Table of contents
TOC
Recolher sumário
Expandir sumário

Configurações de descoberta do dispositivo de rede

Matt Goedtel|Última Atualização: 02/03/2017
|
1 Colaborador

Aplica-se a: System Center 2016 – Operations Manager

O System Center Operations Manager oferece uma série de configurações que você pode usar para configurar a descoberta de dispositivos de rede. A tabela a seguir explica as configurações disponíveis e como configurá-las no Assistente de Descoberta de Dispositivos de Rede.

ConfiguraçãoLocalAnotações
Nome ou endereço IPPáginaDispositivos , botão AdicionarInsira um FQDN (nome de domínio totalmente qualificado) ou um endereço IPv4. O Operations Manager pode identificar os dispositivos conectados em uma descoberta recursiva que usa um endereço IPv6; no entanto, o dispositivo inicial descoberto deve usar um endereço IPv4.
Modo de acessoPáginaDispositivos , botão AdicionarSelecione ICMP e SNMP, ICMP, ou SNMP. Isso especifica o protocolo que será usado para descoberta e monitoramento. Se você selecionar ICMP e SNMP, o dispositivo deverá ser acessível por ambos os protocolos, ou a descoberta irá falhar.
Versão SNMPPáginaDispositivos , botão AdicionarSelecione v1 ou v2 ou v3. Os dispositivos SNMP v1 e v2 podem usar a mesma conta Executar como. Os dispositivos SNMP v3 requerem um formato diferente de conta Executar como.
Número da portaPáginaDispositivos , botão AdicionarA porta padrão é a 161. Você poderá alterar este valor se estiver descobrindo um dispositivo de rede que use outra porta.
Conta Executar comoPáginaDispositivos , botão AdicionarAs contas disponíveis no menu são preenchidas com base na seleção feita na caixa Versão SNMP . Você pode criar a conta Executar como apropriada clicando em Adicionar VersãoSNMPRun As Account.
Número de novas tentativasPáginaDispositivos , botão Configurações Avançadas de DescobertaEsta configuração especifica quantas vezes o servidor de gerenciamento deve tentar entrar em contato com o dispositivo de rede antes de relatar que a descoberta falhou.
Tempo limite ICMP (em segundos)PáginaDispositivos , botão Configurações Avançadas de DescobertaSe você especificar ICMP e SNMP ou ICMP para Modo de Acesso, o servidor de gerenciamento tentará entrar em contato com o dispositivo de rede usando ping. A configuração padrão é de 1500 milissegundos (1,5 segundos).
Tempo limite SNMP (em milissegundos)PáginaDispositivos , botão Configurações Avançadas de DescobertaSe você especificar ICMP e SNMP ou SNMP para Modo de Acesso, o servidor de gerenciamento tentará entrar em contato com o dispositivo de rede usando SNMP. A configuração padrão é de 1500 milissegundos (1,5 segundos).
Número máximo de dispositivos para descobertaPáginaDispositivos , botão Configurações Avançadas de DescobertaEsta configuração é aplicada durante a descoberta recursiva e define um limite no número de dispositivos a serem descobertos. O padrão é 1500. Se você souber que serão descobertos mais de 1.500 dispositivos, altere esta configuração.
Intervalo de endereços IPPáginaIncluir Filtros , botão Adicionar , ao configurar uma regra de descoberta recursivaUse este campo para limitar a descoberta recursiva a endereços IP que atendam aos critérios especificados. Este campo usa um formato de caractere curinga.

Por exemplo, se você digitar 192.168.1.\, a regra de descoberta descobrirá dispositivos que usam qualquer endereço IP entre 192.168.1.1 e 192.168.1.255.

Se você digitar 192.168.1.<1-140>, a regra de descoberta descobrirá dispositivos que usam qualquer endereço IP entre 192.168.1 e 192.168.140.
Tipos de dispositivo incluídosPáginaIncluir Filtros , botão Adicionar , ao configurar uma regra de descoberta recursivaQualquer dispositivo selecionado será incluído na descoberta recursiva. Desmarque a seleção para qualquer tipo de dispositivo que não queira descobrir.
Inclua somente dispositivos de rede com os atributos de sistema a seguir (OIDs) – NomePáginaIncluir Filtros , botão Adicionar , ao configurar uma regra de descoberta recursivaSe você inserir um valor aqui, somente os dispositivos com um nome correspondente serão descobertos. Este campo permite um formato de caractere curinga.
Inclua somente dispositivos de rede com os atributos de sistema a seguir (OIDs) – OID (ID de Objeto)PáginaIncluir Filtros , botão Adicionar , ao configurar uma regra de descoberta recursivaSe você inserir um valor aqui, somente os dispositivos com um OID correspondente serão descobertos. Este campo permite um formato de caractere curinga.
Inclua somente dispositivos de rede com os atributos de sistema a seguir (OIDs) – DescriçãoPáginaIncluir Filtros , botão Adicionar , ao configurar uma regra de descoberta recursivaSe você inserir um valor aqui, somente os dispositivos com uma descrição correspondente serão descobertos. Este campo permite um formato de caractere curinga.
Endereço IP ou Nome do HostPáginaExcluir Filtros , botão Adicionar , ao configurar uma regra de descoberta recursivaDigite um nome de domínio totalmente qualificado (FQDN), um endereço IPv4 ou um endereço IPv6 para excluir da descoberta. Você pode adicionar vários endereços IP individualmente.

Correspondência de curinga para o intervalo de endereços IP

A correspondência de padrão de curinga é feita da esquerda para a direita, um caractere ou padrão de curinga básico de cada vez. O padrão e a cadeia de caracteres de entrada devem corresponder exatamente; assim, por exemplo, o padrão abc não corresponde à cadeia de caracteres abcd. Padrões compostos consistem em padrões básicos, separados por um E comercial (&) ou um til (~). Se o primeiro caractere de um padrão composto for um E comercial ou til, ele será interpretado como se houvesse um asterisco no início. Por exemplo, o padrão ~ * [0-9] corresponde a qualquer cadeia de caracteres que não contém um dígito. Um E comercial à direita só pode corresponder a uma cadeia de caracteres vazia e um til à direita indica "com exceção de uma cadeia de caracteres vazia".

Espaços são caracteres significativos e estão sujeitos a correspondência.

Os padrões de curinga consistem no seguinte.

CaractereDescriçãoExemplo
?Corresponde a qualquer caractere únicoExample?.com corresponde a Example1.com e Example2.com, mas não a Example01.com
*Corresponde a zero ou mais caracteresExample*.com corresponde a example.com, example1.com e examplereallylong.com
[set]Corresponde a qualquer caractere único no conjunto, ou se o primeiro caractere for ^, corresponderá a qualquer caractere fora do conjunto.

Um hífen indica um intervalo. Um (^) que não esteja na primeira posição e um hífen na primeira ou na última posição não têm nenhum significado especial.
Ex[abc]mple corresponde a Example, Exbmple e Excmple.

Ex[^abc]mple não corresponde a Example, Exbmple e Excmple, mas corresponde a ExZmple

Ex[0-9] corresponde a Ex seguido de um único dígito.
Corresponde a qualquer inteiro maior que ou igual a n1 não negativo e menor que ou igual a n2 não negativo. Omitir n1 ou n2 não indica nenhum limite10.193.220.<1-25> corresponde a todos os endereços IP entre 10.193.220.1 e 10.193.220.25, incluindo os dois.

O <10-> corresponde a qualquer cadeia de caracteres de dígitos maiores que ou iguais a 10.

<1-10>* Corresponde a qualquer número entre 1 e 10 com uma opção após o caractere, como 1, 20x, 5z, mas não corresponde a 11 visto que não é um número entre 1 e 10.
|Correspondências alternativasAB|DC corresponde a AB ou DC

ABC| corresponde a ABC ou uma cadeia de caracteres vazia
|Caractere de escape
\|Caractere de escape para (,), [,], < e >\\(A\\) corresponde a (A)
&E tambémNY\ROUTER corresponde a todas as cadeias de caracteres que contêm NY e ROUTER

<1-100>&*[02468] corresponde a todos os números pares entre 1 e 100.

*A*|*B*&*C* corresponde a cadeias de caracteres que contêm um A ou um B e também um C.
~Exceto10.20.30.~10.20.30.50 corresponde a todos os hosts em 10.20.30, com exceção de 10.20.30.50.

\
Router*~*Cisco*&*10.20.30.<5-10> corresponde a roteadores, exceto os roteadores Cisco com os endereços entre 10.20.30.5 e 10.20.30.10.

Configurando uma marcação VLAN

Para fazer a diferenciação entre VLANs (redes locais virtuais), você pode configurar uma marca para uma VLAN editando o arquivo vlan-tag-settings.conf em cada servidor de gerenciamento que executa uma regra de descoberta de rede. Vlan-tag-settings.conf está localizado no diretório de instalação do Operations Manager em \Server\NetworkMonitoring\conf\discovery.

Para configurar uma marca VLAN

  1. Em cada servidor de gerenciamento que executa uma regra de descoberta de rede, abra vlan-tag-settings.conf em um editor de texto.

  2. Adicione o seguinte texto ao arquivo. Você pode usar a correspondência de curinga.

    config name
    match Type type
    match Description text to match
    settings VLAN_Provisioning_Setting
    param Tag tag name
    
  3. Salve vlan-tag-settings.conf.

A seguir, um exemplo da configuração de uma marca VLAN “LDSwitch” a ser usada para todos os comutadores com uma descrição que começa com “Cisco”:

config LanceSwitch
match Type SWITCH
match Description Cisco*
settings VLAN_Provisioning_Setting
param Tag LDSwitch
© 2017 Microsoft