Determinar as Funções do Sistema de Sites para a Implementação do Cliente no Configuration Manager

 

Aplica-se a: System Center 2012 Configuration Manager, System Center 2012 Configuration Manager SP1, System Center 2012 Configuration Manager SP2, System Center 2012 R2 Configuration Manager, System Center 2012 R2 Configuration Manager SP1

Utilize as secções seguintes para ajudar a determinar os sistemas de site necessários para implementar clientes do System Center 2012 Configuration Manager:

Para mais informações sobre onde instalar estas funções do sistema de site na hierarquia, consulte Planear a instalação de funções do sistema de sites na hierarquia.

Para mais informações sobre como instalar e configurar as funções do sistema de site necessárias, consulte Instalar e Configurar Funções do Sistema de Sites para o Configuration Manager.

Por predefinição, todos os computadores cliente do Windows utilizam um ponto de distribuição para instalar o cliente do Gestor de configuração, podendo reverter para um ponto de gestão quando não estiver disponível um ponto de distribuição. No entanto, poderá instalar clientes Windows em computadores a partir de uma origem alternativa utilizando a propriedade da linha de comandos CCMSetup /source:<Caminho>. Este procedimento poderá ser apropriado, por exemplo, se instalar clientes na Internet. Outro cenário é quando pretender evitar o envio de pacotes de rede entre o computador e o ponto de gestão durante a instalação de clientes, por exemplo se uma firewall bloquear as portas necessárias para o seu método de instalação ou se tiver uma ligação com pouca largura de banda. No entanto, todos os clientes terão de comunicar com um ponto de gestão para atribuir a um site e para serem geridos pelo Gestor de configuração.

Para mais informações sobre a propriedade da linha de comandos CCMSetup /source:<Caminho>, consulte Acerca das Propriedades da Instalação do Cliente no Configuration Manager.

Se instalar mais do que um ponto de gestão na hierarquia, os clientes estabelecerão automaticamente ligação ao mais adequado, com base na respetiva associação a floresta e localização na rede. Não é possível instalar mais do que um ponto de gestão num site secundário.

Os clientes de computadores Mac (apenas Gestor de configuração SP1) e os clientes de dispositivos móveis que inscrever no Gestor de configuração necessitam sempre de um ponto de gestão para a instalação de clientes. Este ponto de gestão terá de estar num site primário, estar configurado para suportar dispositivos móveis e aceitar ligações de cliente a partir da Internet. Estes clientes não podem utilizar pontos de gestão em sites secundários nem ligar a pontos de gestão em outros sites primários.

Poderá utilizar um ponto de estado de contingência para monitorizar a implementação de clientes para computadores Windows e identificar os clientes nesses computadores que não são geridos por não conseguirem comunicar com um ponto de gestão. Os computadores Mac (apenas Gestor de configuração SP1), dispositivos móveis inscritos pelo Gestor de configuração e dispositivos móveis geridos utilizando o conector do Exchange Server não utilizam um ponto de estado de contingência.

System_CAPS_noteNota

Não é necessário um ponto de estado de contingência para monitorizar a atividade e o estado de funcionamento do cliente.

O ponto de estado de contingência comunica sempre com os clientes através de HTTP, que utiliza ligações não autenticadas e envia os dados em texto não encriptado. Isso torna o ponto de estado de contingência vulnerável a ataques, especialmente quando é utilizado com gestão de clientes baseada na Internet. Para ajudar a reduzir a superfície de ataque, dedique sempre um servidor à execução do ponto de estado de contingência, não instalando outras funções do sistema de site no mesmo servidor em ambientes de produção.

Instale um ponto de estado de contingência se forem aplicáveis todas as condições seguintes:

  • Pretender que os erros de comunicação de cliente de computadores Windows sejam enviados para o site, mesmo que estes computadores cliente não consigam comunicar com um ponto de gestão.

  • Pretender utilizar os relatórios de implementação de clientes do System Center 2012 Configuration Manager, que apresentam os dados enviados pelo ponto de estado de contingência.

  • Tiver um servidor dedicado para esta função do sistema de sites e tiver medidas de segurança adicionais para ajudar a proteger o servidor contra ataques.

  • As vantagens da utilização de um ponto de estado de contingência compensam os eventuais riscos de segurança associados a ligações não autenticadas e transferências em texto não encriptado sobre tráfego HTTP.

Não instale um ponto de estado de contingência se a seguinte condição for aplicável:

  • Os riscos de segurança da execução de um Web site com ligações não autenticadas e transferências em texto não encriptado suplantam as vantagens da identificação de problemas de comunicação de clientes.

O Gestor de configuração fornece muitos relatórios para o ajudar a monitorizar a instalação, atribuição e gestão de clientes na consola do Gestor de configuração. Alguns dos relatórios de implementação de clientes requerem que os clientes sejam atribuídos a um ponto de estado de contingência.

Embora os relatórios não sejam necessários para implementar clientes e seja possível consultar algumas informações de implementação na consola do Gestor de configuração ou obter informações detalhadas nos ficheiros de registo dos clientes, os relatórios dos clientes fornecem informações valiosas para ajudar a monitorizar e resolver problemas da implementação de clientes.

O Gestor de configuração requer o ponto de inscrição e o ponto de proxy de inscrição para inscrever dispositivos móveis e para inscrever certificados para computadores Mac (apenas Gestor de configuração SP1). Estas funções do sistema de sites não serão necessárias se gerir os dispositivos móveis utilizando o conector do Exchange Server, se instalar o cliente legado de dispositivos móveis (por exemplo, para o Windows CE) ou se solicitar e instalar o certificado de cliente em computadores Mac, independentemente do Gestor de configuração.

Embora não seja necessário um ponto de distribuição para instalar clientes do Gestor de configuração em computadores Windows, por predefinição o Gestor de configuração utiliza um ponto de distribuição para instalar os ficheiros de origem do cliente em computadores Windows, mas pode reverter para a transferência desses ficheiros a partir de um ponto de gestão. Os pontos de distribuição não são utilizados para instalar clientes de dispositivos móveis inscritos pelo Gestor de configuração, mas serão utilizados se instalar o cliente legado de dispositivos móveis. Ao instalar o cliente do Gestor de configuração como parte de uma implementação do sistema operativo, a imagem do sistema operativo é armazenada e obtida de um ponto de distribuição.

Embora possam não ser necessários pontos de distribuição para instalar a maior parte dos clientes do Gestor de configuração, serão necessários pontos de distribuição para instalar software, tal como aplicações e atualizações de software, nos clientes.

O ponto de Web sites do Catálogo de Aplicações e o ponto de serviços Web do Catálogo de Aplicações não são necessários para a implementação do cliente. Contudo, poderá querer instalá-los como parte do seu processo de implementação de cliente, para que os utilizadores possam executar as seguintes ações assim que o cliente do Gestor de configuração esteja instalado em computadores Windows:

  • Eliminar os dados dos respetivos dispositivos móveis.

  • Procurar e instalar aplicações a partir do Catálogo de Aplicações.

  • Implementar aplicações para utilizadores e dispositivos com um objetivo de implementação de Disponível.

Mostrar: