Planear uma estratégia de migração de clientes no System Center Configuration Manager

 

Aplica-se a: System Center Configuration Manager (current branch)

Para migrar clientes da hierarquia de origem para uma hierarquia de destino do O System Center Configuration Manager, tem de efetuar duas tarefas. Tem de migrar os objetos que estão associados ao cliente e, em seguida, tem de reinstalar ou reatribuir os clientes da hierarquia de origem à hierarquia de destino. Deve migrar primeiro os objetos para que estejam disponíveis quando os clientes forem migrados. Os objetos associados ao cliente são migrados utilizando tarefas de migração. Para obter informações sobre como migrar os objetos que estão associados ao cliente, consulte Planear uma estratégia de tarefa de migração no System Center Configuration Manager.

Utilize as secções seguintes como auxílio para planear a migração dos clientes para a hierarquia de destino.

Quando migra os clientes de uma hierarquia de origem, o software de cliente do computador cliente é atualizado para corresponder à versão do produto da hierarquia de destino:

  • Uma hierarquia de origem do Gestor de configuração 2007: Quando migra clientes de uma hierarquia de origem com uma versão suportada do Gestor de configuração, o software do cliente é atualizado para a versão de cliente da hierarquia de destino.

  • Uma hierarquia de origem do System Center 2012 Configuration Manager ou posterior: Quando migra clientes entre hierarquias com a mesma versão de produto, o software do cliente não é alterado nem atualizado. Em vez disso, o cliente é reatribuído a partir da hierarquia de origem a um site na hierarquia de destino.

    System_CAPS_noteNota

    Quando a versão de produto de uma hierarquia não for suportada para migração para a hierarquia de destino, atualize todos os sites e clientes da hierarquia de origem para uma versão de produto compatível. Depois da atualização da hierarquia de origem para uma versão de produto suportada, pode migrar entre as hierarquias. Para obter mais informações, consulte a secção Versões do Configuration Manager que são suportadas para migração do tópico Pré-requisitos de migração no System Center Configuration Manager.

Utilize as informações seguintes para planear a migração de clientes:

  • Para atualizar ou reatribuir clientes de um site de origem a um site de destino, pode utilizar qualquer método de implementação de clientes que seja suportado para implementar clientes na hierarquia de destino. Os métodos de implementação de clientes típicos incluem a instalação push de cliente, a distribuição de software, a Política de Grupo e a instalação de cliente baseada em atualização de software. Para mais informações, consulte Métodos de instalação de cliente no System Center Configuration Manager.

  • Certifique-se de que o dispositivo que executa o software de cliente na hierarquia de origem satisfaz os requisitos mínimos de hardware e tem um sistema operativo suportado pela versão do Gestor de configuração na hierarquia de destino.

  • Antes de migrar um cliente, execute uma tarefa de migração para migrar as informações que o cliente irá utilizar na hierarquia de destino.

  • Os clientes que forem atualizados mantêm o seu histórico de execução de implementações para evitar novas implementações desnecessárias na hierarquia de destino:

    • Nos clientes do Gestor de configuração 2007, o histórico de execução de anúncios é mantido.

    • Nos clientes do System Center 2012 Configuration Manager ou O System Center Configuration Manager, o histórico de execução de implementações é mantido.

  • Pode migrar os clientes de sites da hierarquia de origem por qualquer ordem à escolha. No entanto, considere migrar um número limitado de clientes em fases, em vez de um grande número de clientes de uma única vez. Uma migração faseada reduz os requisitos de largura de banda da rede e o processamento do servidor quando cada cliente recém-atualizado submeter os respetivos dados de inventário e compatibilidade completos iniciais ao site atribuído.

  • Quando migra clientes do Gestor de configuração 2007, o software de cliente existente é desinstalado do computador cliente e o novo software de cliente é instalado.

  • O Gestor de configuração não consegue migrar um cliente do Gestor de configuração 2007 que tenha o cliente de App-V instalado, a não ser que a versão do cliente de App-V seja a 4.6 SP1 ou posterior.

Pode monitorizar o processo de migração dos clientes no nó Migração da área de trabalho Administração na consola do Gestor de configuração.

Depois de migrar o cliente para a hierarquia de destino, deixa de poder gerir esse dispositivo utilizando a hierarquia de origem e deverá considerar remover o cliente da mesma. Embora isto não seja um requisito quando migra hierarquias, pode ajudar a evitar a identificação de um cliente migrado num relatório da hierarquia de origem ou uma contagem incorreta de recursos entre as duas hierarquias durante a migração. Por exemplo, quando um cliente migrado permanece na base de dados do site de origem, poderá executar um relatório de atualizações de software que identifique incorretamente o computador como um recurso não gerido, quando é agora gerido pela hierarquia de destino.

Quando migra um cliente da respetiva hierarquia de origem para a hierarquia de destino, algumas informações são mantidas no dispositivo, enquanto outras deixam de estar disponíveis no dispositivo após a migração.

As informações seguintes são mantidas no dispositivo cliente:

  • O GUID, que associa um cliente às respetivas informações na base de dados do Gestor de configuração.

  • O histórico de anúncios ou implementações, que impede que os clientes executem de novo implementações ou anúncios desnecessários na hierarquia de destino.

As informações seguintes não são mantidas no dispositivo cliente:

  • Os ficheiros da cache do cliente. Se o cliente necessitar destes ficheiros para instalar software, o cliente transfere-os novamente da hierarquia de destino.

  • Informações da hierarquia de origem sobre quaisquer anúncios ou implementações que ainda não foram executados. Se pretender que o cliente execute as implementações ou os anúncios após a migração, tem de implementá-los de novo no cliente na hierarquia de destino.

  • Informações sobre o inventário. O cliente reenvia estas informações para o respetivo site atribuído na hierarquia de destino após a migração do cliente e a geração dos novos dados de cliente.

  • Dados de compatibilidade. O cliente reenvia estas informações para o respetivo site atribuído na hierarquia de destino após a migração do cliente e a geração dos novos dados de cliente.

Quando um cliente é migrado, as informações armazenadas no registo e no caminho de ficheiros do cliente do Gestor de configuração não são mantidas. Após a migração, volte a aplicar estas definições. As definições típicas incluem as seguintes:

  • Esquemas de energia

  • Definições de registo

  • Definições da política local

Além disso, poderá ter de reinstalar algumas aplicações.

Os dados de inventário e compatibilidade do cliente não são guardados quando migra um cliente para a hierarquia de destino. Em vez disso, esta informações são recriadas na hierarquia de destino quando um cliente envia pela primeira vez as respetivas informações para o site atribuído. Para ajudar a reduzir os requisitos de largura de banda da rede e o processamento do servidor resultantes, considere migrar um pequeno número de clientes em fases, em vez de um grande número de clientes de uma só vez.

Além disso, não é possível migrar personalizações do inventário de hardware a partir de uma hierarquia de origem. Tem de as introduzir na hierarquia de destino, em separado da migração. Para obter informações sobre como expandir o inventário de hardware, consulte Como expandir o inventário de hardware no System Center Configuration Manager.

Mostrar: