TechNet
Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo
Para exibir o arquivo em inglês, marque a caixa de seleção Inglês. Você também pode exibir o texto em inglês em uma janela popup, movendo o ponteiro do mouse sobre o texto.
Tradução
Inglês

Filtro SmartScreen e comunicação na Internet resultante no Windows 8 e no Windows Server 2012

 

Aplica-se a: Windows 8.1, Windows Server 2012 R2, Windows Server 2012, Windows 8

Nesta seção

Vantagens e finalidades do Filtro SmartScreen

Visão geral: usando o Filtro SmartScreen em um ambiente gerenciado

Como o Filtro SmartScreen se comunica com um serviço Web na InternetComo o Filtro SmartScreen se comunica com um site da Internet

Controlando o Filtro SmartScreen para limitar o envio e o recebimento de informações da Internet

Esta seção descreve como o Filtro SmartScreen se comunica com a Internet e explica as etapas necessárias para limitar, controlar ou impedir essa comunicação em uma organização com muitos usuários.

O Filtro SmartScreen oferece um sistema de avisos antecipados para notificar os usuários sobre sites suspeitos que podem estar envolvidos em ataques de phishing ou distribuir malware através de um ataque de engenharia social.

System_CAPS_noteObservação

O Filtro SmartScreen é uma das várias camadas de defesa das estratégias de proteção contra phishing e malware desenvolvidas pela Microsoft. Para obter mais informações, consulte o artigo O que é o Filtro SmartScreen? no site da Microsoft.

A lista a seguir descreve as melhorias oferecidas pelo Filtro SmartScreen:

  • Suporte para anti-phishing e antimalware. O Filtro SmartScreen ajuda a proteger usuários de sites que, de acordo com registros, realizam ataques de phishing ou distribuem softwares mal-intencionados através de ataques de engenharia social. Esse mecanismo de proteção tem como base a reputação das URLs, ou seja, avalia as URLs para determinar se distribuem ou hospedam conteúdo perigoso. O Filtro SmartScreen também oferece verificações de reputação de aplicativos para analisar a reputação de programas baixados ou a assinatura digital usada para assinar um arquivo. Se o arquivo ou o certificado tiver uma reputação estabelecida, nenhum aviso será exibido. Se o arquivo não tiver uma reputação estabelecida, significa que o usuário corre risco de infecção de malware e um aviso mais grave será exibido. A análise com base na reputação no Filtro SmartScreen é uma camada adicional de proteção para ajudar a proteger contra software mal-intencionado.

  • Heurística e telemetria avançada. A nova heurística em combinação com a telemetria avançada permite que o SmartScreen identifique e alerte os usuários sobre sites mal-intencionados com maior rapidez.

  • Suporte da Configuração da Política de Grupo. Uma configuração de política de grupo pode ser usada para impedir que o usuário gerencie o Filtro SmartScreen. Se você habilitar essa configuração de política, o usuário não é solicitado a ativar o Filtro SmartScreen. Todos os endereços de sites que não estão na lista de permissão do filtro são enviados automaticamente à Microsoft, sem perguntar ao usuário. Se você desabilitar ou não definir esta configuração de política, o usuário é solicitado a decidir se deseja ativar o Filtro SmartScreen durante a experiência de primeira execução. Para obter mais informações, consulte Para controlar o Filtro SmartScreen usando a Política de Grupo mais adiante neste documento.

Em um ambiente gerenciado, é possível usar a Política de Grupo para controlar o Filtro SmartScreen de diversas maneiras, incluindo as seguintes:

  • Impedir que os usuários ignorem ou fechem avisos do Filtro SmartScreen.

  • Ative o Filtro SmartScreen para que ele seja executado automaticamente.

  • Desabilite o Filtro SmartScreen.

Para obter detalhes, consulte Controlando o Filtro SmartScreen para limitar o envio e o recebimento de informações da Internet mais adiante nesta seção.

Esta subseção descreve como o Filtro SmartScreen pode se comunicar com um site da Internet ao avaliar a URL de um site que o usuário está tentando acessar.

  • Configurações padrão: o Filtro SmartScreen fica desabilitado a menos que seja habilitado pelo usuário ou por uma configuração da Política de Grupo.

  • Gatilhos: quando o usuário acessa um site da Internet, a URL do site é comparada com uma lista de sites de alto tráfego incorporada ao Filtro SmartScreen. Se a URL coincidir com um site da lista, ela não passará por verificações adicionais. Se a URL não coincidir com um site da lista e o Filtro SmartScreen estiver habilitado, uma consulta será enviada ao URS (Serviço de Reputação de URL) do Microsoft SmartScreen. Se o URS indica que uma URL foi relatada como sendo insegura, uma mensagem é enviada para avisar o usuário sobre a inserção de informações pessoais ou o download de malware. Ocasionalmente, um relatório de telemetria que contém informações adicionais sobre o site pode ser enviado para ajudar a melhorar a qualidade dos serviços do SmartScreen. Quando um programa é baixado, uma verificação de reputação de aplicativo pode ser feita, o que exige informações sobre o arquivo baixado para serem enviadas para o serviço Reputação de Aplicativo SmartScreen.

  • Informações específicas enviadas: as informações a seguir são enviadas por uma conexão criptografada (HTTPS) para os serviços SmartScreen:

    • URL: A URL de solicitação completa é incluída somente quando é necessário que o site seja verificado pelo URS.

    • Informações detalhadas sobre a versão do software: a versão do navegador, do Filtro SmartScreen e da lista de "sites com tráfego alto".

    • Informações detalhadas sobre a URL: IP hospedando o site, URLs de estrutura, resultados heurísticos, detalhes básicos da rede.

    • Informações de arquivo baixado: Quando é feita a verificação de reputação de um aplicativo, a URL de download, um hash do arquivo completo, informações sobre a assinatura digital e alguns dados adicionais sobre o arquivo baixado, como o tamanho do arquivo e o IP de hospedagem, são enviados.

    • Versão do sistema operacional: a versão do Windows em que o navegador está instalado.

    • Configuração de idioma e localidade do navegador: o idioma e a localidade da exibição do navegador, como inglês (Estados Unidos).

    • Estatísticas anônimas sobre a frequência com que o Filtro SmartScreen é acionado: o Filtro SmartScreen rastreia estatísticas básicas, como a frequência com que um aviso é gerado e a frequência com que uma consulta no Serviço de Reputação de URL é realizada. Essas informações estatísticas são enviadas à Microsoft periodicamente e são usadas para analisar o desempenho e melhorar a qualidade do Filtro SmartScreen.

  • Notificação do usuário: se estiver habilitado, o Filtro SmartScreen não notificará o usuário quando realizar uma verificação e o notificará se detectar uma URL classificada como perigosa.

  • Registro em log: por padrão, o Filtro SmartScreen não registra eventos. No entanto, se você usar o Application Compatibility Toolkit para habilitar o registro em log para eventos de compatibilidade do aplicativo, o Filtro SmartScreen registrará um evento quando um aviso for exibido para um site.

    Para obter mais informações, consulte Compatibilidade do aplicativo.

  • Criptografia: todas as informações enviadas aos serviços do SmartScreen são criptografados usando o protocolo HTTPS.

  • Acesso: as equipes responsáveis por manter o Filtro SmartScreen e o Serviço de Reputação de URL têm acesso aos dados que são enviados para os serviços do SmartScreen (incluindo as estatísticas anônimas descritas anteriormente nessa lista).

  • Privacidade: as URLs coletadas podem involuntariamente conter informações pessoais (dependendo do design do site acessado). Assim como outras informações enviadas à Microsoft, esses dados não são usados para identificar, contatar ou enviar publicidade para os usuários. Além disso, a Microsoft filtra cadeias de caracteres de endereços para remover informações pessoais sempre que possível.

  • Porta e protocolo de transmissão: o protocolo de transmissão usado para todas as informações transmitidas ao Serviço de Reputação de URL é HTTPS usando a porta 443.

  • Capacidade de desabilitar: o Filtro SmartScreen pode ser desabilitado pela interface do usuário ou pela Política de Grupo.

Esta subseção traz informações sobre como controlar as configurações do Filtro SmartScreen.

Para controlar o Filtro SmartScreen usando a Política de Grupo

  1. Usando uma conta com credenciais de administrador de domínio, abra o GPMC (Console de Gerenciamento de Política de Grupo) executando gpmc.msc e edite o GPO (Objeto de Política de Grupo) adequado.

  2. Se você desejar que a configuração da Política de Grupo seja aplicada a todos os usuários de um computador e que entre em vigor quando o computador for iniciado ou quando a Política de Grupo for atualizada, expanda Configuração do Computador. Se desejar que a configuração da Política de Grupo seja aplicada a usuários específicos e que seja aplicada quando eles entrarem no serviço ou quando a Política de Grupo for atualizada, expanda Configuração do Usuário.

  3. Expanda Políticas (se houver), Modelos Administrativos, Componentes do Windows e clique em Internet Explorer.

  4. No painel de detalhes, clique duas vezes em Impedir o gerenciamento do Filtro SmartScreen, clique em Habilitado (o que significa que os usuários não podem controlar as configurações do Filtro SmartScreen) e escolha uma das configurações a seguir para Selecionar Modo do Filtro do SmartScreen:

    • Ativado: o Filtro SmartScreen automático fica sempre ativado nas zonas de segurança para as quais o recurso está habilitado.

    • Desativado: o Filtro SmartScreen não realiza verificações de reputação automaticamente. Os usuários podem acionar uma verificação manualmente pelo menu Segurança.

      System_CAPS_noteObservação

      Desabilitar a configuração de Política de Grupo Desabilitar o gerenciamento do Filtro SmartScreen não desabilita o Filtro SmartScreen. Os usuários podem controlar as configurações do Filtro SmartScreen em um computador loca.

Mostrar:
© 2016 Microsoft