Para exibir o arquivo em inglês, marque a caixa de seleção Inglês. Você também pode exibir o texto em inglês em uma janela popup, movendo o ponteiro do mouse sobre o texto.
Tradução
Inglês

Gerenciar a privacidade: Relatório de Erros do Windows e comunicação na Internet resultante

 

Aplica-se a: Windows 8.1, Windows Server 2012 R2, Windows Server 2012, Windows 8

Nesta seção

Vantagens e finalidades do Relatório de Erros do Windows e do recurso Relatórios de Problemas e Soluções

Visão geral: usando o Relatório de Erros do Windows e o recurso Relatórios de Problemas e Soluções em um ambiente gerenciado

Como o Relatório de Erros do Windows se comunica com a Internet

Controlando o Relatório de Erros do Windows para evitar o envio e o recebimento de informações da Internet

Procedimentos para configurar o Relatório de Erros do Windows

Esta seção explica como o Relatório de Erros do Windows e o recurso Relatórios de Problemas e Soluções se comunicam pela Internet e explica as etapas para limitar, controlar ou impedir essa comunicação em uma organização com muitos usuários.

System_CAPS_noteObservação

O recurso Relatórios de Problemas e Soluções da Central de Ações é uma interface que exibe informações do Relatório de Erros do Windows. Ele se comunica com a Internet somente através do Relatório de Erros do Windows.

O Relatório de Erros do Windows e o recurso Relatórios de Problemas e Soluções funcionam juntos para facilitar a localização de soluções online para problemas do computador:

  • Relatório de Erros do Windows: o Relatório de Erros do Windows é um recurso que permite que a Microsoft rastreie e corrija erros relacionados ao sistema operacional e aos recursos e aplicativos do Windows. O Relatório de Erros do Windows oferece aos administradores a oportunidade de enviar dados sobre os erros para a Microsoft e de receber informações sobre soluções.

    As informações sobre soluções podem incluir instruções sobre como resolver um problema ou um link para o site do Windows Update ou outro site com drivers atualizados, patches e artigos da Base de Dados de Conhecimento Microsoft. Os desenvolvedores da Microsoft podem usar o Relatório de Erros do Windows como uma ferramenta de solução de problemas para resolver os problemas dos clientes o quanto antes e para melhorar a qualidade dos produtos da Microsoft.

  • Relatórios de Problemas e Soluções: o recurso Relatórios de Problemas e Soluções da Central de Ações ajuda a rastrear relatórios de problemas e informações sobre soluções enviadas pela Microsoft. A Central de Ações ajuda a armazenar as informações sobre soluções, que são exibidas em um navegador da Web. No entanto, toda a comunicação com a Internet relacionada a relatórios e soluções de problemas é tratada pelo Relatório de Erros do Windows.

O Relatório de Erros do Windows apresenta os seguintes níveis de consentimento para ajudá-lo a controlar como o Relatório de Erros do Windows consulta você antes de enviar dados:

  • Procurar soluções automaticamente.   O Relatório de Erros do Windows envia o mínimo de dados possível necessário para procurar uma solução existente, como o nome e a versão do aplicativo/módulo e o código de exceção. Após enviar esses dados, o Relatório de Erros do Windows solicita o seu consentimento antes de enviar dados adicionais necessários para solucionar o problema.

  • Procurar soluções automaticamente e enviar informações adicionais de relatório, se necessário .   O Relatório de Erros do Windows verifica se há soluções e envia as informações adicionais necessárias para solucionar o problema (geralmente, nenhuma solicitação é exibida ao usuário).

  • Quando ocorrer um problema, sempre perguntar antes de verificar se há soluções.   O Relatório de Erros do Windows sempre solicita o consentimento antes de enviar um relatório de erros.

  • Nunca verificar se há soluções (não recomendadas).   Essa configuração desabilita o Relatório de Erros do Windows.

  • Enviar todos os dados (apenas a configuração da Política de Grupo).   Essa configuração pode ser configurada apenas pela Política de Grupo e não pela interface Tarefas de Configuração Inicial, pelo Gerenciador do Servidor nem pelo Painel de Controle. Todos os dados solicitados pela Microsoft são enviados sem consultar o usuário.

Se uma solicitação for exibida para um usuário conectado como administrador, ele poderá optar por relatar erros de aplicativo e do sistema operacional. Se uma solicitação for exibida para um usuário não conectado como administrador, ele poderá optar por relatar erros de aplicativo, bem como erros de software do sistema operacional cuja execução não exige credenciais administrativas.

O relatório de erros pode ser controlado pela interface Tarefas de Configuração Inicial, conforme descrito no tópico Níveis de consentimento do Relatório de Erros do Windows abordado anteriormente nesta seção.

Em um ambiente gerenciado, é possível optar por desabilitar o Relatório de Erros do Windows ou controlá-lo da seguinte maneira:

  • É possível usar a Política de Grupo ou um arquivo de resposta de uma instalação autônoma para controlar o nível de consentimento (descrito anteriormente) a fim de determinar a frequência de mensagens exibidas para os usuários ou administradores antes que informações sobre um problema de software sejam enviadas para a Microsoft. Por exemplo, é possível definir o nível de consentimento para que determinado usuário do computador sempre seja consultado antes do envio de informações.

  • É possível usar a Política de Grupo para desabilitar o Relatório de Erros do Windows.

Para obter mais informações sobre um software da Microsoft desenvolvido para ser usado com a configuração de Política de Grupo, Configurar Relatório de Erros Corporativo do Windows, consulte System Center 2012 Configuration Manager no site da Microsoft.

Para obter mais informações sobre a funcionalidade subjacente que redireciona os relatórios de erro para um servidor em nossa intranet, consulte WER Settings (Configurações WER) no site do MSDN.

Para obter mais informações sobre as configurações de Política de Grupo descritas nesta subseção ou entradas de arquivo de resposta, consulte Controlando o Relatório de Erros do Windows para evitar o envio e o recebimento de informações da Internet posteriormente nessa seção.

Os dados que a Microsoft coleta pelo Relatório de Erros do Windows são usados unicamente com a finalidade de rastrear e solucionar problemas que os usuários ou administradores estão enfrentando. Esta subseção descreve diversos aspectos dos dados que são enviados e recebidos da Internet durante o relato de erros e explica como ocorre a troca de informações. A subseção seguinte traz detalhes adicionais.

  • Informações específicas enviadas ou recebidas: na maioria dos casos, as informações que são coletadas para um relatório de erros incluem somente parâmetros de software, que abrangem dados como o nome e a versão do aplicativo e do módulo, bem como o código de exceção. Em casos raros, um relatório de falha mais completo pode ser coletado. Raramente, algumas informações específicas do usuário que está usando o computador podem ser coletadas involuntariamente. Quando isso acontece, essas informações não são usadas para identificar a pessoa.

    A Microsoft pode enviar informações sobre a solução de um problema para o usuário ou o administrador, incluindo links para sites.

  • Configurações padrão: por padrão, o relatório de erros está habilitado. No entanto, etapas adicionais são necessárias para configurar o relatório de erros e nenhum relatório é enviado até a conclusão dessas etapas.

    Quando um computador é iniciado pela primeira vez, a interface Tarefas de Configuração Inicial é exibida com várias tarefas, incluindo Habilitar comentários e atualizações automáticas. Nessa tarefa, você pode optar por habilitar um nível padrão de comentários e atualizações automáticas (que inclui relatórios de erros) ou pode definir as configurações manualmente. Para obter detalhes sobre os níveis de consentimento, consulte Níveis de consentimento do Relatório de Erros do Windows anteriormente nesta seção.

  • Gatilhos: a oportunidade de enviar um relatório de erros é acionada por erros ocorridos em aplicativos ou no sistema.

  • Notificação do usuário: a notificação do usuário depende do nível de consentimento. Consulte Níveis de consentimento do Relatório de Erros do Windows anteriormente nesta seção.

    O Windows oferece lembretes (na forma de pop-ups de notificação) para verificar se há soluções para relatórios que não foram enviados, por exemplo, aqueles relatórios gerados em segundo plano ou enquanto você estava offline.

  • Registro em log: descrições dos erros do sistema e de aplicativos são registradas no log de eventos. Além disso, o recurso Relatórios de Problemas e Soluções registra dados sobre os relatórios de problemas enviados e as informações sobre soluções recebidas no computador para que o usuário ou o administrador possa examinar as soluções posteriormente. Soluções novas podem substituir antigas se o número de soluções armazenadas exceder o máximo permitido.

  • Criptografia: todos os dados de relatórios que podem incluir informações pessoais são criptografados durante a transmissão por HTTPS (isto é, SSL ou TLS com HTTP). As informações de parâmetros de software, que incluem o nome e a versão do aplicativo/módulo e o código de exceção, também são criptografadas.

  • Acesso: os funcionários da Microsoft e terceirizados podem acessar os relatórios de erros para realizar a manutenção do Relatório de Erros do Windows e para aprimorar os produtos da Microsoft. Eles não podem usar os relatórios com outras finalidades.

    Se o relatório de erros indicar que um ou mais produtos não desenvolvidos pela Microsoft estão associados à causa do problema, a Microsoft pode enviar o relatório para as respectivas empresas se elas concordarem em cumprir os termos da política de privacidade. Os desenvolvedores de software e hardware (contratados pela Microsoft ou um de seus parceiros) podem analisar os dados da falha e tentar identificar e corrigir o problema.

  • Privacidade: para obter mais informações, consulte a Política de privacidade do Windows 8 e do Windows Server 2012 ou a Política de privacidade do Windows 8.1 e do Windows Server 2012 R2.

    Os detalhes relacionados à privacidade dos dados são abordados no tópico Tipos de dados coletados mais adiante nesta seção.

  • Porta e protocolo de transmissão: o protocolo de transmissão é o MS_SQMCS2. Para obter mais informações, consulte [MS-SQMCS2]: Software Quality Metrics (SQM) Client-to-Service Version 2 Protocol Specification.

  • Possibilidade de desabilitação: é possível desabilitar o recurso pela Política de Grupo ou em um computador individual. Você também pode controlar o recurso conforme descrito em Visão geral: usando o Relatório de Erros do Windows e o recurso Relatórios de Problemas e Soluções em um ambiente gerenciado anteriormente nesta seção e Controlando o Relatório de Erros do Windows para evitar o envio e o recebimento de informações da Internet mais adiante nesta seção.

Esta seção traz uma visão geral dos dados que o Relatório de Erros do Windows coleta e informações sobre os dados que podem ser coletados de quatro fontes:

  • Erros de aplicativo

  • Erros de reconhecimento de manuscrito

  • Erros do IME para japonês

  • Falhas de kernel do Windows

O Relatório de Erros do Windows coleta informações sobre a configuração do computador, a ação que o software estava executando no momento em que o problema ocorreu e outras informações relacionadas diretamente ao problema. O Relatório de Erros do Windows não coleta deliberadamente o nome, o endereço, endereço de email ou o nome do computador do usuário. É possível que essas informações estejam registradas na memória ou nos dados que são coletados de arquivos abertos, mas a Microsoft não as usa para identificar os usuários. O Relatório de Erros do Windows coleta endereços do protocolo IP, mas eles não são usados para identificar os usuários e, em muitos casos, são o endereço de um computador NAT (conversão de endereços de rede) ou de um servidor proxy, e não de um cliente específico vinculado a esse computador NAT ou servidor proxy.

As informações de endereços IP são usadas de maneira agregada pelos operadores que mantêm os servidores que recebem os relatórios de erros.

Em casos raros, como problemas extremamente difíceis de solucionar, a Microsoft pode solicitar dados adicionais, que incluem seções da memória (podendo incluir a memória compartilhada entre aplicativos específicos ou todos os aplicativos que estavam em execução no momento em que o problema ocorreu), algumas configurações do Registro e um ou mais arquivos do computador. Quando dados adicionais são solicitados, os usuários podem revisá-los e decidir se desejam ou não enviar as informações.

Qualquer aplicativo pode ser desenvolvido para usar a funcionalidade de relatório de erros. Se ocorrer um erro no aplicativo para o qual há um relatório de erros disponível e você optar por enviar esse relatório, as seguintes informações estarão incluídas:

  • O ID de produto digital, que pode ser usado para identificar sua licença.

  • Informações sobre a condição do computador e do aplicativo no momento em que o erro ocorreu. Isso pode incluir dados armazenados na memória e em pilhas, informações sobre arquivos no diretório do aplicativo, versão do sistema operacional e o hardware do computador em uso.

É possível usar uma configuração do Registro para configurar o Relatório de Erros do Windows para coletar despejos inteiros do modo de usuário e armazená-los localmente depois que um aplicativo do modo de usuário parar de responder. Essa opção de configuração do Relatório de Erros do Windows não envolve comunicação pela Internet.

Para obter mais informações, consulte o artigo Collecting User-Mode Dumps (Coletando despejos do modo de usuário) no site da Microsoft.

Se os usuários receberem um erro de reconhecimento de manuscrito ao usarem o Painel de Entrada do Tablet PC, eles poderão iniciar a ferramenta de relatório de erros e selecionar amostras de manuscrito corrigidas recentemente para enviar em um relatório de erros. As amostras são tratadas de acordo com o nível de consentimento configurado e, na maioria dos casos, são enviadas apenas mediante consentimento explícito. Nenhuma informação pessoal é coletada deliberadamente. Porém, as amostras selecionadas podem incluir informações pessoais. Essas informações não serão usadas para identificar pessoalmente o usuário.

É possível desabilitar o relatório de erros de reconhecimento de manuscrito usando uma configuração específica da Política de Grupo, conforme descrito no tópico Configuração para desabilitar o Relatório de Erros do Windows mais adiante nesta seção.

Nas versões em japonês do Windows, os usuários podem gerar um "relatório de registro de palavra" por meio do IME (editor de método de entrada) para japonês e optar por enviar o relatório para a Microsoft. Esses relatórios são como os de erros, mas registram uma palavra ou par de palavras para melhorar a seleção dos ideogramas exibidos. Os relatórios de registro de palavras podem incluir as informações inseridas na caixa de diálogo Adicionar palavra sobre as palavras que estão sendo relatadas e o número da versão do software do IME. Sempre que esse relatório é gerado, o usuário é consultado se deseja ou não enviá-lo para a Microsoft e pode ver as informações armazenadas no relatório antes de enviá-lo.

A Microsoft usa as informações com a finalidade de aprimorar o IME. Informações pessoais podem ser coletadas involuntariamente, mas a Microsoft não as usará para identificar ou contatar a pessoa. Os relatórios de registro de palavras são enviados para a Microsoft por HTTPS.

Se você configurar o Relatório de Erros do Windows conforme descrito no tópico Procedimentos para configurar o Relatório de Erros do Windows mais adiante nesta seção, poderá controlar os relatórios de registro de palavras da mesma maneira que controla os relatórios de erros.

Quando ocorre um erro do modo kernel (sistema), uma mensagem Parar é exibida e as informações de diagnóstico são gravadas em um arquivo de despejo da memória. Quando alguém reinicia o computador no modo normal ou no Modo de Segurança do Microsoft Windows (com conexão de rede) e faz logon como administrador, o Relatório de Erros do Windows responde. Assim como acontece com outros erros, o Relatório de Erros do Windows usa a configuração de nível de consentimento para determinar quando consultar o usuário antes de enviar um relatório de falha de kernel.

Os relatórios de falha de kernel do Windows contêm informações sobre a ação que o sistema operacional estava executando no momento em que o problema ocorreu. Esses relatórios de eventos contêm o mínimo de informações possível para ajudar a identificar por que o sistema operacional foi interrompido de maneira inesperada. Se você optar por enviar o relatório, ele incluirá o seguinte:

  • Nome do sistema operacional (por exemplo, Windows Server 2012)

  • Versão do sistema operacional

  • Idioma do sistema operacional representado pelo LCID (identificador de localidade), como 1033, a abreviação numérica internacional padrão do inglês dos EUA.

  • Drivers carregados e descarregados recentemente. Eles identificam os módulos que estavam em uso pelo kernel quando o erro de parada ocorreu e os módulos usados recentemente.

  • A lista de drivers na pasta Drivers no disco rígido (systemroot\System32\Drivers)

  • Tamanho do arquivo, data de criação, versão, fabricante e nome completo de produto de cada driver

  • Número de processadores disponíveis

  • Quantidade de memória RAM

  • Carimbo de data/hora que indica quando o erro de parada ocorreu

  • Mensagens e parâmetros que descrevem o erro de parada

  • Contexto de processador do processo que foi interrompido. Isso inclui o processador, o estado do hardware, contadores de desempenho, informações de pacotes de vários processadores, informações sobre a chamada de procedimento adiada e interrupções (ou seja, solicitações de softwares ou dispositivos por atenção do processador).

  • Informações de processos e contexto do kernel do processo interrompido. Isso inclui o deslocamento (localização) da tabela de diretórios e do banco de dados que mantém as informações sobre todas as páginas físicas (blocos de memória) no sistema operacional.

  • Informações de processos e contexto do kernel do thread interrompido. Essas informações identificam registros (blocos de armazenamento de dados da memória no processador) e níveis de solicitação de interrupção, além de incluir ponteiros para estruturas de dados do sistema operacional.

  • Pilha de chamadas do modo kernel do thread interrompido. Essa é uma estrutura de dados que consiste em uma série de locais da memória e um ou mais ponteiros.

Para controlar as informações enviadas e recebidas da Internet quando os usuários ou administradores relatam erros, é possível configurar o Relatório de Erros do Windows usando um arquivo de resposta com uma instalação autônoma ou usando a Política de Grupo. As subseções a seguir trazem mais detalhes.

É possível controlar o nível de consentimento do Relatório de Erros do Windows usando um arquivo de resposta com uma instalação autônoma. Para configurar o nível de consentimento Sempre perguntar antes de enviar dados, confirme se o seu arquivo de resposta inclui a linha a seguir:

<DefaultConsent>1</DefaultConsent>

Para obter mais informações, consulte Para controlar o nível de consentimento do Relatório de Erros do Windows usando um arquivo de resposta com uma instalação autônoma mais adiante nesta seção.

Esta seção traz informações sobre um pequeno conjunto de configurações de Política de Grupo que estão disponíveis para o Relatório de Erros do Windows. Para obter informações sobre como exibir essas e outras configurações de Política de Grupo, consulte Para localizar configurações de Política de Grupo para configurar o Relatório de Erros do Windows mais adiante nesta seção.

Essa configuração está localizada em Configuração do Computador na seção Políticas (se houver), em Modelos Administrativos\Componentes do Windows\Relatório de Erros do Windows\Configurações Avançadas de Relatório de Erros\Configurar Relatório de Erros Corporativo do Windows.

Duas configurações em Configurações Avançadas de Relatório de Erros fazem referência à "Fila de Relatórios" e ao "Arquivo de Relatórios". Elas fazem referência a informações armazenadas no computador local. A Fila de Relatórios armazena temporariamente os relatórios de erros aguardando envio. O Arquivo de Relatórios armazena os relatórios para que a interface do recurso Relatórios de Problemas e Soluções possa exibi-los.

É possível o nível de solicitações de consentimento do Relatório de Erros do Windows antes do envio de dados. Essa configuração fica em Configuração do Computador ou Configuração do Usuário na seção Políticas (se houver) em Modelos Administrativos\Componentes do Windows\Relatório de Erros do Windows\Consentimento.

  • Configurar consentimento padrão: se você habilitar essa configuração, poderá selecionar um dos seguintes níveis de consentimento:

    • Sempre perguntar antes de enviar dados: o Relatório de Erros do Windows sempre solicita o consentimento antes de enviar um relatório de erros.

    • Enviar parâmetros: o Relatório de Erros do Windows envia automaticamente o mínimo de dados necessário para procurar uma solução existente, bem como os dados que o Windows determinou (em uma alta probabilidade) que não contém dados de identificação pessoal e solicita ao usuário a permissão para enviar quaisquer dados solicitados pela Microsoft.

    • Enviar parâmetros e dados adicionais seguros: o Relatório de Erros do Windows envia o mínimo de dados possível necessário para procurar uma solução existente, bem como dados que o desenvolvedor do programa designou como pouco prováveis de conter informações pessoais. Depois disso, o Relatório de Erros do Windows solicita o consentimento antes de enviar dados adicionais solicitados pela Microsoft.

    • Enviar todos os dados: todos os dados solicitados pela Microsoft são enviados sem solicitação de consentimento. Essa configuração só pode ser definida pela Política de Grupo e não pela interface Tarefas de Configuração Iniciais, pelo Gerenciador do Servidor nem pelo Painel de Controle.

É possível usar uma configuração de Política de Grupo para desabilitar especificamente relatórios de erros de reconhecimento de manuscrito. Essa configuração fica em Configuração do Computador ou Configuração do Usuário na seção Políticas (se houver) em Modelos Administrativos\Sistema\Gerenciamento da comunicação da Internet\Configurações de comunicação da Internet.

  • Desabilitar de erros do reconhecimento de manuscrito: se você habilitar essa configuração, não poderá iniciar a ferramenta de relatório de erros para problemas de reconhecimento de manuscrito e as amostras de manuscrito corrigidas nunca serão enviadas para a Microsoft pelo Relatório de Erros do Windows.

Essa configuração fica em Configuração do Computador na seção Políticas (se houver) em Modelos Administrativos\Sistema\Gerenciamento da comunicação da Internet\Configurações de comunicação da Internet.

  • Desabilitar Relatório de Erros do Windows: se você habilitar essa configuração, ainda verá as configurações na interface Tarefas de Configuração Iniciais, no Gerenciador do Servidor ou no Painel de Controle, mas a exibição informará que as configurações estão sendo gerenciadas por um administrador de sistema.

System_CAPS_importantImportante

Também é possível restringir o acesso à Internet para o Relatório de Erros do Windows e diversos outros recursos aplicando a configuração de Política de Grupo Restringir comunicação com a Internet, que fica em Configuração do Computador na seção Políticas (se houver), em Modelos Administrativos\Sistema\Gerenciamento da comunicação da Internet. Para obter mais informações sobre a Política de Grupo e as políticas que ela controla, consulte Apêndice B: configurações de política de grupo listadas na categoria Gerenciamento da Comunicação da Internet no Windows 8 e no Windows Server 2012.

Os procedimentos a seguir explicam como fazer alterações no Relatório de Erros do Windows usando o Gerenciador do Servidor e Política de Grupo.

Para exibir ou alterar as configurações do Relatório de Erros do Windows em um ou mais servidores usando o Gerenciador de servidores

  1. Abra o Gerenciador do Servidor e, no painel de navegação, clique em Servidores.

  2. No painel de detalhes, selecione um ou mais servidores.

  3. Clique com o botão direito do mouse nos servidores selecionados e clique em Configurar Comentários Automáticos do Windows.

  4. Na caixa de diálogo Comentários Automáticos do Windows, faça as alterações necessárias.

  5. Clique em OK para aplicar as configurações e fechar a caixa de diálogo.

Para usar o Painel de Controle para exibir ou alterar as configurações do Relatório de Erros do Windows

  1. Abra o Painel de Controle, clique em Central de Ações e depois em Manutenção.

  2. Em Procurar soluções para relatórios de problemas, clique em Configurações.

  3. Em Escolher quando procurar soluções para relatórios de problemas, exiba ou altere as configurações básicas de relatório de erros conforme descrito anteriormente neste teste documento.

    É possível configurar opções adicionais de relatório de erros da seguinte maneira:

    • Clique em Alterar configurações de relatórios de todos os usuários. Essas configurações podem ser usadas para configurar os relatórios de erros para todos os usuários do computador ou para permitir que cada usuário escolha suas próprias configurações (padrão).

    • Clique em Selecionar os programas a serem excluídos do relatório: essa configuração permite gerenciar a lista de programas para os quais o Relatório de Erros do Windows está habilitado.

Para localizar configurações de Política de Grupo para configurar o Relatório de Erros do Windows

  1. Usando uma conta com credenciais administrativas de domínio, entre em um computador com o recurso Gerenciamento de Política de Grupo instalado.

  2. Abra o GPMC (Console de Gerenciamento de Política de Grupo) executando gpmc.msc e edite o GPO (Objeto de Política de Grupo) correspondente.

  3. Se você estiver interessado em configurações de política aplicáveis a todos os usuários de um computador e que entram em vigor quando o computador é iniciado ou quando a Política de Grupo é atualizada, expanda Configuração do Computador. Se estiver interessado em configurações de política aplicáveis a usuários específicos e que entram em vigor quando um usuário faz logon ou quando a Política de Grupo é atualizada, expanda Configuração do Usuário.

  4. Expanda Políticas (se houver), Modelos Administrativos e depois Componentes do Windows.

  5. Clique em Relatório de Erros do Windows e exiba as configurações disponíveis.

  6. Clique em Configurações Avançadas de Relatório de Erros e exiba as configurações disponíveis. O que você selecionou na etapa 3 influencia o que será exibido em Configurações Avançadas de Relatório de Erros. Para exibir Configurar Relatório de Erros Corporativo do Windows, você deve selecionar Configuração do Computador na etapa 3.

  7. No painel esquerdo, clique em Consentimento e exiba as configurações disponíveis.

Para desabilitar o relatório de erros de reconhecimento de manuscrito

  1. Usando uma conta com credenciais administrativas de domínio, entre em um computador com o recurso Gerenciamento de Política de Grupo instalado.

  2. Abra o GPMC (Console de Gerenciamento de Política de Grupo) executando gpmc.msc e edite o GPO (Objeto de Política de Grupo) correspondente.

  3. Se você estiver interessado em configurações de política aplicáveis a todos os usuários de um computador e que entram em vigor quando o computador é iniciado ou quando a Política de Grupo é atualizada, expanda Configuração do Computador. Se estiver interessado em configurações de política aplicáveis a usuários específicos e que entram em vigor quando um usuário faz logon ou quando a Política de Grupo é atualizada, expanda Configuração do Usuário.

  4. Expanda Políticas (se houver), Modelos Administrativos, Sistema, Gerenciamento da comunicação da Internet e clique em Configurações de comunicação da Internet.

  5. No painel de detalhes, clique duas vezes em Desabilitar relatório de erros do reconhecimento de manuscrito e clique em Habilitado.

    System_CAPS_noteObservação

    Também é possível restringir o acesso à Internet para o Relatório de Erros do Windows e diversos outros recursos aplicando a configuração de Política de Grupo Restringir comunicação com a Internet, que fica em Configuração do Computador na seção Políticas (se houver), em Modelos Administrativos\Sistema\Gerenciamento da comunicação da Internet. Para obter mais informações sobre essa configuração de Política de Grupo e as políticas que ela controla, consulte Apêndice B: configurações de política de grupo listadas na categoria Gerenciamento da Comunicação da Internet no Windows 8 e no Windows Server 2012.

Para desabilitar o Relatório de Erros do Windows usando a Política de Grupo.

  1. Usando uma conta com credenciais administrativas de domínio, entre em um computador funcionando com o recurso Gerenciamento de Política de Grupo instalado.

  2. Abra o GPMC executando gpmc.msc e edite o GPO correspondente.

  3. Expanda Configuração do Computador, Políticas (se houver), Modelos Administrativos, Componentes do Windows e Relatório de Erros do Windows.

  4. No painel de detalhes, clique duas vezes em Desabilitar Relatório de Erros do Windows e clique em Habilitado.

    Se você habilitar essa configuração, ainda verá as configurações na interface Tarefas de Configuração Iniciais, no Gerenciador do Servidor e no Painel de Controle, mas a exibição informará que as configurações estão sendo gerenciadas por um administrador de sistema.

    System_CAPS_importantImportante

    Também é possível restringir o acesso à Internet para o Relatório de Erros do Windows e diversos outros recursos aplicando a configuração de Política de Grupo Restringir comunicação com a Internet, que fica em Configuração do Computador na seção Políticas (se houver), em Modelos Administrativos\Sistema\Gerenciamento da comunicação da Internet. Para obter mais informações sobre a Política de Grupo e as políticas que ela controla, consulte Apêndice B: configurações de política de grupo listadas na categoria Gerenciamento da Comunicação da Internet no Windows 8 e no Windows Server 2012.

Para controlar o nível de consentimento do Relatório de Erros do Windows usando um arquivo de resposta com uma instalação autônoma

  1. Use os métodos de sua preferência para criar um arquivo de resposta para uma instalação autônoma. Para obter informações detalhadas sobre as entradas a serem incluídas no arquivo de resposta, consulte Unattend.chm na Visão geral sobre a automação da Instalação do Windows.

  2. Certifique-se de que o seu arquivo de resposta inclua uma das linhas a seguir:

    • Para o nível de consentimento Sempre perguntar antes de enviar dados: <DefaultConsent>1</DefaultConsent>

    • Para o nível de consentimento Enviar parâmetros: <DefaultConsent>2</DefaultConsent>

    • Para o nível de consentimento Enviar parâmetros e dados adicionais seguros: <DefaultConsent>3</DefaultConsent>

    • Para o nível de consentimento Enviar todos os dados: <DefaultConsent>4</DefaultConsent>

    Para obter informações adicionais sobre uma instalação autônoma, consulte os recursos listados no Apêndice A: recursos de aprendizagem sobre instalação e implantação automatizadas do Windows 8 e do Windows Server 2012.

Para obter mais informações sobre o Relatório de Erros do Windows, consulte o seguinte recurso no site da Microsoft:

Mostrar: