Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Roteamento IP

Roteamento IP

Em termos gerais, o roteamento é o processo de encaminhar pacotes entre redes conectadas. Para redes baseadas em TCP/IP, o roteamento faz parte do protocolo IP e é usado em combinação com outros serviços de protocolo de rede para fornecer recursos de encaminhamento entre hosts localizados em segmentos de rede diferentes em uma rede maior baseada em TCP/IP.

IP é a sala de correspondência do protocolo TCP/IP, onde ocorrem a classificação e a entrega de dados IP. Cada pacote de entrada ou saída é chamado de datagrama IP. Um datagrama IP contém dois endereços IP: o endereço de origem do host remetente e o endereço de destino do host destinatário. Ao contrário dos endereços de hardware, os endereços IP em um datagrama continuam idênticos ao percorrerem a rede TCP/IP.

O roteamento é a função principal do IP. Os datagramas IP são trocados e processados em cada host usando IP na camada Internet.

Acima da camada IP, os serviços de transporte no host de origem passam dados na forma de segmentos TCP ou mensagens UDP (protocolo de datagrama de usuário) para a camada IP. A camada IP combina datagramas IP com informações sobre endereços de origem e de destino usadas para rotear os dados pela rede. A camada IP passa os datagramas para a camada de interface da rede. Nessa camada, os serviços de vínculo de dados convertem os datagramas IP em estruturas para transmissão por meios específicos de rede em uma rede física. Esse processo ocorre na ordem inversa no host de destino.

Cada datagrama IP contém um endereço IP de origem e de destino. Os serviços da camada IP de cada host examinam o endereço de destino de cada datagrama, comparam esse endereço a uma tabela de roteamento mantida localmente e decidem a ação de encaminhamento a ser tomada. Os roteadores IP são conectados a dois ou mais segmentos de rede IP ativados para encaminhar pacotes entre eles. As seções a seguir analisam mais detalhadamente os roteadores IP e o uso de tabelas de roteamento.

Roteadores IP

Os segmentos de rede TCP/IP são interconectados por roteadores IP, dispositivos que passam datagramas IP de um segmento de rede a outro. Esse processo é conhecido como roteamento IP e é apresentado na ilustração a seguir.

Roteamento IP

Os roteadores IP são o principal meio para combinar dois ou mais segmentos de rede IP fisicamente separados. Todos os roteadores IP têm duas características essenciais:

  • Os roteadores IP são hosts com hospedagem múltipla.
    Um host com hospedagem múltipla é uma rede que usa duas ou mais interfaces de conexão de rede para conectar-se a cada segmento de rede fisicamente separado.
  • Os roteadores IP fornecem encaminhamento de pacotes para outros hosts TCP/IP.
    Eles são diferentes de outros hosts que usam várias bases em um aspecto importante: um roteador IP deve poder encaminhar comunicação baseada em IP entre redes a outros hosts de rede IP.

Você pode implementar os roteadores IP usando uma série de possíveis produtos de hardware e software. É comum utilizar roteadores prontos que sejam dispositivos de hardware dedicados que executam software especializado. Além disso, você pode usar soluções de roteamento que usam software, como o serviço <b>Roteamento e acesso remoto</b>.

Para obter informações sobre roteamento IP com o serviço Roteamento e Acesso Remoto, consulte Routing.

Independentemente do tipo de roteadores IP utilizados, todo roteamento IP depende do uso de uma tabela de roteamento para a comunicação entre segmentos de rede.

Tabelas de roteamento

Os hosts TCP/IP usam uma tabela de roteamento para deter conhecimento sobre outras redes e hosts IP. As redes e hosts são identificados por um endereço IP e uma máscara de sub-rede. Além disso, as tabelas de roteamento são importantes pois fornecem informações sobre como comunicar-se com redes e hosts remotos necessárias a cada host local.

Para cada computador em uma rede IP, você pode manter uma tabela de roteamento com uma entrada para cada computador ou rede que se comunica com o computador local. Geralmente, isso não é prático, dando-se preferência ao uso de um gateway padrão (roteador IP).

Quando um computador prepara-se para enviar um datagrama IP, insere seu próprio endereço IP de origem e o endereço IP de destino do destinatário no cabeçalho IP. O computador examina o endereço IP de destino, compara-o a uma tabela de roteamento IP mantida localmente e toma a ação apropriada com base em suas descobertas. O computador executa uma destas três ações:

  • Passa o datagrama para uma camada de protocolo acima de IP no host local.
  • Encaminha o datagrama através de uma das suas interfaces de rede conectadas.
  • Descarta o datagrama.

O IP procura na tabela de roteamento a rota mais próxima ao endereço IP de destino. Ele procura uma rota da mais específica à menos específica na seguinte ordem:

  • Uma rota que corresponda ao endereço IP de destino (rota do host).
  • Uma rota que corresponda à identificação de rede do endereço IP de destino (rota da rede).
  • A rota padrão.

Se não for encontrada uma rota correspondente, o IP descarta o datagrama.

Para obter mais informações, consulte A tabela de roteamento IP.

Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários

Contribuições da comunidade

Mostrar:
© 2015 Microsoft