Exportar (0) Imprimir
Expandir Tudo

Boletim de Segurança da Microsoft MS14-036 - Crítico

Vulnerabilidades no componente do Microsoft Graphics podem permitir a execução remota de código (2967487)

Publicado em: 10 de junho de 2014 | Atualizado em: 12 de agosto de 2014

Versão: 2.0

Informações Gerais

Sinopse

Esta atualização de segurança elimina duas vulnerabilidades relatadas de forma privada no Microsoft Windows, Microsoft Office e Microsoft Lync. As vulnerabilidades podem permitir a execução remota de código se o usuário abrir um arquivo ou página da Web especialmente criada. Os usuários cujas contas são configuradas com poucos direitos de usuário no sistema correm menos riscos do que aqueles que possuem direitos administrativos.

Esta atualização de segurança é classificada como Crítica para todas as edições com suporte do Windows, Microsoft Live Meeting 2007, Microsoft Lync 2010 e Microsoft Lync 2013. Ela é classificada como Importante para todas as edições com suporte do Microsoft Office 2003, Microsoft Office 2007 e Microsoft Office 2010. Para obter mais informações, consulte a seção Softwares afetados e não afetados.

A atualização de segurança elimina as vulnerabilidades, corrigindo a maneira como o Windows gerencia determinados arquivos especialmente criados e corrigindo a maneira como o GDI+ valida os tipos de registro de imagem especialmente criados. Para obter mais informações sobre as vulnerabilidades, consulte a subseção Perguntas frequentes (FAQ) para a vulnerabilidade específica mais adiante, neste boletim.

Recomendação. A maioria dos clientes tem o recurso de atualizações automáticas habilitado e não precisará tomar nenhuma providência porque esta atualização de segurança será baixada e instalada automaticamente. Os clientes que não têm o recurso de atualizações automáticas habilitado precisarão verificar as atualizações e instalar esta atualização manualmente. Para obter informações sobre opções de configuração específicas em atualizações automáticas, consulte o Artigo 294871 da Base de Conhecimento Microsoft.

Para instalações feitas por administradores ou empresas, ou por usuários finais que desejam instalar esta atualização de segurança manualmente, a Microsoft recomenda que os clientes apliquem a atualização imediatamente usando software de gerenciamento de atualização ou verificando se há atualizações no serviço Microsoft Update.

Consulte também a seção Orientação e ferramentas de detecção e implantação mais adiante neste boletim.

Artigo da Base de Conhecimento Microsoft

  • Artigo da Base de Conhecimento Microsoft: 2967487
  • Informações sobre o arquivo: Sim
  • Hashes SHA1/SHA2: Sim
  • Problemas conhecidos: Nenhuma

 

O software a seguir foi testado para determinar quais versões ou edições foram afetadas. O ciclo de vida do suporte das outras versões ou edições já terminou ou elas não são afetadas. Para determinar o ciclo de vida do suporte para sua versão ou edição de software, visite o site Ciclo de vida do suporte Microsoft.

Softwares afetados 

Sistema operacional Windows

Sistema operacional

Impacto máximo à segurança

Avaliação de gravidade agregada

Atualizações substituídas

Windows Server 2003

Windows Server 2003 Service Pack 2
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows Server 2003 Service Pack 2
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

2850869 no MS13-060

Windows Server 2003 x64 Edition Service Pack 2
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows Server 2003 x64 Edition Service Pack 2
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

2850869 no MS13-060

Windows Server 2003 com SP2 para sistemas baseados no Itanium
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows Server 2003 com SP2 para sistemas baseados no Itanium
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

2850869 no MS13-060

Windows Vista

Windows Vista Service Pack 2
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

2834886 no MS13-054 e 2901674 no MS13-096

Windows Vista Service Pack 2
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

981322 em MS10-063

Windows Vista x64 Edition Service Pack 2
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

2834886 no MS13-054 e 2901674 no MS13-096

Windows Vista x64 Edition Service Pack 2
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

981322 em MS10-063

Windows Server 2008

Windows Server 2008 para sistemas de 32 bits Service Pack 2
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

2834886 no MS13-054 e 2901674 no MS13-096

Windows Server 2008 para sistemas de 32 bits Service Pack 2
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

981322 em MS10-063

Windows Server 2008 para sistemas baseados em x64 Service Pack 2
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

2834886 no MS13-054 e 2901674 no MS13-096

Windows Server 2008 para sistemas baseados em x64 Service Pack 2
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

981322 em MS10-063

Windows Server 2008 para sistemas baseados no Itanium Service Pack 2
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

2834886 no MS13-054 e 2901674 no MS13-096

Windows Server 2008 para sistemas baseados no Itanium Service Pack 2
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

981322 em MS10-063

Windows 7

Windows 7 para sistemas de 32 bits Service Pack 1
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

2834886 no MS13-054

Windows 7 para sistemas de 32 bits Service Pack 1
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows 7 para Sistemas Service Pack 1 baseados em x64
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

2834886 no MS13-054

Windows 7 para Sistemas Service Pack 1 baseados em x64
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows Server 2008 R2

Windows Server 2008 R2 para Sistemas Service Pack 1 baseados em x64
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

2834886 no MS13-054

Windows Server 2008 R2 para Sistemas Service Pack 1 baseados em x64
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows Server 2008 R2 para sistemas baseados no Itanium Service Pack 1
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

2834886 no MS13-054

Windows Server 2008 R2 para sistemas baseados no Itanium Service Pack 1
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows 8 e Windows 8.1

Windows 8 para sistemas de 32 bits
(gdi32)
(2964736)

Execução remota de código

Crítica

2876331 no MS13-089

Windows 8 para sistemas baseados em x64
(gdi32)
(2964736)

Execução remota de código

Crítica

2876331 no MS13-089

Windows 8.1 para sistemas de 32 bits[1]
(gdi32)
(2964736)

Execução remota de código

Crítica

2876331 no MS13-089

Windows 8.1 para sistemas de 32 bits[2]
(gdi32)
(2965155)

Execução remota de código

Crítica

2876331 no MS13-089

Windows 8.1 para sistemas de 32 bits[1]
(DirectWrite)
(2964718)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows 8.1 para sistemas de 32 bits[2]
(DirectWrite)
(2965161)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows 8.1 para sistemas baseados em x64[1]
(gdi32)
(2964736)

Execução remota de código

Crítica

2876331 no MS13-089

Windows 8.1 para sistemas baseados em x64[2]
(gdi32)
(2965155)

Execução remota de código

Crítica

2876331 no MS13-089

Windows 8.1 para sistemas baseados em x64 [1]
(DirectWrite)
(2964718)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows 8.1 para sistemas baseados em x64 [2]
(DirectWrite)
(2965161)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows Server 2012 e Windows Server 2012 R2

Windows Server 2012
(gdi32)
(2964736)

Execução remota de código

Crítica

2876331 no MS13-089

Windows Server 2012 R2[1]
(gdi32)
(2964736)

Execução remota de código

Crítica

2876331 no MS13-089

Windows Server 2012 R2[2]
(gdi32)
(2965155)

Execução remota de código

Crítica

2876331 no MS13-089

Windows Server 2012 R2[1]
(DirectWrite)
(2964718)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows Server 2012 R2[2]
(DirectWrite)
(2965161)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows RT e Windows RT 8.1

Windows RT[3]
(gdi32)
(2964736)

Execução remota de código

Crítica

2876331 no MS13-089

Windows RT 8.1[1][3]
(gdi32)
(2964736)

Execução remota de código

Crítica

2876331 no MS13-089

Windows RT 8.1[1][3]
(DirectWrite)
(2964718)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Opção de instalação Server Core

Windows Server 2008 para sistemas de 32 bits Service Pack 2 (instalação Server Core)
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

2834886 no MS13-054 e 2901674 no MS13-096

Windows Server 2008 para sistemas de 32 bits Service Pack 2 (instalação Server Core)
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

981322 em MS10-063

Windows Server 2008 para sistemas baseados em x64 Service Pack 2 (instalação Server Core)
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

2834886 no MS13-054 e 2901674 no MS13-096

Windows Server 2008 para sistemas baseados em x64 Service Pack 2 (instalação Server Core)
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

981322 em MS10-063

Windows Server 2008 R2 para sistemas baseados em x64 Service Pack 1 (instalação Server Core)
(Windows GDI+)
(2957503)

Execução remota de código

Crítica

2834886 no MS13-054

Windows Server 2008 R2 para sistemas baseados em x64 Service Pack 1 (instalação Server Core)
(usp10)
(2957509)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows Server 2012 (instalação Server Core)
(gdi32)
(2964736)

Execução remota de código

Crítica

2876331 no MS13-089

Windows Server 2012 R2 (instalação Server Core)[1]
(gdi32)
(2964736)

Execução remota de código

Crítica

2876331 no MS13-089

Windows Server 2012 R2 (Instalação Server Core)[2]
(gdi32)
(2965155)

Execução remota de código

Crítica

2876331 no MS13-089

Windows Server 2012 R2 (instalação Server Core)[1]
(DirectWrite)
(2964718)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Windows Server 2012 R2 (Instalação Server Core)[2]
(DirectWrite)
(2965161)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

[1]Esta atualização é para os sistemas que têm a atualização 2919355 instalada. Consulte as Perguntas frequentes de atualização para obter mais informações.

[2]Esta atualização é para os sistemas que não têm a atualização 2919355 instalada. Esta atualização não está disponível no Centro de Download da Microsoft. Consulte as Perguntas frequentes de atualização para obter mais informações.

[3]Esta atualização está disponível no Windows Update.

 

Microsoft Office

Software Office

Impacto máximo à segurança

Avaliação de gravidade agregada

Atualizações substituídas

Microsoft Office 2007 Service Pack 3
(2878233)

Execução remota de código

Importante

2817641 no MS13-096

Microsoft Office 2007 Service Pack 3
(2881069)

Execução remota de código

Importante

Nenhuma

Microsoft Office 2010 Service Pack 1
(edições de 32 bits)
(2863942)

Execução remota de código

Importante

2817670 no MS13-096

Microsoft Office 2010 Service Pack 1
(edições de 32 bits)
(2881071)

Execução remota de código

Importante

Nenhuma

Microsoft Office 2010 Service Pack 2
(edições de 32 bits)
(2863942)

Execução remota de código

Importante

2817670 no MS13-096

Microsoft Office 2010 Service Pack 2
(edições de 32 bits)
(2881071)

Execução remota de código

Importante

Nenhuma

Microsoft Office 2010 Service Pack 1
(edições de 64 bits)
(2863942)

Execução remota de código

Importante

2817670 no MS13-096

Microsoft Office 2010 Service Pack 1
(edições de 64 bits)
(2881071)

Execução remota de código

Importante

Nenhuma

Microsoft Office 2010 Service Pack 2
(edições de 64 bits)
(2863942)

Execução remota de código

Importante

2817670 no MS13-096

Microsoft Office 2010 Service Pack 2
(edições de 64 bits)
(2881071)

Execução remota de código

Importante

Nenhuma

 

Software e Plataformas do Microsoft Communications 

Software

Impacto máximo à segurança

Avaliação de gravidade agregada

Atualizações substituídas

Microsoft Live Meeting 2007 Console [1]
(2968966)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Microsoft Lync 2010 (32 bits)
(2963285)

Execução remota de código

Crítica

2899397 no MS13-096

Microsoft Lync 2010 (64 bits)
(2963285)

Execução remota de código

Crítica

2899397 no MS13-096

Microsoft Lync 2010 Attendee [1]
(instalação de nível usuário)
(2963282)

Execução remota de código

Crítica

2899393 no MS13-096

Microsoft Lync 2010 Attendee
(instalação de nível administrativo)
(2963284)

Execução remota de código

Crítica

2899395 no MS13-096

Microsoft Lync 2013 (32 bits)
(2881013)

Execução remota de código

Crítica

2850057 no MS13-096

Microsoft Lync 2013 Service Pack 1 (32 bits)
(2881013)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Microsoft Lync Basic 2013 (32 bits)
(2881013)

Execução remota de código

Crítica

2850057 no MS13-096

Microsoft Lync Basic 2013 Service Pack 1 (32 bits)
(2881013)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Microsoft Lync 2013 (64 bits)
(2881013)

Execução remota de código

Crítica

2850057 no MS13-096

Microsoft Lync 2013 Service Pack 1 (64 bits)
(2881013)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

Microsoft Lync Basic 2013 (64 bits)
(2881013)

Execução remota de código

Crítica

2850057 no MS13-096

Microsoft Lync Basic 2013 Service Pack 1 (64 bits)
(2881013)

Execução remota de código

Crítica

Nenhuma

[1]Esta atualização está disponível somente no Centro de Download da Microsoft. Consulte as Perguntas frequentes de atualização para obter mais informações.

Softwares não afetados

Sistema operacional

Microsoft Office

Microsoft Office 2013 (Edições de 32 bits)

Microsoft Office 2013 Service Pack 1 (edições de 32 bits)

Microsoft Office 2013 (edições de 64 bits)

Microsoft Office 2013 Service Pack 1 (edições de 64 bits)

Microsoft Office 2013 RT

Microsoft Office 2013 RT Service Pack 1

Pacote de compatibilidade do Microsoft Office Service Pack 3

Microsoft Office for Mac 2011

Software e Plataformas do Microsoft Communications

Microsoft Speech Server 2004

Microsoft Speech Server 2004 R2

Microsoft Live Communications Server 2003

Microsoft Live Communications Server 2005 Service Pack 1

Microsoft Communicator 2005

Microsoft Communicator 2005 Web Access

Microsoft Communicator 2007

Microsoft Communicator 2007 R2

Microsoft Communicator 2007 Web Access

Microsoft Communications Server 2007

Microsoft Communications Server 2007 Speech Server

Microsoft Communications Server 2007 R2

Microsoft Communicator 2007 R2 Attendant

Microsoft Communicator 2007 R2 Group Chat Admin

Microsoft Communicator 2007 R2 Group Chat Client

Microsoft Communicator for Mac 2011

Microsoft Lync for Mac 2011

Microsoft Lync 2010 Attendant (32 bits)

Microsoft Lync 2010 Attendant (64 bits)

Microsoft Lync Server 2010

Microsoft Lync Web Access 2013

Microsoft Lync Server 2013

 

Há várias atualizações listadas para o Windows 8.1 e o Windows Server 2012 R2. Eu preciso instalar todas as atualizações? 
Não. Dependendo de como seu sistema está configurado para receber atualizações, somente duas das atualizações para o Windows 8.1 ou Windows Server 2012 são aplicáveis.

Para sistemas que executam o Windows 8.1 ou o Windows Server 2012 R2:

  • As atualizações 2964736 e 2964718 destinam-se aos sistemas que já têm a atualização 2919355 (atualização do Windows 8.1) instalada.
  • As atualizações 2965155 e 2965161 destinam-se aos sistemas sem a atualização 2919355 instalada. Observe que as atualizações 2965155 e 2965161 só estão disponíveis para os clientes que gerenciam atualizações usando o Windows Server Update Services (WSUS), o Windows Intune ou o System Center Configuration Manager.

Existem pré-requisitos para as atualizações 2964736 e 2964718 para Windows 8.1, Windows Server 2012 R2 ou Windows RT 8.1? 
Sim. Os clientes que executam o Windows 8.1, Windows Server 2012 R2 ou Windows RT 8.1 devem instalar primeiro a atualização 2919355 (atualização do Windows 8.1) lançada em abril de 2014 antes de instalar as atualizações 2964736 ou 2964718. Para obter mais informações sobre esta atualização de pré-requisito, consulte o Artigo 2919355 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base.

Há vários pacotes de atualização disponíveis para o Windows Server 2003, Windows Vista, Windows Server 2008, Windows 7 e Windows Server 2008 R2. Preciso instalar todas as atualizações listadas na tabela de Softwares afetados? 
Sim. Os clientes devem aplicar em seus sistemas todas as atualizações oferecidas para o software instalado.

Devo instalar essas atualizações de segurança em uma determinada sequência? 
Não. Várias atualizações para uma versão do software Windows podem ser aplicadas em qualquer sequência.

Por que diversos pacotes de atualização estão disponíveis para alguns softwares afetados? 
Vários pacotes de atualização estão disponíveis para as versões afetadas do Microsoft Windows, pois as vulnerabilidades comprometem mais de um componente do Windows. Talvez seja necessário instalar mais de uma atualização para uma vulnerabilidade específica.

Por que este boletim foi revisado em 12 de agosto de 2014? 
A Microsoft relançou este boletim para anunciar o oferecimento da atualização 2881071 no Microsoft Office 2010 Service Pack 1 e Microsoft Office 2010 Service Pack 2. A atualização 2881071 substitui a atualização 2767915 e elimina um problema na atualização 2767915 que fez com que a atualização falhasse ou fosse instalada parcialmente em algumas edições específicas do Microsoft Office 2010. Os clientes que já instalaram a atualização original receberão a atualização 2881071 e são incentivados a aplicá-la assim que possível.

Por que diversos pacotes de atualização estão disponíveis para alguns softwares afetados? 
As atualizações necessárias para sanar as vulnerabilidades descritas neste boletim são oferecidas através de diferentes pacotes de atualização, como indicado na tabela Softwares afetados, pois as vulnerabilidades comprometem mais de um componente do Office.

Há vários pacotes de atualização disponíveis para alguns softwares afetados. Devo instalar todas as atualizações listadas na tabela de Softwares afetados para o software? 
Sim. Os clientes devem aplicar em seus sistemas todas as atualizações oferecidas para o software instalado.

Devo instalar essas atualizações de segurança em uma determinada sequência? 
Não. Várias atualizações para uma versão do software Office podem ser aplicadas em qualquer sequência.

Esta atualização de software que não está listada especificamente na tabela Softwares afetados está sendo oferecida para mim. Por que eu estou recebendo a oferta desta atualização? 
Quando as atualizações tratam código vulnerável que existe num componente que é compartilhado entre múltiplos produtos do Microsoft Office ou compartilhado entre múltiplas versões do mesmo produto do Microsoft Office, a atualização é considerada aplicável a todos os produtos com suporte e a versões que contêm o componente vulnerável.

Por exemplo, quando uma atualização se aplica a produtos do Microsoft Office 2007, somente o Microsoft Office 2007 pode ser listado especificamente na tabela de Softwares afetados. No entanto, a atualização pode se aplicar ao Microsoft Word 2007, Microsoft Excel 2007, Microsoft Visio 2007, Microsoft Compatibility Pack, Microsoft Excel Viewer, ou qualquer outro produto do Microsoft Office 2007 que não esteja listado especificamente na tabela de Softwares afetados. Além disso, quando uma atualização se aplica a produtos do Microsoft Office 2010, somente o Microsoft Office 2010 pode ser listado especificamente na tabela de Softwares afetados. No entanto, a atualização pode se aplicar ao Microsoft Word 2010, Microsoft Excel 2010, Microsoft Visio 2010, Microsoft Visio Viewer, ou qualquer outro produto do Microsoft Office 2010 que não esteja listado especificamente na tabela de Softwares afetados.

Para obter mais informações sobre esse comportamento e ações recomendadas, consulte o Artigo 830335 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base. Para obter uma lista de produtos do Microsoft Office para os quais possa haver atualização aplicável, consulte o Artigo da Microsoft Knowledge Base relacionado à atualização específica.

Recebi a oferta desta atualização de software que não é vulnerável. Por que eu estou recebendo a oferta desta atualização? 
Em alguns casos, uma atualização pode se aplicar a produtos do Microsoft Office que estejam especificamente listados na tabela de Softwares não afetados ou que estejam listados na tabela de Softwares afetados com "Não aplicável" para o impacto de segurança. Por exemplo, uma atualização de segurança do Microsoft Office poderá ser oferecida a você mesmo que este boletim de segurança indique que os produtos do Office que você tem instalados não serão afetados. Para obter mais informações sobre esse comportamento, consulte o Artigo 830335 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base.

Estou executando o Office 2010, que está listado como software afetado. Por que a atualização 2863942 não está sendo oferecida? 
A atualização 2863942 será oferecida somente para sistemas que executam o Microsoft Office 2010 em edições compatíveis do Windows Server 2003. A atualização não se aplica a outras configurações compatíveis porque o código vulnerável não está presente.

Os boletins MS14-036 e MS14-032 eliminam vulnerabilidades no Microsoft Lync. As atualizações de segurança estão nos dois boletins relacionados? 
Não. As atualizações de segurança no MS14-036 e no MS14-032 não estão relacionadas. Os clientes devem instalar as atualizações de ambos os boletins para o software instalado em seus sistemas.

Eu não tenho o software Microsoft Lync 2013 instalado. Por que está sendo oferecida uma atualização para o Microsoft Lync 2013? 
A atualização pode estar sendo oferecida para o Microsoft Lync 2013 mesmo que você não tenha o software afetado instalado, se você tiver o software Microsoft Office que contém o componente compartilhado vulnerável do Microsoft Office 2013 e Microsoft Lync 2013. Observe que, como o software não acessa o código vulnerável, o software não é afetado pela vulnerabilidade. No entanto, uma vez que o código vulnerável está presente, esta atualização será oferecida.

Esta atualização contém alguma atualização relacionada à falta de segurança desta funcionalidade? 
Sim, além mudanças descritas nos informações sobre a vulnerabilidade, a atualização para o Microsoft Live Meeting Console requer as seguintes atualizações não relacionadas à segurança:

  • Suplemento OCS Conferencing para Outlook (32 bits) (2968967)
  • Suplemento OCS Conferencing para Outlook (64 bits) (2968967)

Veja o Artigo 2968967 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft para obter mais informações.

A oferta para atualizar uma versão não vulnerável de software do Microsoft Office representa um problema no modelo de serviço para as atualizações do Microsoft Office? 
Não. O modelo de serviço é baseado em como a atualização se aplica aos componentes compartilhados de software do Microsoft Office. Alguns produtos com atualização oferecida podem não acessar o código vulnerável, assim o software não é afetado pela vulnerabilidade. No entanto, o mecanismo de atualização está funcionando corretamente uma vez que detecta uma versão de produto para o software aplicável no sistema que está dentro da gama de versões do produto às quais a atualização se aplica e, portanto, oferece a atualização. Isso ajuda a manter consistência para arquivos compartilhados por meio de produtos do Office.

Por que a atualização do Lync 2010 Attendee (instalação de nível usuário) somente está disponível no Centro de Download da Microsoft? 
A Microsoft está lançando a atualização do Lync 2010 Attendee (instalação de nível usuário) somente para o Centro de Download da Microsoft. Como a instalação de nível usuário do Lync 2010 Attendee é manipulada por uma sessão do Lync, métodos de distribuição, como atualizações automáticas, não são apropriados para este tipo de cenário de instalação.

Uso uma versão mais antiga do software discutido neste boletim de segurança. O que devo fazer? 
Os softwares afetados listados neste boletim foram testados para determinar quais edições são afetadas. Outras versões passaram seu ciclo de vida de suporte. Para obter mais informações sobre o ciclo de vida do produto, visite o site Ciclo de vida do suporte Microsoft.

Os clientes que possuem versões anteriores do software devem priorizar a migração para as versões com suporte, a fim de evitar uma possível exposição a vulnerabilidades. Para determinar o ciclo de vida do suporte para sua versão de software, consulte Selecione um Produto para Obter Informações do Ciclo de Vida. Para obter mais informações sobre service packs para essas versões de software, consulte Política de Suporte do Ciclo de Vida do Service Pack.

Os clientes que precisarem de suporte adicional para software mais antigo deverão entrar em contato com o representante da equipe de contas da Microsoft, o gerente técnico da conta ou o representante do parceiro Microsoft apropriado para obter opções de suporte personalizadas. Os clientes sem um contrato Premier ou Authorized podem entrar em contato com o escritório de vendas local da Microsoft. Para obter informações de contato, visite o site de Informações internacionais da Microsoft, selecione o país na lista de informações de contato e, em seguida, clique em Ir para ver uma lista de telefones. Ao ligar, peça para falar com o gerente de vendas local de Suporte Premier. Para obter mais informações, consulte as Perguntas Frequentes sobre a Política do Ciclo de Vida do Suporte da Microsoft.

As classificações de gravidade a seguir pressupõem o impacto máximo possível da vulnerabilidade. Para obter informações referentes à probabilidade de exploração da vulnerabilidade em relação à sua classificação de gravidade e ao impacto à segurança, em até 30 dias a partir do lançamento deste boletim de segurança, consulte o Índice de exploração no resumo de boletins de junho. Para obter mais informações, consulte o Índice de exploração da Microsoft.

A Classificação de gravidade de vulnerabilidade e Impacto máximo de segurança por software afetado

Softwares afetados

Vulnerabilidade do Processador de Scripts Unicode - CVE-2014-1817

Vulnerabilidade da análise de imagem do GDI+ - CVE-2014-1818

Avaliação de gravidade agregada

Windows Server 2003

Windows Server 2003 Service Pack 2

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows Server 2003 x64 Edition Service Pack 2

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows Server 2003 com SP2 para sistemas baseados no Itanium

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows Vista

Windows Vista Service Pack 2

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Windows Vista x64 Edition Service Pack 2

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Windows Server 2008

Windows Server 2008 para sistemas de 32 bits Service Pack 2

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Windows Server 2008 para sistemas baseados em x64 Service Pack 2

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Windows Server 2008 para sistemas baseados no Itanium Service Pack 2

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Windows 7

Windows 7 para sistemas de 32 bits Service Pack 1

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows 7 para Sistemas Service Pack 1 baseados em x64

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows Server 2008 R2

Windows Server 2008 R2 para Sistemas Service Pack 1 baseados em x64

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows Server 2008 R2 para sistemas baseados no Itanium Service Pack 1

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows 8 e Windows 8.1

Windows 8 para sistemas de 32 bits

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows 8 para sistemas baseados em x64

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows 8.1 para sistemas de 32 bits

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows 8.1 para sistemas baseados em x64

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows Server 2012 e Windows Server 2012 R2

Windows Server 2012

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows Server 2012 R2

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows RT e Windows RT 8.1

Windows RT

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows RT 8.1

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Opção de instalação Server Core

Windows Server 2008 para sistemas de 32 bits Service Pack 2 (instalação Server Core)

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Windows Server 2008 para sistemas baseados em x64 Service Pack 2 (instalação Server Core)

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Windows Server 2008 R2 para sistemas baseados em x64 Service Pack 1 (instalação Server Core)

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows Server 2012 (instalação Server Core)

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Windows Server 2012 R2 (instalação Server Core)

Crítica 
Execução remota de código

Baixa 
Negação de Serviço

Crítica

Microsoft Office

Microsoft Office 2007 Service Pack 3

Importante 
Execução remota de código

Importante 
Execução remota de código

Importante 

Microsoft Office 2010 Service Pack 1
(edições de 32 bits)

Importante 
Execução remota de código

Importante 
Execução remota de código

Importante 

Microsoft Office 2010 Service Pack 2 (edições de 32 bits)

Importante 
Execução remota de código

Importante 
Execução remota de código

Importante 

Microsoft Lync

Microsoft Live Meeting 2007 Console

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Microsoft Lync 2010 (32 bits)

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Microsoft Lync 2010 (64 bits)

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Microsoft Lync 2010 Attendee (instalação de nível usuário)

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Microsoft Lync 2010 Attendee (instalação de nível administrativo)

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Microsoft Lync 2013 (32 bits)

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Microsoft Lync Basic 2013 (32 bits)

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Microsoft Lync 2013 (64 bits)

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

Microsoft Lync Basic 2013 (64 bits)

Crítica 
Execução remota de código

Crítica 
Execução remota de código

Crítica

 

Existe uma vulnerabilidade de execução remota de código na maneira como os componentes afetados gerenciam arquivos de fonte especialmente criados. A vulnerabilidade pode permitir a execução remota de código se o usuário abrir um arquivo especialmente criado ou uma página da Web. O invasor que explorar com êxito essa vulnerabilidade poderá assumir o controle total de um sistema afetado. O invasor poderá instalar programas; exibir, alterar ou excluir dados; ou criar novas contas com direitos totais de administração.

Para exibir esta vulnerabilidade como uma entrada padrão na lista Common Vulnerabilities and Exposures, veja CVE-2014-1817.

Fatores atenuantes

A atenuação refere-se a uma configuração, configuração comum ou prática recomendada geral, existindo num estado padrão, que possa reduzir a gravidade de exploração de uma vulnerabilidade. Os fatores de atenuação a seguir podem ser úteis em sua situação:

  • Em um cenário de ataque na navegação pela Web, o invasor pode hospedar um site que contenha uma página da Web usada para explorar esta vulnerabilidade. Além disso, sites comprometidos e sites que aceitem ou hospedem conteúdo fornecido pelo usuário ou anúncios podem conter conteúdo especialmente criado que pode explorar esta vulnerabilidade. Em todos os casos, entretanto, o invasor não tem como forçar os usuários a visitar esses sites. Em vez disso, o invasor teria que persuadir os usuários a visitar o site, geralmente fazendo com que eles cliquem em um link em um email ou mensagem do Instant Messenger que leva o usuário ao site do invasor.
  • Por padrão, todas as versões com suporte do Microsoft Outlook, Microsoft Outlook Express e Windows Mail abrem emails em HTML na zona de sites restritos, o que desabilita o download de fonte por padrão. Se um usuário clicar em um link em uma mensagem de email, ele ainda pode estar vulnerável à exploração dessa vulnerabilidade, por meio do cenário de ataque baseado na Web. A vulnerabilidade também poderá ser explorada se um usuário abrir um anexo que seja enviado em uma mensagem de email.
  • O arquivo mal-intencionado pode ser enviado como um anexo de email, mas o invasor teria que convencer o usuário a abrir o anexo para explorar a vulnerabilidade.

Soluções alternativas

A solução alternativa refere-se a uma configuração ou alteração de configuração que não corrige a vulnerabilidade subjacente mas que ajudaria a bloquear vetores de ataque conhecidos antes de aplicar a atualização. A Microsoft testou as soluções alternativas e estados a seguir como parte do cenário que implica se uma solução alternativa reduziria funcionalidade:

  • Desabilitar o serviço WebClient

    Desabilitar o serviço WebClient ajuda a proteger sistemas afetados contra tentativas de explorar esta vulnerabilidade por meio do bloqueio, pelo serviço de cliente WebDAV, do vetor de ataque remoto mais provável. Após a aplicação desta solução alternativa, ainda é possível para invasores remotos que tenham explorado esta vulnerabilidade com sucesso fazer com que o sistema execute programas localizados no computador do usuário visado ou na rede local (LAN), mas os usuários serão solicitados a confirmar antes de abrirem programas arbitrários da Internet.

    Para desabilitar o serviço Cliente da Web, siga estas etapas:

    1. Clique em Iniciar, Executar, digite Services.msc e clique em OK.
    2. Clique com o botão direito do mouse no serviço WebClient e selecione Propriedades.
    3. Mude o tipo de inicialização para Desabilitado. Se o serviço estiver em execução, clique em Parar.
    4. Clique em OK e saia do aplicativo de gerenciamento.

       

    Impacto da solução alternativa. Quando o serviço WebClient estiver desabilitado, as solicitações WebDAV não serão transmitidas. Além disso, quaisquer serviços que dependam explicitamente do serviço WebClient não serão iniciados, e uma mensagem de erro será registrada no log do sistema. Por exemplo, compartilhamentos WebDAV não ficarão acessíveis a partir do computador cliente.

     

    Como desfazer a solução alternativa. 

    Para voltar a habilitar o serviço WebClient, siga estas etapas:

    1. Clique em Iniciar, Executar, digite Services.msc e clique em OK.
    2. Clique com o botão direito do mouse no serviço WebClient e selecione Propriedades.
    3. Altere o tipo de inicialização para Automático. Se o serviço não estiver em execução, clique em Iniciar.
    4. Clique em OK e saia do aplicativo de gerenciamento.

 

  • Bloquear as portas TCP 139 e 445 no firewall

    Essas portas são usadas para iniciar uma conexão com o componente afetado. O bloqueio das portas TCP 139 e 445 no firewall ajudará a proteger os sistemas atrás do firewall contra as tentativas de exploração dessa vulnerabilidade. A Microsoft recomenda que você bloqueie todas as comunicações de entrada não solicitadas da Internet para ajudar a impedir ataques que talvez usem outras portas. Para obter mais informações sobre portas, consulte o artigo da TechNet, Atribuições de portas TCP e UDP.

    Impacto da solução alternativa. Vários serviços Windows usam as portas afetadas. O bloqueio da conectividade nas portas pode impedir o funcionamento de vários aplicativos ou serviços. Alguns dos aplicativos ou serviços que podem ser afetados estão listados abaixo:

    • Aplicativos que usam SMB (CIFS)
    • Aplicativos que usam processadores de mensagens ou pipes nomeados (RPC em SMB)
    • Servidor (Compartilhamento de arquivos e impressoras)
    • Diretiva de Grupo
    • Logon de rede
    • Sistema de arquivos distribuídos (DFS)
    • Licenciamento de Terminal Server
    • Spooler de impressão
    • Pesquisador de Computadores
    • Localizador de chamada de procedimento remoto
    • Serviço de fax
    • Serviço de Indexação
    • Alertas e logs de desempenho
    • Systems Management Server
    • Serviço de registro de licença

     

    Como desfazer a solução alternativa.

    Desbloqueie as portas TCP 139 e 445 no firewall. Para obter mais informações sobre as portas, consulte TCP and UDP Port Assignments.

     

  • Desabilite o painel de visualização e o painel de detalhes no Windows Explorer

    Desabilitar os painéis de visualização e detalhes no Windows Explorer impede que o conteúdo de script seja exibido no Windows Explorer. Embora esse procedimento impeça que arquivos mal-intencionados sejam exibidos no Windows Explorer, não impede que um usuário autenticado local execute um programa especialmente criado para explorar essa vulnerabilidade.

    Para desabilitar esses painéis no Windows Vista, Windows Server 2008, Windows 7 e Windows Server 2008 R2, execute as seguintes etapas:

    1. Abra o Windows Explorer, clique em Organizar e, em seguida, em Layout.
    2. Limpe o painel de Detalhes e as opções de menu do painel de Visualização.
    3. Abra o Windows Explorer, clique em Organizar e em Opções de pasta e pesquisa.
    4. Clique na guia Modo de exibição.
    5. Em Configurações avançadas, selecione a caixa Sempre mostrar ícones, nunca miniaturas.
    6. Feche todas as instâncias abertas do Windows Explorer para que a alteração entre em vigor.

     

    Como desfazer a solução alternativa. 

    1. Abra o Windows Explorer, clique em Organizar e, em seguida, em Layout.
    2. Selecione as opções de menu do painel de Detalhes e do painel de Visualização.
    3. Abra o Windows Explorer, clique em Organizar e em Opções de pasta e pesquisa.
    4. Clique na guia Modo de exibição.
    5. Em Configurações avançadas, desmarque a caixa Sempre mostrar ícones, nunca miniaturas.
    6. Feche todas as instâncias abertas do Windows Explorer para que a alteração entre em vigor.

Perguntas frequentes

Qual é o escopo da vulnerabilidade? 
Essa é uma vulnerabilidade de execução remota de código.

O que provoca a vulnerabilidade? 
A vulnerabilidade é causada quando o Windows não gerencia adequadamente os arquivos especialmente criados, de maneira que corrompe a memória e permite que um código arbitrário seja executado.

O que é o Processador de Scripts Unicode?? 
O Processador de Scripts Unicode (usp10.dll), também conhecido como Uniscribe, é uma coleção de APIs que permite a um cliente de layout de texto formatar scripts complexos. O Uniscribe oferece suporte às regras complexas encontradas em scripts como árabe, indiano e tailandês. O Uniscribe também lida com scripts escritos da direita para a esquerda, como árabe ou hebraico, e oferece suporte à mistura de scripts. Para clientes de texto sem formatação, o Uniscribe fornece diversas funções de ScriptString semelhantes a TextOut, com suporte adicional para posicionamento de cursor. O restante das interfaces do Uniscribe fornece controle mais específico aos clientes.

O que é GDI+? 
GDI+ é uma interface de dispositivo gráfico que oferece elementos gráficos vetoriais bidimensionais, imagens e tipografia aos aplicativos e programadores.

Para que um invasor pode usar a vulnerabilidade? 
O invasor que explorar esta vulnerabilidade com êxito poderá executar código arbitrário no contexto do usuário atual. O invasor poderá instalar programas; exibir, alterar ou excluir dados; ou criar novas contas com direitos totais de administração.

De que forma o invasor pode explorar a vulnerabilidade? 
Há várias maneiras de o invasor poder explorar esta vulnerabilidade.

Em um cenário de ataque com base na Web, o invasor poderia hospedar um site especialmente criado projetado para explorar esta vulnerabilidade e, então, convencer um usuário a exibir o site. Um invasor não teria como forçar os usuários a exibir o conteúdo controlado pelo invasor. Em vez disso, o invasor precisa convencer os usuários a executar uma ação, normalmente clicando em um link em uma mensagem de email ou em uma mensagem do Instant Messenger que leve os usuários ao site do invasor ou abrindo um anexo enviado por email.

Em um cenário de ataque de compartilhamento de arquivo, um invasor poderia fornecer um arquivo de documento especialmente criado projetado para explorar esta vulnerabilidade e então convencer um usuário a abrir o arquivo do documento.

Quais são os principais sistemas que correm riscos com a vulnerabilidade? 
Principalmente as estações de trabalho e os servidores de terminal estão correndo risco.

O que a atualização faz? 
A atualização elimina a vulnerabilidade, corrigindo a maneira como o Windows gerencia determinados arquivos especialmente criados.

Quando esse boletim de segurança foi lançado, essa vulnerabilidade já tinha sido divulgada publicamente? 
Não. A Microsoft recebeu informações sobre esta vulnerabilidade por meio da divulgação coordenada de vulnerabilidades.

Quando este boletim de segurança foi lançado, a Microsoft havia recebido algum relatório informando que essa vulnerabilidade estava sendo explorada? 
Não. A Microsoft não recebeu nenhuma informação indicando que essa vulnerabilidade tenha sido usada publicamente para atacar clientes quando este boletim de segurança foi lançado pela primeira vez.

Existe uma vulnerabilidade de execução remota de código na maneira como o GDI+ gerencia a validação de imagens especialmente criadas. A vulnerabilidade pode permitir a execução remota de código se um usuário abrir uma imagem especialmente criada. O invasor que explorar com êxito essa vulnerabilidade poderá assumir o controle total de um sistema afetado. O invasor poderá instalar programas; exibir, alterar ou excluir dados; ou criar novas contas com direitos totais de usuário. Os usuários cujas contas são configuradas com poucos direitos de usuário no sistema correm menos riscos do que aqueles que possuem direitos administrativos.

Para exibir esta vulnerabilidade como uma entrada padrão na lista Common Vulnerabilities and Exposures, veja CVE-2014-1818.

Fatores atenuantes

A atenuação refere-se a uma configuração, configuração comum ou prática recomendada geral, existindo num estado padrão, que possa reduzir a gravidade de exploração de uma vulnerabilidade. Os fatores de atenuação a seguir podem ser úteis em sua situação:

  • Em um cenário de ataque na navegação pela Web, o invasor pode hospedar um site que contenha uma página da Web usada para explorar esta vulnerabilidade. Além disso, sites comprometidos e sites que aceitem ou hospedem conteúdo fornecido pelo usuário ou anúncios podem conter conteúdo especialmente criado que pode explorar esta vulnerabilidade. Em todos os casos, entretanto, o invasor não tem como forçar os usuários a visitar esses sites. Em vez disso, o invasor teria que persuadir os usuários a visitar o site, geralmente fazendo com que eles cliquem em um link em um email ou mensagem do Instant Messenger que leva o usuário ao site do invasor.
  • Por padrão, todas as versões com suporte do Microsoft Outlook, Microsoft Outlook Express e Windows Mail abrem emails em HTML na zona de sites restritos, o que desabilita o download de fonte por padrão. Se um usuário clicar em um link em uma mensagem de email, ele ainda pode estar vulnerável à exploração dessa vulnerabilidade, por meio do cenário de ataque baseado na Web. A vulnerabilidade também poderá ser explorada se um usuário abrir um anexo que seja enviado em uma mensagem de email.
  • O arquivo mal-intencionado pode ser enviado como um anexo de email, mas o invasor teria que convencer o usuário a abrir o anexo para explorar a vulnerabilidade.

Soluções alternativas

A solução alternativa refere-se a uma configuração ou alteração de configuração que não corrige a vulnerabilidade subjacente mas que ajudaria a bloquear vetores de ataque conhecidos antes de aplicar a atualização. A Microsoft testou as soluções alternativas e estados a seguir como parte do cenário que implica se uma solução alternativa reduziria funcionalidade:

  • Desligue o processamento de metarquivo modificando o Registro 
    Os clientes que usam o Windows Vista, Windows Server 2008, Windows 7, Windows Server 2008 R2, Windows 8, Windows Server 2012, Windows RT, Windows 8.1, Windows Server 2012 R2 ou Windows RT 8.1 podem desativar o processamento de metarquivos modificando o registro. Esta configuração ajudará a proteger o sistema afetado contra tentativas de exploração desta vulnerabilidade.

    Para modificar a chave, siga estes passos:

    Aviso: O uso incorreto do Editor do Registro pode causar problemas graves e exigir a reinstalação do sistema operacional. A Microsoft não garante a solução de problemas resultantes do uso incorreto do Editor do Registro. Você é responsável pelo uso do Editor do Registro.

    Observação: Depois de alterar uma entrada do registro, é necessário reiniciar o sistema.

    1. No Editor do Registro, localize e clica na seguinte subchave do Registro:

      HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\GRE_Initialize

    2. Crie um valor DWORD para desabilitar os metarquivos criando uma entrada de registro (valor DWORD) na subchave GRE_Initialize: DisableMetaFiles
    3. Para desabilitar o processamento de metarquivos, defina o valor da entrada de registro DisableMetaFiles para 1.

     

    Impacto da solução alternativa: Desligar o processamento de metarquivos pode fazer com que a aparência da saída do software ou dos componentes do sistema fique com menos qualidade. Desligar o processamento de metarquivos também pode fazer com que componentes de software ou do sistema falhem completamente. Essa solução alternativa tem um impacto potencialmente significativo na funcionalidade e deve ser avaliado e testado cuidadosamente a fim de determinar sua aplicabilidade.

    Como desfazer a solução alternativa

    Para habilitar novamente o processamento de metarquivos, defina o valor da entrada de registro DisableMetaFiles para 0.

     

  • Desabilite a colaboração de dados no Lync 
    Usuários corporativos que gerenciam diretamente um servidor Lync podem evitar que arquivos do PowerPoint (que podem ser usados como um vetor de ataque para enviar arquivos PowerPoint especialmente criados) sejam compartilhados pelo Lync usando o Painel de Controle do Lync Server para modificar a política de conferência do Lync para colaboração de dados.

    Para Lync 2010 e Lync 2013:

    1. Abra o Painel de Controle do Lync. Para detalhes sobre os diferentes métodos que você pode usar para iniciar o Painel de Controle do Lync Server, consulte Ferramentas administrativas abertas do Lync Server.
    2. Na barra de navegação esquerda, clique em Conferência e, em seguida, clique em Política de conferência.
    3. Na lista de políticas de conferência, clique em Colaboração de dados, Editar e então, clique em Mostrar detalhes.
    4. Para evitar a colaboração de dados, em Editar política de conferência, clique em Nenhuma. A configuração padrão é Habilitar colaboração de dados.
    5. Clique em Confirmar.

     

    Impacto da solução alternativa. Os usuários não poderão compartilhar e colaborar em arquivos do PowerPoint, em votações e no Quadro de comunicações durante as reuniões no Lync.

    Como desfazer a solução alternativa. 

    1. Para reabilitar a colaboração de dados:
    2. Abra o Painel de Controle do Lync. Para detalhes sobre os diferentes métodos que você pode usar para iniciar o Painel de Controle do Lync Server, consulte Ferramentas administrativas abertas do Lync Server.
    3. Na barra de navegação esquerda, clique em Conferência e, em seguida, clique em Política de conferência.
    4. Na lista de políticas de conferência, clique em Colaboração de dados, em Editar e, em seguida, clique em Mostrar detalhes.
    5. Para habilitar a colaboração de dados, em Editar política de conferência, clique em Habilitar colaboração de dados.
    6. Clique em Confirmar.

       

  • Ler emails em texto sem formatação 
    O Microsoft Outlook 2003, Microsoft Outlook 2007 e Microsoft Outlook 2010 fornecem uma opção para ler mensagens de email sem formatação. Para obter mais informações sobre a opção Ler todas as mensagens-padrão em texto sem formatação, consulte o Artigo 831607 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft.

    Os usuários do Microsoft Office Outlook 2002 que aplicaram o Office XP Service Pack 1 ou posterior, e os usuários do Microsoft Office Outlook Express 6 que aplicaram o Internet Explorer 6 Service Pack 1 ou posterior, podem habilitar essa configuração e exibir mensagens de email sem assinatura digital ou não criptografadas somente como texto sem formatação.

    Mensagens de email assinadas digitalmente ou criptografadas não são afetadas por essa configuração e podem ser lidas em seus formatos originais. Para obter mais informações sobre como habilitar essa configuração no Outlook 2002, consulte o Artigo 307594 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base.

    Para obter informações sobre essa configuração no Outlook Express 6, consulte o Artigo 291387 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base.

    Impacto da solução alternativa. As mensagens de email exibidas sem formatação não conterão figuras, fontes específicas, animações nem outro conteúdo formatado. Além disso:

    • As alterações são aplicadas ao painel de visualização e a mensagens abertas.
    • As imagens passam a ser anexos para não serem perdidas.
    • Como a mensagem ainda será armazenada como Rich Text ou HTML, o modelo de objeto (soluções de código personalizado) pode comportar-se de maneira inesperada.

Perguntas frequentes

Qual é o escopo da vulnerabilidade? 
Essa é uma vulnerabilidade de execução remota de código.

O que provoca a vulnerabilidade? 
A vulnerabilidade é causada quando o GDI+ valida inadequadamente os arquivos de imagem especialmente criados.

O que é GDI+? 
GDI+ é uma interface de dispositivo gráfico que oferece elementos gráficos vetoriais bidimensionais, imagens e tipografia aos aplicativos e programadores.

Para que um invasor pode usar a vulnerabilidade? 
Um invasor que explorar com êxito a vulnerabilidade por meio do Windows GDI + e dos componentes do Windows pode executar código arbitrário no modo kernel e assumir o controle total de um sistema afetado. O invasor poderá instalar programas; exibir, alterar ou excluir dados; ou criar novas contas com direitos totais de administração.

O invasor que explorar com êxito a vulnerabilidade pelo Microsoft Windows, Microsoft Office ou Microsoft Lync poderá ganhar os mesmos direitos de usuário que o usuário em questão. Se um usuário estiver conectado com direitos administrativos, o invasor poderá assumir o controle total do sistema afetado. O invasor poderá instalar programas; exibir, alterar ou excluir dados; ou criar novas contas com direitos totais de usuário. Os usuários cujas contas são configuradas com poucos direitos de usuário no sistema correm menos riscos do que aqueles que possuem direitos administrativos.

De que forma o invasor pode explorar a vulnerabilidade? 
Há várias maneiras de o invasor poder explorar esta vulnerabilidade.

Em um cenário de ataque com base na Web, o invasor poderia hospedar um site especialmente criado projetado para explorar esta vulnerabilidade e, então, convencer um usuário a exibir o site. Um invasor não teria como forçar os usuários a exibir o conteúdo controlado pelo invasor. Em vez disso, o invasor precisa convencer os usuários a executar uma ação, normalmente clicando em um link em uma mensagem de email ou em uma mensagem do Instant Messenger que leve os usuários ao site do invasor ou abrindo um anexo enviado por email.

Em um cenário de ataque de compartilhamento de arquivo, um invasor poderia fornecer um arquivo de documento especialmente criado projetado para explorar esta vulnerabilidade e então convencer um usuário a abrir o arquivo do documento.

Quais são os principais sistemas que correm riscos com a vulnerabilidade? 
Principalmente as estações de trabalho e os servidores de terminal estão correndo risco.

O que a atualização faz? 
A atualização soluciona a vulnerabilidade, corrigindo a maneira como o GDI+ valida tipos de registros de imagem especialmente criados.

Quando esse boletim de segurança foi lançado, essa vulnerabilidade já tinha sido divulgada publicamente? 
Não. A Microsoft recebeu informações sobre esta vulnerabilidade por meio da divulgação coordenada de vulnerabilidades.

Quando este boletim de segurança foi lançado, a Microsoft havia recebido algum relatório informando que essa vulnerabilidade estava sendo explorada? 
Não. A Microsoft não recebeu nenhuma informação indicando que essa vulnerabilidade tenha sido usada publicamente para atacar clientes quando este boletim de segurança foi lançado pela primeira vez.

Vários recursos estão disponíveis para ajudar administradores a implantar atualizações de segurança. 

  • O MBSA (Microsoft Baseline Security Analyzer) permite aos administradores pesquisar, em sistemas locais e remotos, atualizações de segurança ausentes e problemas de configuração de segurança comuns. 
  • O WSUS (Windows Server Update Services), SMS (Systems Management Server) e SCCM (System Center Configuration Manager) ajudam os administradores a distribuir as atualizações de segurança. 
  • Os componentes do Avaliador de compatibilidade com atualizações, incluídos no Kit de ferramentas de compatibilidade de aplicativos, auxilia a otimizar os testes e a validação das atualizações do Windows com relação aos aplicativos instalados. 

Para informações sobre estas e outras ferramentas que estão disponíveis, consulte Ferramentas de segurança para profissionais de TI

Windows Server 2003 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nomes dos arquivos de atualização de segurança

Para todas as edições de 32 bits suportadas do Windows Server 2003:
WindowsServer2003-KB2957503-x86-ENU.exe
WindowsServer2003-KB2957509-x86-ENU.exe

 

Para todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows Server 2003:
WindowsServer2003-KB2957503-x64-ENU.exe
WindowsServer2003-KB2957509-x64-ENU.exe

 

Para todas as edições baseadas no Itanium suportadas do Windows Server 2003:
WindowsServer2003-KB2957503-ia64-ENU.exe
WindowsServer2003-KB2957509-ia64-ENU.exe

Opções de instalação

Consulte o artigo 934307 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Arquivo de log de atualização

KB2957503.log
KB2957509.log

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

Use o item Adicionar ou Remover Programas no Painel de Controle ou o utilitário Spuninst.exe, localizado na pasta %Windir%\$NTUninstallKB2957503$\Spuninst

 

Use o item Adicionar ou Remover Programas no Painel de Controle ou o utilitário Spuninst.exe, localizado na pasta %Windir%\$NTUninstallKB2957509$\Spuninst

Informações sobre o arquivo

Veja o Artigo 2957503 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft
Veja o Artigo 2957509 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

Verificação da chave do Registro

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows Server 2003\SP3\ KB2957503\Filelist

 

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows Server 2003\SP3\ KB2957509\Filelist

 

Windows Vista (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nomes dos arquivos de atualização de segurança

Para todas as edições suportadas de 32 bits do Windows Vista:
Windows6.0-KB2957503-x86.msu
Windows6.0-KB2957509-x86.msu

 

Para todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows Vista:
Windows6.0-KB2957503-x64.msu
Windows6.0-KB2957509-x64.msu

Opções de instalação

Consulte o artigo 934307 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

O WUSA.exe não oferece suporte à desinstalação de atualizações. Para desinstalar uma atualização instalada por WUSA, clique em Painel de Controle e em Segurança. No Windows Update, clica em Exibir atualizações instaladas e seleciona a partir da lista de atualizações.

Informações sobre o arquivo

Veja o Artigo 2957503 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft
Veja o Artigo 2957509 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

Verificação da chave do Registro

Observação Não existe uma chave do Registro para validar a presença dessa atualização.

 

Windows Server 2008 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nomes dos arquivos de atualização de segurança

Para todas as edições de 32 bits do Windows Server 2008 com suporte:
Windows6.0-KB2957503-x86.msu
Windows6.0-KB2957509-x86.msu

 

Para todas as edições baseadas em x64 do Windows Server 2008 com suporte:
Windows6.0-KB2957503-x64.msu
Windows6.0-KB2957509-x64.msu

 

Para todas as edições baseadas no Itanium do Windows Server 2008 com suporte:
Windows6.0-KB2957503-ia64.msu
Windows6.0-KB2957509-ia64.msu

Opções de instalação

Consulte o artigo 934307 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

O WUSA.exe não oferece suporte à desinstalação de atualizações. Para desinstalar uma atualização instalada por WUSA, clique em Painel de Controle e em Segurança. No Windows Update, clica em Exibir atualizações instaladas e seleciona a partir da lista de atualizações.

Informações sobre o arquivo

Veja o Artigo 2957503 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft
Veja o Artigo 2957509 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

Verificação da chave do Registro

Observação Não existe uma chave do Registro para validar a presença dessa atualização.

 

Windows 7 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nome do arquivo de atualização de segurança

Para todas as edições de 32 bits com suporte do Windows 7:
Windows6.1-KB2957503-x86.msu
Windows6.1-KB2957509-x86.msu

 

Para todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows 7:
Windows6.1-KB2957503-x64.msu
Windows6.1-KB2957509-x64.msu

Opções de instalação

Consulte o artigo 934307 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

Para desinstalar uma atualização instalada pelo WUSA, use a opção de instalação /Uninstall ou clique em Painel de Controle e em Sistema e Segurança; depois, no Windows Update, clique em Exibir atualizações instaladas e faça sua seleção na lista de atualizações.

Informações sobre o arquivo

Veja o Artigo 2957503 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft
Veja o Artigo 2957509 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

Verificação da chave do Registro

Observação Não existe uma chave do Registro para validar a presença dessa atualização.

 

Windows Server 2008 R2 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nome do arquivo de atualização de segurança

Para todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows Server 2008 R2:
Windows6.1-KB2957503-x64.msu
Windows6.1-KB2957509-x64.msu

 

Para todas as edições baseadas no Itanium com suporte do Windows Server 2008 R2:
Windows6.1-KB2957503-ia64.msu
Windows6.1-KB2957509-ia64.msu

Opções de instalação

Consulte o artigo 934307 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

Para desinstalar uma atualização instalada pelo WUSA, use a opção de instalação /Uninstall ou clique em Painel de Controle e em Sistema e Segurança; depois, no Windows Update, clique em Exibir atualizações instaladas e faça sua seleção na lista de atualizações.

Informações sobre o arquivo

Veja o Artigo 2957503 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft
Veja o Artigo 2957509 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

Verificação da chave do Registro

Observação Não existe uma chave do Registro para validar a presença dessa atualização.

 

Windows 8 e Windows 8.1 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nome do arquivo de atualização de segurança

Para todas as edições de 32 bits com suporte do Windows 8:
Windows8-RT-KB2964736-x86.msu

 

Para todas as edições do Windows 8 baseadas em x64 com suporte:
Windows8-RT-KB2964736-x64.msu

 

Para todas as edições de 32 bits com suporte do Windows 8.1:
Windows8.1-KB2964736-x86.msu
Windows8.1-KB2964718-x86.msu

 

Para todas as edições baseadas em x64 com suporte do Windows 8.1:
Windows8.1-KB2964736-x64.msu
Windows8.1-KB2964718-x64.msu

Opções de instalação

Consulte o artigo 934307 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

Para desinstalar uma atualização instalada pelo WUSA, use a opção /Uninstall ou clique em Painel de Controle, Sistema e Segurança; depois clique no Windows Update, e, abaixo de Veja também, clique em Atualizações instaladas e selecione uma opção na lista.

Informações sobre o arquivo

Veja o Artigo 2964736 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft
Veja o Artigo 2964718 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

Verificação da chave do Registro

Observação Não existe uma chave do Registro para validar a presença dessa atualização.

 

Windows Server 2012 e Windows Server 2012 R2 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Nome do arquivo de atualização de segurança

Para todas as edições com suporte do Windows Server 2012:
Windows8-RT-KB2964736-x64.msu

 

Para todas as edições com suporte do Windows Server 2012 R2:
Windows8.1-KB2964736-x64.msu
Windows8.1-KB2964718-x64.msu

Opções de instalação

Consulte o artigo 934307 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

Para desinstalar uma atualização instalada pelo WUSA, use a opção /Uninstall ou clique em Painel de Controle, Sistema e Segurança; depois clique no Windows Update, e, abaixo de Veja também, clique em Atualizações instaladas e selecione uma opção na lista.

Informações sobre o arquivo

Veja o Artigo 2964736 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft
Veja o Artigo 2964718 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

Verificação da chave do Registro

Observação Não existe uma chave do Registro para validar a presença dessa atualização.

 

Windows RT e Windows RT 8.1 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela a seguir contém as informações de atualização de segurança desse software.

Implantação

Estas atualizações estão disponíveis apenas no Windows Update.

Requisitos de reinicialização

Sim, é necessário reinicializar o sistema depois de aplicar essa atualização de segurança.

Informações sobre remoção

Clique em Painel de controle, em Sistema e segurança e, em Windows Update, e, abaixo de Veja também, clique em Atualizações instaladas e selecione uma opção na lista.

Informações sobre o arquivo

Veja o Artigo 2964736 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft
Veja o Artigo 2964718 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

 

Microsoft Office 2007 (todas as edições)

Nome do arquivo de atualização de segurança

Para todas as edições com suporte do Microsoft Office 2007:
ogl2007-kb2878233-fullfile-x86-glb.exe
usp102007-kb2881069-fullfile-x86-glb.exe

Opções de instalação

Consulte o artigo 912203 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Em alguns casos, esta atualização não exige a reinicialização. Se os arquivos exigidos estiverem em uso, será necessária uma reinicialização. Se isso ocorrer, uma mensagem que aconselha a reinicialização será exibida.

Para reduzir a chance de uma reinicialização não ser solicitada, interrompa todos os serviços afetados e feche todos os aplicativos que possam usar os arquivos afetados antes de instalar a atualização de segurança. Para obter mais informações sobre os motivos pelos quais você será solicitado a reiniciar, consulte o Artigo 887012 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base.

Informações sobre remoção

Use a ferramenta Adicionar ou Remover Programas no Painel de controle.

Informações sobre o arquivo

Veja o Artigo 2878233 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

Verificação da chave do Registro

Não Aplicável

 

Microsoft Office 2010 (todas as edições)

Nome do arquivo de atualização de segurança

Para todas as edições com suporte do Microsoft Office 2010 (edições de 32 bits):
ogl2010-kb2863942-fullfile-x86-glb.exe
usp102010-kb2881071-fullfile-x86-glb.exe

 

Para todas as edições com suporte do Microsoft Office 2010 (edições de 64 bits):
ogl2010-kb2863942-fullfile-x64-glb.exe
usp102010-kb2881071-fullfile-x64-glb.exe

Opções de instalação

Consulte o artigo 912203 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Em alguns casos, esta atualização não exige a reinicialização. Se os arquivos exigidos estiverem em uso, será necessária uma reinicialização. Se isso ocorrer, uma mensagem que aconselha a reinicialização será exibida.

Para reduzir a chance de uma reinicialização não ser solicitada, interrompa todos os serviços afetados e feche todos os aplicativos que possam usar os arquivos afetados antes de instalar a atualização de segurança. Para obter mais informações sobre os motivos pelos quais você será solicitado a reiniciar, consulte o Artigo 887012 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base.

Informações sobre remoção

Use a ferramenta Adicionar ou Remover Programas no Painel de controle.

Informações sobre o arquivo

Veja o Artigo 2863942 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft
Consulte o Artigo 2881071 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

Verificação da chave do Registro

Não Aplicável

 

Microsoft Live Meeting 2007, Microsoft Lync 2010, Microsoft Lync 2010 Attendee, Microsoft Lync 2013 e Microsoft Lync Basic 2013

Nome do arquivo de atualização de segurança

Para Microsoft Live Meeting 2007 (2968966):
LMSetup.exe

 

Para Microsoft Lync 2010 (32 bits) (2963285):
lync.msp

 

Para Microsoft Lync 2010 (64 bits) (2963285):
lync.msp

 

para Microsoft Lync 2010 Attendee (instalação de nível de usuário) (2963282):
AttendeeUser.msp

 

Para Microsoft Lync 2010 Attendee (instalação de nível administrativo) (2963284):
AttendeeAdmin.msp

 

Para todas as edições com suporte do Microsoft Lync 2013 (32 bits) e Microsoft Lync Basic 2013 (32 bits):
lyncloc2013-kb2881013-fullfile-x86-glb.exe

 

Para todas as edições com suporte do Microsoft Lync 2013 (64 bits) e Microsoft Lync Basic 2013 (64 bits):
lyncloc2013-kb2881013-fullfile-x64-glb.exe

Opções de instalação

Consulte o artigo 912203 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base

Requisito de reinicialização

Em alguns casos, esta atualização não exige a reinicialização. Se os arquivos exigidos estiverem em uso, será necessária uma reinicialização. Se isso ocorrer, uma mensagem que aconselha a reinicialização será exibida.

Para reduzir a chance de uma reinicialização não ser solicitada, interrompa todos os serviços afetados e feche todos os aplicativos que possam usar os arquivos afetados antes de instalar a atualização de segurança. Para obter mais informações sobre os motivos pelos quais você será solicitado a reiniciar, consulte o Artigo 887012 (em inglês) da Microsoft Knowledge Base.

Informações sobre remoção

Use a ferramenta Adicionar ou Remover Programas no Painel de Controle.

Informações sobre o arquivo

Para Microsoft Live Meeting 2007:
Veja o Artigo 2968966 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

 

Para todas as edições com suporte do Microsoft Lync 2010:
Veja o Artigo 2963285 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

 

Para Microsoft Lync 2010 Attendee (instalação de nível usuário):
Veja o Artigo 2963282 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

 

Para Microsoft Lync 2010 Attendee (instalação de nível administrativo):
Veja o Artigo 2963284 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

 

Para todas as edições com suporte do Microsoft Lync 2013:
Veja o Artigo 2881013 da Base de Dados de Conhecimento Microsoft

Verificação da chave do Registro

Para Microsoft Live Meeting 2007:
Não Aplicável

 

Para Microsoft Lync 2010 (32 bits):
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Active Setup\Installed Components\{0EEB34F6-991D-4a1b-8EEB-772DA0EADB22}
Versão = 4.0.7577.4446

 

Para Microsoft Lync 2010 (64 bits):
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Wow6432Node\Microsoft\Active Setup\Installed Components\{0EEB34F6-991D-4a1b-8EEB-772DA0EADB22}
Versão = 4.0.7577.4446

 

Para Microsoft Lync 2010 Attendee (instalação de nível administrativo):
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Installer\UserData\S-1-5-18\Products\94E53390F8C13794999249B19E6CFE33\InstallProperties\DisplayVersion = 4.0.7577.4446

 

Para Microsoft Lync 2010 Attendee (instalação de nível usuário):
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Active Setup\Installed Components\{0EEB34F6-991D-4a1b-8EEB-772DA0EADB22}
Versão = 4.0.7577.4446

 

Para todas as edições com suporte do Microsoft Lync 2013 (32 bits) e Microsoft Lync Basic 2013 (32 bits):
Não Aplicável

 

Para todas as edições com suporte do Microsoft Lync 2013 (64 bits) e Microsoft Lync Basic 2013 (64 bits):
Não Aplicável

 

A Microsoft agradece às pessoas mencionadas abaixo por trabalhar conosco para ajudar a proteger os clientes:

  • Scott Bell, da Security-Assessment.com, por relatar a Vulnerabilidade do processador de scripts Unicode (CVE-2014-1817)
  • Mateusz Jurczyk, Ivan Fratric e Ben Hawkes, da Equipe de segurança do Google, por relatarem a Vulnerabilidade da análise de imagem do GDI+ (CVE-2014-1818)

Microsoft Active Protections Program (MAPP)

Para melhorar as proteções de segurança para os clientes, a Microsoft fornece informações sobre vulnerabilidades aos principais fornecedores de software de segurança antes do lançamento de cada atualização de segurança mensal. Assim, os fornecedores de software de segurança podem usar essas informações sobre vulnerabilidades para fornecer proteções atualizadas aos clientes por meio de seus softwares ou dispositivos de segurança, como antivírus, sistemas de detecção de invasões baseados em rede ou sistemas de prevenção de invasões baseados em host. Para determinar se os fornecedores de software de segurança estão disponibilizando proteções ativas, visite os sites de proteções ativas fornecidos pelos parceiros do programa, listados em Parceiros do Microsoft Active Protections Program (MAPP).

Suporte

Como obter ajuda e suporte para esta atualização de segurança

Aviso de isenção de responsabilidade

As informações fornecidas na Microsoft Knowledge Base são apresentadas "no estado em que se encontram", sem garantia de qualquer tipo. A Microsoft se isenta de todas as garantias, expressas ou implícitas, inclusive as garantias de comercialização e adequação a um propósito específico. Em hipótese alguma a Microsoft Corporation ou seus fornecedores serão responsáveis por quaisquer danos, inclusive danos diretos, indiretos, incidentais, consequenciais, danos por lucros cessantes ou danos especiais, mesmo que a Microsoft Corporation ou seus fornecedores tenham sido alertados da possibilidade dos referidos danos. Como alguns estados não permitem a exclusão ou limitação de responsabilidade por danos consequenciais ou indiretos, a limitação acima pode não ser aplicável a você.

Revisões

  • V1.0 (terça-feira, 10 de junho de 2014): Boletim publicado.
  • V1.1 (17 de junho de 2014): Esclarecido na seção de Perguntas frequentes de atualização para o Microsoft Office quais atualizações serão oferecidas para sistemas que executam o Microsoft Office 2010. Esta é apenas uma alteração informativa. Os clientes que já atualizaram seus sistemas com êxito não precisam fazer mais nada.
  • V1.2 (28 de julho de 2014): Foram corrigidas as substituições de atualização para as atualizações do Windows Vista (Windows GDI+) (2957503) e do Windows Server 2008 (Windows GDI+) (2957503). Esta é apenas uma alteração informativa.
  • V2.0 (12 de agosto de 2014): Boletim relançado para anunciar o oferecimento da atualização 2881071 para substituir a atualização 2767915 para os sistemas que executam o Microsoft Office 2010 Service Pack 1 ou o Microsoft Office 2010 Service Pack 2. Consulte as Perguntas frequentes de atualização para obter detalhes.

Página gerada em 08-08-2014 16:44Z-07:00.
Isso foi útil para você?
(1500 caracteres restantes)
Agradecemos os seus comentários
Mostrar:
© 2015 Microsoft