Como Criar Condições Globais no Configuration Manager

 

Aplica-se a: System Center 2012 Configuration Manager, System Center 2012 Configuration Manager SP1, System Center 2012 Configuration Manager SP2, System Center 2012 R2 Configuration Manager, System Center 2012 R2 Configuration Manager SP1

No System Center 2012 Configuration Manager, as condições globais são regras que representam condições comerciais ou técnicas que pode utilizar para especificar como uma aplicação é fornecida e implementada em dispositivos cliente. Pode criar condições globais a partir do nó Condições Globais da consola do Gestor de configuração ou no Assistente para Criar Tipo de Implementação. O acesso às condições globais é efetuado na página Requisitos do Assistente para Criar Tipo de Implementação.

System_CAPS_noteNota

Só é possível editar condições globais a partir do site onde foram criadas.

Utilize os seguintes procedimentos para criar condições globais do Gestor de configuração.

Existem vários tipos diferentes de condições globais. Aos diferentes tipos de condições globais estão associadas opções diferentes. Quando seleciona um tipo de condição global específico, o Gestor de configuração apresenta as opções que se aplicam à seleção.

  1. Na consola do Gestor de configuração, clique em Biblioteca de Software.

  2. Na área de trabalho Biblioteca de Software, expanda Gestão de Aplicações e clique em Condições Globais.

  3. No separador Home Page, no grupo Criar, clique em Criar Condição Global.

  4. Na caixa de diálogo Criar Condição Global, forneça um nome e uma descrição opcional para a condição global.

  5. Na lista pendente Tipo de dispositivo, escolha se a condição global se destina a um computador Windows, a um dispositivo Windows Mobile ou a um dispositivo Nokia.

  6. Na lista pendente Tipo de Condição, escolha uma das seguintes opções:

    • Definição – esta opção verifica a existência de um ou mais itens em dispositivos cliente. Por exemplo, pode verificar se um determinado ficheiro, pasta ou valor de chave de registo existe num dispositivo cliente.

    • Expressão – esta opção permite configurar regras mais complexas para determinar se a condição é satisfeita em dispositivos cliente. Por exemplo, pode determinar se a memória física de um computador tem entre 2 GB e 4 GB ou determinar se um dispositivo móvel utiliza introdução por ecrã tátil.

O procedimento para definir as regras da condição global é diferente consoante esteja a configurar uma definição ou uma expressão. Utilize o procedimento aplicável aqui para configurar uma definição ou uma expressão para a condição global.

  1. Na lista pendente Tipo de Condição, escolha Definição.

  2. Na lista pendente Tipo de definição, escolha o item a utilizar como a condição para a qual os requisitos serão verificados. Estão disponíveis os seguintes tipos de definição.

    Tipo de definição

    Mais informações

    Consulta do Active Directory

    Configure as seguintes opções para este tipo de definição:

    • Prefixo LDAP - especifique um prefixo LDAP válido para a consulta dos Serviços de Domínio do Active Directory para avaliar a compatibilidade em computadores cliente. Pode utilizar LDAP:// ou GC://.

    • Nome único (DN) - especifique o nome único do objeto dos Serviços de Domínio do Active Directory que será avaliado relativamente à compatibilidade em computadores cliente.

    • Filtro de procura - especifique um filtro de LDAP opcional para refinar os resultados da consulta dos Serviços de Domínio do Active Directory para avaliar a compatibilidade em computadores cliente.

    • Âmbito da procura - especifique o âmbito da procura nos Serviços de Domínio do Active Directory:

      • Base - apenas consulta o objeto especificado.

      • Um Nível - esta opção não é utilizada nesta versão do Gestor de configuração.

      • Subárvore - consulta o objeto especificado e a respetiva subárvore completa no diretório.

    • Propriedade - especifique a propriedade do objeto dos Serviços de Domínio do Active Directory que será utilizada para avaliar a compatibilidade em computadores cliente.

    • Consulta - apresenta a consulta LDAP construída a partir das entradas em Prefixo LDAP, Nome único (DN), Filtro de procura, se especificado, e Propriedade. Esta consulta será utilizada para avaliar a compatibilidade em computadores cliente.

    Assemblagem

    Configure as seguintes opções para este tipo de definição:

    • Nome da assemblagem: especifica o nome do objeto de assemblagem a procurar. O nome não pode ser igual ao de outro objeto de assemblagem do mesmo tipo e deve estar registado na Global Assembly Cache. O nome da assemblagem pode ter um máximo de 256 carateres.

    System_CAPS_noteNota

    Uma assemblagem é um fragmento de código que pode ser partilhado entre aplicações. As assemblagens podem ter a extensão de nome de ficheiro .dll ou .exe. A Global Assembly Cache é uma pasta denominada %systemroot%\assembly em computadores cliente em que todas as assemblagens partilhadas são armazenados.

    Sistema de ficheiros

    Configure as seguintes opções para este tipo de definição:

    • Tipo – na lista pendente, selecione se pretende procurar um Ficheiro ou uma Pasta.

    • Caminho – especifique o caminho da pasta ou do ficheiro especificado nos computadores cliente. Pode especificar variáveis de ambiente do sistema e a variável de ambiente %USERPROFILE% no caminho.

      System_CAPS_noteNota

      Se utilizar a variável de ambiente %USERPROFILE% no campo Caminho ou Nome da pasta ou ficheiro, a procura será efetuada em todos os perfis de utilizador do computador cliente. Isto pode resultar na deteção de várias instâncias do ficheiro ou pasta.

    • Nome da pasta ou ficheiro – especifique o nome do objeto de ficheiro ou de pasta que será procurado. Pode especificar variáveis de ambiente do sistema e a variável de ambiente %USERPROFILE% no nome da pasta ou ficheiro. Também pode utilizar os carateres universais * e ? no nome de ficheiro.

      System_CAPS_noteNota

      Se especificar um nome de ficheiro ou de pasta e utilizar carateres universais, isto poderá produzir um elevado número de resultados. Isto pode resultar numa utilização intensiva de recursos no computador cliente e também num grande tráfego de rede ao reportar os resultados ao Gestor de configuração.

    • Incluir subpastas – ative esta opção se também pretender procurar em todas as subpastas do caminho especificado.

    • Este ficheiro ou pasta está associado a uma aplicação de 64 bits – escolha se a localização de ficheiros de sistema de 64 bits (%windir%\system32) deve ser pesquisada, além da localização de ficheiros de sistema de 32 bits (%windir%\syswow64), em clientes do Gestor de configuração com uma versão de 64 bits do Windows.

      System_CAPS_noteNota

      Se o mesmo ficheiro ou pasta existir em ambas as localizações no mesmo computador de 64 bits, serão detetados múltiplos ficheiros pela condição global.

    O tipo de definição Sistema de ficheiros não suporta a especificação de um caminho UNC de partilha de rede no campo Caminho.

    Metabase do IIS

    Configure as seguintes opções para este tipo de definição:

    • Caminho da metabase - especifique um caminho válido para a Metabase do IIS.

    • ID da Propriedade - especifique a propriedade numérica da definição da Metabase do IIS.

    Chave de registo

    Configure as seguintes opções para este tipo de definição:

    • Ramo – na lista pendente, selecione o ramo do registo em que pretende procurar.

    • Chave – especifique o nome da chave de registo que pretende procurar. O formato utilizado deve ser chave\subchave.

    • Esta chave de registo está associada a uma aplicação de 64 bits – especifica se a procura deve ser efetuada nas chaves de registo de 64 bits, além das chaves de registo de 32 bits, em clientes com uma versão de 64 bits do Windows.

      System_CAPS_noteNota

      Se a mesma chave de registo existir nas localizações do registo de 64 bits e de 32 bits no mesmo computador de 64 bits, a condição global detetará ambas as chaves de registo.

    Valor de registo

    Configure as seguintes opções para este tipo de definição:

    • Ramo – na lista pendente, selecione o ramo do registo em que pretende procurar.

    • Chave – especifique o nome da chave de registo que pretende procurar. O formato utilizado deve ser chave\subchave.

    • Valor – especifique o valor que deve estar incluído na chave de registo especificada.

    • Esta chave de registo está associada a uma aplicação de 64 bits – especifica se a procura deve ser efetuada nas chaves de registo de 64 bits, além das chaves de registo de 32 bits, em clientes com uma versão de 64 bits do Windows.

      System_CAPS_noteNota

      Se a mesma chave de registo existir nas localizações do registo de 64 bits e de 32 bits no mesmo computador de 64 bits, a condição global detetará ambas as chaves de registo.

    Script

    Configure as seguintes opções para este tipo de definição:

    • Script de deteção – clique em Adicionar para introduzir ou navegue para o script a utilizar. Pode utilizar scripts do Windows PowerShell, VBScript ou JScript.

    • Executar scripts ao utilizar as credenciais do utilizador com sessão iniciada – se ativar esta opção, o script será executado nos computadores cliente com as credenciais dos utilizadores com sessão iniciada.

      System_CAPS_noteNota

      O valor devolvido pelo script será utilizado para avaliar a compatibilidade da condição global. Por exemplo, quando utilizar VBScript, poderá utilizar o comando WScript.Echo Resultado para devolver o valor da variável Resultado à condição global.

    Consulta SQL

    Configure as seguintes opções para este tipo de definição:

    • Instância do SQL Server – escolha se pretende que a consulta SQL seja executada na instância predefinida, em todas as instâncias ou na instância de base de dados com o nome especificado.

      System_CAPS_noteNota

      O nome da instância deve referir-se a uma instância local do SQL Server. Para fazer referência a uma instância do SQL Server em cluster, deverá utilizar uma definição de script.

    • Base de dados – especifique o nome da base de dados do Microsoft SQL Server relativamente à qual será executada a consulta SQL.

    • Coluna – especifique o nome da coluna devolvido pela instrução Transact-SQL a utilizar para avaliar a compatibilidade da condição global.

    • Instrução Transact-SQL – especifique a consulta SQL completa a utilizar para a condição global. Também pode clicar em Abrir para abrir uma consulta SQL existente.

    Consulta WQL

    Configure as seguintes opções para este tipo de definição:

    • Espaço de nomes - especifique o espaço de nomes WMI que será utilizado para criar uma consulta WQL que será avaliada relativamente à compatibilidade em computadores cliente. O valor predefinido é Root\cimv2.

    • Classe - especifica a classe WMI que será utilizada para criar uma consulta WQL que será avaliada relativamente à compatibilidade em computadores cliente.

    • Propriedade - especifica a propriedade WMI que será utilizada para criar uma consulta WQL que será avaliada relativamente à compatibilidade em computadores cliente.

    • Cláusula WHERE da consulta WQL - pode utilizar o item Cláusula WHERE da consulta WQL para especificar uma cláusula WHERE a aplicar ao espaço de nomes, à classe e à propriedade especificados nos computadores cliente.

    Consulta XPath

    Configure as seguintes opções para este tipo de definição:

    • Caminho - especifique o caminho do ficheiro XML nos computadores cliente que será utilizado para avaliar a compatibilidade. O Gestor de configuração suporta a utilização de todas as variáveis de ambiente do sistema Windows e a variável de utilizador %USERPROFILE% no nome do caminho.

    • Nome do ficheiro XML - especifique o nome do ficheiro que contém a consulta XML a utilizar para avaliar a compatibilidade em computadores cliente.

    • Incluir subpastas - ative esta opção se também pretender procurar em todas as subpastas do caminho especificado.

    • Este ficheiro está associado a uma aplicação de 64 bits - escolha se a localização de ficheiros de sistema de 64 bits (%windir%\system32) deve ser pesquisada, além da localização de ficheiros de sistema de 32 bits (%windir%\syswow64), em clientes do Gestor de configuração com uma versão de 64 bits do Windows.

    • Consulta XPath - especifique uma consulta da linguagem XPath completa e válida a utilizar para avaliar a compatibilidade em computadores cliente.

    • Espaços de Nomes - abre a caixa de diálogo Espaços de Nomes XML para identificar espaços de nomes e prefixos a utilizar durante a consulta XPath.

  3. Na lista pendente Tipo de dados, escolha o formato em que os dados serão devolvidos pela condição, antes da sua utilização para verificar os requisitos.

    System_CAPS_noteNota

    A lista pendente Tipo de dados não é apresentada para todos os tipos de definição.

  4. Configure mais detalhes sobre esta definição abaixo da lista pendente Tipo de definição. Os itens que pode configurar irão variar consoante o tipo de definição selecionado.

  5. Clique em OK para guardar a regra e sair da caixa de diálogo Criar Condição Global.

  1. Na lista pendente Tipo de Condição, escolha Expressão.

  2. Clique em Adicionar Cláusula para abrir a caixa de diálogo Adicionar Cláusula.

  3. Na lista pendente Selecionar categoria, selecione se esta expressão se destina a um dispositivo ou um utilizador. Em alternativa, selecione Personalizado para utilizar uma condição global configurada anteriormente.

  4. Na lista pendente Selecione uma condição, selecione a condição a utilizar para avaliar se o utilizador ou o dispositivo satisfaz os requisitos da regra. O conteúdo desta lista varia consoante a categoria selecionada.

  5. Na lista pendente Selecione operador, escolha o operador que será utilizado para comparar a condição selecionada com o valor especificado para avaliar se o utilizador ou o dispositivo satisfaz os requisitos da regra. Os operadores disponíveis variam consoante a condição selecionada.

  6. No campo Valor, especifique os valores que serão utilizados com a condição e o operador selecionados para avaliar se o utilizador ou o dispositivo satisfaz os requisitos da regra. Os valores disponíveis variam consoante a condição selecionada e o operador selecionado.

  7. Clique em OK para guardar a expressão e fechar a caixa de diálogo Adicionar Cláusula.

  8. Quando acabar de adicionar cláusulas à condição global, clique em OK para fechar a caixa de diálogo Criar Condição Global e guardar a condição global.

Mostrar: