Introdução à Implementação do Sistema Operativo no Configuration Manager

 

Aplica-se a: System Center 2012 Configuration Manager, System Center 2012 Configuration Manager SP1, System Center 2012 Configuration Manager SP2, System Center 2012 R2 Configuration Manager, System Center 2012 R2 Configuration Manager SP1

O Gestor de configuração fornece vários métodos que pode utilizar para implementar um sistema operativo. Independentemente do método de implementação que utilizar, existem várias ações que deverá efetuar. Estas ações incluem o seguinte:

  • Identificar os controladores de dispositivo do Windows necessários para executar a imagem de arranque ou a imagem de sistema operativo que tem de implementar.

  • Identificar a imagem de arranque que pretende utilizar para iniciar o computador de destino. O Gestor de configuração fornece duas imagens de arranque predefinidas.

  • Capturar uma imagem do sistema operativo que pretende implementar utilizando uma sequência de tarefas.

  • Distribuir a imagem de arranque, a imagem de sistema operativo e qualquer conteúdo relacionado a um ponto de distribuição.

  • Criar uma sequência de tarefas que implemente a imagem de arranque e a imagem de sistema operativo.

  • Implementar a sequência de tarefas na coleção que contém o computador de destino. Se existirem vários computadores na coleção, a sequência de tarefas será implementada em cada computador da coleção.

Existem vários métodos que pode utilizar para implementar sistemas operativos em computadores cliente do Gestor de configuração.

  • Implementações iniciadas por PXE: As implementações iniciadas por PXE permitem aos computadores cliente pedir uma implementação através da rede. Neste método de implementação, a imagem de sistema operativo e uma imagem de arranque do Windows PE são enviadas para um ponto de distribuição configurado para aceitar pedidos de arranque PXE. Para mais informações sobre implementações iniciadas por PXE, consulte Planeamento de Implementações do Sistema Operativo Iniciadas por PXE no Configuration Manager.

  • Implementações multicast: As implementações multicast poupam a largura de banda da rede ao enviarem dados simultaneamente para vários clientes em vez de enviarem uma cópia dos dados para cada cliente através de uma ligação independente. Neste método de implementação, a imagem de sistema operativo é enviada para um ponto de distribuição. Este, por sua vez, implementa a imagem quando os computadores cliente pedem a implementação. Para mais informações sobre a implementação de sistemas operativos em vários clientes, consulte Planear uma estratégia de multicast no Configuration Manager.

  • Implementações com Suportes de Dados de Arranque: As implementações com suportes de dados de arranque permitem implementar o sistema operativo quando iniciar o computador de destino. Quando o computador de destino é iniciado, obtém a sequência de tarefas, a imagem do sistema operativo e outro conteúdo necessário a partir da rede. Como esse conteúdo não está incluído no suporte de dados, pode atualizar o conteúdo sem ter de recriar o suporte de dados.

    Para mais informações sobre suportes de dados de arranque, consulte a secção Implementações do sistema operativo do suporte de dados de arranque do tópico Planeamento de Implementações do Sistema Operativo com Suporte de Dados no Configuration Manager.

  • Implementações com Suportes de Dados Autónomos: As implementações com suportes de dados autónomos permitem implementar sistemas operativos nas seguintes condições:

    • Em ambientes onde não é prático copiar uma imagem de sistema operativo ou outros pacotes grandes através da rede.

    • Em ambientes sem conectividade de rede ou uma conectividade de rede com largura de banda reduzida.

    Para mais informações sobre suportes de dados autónomos, consulte a secção Implementações do sistema operativo do suporte de dados autónomo do tópico Planeamento de Implementações do Sistema Operativo com Suporte de Dados no Configuration Manager.

  • Implementações com Suportes de Dados Pré-configurados: As implementações com suportes de dados pré-configurados permitem implementar um sistema operativo num computador que não esteja totalmente aprovisionado. O suporte de dados pré-configurado é um ficheiro WIM (Formato do Windows Imaging) que pode ser instalado num computador bare-metal pelo fabricante ou num centro de preparação empresarial sem ligação ao ambiente do Gestor de configuração.

    Posteriormente, quando o computador for iniciado no ambiente do System Center 2012 Configuration Manager, inicia utilizando a imagem de arranque fornecida pelo suporte de dados e, em seguida, liga ao ponto de gestão do site para obter sequências de tarefas disponíveis que concluam o processo de transferência. Este método de implementação pode reduzir o tráfego de rede porque a imagem de arranque e a imagem do sistema operativo já estão no computador de destino. A partir do Gestor de configuração SP1, pode especificar aplicações, pacotes e pacotes de controladores para incluir no suporte de dados pré-configurado.

    Para mais informações sobre suportes de dados pré-configurados, consulte a secção Implementações do sistema operativo do suporte de dados pré-configurado do tópico Planeamento de Implementações do Sistema Operativo com Suporte de Dados no Configuration Manager.

System_CAPS_noteNota

Para obter informações sobre as vantagens e desvantagens de cada método, consulte Determinar o Método de Implementação do Sistema Operativo para Utilização no Configuration Manager.

Existem três ações básicas que tem de efetuar quando pretender utilizar o Gestor de configuração para implementar uma imagem de sistema operativo numa coleção de um ou mais computadores de destino:

  1. Criar e capturar uma imagem e distribuí-la aos pontos de distribuição.

  2. Criar e configurar a sequência de tarefas que instala a imagem de sistema operativo.

  3. Implementar a sequência de tarefas.

As imagens de sistema operativo são ficheiros WIM e representam uma coleção comprimida de ficheiros e pastas de referência necessários para instalar e configurar com êxito um sistema operativo num computador. A imagem de sistema operativo é criada e capturada num computador de referência que é configurado com todos os ficheiros do sistema operativo, ficheiros de suporte, atualizações de software, ferramentas e outras aplicações de software necessários. Pode criar manualmente o computador de referência ou utilizar uma sequência de tarefas para automatizar alguns ou todos os passos da criação.

À semelhança de outro conteúdo do Gestor de configuração, a imagem do sistema operativo é distribuída ao ponto de distribuição como um pacote. Quando o pacote chega do ponto de distribuição, o conteúdo do pacote é armazenado no mesmo. Para mais informações sobre imagens de sistema operativo, consulte Planear a Implementação de Imagens de Sistema Operativo no Configuration Manager.

Depois de criar o computador de referência e de capturar uma imagem do sistema operativo desse computador, pode utilizar uma sequência de tarefas para configurar o modo de implementação dessa imagem num computador de destino. Para obter informações sobre como pode utilizar sequências de tarefas, consulte Planear uma Estratégia de Sequências de Tarefas no Configuration Manager.

Depois de criar as sequências de tarefas, pode implementar a sequência de tarefas nas coleções que contêm os computadores de destino. Para obter informações sobre como implementar uma sequência de tarefas, consulte a secção Como Implementar uma Sequência de Tarefas do tópico Como gerir sequências de tarefas no Configuration Manager.

System_CAPS_tipSugestão

Pode utilize a Ferramenta de Avaliação da Atualização do System Center 2012 Configuration Manager para determinar se o sistema operativo nos computadores geridos pelo Gestor de configuração pode executar o Windows 7 ou o Windows 8.

Transfira a Ferramenta de Avaliação da Atualização a partir do site do Centro de Transferências da Microsoft.

Para mais informações, consulte Configuration Manager Upgrade Assessment Tool (Ferramenta de Avaliação da Atualização do Configuration Manager).

Pode instalar controladores de dispositivo em computadores de destino sem os incluir na imagem do sistema operativo que está a ser implementada. O Gestor de configuração oferece um catálogo de controladores que contém referências de todos os controladores de dispositivo que importa para o Gestor de configuração.

O catálogo de controladores está localizado na área de trabalho Biblioteca de Software e é composto por dois nós: Controladores e Pacotes de Controladores. O nó Controladores lista todos os controladores que importou para o catálogo de controladores. Pode utilizar este nó para saber os detalhes de cada controlador importado, para alterar o pacote de controladores ou a imagem de arranque a que um controlador pertence, para ativar ou desativar um controlador, etc. O nó Pacotes de Controladores lista todos os pacotes de controladores que criar. Pode criar estes pacotes quando importar controladores para o catálogo de controladores ou criá-los diretamente no nó Pacotes de Controladores.

Para mais informações sobre como utilizar o catálogo de controladores ao implementar sistemas operativos, consulte Planear uma estratégia de controladores de dispositivos no Configuration Manager.

Para obter informações sobre como gerir o catálogo de controladores, consulte Como gerir o catálogo de controladores no Configuration Manager.

Quando implementa um sistema operativo, pode também instalar aplicações, ferramentas de implementação, pacotes e atualizações de software no computador de destino. Os seguintes passos de sequência de tarefas são utilizados para instalar estes pacotes:

Para mais informações sobre como adicionar passos a sequências de tarefas, consulte a secção Como Editar uma Sequência de Tarefas do tópico Como gerir sequências de tarefas no Configuration Manager.

Pode criar vários tipos de suportes de dados que podem ser utilizados para implementar sistemas operativos. Isto inclui suportes de dados de captura, que são utilizados para capturar imagens de sistema operativo, e suportes de dados de arranque pré-configurados e autónomos, que são utilizados para implementar um sistema operativo.

Utilizando suportes de dados, pode implementar sistemas operativos em computadores que não tenham uma ligação de rede ou que tenham uma ligação com largura de banda reduzida ao site do Gestor de configuração. Para mais informações sobre como utilizar suportes de dados, consulte Planeamento de Implementações do Sistema Operativo com Suporte de Dados no Configuration Manager.

Quando implementa sistemas operativos, pode guardar o estado de utilizador do computador de destino, implementar o sistema operativo e, em seguida, restaurar o estado de utilizador, após a implementação do sistema operativo. Este processo é normalmente utilizado quando se atualiza o sistema operativo de um computador cliente do Gestor de configuração.

As informações de estado de utilizador são capturadas e restauradas utilizando sequências de tarefas. Quando as informações de estado de utilizador são capturadas, podem ser armazenadas de uma das seguintes formas:

  • Pode armazenar os dados de estado de utilizador remotamente através da configuração de um ponto de migração de estado. A sequência de tarefas de captura envia os dados para o ponto de migração de estado. Em seguida, depois de o sistema operativo ser implementado, a sequência de tarefas de restauro obtém os dados e restaura o estado de utilizador no computador de destino.

  • Pode armazenar os dados de estado de utilizador localmente numa localização específica. Neste cenário, a sequência de tarefas de captura copia os dados de utilizador para uma localização específica no computador de destino. Em seguida, depois de o sistema operativo ser implementado, a sequência de tarefas de restauro obtém os dados de utilizador dessa localização.

  • Pode especificar ligações fixas que podem ser utilizadas para restaurar os dados de utilizador na localização original. Neste cenário, os dados de estado de utilizador permanecem na unidade quando o sistema operativo anterior é removido. Em seguida, depois de o sistema operativo ser implementado, a sequência de tarefas de restauro utiliza as ligações fixas para restaurar os dados de estado de utilizador na localização original.

Para mais informações sobre a captura e restauro do estado do utilizador, consulte Como Gerir o Estado de Utilizador no Configuration Manager.

Pode implementar um sistema operativo em computadores não geridos pelo Gestor de configuração. Não existe nenhum registo destes computadores na base de dados do Gestor de configuração. Estes computadores são designados por computadores desconhecidos.

Os computadores desconhecidos incluem o seguinte:

  • Um computador em que o cliente do Gestor de configuração não se encontra instalado

  • Um computador que não é importado para o Gestor de configuração

  • Um computador que não é detetado pelo Gestor de configuração

Para mais informações sobre como configurar o Gestor de configuração para implementações de computadores desconhecidos, consulte Como Gerir Implementações de Computador Desconhecido no Configuration Manager.

Quando implementa um sistema operativo, pode associar utilizadores ao computador de destino para suportar ações de afinidade dispositivo/utilizador. Quando associa um utilizador ao computador de destino, posteriormente, o utilizador administrativo poderá efetuar ações em qualquer computador que esteja associado a esse utilizador, como implementar uma aplicação no computador de um utilizador específico. No entanto, quando implementa um sistema operativo, não é possível implementar o sistema operativo no computador de um utilizador específico. Para mais informações sobre como associar o computador de destino a utilizadores, consulte Como Associar Utilizadores a um Computador de Destino.

Para mais informações sobre como gerir a afinidade dispositivo/utilizador, consulte Como gerir a afinidade dispositivo/utilizador no Configuration Manager.

Pode implementar sistemas operativos em ambientes que utilizem Proteção de Acesso à Rede (NAP). A NAP fornece um mecanismo para gerir a compatibilidade de atualizações de software em clientes do Gestor de configuração. Quando implementar sistemas operativos em computadores de destino, tem de certificar-se de que o mecanismo de imposição de NAP e o Serviço de Proteção de Acesso à Rede do Windows estão ativados e interagem corretamente com o cliente do Gestor de configuração no computador de destino.

Para mais informações sobre como implementar sistemas operativos em ambientes compatíveis com NAP, consulte Planear implementações do sistema operativo num ambiente preparado para NAP.

Os seguintes itens são novos ou foram alterados desde o Configuration Manager 2007:

Os seguintes itens são novos ou foram alterados para a implementação de sistema operativo no Gestor de configuração SP1:

  • Alterações à Configuração do Configuration Manager:

    • O Gestor de configuração SP1 utiliza o Windows Assessment and Deployment Kit (Windows ADK) em vez do Windows Automated Installation Kit (Windows AIK) para implementar um sistema operativo. Antes de executar o Programa de Configuração, necessita de transferir e instalar o Windows ADK no servidor do site e no computador do fornecedor.

    • O USMT para Windows 8 é instalado como parte do Windows ADK. Ao nível superior do site, o Programa de Configuração cria automaticamente o pacote desta nova versão da USMT no site.

    • O programa de configuração atualiza automaticamente as imagens de arranque predefinidas no site. Necessitará de atualizar manualmente as eventuais imagens de arranque personalizadas.

  • Alterações às sequências de tarefas:

    • As sequências de tarefas predefinidas foram alteradas de forma a otimizar a implementação de sistemas operativos a partir do Windows 7.

    • Suporte para computadores que se encontrem no modo Unified Extensible Firmware Interface (UEFI). A sequência de tarefas define a variável incorporada de sequência de tarefas SMSTSBootUEFI sempre que deteta um computador que esteja no modo UEFI.

    • A sequência de tarefas predefinida particiona automaticamente o computador com base no fato de o mesmo ter arrancado no modo UEFI ou no modo BIOS (com base no valor da variável _SMSTSBootUEFI). Ao selecionar Todas as Imagens, é utilizado o esquema WIM de origem e é utilizada apenas a partição BIOS ou UEFI que mapeia para o WIM de origem. Se pretende utilizar ambas as ações de criação de partições do disco BIOS ou UEFI numa sequência de tarefas, não selecione Todas as Imagens.

    • A sequência de tarefas de compilação e captura foi atualizada para aplicar uma imagem de sistema operativo em vez de executar o Setup.exe para a instalação. Poderá continuar a executar o Setup.exe para implementações de Windows 8 editando a sequência de tarefas no editor de sequências de tarefas.

    • Suporte para implementações de sistema operativo em dispositivos com espaço em disco limitado, tais como dispositivos incorporados. Pode configurar o passo Aplicar Imagem do Sistema Operativo para instalar a imagem diretamente a partir de um ponto de distribuição, mesmo que a implementação da sequência de tarefas esteja configurada para transferir primeiro os conteúdos para a cache da sequência de tarefas.

    • Pode controlar o comportamento dos filtros de escrita de dispositivos Windows Embedded ao implementar as sequências de tarefas.

    System_CAPS_noteNota

    Para mais informações sobre sequências de tarefas, consulte Planear uma Estratégia de Sequências de Tarefas no Configuration Manager.

  • Alterações da forma de criação de suportes de dados pré-configurados:

    • Pode especificar as aplicações, pacotes e pacotes de controladores a implementar com o sistema operativo.

    • Quando a sequência de tarefas é implementada através de suportes de dados pré-configurados, o assistente verifica primeiro se existem conteúdos válidos na cache local da sequência de tarefas e, caso não seja possível localizar os conteúdos ou estes tenham sido revistos, serão transferidos do ponto de distribuição.

    System_CAPS_noteNota

    Para obter informações sobre como criar um suporte de dados pré-configurado, consulte a secção Como Criar Suportes de Dados Pré-configurados do tópico Como Implementar Sistemas Operativos Utilizando Suporte de Dados no Configuration Manager.

  • Alterações ao suporte de BitLocker:

  • Pode configurar o espaço scratch do Windows PE nas propriedades da imagem de arranque. Para obter mais informações, consulte a secção Como Modificar Uma Imagem de Arranque do tópico Como gerir imagens de arranque no Configuration Manager.

  • Foram adicionadas imagens de arranque de idioma neutro:

    • Pode utilizar a variável incorporada SMSTSLanguageFolder para alterar o idioma das informações apresentadas pelo Windows PE.

    • Os idiomas são automaticamente detetados e utilizados quando as imagens de arranque são iniciadas a partir do Centro de Software.

    System_CAPS_noteNota

    Para obter informações sobre implementações de imagens de arranque, consulte Planeamento de Implementações de Imagem de Arranque no Configuration Manager.

  • Foram adicionadas às sequências de tarefas as seguintes variáveis incorporadas:

    • SMSTSPersistContent: Utilize esta variável para manter temporariamente o conteúdo na cache da sequência de tarefas.

    • SMSTSPostAction: Utilize esta variável para executar um comando após a conclusão da sequência de tarefas.

    • SMSTSLanguageFolder: Utilize esta variável para alterar o idioma de apresentação de uma imagem de arranque de idioma neutro.

    • OSDPreserveDriveLetter: Esta variável determina se a sequência de tarefas utiliza, ou não, a letra da unidade de disco do ficheiro WIM da imagem do sistema operativo. No Gestor de configuração sem service packs, a letra de unidade do ficheiro WIM era utilizada ao aplicar o ficheiro WIM da imagem do sistema operativo. O Gestor de configuração SP1 permite definir o valor desta variável para Falso para utilizar a localização especificada na definição Destino do passo da sequência de tarefas Aplicar Sistema Operativo. Para mais informações sobre o passo da sequência de tarefas Aplicar Sistema Operativo, consulte a secção Aplicar Imagem do Sistema Operativo do tópico Passos de Sequência de Tarefas no Configuration Manager.

    • SMSTSDownloadProgram: Utilize esta variável para especificar um Fornecedor Alternativo de Conteúdos, um programa de transferência que é utilizado para transferir conteúdos em substituição do programa de transferência predefinido do Gestor de configuração, para a sequência de tarefas. No âmbito do processo de transferência de conteúdos, a sequência de tarefas analisa a variável para identificar um programa de transferência especificado. Se for especificada, a sequência de tarefas executará o programa para efetuar a transferência.

    • SMSTSAssignmentsDownloadInterval: Utilize esta variável para especificar o número de segundos a aguardar antes de o cliente tentar transferir a política de sequências de tarefas desde a última tentativa que não tenha devolvido políticas. Pode definir esta variável utilizando um comando de pré-início do suporte de dados ou do PXE.

    • SMSTSAssignmentsDownloadRetry: Utilize esta variável para especificar o número de vezes que o cliente irá tentar transferir a política da sequência de tarefas caso não sejam encontradas políticas durante a primeira tentativa. Pode definir esta variável utilizando um comando de pré-início do suporte de dados ou do PXE.

    • _SMSTSBootUEFI: A sequência de tarefas define a variável _SMSTSBootUEFI sempre que deteta um computador que esteja a arrancar no modo UEFI.

    • _SMSTSWTG: Especifica se o computador está a ser executado como um dispositivo Windows To Go.

    System_CAPS_noteNota

    Para mais informações sobre variáveis de sequências de tarefas incorporadas, consulte o tópico Variáveis de Sequência de Tarefas Incorporadas no Configuration Manager.

  • Alterações à instalação de atualizações de software para imagens de sistema operativo offline:

    • Capacidade de continuar a atualizar uma imagem, mesmo que não seja possível instalar uma ou mais atualizações de software.

    • As atualizações de software são copiadas a partir da biblioteca de conteúdos no servidor de sites, em vez da origem do pacote.

  • Capacidade de aprovisionar o Windows To Go no Gestor de configuração. O Windows To Go é um sistema operativo armazenado numa unidade externa ligada por USB. Pode aprovisionar a unidade do Windows To Go da mesma forma que testa previamente os suportes de dados no Gestor de configuração. Para obter mais informações sobre como aprovisionar o Windows To Go, consulte Como aprovisionar o Windows To Go no Configuration Manager.

  • Nova tarefa de manutenção do site (Eliminar Computadores Antigos Desconhecidos) para eliminar informações sobre computadores desconhecidos da base de dados do site caso não tenha sido atualizada durante um período de tempo especificado. Para mais informações sobre tarefas de manutenção do site, consulte a secção Planear Tarefas de Manutenção do Configuration Manager do tópico Planear operações do site no Configuration Manager.

  • Melhor monitorização e estado para conteúdos de sequências de tarefas e implementações de sequências de tarefas.

  • A nova definição de implementação permite-lhe implementar sequências de tarefas que apenas estão disponíveis no Windows PE.

  • Pode gerir os componentes opcionais do Windows PE a partir do separador Componentes Opcionais das propriedades das imagens de arranque.

  • Pode exportar e importar pacotes de controladores a partir do nó Pacotes de Controladores da área de trabalho Biblioteca de Software.

Os itens seguintes são novos ou foram alterados para a implementação de sistemas operativos no System Center 2012 R2 Configuration Manager:

  • Suporte para Windows Server 2012 R2 e Windows 8.1. Para mais informações sobre as versões de sistema operativo suportadas, consulte Pré-requisitos para implementação de sistemas operativos no Configuration Manager.

  • Suporte para imagens de arranque criadas com o Windows Automated Installation Kit (Windows AIK) para Windows 7 SP1 e com base no Windows PE 3.1. Para mais informações sobre a personalização e adição de imagens de arranque ao Gestor de configuração, consulte Como Personalizar Imagens de Arranque do Windows PE para Utilização no Configuration Manager.

  • Foi adicionado suporte para arranque PXE de computadores UEFI IA32. Para mais informações sobre os requisitos do sistema operativo para um ponto de distribuição com PXE ativado, consulte a secção do tópico .c1e93ef9-761f-4f60-8372-df9bf5009be0#BKMK_SupConfigSiteRoleReqs

  • Capacidade de criar ficheiros de conteúdo pré-configurados para conteúdo de sequências de tarefas. A ação Criar Ficheiro de Conteúdo Pré-configurado cria um ficheiro de conteúdo comprimido pré-configurado que contém os ficheiros e os metadados associados para o conteúdo da sequência de tarefas. Por predefinição, o Gestor de configuração deteta e adiciona as dependências associadas à sequência de tarefas ao ficheiro de conteúdo pré-configurado. Em seguida, pode importar manualmente o conteúdo num servidor do site, site secundário ou ponto de distribuição. Para mais informações sobre conteúdo pré-configurado, consulte a secção Determinar se Deve Pré-configurar Conteúdo do tópico Planear a gestão de conteúdo no Configuration Manager.

  • Foi adicionada gestão de discos rígidos virtuais a partir da consola do Gestor de configuração. Pode criar e modificar os discos rígidos virtuais e carregá-los no Virtual Machine Manager.

  • Novos passos de sequência de tarefas:

    • Executar Script do PowerShell: este passo de sequência de tarefas executa o script do Windows PowerShell especificado no computador de destino.

    • Verificar a Preparação: este passo de sequência de tarefas verifica se o computador de destino satisfaz as condições de pré-requisitos de implementação especificadas.

    • Definir Variáveis Dinâmicas: este passo de sequência de tarefas recolhe informações e define variáveis de sequência de tarefas específicas com as mesmas. Em seguida, avalia as regras definidas e define variáveis de sequência de tarefas com base nas variáveis e nos valores configurados para as regras avaliadas como verdadeiras.

    System_CAPS_noteNota

    Para obter mais informações sobre passos de sequências de tarefas, consulte Passos de Sequência de Tarefas no Configuration Manager.

  • Novas variáveis incorporadas de sequência de tarefas:

    • SMSTSDownloadRetryCount: utilize esta variável para especificar o número de vezes que o Gestor de configuração tenta transferir conteúdo a partir de um ponto de distribuição.

    • SMSTSDownloadRetryDelay: utilize esta variável para especificar o número de segundos que o Gestor de configuração aguarda antes de tentar transferir novamente conteúdo a partir de um ponto de distribuição.

    • TSErrorOnWarning: utilize esta variável para especificar se o motor de sequência de tarefas processa o aviso de requisitos não cumpridos de uma aplicação como um erro fatal. Pode definir esta variável como Verdadeiro ou Falso. Falso é o comportamento predefinido.

    • SMSTSMPListRequestTimeout: utilize esta variável para especificar quanto tempo uma sequência de tarefas aguarda antes de tentar instalar novamente uma aplicação depois de não ter conseguido obter a lista de pontos de gestão a partir dos serviços de localização. Por predefinição, a sequência de tarefas aguarda um minuto antes de repetir o passo. Esta variável é aplicável apenas ao passo Instalar Aplicação da sequência de tarefas.

    • _TSAppInstallStatus: a sequência de tarefas define a variável _TSAppInstallStatus com o estado de instalação da aplicação durante o passo Instalar Aplicação da sequência de tarefas. A sequência de tarefas define a variável com um dos seguintes valores:

      • Não Definido: definido quando o passo Instalar Aplicação da sequência de tarefas não tiver sido executado.

      • Erro: definido quando falhar pelo menos uma aplicação devido a um erro durante o passo Instalar Aplicação da sequência de tarefas.

      • Aviso: definido quando não ocorrerem erros durante o passo Instalar Aplicação da sequência de tarefas, mas uma ou mais aplicações ou uma dependência necessária não tiverem sido instaladas devido ao facto de não ter sido satisfeito um requisito.

      • Bem-sucedido: definido quando não são detetados erros ou avisos durante o passo Instalar Aplicação da sequência de tarefas.

      System_CAPS_noteNota

      Para mais informações sobre variáveis incorporadas de sequência de tarefas, consulte Variáveis de Sequência de Tarefas Incorporadas no Configuration Manager.

Mostrar: