Alguma sugestão? Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Identificar os aplicativos que não executam corretamente no Windows 7

Atualizado: junho de 2010

Aplica-se a: Windows 7, Windows Server 2008 R2

O Standard User Analyzer ajuda a identificar aplicativos que não executam corretamente no Windows 7. O Standard User Analyzer faz parte do Kit de Ferramentas de Compatibilidade de Aplicativos 5.5.

Antes de começar, você deve atender aos seguintes pré-requisitos:

  • Estabeleça um ambiente de testes dedicado e isolado que deverá ser usado para desenvolver e testar a redução da compatibilidade do aplicativo. O ambiente de teste deve refletir o ambiente de produção o máximo possível. Você deve usar uma nova instalação do Windows 7 quando testar uma redução aplicada. Para obter mais informações sobre como configurar um ambiente de teste, consulte "Microsoft ACT: Fase 3 – Testando e reduzindo problemas". Este documento está incluído na pasta ACTQuickStartGuides.zip do Kit de Ferramentas de Compatibilidade de Aplicativos 5.5 da Microsoft (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkID=23302) (a página pode estar em inglês).

  • O Application Verifier é um pré-requisito para a instalação do Standard User Analyzer. Baixe e instale o Microsoft Application Verifier do Centro de Download da Microsoft (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=120411) (a página pode estar em inglês).

  • Depois de instalar o Application Verifier, baixe e instale o Kit de Ferramentas de Compatibilidade de Aplicativos 5.5 da Microsoft do Centro de Download da Microsoft (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=23302) (a página pode estar em inglês).

O procedimento a seguir demonstra como usar o Standard User Analyzer para identificar aplicativos administrativos que não executam corretamente no Windows 7.

Para identificar problemas de compatibilidade de aplicativo

  1. Faça logon em um computador executando o Windows 7 como usuário padrão.

  2. Clique em Iniciar, Todos os Programas, Kit de Ferramentas de Compatibilidade de Aplicativos 5.5 da Microsoft, Ferramentas Developer e Tester e Standard User Analyzer.

  3. Em Aplicativo de Destino, especifique o caminho completo do diretório de um aplicativo para teste ou clique em Procurar para localizar o arquivo executável.

  4. Clique em Iniciar e forneça credenciais de administrador na solicitação de credenciais do Controle de Conta de Usuário.

  5. Após a inicialização do aplicativo, execute todo o pacote de testes que você costuma usar para testar um aplicativo. Feche o aplicativo quando terminar.

  6. No Standard User Analyzer, examine a saída em cada guia. Use esses dados para identificar os problemas de compatibilidade que o aplicativo pode ter.

    1. Clique na guia Arquivo e examine as informações do arquivo, mais especificamente a coluna Trabalhar com Virtualização.

      Um valor de Sim nesta coluna indica que qualquer tentativa de gravar no arquivo é virtualizada com o Auxiliar de Compatibilidade de Programas do Windows 7. A virtualização pode corrigir o problema para alguns aplicativos até os desenvolvedores atualizarem o aplicativo.

    2. No menu Exibir, clique em Informações Detalhadas e examine as informações, inclusive a área de detalhes Rastreamento de Pilha. Os desenvolvedores podem examinar as informações de Rastreamento de Pilha para descobrir em que parte do código está o erro.

    3. Clique na guia Registro e verifique os problemas relacionados ao Registro.

    4. Clique na guia Privilégio e verifique os problemas relacionados a privilégios.

    5. Clique na guia Namespace e verifique os problemas relacionados a namespaces.

    6. Clique na guia Outros Objetos e verifique os problemas relacionados a objetos.

Também é possível executar testes do Application Verifier como administrador se o programa não executar sem o token de administrador. Por exemplo, se o aplicativo encontrar uma violação de acesso e sair durante a execução como usuário padrão, significa que você testou somente os caminhos de código até a violação de acesso. Se você executar o mesmo aplicativo como administrador, em alguns casos, poderá ultrapassar a violação de acesso e executar os caminhos de código restantes. Os logs ainda descrevem essas operações que normalmente falham quando executadas como usuário padrão.

Contribuições da comunidade

ADICIONAR
Mostrar:
© 2016 Microsoft