  • Como o WOW (Windows on Windows) não é suportado, os aplicativos de 16 bits não serão executados nas versões de 32 bits do Windows PE e os aplicativos de 32 bits não serão executados nas versões de 64 bits do Windows PE.

  • Para evitar seu uso como um sistema operacional genérico, o Windows PE é reinicializado automaticamente após 24 horas da inicialização.

Além disso, o Windows PE inclui somente um subconjunto de APIs (Interfaces de Programação de Aplicativos) do Win32 no Windows Vista, incluindo E/S (disco e rede) e APIs principais de Win32 . Os aplicativos que exigem qualquer uma das seguintes APIs do Win32 não serão executados no Windows PE: controle de acesso, NetShow Theater Administration, OpenGL, opções de energia, impressão e spooler de impressão, imagem fixa, backup em fita, serviços de terminal, perfil do usuário, estação e área de trabalho do Windows, multimídia do Windows e shell do Windows.

Comparando o Windows PE 2.0 com as tecnologias anteriores

Se você já usou o MS-DOS ou versões anteriores do Windows PE como ferramentas de solução de problemas ou implantação, provavelmente está interessado em saber como o Windows PE aperfeiçoa estas tecnologias. As seções a seguir discutem como o Windows PE foi aperfeiçoado usando o MS-DOS ou versões anteriores do Windows PE.

O Windows PE 2.0 comparado aos discos de inicialização do MS-DOS

Você pode usar o Windows PE em vez de um disco inicializável do MS-DOS para as seguintes tarefas e concluí-las em muito menos tempo e com menos frustração:

  • Criar e formatar partições do disco, incluindo partições do sistema de arquivo NTFS. O Windows PE permite que você formate os discos com o sistema de arquivos NTFS sem usar utilitários de terceiros. Além disso, os utilitários do sistema de arquivos que o Windows PE fornece são programáveis por scripts, de forma que você pode automatizar completamente o particionamento e a formatação.

  • Acessar os compartilhamentos de rede para executar as ferramentas de solução de problemas e instalar os sistemas operacionais. O Windows PE fornece recursos do cliente de rede semelhantes aos do Windows Vista. Na verdade, o Windows PE fornece os mesmos drivers de rede que acompanham o Windows Vista, permitindo que você acesse a rede de forma rápida e fácil. A personalização dos discos inicializáveis do MS-DOS para acessar compartilhamentos de rede era invariavelmente um processo tedioso e demorado.

  • Carregar e acessar os drivers do dispositivo de 32 bits e de 64 bits para áudio, vídeo, chipsets da placa-mãe, baterias e outros dispositivos que usam os drivers do Windows Vista . O Windows PE fornece a capacidade de carregar armazenamento em massa, sistema de rede, áudio, vídeo e outros tipos de drivers. Com o MS-DOS, você tinha que localizar drivers de 16 bits, personalizar discos inicializáveis do MS-DOS e manter diferentes discos para diferentes adaptadores de rede.

  • Automatizar tarefas. Os recursos de criação de script do Windows PE excediam muito os recursos dos discos inicializáveis do MS-DOS. Por exemplo, o Windows PE usa o VBScript, que é uma linguagem de criação de scripts poderosa muito mais fácil de usar que os arquivos em lote do MS-DOS. O Windows PE oferece suporte a gigabytes de memória no sistema dos quais ele executa e fornece para suporte em rede, usando a pilha TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol) do modo protegido. Você pode adicionar scripts de inicialização ou aplicativos facilmente ao editar um arquivo XML (Linguagem de Marcação Extensível). Se você já tiver criado scripts para o MS-DOS, provavelmente irá utilizá-los no Windows PE; caso contrário, poderá transportar facilmente seus scripts baseados em MS-DOS existentes para o Windows PE.

  • Executar os aplicativos do Win32. Uma das desvantagens de usar o MS-DOS como um sistema operacional de pré-instalação e solução de problemas é que você pode executar somente aplicativos especificamente gravados para MS-DOS. O Windows PE pode executar a maioria dos aplicativos do Windows baseado em console e gráficos, porque ele oferece suporte à maioria das APIs importantes do Microsoft Win 32. Além disso, você pode executar várias ferramentas simultaneamente, porque o Windows PE oferece suporte a multithreading e multitarefa.

Windows PE 2.0 comparado às versões anteriores do Windows PE

Para muitos clientes da Microsoft, o Windows PE 2.0 será a primeira introdução ao ambiente. No entanto, se você trabalhou com o Windows PE 1.0, talvez esteja interessado em saber como o Windows PE 2.0 foi aperfeiçoado. Esta seção discute aperfeiçoamentos notáveis do Windows PE 1.0 para usuários do Windows PE existentes.

Primeiro, o Windows PE 2.0 é baseado em componentes do Windows Vista, enquanto as versões anteriores do Windows PE eram baseadas no Windows XP ou no Microsoft Windows Server 2003. Por isso, o Windows PE 2.0 oferece suporte aos drivers do Windows Vista e se beneficia de muitos aperfeiçoamentos do Windows Vista, incluindo a proteção aperfeiçoada de ataques de rede oferecida pelo Windows Firewall. Como descrito anteriormente, o Windows PE 2.0 agora oferece suporte à inserção de driver, que permite que você carregue os drivers antes ou depois do Windows PE ter sido iniciado. Agora, se você iniciar o Windows PE e descobrir que falta um driver necessário, poderá carregar o driver sem padrão da mídia removível e usar imediatamente o hardware sem reinicialização.

Para obter mais flexibilidade, especialmente ao criar scripts de pré-instalação, o Windows PE 2.0 agora inclui suporte de WMI (Instrumentação de Gerenciamento do Windows). Com o WMI, é possível executar a maioria das configurações ou tarefas de gerenciamento a partir de um script ou em um prompt de comando. Para obter mais informações sobre o WMI, visite http://msdn.microsoft.com/library/en-us/dnanchor/html/anch_wmi.asp (em inglês).

Muitos aplicativos não podiam ser executados dentro do Windows PE 1.0 porque o espaço de armazenamento temporário necessário e o Windows PE geralmente eram iniciados a partir de uma mídia não gravável, como por exemplo, um CD. O Windows PE 2.0 agora oferece suporte à maioria dos aplicativos que precisam gravar arquivos temporários fornecendo 32 MB de espaço transitório na RAM do computador. A qualquer momento que um aplicativo tenta gravar arquivos temporários, não importa em qual pasta, o Windows PE redireciona as alterações para o espaço temporário da memória para simular a presença de um disco rígido. Naturalmente, todas as alterações são perdidas quando você reinicia o computador.

Resumo

O Windows PE é uma ferramenta inicializável criada nos componentes do Windows Vista. Diferente do Windows Vista, que é um sistema operacional genérico, o Windows PE é criado para ser usado especificamente para instalação, solução de problemas e recuperação do Windows Vista. Embora cada instalação do Windows Vista dependa do Windows PE, o usuário de nível médio nunca saberá da existência do Windows PE.

Os departamentos de TI, no entanto, podem personalizar e estender o Windows Vista para aprimorar a eficiência da implantação e da solução de problemas. Nos cenários de implantação, os departamentos de TI podem adicionar componentes personalizados, drivers e idiomas ao Windows PE para atender às suas necessidades. Eles também podem automatizar as tarefas de configuração e instalação para compilar um processo de implantação e atualização automatizado e personalizado do Windows Vista.

Para cenários de solução de problemas, o Windows PE substitui os discos de inicialização do MS-DOS para solucionar problemas quando o Windows Vista não puder ser iniciado adequadamente. Na verdade, o Windows PE carregará e inicializará automaticamente o Ambiente de Recuperação do Windows, caso o Windows Vista não seja iniciado. Os departamentos de TI também podem usar o Windows PE para solucionar problemas manualmente e usar as ferramentas internas e de adição para a imagem do Windows PE.

O Windows PE é uma parte importante de como o Windows Vista ajuda a tornar sua infra-estrutura de TI eficiente e confiável. A Microsoft está disponibilizando o Windows PE com o objetivo de fornecer uma ferramenta interna simples, poderosa e flexível para configuração de pré-instalação e solução de problemas.

Mostrar: