TechNet
Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo
Para exibir o arquivo em inglês, marque a caixa de seleção Inglês. Você também pode exibir o texto em inglês em uma janela popup, movendo o ponteiro do mouse sobre o texto.
Tradução
Inglês

Visão geral da memória dinâmica do Hyper-V

 

Aplica-se a: Windows Server 2012 R2, Windows Server 2012

Se você tiver máquinas virtuais ociosas ou carga baixa, como em ambientes de VDI (Virtual Desktop Infrastructure) de pool, a Memória Dinâmica permite aumentar a consolidação e melhorar a confiabilidade para operações de reinicialização. Você também ganha agilidade na reação a alterações de requisitos com esses novos recursos.

Com os aprimoramentos da Memória Dinâmica do Hyper-V no Windows Server 2012, você pode atingir números mais altos de consolidação com maior confiabilidade para operações de reinicialização. Isso pode reduzir custos, especialmente em ambientes com muitas máquinas virtuais ociosas ou de baixa carga, tal como ambientes de VDI em pools. Alterações de configuração de tempo de execução de Memória Dinâmica podem reduzir o tempo de inatividade e oferecer maior agilidade para responder às alterações de requisitos.

A Memória Dinâmica, introduzida no Windows Server 2008 R2 Service Pack 1 (SP1), definiu a memória de inicialização como a quantidade mínima de memória que uma máquina virtual pode ter. No entanto, o Windows exige mais memória durante a inicialização do que o estado estável. Como resultado, os administradores, às vezes, atribuem memória extra para uma máquina virtual porque o Hyper-V não pode recuperar memória dessas máquinas virtuais após a inicialização. No Windows Server 2012, a Memória Dinâmica introduz uma configuração de memória mínima, que permite que o Hyper-V recupere a memória não utilizada das máquinas virtuais. Isso é refletido como números de consolidação de máquina virtual maiores, especialmente em ambientes de VDI (Virtual Desktop Infrastructure).

O Windows Server 2012 também apresenta Paginação Inteligente para operações de reinicialização de máquina virtual confiáveis. Embora a memória mínima aumente os números de consolidação de máquina virtual, ele também traz um desafio. Se uma máquina virtual tiver uma quantidade de memória menor que sua memória de inicialização e ela for reiniciada, o Hyper-V precisa de mais memória para reiniciar a máquina virtual. Devido à pressão de memória do host ou dos estados de máquina virtual, o Hyper-V nem sempre tem mais memória disponível. Isso pode causar falhas de reinicialização esporádicas da máquina virtual. A Paginação Inteligente é usada para preencher a lacuna de memória entre a memória mínima e a memória de inicialização e permitir que máquinas virtuais reiniciem de maneira confiável.

Como na versão anterior de Memória Dinâmica, você pode configurar uma quantidade mínima de memória para máquinas virtuais e o Hyper-V continua a garantir que esse valor esteja sempre atribuído a máquinas virtuais em execução.

Para fornecer uma experiência de reinicialização confiável para as máquinas virtuais configuradas com uma memória mínima menor do que a memória de inicialização, o Hyper-V usa Paginação Inteligente. Esse método de gerenciamento de memória usa recursos de disco como memória adicional e temporária quando é necessário mais memória para reiniciar uma máquina virtual. Essa abordagem tem vantagens e desvantagens. Ela fornece uma maneira confiável de manter as máquinas virtuais em execução quando não há memória física disponível. No entanto, ela pode prejudicar o desempenho da máquina virtual porque as velocidades de acesso do disco são muito mais lentas que as velocidades de acesso da memória.

System_CAPS_importantImportante

Ao instalar ou atualizar o sistema operacional de uma máquina virtual, a quantidade de memória que está disponível para a máquina virtual durante a instalação e o processo de atualização é o valor especificado como RAM de Inicialização. Mesmo se a Memória Dinâmica tiver sido configurada para a máquina virtual, a VM usará somente a quantidade de memória que está definida na configuração de RAM de Inicialização. Certifique-se de que o valor da RAM de Inicialização atenda aos requisitos mínimos de memória do sistema operacional durante o procedimento de instalação ou atualização.

Para minimizar o impacto no desempenho da Paginação Inteligente, o Hyper-V a usa somente quando o seguinte ocorre:

  • A máquina virtual está sendo reiniciada.

  • Não há memória física disponível.

  • Nenhuma memória pode ser recuperada de outras máquinas virtuais em execução no host.

A Paginação Inteligente não é usada quando:

  • Uma máquina virtual está sendo iniciada de um "estado desligado" (em vez de uma reinicialização).

  • A memória do excesso de assinaturas de uma máquina virtual em execução é necessária.

  • Uma máquina virtual está realizando o failover em clusters Hyper-V.

Quando a memória do host está com excesso de assinaturas, o Hyper-V continua a contar com a operação de paginação no sistema operacional convidado porque é mais eficiente do que a Paginação Inteligente. A operação de paginação no sistema operacional convidado é executada pelo Gerenciador de Memória do Windows. O Gerenciador de Memória do Windows tem mais informações do que o host Hyper-V sobre o uso de memória na máquina virtual, o que significa que ele pode fornecer ao Hyper-V informações melhores para serem usadas ao selecionar a memória a ser paginada. Por isso, é incorrida menos sobrecarga no sistema em comparação com a Paginação Inteligente.

Para reduzir ainda mais o impacto da Paginação Inteligente, o Hyper-V remove memória da máquina virtual depois de concluir o processo de inicialização. Isso é feito através da coordenação com componentes de Memória Dinâmica no sistema operacional convidado (um processo às vezes chamado de "inchamento"), para que a máquina virtual pare de usar a Paginação Inteligente. Com essa técnica, o uso da Paginação Inteligente é temporário e não deve ter mais de 10 minutos.

Observe também o seguinte sobre como a Paginação Inteligente é usada:

  • Os arquivos de Paginação Inteligente são criados apenas quando necessário para uma máquina virtual.

  • Depois que a quantidade adicional de memória é removida, os arquivos de Paginação Inteligente são excluídos.

  • A Paginação Inteligente não é usada para esta máquina virtual novamente até que outra reinicialização ocorra e não haja memória física suficiente.

O Hyper-V permite que os usuários façam as seguintes alterações de configuração na Memória Dinâmica quando a máquina virtual está em execução:

  • Aumentar a memória máxima.

  • Diminuir a memória mínima.

As configurações de máquina virtual a seguir no Gerenciador do Hyper-V permitem configurar a Memória Dinâmica. Examine as descrições a seguir para entender como os recursos funcionam e como estão relacionados.

Configuração

Descrição

RAM de Inicialização

Especifica a quantidade de memória necessária para iniciar a máquina virtual. O valor deve ser alto o suficiente para permitir que o sistema operacional convidado inicie, mas deve ser o mais baixo possível para permitir a utilização de memória ideal e potencialmente mais altas taxas de consolidação.

RAM mínima

Especifica a quantidade mínima de memória que deve ser alocada para a máquina virtual depois que a máquina virtual tiver sido iniciada. O valor pode ser definido para apenas 32 MB até um valor máximo igual ao valor da RAM de Inicialização.

RAM Máxima

Especifica a quantidade máxima de memória que esta máquina virtual tem permissão para usar. O valor pode ser definido tão baixo quanto o valor da RAM de Inicialização e até 1 TB. No entanto, uma máquina virtual pode usar apenas o máximo de memória como o valor máximo suportado pelo sistema operacional convidado. Por exemplo, se você especificar 64 GB para uma máquina virtual que executa um sistema operacional convidado que dá suporte a um máximo de 32 GB, a máquina virtual não poderá usar mais de 32 GB.

Buffer de memória

Especifica a quantidade de memória que o Hyper-V tentará atribuir à máquina virtual em comparação com a quantidade de memória realmente necessária pelos aplicativos e serviços em execução na máquina virtual. O buffer de memória é especificado como uma porcentagem, pois a quantidade real de memória que representa o buffer é alterada em resposta a mudanças no uso da memória enquanto a máquina virtual está em execução. O Hyper-V usa contadores de desempenho na máquina virtual que identificam a memória comprometida para determinar os requisitos de memória atuais da máquina virtual e calcular a quantidade de memória a ser adicionada como um buffer. O buffer é determinado com a seguinte fórmula:

Quantidade de buffer de memória = a quantidade de memória de que a máquina virtual realmente precisa / (valor do buffer de memória / 100).

Por exemplo, se a memória comprometida para o sistema operacional convidado for de 1000 MB e o buffer de memória for de 20%, o Hyper-V tentará alocar 20% (200 MB) adicionais para um total de 1200 MB de memória física alocada para a máquina virtual.

System_CAPS_noteObservação

O buffer não é mantido quando não há memória física suficiente disponível no computador para fornecer a cada máquina virtual seu buffer de memória solicitado.

Peso de memória

Fornece ao Hyper-V uma maneira de determinar como distribuir a memória entre as máquinas virtuais se não houver memória física suficiente disponível no computador para fornecer a cada máquina virtual a quantidade de memória solicitada.

A tabela a seguir lista os sistemas operacionais convidados que dão suporte à Memória Dinâmica no Hyper-V no Windows Server 2012 e no Windows Server 2012 R2.

Para obter uma lista dos sistemas operacionais com suporte para uso como sistemas operacionais convidados nas máquinas virtuais Hyper-V, consulte Requisitos de software (para sistemas operacionais convidados que recebem suporte).

Sistema operacional convidado

Observações

Distribuições do Linux

Para obter detalhes sobre versões e distribuições do Linux que dão suporte à memória dinâmica e os requisitos para os Serviços de Integração do Linux, consulte Linux e FreeBSD máquinas virtuais Hyper-V.

Windows Server 2012 e Windows Server 2012 R2

Edições Datacenter, Standard e Essentials.

Os serviços de integração são internos e não requerem download e instalação separados.

Windows 8 e Windows 8.1

Edições Windows 8, Windows 8 Pro e Windows 8 Enterprise.

Edições Windows 8.1, Windows 8.1 Pro e Windows 8.1 Enterprise.

Os serviços de integração são internos e não requerem download e instalação separados.

Windows Server 2008 R2 com Service Pack 1 (SP1)

Edições Standard, Enterprise, Datacenter e Web.

Windows Server 2008 R2

Edições Datacenter e Enterprise.

Windows 7

Edições Enterprise e Ultimate (32 bits e 64 bits).

Windows Server 2008 com Service Pack 2 (SP2)

Edições Standard e Web (32 bits e 64 bits).

Aplique o hotfix a seguir, conforme descrito no artigo 2230887(http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=206472)

Windows Server 2008 com Service Pack 2 (SP2)

Edições Datacenter e Enterprise (32 bits e 64 bits).

Windows Vista com Service Pack 1 (SP1)

Edições Ultimate e Enterprise (32 bits e 64 bits).

Windows Server 2003 R2 com Service Pack 2 (SP2)

Edições Datacenter, Enterprise, Standard e Web (32 bits e 64 bits).

Windows Server 2003 com Service Pack 2 (SP2)

Edições Datacenter, Enterprise, Standard e Web (32 bits e 64 bits).

System_CAPS_noteObservação

Instale os serviços de integração mais recentes depois de instalar o sistema operacional na máquina virtual.

System_CAPS_noteObservação

O Hyper-V sendo executado no Windows Server 2012 e no Windows Server 2012 R2 calcula automaticamente uma quantidade de memória a ser reservada para uso exclusivo do sistema operacional do host de gerenciamento. Essa memória é usada para executar serviços de virtualização. Se o computador fizer parte de um cluster de failover, o Hyper-V também reservará memória suficiente para executar os serviços de cluster de failover. Nas versões anteriores do Hyper-V, talvez tenha sido necessário modificar a configuração do Registro MemoryReserve para garantir a memória adequada para essas funções. Isso não é mais necessário para o Hyper-V em execução no Windows Server 2012 e no Windows Server 2012 R2.

A seguir estão algumas perguntas frequentes sobre a Memória Dinâmica.

Não, é recomendável permitir que o sistema gerencie o tamanho do arquivo de paginação ao executar o Hyper-V.

O Hyper-V em execução no Windows Server 2012 R2 monitora a integridade do tempo de execução do sistema operacional do host para determinar a quantidade de memória que pode ser alocada com segurança a máquinas virtuais.

Nas versões anteriores, o Hyper-V executada cálculos no momento da inicialização para estimar a quantidade de memória que poderia ser consumida por máquinas virtuais e quanto deveria ser reservado para o sistema operacional do host.

A mudança para o monitoramento de tempo de execução no Windows Server 2012 R2 melhora o desempenho e a confiabilidade gerais do sistema.

Como descrito acima, o Hyper-V em execução no Windows Server 2012 R2 monitora a integridade do tempo de execução do sistema operacional do host para determinar a quantidade de memória que pode ser alocada com segurança a máquinas virtuais.

A quantidade atual de memória disponível para máquinas virtuais pode ser exibida no seguinte contador de desempenho do sistema, Balanceador de Memória Dinâmica do Hyper-V – Memória Disponível.

Ao executar o Hyper-V no Windows Server 2012 R2, é recomendável que a configuração do Registro MemoryReserve não seja mais criada.

Com o Hyper-V em execução no Windows Server 2008 R2 ou no Windows Server 2008 R2 Service Pack 1, alguns casos precisavam da modificação da configuração do Registro MemoryReserve para garantir a memória adequada para os serviços de clustering de failover e virtualização no sistema operacional do host. Os cálculos de reserva de memória aprimorados no Windows Server 2012 e a adição do monitoramento do tempo de execução da integridade do sistema operacional do host no Windows Server 2012 R2 tornam o uso da configuração do Registro MemoryReserve desnecessário.

Mostrar:
© 2016 Microsoft