Compreendendo o Arquivamento do Exchange Online

Exchange 2010
 

Aplica-se a: Exchange Server 2010 SP2, Exchange Server 2010 SP3

Tópico modificado em: 2016-11-28

O Arquivamento do Microsoft Exchange Online é uma solução de arquivamento de nível corporativo baseada em nuvem para sua organização local do Exchange Server 2010 Service Pack 1 (SP1) ou mais recente. Com o Arquivamento do Exchange Online, sua organização pode hospedar as caixas de correio primárias de seus usuários em seus servidores locais e armazenar seus respectivos dados históricos de email em caixas de correio de arquivo morto baseadas em nuvem. A solução pode ajudar sua organização nos desafios de arquivamento, conformidade, regulamentação e descoberta eletrônica, ao mesmo tempo que simplifica sua infraestrutura local. O Arquivamento do Exchange Online oferece as seguintes vantagens:

Ajuda para cumprir com requisitos de retenção de longo prazo Os arquivos mortos baseados em nuvem permitem armazenar grandes quantidades de dados de mensagens externamente, em datacenters protegidos e controlados. O Arquivamento do Exchange Online ajuda sua organização a atingir a conformidade regulamentar ou os requisitos comerciais para retenção de email de longo prazo. Com o uso de políticas de arquivo morto, as mensagens são movidas de caixas de correio locais para arquivos mortos baseados em nuvem. As mesmas políticas de retenção aplicadas a caixas de correio locais podem ser impostas em arquivos mortos baseados em nuvem.

Ajuda para cumprir com os requisitos de retenção de litígio e descoberta eletrônica Com os arquivos mortos baseados em nuvem para seus usuários de caixas de correio locais, você pode realizar pesquisas de descoberta perfeitamente integradas tanto na caixa de correio primária local quanto no arquivo morto baseado em nuvem. Quando os usuários são postos em retenção de litígio em sua organização local, seus respectivos arquivos mortos baseados em nuvem também são postos em retenção.

Custos reduzidos de armazenamento Ao mover dados de email histórico para um arquivo morto baseado em nuvem, você pode reduzir os requisitos de armazenamento de sua organização. Você pode provisionar caixas de correio primárias de usuários com cotas apropriadas de caixa de correio, mantendo os tamanhos dessas caixas sob controle e os custos de armazenamento baixos.

Acesso em qualquer lugar As caixas de correio de arquivo morto baseadas em nuvem são semelhantes a uma caixa de correio de arquivo morto local. Usando o Outlook 2010, o Outlook 2007 ou o Outlook Web App, os usuários podem acessar mensagens e conteúdos mais antigos no arquivo morto de forma transparente, sem a necessidade de nenhuma configuração adicional em seus computadores.

ObservaçãoObservação:
Os usuários do Outlook podem acessar uma caixa de correio de arquivo morto em modo online. As caixas de correio de arquivo morto não são armazenadas em cache no computador do usuário quando o Outlook é usado em Modo Cache do Exchange.

Para saber mais sobre os diversos termos relacionados a arquivamento usados no Exchange 2010, consulte Terminologia de Arquivamento no Exchange 2010.

Estes são os requisitos gerais para a configuração do Arquivamento do Exchange Online.

  • É necessário adquirir uma assinatura do Arquivamento do Exchange Online para o serviço Exchange Online incluído no Office 365. Para obter mais informações, consulte Assinatura do Arquivamento do Exchange Online.

  • As caixas de correio primárias dos usuários precisam ser hospedadas em servidores de Caixa de Correio locais do Exchange 2010 SP1 ou mais recente.

  • É necessário configurar um subconjunto de etapas exigidas para uma implantação híbrida entre sua organização local e o Office 365. Os detalhes são descritos em Configurar o Arquivamento do Exchange Online.

  • Os usuários devem usar o Outlook 2010, o Outlook 2007 SP2 ou o Outlook Web App para acessar a caixa de correio de arquivo morto baseada em nuvem.

  • Para usar o Office 2010 ou o Office 2007 com o Arquivamento do Exchange Online, você deve configurar os computadores de seus usuários para que suportem o Office 365. Para obter mais informações, consulte Atualizar e configurar desktops manualmente para o Office 365.

Para configurar o Arquivamento do Exchange Online, você deve realizar um subconjunto das etapas exigidas para uma implantação híbrida do Exchange Online. Se sua organização local tiver sido atualizada para o Exchange 2010 SP2, você pode usar o Assistente de Configuração Híbrida para realizar a instalação. Além disso, você pode configurar o logon único, baseado nos AD FS (Serviços de Federação do Active Directory). Isso permite que seus usuários acessem caixas de correio locais e arquivos mortos baseados em nuvem com um único nome de usuário e senha.

Para obter instruções completas sobre como configurar o Arquivamento do Exchange Online em sua organização, consulte Configurar o Arquivamento do Exchange Online

O gerenciamento de arquivo morto baseado em nuvem é semelhante ao gerenciamento de arquivo morto pessoal (local). Você pode usar o EMC (Console de Gerenciamento do Exchange) ou o Shell de Gerenciamento do Exchange para executar as seguintes tarefas:

Você pode usar políticas de retenção para mover mensagens para o arquivo morto baseado em nuvem de um usuário. Quando você habilita um arquivo morto, a política de retenção padrão chamada Política de Arquivo Morto e de Retenção Padrão é aplicada automaticamente ao usuário. Essa política tem uma marca de política padrão atribuída que move itens para a caixa de correio de arquivo morto após dois anos. Você também pode criar suas próprias políticas de arquivo morto e retenção e aplicá-las aos usuários de caixas de correio. Para saber mais sobre políticas de arquivo morto, consulte Noções Básicas Sobre Arquivos Pessoais. Para saber mais sobre marcas de retenção e políticas de retenção, consulte Noções Básicas sobre Marcas e Diretivas de Retenção.

Os usuários também podem mover mensagens para seus arquivos mortos usando os seguintes métodos:

  1. Aplicar políticas de arquivo morto a pastas ou mensagens individuais. As políticas de arquivo morto são implementadas com a criação de marcas pessoais que usam a ação Mover para o arquivo morto. Para detalhes sobre como criar marcas de retenção, consulte Criar uma Marca de Retenção.

  2. Usar regras de Caixa de Entrada para mover mensagens para uma pasta que tenha uma política de arquivo morto atribuída ou fazer com que a regra aplique uma política de arquivo morto à própria mensagem. Para saber mais sobre as regras de Caixa de Entrada, consulte Gerenciar mensagens de email usando regras.

  3. Mover mensagens manualmente no Outlook ou no Outlook Web App.

Para todas essas operações, o comportamento do arquivo morto baseado em nuvem é semelhante ao de um arquivo morto pessoal.

O usuário pode mover mensagens de seu arquivo morto baseado em nuvem para sua caixa de correio primária usando o Outlook ou o Outlook Web App. Os usuários também podem mover ou exportar mensagens para um arquivo .pst usando o Outlook. Para obter detalhes, consulte Exportar resultados de Pesquisa em Várias Caixas de Correio para um arquivo de dados do Outlook (.pst).

ObservaçãoObservação:
Para proteger os dados do sistema de mensagens de sua organização, você pode desabilitar a capacidade dos usuários moverem mensagens das caixas de correio primárias ou do arquivo morto baseado em nuvem para um arquivo .pst ou outra caixa de correio. Para fazer isso, use entradas do Registro ou as configurações de política de grupo incluídas nos Modelos Administrativos do Office 2010. Para obter detalhes, consulte Planejar para conformidade e arquivamento no Outlook 2010.

Você também pode exportar um arquivo morto baseado em nuvem para um arquivo .pst, movendo-o primeiro para um servidor de Caixa de Correio local e criando, em seguida, uma solicitação de exportação de caixa de correio. Para saber mais sobre solicitações de exportação, consulte Noções Básicas Sobre Importação e Exportação de Dados de Caixa de Correio.

As políticas de arquivo morto, que você cria em um servidor de Caixa de Correio local, movem mensagens para o arquivo morto pessoal ou baseado em nuvem do usuário. Uma vez no arquivo morto as mensagens devem continuar sendo processadas e removidas com base na política de retenção do usuário.

Para fazer isso, você deve exportar políticas de retenção e marcas de retenção de sua organização local e importá-las para sua organização baseada em nuvem no Exchange Online. Depois de concluir o processo de importação, as políticas importadas são aplicadas a caixas de correio de arquivo morto baseadas em nuvem, e as mensagens expiram com base nas políticas de retenção dos usuários.

ImportanteImportante:
Se você fizer alterações em marcas de retenção ou políticas de retenção em sua organização local (por exemplo, se você criar uma nova marca de retenção, modificar a propriedade de idade de retenção de uma marca existente ou remover uma marca), terá que realizar o procedimento de exportação e importação outra vez para garantir que as marcas e políticas de retenção de sua organização local também sejam atualizadas no Exchange Online.

No Exchange 2010, você pode usar a Pesquisa em Várias Caixas de Correio para realizar pesquisas de descoberta em caixas de correio em sua organização. Ao executar uma pesquisa de descoberta, os arquivos mortos baseados em nuvem dos usuários também são pesquisados. Não é necessária nenhuma ação adicional para a inclusão de um arquivo morto baseado em nuvem na pesquisa. As mensagens retornadas em uma pesquisa são copiadas para a caixa de correio de descoberta local especificada na pesquisa. Para saber mais sobre pesquisas de descoberta, consulte Noções Básicas Sobre Pesquisa em Várias Caixas de Correio.

De forma semelhante, quando um usuário de caixa de correio é posto em retenção de litígio, seu respectivo arquivo morto baseado em nuvem também é posto em retenção. As mensagens não são eliminadas do arquivo morto baseado em nuvem até que a retenção seja removida. Para saber mais sobre retenção de litígio, consulte Entendendo a Retenção de Litígio.

Os seguintes recursos de auditoria do Exchange 2010 também funcionam com o Arquivamento do Exchange Online:

Registro em log de auditoria de caixa de correio   No Exchange 2010 SP1 ou mais recente, você pode habilitar o registro em log de auditoria de caixa de correio para registrar acessos de administradores ou usuários delegados e do dono da caixa de correio. Quando o registro em log de auditoria de caixa de correio é habilitado para uma caixa de correio, as configurações definidas também são aplicadas ao arquivo morto baseado em nuvem do usuário. As mesmas ferramentas locais usadas para recuperar entradas do log de auditoria para a caixa de correio local também retornam entradas de auditoria de caixa de correio para o arquivo morto baseado em nuvem. Para saber mais, consulte Informações sobre o registro em log de auditoria de caixa de correio.

Registro em log de auditoria de administrador   No Exchange 2010 SP1 ou mais recente, o registro em log de auditoria de administrador permite auditar ações realizadas por administradores quando eles usam o EMC, o Painel de Controle do Exchange (ECP) ou o Shell para fazer uma alteração em sua organização. Se o registro em log de auditoria de administrador estiver habilitado em seu servidor local, todas as operações administrativas realizadas sobre o Arquivamento do Exchange Online também são registradas em log. Você deve pesquisar os logs de auditoria de administrador em sua organização local do Exchange separadamente dos logs de auditoria do Arquivamento do Exchange Online. Para saber mais, consulte Visão geral do log de auditoria do administrador.

 © 2010 Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados.
Mostrar: