Conceitos fundamentais da gestão de conteúdos no System Center Configuration Manager

 

Aplica-se A: System Center Configuration Manager (current branch)

O System Center Configuration Manager suporta um sistema robusto de ferramentas e opções para gerir o conteúdo que implementar como aplicações, pacotes, atualizações de software e implementações do sistema operativo.

O conteúdo que implementa é armazenado em ambos os servidores do site e em servidores do sistema de sites de ponto de distribuição. Este conteúdo pode exigir uma grande quantidade de largura de banda de rede durante a transferência entre localizações. Para planear e utilizar eficazmente a infraestrutura de gestão de conteúdos, deve compreender as opções e configurações disponíveis e, em seguida, considerar como utilizá-las para melhor se ajustarem às suas necessidades de implementação de conteúdos e ao seu ambiente de rede.

Os conceitos chave da gestão de conteúdos são apresentados a seguir. Quando um conceito precisar de informações complexas ou adicionais, são fornecidas hiperligações para direcioná-lo para esses detalhes.

As contas que se seguem podem ser utilizadas com a gestão de conteúdos:

  • Conta de Acesso à Rede – Utilizada por clientes para ligar a um ponto de distribuição e aceder a conteúdo. Por predefinição, os clientes irão tentar primeiro a respetiva conta de computador

    Esta conta também é utilizada por pontos de distribuição de extração para obter conteúdo a partir de um ponto de distribuição de origem numa floresta remota

  • Conta de acesso a pacote – Por predefinição, o Gestor de configuração concede acesso a conteúdo num ponto de distribuição a contas de acesso genérico de Utilizadores e Administradores. No entanto, pode configurar permissões adicionais para restringir o acesso. Veja <Gerir Contas de Acesso a Conteúdo de Pacotes>>

  • Conta de Ligação de Multicast – Utilizada para implementações do sistema operativo

Para obter mais informações sobre estas contas, veja Gerir contas para aceder a conteúdo

Tanto a limitação como o agendamento são opções que o ajudam a controlar quando o conteúdo é distribuído de um servidor do site para pontos de distribuição. Isto é semelhante a, mas não está diretamente relacionado com controlos de largura de banda para replicação baseada em ficheiros de site para site.

Para obter mais informações, veja Gerir a largura de banda de rede

Um pré-requisito para pontos de distribuição, a replicação diferencial binária (BDR), por vezes conhecida como replicação delta, é automaticamente utilizado para reduzir a utilização da largura de banda ao distribuir atualizações de conteúdo anteriormente implementado noutros sites ou ponto de distribuição remoto.

A BDR minimiza a largura de banda de rede utilizada para enviar atualizações de conteúdo distribuído ao reenviar apenas o conteúdo novo ou alterado, em vez de enviar o conjunto completo de ficheiros de origem do conteúdo sempre que é efetuada uma alteração nesses ficheiros.

Quando é utilizada a replicação diferencial de binários, o Gestor de configuração identifica as alterações nos ficheiros de origem de cada conjunto de conteúdos que tenha sido anteriormente distribuído.

  • Quando os ficheiros do conteúdo de origem são alterados, o Gestor de configuração cria uma nova versão incremental do conjunto de conteúdos e replica apenas os ficheiros alterados para os sites de destino e os pontos de distribuição. Considera-se que um ficheiro foi alterado se o nome tiver sido alterado, se tiver sido movido ou se o conteúdo do ficheiro tiver sido alterado. Por exemplo, se substituir um único ficheiro de controlador num pacote de implementação de sistema operativo que tenha anteriormente distribuído por vários sites, apenas o ficheiro de controlador alterado será replicado para esses sites de destino.

  • Gestor de configuração suporta até cinco versões incrementais de um conjunto de conteúdos antes de reenviar o conjunto de conteúdos completo. Após a quinta atualização, a próxima alteração ao conjunto de conteúdos faz com que o Gestor de configuração crie uma nova versão do conjunto de conteúdos. Gestor de configuração distribui, em seguida, a nova versão do conjunto de conteúdos para substituir o conjunto anterior e todas suas as versões incrementais. Após a distribuição do novo conjunto de conteúdos, as alterações incrementais subsequentes aos ficheiros de origem serão novamente replicadas por replicação diferencial de binários.

A BDR é suportada entre cada site principal e site subordinado numa hierarquia. Num site, a BDR é suportada entre o servidor do site e os respetivos pontos de distribuição. Este suporte inclui pontos de distribuição de extração, mas não inclui pontos de distribuição baseados na nuvem. Os pontos de distribuição baseados na nuvem não suportam a replicação diferencial de binários para transferência de conteúdo.

As aplicações utilizam sempre a replicação diferencial de binários. Para pacotes, a replicação diferencial de binários é opcional e não está ativada por predefinição. Para utilizar a replicação diferencial de binários para pacotes, tem de ativar esta funcionalidade para cada pacote. Para o fazer, selecione a opção Ativar replicação de diferencial binário quando criar um novo pacote ou quando editar o separador Origem de Dados das propriedades do pacote.

Uma tecnologia Windows que permite que clientes que suportam BranchCache, e que tenham transferido uma implementação que esteja configurada para Branch Cache, sirvam, em seguida, como origem de conteúdo para outros clientes com capacidade BranchCache.

Por exemplo, quando o primeiro computador cliente com capacidade BranchCache pedir conteúdo de um ponto de distribuição com o Windows Server 2012 e estiver configurado como servidor BranchCache, o computador cliente transfere esse conteúdo e coloca-o em cache.

  • Em seguida, esse computador cliente pode disponibilizar o conteúdo para clientes com capacidade Branch Cache adicionais na mesma sub-rede, que também colocam o conteúdo em cache.

  • Desta forma, os clientes seguintes da mesma sub-rede não necessitam de transferir o conteúdo a partir do ponto de distribuição e o conteúdo é distribuído por vários clientes para futuras transferências.

Quando implementa um novo sistema operativo no O System Center Configuration Manager, os computadores que executam a sequência de tarefas podem utilizar a Cache Ponto a Ponto do Windows PE para obter conteúdo de um elemento da rede local (uma origem de cache ponto a ponto) em vez de transferirem conteúdo de um ponto de distribuição. Isto ajuda a minimizar o tráfego da rede alargada (WAN) em cenários de uma sucursal onde não existe um ponto de distribuição local.

Para obter mais informações, veja Cache ponto a ponto do Windows PE

Seguem-se as localizações a partir das quais os clientes acedem a conteúdo:

  • Intranet (no local):

    • Os pontos de distribuição podem utilizar HTTP ou HTTPs

    • Utilize apenas um ponto de distribuição baseado na nuvem para contingência quando os pontos de distribuição no local não estiverem disponíveis.

  • Internet :

    • Necessita de pontos de distribuição para aceitar HTTPS

    • Pode utilizar um ponto de distribuição baseado na nuvem para contingência.

  • Grupo de Trabalho:

    • Necessita de pontos de distribuição para aceitar HTTPS

    • Pode utilizar um ponto de distribuição baseado na nuvem para contingência.

O arquivo de conteúdo de instância única que o Gestor de configuração utiliza para reduzir o tamanho geral do corpo combinado de conteúdo que o utilizador distribui.

Saiba mais sobre a biblioteca de conteúdos

Gestor de configuração utiliza pontos de distribuição para armazenar os ficheiros necessários para que o software seja executado em computadores cliente. Os clientes têm de ter acesso a, pelo menos, um ponto de distribuição a partir do qual possam transferir os ficheiros para conteúdo que implementar.

O ponto de distribuição básico (não especializado) é, normalmente, denominado de ponto de distribuição padrão. Existem duas variações no ponto de distribuição padrão que recebem especial atenção:

Os pontos de distribuição padrão suportam uma variedade de configurações e funcionalidades, como limitação e agendamento, PXE e Multicast ou conteúdo pré-configurado.

  • Pode utilizar controlos como agendamentos ou limitação de largura de banda para ajudar a controlar a transferência.

  • Também pode utilizar outras opções, incluindo conteúdo pré-configurado, pontos de distribuição de solicitação ou tirar partido do BranchCache para reduzir a largura de banda de rede utilizada na implementação de conteúdo.

  • Os pontos de distribuição suportam configurações diferentes, como PXE e Multicast para implementações do sistema operativo, ou configurações para suporte de dispositivos móveis.

Os pontos de distribuição baseados na nuvem e de solicitação suportam muitas destas mesmas configurações, mas não têm limitações específicas para cada variação de ponto de distribuição.

Os agrupamentos lógicos de pontos de distribuição que podem simplificar a distribuição de conteúdo.

Para obter mais informações, veja Gerir grupos de pontos de distribuição

O valor de prioridade do ponto de distribuição baseia-se na quantidade de tempo necessária para transferir implementações anteriores para esse ponto de distribuição.

  • Este é um valor de sintonização automática atribuído a um ponto de distribuição que ajuda o Gestor de configuração a transferir conteúdo para mais pontos de distribuição num período de tempo mais curto.

  • Quando distribuir conteúdos a vários pontos de distribuição em simultâneo ou a um grupo de pontos de distribuição, o Gestor de configuração envia os conteúdos aos pontos de distribuição com a máxima prioridade, antes de enviar os mesmos conteúdos para um ponto de distribuição com uma prioridade mais baixa.

  • Isto não substitui a prioridade de distribuição para pacotes, que continua a ser o fator decisivo na sequência do momento de transferência das diversas distribuições.

Por exemplo, se distribuir conteúdo com uma prioridade de distribuição elevada para um ponto de distribuição que tenha uma prioridade de ponto de distribuição baixa, este pacote de prioridade de distribuição elevada será sempre transferido antes de um pacote que tenha uma prioridade de distribuição baixa. A prioridade de distribuição aplica-se mesmo que os pacotes que tenham uma prioridade de distribuição mais baixa sejam distribuídos a pontos de distribuição com prioridade de ponto de distribuição mais elevada. A prioridade de distribuição elevada do pacote garante que o Gestor de configuração distribui esse conteúdo aos pontos de distribuição aplicáveis antes do envio de quaisquer pacotes com uma prioridade de distribuição mais baixa.

System_CAPS_ICON_note.jpg Nota


Os pontos de distribuição de extração também utilizam um conceito de prioridade para ordenar a sequência dos respetivos pontos de distribuição de origem.

As definições de contingência estão relacionadas com a utilização de pontos de distribuição preferenciais e com a localização de origem de conteúdo que são utilizados pelos clientes.

  • Por predefinição, os clientes transferem apenas conteúdo de um ponto de distribuição preferencial (um que esteja associado aos grupos de limites do cliente)

  • No entanto, quando um ponto de distribuição está configurado com a definição Permitir que os clientes utilizem este sistema de sites como uma localização de origem de contingência para o conteúdo, esse ponto de distribuição só é oferecido como uma origem de conteúdo válida a qualquer cliente que não consiga obter uma implementação de um dos respetivos pontos de distribuição preferenciais.

Veja cenários de localização da origem de conteúdo para obter informações sobre os diferentes cenários de contingência e localização de conteúdo.

Para ajudar a gerir a quantidade de largura de banda de rede utilizada quando o utilizador distribui conteúdo, pode utilizar as seguintes opções:

  • Utilizar conteúdo pré-configurado: um processo de transferência de conteúdo para um ponto de distribuição sem depender do Gestor de configuração para distribuir o conteúdo pela rede.

  • Utilizar agendamento e limitação: configurações que o ajudam a controlar quando e como o conteúdo é distribuído pelos pontos de distribuição.

Para obter mais informações, veja Gerir a largura de banda de rede

É possível configurar a velocidade da ligação de rede de cada ponto de distribuição num grupo de limites:

  • Os clientes utilizam este valor quando se ligam ao ponto de distribuição.

  • Por predefinição, a velocidade da ligação de rede está configurada como Rápida, mas também pode ser configurada como Lenta.

  • A velocidade da ligação de rede e a configuração de uma implementação determinam se um cliente pode transferir conteúdo de um ponto de distribuição quando o cliente se encontra num grupo de limites associado.

Veja cenários de localização da origem de conteúdo para obter informações sobre os diferentes cenários de contingência e localização de conteúdo.

Uma opção que pode definir para aplicações individuais e pacotes (implementações) para permitir a distribuição de conteúdo a pedido para pontos de distribuição preferenciais.

  • Para ativar esta opção para uma implementação, ative Distribuir o conteúdo do pacote pelos pontos de distribuição preferenciais

  • Quando esta opção está ativada para uma implementação e um cliente tenta pedir esse conteúdo, mas o conteúdo não está disponível em qualquer um dos pontos de distribuição preferenciais do cliente, o Gestor de configuração distribui automaticamente esse conteúdo para os pontos de distribuição preferenciais do cliente

  • Embora isto acione o Gestor de configuração para distribuir automaticamente o conteúdo para os pontos de distribuição preferenciais desse cliente, o cliente poderá obter esse conteúdo de outros pontos de distribuição antes de os pontos de distribuição preferenciais para o cliente receberem a implementação. Quando isto ocorre, o conteúdo estará presente nesse ponto de distribuição para utilização pelo cliente seguinte que procura essa implementação

Veja cenários de localização da origem de conteúdo para obter informações sobre os diferentes cenários de contingência e localização de conteúdo.

O componente de servidor do site que transfere conteúdo para pontos de distribuição noutros computadores.

Saiba mais sobre o Gestor de Transferência de Pacotes

pontos de distribuição que estão associados aos grupos de limites atuais de um cliente.

Tem a opção de associar cada ponto de distribuição a um ou mais grupos de limites:

  • Esta associação ajuda o cliente a identificar os pontos de distribuição dos quais pode transferir conteúdo

  • Por predefinição, os clientes só podem transferir conteúdo de um ponto de distribuição preferencial

Veja cenários de localização da origem de conteúdo para obter informações sobre os diferentes cenários de contingência e localização de conteúdo.

Um processo de transferência de conteúdo para um ponto de distribuição sem depender do Gestor de configuração para distribuir o conteúdo pela rede.

Para obter mais informações, veja Gerir a largura de banda de rede

Planear a infraestrutura do System Center Configuration Manager

Mostrar: