Acerca das propriedades de instalação do cliente no System Center Configuration Manager

 

Aplica-se A: System Center Configuration Manager (current branch)

Utilize o comando CCMSetup.exe do O System Center Configuration Manager para instalar manualmente o software de cliente do Gestor de configuração nos computadores da empresa.

Neste artigo:

O comando CCMSetup.exe transfere todos os ficheiros necessários para efetuar a instalação do cliente a partir de um ponto de gestão ou localização de origem especificados. Esses ficheiros poderão incluir:

  • O pacote do Windows Installer Client.msi que instala o software de cliente do Gestor de configuração.

  • Os ficheiros de instalação do Serviço de Transferência Inteligente em Segundo Plano Microsoft (BITS), se necessário.

  • Os ficheiros de instalação do Windows Installer, se necessário.

  • Atualizações e correções do cliente do Gestor de configuração, se necessário.

System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


No Gestor de configuração não é possível executar diretamente o ficheiro Client.msi.

O CCMSetup.exe fornece diversas propriedades da linha de comandos para personalizar o comportamento de instalação. Além disso, também é possível especificar propriedades para modificar o comportamento do Client.msi na linha de comandos do CCMSetup.exe.

System_CAPS_ICON_important.jpg Importante


Antes de especificar as propriedades do Client.msi, terá de especificar todas as propriedades necessárias do CCMSetup.

O ficheiro CCMSetup.exe e os respetivos ficheiros de suporte encontram-se localizados no servidor de site do Gestor de configuração, na pasta Client da pasta de instalação do Gestor de configuração. Esta pasta é partilhada na rede como <Nome do Servidor do Site>\SMS_<Código do Site>\Client.

Na linha de comandos, o comando CCMSetup.exe utiliza o seguinte formato:

CCMSetup.exe [<propriedades de Ccmsetup>] [<propriedades de configuração de client.msi>]

Exemplo:

CCMSetup.exe /mp:SMSMP01 /logon SMSSITECODE=S01 FSP=SMSFSP01

Este comando de exemplo efetua as ações seguintes:

  • Especifica o ponto de gestão com o nome SMSMP01 para solicitar uma lista de pontos de distribuição para transferir os ficheiros da origem de instalação do cliente.

  • Especifica que a instalação deverá ser interrompida se já existir uma versão do cliente do Gestor de configuração no computador.

  • Indica ao client.msi que atribua o código de site S01 ao cliente.

  • Indica ao client.msi que utilize o ponto de estado de contingência com o nome SMSFP01.

System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


Se uma propriedade contiver espaços, coloque-a entre aspas ("").

As propriedades descritas na tabela seguinte permitem modificar o comportamento de instalação do CCMSetup.exe.

System_CAPS_ICON_important.jpg Importante


Se tiver expandido o esquema do Active Directory para o Gestor de configuração, muitas propriedades de instalação do cliente são publicadas nos Serviços de Domínio do Active Directory, sendo automaticamente lidas pelo cliente do Gestor de configuração. Para obter uma lista das propriedades de instalação do cliente publicadas nos Serviços de Domínio do Active Directory, veja Acerca das propriedades de instalação de cliente publicadas nos Serviços de Domínio do Active Directory no System Center Configuration Manager

  • /?

    Abre a caixa de diálogo CCMSetup que apresenta as propriedades de linha de comandos do ccmsetup.exe.

    Exemplo: ccmsetup.exe /?

  • /source:<Caminho>**

    Especifica a localização a partir da qual são transferidos os ficheiros de instalação. Poderá utilizar um caminho de instalação local ou UNC. Os ficheiros são transferidos utilizando o protocolo SMB (bloco de mensagem de servidor).

    System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


    Pode utilizar a propriedade /source várias vezes na linha de comandos para especificar localizações alternativas a partir das quais pode transferir ficheiros de instalação.

    System_CAPS_ICON_important.jpg Importante


    Para utilizar a propriedade da linha de comandos /source, a conta de utilizador do Windows utilizada para a instalação do cliente terá de possuir permissões de Leitura na localização de instalação.

    Example: ccmsetup.exe /source:"\\computer\folder"

  • /mp:<Computador>**

    Especifica um ponto de gestão de origem a que os computadores poderão ligar para localizarem o ponto de distribuição mais próximo para transferir os ficheiros de instalação do cliente. Se não existirem pontos de distribuição ou os computadores não conseguirem transferir os ficheiros a partir dos pontos de distribuição no prazo de 4 horas, os clientes transferirão os ficheiros a partir do ponto de gestão especificado.

    Os computadores transferem os ficheiros através de uma ligação HTTP ou HTTPS, conforme a configuração da função do sistema de sites para ligações de cliente. A transferência utilizará limitação BITS, se esta estiver configurada. Se todos os pontos de distribuição e de gestão estiverem configurados apenas para ligações de cliente HTTPS, terá de verificar se o computador cliente possui um certificado de cliente de infraestrutura de chave pública (PKI) válido.

    System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


    Poderá utilizar a propriedade da linha de comandos /mp para especificar diversos pontos de gestão, de modo a que, se o computador não conseguir estabelecer ligação ao primeiro, tentará o seguinte, e assim sucessivamente. Se especificar vários pontos de gestão, separe os valores com pontos e vírgulas.

    System_CAPS_ICON_important.jpg Importante


    Esta propriedade só é utilizada para especificar um ponto de gestão inicial para os computadores localizarem a origem mais próxima para transferirem os ficheiros de instalação do cliente. Não especifica o ponto de gestão que será atribuído ao cliente após a instalação. Poderá especificar qualquer ponto de gestão do Gestor de configuração em qualquer site para fornecer aos computadores uma lista de pontos de distribuição a partir dos quais poderão transferir os ficheiros de instalação do cliente.

    Exemplo ao utilizar o nome do computador: ccmsetup.exe /mp:SMSMP01

    Exemplo ao utilizar o FQDN: ccmsetup.exe /mp:smsmp01.contoso.com

    System_CAPS_ICON_tip.jpg Dica


    Se o cliente estabelecer ligação a um ponto de gestão utilizando HTTPS, normalmente terá de especificar o FQDN para esta opção, em vez do nome do computador. O valor que especificar terá de ser incluído no Nome do Requerente ou Nome Alternativo do Requerente do certificado PKI do ponto de gestão. Embora o Gestor de configuração só suporte um nome de computador neste certificado PKI para ligações na intranet, é recomendado um FQDN como procedimento de segurança.

  • /retry:<Minutos>**

    Especifica o intervalo entre tentativas, se o CCMSetup.exe não conseguir transferir os ficheiros de instalação. O valor predefinido é 10 minutos. O CCMSetup continuará a tentar até atingir o limite especificado na propriedade de instalação downloadtimeout.

    Exemplo: ccmsetup.exe /retry:20

  • /noservice

    Impede o CCMSetup de ser executado como um serviço. Quando o CCMSetup é executado como um serviço, é executado no contexto da conta do Sistema Local do computador, que poderá não ter direitos suficientes para aceder aos recursos de rede exigidos pelo processo de instalação. Se especificar a opção /noservice, o CCMSetup.exe será executado no contexto da conta de utilizador utilizada para iniciar o processo de instalação. Além disso, se utilizar um script para executar o CCMSetup.exe com a propriedade /service, o CCMSetup.exe terminará após o início do serviço, podendo não reportar corretamente os detalhes da instalação porque a instalação do cliente é efetuada pelo serviço CCMSetup. Se esta propriedade da linha de comandos não for especificada, por predefinição, será utilizado /service.

    Exemplo: ccmsetup.exe /noservice

  • /service

    Especifica que o CCMSetup deverá ser executado como um serviço que utiliza a conta do sistema local.

    Exemplo: ccmsetup.exe /service

  • /uninstall

    Especifica que o software de cliente do Gestor de configuração deverá ser desinstalado. Para obter mais informações, veja Como gerir clientes no System Center Configuration Manager.

    Exemplo: ccmsetup.exe /uninstall

  • /logon

    Especifica que a instalação do cliente deverá ser interrompida se já se encontrar instalada alguma versão do cliente do Gestor de configuração ou do Gestor de configuração.

    Exemplo: ccmsetup.exe /logon

  • /forcereboot

    Especifica que o CCMSetup deverá forçar o reinício do computador cliente, se necessário para concluir a instalação do cliente. Se esta opção não for especificada, o CCMSetup terminará quando for necessário um reinício, continuando após o próximo reinício manual.

    Exemplo: CCMSetup.exe /forcereboot

  • /BITSPriority:<Prioridade>**

    Especifica a prioridade de transferência quando os ficheiros de instalação do cliente são transferidos através de uma ligação HTTP. Os valores possíveis são:

    • FOREGROUND

    • HIGH

    • NORMAL

    • LOW

    O valor predefinido é NORMAL.

    Exemplo: ccmsetup.exe /BITSPriority:HIGH

  • /downloadtimeout:<Minutos>**

    Especifica o período de tempo, em minutos, durante o qual o CCMSetup tentará transferir os ficheiros de instalação do cliente, antes de desistir. O valor predefinido é 1440 minutos (1 dia).

    Exemplo: ccmsetup.exe /downloadtimeout:100

  • /UsePKICert

    Quando especificado, o cliente utilizará um certificado PKI que inclua autenticação de cliente, se disponível. Se não for encontrado um certificado válido, o cliente reverterá para a utilização de uma ligação HTTP e de um certificado autoassinado. Se esta opção não for especificada, o cliente utilizará um certificado autoassinado e todas as comunicações com os sistemas de sites serão efetuadas através de HTTP.

    System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


    Há alguns cenários onde não é necessário especificar esta propriedade ao instalar um cliente para utilizar um certificado de cliente PKI. Tais cenários incluem a instalação de um cliente utilizando a instalação push do cliente e a instalação baseada em pontos de atualização de software. No entanto, terá de especificar esta propriedade sempre que instalar manualmente um cliente e utilizar a propriedade /mp para especificar um ponto de gestão que esteja configurado para aceitar apenas ligações de cliente HTTPS. Terá também de especificar esta propriedade ao instalar um cliente para comunicação apenas pela Internet, utilizando a propriedade CCMALWAYSINF=1 (juntamente com as propriedades para o ponto de gestão baseado na Internet e o código do site). Para obter mais informações sobre a gestão de clientes baseada na Internet, veja Considerações sobre comunicações do cliente a partir da Internet ou de uma floresta não fidedigna em Comunicações entre pontos finais no System Center Configuration Manager.

    Exemplo: CCMSetup.exe /UsePKICert

  • /NoCRLCheck

    Especifica que um cliente não deverá verificar a lista de revogação de certificados (CRL) ao comunicar através de HTTPS utilizando um certificado PKI.

    Se esta opção não for especificada, o cliente verificará a CRL antes de estabelecer uma ligação HTTPS utilizando certificados PKI.

    Para obter mais informações sobre a verificação da CRL de cliente, veja Planear a revogação de certificados PKI em Planear segurança no System Center Configuration Manager.

    Exemplo: CCMSetup.exe /UsePKICert /NoCRLCheck

  • /config:<ficheiro de configuração>**

    Especifica o nome de um ficheiro de texto contendo as propriedades de instalação do cliente. A menos que especifique também a propriedade do CCMSetup /noservice, este ficheiro terá de estar localizado na pasta CCMSetup, que corresponde a <%Windir%>\Ccmsetup nos sistemas operativos de 32 e 64 bits. Se especificar a propriedade /noservice, este ficheiro terá de estar localizado na mesma pasta a partir da qual o CCMSetup.exe é executado.

    Exemplo: CCMSetup.exe /config:<Nome do Ficheiro de Configuração.txt>

    Utilize o ficheiro mobileclienttemplate.tcf na pasta <diretório do Configuration Manager>\bin\<plataforma> no computador do servidor do site para indicar o formato correto do ficheiro. Este ficheiro também contém informações, no formato de comentários, sobre as secções e respetiva utilização. Especifique as propriedades de instalação do cliente na secção [Instalação do Cliente], após o seguinte texto: Install=INSTALL=ALL.

    Entrada da secção [Instalação do Cliente] de exemplo: Install=INSTALL=ALL SMSSITECODE=ABC SMSCACHESIZE=100

  • /skipprereq:<nome de ficheiro>**

    Especifica que o CCMSetup.exe não deverá instalar o pré-requisito de programa especificado quando o cliente do Gestor de configuração for instalado.

    Exemplos: CCMSetup.exe /skipprereq:silverlight.exe ou CCMSetup.exe /skipprereq:dotnetfx40_client_x86_x64.exe;Silverlight.exe

    System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


    Esta propriedade suporta a introdução de vários valores. Utilize o caráter de ponto e vírgula (;) para separar os valores.

  • /forceinstall

    Especifica que os clientes eventualmente existentes serão desinstalados, sendo em seguida instalado um novo cliente.

  • /ExcludeFeatures:<funcionalidade>**

    Especifica que o CCMSetup.exe não instalará a funcionalidade especificada quando o cliente do Gestor de configuração for instalado.

    Exemplo: CCMSetup.exe /ExcludeFeatures:ClientUI não irá instalar o Centro de Software no cliente.

    System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


    Nesta versão, ClientUI é o único valor suportado com a propriedade /ExcludeFeatures.

O comando CCMSetup.exe fornece os seguintes códigos de retorno quando concluir o comando. Para resolver problemas relacionados com a execução do comando, consulte o ficheiro ccmsetup.log no computador cliente para determinar o contexto e os detalhes adicionais sobre problemas de código de retorno.

Código de retornoSignificado
0Êxito
6Erro
7Reinício necessário
8Programa de configuração já em execução
9Falha de avaliação de pré-requisitos
10Falha de validação de hash do manifesto de configuração

As seguintes propriedades podem modificar o comportamento de instalação de client.msi. Se utilizar o método de instalação push do cliente, também pode especificar as propriedades no separador Cliente da caixa de diálogo Propriedades da Instalação Push do Cliente.

  • CCMALWAYSINF

    Defina como 1 para especificar que o cliente será sempre baseado na Internet, nunca estabelecendo ligação à intranet. O tipo de ligação do cliente apresenta Sempre Internet.

    Esta propriedade deverá ser utilizada em conjunto com CCMHOSTNAME, que especifica o FQDN do ponto de gestão baseado na Internet. Deverá também ser utilizado em conjunto com a propriedade /UsePKICert do CCMSetup e com o código do site.

    Para obter mais informações sobre a gestão de clientes baseada na Internet, veja Considerações sobre comunicações do cliente a partir da Internet ou de uma floresta não fidedigna em Comunicações entre pontos finais no System Center Configuration Manager.

    Exemplo: CCMSetup.exe /UsePKICert CCMALWAYSINF=1 CCMHOSTNAME=SERVER3.CONTOSO.COM SMSSITECODE=ABC

  • CCMCERTISSUERS

    Especifica a lista de emissores de certificados, uma lista de certificados de autoridade de certificação (AC) de raiz confiável que o site do Gestor de configuração considera fidedignos.

    Para obter mais informações sobre a lista de emissores de certificados e a forma como os clientes a utilizam durante o processo de seleção dos certificados, veja Planear a seleção do certificado PKI de cliente em Planear segurança no System Center Configuration Manager.

    Esta é uma correspondência sensível a maiúsculas e minúsculas para os atributos do requerente presentes no certificado da AC raiz. Os atributos podem ser separados por uma vírgula (,) ou ponto e vírgula (;). É possível especificar vários certificados de AC de raiz utilizando uma barra separadora. Exemplo:

    CCMCERTISSUERS=”CN=Contoso Root CA; OU=Servers; O=Contoso, Ltd; C=US | CN=Litware Corporate Root CA; O=Litware, Inc.”

    System_CAPS_ICON_tip.jpg Dica


    Faça referência ao ficheiro mobileclient.tcf na pasta <diretório do Gestor de Configuração>\bin\<plataforma> no computador do servidor do site para copiar a CertificateIssuers=<cadeia> que está configurada para o site.

  • CCMCERTSEL

    Especifica os critérios de seleção de certificados se o cliente possuir mais do que um certificado que possa ser utilizado para comunicação HTTPS (um certificado válido que inclua a funcionalidade de autenticação de cliente).

    Pode procurar uma correspondência exata no Nome do Requerente ou Nome Alternativo do Requerente (utilize Subject:) ou uma correspondência parcial (utilize SubjectStr:) no Nome do Requerente ou Nome Alternativo do Requerente. Exemplos:

    CCMCERTSEL="Subject:computer1.contoso.com" procura um certificado com uma correspondência exata com o nome de computador "computer1.contoso.com" no Nome do Requerente ou no Nome Alternativo do Requerente.

    CCMCERTSEL="SubjectStr:contoso.com" procura um certificado que contenha "contoso.com" no Nome do Requerente ou no Nome Alternativo do Requerente.

    Também é possível utilizar o Identificador de Objeto (OID) ou os atributos de nome distinto nos atributos do Nome do Requerente ou do Nome Alternativo do Requerente. Por exemplo:

    CCMCERTSEL="SubjectAttr:2.5.4.11 = Computadores" procura o atributo de unidade organizacional expresso como um identificador de objeto e denominado Computadores.

    CCMCERTSEL="SubjectAttr:OU = Computadores" procura o atributo de unidade organizacional expresso como um nome distinto e denominado Computadores.

    System_CAPS_ICON_important.jpg Importante


    Se utilizar a caixa Nome do Requerente, o processo de correspondência para o valor do critério de seleção Subject: será sensível a maiúsculas e minúsculas e o processo de correspondência para o valor do critério de seleção SubjectStr: não será sensível a maiúsculas e minúsculas.

    Se utilizar a caixa Nome Alternativo do Requerente, o processo de correspondência para o valor do critério de seleção Subject: e para o valor do critério de seleção SubjectStr: não serão sensíveis a maiúsculas e minúsculas.

    A lista completa de atributos que pode utilizar para a seleção de certificados encontra-se em Valores de Atributo Suportados para os Critérios de Seleção de Certificado PKI.

    Se mais do que um certificado corresponder à procura e a propriedade CCMFIRSTCERT tiver sido definida como 1, será selecionado o certificado com o período de validade mais longo.

  • CCMCERTSTORE

    Especifica um nome alternativo de arquivo de certificados se o certificado de cliente a utilizar para comunicações HTTPS não se encontrar no arquivo de certificados predefinido Pessoal no arquivo do Computador.

    Exemplo: CCMSetup.exe /UsePKICert CCMCERTSTORE="ConfigMgr"

  • CCMFIRSTCERT

    Se estiver definida como 1, esta propriedade especifica que o cliente deve selecionar o certificado PKI com o período de validade mais longo. Esta definição poderá ser necessária se estiver a utilizar Proteção de Acesso à Rede com imposição de IPsec.

    Exemplo: CCMSetup.exe /UsePKICert CCMFIRSTCERT=1

  • CCMHOSTNAME

    Especifica o FQDN do ponto de gestão baseado na Internet, se o cliente for gerido através da Internet.

    Não especifique esta opção com a propriedade de instalação SMSSITECODE=AUTO. Os clientes baseados na Internet têm de ser atribuídos diretamente ao respetivo site baseado na Internet.

    Exemplo: CCMSetup.exe /UsePKICert/ CCMHOSTNAME="SMSMP01.corp.contoso.com"

  • CCMHTTPPORT

    Especifica a porta que o cliente deve utilizar quando comunicar por HTTP com servidores do sistema de sites.

    Se a porta não for especificada, será utilizado o valor predefinido 80.

    Exemplo: CCMSetup.exe CCMHTTPPORT=80

  • CCMHTTPSPORT

    Especifica a porta que o cliente deve utilizar quando comunicar por HTTPS com servidores do sistema de sites. Se a porta não for especificada, será utilizado o valor predefinido de 443.

    Exemplo: CCMSetup.exe /UsePKICert CCMHTTPSPORT=443

  • SMSPUBLICROOTKEY

    Especifica chave de raiz fidedigna do Configuration Manager quando não for possível obtê-la dos Serviços de Domínio do Active Directory. Esta propriedade aplica-se a clientes que utilizam a comunicação de cliente por HTTP e HTTPS. Para obter mais informações, veja Planear a Chave de Raiz Fidedigna em Planear a segurança no System Center Configuration Manager.

    Exemplo: CCMSetup.exe SMSPUBLICROOTKEY=<chave>

  • SMSROOTKEYPATH

    Utilizada para reinstalar a chave de raiz fidedigna do Configuration Manager. Especifica o nome e o caminho completo de um ficheiro que contém a chave de raiz fidedigna. Esta propriedade aplica-se a clientes que utilizam a comunicação de cliente por HTTP e HTTPS. Para obter mais informações, veja Planear a Chave de Raiz Fidedigna em Planear a segurança no System Center Configuration Manager.

    Exemplo: CCMSetup.exe SMSROOTKEYPATH=<Nome e caminho completo do ficheiro>

  • RESETKEYINFORMATION

    Se um cliente do Gestor de configuração tiver a chave de raiz fidedigna do Configuration Manager incorreta e não conseguir contactar um ponto de gestão fidedigno para receber uma cópia válida da nova chave de raiz fidedigna, a chave de raiz fidedigna antiga terá de ser removida manualmente utilizando esta propriedade. Esta situação ocorre normalmente quando move um cliente de uma hierarquia de sites para outra. Esta propriedade aplica-se a clientes que utilizam a comunicação de cliente por HTTP e HTTPS.

    Exemplo: CCMSetup.exe RESETKEYINFORMATION=TRUE

  • CCMDEBUGLOGGING

    Ativa o registo de depuração. Os valores podem ser definidos como 0 (desativado) ou 1 (ativado). O valor predefinido é 0. Este faz com que o cliente registe informações de baixo nível que poderão ser úteis para resolver problemas. Como melhor prática, evite utilizar esta propriedade em sites de produção, dado que poderá ocorrer um registo excessivo e poderá tornar mais difícil a localização informações relevantes nos ficheiros de registo. CCMENABLELOGGING tem de ser definida como TRUE para ativar o registo de depuração.

    Exemplo: CCMSetup.exe CCMDEBUGLOGGING=1

  • CCMENABLELOGGING

    Ativa o registo se for definida como TRUE. Por predefinição, o registo está ativado. Os ficheiros de registo são armazenados na pasta Logs na pasta de instalação do cliente do Gestor de configuração. Por predefinição, esta pasta é %Windir%\CCM\Logs.

    Exemplo: CCMSetup.exe CCMENABLELOGGING=TRUE

  • CCMLOGLEVEL

    Especifica a quantidade de detalhes a escrever nos ficheiros de registo do Gestor de configuração. Especifique um número inteiro entre 0 e 3, em que 0 é o registo mais verboso e 3 regista apenas erros. A predefinição é 1.

    Exemplo: CCMSetup.exe CCMLOGLEVEL=3

  • CCMLOGMAXHISTORY

    Quando um ficheiro de registo do Gestor de configuração atinge os 250 000 bytes em tamanho (ou o valor especificado pela propriedade CCMLOGMAXSIZE), o nome é mudado para passar a ficheiro de cópia de segurança e é criado um novo ficheiro de registo.

    Esta propriedade especifica o número de versões anteriores do ficheiro de registo para manter. O valor predefinido é 1. Se o valor for definido como 0, não serão guardados ficheiros de registo antigos.

    Exemplo: CCMSetup.exe CCMLOGMAXHISTORY=0

  • CCMLOGMAXSIZE

    Especifica o tamanho máximo do ficheiro de registo em bytes. Quando um registo atinge o tamanho especificado, o nome é alterado para passar a ficheiro de histórico e é criado um novo ficheiro. Esta propriedade tem de ser definida, pelo menos, com 10.000 bytes. O valor predefinido é 250.000 bytes.

    Exemplo: CCMSetup.exe CCMLOGMAXSIZE=300000

  • CCMALLOWSILENTREBOOT

    Especifica que o computador está autorizado a reiniciar após a instalação do cliente, se tal for necessário.

    System_CAPS_ICON_important.jpg Importante


    O computador será reiniciado sem aviso, mesmo que um utilizador tenha sessão iniciada.

    Exemplo: CCMSetup.exe CCMALLOWSILENTREBOOT

  • DISABLESITEOPT

    Se for definida como TRUE, desativa a capacidade de os utilizadores finais com credenciais administrativas no computador cliente alterarem o site atribuído pelo cliente do Gestor de configuração através do Configuration Manager no Painel de Controlo do computador cliente.

    Exemplo: CCMSetup.exe DISABLESITEOPT=TRUE

  • DISABLECACHEOPT

    Se for definida como TRUE, desativa a capacidade de os utilizadores finais com credenciais administrativas no computador cliente alterarem as definições da pasta de cache do cliente para o cliente do Gestor de configuração através do Configuration Manager no Painel de Controlo do computador cliente.

    Exemplo: CCMSetup.exe DISABLECACHEOPT=TRUE

  • SMSCACHEDIR

    Especifica a localização da pasta de cache do cliente no computador cliente, que armazena ficheiros temporários. Por predefinição, a localização é %Windir \ccmcache.

    Exemplo: CCMSetup.exe SMSCACHEDIR="C:\Temp"

    Esta propriedade pode ser utilizada em conjunto com a propriedade SMSCACHEFLAGS para controlar melhor a localização da pasta de cache do cliente.

    Exemplo: CCMSetup.exe SMSCACHEDIR=Cache SMSCACHEFLAGS=MAXDRIVE instala a pasta da cache do cliente na maior unidade de disco disponível no cliente.

  • SMSCACHEFLAGS

    Configura a pasta de cache do Gestor de configuração, que armazena ficheiros temporários. Pode utilizar as propriedades SMSCACHEFLAGS individualmente ou em combinação, separadas por ponto e vírgula. Se esta propriedade não for especificada, a pasta de cache do cliente será instalada de acordo com a propriedade SMSCACHEDIR, não será comprimida e o valor de SMSCACHESIZE será utilizado como o tamanho da pasta, em MB.

    Especifica mais detalhes de instalação para a pasta de cache do cliente. Podem ser especificadas as seguintes propriedades:

    • PERCENTDISKSPACE: especifica o tamanho da pasta como uma percentagem do espaço total em disco. Se especificar esta propriedade, terá de especificar também a propriedade SMSCACHESIZE como o valor percentual a utilizar.

    • PERCENTFREEDISKSPACE: especifica o tamanho da pasta como uma percentagem do espaço disponível em disco. Se especificar esta propriedade, terá de especificar também a propriedade SMSCACHESIZE como o valor percentual a utilizar. Por exemplo, se o disco tiver 10 MB de espaço livre e SMSCACHESIZE for especificada como 50, o tamanho da pasta será definido como 5 MB. Não é possível utilizar esta propriedade com a propriedade PERCENTDISKSPACE.

    • MAXDRIVE: especifica que a pasta deve ser instalada no maior disco disponível. Este valor será ignorado se tiver sido especificado um caminho com a propriedade SMSCACHEDIR.

    • MAXDRIVESPACE: especifica que a pasta deve ser instalada na unidade de disco com mais espaço livre. Este valor será ignorado se tiver sido especificado um caminho com a propriedade SMSCACHEDIR.

    • NTFSONLY: especifica que a pasta só pode ser instalada em unidades de disco formatadas com o sistema de ficheiros NTFS. Este valor será ignorado se tiver sido especificado um caminho com a propriedade SMSCACHEDIR.

    • COMPRESS: especifica que a pasta deve ser mantida num formato comprimido.

    • FAILIFNOSPACE: especifica que o software de cliente deve ser removido se houver espaço insuficiente para instalar a pasta.

    System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


    A especificação de várias propriedades para esta propriedade deve ser feita separando-as por um ponto e vírgula.

    Se esta propriedade não for especificada, a pasta de cache do cliente será criada de acordo com a propriedade SMSCACHEDIR, não será comprimida e terá o tamanho especificado pela propriedade SMSCACHESIZE.

    Exemplo: CCMSetup.exe SMSCACHEFLAGS=NTFSONLY;COMPRESS

    System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


    Esta definição é ignorada quando atualiza um cliente existente.

  • SMSCACHESIZE

    System_CAPS_ICON_important.jpg Importante

    No Configuration Manager versão 1606, estão disponíveis novas definições de cliente para especificar o tamanho da pasta cache do cliente. A adição dessas definições de cliente substitui eficazmente a utilização de SMSCACHESIZE como uma propriedade de client.msi para especificar o tamanho da cache do cliente. Para obter mais informações, veja as definições do cliente para tamanho da cache.

    Na versão 1602 e anterior, SMSCACHESIZE especifica o tamanho da pasta de cache do cliente em megabytes (MB) ou como uma percentagem quando utilizada com a propriedade PERCENTDISKSPACE ou PERCENTFREEDISKSPACE. Se esta propriedade não for definida, a pasta utilizará a predefinição de tamanho máximo de 5.120 MB. O menor valor que pode especificar é 1 MB.

    System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


    Se um novo pacote que tenha de ser transferido fizer com que a pasta ultrapasse o tamanho máximo e não for possível remover o conteúdo da pasta para disponibilizar espaço suficiente, a transferência do pacote falhará e aplicação ou o programa não será executado.

    Esta definição é ignorada quando atualiza um cliente existente e quando o cliente transfere atualizações de software.

    Exemplo: CCMSetup.exe SMSCACHESIZE=100

    System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


    Se reinstalar um cliente, não é possível utilizar as propriedades de instalação SMSCACHESIZE ou SMSCACHEFLAGS para definir o tamanho da cache com um valor menor do que tinha anteriormente. Se tentar fazê-lo, o valor será ignorado e o tamanho da cache será definido automaticamente com o tamanho que tinha anteriormente.

    Por exemplo, se instalar o cliente com o tamanho de cache predefinido de 5.120 MB e, em seguida, reinstalar o cliente com um tamanho de cache de 100 MB, o tamanho da pasta de cache no cliente reinstalado será definido como 5.120 MB.

  • SMSCONFIGSOURCE

    Especifica a localização e a ordem pela qual o Gestor de configuração Installer verifica a existência de definições de configuração. A propriedade é uma cadeia com um ou mais carateres, definindo cada um uma origem de configuração específica. Utilize os valores de caráter R, P, M e U, isoladamente ou combinados, conforme ilustrado nos exemplos seguintes:

    • R: Verificar a existência de definições de configuração no registo.

      Clique aqui para obter informações sobre como armazenar propriedades de instalação de cliente no registo.

    • P: Verificar a existência de definições de configuração nas propriedades de instalação fornecidas na linha de comandos.

    • M: Verificar a existência de definições ao atualizar um cliente antigo com o software de cliente do Gestor de configuração.

    • U: Atualizar o cliente instalado para uma versão mais recente (e utilizar o código de site atribuído).

    Por predefinição, a instalação do cliente utiliza PU para verificar primeiro as propriedades de instalação e, em seguida, as definições existentes.

    Exemplo: CCMSetup.exe SMSCONFIGSOURCE=RP

  • SMSDIRECTORYLOOKUP

    Especifica se o cliente pode utilizar o WINS (Windows Internet Name Service) para localizar um ponto de gestão que aceite ligações HTTP. Os clientes utilizam este método quando não conseguem encontrar um ponto de gestão nos Serviços de Domínio do Active Directory ou no DNS.

    Esta propriedade é independente de o cliente utilizar WINS para resolução de nomes.

    Pode configurar dois modos diferentes para esta propriedade:

    • NOWINS: Esta é a definição mais segura para esta propriedade e impede os clientes de localizar um ponto de gestão no WINS . Quando utilizar esta definição, os clientes têm de ter um método alternativo para localizar um ponto de gestão na intranet, como os Serviços de Domínio do Active Directory ou a Publicação de DNS.

    • WINSSECURE: Neste modo, um cliente que utilize a comunicação HTTP pode utilizar o WINS para localizar um ponto de gestão. No entanto, o cliente tem de ter uma cópia da chave de raiz fidedigna para poder ligar com êxito ao ponto de gestão. Para obter mais informações, veja Planear a Chave de Raiz Fidedigna em Planear a segurança no System Center Configuration Manager.

    Se esta propriedade não for especificada, será utilizado o valor predefinido de WINSSECURE.

    Exemplo: CCMSetup.exe SMSDIRECTORYLOOKUP=NOWINS

  • SMSSIGNCERT

    Especifica o nome e o caminho completo do ficheiro .cer do certificado autoassinado exportado no servidor do site.

    Este certificado é armazenado no arquivo de certificados SMS e tem o nome de Requerente Servidor do Site e o nome amigável Certificado de Assinatura do Servidor do Site.

    Exemplo: CCMSetup.exe /UsePKICert SMSSIGNCERT=<Caminho completo e nome de ficheiro>

  • SMSMP

    Especifica um ponto de gestão inicial para o cliente do Gestor de configuração utilizar.

    System_CAPS_ICON_important.jpg Importante


    Se o ponto de gestão aceitar ligações de cliente apenas por HTTPS (não permitir ligações de cliente HTTP), terá de preceder o nome do ponto de gestão com https://.

    Exemplo: CCMSetup.exe SMSMP=smsmp01.contoso.com

    Exemplo: CCMSetup.exe SMSMP=smsmp01.contoso.com

    Exemplo: CCMSetup.exe SMSMP=https://smsmp01.contoso.com

  • SMSSITECODE

    Especifica o site do Gestor de configuração ao qual atribuir o cliente do Gestor de configuração. Pode ser um código de site de três carateres ou a palavra AUTO. Se for especificado AUTO ou se esta propriedade não for especificada, o cliente tentará determinar a sua atribuição de site do Gestor de configuração a partir dos Serviços de Domínio do Active Directory ou de um ponto de gestão especificado.

    System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


    Não utilize AUTO se também especificar o ponto de gestão baseado na Internet (CCMHOSTNAME). Neste cenário, tem de atribuir diretamente o cliente ao respetivo site.

    Exemplo: CCMSetup.exe SMSSITECODE=XZY

  • CCMINSTALLDIR

    Identifica a pasta onde os ficheiros do cliente do Gestor de configuração são instalados. Se esta propriedade não for definida, o software de cliente será instalado na pasta %Windir%\CCM. Independentemente do local onde estes ficheiros são instalados, o ficheiro Ccmcore.dll é sempre instalado na pasta %Windir%\System32. Além disso, em sistemas operativos de 64 bits, é sempre instalada uma cópia do ficheiro Ccmcore.dll na pasta %Windir%\SysWOW64 para suportar aplicações de 32 bits que utilizem a versão de 32 bits das APIs do cliente do Gestor de configuração a partir do SDK (software development kit) do Gestor de configuração.

    Exemplo: CCMSetup.exe CCMINSTALLDIR="C:\ConfigMgr"

  • CCMADMINS

    Especifica uma ou mais contas ou grupos de utilizadores do Windows a que deve ser dado acesso a definições e políticas de cliente. Isto é útil quando o administrador do Gestor de configuração não tem credenciais administrativas locais no computador cliente. Pode especificar uma lista de contas separadas por ponto e vírgula.

    Exemplo: CCMSetup.exe CCMADMINS="Domain\Account1;Domain\Group1"

  • FSP

    Especifica o ponto de estado de contingência que recebe e processa mensagens de estado enviadas por computadores cliente do Gestor de configuração.

    Para obter mais informações sobre o ponto de estado de contingência, veja Determinar se Necessita de um Ponto de Estado de Contingência em Determinar as funções do sistema de sites para clientes do System Center Configuration Manager.

    Exemplo: CCMSetup.exe FSP=SMSFP01

  • DNSSUFFIX

    Especifica um domínio de DNS para os clientes localizarem pontos de gestão que sejam publicados no DNS. Quando um ponto de gestão é localizado, informa o cliente sobre outros pontos de gestão na hierarquia. Isto significa que o ponto de gestão localizado utilizando a publicação de DNS não tem de ser do site do cliente, podendo ser qualquer ponto de gestão da hierarquia.

    System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


    Não é necessário especificar esta propriedade se o cliente pertencer ao mesmo domínio de um ponto de gestão publicado. Neste cenário, o domínio do cliente é automaticamente utilizado para procurar pontos de gestão no DNS.

    Para obter mais informações sobre a publicação de DNS como método de localização de serviço para clientes do Gestor de configuração, veja Localização do Serviço e como os clientes determinam o seu ponto de gestão atribuído em Compreender a forma como os clientes localizam os recursos e os serviços do site no System Center Configuration Manager.

    System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


    Por predefinição, a publicação de DNS não está ativada no Gestor de configuração.

    Exemplo: CCMSetup.exe SMSSITECODE=ABC DNSSUFFIX=contoso.com

  • CCMEVALINTERVAL

    Especifica a frequência com que a ferramenta de avaliação do estado de funcionamento do cliente (ccmeval.exe) é executada. Pode especificar um valor de 1 a 1440 minutos. Se não especificar esta propriedade ou especificar um valor incorreto, a avaliação será executada uma vez por dia.

  • CCMEVALHOUR

    Especifica a hora a que a ferramenta de avaliação do estado de funcionamento do cliente (ccmeval.exe) é executada. Pode especificar um valor entre 0 (meia-noite) e 23 (23 horas). Se não especificar esta propriedade ou especificar um valor incorreto, a avaliação será executada à meia-noite.

  • IGNOREAPPVVERSIONCHECK

    Especifica que a existência da versão mínima necessária do Microsoft Application Virtualization (App-V) não é verificada antes de o cliente ser instalado.

    System_CAPS_ICON_important.jpg Importante


    Se instalar o cliente do Gestor de configuração sem instalar o App-V, não poderá implementar aplicações virtuais.

    Exemplo: CCMSetup.exe IGNOREAPPVVERSIONCHECK=TRUE

  • NOTIFYONLY

    Especifica que o estado do cliente reportará, mas não remediará problemas encontrados no cliente do Gestor de configuração.

    Exemplo: CCMSetup.exe NOTIFYONLY=TRUE

    Para obter mais informações, veja Como configurar o estado do cliente no System Center Configuration Manager.

Gestor de configuração suporta os seguintes valores de atributo para os critérios de seleção de certificado PKI:

Atributo OIDAtributo de Nome ÚnicoDefinição do atributo
0.9.2342.19200300.100.1.25DCComponente do domínio
1.2.840.113549.1.9.1E ou E-mailEndereço de e-mail
2.5.4.3CNNome comum
2.5.4.4SNNome do requerente
2.5.4.5SERIALNUMBERNúmero de série
2.5.4.6CCódigo de país
2.5.4.7LLocalidade
2.5.4.8S ou STNome do estado ou distrito
2.5.4.9STREETMorada
2.5.4.10ONome da organização
2.5.4.11OUUnidade organizacional
2.5.4.12T ou TitleTítulo
2.5.4.42G ou GN ou GivenNameNome próprio
2.5.4.43I ou InitialsIniciais
2.5.29.17(sem valor)Nome Alternativo do Requerente

Referência técnica para gestão de clientes no System Center Configuration Manager

Mostrar: