Exportar (0) Imprimir
Expandir Todos

Descrição Geral do Canal de Fibra Virtual do Hyper-V

Atualizada: Abril de 2015

Aplica-se a: Windows Server 2012, Windows Server 2012 R2



Necessita das suas cargas de trabalho virtualizadas para ligar de forma fácil e fiável às matrizes de armazenamento existentes. O Hyper-V fornece portas de Canal de Fibra no sistema operativo convidado, o qual permite ligar ao Canal de Fibra diretamente a partir das máquinas virtuais. Esta funcionalidade protege os seus investimentos no Canal de Fibra, permite virtualizar as cargas de trabalho que utilizam o acesso direto ao armazenamento de Canal de Fibra, permite colocar os sistemas operativos convidados em cluster no Canal de Fibra e oferece uma nova opção de armazenamento importante para os servidores alojados na infraestrutura de virtualização.

Com esta funcionalidade de Canal de Fibra virtual do Hyper-V, pode ligar ao armazenamento de Canal de Fibra a partir de uma máquina virtual. Isto permite utilizar os investimentos no Canal de Fibra para suportar as cargas de trabalho virtualizadas. O suporte de Canal de Fibra em convidados do Hyper-V também inclui suporte de várias funcionalidades relacionadas, como SANs virtuais, migração em direto e MPIO.

A funcionalidade de Canal de Fibra virtual no Hyper-V requer o seguinte:

  • Uma ou mais instalações do Windows Server 2012 com a função Hyper-V instalada. O Hyper-V requer um computador com suporte de processador para virtualização de hardware.

  • Um computador com um ou mais adaptadores de barramento anfitrião (HBAs) de Canal de Fibra com um controlador HBA atualizado que suporte o Canal de Fibra virtual. Os controladores HBA atualizados estão incluídos nos controladores HBA para alguns modelos. As portas HBA a serem utilizadas com o Canal de Fibra virtual devem ser configuradas numa topologia de Canal de Fibra que suporte NPIV. Para determinar se o seu hardware suporta o Canal de Fibra virtual, contacte o fornecedor de hardware ou OEM.

  • Uma SAN compatível com NPIV.

  • Máquinas virtuais configuradas para utilizar um adaptador de Canal de Fibra virtual, que tem de utilizar o Windows Server 2008, o Windows Server 2008 R2 ou o Windows Server 2012 como sistema operativo convidado.

  • O armazenamento acedido através de um Canal de Fibra virtual suporta dispositivos que apresentam unidades lógicas. As unidades lógicas do Canal de Fibra virtual não podem ser utilizadas como suporte de arranque.

O Canal de Fibra virtual do Hyper-V fornece ao sistema operativo convidado acesso não mediado a uma SAN, através de um Nome World Wide (WWN) padrão associado a uma máquina virtual. Os utilizadores do Hyper-V podem agora utilizar SANs de Canal de Fibra para virtualizar cargas de trabalho que requerem acesso direto aos números de unidade lógica SAN (LUNs). As SANs de Canal de Fibra também permitem operar em novos cenários, como executar a funcionalidade Clustering de Ativação Pós-falha no sistema operativo convidado de uma máquina virtual ligada ao armazenamento de Canal de Fibra partilhado.

As matrizes de armazenamento de alcance médio e de ponta permitem obter uma funcionalidade de armazenamento avançada que ajuda a descarregar determinadas tarefas de gestão dos anfitriões para as SANs. O Canal de Fibra virtual apresenta um caminho alternativo de E/S baseado em hardware para a pilha do disco rígido virtual de software do Windows. Isto permite utilizar a funcionalidade avançada fornecida pelas SANs diretamente a partir de máquinas virtuais de Hyper-V. Por exemplo, pode utilizar o Hyper-V para descarregar a funcionalidade de armazenamento (por exemplo, um instantâneo de LUN) no hardware de SAN utilizando um fornecedor de Serviço de Cópia Sombra de Volumes (VSS) de hardware a partir de uma máquina virtual de Hyper-V.

O Canal de Fibra virtual para convidados de Hyper-V utiliza a norma T11 de NPIV (N_Port ID Virtualization) existente para mapear vários IDs N_Port virtuais para uma única N_port de Canal de Fibra físico. Uma nova porta NPIV é criada no anfitrião sempre que iniciar uma máquina virtual configurada com um HBA virtual. Quando a máquina virtual deixa de ser executada no anfitrião, a porta NPIV é removida. Devido à utilização do NPIV, as portas HBA utilizadas para o Canal de Fibra virtual devem ser configuradas numa topologia de Canal de Fibra que suporte NPIV, e a SAN deve suportar portas NPIV.

O Hyper-V permite definir SANs virtuais no anfitrião para acomodar cenários em que um único anfitrião Hyper-V está ligado a diferentes SANs através de várias portas de Canal de Fibra. Uma SAN virtual define um grupo nomeado de portas de Canal de Fibra físicas que estão ligadas à mesma SAN física. Por exemplo, vamos supor que um anfitrião Hyper-V está ligado a duas SANs, uma SAN de produção e uma SAN de teste. O anfitrião está ligado a cada SAN através de duas portas de Canal de Fibra físicas. Neste exemplo, pode configurar duas SANs virtuais, uma denominada "SAN de Produção" com as duas portas de Canal de Fibra físicas ligadas à SAN de produção e uma denominada "SAN de Teste" com duas portas de Canal de Fibra físicas ligadas à SAN de teste. Pode utilizar a mesma técnica para nomear dois caminhos separados para um único destino de armazenamento.

Pode configurar até quatro adaptadores de Canal de Fibra virtuais numa máquina virtual e associar cada um deles a uma SAN virtual. Cada adaptador de Canal de Fibra virtual liga a um endereço WWN ou dois endereços WWN para suportar a migração em direto. Pode definir cada endereço WWN automática ou manualmente.

As bibliotecas de unidades de banda virtuais configuradas com um adaptador de Canal de Fibra virtual apenas são suportadas quando utilizam o System Center Data Protection Manager 2012 R2 U3 ou posterior com hardware certificado. Para determinar se uma biblioteca de unidades de banda é suportada pelo adaptador de Canal de Fibra virtual, contacte o fornecedor de hardware da biblioteca de unidades de banda ou execute a ferramenta Teste de Compatibilidade de Bibliotecas de Unidades de Banda do DPM. Para obter informações adicionais sobre a ferramenta Teste de Compatibilidade de Bibliotecas de Unidades de Banda do DPM, consulte Verificar a compatibilidade de bibliotecas de unidades de banda.

Para suportar a migração em direto das máquinas virtuais nos anfitriões Hyper-V mantendo a conectividade do Canal de Fibra, são configurados dois WWNs para cada adaptador de Canal de Fibra virtual, conforme mostrado na Figura 1: Conjunto A e Conjunto B. O Hyper-V alterna automaticamente entre os endereços WWN do Conjunto A e do Conjunto B durante uma migração em direto. Isto garante que todos os LUNs estão disponíveis no anfitrião de destino antes da migração e que não ocorre nenhum período de indisponibilidade durante a migração.

Alternar endereços WWN durante uma migração em direto

Figura 1 Alternar endereços WWN durante uma migração em direto

O Hyper-V no Windows Server 2012 pode utilizar a funcionalidade de E/S (MPIO) para garantir a conectividade contínua ao armazenamento de Canal de Fibra numa máquina virtual. Pode utilizar a funcionalidade MPIO com Canal de Fibra das seguintes formas:

  • Utilize o MPIO para aceder ao anfitrião. Instale várias portas de Canal de Fibra no anfitrião e utilize o MPIO para fornecer conectividade de elevada disponibilidade aos LUNs acessíveis através do anfitrião.

  • Virtualize cargas de trabalho que utilizam o MPIO. Configure vários adaptadores de Canal de Fibra virtuais numa máquina virtual e utilize uma cópia separada do MPIO no sistema operativo convidado da máquina virtual para ligar os LUNs a que a máquina virtual pode aceder. Esta configuração pode coexistir com uma configuração MPIO de anfitrião.

  • Utilize módulos específicos do dispositivo (DSMs) diferentes para o anfitrião ou para cada máquina virtual. Esta abordagem permite a migração em direto da configuração da máquina virtual, incluindo a configuração do DSM, a conectividade entre anfitriões e a compatibilidade com configurações do servidor e DSMs existentes.

Considera isto útil?
(1500 caracteres restantes)
Obrigado pelos seus comentários

Conteúdo da Comunidade

Mostrar:
© 2015 Microsoft