Microsoft Security Bulletin MS08-028 - Crítica

Vulnerabilidade no Motor de Base de Dados Microsoft Jet poderia permitir Execução Remota de Código (950749)

Data de publicação: 13 de maio de 2008 | Updated: 16 de julho de 2008

actualizada: 1.3

Informações Gerais

Resumo Executivo

Esta actualização de segurança resolve uma vulnerabilidade no Motor de Base de Dados Microsoft Jet no Windows. Um intruso que conseguisse tirar partido desta vulnerabilidade poderia obter o controlo total de um sistema afectado. Um intruso poderia então instalar programas; ver, alterar ou eliminar dados; ou ainda criar novas contas com todos os privilégios. Os utilizadores cujas contas estão configuradas com menos direitos de utilização no sistema podem correr menos riscos do que os utilizadores que trabalham com direitos de utilização de administrador.

Esta actualização de segurança está classificada como crítica para o Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0. Para mais informações consulte a subsecção Software Afectado e Software Não Afectado, nesta secção.

Esta actualização de segurança resolve a vulnerabilidade ao modificar a forma como o Motor de Base de Dados Microsoft Jet analisa dados numa base de dados. Para mais informações sobre a vulnerabilidade, consulte a subsecção de Perguntas Mais Frequentes (FAQ) quanto à vulnerabilidade específica na secção seguinte, Informações sobre as vulnerabilidades.

Esta actualização de segurança também resolve a vulnerabilidade descrita previamente no Aviso de Segurança da Microsoft 950627. Além de instalar esta actualização, recomendamos que os clientes com o Microsoft Word também instalem as actualizações fornecidas no Boletim de Segurança Microsoft MS08-026: Vulnerabilidades no Microsoft Word poderiam permitir Execução Remota de Código (951207) para a protecção mais actualizada do vector de ataque deste tipo de ataques.

Recomendação. A Microsoft recomenda que os clientes apliquem de imediato a actualização.

Questões conhecidas. Nenhum

Software Afectado e Software Não Afectado

O software que se segue foi testado para determinar quais as versões ou edições afectadas. As outras versões ou edições são antigas, ultrapassaram o respectivo ciclo de vida de suporte ou não são afectadas. Para determinar o ciclo de vida de suporte da versão ou edição do seu software, visite o Web site do Ciclo de Vida de Suporte Microsoft.

Software Afectado

Sistema OperativoComponentesImpacto de Segurança MáximoClassificação de Gravidade AgregadaBoletins substituídos por esta actualização
Microsoft Windows 2000 Service Pack 4 Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0*Execução Remota de CódigoCrítica MS04-014
Windows XP Service Pack 2 Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0*Execução Remota de CódigoCríticaNenhum
Windows XP Professional x64 Edition Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0*Execução Remota de CódigoCríticaNenhum
Windows Server 2003 Service Pack 1 Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0*Execução Remota de CódigoCríticaNenhum
Windows Server 2003 x64 Edition Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0*Execução Remota de CódigoCríticaNenhum
Windows Server 2003 com SP1 para sistemas baseados em Itanium Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0*Execução Remota de CódigoCríticaNenhum

* Estes sistemas operativos são fornecidos com a versão afectada do Jet, especificamente o ficheiro msjet40.dll, com uma versão inferior a 4.0.9505.0. Consulte também a subsecção de Perguntas mais frequentes para a vulnerabilidade específica na secção seguinte, Informações sobre a Vulnerabilidade.

Software Não Afectado

Sistema OperativoComponentes
Windows XP Professional x64 Edition Service Pack 2Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0**
Windows XP Service Pack 3 Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0**
Windows Server 2003 Service Pack 2Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0**
Windows Server 2003 x64 Edition Service Pack 2Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0**
Windows Server 2003 com SP2 para sistemas baseados em ItaniumMotor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0**
Windows Vista e Windows Vista Service Pack 1Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0**
Windows Vista para sistemas baseados em x64 e Windows Vista Service Pack 1 para sistemas baseados em x64Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0**
Windows Server 2008 para sistemas de 32 bitsMotor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0**
Windows Server 2008 para sistemas baseados em x64Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0**
Windows Server 2008 para sistemas baseados em ItaniumMotor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0**

** Estes sistemas operativos são fornecidos com a versão não afectada do Jet, especificamente o ficheiro msjet40.dll, com uma versão igual ou superior a 4.0.9505.0. Consulte também a subsecção de Perguntas mais frequentes para a vulnerabilidade específica na secção seguinte, Informações sobre a Vulnerabilidade.

O CVE-2005-0944 também descreve uma vulnerabilidade no Motor Microsoft Jet. Como se relaciona o CVE-2005-0944 com esta actualização?    
A vulnerabilidade referenciada pelo CVE-2005-0944 também foi abordada por esta actualização. Os detalhes da vulnerabilidade para o CVE-2005-0944, incluindo software afectado e não afectado, factores atenuantes e soluções alternativas, permanecem os mesmos que para o CVE-2007-6026. Para visualizar esta vulnerabilidade como uma entrada comum na lista de Vulnerabilidades e Exposições Comuns, consulte o boletim CVE-2005-0944.

Por que razão a actualização está classificada como crítica?    
Embora o .mdb esteja incluído na lista de tipos de ficheiros inseguros, existem cenários de ataque que ignorariam os factores atenuantes fornecidos para tipos de ficheiros inseguros. Especificamente, os clientes com o Microsoft Office podem estar susceptíveis a cenários de ataque através de correio electrónico ou transferência directa. Por exemplo, um intruso poderia explorar a vulnerabilidade enviando ao utilizador um ficheiro Word com um ficheiro .mdb especialmente concebido para o efeito e convencendo o utilizador a abrir o documento ou a visualizar a mensagem de correio electrónico com o ficheiro de imagem especialmente concebido para o efeito. No caso do Outlook 2003 e Outlook 2007, o ataque poderia ser executado com a visualização do documento em HTML no painel de pré-visualização do Outlook 2003 ou Outlook 2007. Recomendamos que esses clientes apliquem esta actualização imediatamente.

Esta actualização protege contra ataques efectuados através de outras aplicações?  
Sim. Existem aplicações que podem ser instaladas e ser usadas como um vector de ataque para esta vulnerabilidade. Por exemplo, um ficheiro de base de dados do Jet pode ser aberto a partir de um documento Word, mensagem de correio electrónico, ou visitando um website malicioso. A aplicação desta actualização bloqueará esses ataques. Contudo, recomenda-se que os clientes também apliquem as actualizações fornecidas no Boletim de Segurança Microsoft MS08-026: Vulnerabilidades no Microsoft Word poderiam permitir a Execução Remota de Código (951207) para bloquear completamente vectores de ataque recentemente descobertos.

As aplicações e serviços que utilizam o Extensible Storage Engine (ESE), anteriormente conhecido como JET Blue, estão vulneráveis?  
Não. Esta vulnerabilidade aplica-se apenas ao Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0. As aplicações e os serviços que utilizam o Extensible Storage Engine não são afectadas.

Estou a usar uma edição anterior do software discutido neste boletim de segurança. O que devo fazer?  
O software afectado incluído neste boletim foi testado para determinar quais as edições afectadas. As outras edições ultrapassaram o respectivo ciclo de vida de suporte. Para determinar o ciclo de vida de suporte da edição do seu software, visite o Web site do Ciclo de Vida de Suporte Microsoft.

Os utilizadores que tenham edições anteriores do software deviam considerar a migração para edições suportadas como uma prioridade, de modo a poderem proteger os seus sistemas contra a potencial exposição a vulnerabilidades. Para mais informações sobre o Ciclo de Vida dos Produtos Windows, visite o Web site do Ciclo de Vida de Suporte Microsoft. Para mais informações sobre o período de suporte alargado a actualizações de segurança para estas versões ou edições de software, visite o Web site de Suporte Técnico da Microsoft.

Os clientes que necessitem de suporte personalizado para edições anteriores devem contactar o seu representante de equipa de contas da Microsoft, o seu Gestor Técnico de Contas ou o parceiro ou representante Microsoft adequado para obter mais informações sobre opções de suporte personalizado. Os clientes que não disponham de um Contrato Alliance, Premier ou Autorizado podem contactar a subsidiária local da Microsoft. Para obter informações de contacto, visite o Microsoft Worldwide Information, seleccione o país e, em seguida, clique em Go para ver uma lista de números de telefone. Quando telefonar, peça para falar com o Gestor de Vendas de Suporte Premier local. Para mais informações, consulte as Perguntas Mais Frequentes de suporte sobre o ciclo de vida de produto, relativas aos sistemas operativos Windows.

Informações sobre as vulnerabilidades

Classificações da Gravidade da Vulnerabilidade e Impacto de Segurança Máximo por Software Afectado
Software AfectadoVulnerabilidade de Sobrecarga de Pilha na Análise de Ficheiros MDB no Motor Microsoft Jet - CVE-2007-6026Classificação de Gravidade Agregada
Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0Crítica
Execução Remota de Código
Crítica

Verificou-se uma vulnerabilidade de sobrecarga da memória intermédia no Microsoft Jet Database Engine (Jet) que pode permitir a execução remota de código num sistema afectado. Um intruso poderia explorar esta vulnerabilidade criando uma consulta à base de dados especialmente concebida para o efeito e enviando-a através de uma aplicação que utilize o Jet de um sistema afectado. Um intruso que conseguisse tirar partido desta vulnerabilidade poderia obter o controlo total de um sistema afectado. Um intruso poderia então instalar programas; ver, alterar ou eliminar dados; ou ainda criar novas contas com todos os privilégios. Os utilizadores cujas contas estão configuradas com menos direitos de utilização no sistema podem correr menos riscos do que os utilizadores que trabalham com direitos de utilização de administrador.

Para visualizar esta vulnerabilidade como uma entrada comum na lista de Vulnerabilidades e Exposições Comuns, consulte o boletim CVE-2007-6026.

Factores atenuantes para a Vulnerabilidade de Sobrecarga de Pilha na Análise de Ficheiros MDB no Motor Microsoft Jet - CVE-2007-6026

A atenuação refere-se a uma definição, uma configuração comum ou uma prática recomendada geral, que existe num estado predefinido, que poderia reduzir a gravidade da exploração de uma vulnerabilidade. Os seguintes factores atenuantes podem ser úteis para a sua situação:

  • Um intruso que explorasse com sucesso esta vulnerabilidade poderia obter os mesmos privilégios que o utilizador local. Os utilizadores cujas contas estão configuradas com direitos de utilização reduzidos no sistema podem ser menos afectados do que os utilizadores que trabalham com direitos de utilização de administrador.
  • Num cenário de ataque com base na Web, um intruso teria de alojar um Web site contendo um ficheiro Word, especialmente concebido para o efeito, que fosse utilizado para tentar explorar esta vulnerabilidade. Além disso, os Web sites afectados e os Web sites que aceitam ou alojam conteúdos fornecidos por utilizadores poderiam conter conteúdos especialmente concebidos que poderiam explorar esta vulnerabilidade. Um intruso não teria como obrigar os utilizadores a visitar estes Web sites. Em vez disso, um intruso teria de persuadir os utilizadores a visitar o Web site, levando-os normalmente a clicar numa hiperligação presente numa mensagem de correio electrónico, ou num programa de mensagens instantâneas, que levasse o utilizador para o site do intruso.
  • Os que utilizam o Microsoft Outlook 2003 e 2007 como cliente de correio electrónico podem atenuar o vector de correio electrónico HTML para o Outlook 2007 configurando a leitura de mensagens apenas em texto simples.
  • Os sistemas que executam todas as edições suportadas do Windows XP Service Pack 3, Windows Server 2003 Service Pack 2, Windows Vista e Windows Server 2008 não são afectados por esta vulnerabilidade.

Soluções alternativas para a Vulnerabilidade de Sobrecarga de Pilha na Análise de Ficheiros MDB no Motor Microsoft Jet - CVE-2007-6026

Uma solução alternativa refere-se a uma definição ou alteração de configuração que não corrige a vulnerabilidade subjacente, mas que ajudaria a bloquear vectores de ataque conhecidos antes de aplicar a actualização. A Microsoft testou as seguintes soluções alternativas e estados na discussão acerca de casos em que uma solução alternativa reduz a funcionalidade:

  • Restringir a execução do Motor de Base de Dados Microsoft Jet para qualquer aplicação

    Para implementar a solução alternativa, introduza o seguinte comando numa linha de comandos:

    echo y| cacls "%SystemRoot%\system32\msjet40.dll" /E /P everyone:N

    Impacto da solução alternativa. Qualquer aplicação que requeira a utilização do Motor da Base de Dados do Microsoft Jet para efectuar chamadas de acesso a dados não funcionará.

    Como anular esta solução alternativa. Introduza o seguinte comando na linha de comandos

    echo y| cacls "%SystemRoot%\system32\msjet40.dll" /E /R everyone

  • Utilizar a política de grupos para restringir a execução do Motor de Base de Dados Microsoft Jet para qualquer aplicação

    Para implementar a solução alternativa, siga os seguintes passos:

    1. Crie o seguinte script, denominado JetCacls.cmd para fins exemplificativos:

      @echo off
      se existir %systemdrive%\Cacls.log vá para o final
      cacls "%SystemRoot%\system32\msjet40.dll" /E /P everyone:N > nul 2>&1
      echo %date% %time%: Msjet Cacls updated > %systemdrive%\Cacls.log
      :end
      exit
    2. Copie o JetCacls.cmd para a pasta partilhada Netlogon ou para outra pasta partilhada no controlador de domínio a partir do qual o JetCacls.cmd seria executado.
    3. Configure o JetCacls.cmd. No snap-in MMC de Computadores e Utilizadores do Active Directory, clique com o botão direito do rato no nome de domínio e, em seguida, em Propriedades.
    4. Clique no separador Política de Grupos.
    5. Clique em Novo para criar um novo objecto de Política de Grupos (GPO) e introduza JetCacls como nome da política.
    6. Clique na nova política e, em seguida, em Editar.
    7. Expanda Configurações do Windows para Configuração do Computador e clique em Scripts.
    8. Clique duas vezes em Início de sessão e depois em Adicionar. A caixa de diálogo Adicionar um Script surge.
    9. Digite \\servername\sharename\JetCacls.cmd na caixa Nome do Script.
    10. Clique em OK e, em seguida, em Aplicar.
    11. Depois, reinicie os computadores clientes membros deste domínio.

    Impacto da solução alternativa. Qualquer aplicação que requeira a utilização do Motor de Base de Dados Microsoft Jet para efectuar chamadas de acesso a dados não funcionará. Esta restrição visa unicamente aplicações que estejam a ser executadas em computadores clientes no domínio.

  • Bloquear o processamento de ficheiros MDB através da infra-estrutura de correio

    Nota Os utilizadores devem considerar todos os ficheiros da base de dados Jet como tipos de ficheiros não seguros e a Microsoft recomenda que os ficheiros da base de dados transferidos através do correio electrónico sejam considerados suspeitos.

    Para implementar esta solução alternativa, o seu correio electrónico deverá permitir a procura, numa mensagem de correio electrónico, de anexos contendo uma estrutura de ficheiros específica (não apenas a extensão do ficheiro) e executar acções nestes, tais como eliminar, colocar de quarentena, notificar e comunicar o ficheiro detectado.

    Para detectar os ficheiros Jet cujo nome possa ter sido alterado para outro tipo de ficheiro, procure ficheiros com qualquer uma das seguintes assinaturas de 15 bytes na localização 0x4 (sem aspas):

    "Jet System DB "
    "Standard Jet DB"
    "Temp Jet DB "

    Para configurações específicas para clientes Microsoft Exchange que utilizam tecnologias Forefront (anteriormente Antigen), consulte o artigo Segurança do Servidor Microsoft Forefront: Filtragem de Ficheiros para obter mais informações.

    Estas informações foram partilhadas com membros da Microsoft Security Response Alliance. Para utilizar as ferramentas da MSRA para detectar ficheiros MDB, contacte os fornecedores indicados na página inicial da MSRA.

    Impacto da solução alternativa. Os ficheiros detectados por esta configuração serão bloqueados para que o processamento não possa ser efectuado num sistema de correio electrónico de uma organização.

  • Configure o Outlook 2007 para ler o correio em formato de texto simples.
  • Não abra ou guarde ficheiros Jet ou Microsoft Word que tenha recebido de fontes não fidedignas, ou que recebeu de fontes fidedignas mas que de alguma forma não correspondem ao que é habitual. É possível tirar partido desta vulnerabilidade quando um utilizador abre um ficheiro especialmente concebido para o efeito.

Perguntas mais frequentes sobre a Vulnerabilidade de Sobrecarga de Pilha na Análise de Ficheiros MDB no Motor Microsoft Jet - CVE-2007-6026

Qual é a abrangência desta vulnerabilidade?  
Esta é uma vulnerabilidade de execução remota de código. Um intruso remoto anónimo que explorasse esta vulnerabilidade com sucesso poderia executar código arbitrário no contexto do utilizador local.

O que provoca a vulnerabilidade?  
O Motor de Base de Dados Microsoft Jet não executa validações suficientes de uma estrutura de dados. Um intruso poderia explorar esta vulnerabilidade criando uma consulta à base de dados especialmente concebida para o efeito e enviando-a através de uma aplicação que utilize o Jet de um sistema afectado.

O que é o Motor de Base de Dados Microsoft Jet?  
O Motor da Base de Dados do Microsoft Jet proporciona acesso a dados em aplicações como o Microsoft Access, Microsoft Visual Basic e várias aplicações de outras empresas. O Jet pode também ser utilizado por aplicações de Internet que requeiram funcionalidades relacionadas com bases de dados.

Os ficheiros .mdb não estão incluídos na lista de tipos de ficheiros inseguros? Se assim é, por que razão esta vulnerabilidade está classificada como crítica?  
Embora o .mdb esteja na lista de ficheiros inseguros, foi descoberto um novo vector de ataque em que um ficheiro de base de dados do Jet pode ser aberto a partir de um documento Word. Esta actualização bloqueará os ataques actuais, além de fornecer correcções adicionais para o Motor de Base de Dados Jet. Contudo, recomenda-se que os clientes também apliquem as actualizações fornecidas no Boletim de Segurança Microsoft MS08-026: Vulnerabilidades no Microsoft Word poderiam permitir a Execução Remota de Código (951207) para bloquear o vector de ataque recentemente descoberto.

Os ficheiros .mdb devem continuar a ser considerados inseguros?  
Sim. Embora esta actualização bloqueie ataques activos, os ficheiros da base de dados .mdb executam funções inseguras por predefinição. Os clientes devem continuar a usar estes ficheiros com cuidado. Além disso, as aplicações de correio electrónico da Microsoft suportadas continuarão a bloquear a abertura de ficheiros .mdb.

Como poderia um intruso utilizar a vulnerabilidade?  
Um intruso que conseguisse explorar esta vulnerabilidade com êxito poderia obter os mesmos privilégios que o utilizador com sessão iniciada. Se um utilizador tiver sessão iniciada com direitos de utilizador administrativos, um intruso poderia obter controlo total sobre o sistema afectado. Um intruso poderia então instalar programas; ver, alterar ou eliminar dados; ou ainda criar novas contas com todos os privilégios. Os utilizadores cujas contas estão configuradas com menos direitos de utilização no sistema podem correr menos riscos do que os utilizadores que trabalham com direitos de utilização de administrador.

Como poderia um intruso explorar a vulnerabilidade? 
Um intruso poderia explorar esta vulnerabilidade convencendo um utilizador a abrir um ficheiro de base de dados especialmente concebido para o efeito utilizando o Jet. Um intruso que explorasse com sucesso esta vulnerabilidade poderia obter os mesmos privilégios que o utilizador local. Os utilizadores cujas contas estão configuradas com direitos de utilização reduzidos no sistema podem ser menos afectados do que os utilizadores que trabalham com direitos de utilização de administrador.

Num cenário de ataque através de correio electrónico, um intruso poderia explorar a vulnerabilidade enviando ao utilizador um ficheiro Word com um ficheiro .mdb especialmente concebido para o efeito e convencendo o utilizador a abrir o documento ou a visualizar a mensagem de correio electrónico com o ficheiro de imagem especialmente concebido para o efeito. Ou, no caso do Outlook 2003 e Outlook 2007, o ataque poderia ser executado com a visualização do documento em HTML no painel de pré-visualização do Outlook 2003 ou Outlook 2007.

Num cenário de ataque baseado na Web, um intruso teria de alojar um Web site que contivesse um ficheiro Jet ou Word com um ficheiro Jet especialmente concebido para o efeito incorporado para tentar explorar esta vulnerabilidade. Além disso, os Web sites afectados e os Web sites que aceitam ou alojam conteúdos fornecidos por utilizadores poderiam conter conteúdos especialmente concebidos que poderiam explorar esta vulnerabilidade. Um intruso não conseguiria obrigar os utilizadores a visitarem um Web site especialmente concebido para o efeito. Em vez disso, um intruso teria de convencê-los a visitar o Web site, levando-os normalmente a clicar numa hiperligação presente numa mensagem de correio electrónico ou num programa de mensagens instantâneas que os levasse para o site do intruso.

Há alguma coisa que ajude a atenuar o risco de um ataque através de correio electrónico com HTML?
Os sistemas que utilizam o Microsoft Outlook como cliente de correio electrónico podem atenuar o vector de correio electrónico HTML para o Outlook 2003 e Outlook 2007 configurando a leitura de mensagens apenas em formato de texto simples.

Quais os sistemas mais susceptíveis face a esta vulnerabilidade?  
Os sistemas onde está instalada uma versão vulnerável do Motor de Base de Dados Microsoft Jet 4.0 em edições suportadas do Microsoft Windows 2000, Windows XP Service Pack 2 e Windows Server 2003 Service Pack 1 estão mais susceptíveis. Estes sistemas operativos, também incluídos na tabela "Software Afectado" na secção Informações Gerais, são fornecidos com a versão vulnerável do Jet. Por conseguinte, poderá consultar a Pergunta Frequente sobre como determinar se dispõe de uma versão vulnerável do Jet no seu sistema.

Como sei se tenho uma versão vulnerável do Jet?  
Se a versão do Msjet40.dll for inferior a 4.0.9505.0, tem uma versão vulnerável do Jet no seu sistema. A versão 4.0.9505.0 e todas as versões superiores do Msjet40.dll não estão vulneráveis a esta sobrecarga da memória intermédia.

O que faz a actualização?  
A actualização remove a vulnerabilidade melhorando a validação de estruturas de dados no Jet.

Quando este boletim de segurança foi publicado, esta vulnerabilidade já tinha sido divulgada publicamente?  
Sim. Esta vulnerabilidade foi divulgada publicamente, é normalmente denominada como “Vulnerabilidade de Sobrecarga de Pilha na Análise de Ficheiros MDB no Motor Microsoft Jet” e foi-lhe atribuído o número de Vulnerabilidade e Exposição Comum CVE 2007-6026.

Esta actualização de segurança resolve a questão identificada no Aviso de Segurança da Microsoft 950627?  
Sim. O lançamento desta actualização de segurança resolve a questão de segurança no Aviso de Segurança da Microsoft 950627 identificada com o CVE 2008-1092. Após investigar a questão, a Microsoft detectou que se trata da mesma questão que a CVE-2007-6026 e, por isso, foi reclassificada para este boletim de segurança.

Quando este boletim de segurança foi publicado, a Microsoft já tinha recebido relatórios indicando que esta vulnerabilidade estava a ser explorada?  
Sim. Quando o boletim de segurança foi publicado, a Microsoft já tinha recebido informações de que esta vulnerabilidade estava a ser explorada.

A aplicação desta actualização de segurança ajuda a proteger os clientes contra o código que foi divulgado publicamente e que tenta explorar esta vulnerabilidade?  
Sim. Esta actualização de segurança corrige a vulnerabilidade actualmente explorada. À vulnerabilidade que foi corrigida foi atribuído o número de Vulnerabilidade e Exposição Comum CVE-2007-6026.

Informação de actualização

Faça a gestão do software e actualizações de segurança de que necessita para implementação em servidores, ambientes de trabalho e sistemas portáteis na sua organização. Para mais informações, visite o Centro de Gestão de Actualizações TechNet. O Web Site Microsoft TechNet Security fornece informações adicionais sobre segurança em produtos Microsoft.

As actualizações de segurança estão disponíveis no Microsoft Update, no Windows Update e no Office Update. As actualizações de segurança estão também disponíveis no Centro de Transferências da Microsoft. Pode encontrá-las mais facilmente através de uma procura pelas palavras "security update".

Finalmente, as actualizações de segurança podem ser transferidas a partir do Catálogo do Microsoft Update. O Catálogo do Microsoft Update permite pesquisar conteúdos disponibilizados através do Windows Update e do Microsoft Update, incluindo actualizações de segurança, controladores e service packs. Utilizando o número do boletim de segurança para pesquisar (por exemplo, "MS07-036"), pode adicionar todas as actualizações aplicáveis ao seu cesto (incluindo diferentes idiomas para uma actualização) e transferi-las para uma pasta à sua escolha. Para mais informação sobre o Catálogo do Microsoft Update, consulte as Perguntas Mais Frequentes sobre o Catálogo do Microsoft Update.

Orientações de detecção e implementação

A Microsoft forneceu orientações sobre a detecção e implementação das actualizações de segurança deste mês. Estas orientações também auxiliarão os profissionais de informática a compreenderem de que forma podem usar diferentes ferramentas de suporte à implementação de actualizações de segurança, tais como o Windows Update, o Microsoft Update, o Office Update, o Microsoft Baseline Security Analyzer (MBSA), a Office Detection Tool, o Microsoft Systems Management Server (SMS) e a Extended Security Update Inventory Tool. Para obter mais informações, consulte o Artigo 910723 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.

Microsoft Baseline Security Analyzer

O Microsoft Baseline Security Analyzer (MBSA) permite aos administradores procurar actualizações de segurança em falta e comuns erros de configuração de segurança em sistemas locais e remotos. Para obter mais informações acerca do MBSA, visite o Web site do Microsoft Baseline Security Analyzer.

A tabela seguinte fornece o resumo de detecções do MBSA para esta actualização de segurança.

Software MBSA 2.1
Microsoft Windows 2000 Service Pack 4Sim
Windows XP Service Pack 2Sim
Windows XP Professional x64 Edition Sim
Windows Server 2003 Service Pack 1 Sim
Windows Server 2003 x64 Edition Sim
Windows Server 2003 com SP1 para sistemas baseados em Itanium Sim

Para mais informações sobre o MBSA 2.1, consulte as Perguntas Mais Frequentes sobre o MBSA 2.1.

Windows Server Update Services

Ao utilizar os Windows Server Update Services (WSUS), os administradores podem implementar as actualizações críticas mais recentes e as actualizações de segurança para os sistemas operativos Windows 2000 e posteriores, Office XP e posteriores, Exchange Server 2003 e SQL Server 2000 para Windows 2000 e sistemas operativos posteriores. Para mais informações sobre como implementar esta actualização de segurança usando os Windows Server Update Services, visite o Web site dos Windows Server Update Services.

Systems Management Server

A tabela seguinte fornece o resumo de detecções e implementação do SMS para esta actualização de segurança.

SoftwareSMS 2.0SMS 2003 com SUSFPSMS 2003 com ITMUSCCM 2007
Microsoft Windows 2000 Service Pack 4SimSimSimSim
Windows XP Service Pack 2SimSimSimSim
Windows XP Professional x64 Edition NãoNãoSimSim
Windows Server 2003 Service Pack 1 SimSimSimSim
Windows Server 2003 x64 Edition NãoNãoSimSim
Windows Server 2003 com SP1 para sistemas baseados em Itanium NãoNãoSimSim

Para o SMS 2.0 e SMS 2003, o SMS SUS Feature Pack (SUSFP), que inclui a ferramenta Security Update Inventory Tool (SUIT), pode ser usado pelo SMS para detectar actualizações de segurança. Consulte também as transferências para o Systems Management Server 2.0.

Para o SMS 2003, a ferramenta SMS 2003 Inventory Tool for Microsoft Updates (ITMU) pode ser usada pelo SMS para detectar actualizações de segurança que foram oferecidas pelo Microsoft Update e que são suportadas pelos Windows Server Update Services. Para mais informações sobre o SMS 2003 ITMU, consulte SMS 2003 Inventory Tool for Microsoft Updates. O SMS 2003 também pode utilizar a ferramenta Microsoft Office Inventory Tool para detectar as actualizações necessárias para aplicações do Microsoft Office. Para mais informações sobre a ferramenta Office Inventory Tool e outras ferramentas de análise, consulte SMS 2003 Software Update Scanning Tools. Consulte também as transferências para o Systems Management Server 2003.

O System Center Configuration Manager (SCCM) 2007 utiliza o WSUS 3.0 para a detecção de actualizações. Para mais informações sobre o SCCM 2007 Software Update Management, visite o System Center Configuration Manager 2007.

Para mais informações sobre o SMS, visite o Web site do SMS.

Para obter informações mais detalhadas, consulte o Artigo 910723 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft: Lista de resumo de artigos mensais sobre orientações de detecção e implementação.

Software Afectado

Para obter mais informações sobre a actualização de segurança específica do software afectado, clique na ligação adequada:

Windows 2000 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela seguinte contém a informação sobre a actualização de segurança para este software. Pode encontrar informações adicionais na subsecção Informações de implementação, nesta secção.

Inclusão em Service Packs Futuros A actualização para esta questão poderá ser incluída num conjunto de actualizações futuro
Implementação
Instalação sem intervenção do utilizadorMicrosoft Windows 2000 Service Pack 4:
Windows2000-kb950749-x86-enu /quiet
Instalação sem reiniciarMicrosoft Windows 2000 Service Pack 4:
Windows2000-kb950749-x86-enu /norestart
Ficheiro log da actualizaçãoMicrosoft Windows 2000 Service Pack 4:
kb950749.log
Informações adicionaisConsultar a subsecção Orientações e ferramentas de detecção e implementação
Requisito de Reinício
Reinício necessário?Em alguns casos, esta actualização não requer um reinício. Se os ficheiros necessários estiverem a ser utilizados, esta actualização obrigará a reiniciar o computador. Se for esse o caso, será apresentada uma mensagem aconselhando-o a reiniciar.

Para ajudar a reduzir a hipótese de ser necessário reiniciar o computador, interrompa todos os serviços afectados e feche todas as aplicações que possam usar os ficheiros afectados antes de instalar a actualização de segurança. Para mais informações sobre por que razão pode ser solicitada a sua confirmação para o reinício, consulte o Artigo 887012 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.
HotPatchingNão aplicável
Informações de Remoção Microsoft Windows 2000 Service Pack 4:
Utilize a ferramenta Adicionar ou Remover Programas no Painel de Controlo ou o utilitário Spuninst.exe que está localizado na pasta %Windir%\$NTUninstallKB950749$\Spuninst
Informações de Ficheiros Consulte o Artigo 950749 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.
Verificação da Chave de Registo Microsoft Windows Service Pack 4: 

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows 2000\SP5\KB950749\Filelist


Informações de Implementação

Instalação da actualização

Quando instala esta actualização de segurança, o programa de instalação verifica se um ou mais ficheiros que estão a ser actualizados no seu sistema foram alvo de uma actualização anterior através de um hotfix da Microsoft.

Caso tenha instalado anteriormente um hotfix para actualizar um destes ficheiros, o programa de instalação copia os ficheiros RTMQFE, SP1QFE ou SP2QFE para o sistema. Caso contrário, o programa de instalação copia os ficheiros RTMGDR, SP1GDR ou SP2GDR para o sistema. As actualizações de segurança podem não conter todas as variantes destes ficheiros. Para mais informações sobre este comportamento, consulte o Artigo 824994 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.

Para mais informações sobre o programa de instalação, visite o Web site Microsoft TechNet.

Para mais informações sobre a terminologia que é usada neste boletim, tal como hotfix, consulte o Artigo 824684 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.

Esta actualização de segurança suporta os seguintes parâmetros de configuração.

Parâmetros de Instalação de Actualizações de Segurança Suportados
ParâmetroDescrição
/help Apresenta as opções da linha de comandos.
Modos de Configuração
/passive Modo de Configuração Automático. Não é necessária qualquer intervenção por parte do utilizador, mas é apresentado o estado da instalação. Se for necessário um reinício no final da Configuração, será mostrada ao utilizador uma caixa de diálogo com um temporizador, avisando que o computador irá reiniciar passados 30 segundos.
/quiet Modo silencioso. É o mesmo que o modo automático, mas não são apresentadas mensagens de estado ou de erro.
Opções de Reinício
/norestart Não reinicia quando a instalação estiver concluída.
/forcerestart Reinicia o computador depois da instalação e força as outras aplicações a fechar durante o processo de encerramento, sem antes gravar os ficheiros abertos.
/warnrestart[:x] Apresenta uma caixa de diálogo com um temporizador avisando o utilizador de que o computador irá reiniciar dentro de x segundos. (A predefinição é de 30 segundos.) Destinado a ser usado com os parâmetros /quiet ou /passive.
/promptrestart Apresenta uma caixa de diálogo pedindo ao utilizador local que autorize o reinício.
Opções Especiais
/overwriteoem Substitui ficheiros OEM sem aviso.
/nobackup Não faz cópias de segurança dos ficheiros necessários para desinstalação.
/forceappsclose Força outros programas a fechar quando o computador é encerrado.
/log:path Permite o redireccionamento de ficheiros de registo de instalação.
/extract[:path] Extrai ficheiros sem iniciar o programa de Configuração.
/ER Activa o fornecimento de informações sobre erros alargados.
/verbose Activa registo com informações detalhadas. Durante a instalação, cria %Windir%\CabBuild.log. Este registo especifica os ficheiros que são copiados. Usar este parâmetro pode fazer com que a instalação decorra mais lentamente.

Nota É possível combinar estes parâmetros no mesmo comando. Para efeitos de retro-compatibilidade, a actualização de segurança também suporta os parâmetros de configuração que são utilizados pelas versões anteriores do Programa de Configuração. Para mais informações sobre os parâmetros de instalação suportados, consulte o Artigo 262841 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.

Remoção da actualização

Esta actualização de segurança suporta os seguintes parâmetros de configuração.

Parâmetros Spuninst.exe Suportados
ParâmetroDescrição
/help Apresenta as opções da linha de comandos.
Modos de Configuração
/passive Modo de Configuração Automático. Não é necessária qualquer intervenção por parte do utilizador, mas é apresentado o estado da instalação. Se for necessário um reinício no final da Configuração, será mostrada ao utilizador uma caixa de diálogo com um temporizador, avisando que o computador irá reiniciar passados 30 segundos.
/quiet Modo silencioso. É o mesmo que o modo automático, mas não são apresentadas mensagens de estado ou de erro.
Opções de Reinício
/norestart Não reinicia quando a instalação estiver concluída.
/forcerestart Reinicia o computador depois da instalação e força as outras aplicações a fechar durante o processo de encerramento, sem antes gravar os ficheiros abertos.
/warnrestart[:x] Apresenta uma caixa de diálogo com um temporizador avisando o utilizador de que o computador irá reiniciar dentro de x segundos. (A predefinição é de 30 segundos.) Destinado a ser usado com os parâmetros /quiet ou /passive.
/promptrestart Apresenta uma caixa de diálogo pedindo ao utilizador local que autorize o reinício.
Opções Especiais
/forceappsclose Força outros programas a fechar quando o computador é encerrado.
/log:path Permite o redireccionamento de ficheiros de registo de instalação.

Verificar se a actualização foi aplicada

  • Microsoft Baseline Security Analyzer

    Para verificar se uma actualização de segurança foi aplicada num sistema afectado, poderá utilizar a ferramenta Microsoft Baseline Security Analyzer (MBSA). Consulte a secção "Orientações e ferramentas de detecção e implementação" mais acima neste boletim para obter mais informações.

  • Verificação das Versões dos Ficheiros

    Dado existirem várias edições do Microsoft Windows, os passos que se seguem podem ser diferentes no seu sistema. Caso efectivamente o sejam, consulte a documentação do produto para executar estes passos.

    1. Clique em Iniciar e, em seguida, em Procurar.
    2. No painel Resultados da Procura, clique em Todos os ficheiros e pastas no Assistente de Pesquisa.
    3. Na caixa Totalidade ou parte do nome de ficheiro, escreva um nome de ficheiro a partir da tabela de informações de ficheiros adequada e, em seguida, clique em Procurar.
    4. Na lista de ficheiros, clique com o botão direito do rato no nome de ficheiro a partir da tabela de informações de ficheiros adequada e, em seguida, clique em Propriedades.

      Nota Dependendo da edição do sistema operativo, ou dos programas instalados no sistema, alguns dos ficheiros incluídos na tabela de informações de ficheiro poderão não estar instalados.
    5. No separador Versão, determine a versão do ficheiro que está instalada no sistema, comparando-a com a versão que é documentada na tabela de informações de ficheiros adequada.

      Nota Outros atributos que não a versão do ficheiro poderão sofrer alterações durante a instalação. Comparar outros atributos de ficheiro com as informações contidas na tabela de informações de ficheiro não é um método suportado para verificar a aplicação da actualização. Além disso, em determinados casos, o nome dos ficheiros poderá ser alterado durante a instalação. Se as informações de ficheiro ou de versão não estiverem presentes, utilize um dos outros métodos disponíveis para verificar a instalação da actualização.
  • Verificação da Chave de Registo

    Poderá também verificar os ficheiros instalados por esta actualização de segurança consultando as chaves de registo listadas na Tabela de referência, nesta secção.

    Estas chaves de registo poderão não conter uma lista completa dos ficheiros instalados. Além disso, estas chaves de registo poderão não ser criadas correctamente se um administrador ou um OEM integrar ou associar esta actualização de segurança aos ficheiros de origem de instalação do Windows.

Windows XP (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela seguinte contém a informação sobre a actualização de segurança para este software. Pode encontrar informações adicionais na subsecção Informações de implementação, nesta secção.

Inclusão em Service Packs Futuros A actualização para esta questão será incluída num service pack ou num conjunto de actualizações futuros
Implementação
Instalação sem intervenção do utilizadorWindows XP Service Pack 2:
Windowsxp-kb950749-x86-enu /quiet
Windows XP Professional x64 Edition e Windows XP Professional x64 Edition Service Pack 2:
WindowsServer2003.WindowsXP-kb950749-x64-enu /quiet
Instalação sem reiniciarWindows XP Service Pack 2:
Windowsxp-kb950749-x86-enu /norestart
Windows XP Professional x64 Edition e Windows XP Professional x64 Edition Service Pack 2:
WindowsServer2003.WindowsXP-kb950749-x64-enu /norestart
Ficheiro log da actualizaçãoKB950749.log
Informações adicionaisConsultar a subsecção Orientações e ferramentas de detecção e implementação
Requisito de Reinício
Reinício necessário?Em alguns casos, esta actualização não requer um reinício. Se os ficheiros necessários estiverem a ser utilizados, esta actualização obrigará a reiniciar o computador. Se for esse o caso, será apresentada uma mensagem aconselhando-o a reiniciar.

Para ajudar a reduzir a hipótese de ser necessário reiniciar o computador, interrompa todos os serviços afectados e feche todas as aplicações que possam usar os ficheiros afectados antes de instalar a actualização de segurança. Para mais informações sobre por que razão pode ser solicitada a sua confirmação para o reinício, consulte o Artigo 887012 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.
HotPatchingNão aplicável
Informações de Remoção Utilize a ferramenta Adicionar ou Remover Programas no Painel de Controlo ou o utilitário Spuninst.exe que está localizado na pasta %Windir%\$NTUninstallKB950749$\Spuninst
Informações de Ficheiros Consulte o Artigo 950749 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.
Verificação da Chave de Registo Para todas as edições suportadas de 32 bits do Windows XP:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows XP\SP3\KB950749\Filelist
Para todas as edições baseadas em x64 do Windows XP suportadas:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows XP Version 2003\SP3\KB950749\Filelist

Nota Para versões do Windows XP Professional x64 Edition suportadas, esta actualização de segurança é a mesma que para as versões do Windows Server 2003 x64 Edition suportadas.

Informações de Implementação

Instalação da actualização

Quando instala esta actualização de segurança, o programa de instalação verifica se um ou mais ficheiros que estão a ser actualizados no seu sistema foram alvo de uma actualização anterior através de um hotfix da Microsoft.

Caso tenha instalado anteriormente um hotfix para actualizar um destes ficheiros, o programa de instalação copia os ficheiros RTMQFE, SP1QFE ou SP2QFE para o sistema. Caso contrário, o programa de instalação copia os ficheiros RTMGDR, SP1GDR ou SP2GDR para o sistema. As actualizações de segurança podem não conter todas as variantes destes ficheiros. Para mais informações sobre este comportamento, consulte o Artigo 824994 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.

Para mais informações sobre o programa de instalação, visite o Web site Microsoft TechNet.

Para mais informações sobre a terminologia que é usada neste boletim, tal como hotfix, consulte o Artigo 824684 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.

Esta actualização de segurança suporta os seguintes parâmetros de configuração.

Parâmetros de Instalação de Actualizações de Segurança Suportados
ParâmetroDescrição
/help Apresenta as opções da linha de comandos.
Modos de Configuração
/passive Modo de Configuração Automático. Não é necessária qualquer intervenção por parte do utilizador, mas é apresentado o estado da instalação. Se for necessário um reinício no final da Configuração, será mostrada ao utilizador uma caixa de diálogo com um temporizador, avisando que o computador irá reiniciar passados 30 segundos.
/quiet Modo silencioso. É o mesmo que o modo automático, mas não são apresentadas mensagens de estado ou de erro.
Opções de Reinício
/norestart Não reinicia quando a instalação estiver concluída.
/forcerestart Reinicia o computador depois da instalação e força as outras aplicações a fechar durante o processo de encerramento, sem antes gravar os ficheiros abertos.
/warnrestart[:x] Apresenta uma caixa de diálogo com um temporizador avisando o utilizador de que o computador irá reiniciar dentro de x segundos. (A predefinição é de 30 segundos.) Destinado a ser usado com os parâmetros /quiet ou /passive.
/promptrestart Apresenta uma caixa de diálogo pedindo ao utilizador local que autorize o reinício.
Opções Especiais
/overwriteoem Substitui ficheiros OEM sem aviso.
/nobackup Não faz cópias de segurança dos ficheiros necessários para desinstalação.
/forceappsclose Força outros programas a fechar quando o computador é encerrado.
/log:path Permite o redireccionamento de ficheiros de registo de instalação.
/integrate:path Integra a actualização nos ficheiros de origem do Windows. Estes ficheiros estão localizados no caminho que é especificado no parâmetro.
/extract[:path] Extrai ficheiros sem iniciar o programa de Configuração.
/ER Activa o fornecimento de informações sobre erros alargados.
/verbose Activa registo com informações detalhadas. Durante a instalação, cria %Windir%\CabBuild.log. Este registo especifica os ficheiros que são copiados. Usar este parâmetro pode fazer com que a instalação decorra mais lentamente.

Nota É possível combinar estes parâmetros no mesmo comando. Para efeitos de retro-compatibilidade, a actualização de segurança também suporta os parâmetros de configuração que são utilizados pelas versões anteriores do Programa de Configuração. Para mais informações sobre os parâmetros de instalação suportados, consulte o Artigo 262841 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.

Remoção da actualização

Esta actualização de segurança suporta os seguintes parâmetros de configuração.

Parâmetros Spuninst.exe Suportados
ParâmetroDescrição
/help Apresenta as opções da linha de comandos.
Modos de Configuração
/passive Modo de Configuração Automático. Não é necessária qualquer intervenção por parte do utilizador, mas é apresentado o estado da instalação. Se for necessário um reinício no final da Configuração, será mostrada ao utilizador uma caixa de diálogo com um temporizador, avisando que o computador irá reiniciar passados 30 segundos.
/quiet Modo silencioso. É o mesmo que o modo automático, mas não são apresentadas mensagens de estado ou de erro.
Opções de Reinício
/norestart Não reinicia quando a instalação estiver concluída
/forcerestart Reinicia o computador depois da instalação e força as outras aplicações a fechar durante o processo de encerramento, sem antes gravar os ficheiros abertos.
/warnrestart[:x] Apresenta uma caixa de diálogo com um temporizador avisando o utilizador de que o computador irá reiniciar dentro de x segundos. (A predefinição é de 30 segundos.) Destinado a ser usado com os parâmetros /quiet ou /passive.
/promptrestart Apresenta uma caixa de diálogo pedindo ao utilizador local que autorize o reinício.
Opções Especiais
/forceappsclose Força outros programas a fechar quando o computador é encerrado.
/log:path Permite o redireccionamento de ficheiros de registo de instalação.

Verificar se a actualização foi aplicada

  • Microsoft Baseline Security Analyzer

    Para verificar se uma actualização de segurança foi aplicada num sistema afectado, poderá utilizar a ferramenta Microsoft Baseline Security Analyzer (MBSA). Consulte a secção "Orientações e ferramentas de detecção e implementação" mais acima neste boletim para obter mais informações.

  • Verificação das Versões dos Ficheiros

    Dado existirem várias edições do Microsoft Windows, os passos que se seguem podem ser diferentes no seu sistema. Caso efectivamente o sejam, consulte a documentação do produto para executar estes passos.

    1. Clique em Iniciar e, em seguida, em Procurar.
    2. No painel Resultados da Procura, clique em Todos os ficheiros e pastas no Assistente de Pesquisa.
    3. Na caixa Totalidade ou parte do nome de ficheiro, escreva um nome de ficheiro a partir da tabela de informações de ficheiros adequada e, em seguida, clique em Procurar.
    4. Na lista de ficheiros, clique com o botão direito do rato no nome de ficheiro a partir da tabela de informações de ficheiros adequada e, em seguida, clique em Propriedades.

      Nota Dependendo da edição do sistema operativo, ou dos programas instalados no sistema, alguns dos ficheiros incluídos na tabela de informações de ficheiro poderão não estar instalados.
    5. No separador Versão, determine a versão do ficheiro que está instalada no sistema, comparando-a com a versão que é documentada na tabela de informações de ficheiros adequada.

      Nota Outros atributos que não a versão do ficheiro poderão sofrer alterações durante a instalação. Comparar outros atributos de ficheiro com as informações contidas na tabela de informações de ficheiro não é um método suportado para verificar a aplicação da actualização. Além disso, em determinados casos, o nome dos ficheiros poderá ser alterado durante a instalação. Se as informações de ficheiro ou de versão não estiverem presentes, utilize um dos outros métodos disponíveis para verificar a instalação da actualização.
  • Verificação da Chave de Registo

    Poderá também verificar os ficheiros instalados por esta actualização de segurança consultando as chaves de registo listadas na Tabela de referência, nesta secção.

    Estas chaves de registo poderão não conter uma lista completa dos ficheiros instalados. Além disso, estas chaves de registo poderão não ser criadas correctamente se um administrador ou um OEM integrar ou associar esta actualização de segurança aos ficheiros de origem de instalação do Windows.

Windows Server 2003 (todas as edições)

Tabela de referência

A tabela seguinte contém a informação sobre a actualização de segurança para este software. Pode encontrar informações adicionais na subsecção Informações de implementação, nesta secção.

Inclusão em Service Packs Futuros A actualização para esta questão será incluída num service pack ou num conjunto de actualizações futuros
Implementação
Instalação sem intervenção do utilizadorPara Windows Server 2003 Service Pack 1:
Windowsserver2003-kb950749-x86-enu /quiet
Para Windows Server 2003 x64 Edition:
Windowsserver2003.WindowsXP-KB950749-x64-enu /quiet
Para o Windows Server 2003 com SP1 para sistemas baseados em Itanium:
Windowsserver2003-KB950749-ia64-enu /quiet
Instalação sem reiniciarPara Windows Server 2003 Service Pack 1:
Windowsserver2003-kb950749-x86-enu /norestart
Para Windows Server 2003 x64 Edition:
Windowsserver2003.WindowsXP-KB950749-x64-enu /norestart
Para o Windows Server 2003 com SP1 para sistemas baseados em Itanium:
Windowsserver2003-KB950749-ia64-enu /norestart
Ficheiro log da actualizaçãoKB950749.log
Informações adicionaisConsultar a subsecção Orientações e ferramentas de detecção e implementação
Requisito de Reinício
Reinício necessário?Em alguns casos, esta actualização não requer um reinício. Se os ficheiros necessários estiverem a ser utilizados, esta actualização obrigará a reiniciar o computador. Se for esse o caso, será apresentada uma mensagem aconselhando-o a reiniciar.

Para ajudar a reduzir a hipótese de ser necessário reiniciar o computador, interrompa todos os serviços afectados e feche todas as aplicações que possam usar os ficheiros afectados antes de instalar a actualização de segurança. Para mais informações sobre por que razão pode ser solicitada a sua confirmação para o reinício, consulte o Artigo 887012 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.
HotPatchingEsta actualização de segurança não suporta HotPatching. Para obter mais informações sobre HotPatching, consulte o Artigo 897341 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.
Informações de Remoção Utilize a ferramenta Adicionar ou Remover Programas no Painel de Controlo ou o utilitário Spuninst.exe que está localizado na pasta %Windir%\$NTUninstallKB950749$\Spuninst
Informações de Ficheiros Consulte o Artigo 950749 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.
Verificação da Chave de Registo HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Updates\Windows Server 2003\SP2\KB950749\Filelist

Informações de Implementação

Instalação da actualização

Quando instala esta actualização de segurança, o programa de instalação verifica se um ou mais ficheiros que estão a ser actualizados no seu sistema foram alvo de uma actualização anterior através de um hotfix da Microsoft.

Caso tenha instalado anteriormente um hotfix para actualizar um destes ficheiros, o programa de instalação copia os ficheiros RTMQFE, SP1QFE ou SP2QFE para o sistema. Caso contrário, o programa de instalação copia os ficheiros RTMGDR, SP1GDR ou SP2GDR para o sistema. As actualizações de segurança podem não conter todas as variantes destes ficheiros. Para mais informações sobre este comportamento, consulte o Artigo 824994 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.

Para mais informações sobre o programa de instalação, visite o Web site Microsoft TechNet.

Para mais informações sobre a terminologia que é usada neste boletim, tal como hotfix, consulte o Artigo 824684 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.

Esta actualização de segurança suporta os seguintes parâmetros de configuração.

Parâmetros de Instalação de Actualizações de Segurança Suportados
ParâmetroDescrição
/help Apresenta as opções da linha de comandos.
Modos de Configuração
/passive Modo de Configuração Automático. Não é necessária qualquer intervenção por parte do utilizador, mas é apresentado o estado da instalação. Se for necessário um reinício no final da Configuração, será mostrada ao utilizador uma caixa de diálogo com um temporizador, avisando que o computador irá reiniciar passados 30 segundos.
/quiet Modo silencioso. É o mesmo que o modo automático, mas não são apresentadas mensagens de estado ou de erro.
Opções de Reinício
/norestart Não reinicia quando a instalação estiver concluída.
/forcerestart Reinicia o computador depois da instalação e força as outras aplicações a fechar durante o processo de encerramento, sem antes gravar os ficheiros abertos.
/warnrestart[:x] Apresenta uma caixa de diálogo com um temporizador avisando o utilizador de que o computador irá reiniciar dentro de x segundos. (A predefinição é de 30 segundos.) Destinado a ser usado com os parâmetros /quiet ou /passive.
/promptrestart Apresenta uma caixa de diálogo pedindo ao utilizador local que autorize o reinício.
Opções Especiais
/overwriteoem Substitui ficheiros OEM sem aviso.
/nobackup Não faz cópias de segurança dos ficheiros necessários para desinstalação.
/forceappsclose Força outros programas a fechar quando o computador é encerrado.
/log:path Permite o redireccionamento de ficheiros de registo de instalação.
/integrate:path Integra a actualização nos ficheiros de origem do Windows. Estes ficheiros estão localizados no caminho que é especificado no parâmetro.
/extract[:path] Extrai ficheiros sem iniciar o programa de Configuração.
/ER Activa o fornecimento de informações sobre erros alargados.
/verbose Activa registo com informações detalhadas. Durante a instalação, cria %Windir%\CabBuild.log. Este registo especifica os ficheiros que são copiados. Usar este parâmetro pode fazer com que a instalação decorra mais lentamente.

Nota É possível combinar estes parâmetros no mesmo comando. Para efeitos de retro-compatibilidade, a actualização de segurança também suporta muitos dos parâmetros de configuração que são utilizados pelas versões anteriores do Programa de Configuração. Para mais informações sobre os parâmetros de instalação suportados, consulte o Artigo 262841 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.

Remoção da actualização

Esta actualização de segurança suporta os seguintes parâmetros de configuração.

Parâmetros Spuninst.exe Suportados
ParâmetroDescrição
/help Apresenta as opções da linha de comandos.
Modos de Configuração
/passive Modo de Configuração Automático. Não é necessária qualquer intervenção por parte do utilizador, mas é apresentado o estado da instalação. Se for necessário um reinício no final da Configuração, será mostrada ao utilizador uma caixa de diálogo com um temporizador, avisando que o computador irá reiniciar passados 30 segundos.
/quiet Modo silencioso. É o mesmo que o modo automático, mas não são apresentadas mensagens de estado ou de erro.
Opções de Reinício
/norestart Não reinicia quando a instalação estiver concluída.
/forcerestart Reinicia o computador depois da instalação e força as outras aplicações a fechar durante o processo de encerramento, sem antes gravar os ficheiros abertos.
/warnrestart[:x] Apresenta uma caixa de diálogo com um temporizador avisando o utilizador de que o computador irá reiniciar dentro de x segundos. (A predefinição é de 30 segundos.) Destinado a ser usado com os parâmetros /quiet ou /passive.
/promptrestart Apresenta uma caixa de diálogo pedindo ao utilizador local que autorize o reinício.
Opções Especiais
/forceappsclose Força outros programas a fechar quando o computador é encerrado.
/log:path Permite o redireccionamento de ficheiros de registo de instalação.

Verificar se a Actualização foi aplicada

  • Microsoft Baseline Security Analyzer

    Para verificar se uma actualização de segurança foi aplicada num sistema afectado, poderá utilizar a ferramenta Microsoft Baseline Security Analyzer (MBSA). Consulte a secção "Orientações e ferramentas de detecção e implementação" mais acima neste boletim para obter mais informações.

  • Verificação das Versões dos Ficheiros

    Dado existirem várias edições do Microsoft Windows, os passos que se seguem podem ser diferentes no seu sistema. Caso efectivamente o sejam, consulte a documentação do produto para executar estes passos.

    1. Clique em Iniciar e, em seguida, em Procurar.
    2. No painel Resultados da Procura, clique em Todos os ficheiros e pastas no Assistente de Pesquisa.
    3. Na caixa Totalidade ou parte do nome de ficheiro, escreva um nome de ficheiro a partir da tabela de informações de ficheiros adequada e, em seguida, clique em Procurar.
    4. Na lista de ficheiros, clique com o botão direito do rato no nome de ficheiro a partir da tabela de informações de ficheiros adequada e, em seguida, clique em Propriedades.

      Nota Dependendo da edição do sistema operativo, ou dos programas instalados no sistema, alguns dos ficheiros incluídos na tabela de informações de ficheiro poderão não estar instalados.
    5. No separador Versão, determine a versão do ficheiro que está instalada no sistema, comparando-a com a versão que é documentada na tabela de informações de ficheiros adequada.

      Nota Outros atributos que não a versão do ficheiro poderão sofrer alterações durante a instalação. Comparar outros atributos de ficheiro com as informações contidas na tabela de informações de ficheiro não é um método suportado para verificar a aplicação da actualização. Além disso, em determinados casos, o nome dos ficheiros poderá ser alterado durante a instalação. Se as informações de ficheiro ou de versão não estiverem presentes, utilize um dos outros métodos disponíveis para verificar a instalação da actualização.
  • Verificação da Chave de Registo

    Poderá também verificar os ficheiros instalados por esta actualização de segurança consultando as chaves de registo listadas na Tabela de referência, nesta secção.

    Estas chaves de registo poderão não conter uma lista completa dos ficheiros instalados. Além disso, estas chaves de registo poderão não ser criadas correctamente se um administrador ou um OEM integrar ou associar esta actualização de segurança aos ficheiros de origem de instalação do Windows.

Outras informações

Agradecimentos

A Microsoft agradece às seguintes entidades por trabalharem connosco para proteger os clientes:

  • CERT/CC por fornecer informações sobre a questão - CVE-2007-6026
  • ISC/SANS por fornecer informações sobre a questão - CVE-2007-6026
  • Aaron Portnoy, da TippingPoint DVLabs, por fornecer informações sobre a questão - CVE-2007-6026

Assistência

  • Os clientes nos E.U.A. e no Canadá podem receber suporte técnico a partir do Web site de Suporte Técnico da Microsoft em 1-866-PCSAFETY. As chamadas de suporte técnico associadas a actualizações de segurança são gratuitas.
  • Os clientes internacionais podem receber suporte das subsidiárias locais da Microsoft. O suporte técnico associado às actualizações de segurança é gratuito. Para mais informações sobre como contactar a Microsoft relativamente a questões de suporte, visite o Web site de Suporte Internacional.

Exclusão de garantia

As informações fornecidas na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft são fornecidas "tal como estão", sem garantias de qualquer tipo. A Microsoft exclui todas as garantias, sejam expressas ou implícitas, incluindo as garantias de comercialização e adequação a um fim específico. Em caso algum serão a Microsoft Corporation ou os seus fornecedores responsáveis por quaisquer prejuízos, incluindo prejuízos directos, indirectos, incidentais ou consequentes, extraordinários ou por perda de lucros negociais, ainda que a Microsoft Corporation, ou os seus fornecedores tenham sido notificados da possibilidade de ocorrência de tais prejuízos. A exclusão ou limitação de responsabilidade por prejuízos consequentes ou incidentais não é permitida em alguns estados ou jurisdições, pelo que a limitação supra poderá não ser aplicável.

Revisões

  • V1.0 (13 de Maio de 2008): Boletim publicado.
  • V1.1 (28 de Maio de 2008): Adicionada entrada às Perguntas Mais Frequentes sobre a Actualização para clarificar que esta actualização também aborda o CVE-2005-0944.
  • V1.2 (4 de Junho de 2008): Ligação adicionada para o Artigo 950749 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft, na secção Questões Conhecidas, no Resumo Executivo.
  • V1.3 (16 de Julho de 2008): Removida a ligação para o Artigo 950749 da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft, na secção Questões Conhecidas, no Resumo Executivo.

Built at 2014-04-18T01:50:00Z-07:00

Mostrar: