Como Configurar Partições de Disco Rígido Baseado em UEFI/GPT

Publicado: Fevereiro de 2012

Actualizado: Maio de 2012

Aplica-se a: Windows 8, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012

Este tópico descreve como configurar partições de unidade de disco rígido, incluindo unidades de disco rígido (HDD), unidades de estado sólido (SSD) e outras unidades, para um computador baseado em EFI (Extensible Firmware Interface) Unificado (UEFI).

Neste tópico:

Quando implementa o Windows(R) num computador baseado em UEFI, tem de formatar a unidade de disco rígido que inclui a partição do Windows utilizando um sistema de ficheiros de tabela de partições GUID (GPT). As unidades adicionais podem utilizar o GPT ou o formato de ficheiro registo de arranque principal (MBR).

Um unidade GPT pode ter até 128 partições.

Requisitos de partição do Windows:

  • Partição de Ferramentas do Windows RE

    Esta partição tem de ter pelo menos 300 MB.

    Esta partição tem de alocar espaço para a imagem de ferramentas do Windows RE (winre.wim, pelo menos 250 MB) e ainda espaço livre suficiente para que a partição possa ser capturada por utilitários de cópia de segurança:

    • Se a partição tiver menos de 500 MB, terá de ter pelo menos 50 MB de espaço livre.

    • Se a partição tiver 500 MB ou mais, terá de ter pelo menos 320 MB de espaço livre.

    • Se a partição tiver mais de 1 GB, recomendamos que tenha pelo menos 1 GB livre.

    • Esta partição tem de utilizar o ID de Tipo: DE94BBA4-06D1-4D40-A16A-BFD50179D6AC.

    • As ferramentas do Windows RE devem estar numa partição separada da partição do Windows para suportar ativação pós-falha automática e para suportar o arranque de partições encriptadas por Encriptação de Unidade Windows® BitLocker®.

  • Partição do Sistema

    O computador deve conter uma partição do sistema. Em sistemas de interface EFI (Extensible Firmware Interface) e UEFI, também é denominada de Partição do Sistema EFI ou ESP. Normalmente, esta partição é armazenada na unidade de disco rígido primária. O computador é iniciado nesta partição.

    O tamanho mínimo desta partição é de 100 MB, e a partição tem de ser formatada com o formato de ficheiro FAT32.

    Esta partição é gerida pelo sistema operativo e não deve conter outros ficheiros, incluindo ferramentas do Windows RE.

    noteNota
    Para unidades nativas de Formato Avançado de 4K (4 KB por setor), o tamanho mínimo é de 260 MB, devido a uma limitação do formato de ficheiro FAT32. O tamanho de partição mínimo de unidades FAT32 é calculado como tamanho de setor (4KB) x 65527 = 256 MB.

    As unidades de Formato Avançado de 512e não são afetadas por esta limitação, pois o tamanho de setor emulado delas é de 512 bytes. 512 bytes x 65527 = 32 MB, o que é menos que o tamanho mínimo de 100 MB para esta partição.

  • Partição Reservada da Microsoft(R) (MSR)

    O tamanho de uma MSR é de 128 MB.

    Adicione uma MSR a cada unidade para gestão da unidade. A MSR é uma partição reservada que não recebe um ID de partição. Não pode armazenar dados do utilizador.

  • Outras partições utilitárias

    Qualquer outra partição utilitária tem de estar localizada antes das partições do Windows, de dados e da imagem de recuperação. Isto permite que os utilizadores finais executem ações como redimensionar a partição do Windows ou reclamar a partição da imagem de recuperação sem afetar os utilitários do sistema.

  • Partição do Windows e outras partições de dados

    • Esta partição tem de ter pelo menos 20 gigabytes (GB) de espaço na unidade para versões de 64 bits, ou 16 GB para versões de 32 bits.

    • Esta partição tem de ter 10 GB de espaço livre após o utilizador concluir a Experiência de Primeira Execução (OOBE.

    • Esta partição tem de estar formatada com o formato de ficheiro NTFS.

    Cada partição primária pode ter, no máximo, 18 exabytes (~18,8 milhões de terabytes) de espaço.

  • Partição da imagem de recuperação

    Quando utilizada, esta partição inclui a imagem de recuperação do Windows (install.wim).

    O tamanho desta partição tem de incluir espaço para a imagem de recuperação do Windows RE (pelo menos 2 GB) e ainda espaço livre suficiente para que a partição possa ser capturada por utilitários de cópia de segurança:

    • Tem de ter pelo menos 320 MB de espaço livre.

    • Recomendamos que tenha, no mínimo, 1 GB livre.

    Recomendamos que coloque esta partição depois de todas as outras partições. Isto permite que os utilizadores finais reclamem o espaço utilizado pela partição da imagem de recuperação sem afetar outros utilitários do sistema.

Para mais informações sobre partições de unidade GPT e unidade de disco rígido, consulte FAQ sobre o Windows e GPT.

Esta secção descreve a configuração da partição predefinida e a configuração da partição recomendada.

A configuração predefinida da Configuração do Windows contém uma partição de Ferramentas do Ambiente de Recuperação do Windows (Windows RE), uma partição do sistema, uma partição MSR e uma partição do Windows. O diagrama seguinte mostra esta configuração. Esta configuração permite que a Encriptação de Unidade BitLocker seja ativada e que o Windows RE seja armazenado na partição do sistema oculta.

Diagrama das partições EFI predefinidas

Utilizando esta configuração, pode adicionar ferramentas do sistema, tais como o Encriptação de Unidade Windows® BitLocker® e Windows RE, à instalação do Windows personalizada.

A configuração recomendada inclui uma partição de Ferramentas do Windows RE, uma partição do sistema, uma partição MSR, uma partição do Windows e uma partição de imagem de recuperação. O diagrama seguinte mostra esta configuração.

Diagrama das partições EFI com recuperação

Adicione a partição de Ferramentas do Windows RE e a partição do sistema antes de adicionar a partição do Windows. Adicione a partição que contém a imagem de recuperação no final. Esta ordem de partições ajuda a manter seguro o sistema e a partição de Ferramentas do Windows RE durante ações com, por exemplo, remover a partição de imagem de recuperação ou alterar o tamanho da partição do Windows.

Por predefinição, as partições do sistema não aparecem no Explorador de Ficheiros. Isto ajuda a proteger os utilizadores finais contra a modificação acidental de uma partição.

Pode ajudar a proteger os utilizadores finais contra a modificação acidental de outras partições da mesma forma através da sua identificação como partições utilitárias.

  • Ao implementar o Windows utilizando a ferramenta DiskPart, utilize o comando attributes volume set GPT_ATTRIBUTE_PLATFORM_REQUIRED depois de criar a partição para identificar a partição como uma partição utilitária. Para mais informações, consulte o tópico do MSDN: Estrutura PARTITION_INFORMATION_GPT.

  1. Clique em Iniciar, clique com o botão direito do rato em Computador e, em seguida, clique em Gerir. É aberta a janela Gestão de Computadores.

  2. Clique em Gestão de Discos. É apresentada a lista de unidades e partições disponíveis.

  3. Na lista de unidades e partições, confirme que as partições do sistema e utilitária estão presentes e que não têm nenhuma letra de unidade atribuída.

Os seguintes ficheiros contêm exemplos de XML que demonstram como configurar partições num computador baseado em UEFI.

 

Exemplo: Configurar Partições de Disco Rígido Baseado em UEFI/GPT com a Configuração do Windows

Demonstra como adicionar definições de ficheiro de resposta para configurar automaticamente partições de unidade de disco rígido durante a instalação do Windows.

Exemplo: Configurar Partições de Unidade de Disco Rígido Baseada em UEFI/GPT com o Windows PE e DiskPart

Demonstra como configurar partições com um script DiskPart para preparar a implementação de uma imagem do Windows num computador novo.

Consultar Também

Mostrar: